"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Segunda-feira, 31 de Julho de 2017
Assembleia Constituinte na Venezuela

18_venezuela.jpg

Foi ontem eleita na Venezuela uma Assembleia Constituinte que irá reescrever a Constituição. E dou comigo a pensar que a Ilha da Madeira sempre foi uma das regiões portuguesas que mais imigrantes “forneceu” à Venezuela e a actual crise naquele país da América Latina vai trazer-lhe uma grave situação social nos próximos tempos. Aguardemos o que vai acontecer ao governo de Nicolás Maduro, mais à sua oposição. Segundo diz a comunicação social cá pela Europa metade dos venezuelanos não acredita nem nuns nem noutros… e isso poderá querer dizer que aproximamo-nos de um vazio de poder democrático, meio caminho andado para o aparecimento de ditaduras, sejam elas de que cores forem.



Publicado por Tovi às 09:49
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 27 de Agosto de 2016
Paz na Colômbia

Colômbia Paz Ago2016.jpg

O tempo o dirá, mas a Colômbia marcou agora de forma profunda a história da América Latina no caminho da Paz.

O Governo da Colômbia e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) assinaram na quarta-feira (24Ago2016) um histórico acordo de paz, potenciado por um cessar-fogo bilateral alcançado em Junho, que vem enterrar mais de cinco décadas de um conflito que se saldou em 220 mil mortos e milhões de deslocados.

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia – Exército do Povo (em espanhol: Fuerzas Armadas Revolucionarias de Colombia–Ejército del Pueblo), também conhecidas pelo acrónimo FARC ou FARC-EP, era até agora uma organização guerrilheira de inspiração comunista, autoproclamada guerrilha revolucionária marxista-leninista, que operava mediante tácticas de guerrilha. Lutavam pela implantação do socialismo na Colômbia e defendia o direito dos presos colombianos. A origem das FARC remonta ás disputas entre liberais e conservadores na Colômbia, retratadas pela obra de Gabriel García Márquez "Cem Anos de Solidão", marcada por massacres, como o período da La Violencia. Em 1948, os liberais, com apoio dos comunistas, iniciam uma guerra civil contra o governo conservador. Após 16 anos de luta guerrilheira e a conquista de algumas reivindicações políticas, os liberais passaram a temer que a experiência cubana de 1959 se repetisse na Colômbia. Rompem com a esquerda e passam para o lado conservador.



Publicado por Tovi às 07:06
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9


23
24
25
26
27
28

29
30
31


Posts recentes

Assembleia Constituinte n...

Paz na Colômbia

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus