"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."
Quinta-feira, 21 de Agosto de 2014
Carinhas da Alice



Publicado por Tovi às 15:48
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 20 de Agosto de 2014
Protestos violentos em Ferguson

Para melhor compreendermos tudo o que se está a passar em Ferguson convém não esquecer que esta é uma pequena cidade (16 km2) do estado americano do Missouri, com pouco mais de 21 mil habitantes, sendo 29,3% brancos e 67,4% afro-americanos (U.S. Census - 2010). O rendimento per-capita nesta cidade é de 20.524 USDollars (menos de metade do rendimento per-capita dos EUA) e 17,6% da população vive abaixo da linha de pobreza.

{#emotions_dlg.chat} Cronologia dos acontecimentos (por Marcus Lütticke da Deutsche Welle)

9 de agosto de 2014: Michael Brown, de 18 anos, é baleado por um policial em Ferguson, um subúrbio da metrópole de Saint Louis, no estado do Missouri. De início são contraditórias as informações sobre as circunstâncias que levaram aos tiros. Segundo a polícia, Brown teria tentado roubar diversos pacotes de cigarrilhas de uma loja e se comportado de forma "agressiva", antes de ser alvejado. Uma testemunha relata a jornalistas uma sequência de fatos diferente, porém: Brown estaria a caminho para a casa da avó. Ao receber os tiros, teria as mãos levantadas. Como a grande maioria da população de Ferguson, o jovem era afro-americano.

10 de agosto de 2014: Pela manhã a polícia convoca uma coletiva de imprensa. Segundo Jon Belmar, chefe de polícia do condado de St. Louis, o agente que disparou contra Michael Brown foi empurrado de volta para o carro policial e lá "atacado". O primeiro disparo teria sido feito ainda de dentro do veículo, sem atingir ninguém, e os tiros fatais, já do lado de fora. Diversas perguntas da imprensa sobre os acontecimentos permaneceram sem resposta. Em memória de Brown, um grupo se reúne à tarde, nas proximidades do local do homicídio. Alguns oram, outros protestam contra a polícia. Pela noite adentro, os protestos acabam em violência, lojas da área são saqueadas. Um helicóptero policial é atingido por tiros.

11 de agosto de 2014: Trabalhos de limpeza após uma noite de violência. À tarde, os pais de Brown apelam aos manifestantes para que mantenham a calma, mas à noite voltam a ocorrer protestos, violência e saques. Pela primeira vez a polícia emprega gás lacrimogêneo.

12 de agosto de 2014: A polícia se recusa a divulgar o nome do agente atirador, declarando que ele teria recebido ameaças de morte. O presidente Barack Obama pede calma aos habitantes de Ferguson e expressa condolências à família da vítima. Na terceira noite de protestos violentos, há emprego de gás lacrimogêneo e de veículos blindados.

13 de agosto de 2014: Durante o dia, os moradores de Ferguson se manifestam pacificamente. A intervenção da polícia é criticada pela opinião pública. À noite volta a ocorrer violência. As forças de segurança respondem com gás lacrimogêneo e bombas de efeito moral.

14 de agosto de 2014: Obama conclama à "paz e calma" em Ferguson. Jay Nixon, governador do Missouri, transfere o comando da operação, da polícia local para a Missouri State Highway Patrol, a policia estadual. A chefia é entregue a Ronald Jonson, afro-americano e natural de Ferguson. No início da noite, no Gateway Arch, marca registrada de St. Louis, há protestos, a maioria silenciosos, contra a violência policial, com a participação da família de Brown. A noite em Ferguson é tranquila.

15 de agosto de 2014: A polícia revela pela manhã o nome do atirador: Darren Wilson, policial branco com seis anos de experiência profissional que até então nunca chamara a atenção negativamente. À noite há protestos pacíficos, enquanto paralelamente os saques prosseguem. Ocorrem choques entre manifestantes e saqueadores. A polícia está presente, mas se mantém basicamente neutra.

16 de agosto de 2014: O governador Jay Nixon decreta estado de exceção e toque de recolher em Ferguson, entre a meia-noite e as 5h da manhã. Apesar disso, violência e saques continuam.

17 de agosto de 2014: Segundo uma perícia encomendada pelos pais de Michael Brown, o jovem foi atingido por seis balas, duas na cabeça e quatro no braço direito, todas pela frente. Acontecem novos distúrbios à noite, antes mesmo do início do toque de recolher. Manifestantes isolados atacam os policiais com coquetéis molotov, segundo a polícia há também disparos entre a multidão. Os agentes empregam gás lacrimogêneo para dispersar os protestos.

