"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."
Segunda-feira, 27 de Junho de 2016
Eleições Gerais em Espanha

Espanha bandeira aa.jpg

O resultado da votação nas eleições gerais em Espanha, que tiveram lugar ontem e onde foram eleitos os 350 deputados para o Congresso, foi o seguinte:

PP = 137 deputados;
PSOE = 85 deputados;
Unidos Podemos = 71 deputados;
Ciudadanos = 32 deputados;
Outros partidos = 9+8+5+2+1 deputados.

Nas eleições anteriores, o PP tinha conseguido eleger 123 deputados, o PSOE 90, o Podemos 69 e o Ciudadanos 40. Esquerda Republicana da Catalunha (9), Democracia e Liberdade (8), Partido Nacionalista Basco (6) e outros pequenos partidos (5) completavam um parlamento para o qual eram precisos 176 deputados para a maioria.

Estou em crer que não vai ser fácil a formação de um novo Governo… mas vamos aguardar as conversações interpartidárias que forçosamente terão lugar nos próximos dias.



Publicado por Tovi às 08:59
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 26 de Junho de 2016
Batalha de São Mamede

Passaram na sexta-feira 888 anos sobre a data em que aconteceu a Batalha de São Mamede, momento tão bem recordado neste texto do meu amigo Pedro Baptista:

Batalha de São Mamede 24Jun1128 aa.jpg

Portugal tem hoje, dia de São João, o octingentésimo octogésimo oitavo aniversário da sua fundação, a entendê-la, como a nosso ver deve ser entendida, com a Batalha de São Mamede, ocorrida em Guimarães a 24 de Junho de 1128. Foi nesta ocorrência que Afonso Henriques rompeu definitivamente com o domínio galego sobre o Condado Portucalense, prendendo a mãe e todo o seu séquito galeguista. A partir daqui, com o apoio dos senhores do Entre Douro e Minho e alargando o seu domínio a todo o território até Coimbra, Afonso vai assinar “pela providência de Deus, príncipe de todo o Portugal". Esta aventura de um país independente tinha começado a e sua consecução, ao cabo destes 888 anos, tem contornos que, por vezes, parecem indicar ter sido um milagre. Com base nas noções de equilíbrio, simetria, infinitude e eternidade o 888 é um número mítico das numerologias que indica, no oriente, triplamente saúde e prosperidade. Assim seja, embora, sem mitos, não pareça nada.



Publicado por Tovi às 12:00
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 25 de Junho de 2016
Croácia 0 – 1 Portugal

Croácia x Portugal ab.jpg

Já vamos a caminho de Marselha… que esta vitória contra a Croácia, suada até ao último minuto do prolongamento, garantiu-nos o direito a defrontar a Polónia nos quartos-de-final do EURO2016

A Croácia não era um adversário "fácil", mas também não jogou nada que se visse, parecendo-me no fim do tempo regulamentar que eu até já tinha visto jogos mais interessantes nos encontros das distritais. Mas ao minuto 116 a bola é enviada para o segundo poste por Nani, Ronaldo remata contra Subasic e a bola sobra para Quaresma que toca de cabeça para uma baliza completamente aberta. Estava feito o resultado: Vitória de Portugal sobre a Croácia por um a zero.



Publicado por Tovi às 23:12
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 24 de Junho de 2016
Bye Bye United Kingdom

Brexit ab.png

Depois de uma campanha eleitoral em que os “in” e os “out” à permanência do Reino Unido na União Europeia estiveram sempre praticamente empatados, o referendo de ontem veio ditar por 51,9% contra 48,1% a vitória do BREXIT. David Cameron já anunciou que não vai continuar como Primeiro-Ministro e Nigel Farage, líder do Partido de Independência do Reino Unido (UKIP) e um dos principais rostos pela saída do país da UE, afirmou que estamos perante “a victory for real people, a victory for ordinary people, a victory for decent people”. Será?... Ainda é cedo para o dizer, mas que a União Europeia e o Reino Unido nunca mais vão ser os mesmos, isso é certo.

 

  Comentários no Facebook

«Raul Vaz Osorio» >> David Cameron é agora oficialmente, o maior palerma da História.

«David Ribeiro» >> O “tiro” demagógico de nas últimas eleições ter prometido um referendo à UE saiu-lhe pela culatra. O mal disto tudo, na minha óptica, é o risco do aparecimento de forças xenófobas e antidemocratas, sejam elas de esquerda ou de direita.

