"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."
Sábado, 25 de Abril de 2015
Onde é que estavam no 25 de Abril de 1974?

25Abril1974 00.jpg

  Relatos de meus Amigos:

Isabel Sousa Braga >> Eu já andava no Garcia, mas só tinha 13 anos, os meus Pais já não me deixaram sair da casa para ir para as aulas com medo. Parece que foi ontem

Pica Miolos >> A preparar-me para ir para a escola, 2ª. classe! Rapazes de um lado, raparigas de outro e o recreio dividido por uma linha imaginária, mais perigosa de transpor que o muro de Berlim...

Elisabete Loureiro >> Não me lembro, era bebé...

José Luis Moreira >> Eu estava em Ilondé (Guiné-Bissau) a preparar-me para mais uma saída em direção ao desconhecido...

Gonçalo Graça Moura >> tinha 8 anos e se queres que te diga lembro-me muito bem do pós-25 (os meses que se seguiram) mas do dia preciso não... depois foi, na perspectiva de uma criança, bem divertido, com a ida às manifestações na praça, as barreiras policiais, um polícia a oferecer uma arma à minha mãe para ela se defender (ela recusou)...

Fernando Duarte >> Eu ? eu andava a assaltar supermercados là para os lados do Largo do Carmo. saio do supermercado, com um caixote cheio de comes e bebes, para dar a quem vocês sabem, e há um velho que não tinha compreendido o porquê do assalto, que me diz: "estiveste 48 anos à espera para fazer isso?" eu respondi que apenas tinha esperado 15. recordo-me de um grande destacamento da GNR, estacionado no Martim Moniz, se calhar à espera de ordens para atarracar os militares do Terreiro do Paço, ordens que nunca vieram, e ainda bem... Entre o que roubei no supermercado, para dar ao militares que estavam no Largo do Carmo, havia um fiambre inteiro. Eu nunca tinha visto aquilo, apenas conhecia as fatias fininhas e quando um soldado sacou do facão que tinha uma lamina de um lado e um corno do outro e começou a cortar bocados e a distribuir com os colegas, deu-me a fome e apeteceu-me pedir-lhe também um bocado, que mais não fosse para saber se o sabor do fiambre grosso seria o mesmo que o das fatias fininhas quase transparentes. também me recordo que o soldado, espetou o " corno" da faca numa lata de ananás ou pêssego e com a lamina cortou a tampa. enfim, graças a mim e outros amigos, pelo menos fizeram a revolução com a barriga cheia. A ideia do supermercado veio depois de uma senhora ter aparecido com uma cafeteira de café

Adao Fernando Batista Bastos >> Trabalhava na Rep. Central de Finanças (Sec. Contr. Predial, Sisa, Sucessório), Gonçalo Cristovão. 9 horas, tudo fechado! Perguntei ao PSP à porta: que se passa? Há qualquer coisa...Passei o resto do dia nos Aliados, corre dum lado para om outro, a viver as noticias que chegavam. Grande dia! Durou uma semana... ou mais!

Raul Vaz Osorio >> Estava em Luanda, aluno do 5º ano dos liceus, no Liceu Nacional de Paulo Dias de Novais. Nos meus 14 (a um mês dos15) anos, era já um espectador atento da política, situação talvez facilitada pela relativa liberdade que se vivia em Luanda, onde a PIDE estava demasiado ocupada com os "terroristas" para ter tempo para dedicar à população. Lembro-me de ouvir no rádio uma notícia sobre "dificuldades de comunicação com Lisboa" e ter telefonado ao meu melhor amigo de então, com quem debatia frequentemente a situação política, dizendo-lhe "Deve ter havido um golpe de estado em Lisboa" ao que ele retorquiu "Estás tolo? Aquela merda está muito bem montada, isso é imaginação tua." Depois, foi a descoberta da liberdade, a emoção, o orgulho... rapidamente manchado por me sentir em poucos meses expulso daquela que eu via como a minha terra, onde perspectivava a minha vida futura. Em Junho estava no Porto para férias, em Setembro ouvi do meu pai que já não ia voltar a Luanda, apenas os meus pais iriam recuperar o que fosse possível. Confesso que houve muita sede partidfária onde descarreguei com violência a frustração que nesse dia nasceu no meu coração. Acima de tudo, digo o que costumo dizer muitas vezes aos meus filhos: tive o raro privilegio de viver numa época revolucionária, uma experiência única, formadora, que não trocava por nada.

José Pedro Martins >> A preparar-me para ir para p colégio Maristas quando os irmaos mais velhos chegam do liceu com a noticia de que há um golpe militar em lisboa. "Mãe eu tambem fico em casa? Fixe não vou ter aulas. Os dias seguintes foram de grande ex citação.

Antonio M Mota >> Na Rua do Almada no Porto e a trabalhar. Recordo-me da entrada das primeiras tropas na Avenida dos Aliados com os polícias a fugirem.

Carlos Lopes da Silva >> Recebi a notícia em Bragança onde dormia na Pousada. Foi de madrugada, já não lembro a hora, em telefonema de Lisboa.

José Camilo >> Jornal A Capital (delegação do Porto) a trabalhar como um camilo...

Maria Helena Costa Ferreira >> Por norma deitava-me tarde e dormia de rádio ligado e normalmente na Renascença... e lembro-me de ter estranhado ouvir nessa estação o Zeca Afonso!!!! No dia seguinte fui trabalhar e fiquei a saber a notícia e nem calculam o que foi esse dia e os seguintes no meu emprego, dado que o meu patrão (um gabinete de estudos, projectos e organização) era comunista assim como quase todos os arquitectos, pintores, escritores que por lá andavam... e que são bem conhecidos... Nessa época não ligava muito a política e o que me chateou foi que tinha tudo combinado com amigos para ir ver as 24 de Le Mans no fim de semana e não pude ir... fecharam as fronteiras!

Jorge Veiga >> Em casa e pronto para sair para a faculdade. Fiquei com o meu pai a ver se davam alguma coisa na rádio e na TV. Bem eu já ia para os 24 anos e meio. Por isso senti as coisas de modo diferente... e acabei por não ser militar e ter feito Serviço Médico à Periferia, Saúde Pública e a Policlínica (estágio) durante 6 anos, porque esteve tudo adiado. Aliás como agora. Estamos adiados!

Joaquim Leal >> Na madrugada de 24 para 25 a ser operado de urgência a uma apêndicite aguda no hospital provincial do Huambo. No período de recobro lembro-me de ver médicos e enfermeiros com as telefonias junto ás orelhas mas muito calmos

Carlos Wehdorn >> como tinha quase 6 anos... estava na escola, no Colégio Universal, na rua da boavista... e não tive aulas de tarde. De resto lembro-me duns tanques e chaimites em manobras de sobe e desce da rua (vivia junto do quartel de Pedro Hispano) e o habitual movimento de helicópteros alouette (via-os a aterrar e levantar nas traseira de minha casa no pátio do quartel)

Conceição Mendes >> Estava em casa grávida de 8 meses, fiquei serena, como não percebia de política na altura não me aqueceu nem arrefeceu, isto é verdade.

Mi Teixeira Pinto >> Eu estava nos meus 17 anos, a sair do Raínha Santa Isabel para entrar Faculdade de Letras...

Irene Costa Marques >> Estava a fazer estágio na Esc. Gomes Teixeira, no Porto. Tinha 30 aninhos... Foi "inacreditável"...

Isabel Moreira Camilo >> Em Aveiro, tinha 14 anos. Não fui às aulas. Lembro-me do movimento dos aviões da base de S. Jacinto, e da televisão sempre ligada a aguardar notícias. Não percebi bem o que se estava a passar. Não sabia o que era um golpe de Estado. Entretanto, os meus pais foram explicando, conforme as notícias íam surgindo. O meu irmão do meio estava em Mocambique, na tropa. O que mais lembro, eram as cartas que me escrevia e que tenho pena de não ter guardado. Dizia que se falava de um senhor, chamado Samora dos Machos, que parecia que tinha uma fábrica de soutiens.



Publicado por Tovi às 01:27
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 24 de Abril de 2015
Já começou o abrolhamento no Douro

Abrolhamento.jpg

É no início da Primavera que a videira termina a época de repouso. O ciclo vegetativo inicia-se com o “choro” da videira, ou seja, com a perda de seiva através dos cortes da poda feita durante o Inverno. Este fenómeno antecede o abrolhamento ou rebentação dos gomos que acontece normalmente passadas 3 a 5 semanas. A rebentação da videira depende da localização da vinha, por isso nem todas as plantas iniciam o ciclo vegetativo ao mesmo tempo. Normalmente os primeiros rebentos precisam de temperaturas médias na ordem dos 12ºC para iniciar o processo de “choro”. Por outro lado, se a videira iniciar o ciclo vegetativo cedo demais, o risco de sofrer as consequências das geadas primaveris é mais elevado. (in Infovini)



Publicado por Tovi às 08:58
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 23 de Abril de 2015
Administrador do Grupo Lena foi detido

Grupo Lena a.jpg

Joaquim Barroca Rodrigues, filho do fundador do Grupo Lena e actualmente um dos principais administradores e accionista deste grupo de empresas do sector da construção civil, foi detido após buscas realizadas à sede em Leiria e em que participaram o procurador Rosário Teixeira e o juiz Carlos Alexandre. Ao que dizem este novo capítulo da “telenovela” do «Processo Marquês» tem a ver com dados bancários enviados pelas autoridades helvéticas e nos quais era identificada a origem do dinheiro e também o período no qual se verificaram transferências de muitos milhões de euros - de 2007 a 2009 - ou seja, durante o período em que José Sócrates foi primeiro-ministro. E assim lá vai Sócrates ficando em Évora à espera de melhores dias. Se não fossem as visitas mais ou menos regulares de Mário Soares ao estabelecimento prisional, qualquer dia nem nos lembrávamos que um ex-primeiro-ministro português está atrás das grades à espera da conclusão de um processo em que é suspeito de corrupção, branqueamento de capitais e fraude fiscal.

 

 Sexta-feira, 24Abr2015

Ficou-se hoje a saber que o Tribunal Central de Instrução Criminal atribuiu a Joaquim Barroca Rodrigues, administrador do Grupo Lena, a medida de coação de prisão domiciliária com pulseira eletrónica.



Publicado por Tovi às 12:15
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 22 de Abril de 2015
Vai ser restaurado o Mercado do Bolhão

Mercado do Bolhão por Mário Bismarck Jul2015.jpg

(Desenhos do Mercado do Bolhão de Mário Bismarck incluídos na Crónica Urbana da P2 de "O Público" em Julho de 2012)

Em 1914 foi construído o actual edifício do Mercado do Bolhão, num projecto desenhado pelo arquitecto Correia da Silva, que conferiu monumentalidade à praça de mercado que ali existia. Tratou-se de uma obra de vanguarda para a época, devido à utilização do betão armado em conjugação com estruturas metálicas, coberturas em madeira de riga e cantaria de pedra granítica. Após vários anos de abandono no que se refere à manutenção e conservação desta pérola portuense – aí Rui Rio que tanto mal fizeste à cidade – chegou à Câmara Municipal do Porto uma nova aragem e Rui Moreira arrancou para aquilo que tinha prometido no seu manifesto Eleitoral: “…a primeira prioridade é dirigida para o património municipal existente dentro e fora do centro histórico. Não se pode fazer passar uma mensagem dirigida aos proprietários privados sem atacar, de forma visível e eficaz, a degradação do património municipal, de qualquer natureza. Essa é, agora, uma tarefa exequível em 4 anos”. E no dia de hoje, 22 de Abril de 2015, 18 meses após a tomada de posse do actual executivo municipal, Rui Moreira veio apresentar-nos o projecto de restauro do edifício do nosso Bolhão.

Mercado do Bolhão projecto a.jpg

O arquitecto Nuno Valentim liderou uma vasta equipa multidisciplinar que elaborou o projecto de restauro, modernização e higienização do Mercado do Bolhão. Está previsto neste trabalho uma ligação ao metro, acesso para cargas e descargas, elevadores para pessoas de mobilidade reduzida, tudo isto mantendo a estrutura original e funcional deste edifício centenário. A obra vai ser posta a concurso e deverá iniciar-se após o verão, com um custo total de 20 milhões de euros e sem recurso a fundos privados.



Publicado por Tovi às 12:36
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 21 de Abril de 2015
Bayern 6 - 1 Porto

Bayern vs Porto 21Abr2015 a.jpg

Acabou o sonho do Futebol Clube do Porto ao perder por seis a um com o Bayern de Munique neste jogo de hoje para a segunda mão dos quartos-de-final da UEFA Champions League. Diga-se em abono da verdade que os alemães foram claramente superiores, principalmente na primeira parte, e os Dragões pagaram caro as opções técnicas de Lopetegui no que se refere aos laterais.



Publicado por Tovi às 23:07
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 20 de Abril de 2015
Crise humanitária no Mediterrâneo

Migrantes no Mediterrâneo 19Abr2015.jpg

Como irá acabar esta tragédia?... As constantes guerras no Médio Oriente e a continuação de degradantes condições de vida em vários países do Norte de África estão a provocar migrações para a Europa que irão ter repercussões que ainda não conseguimos ajuizar verdadeiramente. Não é de todo possível levantarmos muralhas à volta da Europa e assobiarmos para o lado e fingirmos que não vemos a entrada diária de centenas de pessoas à espera de uma melhor condição de vida no “el dourado” europeu também não é solução. Um verdadeiro e profícuo debate internacional é necessário… antes que seja tarde.

 

  Comentários no Facebook

«Carlinhos da Sé» >> Tuda esta situação é resultante da ingerência dos países (ditos) desenvolvidos, começou quando os americanos decidiram invandir o Iraque.

«Pedro Baptista» >> Pois, e com o assalto à Líbia. Se quiserem mais explicações perguntem ao Pacheco Pereira que ele é que fazia a apologia disso...

«Domingos Carneiro S» >> Tudo começou já bem antes, no Afeganistão...

«José Camilo» >> Para mim, começou ainda antes de todas as asneiras americanas e outras, com os estados de índole religiosa. Incluindo o do vaticano evidentemente.

«Carlinhos da Sé» >> Fica a ideia que há interesse que morram aos milhares, com tanta tecnologia ao dispor não detetam esta gente antes de se fazerem ao mar porquê? E o organismo a que preside António Guterres? É só para andar a passear os colunáveis?

«José Camilo» >> Claro.

«Joaquim Leal» >> Muito triste e sobretudo grave. Será que é desta? Naufrágio: União Europeia reúne-se de urgência

«David Ribeiro» >> Segundo o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), dirigido por António Guterres, o ano de 2011, em que mais de 1.500 pessoas perderam a vida nas águas do Mediterrâneo, tinha sido o mais mortífero para os clandestinos vindos de quase toda a Àfrica, ou sírios e líbios que fogem à guerra, desafiando a sorte e o destino para tentar chegar à Europa, através da Grécia e Itália. Mas em 2014 foi estimado que as perdas de vida tenham atingido os 3.500 e neste ano de 2015 (de Janero a meados de Abril) já morreram 1.650 pessoas. Uma verdadeira tragédia.

«Joaquim Leal» >>Ainda sobre este tema, um excelente texto do Luis Pedro Nunes. Curto mas grosso. "No Níger falei com pessoas dispostas a dar o salto para a Europa. E há dez meses o Boko Haram ainda não era o que é hoje e estava confinado à Nigéria. Há um pormenor que faz tida a diferença quando se vê aquelas barcaças cheias de gente. É que só quem tem algumas posses (umas vacas, por exemplo) pode pensar em emigrar para a Europa. Quem nada tem está condenado a não poder sonhar. Vender o pouco que tem e tentar chegar ao Mediterrâneo é a maior das aventuras. O mar é um detalhe, dizem-lhes. Um número incalculável é morto antes, é vítimas das máfias, é roubado pelos próprios “passadores”. Os que chegam aos barcos são sobreviventes. Os que tocam chão europeu não só conseguiram ultrapassar a odisseia marítima. Aquela foi apenas uma etapa de uma viagem que começou meses antes. Mas há um detalhe que importa ter em conta. É que cada um daqueles homens e mulheres vai ser recambiado para a sua terra mas de forma diferente. Quando chegarem não só já não têm nem as vacas os meios de subsistência que tinham antes como agora têm um ódio aos europeus que não lhes abriram as portas depois de um sofrimento tamanho. E estão prontos para engrossar as fileiras do extremismo. Esta não é uma questão simples que se resolve no meio do mar..."

«David Ribeiro» >> Migrações ilegais no Mediterrâneo

Imigração ilegal no Mediterrâneo Abr2015 b.jpg

«Carlinhos da Sé» >> Se controlassem o tráfico de armas só pontualmente aconteciam tragédias destas.

«David Ribeiro» >> Há naquele Mar Mediterrâneo um grande contrabando, não só de seres humanos, mas também de armas, estupefacientes e inclusive de petróleo. Para onde vai o “ouro negro” produzido nas refinarias que o Estado Islâmico ocupa e que mantêm em laboração? A Europa só se lembra de Santa Bárbara quando troveja e se não houver muitas mortes a coisa fica simplesmente por uns euritos para sustentar os campos de apoio aos migrantes resgatados ao mar ou chegados às ilhas mediterrânicas e não se fala mais nisso. O problema está no Norte de África e na África subsariana, onde vários países passam por crises políticas, sociais e económicas para as quais ou fomos nós que contribuímos ou fazemos vista grossa.

«Carlinhos da Sé» >> Os primeiros responsáveis por tudo o que está a acontecer a estes povos são os países europeus que os colonizaram.

«Joaquim Leal» >> Lá vou eu ter que discordar do Carlinhos da Sé mas prometo que não vou ser mauzinho. A colonização teve os seus erros, alguns graves mas segundo as minhas contas, julgo que esta há muitos anos ou séculos terminou. Estes povos, pelos menos os que foram colonizados já tiveram tempo mais do que suficiente para se organizarem, penso. O problema relativamente ao chamado mundo ocidentalizado terá mais a ver na actualidade com os recursos (petróleo e minérios) que por ali há e que convém manter por "perto". Por isso se derrubam regimes de acordo com a conveniência. O sistema das próprias sociedades dos países africanos, seja por razões étnicas como religiosas também não ajudam á estabilização social e económica destes. Concordo que se deve ajudar esta gente. A jusante ainda será possível acolher muitos milhares na europa, acho que ainda haverá espaço mas há um limite. Imaginemos como será a europa daqui a um século e picos, depois quem cá estiver foge para onde?...A montante é que não vejo a solução para travar esta migração.