18 de agosto de 2014: Pela manhã cedo, o governador Jay Nixon assina uma portaria permitindo a mobilização da Guarda Nacional americana para Ferguson. Mais tarde, um advogado da família de Brown afirma que uma autópsia privada confirma que o jovem foi atingido por ao menos seis tiros.


«Manuel Rocha» no Facebook >> O problema está travestido de racismo.

«Mario Jeronimo» no Facebook >> David Ribeiro relativamente ao teu comentário inicial, porque é que uns são brancos... e os outros são afro-americanos, e não pretos ou negros???. Abraço.

«David Ribeiro» no Facebook >> Os Afro-americanos são realmente pretos, mas com a diferença que já nasceram e/ou foram criados nos EUA e isso faz a diferença, meu caro Mario Jeronimo.

«Manuel Rocha» no Facebook >> Quantas manifestações anti-racismo têm havido pelo facto da polícia balear criminosos brancos?pelo que me parece nesse estado há mais negros do que brancos... porque não dizem que o negro atacou roubando o branco porque era branco?

«David Ribeiro» no Facebook >> O facto de o negro baleado ter eventualmente atacado ou roubado um branco não dá o direito a ninguém de o matar. Mesmo nos países onde ainda há a a pena de morte, esta só pode ser efectuada após julgamento, meu caro Manuel Rocha.

«Manuel Rocha» no Facebook >> Eu nunca me referi ao direito de matar ou não... a que propósito o diz?

«David Ribeiro» no Facebook >> Foi o que entendi, mas aceito que deverá ter sido erro meu.

«Manuel Rocha» no Facebook >> Ando um pouco farto de se falar em racismo onde não é esse problema que existe.

«David Ribeiro» no Facebook >> Também não me parece que seja um problema de racismo o que se está a passar em Ferguson, mas muito mais um "luta" entre os mais desfavorecidos e os outros. Só que neste caso "os mais desfavorecidos" são negros.

«Manuel Rocha» no Facebook >> É a arma que têm. :(

«António Alves» no Facebook >> O racismo é um problema histórico nos EUA particularmente em relação aos negros. O Estado do Missouri tem uma história eloquente de discriminação e segregação racial. Fazer de conta que o problema não existe é no mínimo perigoso.

«Manuel Rocha» no Facebook >> Se existe; não foi este caso... se o é; porque não referiram o roubo e agressão de um preto com brutalidade contra um branco? É que por azar a maioria nesta comunidade é negra ok?

«António Alves» no Facebook >> Eu considero claramente que existe tendo em conta a sequência dos acontecimentos e o historial americano. Desde janeiro até hoje a polícia americana já abateu a tiro mais de 400 homens negros. Algo de mal se passa na América. Mas admito estar errado e possa pura simplesmente ter sido um caso de um polícia impreparado para o trabalho que tem de executar. Uma outra coisa: a acusação de roubo está por provar. O vídeo mostrado pela polícia em que se vê um negro a roubar uma loja e a empurrar o comerciante de um modo que não podemos inclusivamente considerar muito violento, mas isso obviamente não desculpa o crime de roubo, só apareceu dias depois dos acontecimentos e nele não é possível identificar claramente o assaltante. O que é factual é que o rapaz foi abordado na rua, às duas da tarde, por um carro patrulha para ser revistado e interrogado, recusou-se a isso. Após discussão com os polícias fugiu e de seguida o agente em causa saiu do carro e disparou. O rapaz parou e levantou os braços. De seguida foi abatido com seis tiros. Quatro nos braços e dois na cabeça. O tiro que o matou entrou no cérebro de cima para baixo, facto que é eloquente sobre a cena testemunhada por várias pessoas. A autópsia prova estes factos. Michael Brown, negro,18 anos, tinha acabado o liceu e ia ingressar este ano na universidade. menos de 15% dos negros americanos conseguem tal feito.

«Manuel Rocha» no Facebook >> E pode dizer no historial americano quantos brancos foram abatidos a tiro pela polícia estadunidense? Se acha que nada pode provar mesmo atravéz de um vídeo que seja algo indecoroso como violento, muito menos pode provar sobre a forma que o negro foi abordado pela polícia e como este reagiu não é? Digo-lhe isto frontalmente porque ando fartinho de ver por aqui no burgo atirar pedras de racismo só a brancos como se os negros nunca o fossem!