«Raul Vaz Osorio» >> Risco? O que chamas a Nigel Farage e Boris Johnson?

«Pedro Daniel Santos» >> Agora, segundo o que disse o presidente da Comissão Europeia "out is out". Mas na verdade, não sei até que ponto é que podemos confiar em lideranças que se têm provado ser as mais fracas de sempre na história da Europa. Acho que vamos ter uma negociação longa e penosa em que no final Inglaterra fica de fora da União em tudo o que quer e dentro em tudo o que lhe dá jeito. E isso sim é o pior cenário possível.

«Manuel Barbosa» >> chega de abusos da UE

«Jorge Oliveira E Sousa» >> Que avance agora a Eurorregião da Galiza-Norte de Portugal

«Pedro Simões» >> Resta perceber o que vai acontecer. Porque muito provavelmente o RU vai querer manter presenca no mercado unico e livre circulacao de pessoas. O que significa um acordo tipo Noruega ou Suica, ter de seguir a maior parte das regulacoes, manter portas abertas a emigracao, mas sem representacao na UE. Mais - muito provavelmente o centro financeiro europeu vai comecar a deslocar-se ainda mais para Luxemburgo e Frankfurt... Por outro lado, muito provavelmente a Escocia nao vai descansar enquanto nao houver um referendo de independencia, e desta vez a cartada do "se sairem do RU vao ter de sair da UE" funciona ao contrario - para manterem presenca na UE, tem de sair da UE... Agora, o impacto a serio vai ser na Irlanda... Mais uma vez ha uma clivagem geracional, e os mais jovens terao de viver com uma decisao que nao queriam (quem tem menos de 43 anos votou para ficar). É por isso que certo tipo de decisoes nao devem ser tomadas por referendo - pelo menos sem haver uma maioria clara. O referendo nao deve ser repetido - mas evidentemente uma geracao tera de viver com - e ser desproporcionalmente afectada por - uma decisao tomada por outra...

«David Ribeiro» >> Há não só uma clivagem geracional mas também, e não menos importante, uma clivagem geográfica. O futuro da Escócia e da Irlanda do Norte no Reino Unido é periclitante.

«Pedro Simões» >> Dificilmente a Escocia fica... Irlanda do Norte menos claro - mas pode cair (efeito domino depois da Escocia sair...). E se Escocia sai... temos Catalunha...

«Pedro Baptista» >> E aconteceu mesmo! De nada valeram as sondagens arranjadas nos últimos dias que contrariariam as que repetidamente vinham a indicar a saída. Tão pouco o metralhar das análises a ceiar o consenso que dava a vitória certa à permanência. Agora 70% vão dizer que é menos importante do que se dizia, pois os britânicos tiveram sempre um pé fora e outro dentro, 20%, entre os quais nós próprios, dirão que é altura de aproveitar o sobressalto para reformar no sentido federalista a União, e haverá ainda uns 10%, na área do PC e do BE a dizer (com satisfação) que é a Europa a desagregar-se. Engraçado, será o que se passará na Escócia que foi ameaçada no último referendo sobre a independência, pelos burocratas de Bruxelas com Durão Barroso à cabeça, de ficar de fora da UE se avançasse na separação. É claro que vão querer novo referendo com o independentistas a defenderem a sua continuação na União e os integracionistas perdidos da cabeça, té porque a maioria, que são trabalhistas, foi contra a saída do Reino Unido da União. Finalmente, na Alemanha, haverá quem diga entre dentes: ainda não foi desta que conseguimos atravessar o canal…

«Francisco Santos» >> Espero que agora ganhe o bom senso e não os extremismos políticos.

«David Ribeiro» >> O desmoronar da Europa… por culpa única e exclusiva dos políticos burocratas de Bruxelas. Tivessem construído a EUROPA que todos queríamos e nada disto tinha acontecido.

«Pedro Baptista» >> Não há desmoronamento nenhum por causa disto. A havê-lo já começou há maIs décadas e ocorrerá nas próximas. Ou seja, certo é, e aí estamos de acordo, que a Europa tem de mudar de caminho. Mas tenho muitas dúvidas que o venha a fazer. Há, porém, que lutar por isso...

«Jose Riobom» >> Isto é uma porta aberta para o reforço da democracia na Europa. Esta Europa nada tem a ver com a Europa sonhada nos anos a seguir à II guerra mundial. Fim ao medo. Fim à chantagem. Fim à Germanização Europeia.

«Jorge Veiga» >> Boa oportunidade para reformar, para melhor) a UE

«José de Matos» >> Talvez não seja demais lembrar, que os deputados e os ministros de todos os países membros, decidem em conjunto. Quando as coisas correm bem é graças a eles, quando as coisas correm mal, é culpa de Bruxelas. Bruxelas é uma cidade, onde políticos de 27 Estados fazem muita coisa mal. Esperemos que com o "coice" Bréxit, aprendam alguma coisa.

«Rafael Maciel Oliveira» >> Os proximos anos devem trazer muitos problemas a Europa nada mais sera igual

«Pedro Simões» >> O problema é que queremos todos europas diferentes. E que a UE tem costas largas e é alvo facil para culpar de todos os falhancos internos e da interligacao economica da globalizacao.

«Ricardo Nuno» >> Q o RU saia não me afecta, preocupa me as ondas de choque . Isto foi um bálsamo de vida para todas as extremas direitas europeias e se os mais ricos e fortes começarem cada um por si o declínio da Europa é inevitável

«Pedro Simões» >> E extremas esquerdas. Ambos estao mortinhos por sair da 'anti-democratica' UE para terem maos livres para tomar de assalto tudo quanto sejam instituicoes democraticas e certas politicas de liberdade e proteccao dos individuos que estao blindadas pelos acordos europeus... As coisas vao mudar: mas entre o Sul da Europa que quer mais solidariedade e o Norte da Europa que esta farta de abrir os cordoes à bolsa, adivinhem quem sai reforçado?

«André Eirado» >> David Cameron deu um tiro no pé ao iniciar o referendo. só teve de ter atitude mais certa em demitir-se. Será mesmo que se vai iniciar o efeito dominó? Algumas minorias de extrema-direita de alemanha e de outros países já aproveitam a correnteza da maré para iniciar referendos para saber se querem permanecer na Europa ou não.

«Paulo Vaz» >> a UE tornou-se um bode expiatório dos erros sucessivos de um ex imperio...

«Jose Riobom» >> Esta Europa vai acabar por onde deveria ter começado... pelos referendos...

«Rui Moreira» >> O Pedro Guerreiro diz que "Enfim, não é o fim do mundo. É só o fim da Europa." Pois eu, que vivi em Inglaterra e com a sua velha geração - em que mais de 2/3 quiseram o brexit - não concordo. A CEE iniciou-se sem os ingleses, que aderiram tarde e quando estavam falidos. Entraram sem gosto. Nunca gostaram dos "frenchies". Se estava mau tempo no canal diziam que a Europa estava isolada. Continuaram a guiar à direita, recusaram a moeda única e Schengen. Eu creio que no final a Europa será mais pequena e mais unida. Sem a Inglaterra mas, curiosamente, com a Escócia independente.

«Pedro Baptista» >> Devo dizer a todos os amigos que sou inequivocamente republicano mas, mais um vez, tiro o chapéu à democracia britânica e, em particular, ao seu segmento principal, o da Inglaterra O facto de ser uma monarquia é irrelevante. Relevante é que a sua casta política dominante porta-se com decência, consultando o povo e aceitando os seus veriditos mesmo que, por vezes, extravaze na manipulação emocional durante as campanhas. Ao contrário do que se passa na nossa república das bananas onde em matéria europeia nunca o povo português foi consultado para fosse o que fosse. Ninguém tratou o seu povo com tanta menoridade como os que têm estado no poder em Portugal nos últimos 35 anos... nem há na Europa nenhum povo que tenha sido tratado com tanta menoridade...

 

  Sábado, 25 de Junho de 2016

Brexit ad.png

Já lá vão mais de 24 horas sobre o estrondo que o Brexit provocou por esta Europa fora. E não havendo dúvidas que a decisão dos britânicos é válida e decidida democraticamente, a verdade é que o Reino Unido nunca esteve de alma e coração na União Europeia - recusaram a moeda única e Schengen – o que torna escassa a legitimidade para se arvorarem agora nos justiceiros do projecto da UE. O grande e grave problema europeu está na incapacidade dos seus organismos políticos desenvolverem laços identitários profundos, não sendo fácil aceitar que o Parlamento Europeu tenha legitimidade do voto mas escassos poderes, enquanto a Comissão Europeia, formada por burocratas, tecnocratas e políticos distanciados dos cidadãos europeus, detenha um poder desmedido para a escassa legitimidade democrática que sustenta a sua actuação. Por outro lado o resultado deste referendo vai muito provavelmente ser o princípio do fim do Reino Unido, com a Escócia e a Irlanda do Norte já a reivindicarem o direito a quererem ficar na União Europeia. Mas há ainda mais um facto importante e talvez um pouco esquecido por todos nós: É da extrema-direita europeia (Geert Wilders na Holanda e Marine Le Pen em França) que vêm os maiores aplausos aos três britânicos apontados como os grandes vencedores desta consulta popular, Michael Gove, Boris Johnson e Nigel Farage… e isto não é nada bom. Tivesse a Europa começado por consultar os seus povos sobre a sua formação e não seria por este ou outro qualquer “referendo” que iria morrer. Mas agora já é tarde… o Brexit está aí.



Publicado por Tovi às 09:18
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 23 de Junho de 2016
O “Brexit” e a noitada de São João

23Jun2016 aa.jpg

Os britânicos começaram às sete horas da manhã a votar no referendo que ditará a permanência ou não do Reino Unido na União Europeia. Cá pela Cidade Invicta toda a gente prepara aquela que é a mais carismática festividade portuense. E se lá pelas ilhas britânicas o resultado da consulta popular é ainda uma incógnita (as sondagens dão ligeira vantagem à saída da EU, mas os analistas políticos garantem a permanência), no Porto a Noitada de São João tem a garantia de grande festa, com alho-porro ou martelinho, sardinhas ou cabritinho assado, mas seguramente com muitos balões e manjericos.

Bom São João para todos!... e os britânicos que votem em consciência.



Publicado por Tovi às 09:56
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 22 de Junho de 2016
Hungria 3 – 3 Portugal

Hungria x Portugal aa.jpg

A Hungria partiu para este jogo da última jornada do Grupo F com o apuramento já garantido, fosse qual fosse o resultado. Já Portugal necessitava de pelo menos um empate para passarmos aos oitavos-de-final e acabou por se classificar em terceiro lugar no grupo, após um jogo impróprio para cardíacos, onde a defesa e o meio-campo estiveram fracotes e só os três golos (uma assistência e dois golos sublimes do Cristiano Ronaldo) nos fizeram vibrar.

Agora temos que pensar no jogo do próximo sábado contra a Croácia, uma jovem equipa, destemida e com um bom lote de jogadores, e que, não nos podemos esquecer, venceu a Espanha por dois a um.

Força Portugal

 

  Comentários no Facebook

«Jorge Veiga» >> Continuo a não gostar da nossa equipa. A defesa é uma lástima.

«Raul Vaz Osorio» >> Já nem a defesa se aproveita [Emoji tongue:p] Na verdade foi patético ver como correram atrás... do empate. Ficou bem visível que basta meterem um bocadinho de velocidade e partem qualquer das equipas do grupo. Mas isso de meter velocidade faz suar!

«Jorge Veiga» >> Para o próximo Europeu ou Mundial, vamos pedir uma Selecção tipo carro americano: - com velocidades automáticas!

«Albertino Amaral» >> A sorte também faz parte do futebol, e como tal, os dois valentes " chouriços " que a Hungria marcou, ajudaram...

«Sílvia Afonso» >> Um terceiro lugar, enfim.... como adepta desta Selecção esperava estar entre os melhores a disputar com os melhores este campeonato.



Publicado por Tovi às 22:56
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 21 de Junho de 2016
Decisões e Soluções - Porto Boavista

Loja DS Porto Boavista ac.jpg

Esta é a agência da Decisões e Soluções – Porto Boavista onde estou como Consultor Imobiliário para vos assegurar acompanhamento personalizado na escolha e selecção do imóvel que procura, seja ao nível da compra ou até do arrendamento.

Venham fazer-nos uma visita… é perto da Rotunda da Boavista, mais precisamente na Rua 5 de Outubro nº 185.



Publicado por Tovi às 15:56
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 20 de Junho de 2016
Elisa Ferreira deixa o Parlamento Europeu

Elisa Ferreira 20Jun2016 aa.jpg

Conheci pessoalmente Elisa Ferreira durante a campanha das Autárquicas2009, eleição que perdeu para Rui Rio, como todos nos recordamos, e desde então tenho acompanhado com interesse a sua activa participação na coordenação dos socialistas europeus na Comissão de Assuntos Económicos e Monetários (ECON) do Parlamento Europeu. A economista portuense deixa hoje o cargo de eurodeputada para assumir funções de administradora no Banco de Portugal, o que, no meu entender, será uma mais-valia para Portugal, pois ela é certamente quem melhor conhece a legislação europeia e os mecanismos da supervisão bancária.

Voto das maiores felicidades para Elisa Ferreira, neste seu regresso ao “rectângulo à beira-mar plantado”.



Publicado por Tovi às 12:36
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 19 de Junho de 2016
Cactus Orquídia

Cactus Orquídea aa.jpg

Já quase no fim da Primavera a minha «Cactus Orquídea», também conhecida como “Pluma de Santa Teresa” (Epiphillium Hibridum), só deu uma flor este ano.

 

  Comentários no Facebook

«Jorge Veiga» >> é a crise!



Publicado por Tovi às 10:23
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 18 de Junho de 2016
Portugal 0 – 0 Áustria

Portugal x Áustria ab.jpg

Lá vai ficar tudo para se resolver no último jogo desta fase do EURO2016… É que um empate a zero neste jogo que teve lugar no parisiense “Parc des Princes” entre Portugal e a Áustria, quando se dizia que o nosso grupo até era fácil, não augura nada de bom. Uma desilusão esta equipa portuguesa que não vai além de empates.

No outro jogo do Grupo F a Islândia empatou com a Hungria a um golo e a classificação ficou assim: 1º Hungria (4 pontos); 2º Islândia (2 pontos); 3º Portugal (2 pontos); 3º Áustria (1 ponto).

 

  Comentários no Facebook

«Jorge Veiga» >> São muito fraquinhos David Ribeiro. Esta selecção não vale um tostão furado. Não correm, não se desmarcam, não acertam na baliza, e outros nãos.

«Fernando Kosta» >> Governo, selecção, portugueses, país... Cada vez sou mais Portucalense e menos português. Estou farto de incompetentes, falsos e incapazes. Quero a minha Orgulhosa e Conquistadora Nação de volta: o Condado Portucalense!

«Pedro Baptista» >> Exibição deslumbrante do Banana Seleccion Club, sobretudo do Capitão Ronaldo e do Génio (desde que saiu do Porto) Quaresma, contra seleções de futebol de segunda... Será que cada um deles vai deixar de ganhar os 250 000 euros de prémio?

«Raul Vaz Osorio» >> Esta selecção não é de Portugal, é de Patetical. Cá por mim podem voltar já para casa.

«Carlos Wehdorn» >> Com os hungaros é que vai ser limpinho

«Joaquim Leal» >> O grupo deste europeu COMPROVADAMENTE mais fraco. Não ganhamos aos Islandeses, não ganhamos aos Austríacos. É assim que querem ser campeões europeus? Quarta-feira mando cortar a electricidade e a net em casa para não apanhar uma 3ª vergonha. Disse! [tongue emoticon]

«Jorge Campos» >> bem, agora só faltam os húngaros. se também não jogam nada como os de hoje ocorre-me que estamos feitos...

«Jorge De Freitas Monteiro» >> ...por outro lado continuamos invictos [wink emoticon]

«Raul Vaz Osorio» >> Dizia-se que este era um grupo para passear. O pior é que os jogadores levaram isso à letra.



Publicado por Tovi às 22:20
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 17 de Junho de 2016
O primeiro diploma da Alice

Diploma b.jpg

A minha neta teve hoje a festa de “finalistas” na Creche da Liga dos Combatentes onde andou nestes últimos três anos e até recebeu um diploma, o seu primeiro certificado de conclusão de uma etapa do ensino. Para o ano já vai para a pré-primária e terá forçosamente que mudar de escola. Novos colegas, novos professores, uma nova vida vai começar… e é assim que eles se fazem Homens e Mulheres.

 

  Comentários no Facebook

«Gonçalo Moreira» >> Parabéns a um grande avô. E à pequena Alice, claro!