«David Ribeiro» >> Não há dúvida que ainda continuas com um déficit de entendimento do mal das colonizações, Joaquim Leal ;-)

«Carlinhos da Sé» >> Olá Joaquim Leal, bom dia. Eu escrevi "os primeiros", se quem colonizou instruisse a realidade dos países era outra, mas a política era precisamente a contrária. Abraço.

«Joaquim Leal» >> De acordo amigo. Abraço. Apenas por curiosidade. Para além do enorme esforço que a Itália está a fazer lamenta-se a indiferença da generalidade dos países europeus perante este drama. Abro apenas excepção á Suécia e espante-se, á tão criticada (por outros motivos) Alemanha com programas muito meritórios em termos alojamento e integração como há dias vi numa reportagem televisiva. No que me toca enquanto tuga é de facto lamentar este alheamento mas pode ser que os povos migratórios se venham a lembrar ainda de pensar na travessia por Marrocos, logo aqui á minha frente. Aí é que cai o Carmo e a Trindade, esperem...

«Carlinhos da Sé» >> Ó Joaquim Leal, deseje melhor sorte aos infelizes... É que se eles se lembrarem de "atracar" no Algarve o governo arranja forma de ganhar dinheiro com eles. Logo de inicio era mais um corte nas reformas para ajudar os desgraçados.

«Joaquim Leal» >> Sinceramente nem quero pensar vê-los aqui a entrar por Quarteira e Vilamoura adentro. Ia ser bonito, ia

«Carlinhos da Sé» >> Com os ingleses em Gibraltar não arriscam, é uma zona super-vigiada.

«Joaquim Leal» >> Em Marrocos a coisa também foi reforçada por causa de Ceuta e Melilla espanholas mas a costa marroquina é muito vasta. Vamos esperar para ver.

«Carlinhos da Sé» >> Ó Joaquim Leal, quando começarem a entrar arranja uns quantos que saibam curtir peles de carneiro... Montamos aqui uma fabriqueta de sacos artesanais, a turistada compra tudo.



Publicado por Tovi às 08:13
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 19 de Abril de 2015
Sporting 2 - 1 Boavista

29 jornada - Sporting x Boavista b.jpg

O Sporting partiu para este jogo da 29ª jornada da Liga NOS 2014/15 sabendo já que a derrota do Braga com o Guimarães lhe mantinha o intuito de reforçar o terceiro lugar no campeonato e assim garantir a presença no play-off de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões. Mas para isso era necessário um triunfo sobre o Boavista, resultado que se concretizou na segunda parte, apesar de ao intervalo o jogo estar empatado a uma bola e os Leões a jogarem com dez por expulsão de Tobias. A equipa treinada por Marco Silva venceu, sem dúvida, mas não me convenceu, estando muito longe daquilo que se diz das suas capacidades técnicas.

  Força Boavista!…



Publicado por Tovi às 20:04
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 18 de Abril de 2015
Morreu Mariano Gago

Mariano Gago morreu a 17Abr2015.jpg

Requiescat In Pace

Faleceu ontem vítima de cancro, aos sessenta e seis anos de idade, Mariano Gago, ministro da Ciência e do Ensino Superior nos governos de António Guterres e de José Sócrates. Era doutorado em Física pela Universidade de Paris e considerado uma das figuras que mais fizeram pela promoção da ciência em Portugal, atividade que começou a desenvolver ainda como presidente da Junta Nacional de Investigação Científica e Tecnológica (JNICT), nos anos 80.



Publicado por Tovi às 08:00
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 17 de Abril de 2015
I n v e s t P o r t o

InvestPorto a.jpg

Todos os dias, mas com um passo de cada vez, que Roma e Pavia não se fizeram num dia, lá vai o Porto caminhando para um futuro melhor. E chegaremos sem dúvida a «Um novo norte para o Norte».

 

 Económico - 16Abr2015

O presidente da Câmara Municipal do Porto quer captar mais projectos e investidores para a cidade e pretende fazê-lo através da InvestPorto, a nova agência de investimento. Para Rui Moreira, que identificou a atracção de investimento estrangeiro como "uma prioridade incontornável na dinamização da economia, do crescimento e da criação de emprego no Porto", esta nova entidade é mais um passo nesse sentido. A InvestPorto, que foi apresentada hoje ao final da manhã na câmara, já iniciou uma série de contactos com "um número significativo de investidores nacionais e internacionais", adiantou a presidente da nova entidade, Ana Teresa Lehmann, que vai trabalhar na dependência directa de Rui Moreira e em colaboração com a Agência para a Modernização do Porto.



Publicado por Tovi às 10:03
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 16 de Abril de 2015
Porto 3 – 1 Bayern

Porto vs Bayern 15Abr2015 b.jpg

Não parecia um jogo fácil à partida, até porque o historial não era de alguma forma favorável à equipa dos Dragões - O Porto e Bayern encontraram-se pela 6.ª vez na história; Os alemães tinham vantagem (2V 2E 1D); O único triunfo portista tinha acontecido na final da Taça dos Campeões de 1987; O Bayern nunca tinha perdido em casa do FCP, venceu 0x2 em 1991 e empatou 1x1 em 2000; No total, os azuis e brancos receberam equipas alemãs por 13 vezes, com registo positivo: 7V 3E 3D; O Bayern nunca tinha perdido em Portugal, em 11 jogos; Nas últimas 5 eliminatórias contra equipas germânicas, os portistas só se qualificaram por uma vez, precisamente na última, na época passada, diante do Eintracht Frankfurt; À exceção da final de Viena, o Bayern qualificou-se sempre em eliminatórias contra equipas portuguesas (8 eliminatórias) – mas os rapazes treinados por Julen Lopetegui estiveram muito bem neste primeiro encontro dos quartos-de-final da UEFA Champions League. Os golos foram de Quaresma aos 4 minutos (de penalty) e novamente aos 10’, e Jackson aos 65’. Thiago Alcântara reduziu aos 28’.



Publicado por Tovi às 08:53
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 15 de Abril de 2015
Rui Rio

Rui Rio 12Abr2015.jpg Expresso online de 12Abril

Ajudará na candidatura a Belém?...

 

  Comentários no Facebook

«Elisabete Loureiro» >> Não querendo ferir susceptibilidades, pois não sei as convicções de cada um dos membros... só tenho a dizer Boa Sorte e NUNCA terá o meu voto, se isso acontecer! Um presidente que ignorou a cultura e as instituições que levavam mais longe o nome da cidade do Porto! Com este actual presidente, o Porto chegou às bocas do mundo, e está TOP! Pois ele retomou e promoveu aquilo que estava ignorado...

«Serafim Ribeiro» >> Elisabete por muito respeito que possa ter por si ,não concordo com a sua maneira de ver este assunto primeiro dar dinheiro dos contribuintes a uma data de Pessoas que não fazia nada pela cultura e ocupava espaços Públicos segundo refere-se ao F C do Porto por muito respeito que tenho por ele não deixa de ser uma empresa que tem de saber lidar com a sua fama e com as suas contas, caso contrario Rui Rio moralmente teria que lidar com todos os Empresários do Porto da mesma forma do maior ao mais pequeno pois todos pagam as suas contribuições? se assim fosse outros apontariam o dedo por outros factos

«Elisabete Loureiro» >> Eu não nomeei instituições, o Senhor é que está a nomear! E com o devido respeito... em relação ao dinheiro dos contribuintes, ninguém percebe e está mais sensibilizada para isso, melhor do que eu neste grupo! Bem haja!

«David Ribeiro» >> Eu até não morro de amores por Rui Rio mas tenho noção que ainda há muita gente fã do anterior presidente de Câmara da Invicta e não só cá pelo Porto, sendo até possível que a sua eventual candidatura à presidência da República tenha um resultado interessante ou mesmo vitorioso. Que os deuses do Olimpo me livrem de ter que “aturar” novamente o Rui Rio… já me chegou 12 anos a vê-lo naquele belo edifício ao cimo da Avenida dos Aliados.

«Jorge Veiga» >> David Ribeiro são dois cargos diferentes. Apesar de eu ser portista, como sabes, digo que o RR só pecou por não obrigar o vereador do pelouro do desporto a por o lugar à disposição, depois de proferir as palavras que estão em questão e contra o FCP. Apesar de tudo e atendendo à herança deixada pelo PS, não acho que RR tenha feito maus mandatos, mesmo discordando de alguns pontos de vista que ele defendia e eu era contra, mas digamos que eram opiniões diferentes e o mandatado tinha sido ele e não eu.

«Maria de Deus» >> 300 páginas?!?!? Parece-me mais um estudo de personalidade...

«Raul Vaz Osorio» >> Se for um perfil honesto, vai destruir a candidatura, porque vai ter de aparecer um tipo prepotente, intolerante, mal-educado, narcisista.




Terça-feira, 14 de Abril de 2015
O PS não descola...

...porque será? 

Sondagem 2015Abr13 a.jpg

(Sondagem CM/Aximage, realizada de 4 a 8 deste mês)

 

  Comentários no Facebook

«Guilherme Lickfold» >> pela sondagem, em coligação PSD/CDS = 36,5%

«Raul Vaz Osorio» >> Porque o Costa é um bluff

«Narciso Miranda» >> Descola ou não descola????

«Raul Vaz Osorio» >> Cola

«Adao Fernando Batista Bastos» >> Enquanto a direita cocentra votos no PSD e CDS, a esquerda distribui votos por vários movimentos e partidos. Ou PS/Costa consegue propostas e discursos que mobilizem o centro e esquerda ou será muito dificil vencer um poder cada vez nais alicerçado na demagogia e manipulaçao com ampla cobertura da comunicaçao social. Veja-se por exemplo que nos tres canais de TV com sinal aberto (RTP SIC, TVI) os comentadores com programa regular são, todos, militantes doPSD!

«Amândio Moreira» >> A respeito desta "democracia", algumas perguntas: - Alguém do povo (e morador do local por que se candidata) se pode candidatar, sem fazer parte da partidocracia, para que o povo EFECTIVAMENTE possa votar em quem julgar mais competente para os representar? - Alguém sabe, à priori (mesmo à posteriori) qual é o candidato que o seu voto elege? - Esse candidato (que ninguém sabe quem será) tem algum programa a que se obrigue, para representar o povo do círculo por que é eleito? - O eleito pelo círculo eleitoral é morador e faz a sua vida habitualmente no círculo por que é eleito? - O eleito apresenta alguma medida ( e como pode o povo saber) em prol do povo que representa? - O eleito tem, sequer, direito a falar na assembleia, ou é o porta-voz do grupo parlamentar o único a falar (que apenas representa a partidocracia e nunca o povo)? - Existe verdadeira escolha de quem o povo desejaria para seu representante na assembleia, ou é-lhe, pura e simplesmente, impingida uma "escolha" entre aqueles que fazem parte da partidocracia? - Pode-se fazer parte destas listas, sem, antes, ir dizendo sempre "sim" aos dos degraus superiores das pirâmides partidárias, estando , assim, bem integrado dentro do espírito da partidocracia? Muitas outras questões se poderia colocar, evidentemente. É, realmente, muito interessante esta "democracia". E funciona muito bem, pelo que se tem visto.Em suma, ao menos os termos estão correctos e são literais: coloca-se uma CRUZ (para se ser crucificado) numa URNA (para se ser enterrado). Ao menos, nisso, não há camuflagem.

«David Ribeiro» >> As suas questões são pertinentes, caro Amândio Moreira, mas a verdade é que a nossa Constituição preconiza um sistema político baseado nos partidos e com os deputados a representarem todo o país e não apenas os círculos por que são eleitos. Também sou da opinião que as coisas deveriam mudar… mas a verdade é que poucos são os portugueses a exigirem uma revisão estrutural da nossa lei fundamental. Já para não falar na Regionalização que há anos está prevista constitucionalmente e é o que se sabe.

«Jorge Baldinho» >> Também entendo que deveria haver círculos eleitorais uninominais, por forma a que pudessemos saber efectivamente quem nos representa e em quem votamos. A solução seria um misto de círculos uninominais com círculos eleitorais por lista. Mais do que o David Ribeiro refere, acho que não são os portugueses que não reclamam contra a actual lei eleitoral, o que não há - como é óbvio - é vontade dos partidos em a alterar.

«Amândio Moreira» >> A Constituição é mais rígida que a própria Bíblia. E foi elaborada por deuses ainda mais poderosos e sábios que o próprio Deus, alegado inspirador da Bíblia. O sistema político lá plasmado, é uma DEMO CRACIA (poder do diabo). Uma ditadura "democrática". Está elaborada para bloquear qualquer tentativa de verdadeira democracia. Os partidos regionais, por exemplo, não são permitidos (existem nos outros países, como se sabe).A própria distribuição dos deputados é uma anedota. Lisboa elege 47, o Porto 39 e Portalegre 2, Beja 3, Bragança 3 , Évora 3, Guarda 4 ( e, mesmo assim, quantos viverão efectivamente, lá??). Ou seja, qualquer votação que siga os interesses regionalistas, logo à partida está condenada. Devia ser proporcional à ÁREA e não ao número de eleitores. Só assim permitiria que a população pudesse distribuir-se pelo país, mantendo-se a representatividade. Em termos humanistas, os ideias lá preconizados até são nobres, mas... não são cumpridas. É inconstitucional haver alguém sem alimentação, casa (os sem abrigo são inconstitucionais), assistência médica, educação. As campanhas para angariação de comida não têm sentido porque o estado tem a OBRIGAÇÃO constitucional de garantir isso a toda a população. E, porém, nunca ouvi o Tribunal Constitucional declarar tudo isto inconstitucional. Ou seja, nem sequer ESTA Constituição é cumprida. Só na parte que convém.

«Adao Fernando Batista Bastos» >> Espero sinceramente que o PS/Costa apresentem propostas de revisao do quadro polico atual, nomedamente revisão /refiorma da Lei eleitoral. AJSeguro/PS prometeu mas nunca apresentou proposta, espero que ACosta nao a meta na gaveta! O mesmo quanto à Regionalizaçao, claro.

«Pedro Baptista» >> São as pirronagens dos pirrónicos...

«Amândio Moreira» >> Acresce dizer que eu faço parte dos que conscientemente não votam, enquanto este sistema se mantiver. Ao menos não lhes dou mais 3,74 € por ANO, ao partido em que vote. Pelos votos das últimas eleições,ao "preço" actual, o PSD recebe 8 milhões e 77 mil € e o PS 5 milhões e 859 mil €. Por ANO. Para gastarem entre os "maiorais" como bem entenderem. Toca a manter este sistema, porque, claro, está muito bem (para eles, evidentemente).



Publicado por Tovi às 09:52
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 13 de Abril de 2015
Boavista 0 – 2 Marítimo

28 jornada - Boavista x Marítimo a

Na tarde do passado sábado o Marítimo veio ao Estádio do Bessa disputar o jogo da 28ª jornada da Liga NOS 2014/15 e venceu o Boavista por duas bolas a zero. Os insulares chegaram ao triunfo com golos de Eber Bessa (aos 54 minutos) e de Alex Soares (aos 89'). Diz quem viu a partida que o golo de Alex Soares foi um golaço [Numa altura em que o Boavista sufocava a defesa do Marítimo, a tentar chegar ao golo, Alex Soares rouba a bola a Idriss e logo depois da linha do meio campo, aproveita que Mika está adiantado para disparar um tiro e fazer um chapéu ao guarda-redes. Com um golo de encher o olho, o médio do Marítimo acabou com as esperanças boavisteiras – in “Mais Futebol”]. Com este resultado, o Marítimo passa a somar 35 pontos, enquanto os Axadrezados continuam com 29.

  Força Boavista!...



Publicado por Tovi às 08:00
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 12 de Abril de 2015
10º Aniversário da Casa da Música

Casa da Música 10 aniversário a.jpg

P a r a b é n s ! . . .  

 

 Casa da Música (Wikipédia, a enciclopédia livre)

Casa da Música é a principal sala de concertos do Porto, em Portugal. Foi projetada pelo arquiteto holandês Rem Koolhaas, como parte do evento Porto Capital Europeia da Cultura em 2001 (Porto 2001), no entanto, a construção só ficou concluída em 2005, transformando-se imediatamente num ícone da cidade. Embora o concerto do dia de abertura ocorresse no dia 14 com os Clã e Lou Reed o espaço só foi inaugurado no dia 15 de abril de 2005, pelo presidente da República Jorge Sampaio. O primeiro-ministro, políticos e a sociedade do Porto estiveram presentes para o concerto, dado pela Orquestra Nacional do Porto.



Publicado por Tovi às 08:40
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 11 de Abril de 2015
Conferência de imprensa dos advogados de Sócrates

José Sócrates 10Abr2015 recursos.jpg

As “telenovelas” caracterizam-se por serem divididas em episódios ou capítulos, em que o seguinte é a continuação do anterior, sendo que o sentido geral da trama é previsto inicialmente, mas o desenrolar e o desenlace não o são. E também todos sabemos que quando as audiências baixam é necessário e imperioso fazer novas abordagens folhetinescas ao enredo. Parece-me evidente que é o que está a acontecer no «Processo Marquês» quando os advogados do ex-primeiro-ministro José Sócrates, detido em prisão preventiva desde Novembro do ano passado por suspeitas de corrupção, branqueamento de capitais e fraude fiscal, dão uma conferência de imprensa como a que teve lugar ontem num hotel de Lisboa.

 

  Comentários no Facebook

«Carlinhos da Sé» >> Começo a pensar que o acabou o alarido em torno do "caso Sócrates" porque já havia muita gente a dizer, "prendem este por 23 milhões, os que roubaram biliões estão´em liberdade".

«Joaquim Leal» >> Não assisti á conferência de imprensa mas do que vi espaçadamente nos noticiários retive dois pormenores fantásticos: Pretender imputar ao ministério público uma acusação de um crime ainda não previsto (enriquecimento ilicito/injustificado) e a falta de confiança do meliante no "sistema" bancário para efectuar as "transações" por pombo correio. Com dois advogados deste calibre depois não se admirem que apodreça nos calabouços.



Publicado por Tovi às 09:47
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Abril 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9



26
27
28
29
30


Número de visitantes
Posts recentes

Onde é que estavam no 25 ...

Já começou o abrolhamento...

Administrador do Grupo Le...

Vai ser restaurado o Merc...

Bayern 6 - 1 Porto

Crise humanitária no Medi...

Sporting 2 - 1 Boavista

Morreu Mariano Gago

I n v e s t P o r t o

Porto 3 – 1 Bayern

Rui Rio

O PS não descola...

Boavista 0 – 2 Marítimo

10º Aniversário da Casa d...

Conferência de imprensa d...

Paulo Morais

Parque Nacional da Peneda...

Sampaio da Nóvoa

Mas temos as pilas grande...

Penafiel 2 – 2 Boavista

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus

blogs SAPO
David Ribeiro

Cria o teu cartão de visita