«António Alves» no Facebook >> Eu não pretendo provar nada. Isso compete aos tribunais americanos. Limito-me a enumerar FACTOS PÚBLICOS sobejamente documentados e a dar a minha opinião. Quanto aos brancos abatidos pela polícia americana. Este ano não chegam aos número dedos das mãos. E eles são a maioria da população. Além de terem uma menor propensão para o crime (vivem melhor e não são discriminados pelo sistema) a abordagem pela polícia e até as sentenças em tribunal, facto comprovado estatisticamente, para crime semelhante são por norma mais "generosas". De qualquer maneira acho inaceitável que alguém pretenda defender a legitimidade da polícia abataer alguém por ter roubado cigarros e bolachas. Se quiser dar-se ao trabalho de ler todos os nomes desta lista e contar aqueles que lhe parecem WASP faça o favor. List of killings by law enforcement officers in the United States 2014 - Wikipedia, the free... Em todas as comunidades humanas existe racismo. Isso não é novidade nenhuma. Existem países africanos que praticam um racismo claro contra outrros cidadãos e etnias. Mas isso não justifica que isso seja aceitável num país com um estado de direito organizado e civilizado.

«Manuel Rocha» no Facebook >> Aqui que eu saiba ninguém falou em "legitimidades" que eu consiga ver; não vislumbro no link que postou mais mortes de negros por assassinato que brancos.

«David Ribeiro» no Facebook >> É muito importante para a análise dos factos saber as alterações demográficas verificadas em Ferguson. A população da cidade desceu drasticamente nas últimas décadas (28.759 habitantes em 1970 para 21.203 em 2010), ao mesmo tempo que a percentagem de brancos e afro-americanos sofria uma alteração radical. No census de 1990 estavam identificados 73,8% brancos e 25,1% negros, mas no ano 2010 a situação era já completamente diferente, com 29,3% de brancos e 67,4% de negros.

«Jorge Veiga» no Facebook >> David Ribeiro eu volto atrás um pouco, mas essa dos afro-americanos faz-me comichão. Ainda ontem examinei uma boa dose de individuos de raça negra, Guineenses (Guiné-Bissau), com dupla nacionalidade. Serão esses Luso-Africanos ou Afro-Lusitanos? Eu acho que são pretos, como nós somos brancos, os chineses amarelos. Que treta de prurido têm os americanos de chamar os bois (como dizemos) pelos nomes? Não há qualquer racismo nisso, pelo menos é o que eu penso. Roubar seja o que for é "feio", mas matar por causa de uns maços de tabaco?!!!!

«David Ribeiro» no Facebook >> Não é uma questão de racismo mas sim uma forma correcta, no meu entender, de indicar que esses negros já nasceram nos EUA, a maior parte deles filhos, netos e bisnetos de negros nascidos no País.

«António Alves» no Facebook >> essa doa afro-americanos é fruto do politicamente correcto tal como os "native americans" para os índios. Em Portugal também é "feio" dizer preto. O "correcto" é negro.

«Jorge Veiga» no Facebook >> a raça é negra. Chamar Negro? por mim serve, mas não vou chamar afro-lusitano a um negro de angola, nem vou chamar luso-africano a um branco nascido em moçambique, ou como queiram...

«António Alves» no Facebook >> até porque as raças não existem. a cor da pele é uma característica que se engloba no mesmo nível de outras como a cor dos olhos ou do cabelo. não é biologicamente lá grande distinção :-)

«Jorge Veiga» no Facebook >> Lá teremos de ir à Wikipédia e substituir a palavra raça por outras, que no fim de contas dizem o mesmo. Há diferenças de genotipo.

«António Alves» no Facebook >> as questões etnoculturais são imensamente mais influenciadoras do comportamento humano que a cor da pele. Ou o genótipo

«Mario Jeronimo» no Facebook >>  David Ribeiro desculpa mas essa de terem ou não nascido no território... deixa a desejar. Ou os tratas por pretos ou negros... e nós por brancos... ou então podemos falar por aqui de afroamericanos.... e caucasianos... porra.

«Jorge Veiga» no Facebook > Concordo com o que diz o Sr Mário Jerónimo. Foi o que atrás referi no caso de um descendente de negros e sendo negro, nascido em Lisboa, para mim é um português (se ele o quizer) e não um Afro-Lusitano (até parece mais uma raça de cavalo, desculpem-me...).

«Diamantino Hugo Pedro» no Facebook >> Em Portugal, a julgar pelo que, por hábito, vem nas noticias, o termo politicamente correcto é "Jovem".



Publicado por Tovi às 09:28
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 19 de Agosto de 2014
Conservas de Sardinha da Minerva

{#emotions_dlg.smile} Acabei de me banquetear com umas conservas de sardinha da MINERVA - Sardinhas Portuguesas em Caldeirada, em Molho Catalão e em Molho de Escabeche - e estou aqui que nem posso. Mais logo, depois de um longo Porto como digestivo, vou tentar dizer-vos quão boas são estas conservas.


«Jorge Veiga» no Facebook >> Onde se compram, ou queres ficar com elas todas...???

«Adao Fernando Batista Bastos» no Facebook >> Conservas Minerva de A Poveira, tão boas como as da Pinhais de Matosinhos! Talvez se vendam em mercearias como por exemplo a Casa Januário (Pinhais sempre!)que fica no Bonjardim, esquina com Rua Formosa. Não sei se ainda existe a La Gôndola em Perafita, especializada em conservas de anchova... filetes com lombos de sardinha com muitos meses de salmoura! A anchova é boa fresca. aberta e grelhada, quando há. Ai Matosinhos...

«David Ribeiro» no Facebook >> Estas conservas da Minerva comprei-as no Continente de Matosinhos e embora sejam "conservas gourmet" têm um preço muito simpático - entre 1,99 e 2,35 € - uma excelente relação preço / qualidade.

«Adao Fernando Batista Bastos» no Facebook >> Excelente design apelativo ao paladar, os olhos também comem.Há 20 anos, a Cerlei-Serralharia Leixões, fabricava e exportava latas para as conservas... Bons tempos.

«David Ribeiro» no Facebook >> {#emotions_dlg.star} Desde 1942 que as conservas Minerva, da «Fábrica de Conservas A Poveira», surpreendem pela sua qualidade superior. São produzidas com peixe fresco, capturado diariamente na costa portuguesa, seleccionado e preparado manualmente para surpreender o gosto mais exigente. Desde 2013 uma nova unidade fabril no Parque Industrial de Laúndos, Póvoa de Varzim, deu a esta empresa uma grande capacidade de congelação, 500 toneladas, melhorando a gestão dos stocks de matéria-prima, fundamental para fazer face ao grande desafio desta indústria: a falta de peixe. A nova fábrica está equipada com a mais avançada tecnologia disponível no sector, o que não a impede de continuar a apostar nos métodos de fabrico tradicionais. É pela conjugação das técnicas tradicionais, com avançada tecnologia e métodos rigorosos de controlo da qualidade que «A Poveira» alcança a reconhecida excelência dos seus produtos.

«Maria Vilar de Almeida» no Facebook >> 3 latas?! Ufa!!

«Gonçalo Moreira» no Facebook >> Uma boa escolha David!

«Isabel Branco Martins» no Facebook >> Produto de MUITA qualidade

«David Ribeiro» no Facebook >> {#emotions_dlg.star} Não será um “vinho dos Deuses”, mas foi muito bom para uma petiscada com sardinhas de conserva - Arestel Extra Brut Vintage 2011 (Arsa Saint Sadurni D'Anoia - CRC LT-2020986) - Comprado no Lidl - Porto / Agramonte em 15Ago2014 por 2,09€ a garrafa de 75cl.



Publicado por Tovi às 14:45
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 18 de Agosto de 2014
Braga 3 - 0 Boavista

Ninguém deveria estar à espera de um bom resultado neste jogo que marcou o regresso ao campeonato maior do futebol português da equipa Boavisteira. Mas perder por três a zero foi pesado para a realidade do jogo. Os Axadrezados tiveram uma postura correcta e o jogo foi equilibrado, apesar de não termos criado lances de grande perigo para a baliza bracarense. Falta ao Boavista uma melhor construção de jogo. A arbitragem foi fraca, sem se poder considerar que tenha sido facciosa.

{#emotions_dlg.ok} Força Boavista!...



Publicado por Tovi às 09:17
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 17 de Agosto de 2014
A moção de António Costa às Primárias do PS

Já li as medidas que António Costa quer aplicar se vencer as primárias do PS… e li com a maior atenção. E gostei especialmente de:

{#emotions_dlg.star} Rever "o sistema eleitoral para a Assembleia da República e do sistema de governo das autarquias locais". No Parlamento, propõe-se uma "reforma do sistema eleitoral no sentido de uma representação proporcional personalizada, introduzindo círculos uninominais".

{#emotions_dlg.star} Descentralizar competências para as Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional, "com a eleição dos respectivos órgãos de governo por todos os autarcas de cada região, até ao nível de freguesia".


«Pica Miolos» no Facebook >> É tudo uma questão de crença, tal como no futebol antes do inicio do campeonato... São todos candidatos à vitória final!

«Carlos Wehdorn» no Facebook >> se não fizer nada disso acontece-lhe o quê? promessas... promessas... pelos vistos em Lisboa ia instalar wi-fi grátis... até hoje nada

«Pica Miolos» no Facebook >> A culpa não é do Costa, mas sim de todos os que ainda acreditam na homilia!

E não aprendem!

«Carlos Ramos» no Facebook >> Todos, em todas as eleições, te prometem o manjar que gostarias de comer. Mas, ainda não viste que a agulha está na veia, e que te chupam o sangue que querem? Claro que de eleição para eleição muda um bocadinho o figurino, mas é preciso ser muito "desatento" para continuar a cair no mesmo, no mesmíssimo logro!

«Pedro Baptista» no Facebook >> Alguma vez o PS deixou de prometer isso? O problema é quando são governo. E Costa já esteve muitas vezes, boicotou sempre a Reg… Não sejam anjinhos nem façam dos outros anjolas. O caminho da Reg. tem de ser outro.

«Silva José Augusto» no Facebook >> REGIONALIZAÇÃO!!! A regionalização é o paracetamol que regularmente aparece nas receitas que alguns políticos prometem passar se um dia chegarem ao “centro de saúde” (leia-se governo), o grande problema é que os senhores “doutores” que prometem tratar melhor a “saúde” dos “pacientes” (portugueses) dizem que o medicamento é um analgésico sem qualidades anti-inflamatórias, como não acaba com a maleita fica tudo como está até ao aparecimento do remédio milagroso. Portugal corre o risco de contrair (de forma generalizada) uma pandemia que obrigará ao isolamento do foco do surto e à gestão local, e isolada, da moléstia.



Publicado por Tovi às 08:52
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 16 de Agosto de 2014
Um sábado de manhã na Baixa do Porto

Andava eu no Bolhão nas minhas comprinhas de sábado de manhã, quando as minhas filhas me telefonaram a dizer que também estavam na baixa do Porto. Encontramo-nos no “Vício do Café”, na rua de Passos Manuel, e fomos depois dar uma passeata na rua de Santa Catarina até à Capela das Almas, onde apanhamos o metro para casa. É bom passear na baixa do Porto com as filhas e a neta… Baixa do Porto cada vez mais bonita e atraente.


«Mariajoana Sena Lopes Ribeiro» no Facebook >>Correção, era na Leitaria da Baixa. (5 estrelas)

«David Ribeiro» no Facebook >> São ao lado uma da outra... daí a minha confusão :-)

«Rosa Martins» no Facebook >> ola..... a Alice tao liiinnda como sempre. obr.,,, joanita pela foto... beijinhos.. um especial e pequerrucha claro.. lol

«David Ribeiro» no Facebook >> {#emotions_dlg.star} E durante esta tarde de verão a Alice toda contente... em actividades (paranormais).

«Jorge Veiga» no Facebook >> bichos berdes?

«Maria Vilar de Almeida» no Facebook >> É mesmo a Alicinha?! Que coisa tããão fofinhaaa... futura austronauta?! ;-)


Tags: , ,

Publicado por Tovi às 15:42
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 15 de Agosto de 2014
Tribunal Constitucional versus Governo de Portugal

Há por aí muito boa gente, e alguns destes até são meus amigos e companheiros de luta pela cidadania, que dizem não haver razão para a existência de um Tribunal Constitucional no Portugal de hoje. Não sei se isso será mesmo assim, até porque o que me parece estar eventualmente em causa será o texto da Constituição da República e não quem tem por obrigação de zelar pelo seu cumprimento. E faço esta reflexão porque mais uma vez os juízes do TC pronunciaram-se sobre dois assuntos importantíssimos para os portugueses - aceitaram parcialmente os cortes salariais na função pública e declararam inconstitucional a Contribuição de Sustentabilidade – ficando este Governo já a contar com nove chumbos e meio nesta disputa com o Tribunal Constitucional. Não sei se este “jogo” é daqueles que muda aos dez e acaba aos vinte, pois se assim é ainda temos muito mais que gramar. E já agora: O Cavaco ainda está de férias?


«Raul Vaz Osorio» no Facebook >> Penso que é altura de repensar o TC, definindo-o claramente como órgão técnico ou politico. Assim como está, é um orgão pseudo-técnico que nāo assume claramente o seus cariz eminentemente politico, o que me parece desadequado anos tempos que vivemos.

«Mario Pinheiro» no Facebook >> As questões equacionadas pelo David são recorrentes e surgem sempre que a governação é contrariada nos seus propósitos pelo TC, desde logo porque há a tentação de confundir a legitimidade da maioria com a possibilidade de ignorar a minoria, contrariando o disposto no Artº 114 da CRP (Constituição da República Portuguesa), onde se consagra o direito da oposição. Daí a cair-se na contestação da CRP vai um pequeno passo. E duas questões desde logo se colocam: que revisão se pretende? Como se pretende fazê-la? Comecemos pela segunda – a revisão da CRP implica regras e uma delas obriga a que as alterações sejam aprovadas por 2/3 dos deputados em efectividade de funções – Artº 286, nº 1. Quanto ao que se pretende rever, será que o que impede a boa governação e precisa ser alterado é o princípio da igualdade consignado no Artº 13, nº 1 – o que significa que todos os cidadãos são iguais perante a lei? Pretende-se instituir a discricionariedade? Ou é o Artº 18º da CRP que estabelece o princípio da proibição do excesso e o da proporcionalidade conjuntamente com o princípio da necessidade? Será que não queremos TODOS viver num país de Direito e Democrático? Pelas razões acima se conclui que a revisão da CRP tem regras e que a não serem contempladas estaríamos perante um golpe de estado e por outro lado as disposições constitucionais que parecem limitar a vontade da maioria são universais e a sua não obediência significaria um recuo civilizacional inadmissível. Então o que resta para rever? A constituição do TC? A substituição do TC por outro órgão a que seja cometida a mesma responsabilidade? Porque não, desde que preencha as condições de revisão inscritas acima – Artº 286, nº1, da CRP - e traduzam a vontade de uma ampla maioria. O que parece inaceitável é ter uma CR  sem que esteja constituído o órgão que garanta zelar pelo seu cumprimento. Estou seguro que, em qualquer circunstância, os descontentes com as limitações que lhes são impostas, mas pouco incomodados com as limitações que impõe aos outros, reclamarão sempre até ao momento em que se encontrem na posição inversa. E o jogo democrático faz-se com alternância de maiorias. A primeira luta pela cidadania é a luta pela democracia.

«Albertino Amaral» no Facebook >> Confesso muito sinceramente, que já me pergunto: Afinal quem governa o país, o Governo ou o TC? Será que o actual governo desconhece a Constituição, para se sujeitar a tantas negas, ou trata-se mesmo de incompetência?

«Raul Vaz Osorio» no Facebook >> Eu nāo tenho qualquer dúvida quanto à necessidade de a) respeitar a Constituição e b) existir um órgão de fiscalização constitucional. A discussão penso que se centra na forma de tal orgão o que condiciona a forma como é percebida a sua legitimidade junto da opiniāo publica embora nāo a substância da mesma. Quanto as perguntas do Albertino Amaral, a resposta à primeira é simples e clara, quem governa é o governo, o TC apenas baliza essa governação à luz da Constituição, num sistema de contrapesos essencial à democracia. Já a segunda levanta-me também muitas dúvidas, mas estou convicto que se trata de um misto de incompetência e oportunismo politico, sendo o TC um excelente bode expiatório.



Publicado por Tovi às 12:08
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 14 de Agosto de 2014
Família Espírito Santo

(Jornal "The Times" – 16Jul2014)

{#emotions_dlg.sidemouth} Em bom português dir-se-á: Uma família de trampa.


«Luiz da Cunha» no Facebook >> QUE VERGONHA!!!!!!!!!! :(

«Jose Riobom» no Facebook >> ... escumalha... ladrões... bandalhos... família descendente de  bastardos...

«Albertino Amaral» no Facebook >> NÃO GOSTO... Julgava-o mais competente, Dr. Ricardo Salgado...!

«Jose Riobom» no Facbook >> ... os filhos de putas sempre quiseram ser bem nascidos... mas não passam disso mesmo, bastardos até à última geração...

«Zé Zen» no Facebook >> Perdido o piu, fica-lhe a arrogância. :/

«David Ribeiro» no Facebook >> {#emotions_dlg.star} Com a devida vénia ao João José Cardoso e ao «Aventar» onde fui “roubar” esta pérola.

«Pedro Felgar Couteiro» no Facebook >> Pobres ricos pulhas... Mas sim, a antropologia não serve só para descrever e perceber os miseráveis (no sentido de Victor Hugo)



Publicado por Tovi às 09:33
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 13 de Agosto de 2014
A Câmara do Porto na corrida pela STCP

Muito bem!... {#emotions_dlg.smile}

{#emotions_dlg.chat} O presidente da Câmara Municipal do Porto anuncia hoje no Público que a autarquia vai concorrer à concessão da STCP para defender o serviço público e o interesse da cidade, já que receia que a empresa nas mãos de privados com o presente caderno de encargos da concessão lançada comporta riscos. Rui Moreira quer assegurar um bom serviço público e, simultaneamente, assegurar o futuro dos trabalhadores da sociedade.


«Jose Riobom» no Facebook >> ..... apoiado !!!! ..... e o metro..... e tudo que diga respeito exclusivo a esta cidade..... está na hora da separação da mouraria execranda !!!

«Albertino Amaral» no Facebook >> Era previsível esta decisão do Presidente....!

«Raul Vaz Osorio» no Facebook >> Como de costume, temos presidente. Claro que, salvo impossibilidade por férias, o nosso má-língua de serviço nāo tarda aí com um motivo fantasioso ou esotérico para nos provar que Rui Moreira é, afinal, um incompetents corrupto. No entanto nós, os sãos de espírito, vamos continuar a ver a realidade tal como ela é e nāo como ele a vê.

«David Ribeiro» no Facebook >> Guilherme Pinto, Presidente da Câmara de Matosinhos, já veio publicamente saudar a entrada do Porto na corrida pela gestão da STCP e até propõe uma gestão partilhada se Rui Moreira vencer o concurso. Eu até vou mais longe e gostaria de ver todos os municípios do Grande Porto de alma e coração nesta luta para ficarmos com a empresa de transportes públicos mais importante da nossa região.

«Jorge Veiga» no Facebook >> Caros amigos, embora entenda a vossa euforia com o RM, deixem-me dizer que como estamos muito mal habituados, neste santo país, com o comportamento dos nossos governantes e autarcas, que eu preferiria falar no fim do mandato. Isto sem invalidar palavras de concordancia ou discordancia com as atitudes do PC do Porto.

 



Publicado por Tovi às 13:02
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 12 de Agosto de 2014
Verão com irregularidades nas temperaturas

Não é que estejam uns dias frios, mas estão desagradáveis para a época

...e os meus cães já “pedem” o fogão de sala aceso {#emotions_dlg.blink}


«Zé Carlos no Facebook >> Suspeito que eles já sentem que o verão acabou. E se calhar estão certos.



Publicado por Tovi às 10:26
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 11 de Agosto de 2014
Sovina Amber Vintage

 Cerveja artesanal

Ontem bebi em casa de uma das minhas filhas uma cerveja artesanal invulgar – Sovina Amber Vintage – maturada em casco antigo de Vinho do Porto da Quinta dos Tourais. A sua intensidade de aromas e textura aveludada, conferem-lhe uma complexidade e paladar subtilmente distinto. Acompanhou perfeitamente uma Feijoada de Marisco.



Publicado por Tovi às 15:25
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 10 de Agosto de 2014
World Dog Show Helsinki 2014

Está a decorrer na Finlândia, desde 6ª feira e até ao dia de hoje, o World Dog Show Helsinki 2014. Mais de 21.200 cães de 360 diferentes raças participam neste evento anual da Fédération Cynologique Internationale (FCI), este ano organizado pelo Finnish Kennel Club.


«David Ribeiro» no Facebook >> {#emotions_dlg.star} Duas raças portuguesas em ringue no World Dog Show Helsinki 2014: Cão de Água e o "Vasquinho", um Podengo Pequeno de Pêlo Cerdoso, que foi o melhor da raça (BOB) e também adicionou mais dois títulos para o seu vasto palmarés: Campeão Finlandês e Campeão do Mundo de Veteranos.

«Jorge Veiga» no Facebook >> Lindo!



Publicado por Tovi às 09:23
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 9 de Agosto de 2014
Arterístico - Arte, Turismo e Cultura

 JN de hoje

O JN de hoje trás uma interessante reportagem (por Ana Peixoto Fernandes) sobre a Arterístico - Arte, Turismo e Cultura, Lda, a empresa de duas amigas do Porto [uma delas é minha filha] que reinventaram três ícones da tradição portuguesa, o galo de Barcelos, a lavradeira de Viana e o zé-povinho, transformando-os no Salvador, na Ana e no José.


«Maria Sa» no Facebook >> Parabéns e muito boa sorte !!

«Loja Do Pecado Guimaraes» no Facebook >> Quem sai aos seus na ê de Genebra... rsrsrs excelente iniciativa

«Isabel Branco Martins» no Facebook >> Muitos parabéns e felicidades



Publicado por Tovi às 11:55
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 8 de Agosto de 2014
Resposta da Rússia às sanções económicas

Isto pode ser grave para a Região Duriense. Embora o mercado Russo só represente 0,4% de todo o Vinho do Porto comercializado no primeiro semestre deste ano, a verdade é que grão-a-grão enche a galinha o papo. Segundo os últimos dados conhecidos a Rússia é o 15º mercado para o Vinho do Porto (15.304 caixas de 12 garrafas de 75 cl. – 800.184 euros - de Janeiro a Junho de 2014).


«Albertino Amaral» no Facebook >> Era de esperar que os russos reagissem assim e Portugal sai a perder com estas resoluções políticas. Não convinha nada, nesta altura do campeonato...

«Henrique Camões» no Facebook >> O mercado ajusta-se automaticamente, se não podem comprar directamente compram indirectamente, e a China poderá resolver a questão.

«Joaquim Leal» no Facebook >> Ai não querem do vom binho?... não sabem o que perdem.

«Carlos Ramos» no Facebook >> Como Putin quer fazer guerra à UE e EUA mas não quer carestia e descontentamento internos, vão comprar as coisas a um país intermediário. Pode sair mais caro mas dinheiro não é problema.

«Gonçalo Moreira» no Facebook >> Para o sector das conservas tb n é famoso...

«Guilherme Lickfold» no Facebook >> Há "coisas" que tem mesmo de ser... não podemos condenar certas situações e depois queixarmo-nos das questões económicas.

«Henrique Camões» no Facebook >> À riscos maiores a ser considerados que os riscos comerciais, a Rússia, não é um país qualquer, qualquer animal quando acossado responde com violência, e a violência é proporcional ao porte, esperemos que a Rússia não se transforme nesse animal (de grande porte) acossado.

«Paulo Ferreira» no Facebook >> toda esta gente não sabe com quem se está a meter !! deixai vir o frio que até me vai dar vontade de rir???????



Publicado por Tovi às 09:15
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 7 de Agosto de 2014
Herdade da Comporta

Se a Herdade da Comporta, da família Espírito Santo, for alienada como está previsto a tudo o que foi parar ao “bad bank”, espero bem que o comprador seja alguém que continue a fazer estes vinhos. Seria uma pena perder-se este projecto vitivinícola de reconhecida qualidade que está implantado em cerca de 35 hectares (30 ha - Tinto e 5 ha - Branco) e onde se destacam as castas tintas Aragonez, Trincadeira, Alicante Bouschet e Touriga Franca, e as castas brancas Arinto e Antão Vaz.


«António Alves» no Facebook >> Não é líquido que esteja no bad bank ou em qq bank.

«Luiz da Cunha» no Facebook >> David Ribeiro, estás no ramo da publicidade? Recebes pelo bom ou pelo "bad" ??? ehehehheh

«António Vidal» no Facebook >> Ainda o propões para uma medalha!!!!

«David Ribeiro» no Facebook >> Que se saiba a Herdade da Comporta - Atividades Agro Silvícolas e Turísticas, S.A. estava no grupo de empresas da Rioforte, pelo que tudo leva a crer que vai para o “bad bank”.

«António Alves» no Facebook >> Então confirma-se: a carne vai para o bad bank e nós pagamos os ossos no good bank

«David Ribeiro» no Facebook >> Para já todas as obras que estavam a decorrer na Herdade da Comporta, e eram muitas, estão completamente paradas, não se sabendo se irão ter continuidade os investimentos que por lá se estavam a fazer.

«Jose Riobom» no Facebook >> ...... bad bank..... = ... bad wine !! ..... será ???



Publicado por Tovi às 08:38
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Agosto 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Número de visitantes
Posts recentes

Carinhas da Alice

Protestos violentos em Fe...

Conservas de Sardinha da ...

Braga 3 - 0 Boavista

A moção de António Costa ...

Um sábado de manhã na Bai...

Tribunal Constitucional v...

Família Espírito Santo

A Câmara do Porto na corr...

Verão com irregularidades...

Sovina Amber Vintage

World Dog Show Helsinki 2...

Arterístico - Arte, Turis...

Resposta da Rússia às san...

Herdade da Comporta

O futuro da Escócia

Regulamento para Arrumado...

O fim do BES

Ébola fora de controlo

Parabéns Boavista

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus

blogs SAPO
David Ribeiro

Cria o teu cartão de visita