«Rafael Maciel Oliveira» >> David a minha neta teve exatamente a mesma coisa só que entrou num teatro de encerramento mas pró ano lá está na primária é a vida amigo agora é olhar pelos netos já agora o meu neto passou para a terceira classe



Publicado por Tovi às 20:17
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 16 de Junho de 2016
Assassinaram uma deputada britânica

Jo Cox assassinada em 16Jun2016.png

Em plena campanha eleitoral sobre o “Brexit” um alegado extremista anti-imigração baleou e esfaqueou numa rua do norte de Inglaterra a deputada pró-União Europeia Jo Cox que foi dada como morta ainda no local do crime. Esta deputada do Partido Trabalhista foi eleita em 2015, completava 42 anos na próxima semana, era casada com um antigo assessor de Gordon Brown, Brendan Cox, e tinha dois filhos.

Ainda é uma incógnita qual a influência que esta bárbaro acto irá provocar nas intenções de voto dos britânicos no próximo dia 23… para já a campanha eleitoral está suspensa.

 

  Comentários no Facebook

«Jorge Veiga» >> barbaridade sem qualquer classificação possível!

«Zé Carlos» >> Amigo David Ribeiro, cheira-me mal este assassinato, muito estranho mesmo.

«André Eirado» >> Pobre senhora, uma beldade. Filho da puta espero que tenhas uma morte dolorosa Cabrão extremista



Publicado por Tovi às 23:30
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 15 de Junho de 2016
Um projecto de cidadania

Rui Moreira lança recandidatura autárquica “de braços abertos a quem quiser apoiar”, mas relembra: “não faço fretes, defendo o Porto”.

Rui Moreira 13Jun2016 aa.jpg

Rui Moreira 14Jun2016 aa.jpg



Publicado por Tovi às 17:19
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 14 de Junho de 2016
Portugal 1 – 1 Islândia

Portugal x Islândia aa.jpg

Era muito importante uma vitória a abrir esta grande competição europeia e a vontade de ir longe neste Euro2016 era muito grande… mas temos que jogar muito melhor do que se jogou hoje com a Islândia, senão ficamo-nos por esta primeira fase. Onde está a nossa selecção de luxo?

 

  Comentários no Facebook

«Mario Ferreira Dos Reis» >> jogamos bem eles foram manhosos fizeram sempre uma pequena falta que parava a progressao do jogo

«Joaquim Leal» >> Os meus doutos professores de aritmética sempre me ensinaram que mais vale 1 que zero [Emoji tongue:P]

«David Ribeiro» >> Mas "1" é muito pouco para quem quer ir longe neste Euro2016.

«Joaquim Leal» >> Calmex [Emoji smile]

«David Ribeiro» >> No outro jogo deste grupo a Hungria ganhou à Áustria por dois a zero.

«Albertino Amaral» >> E podemos dar Graças a Deus, não ter perdido...

«Carlos Miguel Sousa» >> Importante era chegarmos ao fim do ano sem deficit nas contas públicas. [Emoji wink;-)]

«David Ribeiro» >> Mais dificil que ganhar o Euro2016 [Emoji smile:-)]

«Carlos Miguel Sousa» >> Igualmente impossivel. [Emoji smile:-)]

«Isabel Simões Veloso» >> Os dois últimos jogos amigáveis tiveram resultados incomparáveis. Eram ceguinhos os adversários ou doparam-nos ontem?!

«Carlos Amadis» >> A "seleção de luxo" não existe. Nunca existiu. O povo teima em colocar a fasquia nos píncaros exacerbadamente. Portugal nunca ganhou nada e não pode ser candidato ao troféu. Só ganharemos eventualmente algo, quando entrarmos conscientes do que somos e desinibidos. Os candidatos são a Espanha, a França, a Alemanha, a Itália, a Inglaterra e a Holanda. Nós somos de um nível inferior. Só temos é que nos metalizar disso de uma vez por todas. Depois disso, talvez possamos ser efectivamente uma boa surpresa.



Publicado por Tovi às 22:05
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 13 de Junho de 2016
Criança em estado grave após ataque de pitbull

INEM aa.jpg

Estes ACIDENTES são sempre muito graves e necessitamos urgentemente de iniciar uma discussão pública e séria sobre a detenção dos chamados “cães potencialmente perigosos”. É óbvio que a maior parte das vezes os donos não têm as necessárias condições para manterem como “pet” um cão deste tipo, ou então são irresponsáveis e deverão por isso ser severamente punidos. E eu até estou à vontade para dizer isto, pois gosto destes cães a que genericamente chamam de “pitbull”.

  Notícia do JN

 

  Comentários no Facebook

«Rui Moreira» >> Creio que agora temos de fazer exames psicológicos ao pitbull para saber se tem culpa, ou se foi inadvertidamente. E, depois, se a criança sobreviver, proceder a uma acareação entre os dois. Está tudo doido... Ninguém tem condições para ter animais destes.

«Gonçalo Graça Moura» >> o problema é ao contrário, com a legislação absurda que temos estes cães passaram a ser criados quase exclusivamente no bas-fond pelo que ninguém sabe qual o grau de consanguinidade ou que linhas usadas, e, por causa da mesma lei, impede-se a correcta sociabilização destes animais e promove a estigmatização dos donos, só estranho é não haver muitos mais acidentes.

«David Ribeiro» >> No que toca aos chamados “pitbull” a Organização Canina Internacional FCI (Fédération Cynologique Internationale) só reconhece como “raça” as seguintes: Bull Terrier (GB), Miniature Bull Terrier (GB), Staffordshire Bull Terrier (GB) e American Staffordshire Terrier (USA). E estas muito pouco ou nada têm a ver com os "pitbull" que para aí andam.

«Gonçalo Graça Moura» >> e na maior parte dos casos das identificações como "pit bull" a única coisa que têm em comum é o terem quatro patas e cauda (como se identifica uma raça que não tem identidade morfológica?)...

«Raul Vaz Osorio» >> Para mim, e aprendi isto logo no meu primeiro ano a exercer Medicina, a regra é: crianças pequenas e cães grandes não se podem misturar. O caso que me ensinou esta máxima foi o de uma menina de 4 anos mordida pelo pastor alemão da casa na cabeça, cão que nada tinha de perigoso e nunca tinha feito mal a uma mosca. Morreu, mas não sem antes nos ter brindado com o seu encanto e com um sorriso triste nos ter pedido para não deixarmos isso acontecer. Teria hoje a mesma idade que a minha filha mais velha.

«Carlinhos da Sé» >> Esta notícia que o David Ribeiro aqui partilha daria, como diz o Povo, "pano para mangas"... Há muitos anos ouvi um velho amigo (veterinário) já falecido dizer que para ter um cão, os potenciais donos deveriam passar por um ensinamento tipo carta de condução... Depois passavam, ou chumbavam.

«Fatima Gabriel» >> Há uns 2 meses fui à dependência bancária onde tenho 2 tostões. De seguida entra um cliente um cão de porte grande.... com trela e quer o cão quer o dono com ar de civilizados de tal modo que, eu que tenho medo de cães, fiquei tranquila. Não passaram 10' sai um cliente acompanhado de 2 funcionarios e um poderoso cão (pareceu-me pastor alemão). Ambos os cães se cumprimentaram de forma sonora e nada amistosa, contrastando com a passividade dos donos e bancários. Claro refilei - Mas venho eu ao banco tratar de assuntos e levo com uma situação destas?????..... Escusado será dizer que um pedido de desculpa da entidade bancária zero e ainda fui a única personagem má deste insólito filme. E esta hem !!!!! como dizia o saudoso Fernando Pessa

«David Ribeiro» >> Há muitos anos que lido com cães… e com gente que tem cães, sendo que ainda hoje me irrita solenemente aqueles donos que têm prazer em ver o seu cão, seja ele de pequeno ou grande porte, a “fazerem-se” a outros cães. Qual será o prazer de ver um cão a tentar morder outro?... Parece-me frustrações de quem nunca teve corpinho para andar à estalada, quanto mais a entrar num arraial de porrada.

«Maria Manuela Cameira Cardita» >>Totalmente de acordo consigo, David Ribeiro!

«Nuno Granja» >> A minha filha (4 anos) foi atacada por 3 cães num parque público, nenhum era de raça perigosa e como pai foi a a situação mais complicada que passei. Neste momento estou em modo tolerância zero, com os cães e com os donos.

«Fatima Gabriel» >> Totalmente de acordo

«David Ribeiro» >> Infelizmente, caro Nuno Granja, há que ter “tolerância zero” com um grande número de donos de cães… E também já era tempo de se fiscalizar nas zonas públicas toda a regulamentação nacional que há sobre o "ter cão".

«Ricardo Castro Ribeiro» >> Em primeiro lugar, e partindo do princípio que é um Pitt.Bull (Raça proíbida de criar e na lista das raças perigosas), e como refere a peça jornalística, ficou com os donos após visita da GNR. Ora se ficou, é porque tem tudo em ordem no que se refere a papeis, vacinas, seguro, e o Registo Criminal do Proprietário limpo. Partindo daqui, não se pode opinar mais nada. Os cães, sejam de que raça forem, têm de ser educados, tratados com critério e estimados. Se de raça, com consciência de onde o comprou, as linhas de sangue, as doenças e problemas da raça. Não se pode opinar porque se desconheçe o que se passou. A criança não era da casa. O que se terá passado? Falar do que não se sabe é que não, e tirar conclusões, muito menos. Lamento muito pela criança. Ela é única inocente neste caso seguramente, mesmo que tenha feito algo ao cão (com dois anos não poderia fazer muito) Os adultos têm as responsabilidades todas. Já agora como complemento. A FCI, não é a única no Mundo a reconhecer raças e a definir estalões. A raça Pit-Bull Terrier está proibida, e portanto não existe, Porém, nos EUA, a raça Pitt-bull Terrier continua a existir, a ter estalão e a competir, no âmbito do United Kennel Club, do American Dog Breeder Association e All American Dog Registry. No caso do AMerican Kennel Club, o estalão é o do American Staffordshire Terrier. Os Amstaffs inclusivamente, competem nas exposições das outras Associações.

«Marta Brito» >> "...terá arranhado com as patas a menina de dois anos, num momento de distracção dos adultos, quando a criança corria na sua direcção. Terá ficado ferida numa orelha, tendo sido suturada. Além dos bombeiros, estiveram no local militares da GNR, que tomaram conta da ocorrência. O cão estava na casa dos proprietários, que eram amigos da mãe da criança. Aconteceu tudo em espaço privado", referiu fonte da GNR citada pela Lusa. Fonte da GNR adiantou ao JN que o cão ficou entregue à família e será agora alvo de exame por parte do veterinário municipal, para decidir as medidas a adotar. Se a menina fosse contra a bicicleta do menino... e se tivesse magoado numa orelha... Cambada de jornalistas atrasados mentais!!!!!! Gostava de ter um desses jornalistas imbecis aqui... para ele me chamar de pit!!!!!!

«Isabel Oliveira» >> comunicação social e a pior escumalha que existe fazem tudo por sensação sem apurar as verdadeiras razões. criticam julgam e ate matam

«Maria Madalena Paixão Marques» >> Mas o cão não atacou ninguém, arranhou com as unhas, a criança é pequena e teve que ser suturada numa orelha, não é o cão que está mal, são os adultos que deixaram que uma criança de 2 anos estivesse sem supervisão ao pé de um cão, que independentemente de ser pitbull ou caniche não deve estar sem supervisão ao pé de uma criança tão pequena.

«Ricardo Castro Ribeiro» >> A ética e cuidados jornalísticos estão cada vez mais ausentes. Reparem no titulo. Se entrarem agora na página, o titulo mudou. Uma vergonha a fase que o Jornalismo Português está a passar (espero que seja só uma fase)

«Maria Madalena Paixão Marques» >> Uma fase Ricardo, só se for para pior ...

«José Camilo» >> Não há jornalismo em Portugal. Isso acabou e a democracia também. Estou a falar daquela, da outra, da que eu fiz parte e os grandes magnatas ainda não se tinham interessado por notícias e publicidade nos campos de futebol.



Publicado por Tovi às 08:56
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Junho 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9



28
29
30


Posts recentes

Eleições Gerais em Espanh...

Batalha de São Mamede

Croácia 0 – 1 Portugal

Bye Bye United Kingdom

O “Brexit” e a noitada de...

Hungria 3 – 3 Portugal

Decisões e Soluções - Por...

Elisa Ferreira deixa o Pa...

Cactus Orquídia

Portugal 0 – 0 Áustria

O primeiro diploma da Ali...

Assassinaram uma deputada...

Um projecto de cidadania

Portugal 1 – 1 Islândia

Criança em estado grave a...

UEFA - EURO2016

WUSB Winner 2016

Jantar de Gala da WUSB 20...

WUSB Show 2016

O Porto não se verga

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus