"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Terça-feira, 29 de Novembro de 2016
Diplomacia económica na visita dos Reis de Espanha

Reis de Espanha ad.jpgHoje é dia do edil da Cidade Invicta mostrar aos Reis de Espanha o que de bom se faz no Porto, ao nível tecnológico e científico, marcando assim a agenda da “diplomacia económica” de Rui Moreira nesta visita oficial de Felipe VI e Letizia a Portugal. Pelas 10h45, o casal real deverá chegar às instalações da UPTEC, o parque tecnológico da Asprela integrado na Universidade do Porto, onde se concentram várias startups, assim como um polo de indústrias criativas. Seguirá depois para o I3S, o Instituto de Investigação e Inovação em Saúde, projecto tão acarinhado por Sobrinho Simões. A visita ao Porto terminará com um almoço que será “um acto de diplomacia económica” do presidente da Câmara, Rui Moreira. A convite do autarca portuense, os Reis de Espanha almoçarão, no Palácio da Bolsa, com vários empresários, prosseguindo o esforço que aquele tem feito de fomentar o intercâmbio de negócios com outras nacionalidades.



Publicado por Tovi às 09:10
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 28 de Novembro de 2016
Visita de Estado a Portugal dos Reis de Espanha

Reis de Espanha ab.jpgFelipe VI e Letizia iniciam hoje no Porto a visita de Estado a Portugal com uma sessão solene nos Paços do Concelho, seguindo-se um jantar oficial oferecido pelo Presidente da República no Paço dos Duques de Bragança em Guimarães. Amanhã, 29 de Novembro, os Reis de Espanha terão um programa diversificado na cidade do Porto, com uma visita à colecção Miró na Fundação Serralves e à Universidade do Porto, para conhecerem o Parque de Ciência e Tecnologia (UPTEC) e o Instituto de Investigação e Inovação em Saúde (I3S). Haverá ainda um almoço com empresários, a convite do Presidente da Câmara Municipal do Porto, no Palácio da Bolsa. Após este almoço, os Reis de Espanha seguirão para Lisboa, para serem recebidos em sessão solene nos Paços do Concelho da Câmara Municipal de Lisboa, seguindo-se um jantar oferecido pelo Primeiro-ministro no Palácio das Necessidades. No dia 30 de Novembro, os Reis de Espanha serão recebidos em São Bento pelo Primeiro-ministro, seguindo depois para a Assembleia da República para participar numa sessão solene em sua honra. O programa inclui ainda uma recepção à comunidade espanhola na Embaixada de Espanha em Lisboa e uma visita à Fundação Champalimaud.

 

  Comentários no Facebook

«Gonçalo Graça Moura» >> Receber os reis para jantar numa falsificação histórica parece-me demasiado pindérico até para quem já presidiu a fundação da Casa de Bragança...

«David Ribeiro» >> "Completar o que se não conhece, inventando, é atentar contra a arte, contra a verdade histórica (…) desnaturá-las para ficarem muito compostas e completas, fazendo-se novo onde nada existia ou existia diferentemente é um crime”, disse o mestre Marques da Silva em Maio de 1934 sobre o projecto de “restauro” do Paço dos Duques de Bragança em Guimarães.



Publicado por Tovi às 07:02
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 9 de Setembro de 2016
Acidente de comboio português na Galiza

Galiza acidente de comboio português 9Set2016 aa.

Um comboio português procedente de Vigo e com destino ao Porto descarrilou nas imediações da estação espanhola de Porriño cerca das 8h30 de hoje (hora portuguesa), havendo neste momento (11h00 horas em Portugal) quatro mortos (entre estes o maquinista português) e vários feridos confirmados.

 

 14h17 (hora de Portugal)

Segundo informa a edição online do jornal “Faro de Vigo” as vítimas mortais deste acidente são o maquinista (José Arnaldo Moreira, português de 45 anos), o revisor (espanhol), um turista Norte-Americano e um jovem de 23 anos da cidade de Vigo, que deu entrada em estado muito grave no hospital Álvaro Cunqueiro, acabando por falecer. Os feridos são 48, sete dos quais com gravidade. Neste momento os bombeiros ainda trabalhavam na frente da locomotiva para desencarcerarem o maquinista. Os técnicos já acederam à “caixa negra” que irá permitir fazer luz sobre o sucedido. O presidente de Comboios de Portugal, Manuel Queiró, destacou numa sua declaração à comunicação social que "nada indica que o acidente fosse por uma falha humana". Segundo os primeiros dados o comboio descarrilou por um problema nas vias e chocou contra um poste de electricidade metálico, ficando um vagão tombado sobre a via e outros dois semi-voltados.



Publicado por Tovi às 11:09
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 27 de Junho de 2016
Eleições Gerais em Espanha

Espanha bandeira aa.jpg

O resultado da votação nas eleições gerais em Espanha, que tiveram lugar ontem e onde foram eleitos os 350 deputados para o Congresso, foi o seguinte:

PP = 137 deputados;
PSOE = 85 deputados;
Unidos Podemos = 71 deputados;
Ciudadanos = 32 deputados;
Outros partidos = 9+8+5+2+1 deputados.

Nas eleições anteriores, o PP tinha conseguido eleger 123 deputados, o PSOE 90, o Podemos 69 e o Ciudadanos 40. Esquerda Republicana da Catalunha (9), Democracia e Liberdade (8), Partido Nacionalista Basco (6) e outros pequenos partidos (5) completavam um parlamento para o qual eram precisos 176 deputados para a maioria.

Estou em crer que não vai ser fácil a formação de um novo Governo… mas vamos aguardar as conversações interpartidárias que forçosamente terão lugar nos próximos dias.



Publicado por Tovi às 08:59
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 7 de Março de 2016
Nunca se exportou vinho tão caro

Vinho aa.jpg

As exportações portuguesas de vinho cresceram em valor pelo sexto ano consecutivo e atingiram em 2015 um novo máximo histórico, com 737,3 milhões de euros vendidos aos mercados internacionais. O preço médio do litro foi de 2,63€, o mais elevado de sempre: cada litro foi transacionado, em média, 2,8% acima do valor de 2014. No entanto, Portugal está a exportar menos vinho em quantidade, o que significa que está a vendê-lo bem mais caro. (...) Os maiores contributos para esta evolução advêm dos espumantes, cujo preço médio é já de 8,25 euros por litro, uma valorização de quase três vezes mais face a 2011. O vinho da Madeira é o segundo no ranking dos melhor pagos, com um preço médio de 6,31 euros por litro (um crescimento de 26,5% nos últimos cinco anos). Já o vinho do Porto, que ocupa a terceira posição, só se valorizou 11% e está nos 4,69 euros. Em termos de mercados de destino, o Reino Unido, com 4,02 euros de preço médio, os Estados Unidos e o Canadá, ambos com quatro euros por litro, e Espanha, com 3,87 euros, são os países que mais caro estão dispostos a pagar o vinho português.

Ver notícia do JN aqui

 

  Comentários no Facebook

«Pedro Aroso» >> No Brasil o preço dos vinhos portugueses atingiu um valor estratosférico e a vendas estão a cair a pique. Isto ficou a dever-se a mais um "ajuste fiscal" decretado pelo governo no início do ano. Os países do Mercosul não foram abrangidos por estas medidas.



Publicado por Tovi às 13:58
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 12 de Janeiro de 2016
Regionalização vs Municipalismo

Estou a ler o livro A Via Lusófona – Um novo Horizonte para Portugal, de Renato Epifânio [Editores Alexandre Gabriel & Sofia Vaz Ribeiro / Zéfiro; 1ª edição: Abril de 2010; ISBN: 978-989-677-027-3; Depósito Legal: 309 440/10] e numa altura em que a “Regionalização” anda esquecida e se começa a falar de “Municipalismo” é importante ler o texto (pags. 69 e 70) que o autor escreveu em 15 de Dezembro de 2008 e que passo a transcrever (especial agradecimento ao meu amigo Felisberto Ramos que me fez o favor de facultar esta obra):

 

A Via Lusófona de Renato Epifânio.jpg

 Sobre a Galiza e outras “Regiões” Ibéricas

A Galiza é muito mais do que uma “região espanhola”. Tal como a Catalunha e o País Basco não são “regiões espanholas”. São nações. Tendo uma língua e cultura própria, são, de facto, nações. Ainda que nações sem Estado. Como já aqui escrevi, acho que o futuro natural destas nações será a independência. Começando pela Catalunha, passando pelo País Basco…

E a Galiza? Quanto a ela, tenho mais dúvidas. Durante muitos anos, Fraga Iribarne, ex-ministro de Franco, cimentou a inclusão em Espanha. Depois, há um nível de vida que poderia ficar em causa com a independência...

Mas, talvez, esta venha a acontecer, mais tarde. E se assim for, a relação com Portugal será sempre muito particular...

Com Portugal enquanto nação, e não com apenas uma região em particular. Se em Portugal existem regiões, elas não são comparáveis com as referidas “regiões espanholas”. Desde logo pela dimensão – se olharmos para a Península Ibérica e a dividirmos em “regiões” com uma dimensão semelhante, verificamos que Portugal forma uma única…

Daí, de resto, as minhas reservas quanto a regionalização. A União Europeia incentiva-o para, a meu ver, melhor poder reinar…

No actual estado de coisas, a instância “nação” é a melhor barreira de resistência à União Europeia em particular e à Globalização em geral. Isto, como é óbvio, na perspectiva de quem pretende preservar a sua língua e cultura…

Já o municipalismo, no quadro da “nação”, parece-me algo mais fecundo. Até porque os municípios, em livre associação, é quem deveriam formar as “regiões” – naturais, de geometria variável, não desenhadas, a régua e esquadro, pelo Governo…

Tudo isto, como é óbvio, no quadro maior da convergência lusófona – desígnio primacial do MIL – Movimento Internacional Lusófono.



Publicado por Tovi às 09:14
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 16 de Dezembro de 2015
Gosto de experimentar vinhos…

Conde Noble Vino Tinto 2104 aa.jpg

…mesmo daqueles que à partida tudo me leva a crer que não vão ser nenhuma maravilha ou mesmo até um desastre. Comprei no LIDL um vinho de mesa espanhol – Conde Noble Vino Tinto 2104 – pelo incrível preço de 0,69€/litro (em embalagem tetra-pak), um vinho ligeiro (11% de álcool), feito na região da Catalunha por “Cruzares SA” e que eu nunca colocaria na mesa para acompanhar fosse o que fosse, principalmente se tivesse convidados para essa refeição. Mas o que está em causa não é a sua (fraca) qualidade mas sim o facto de se conseguir colocar no mercado vinho a este preço. Sabendo (ou imaginando) quais são os custos da distribuição fico deveras curioso em saber a como se vende o quilo das uvas naquela região espanhola… partindo do princípio que é feito com uvas.



Publicado por Tovi às 11:14
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 9 de Novembro de 2015
Início do processo de Independência da Catalunha

Catalunha 9Nov2015 aa.jpg

"El Parlament declara l’inici del procés de creació de l’estat català independent en forma de república" - Isto está a aquecer...

 

  Comentários no Facebook

«Jose Riobom» >> Já ontem era tarde... depois expandir-se-á pela Espanha e Portugal… que voltarão à sua forma original...



Publicado por Tovi às 13:16
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 24 de Março de 2015
Acidente aéreo nos Alpes franceses

Avião acidente nos Alpes franceses 24Mar2015 b.jp

Primeira imagem divulgada por um jornal francês do local onde de despenhou hoje um Airbus A320 da companhia low cost alemã Germanwings com 150 pessoas a bordo.

Avião acidente nos Alpes franceses 24Mar2015 c.jp



Publicado por Tovi às 17:09
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 2 de Junho de 2014
Rei de Espanha abdica

 

{#emotions_dlg.blink} Será que o Juan Carlos agora se vai dedicar em exclusivo às caçadas?... Os elefantes que se cuidem.


«Zé Carlos» no Facebook >> Os elefantes já estão em debandada

«Pedro Baptista» no Facebook >> Queria saber é se lhe acaba a impunidade e já pode ser julgado como os outros cidadãos. Cidadãos, não, que em "Espanha" são súbditos...

«Phillipe Phaser» no Facebook >> Os elefantes e a família, que o homem tem um certo "azar" com armas!!!!

«João Castro Lemos» no Facebook >> Um grande Rei que teve um papel preponderante na transição da ditadura para a democracia.

«David Ribeiro» no Facebook >> Sem dúvida, amigo João Castro Lemos, mas não soube manter a sua imagem ao nível do papel que teve após a morte de Franco.

«David Ribeiro» no Facebook >> {#emotions_dlg.star} “Cuando vuelvo atrás la mirada no puedo sino sentir orgullo y gratitud” - Ver aqui o discurso de abdicação do Rei de Espanha.

«Joaquim Leal» no Facebook >> Pelo interesse demonstrado, denoto no amigo uma "costoleta" monárquica :P

«David Ribeiro» no Facebook >> Eu?... Monárquico?... Eu sou Republicano, filho, neto e bisneto de Republicanos. O importante é que há sempre uma vaga esperança que a abdicação de um Rei dê em implantação de uma República. Não deverá ser o caso, mas dá para agitar as águas.

«Carlos Ramos» no Facebook >> Hoje estão convocadas manifs para todas as cidades espanholas a favor de um referendo sobre a passagem a República... vamos a ver!

«Henrique Camões» no Facebook >> Se houvesse um dia um referendo em Portugal sobre o que queriam as pessoas,(visto que a republica foi imposta ) se a republica ou a monarquia, eu ia ter grande dificuldade em decidir, a monarquia tem algumas coisas de que não gosto, mas a republica... valha-nos Deus, a nossa não serve de exemplo para coisa nenhuma.

«Joaquim Leal» no Facebook >> Sim de facto a nossa republica tem um "historial" faz favor. Sobretudo a primeira, implementada a tiro e á facada pelos facínoras carbonários.

«David Ribeiro» no Facbook >> A mim ainda ninguém conseguiu explicar porque é que o(a) filho(a) de um Rei há-de ser Rei(Rainha), por mais "preparado(a)", ou não, que tenha sido.

«Diamantino Hugo Pedro» no Facebook >> Republicano sempre, mas não desta republica ....

«Henrique Camões» no Facebook >> David Ribeiro, a mesma pergunta faço eu mas ao contrario, porque é que um qualquer badameco há-de ser o presidente de uma Nação, ainda por cima eleito por uma minoria se neste momento tivéssemos eleições presidenciais, e a abstenção fosse o que foi à dias , mesmo com 51% seriam apenas 20% de cidadãos que nele confiariam.

«David Ribeiro» no Facebook >> Estou convencido, caro Diamantino Hugo Pedro, que o problema "desta república" não é de ser uma República. Com esta gente que nos saiu na rifa, se vivêssemos em Monarquia não deveria ser muito diferente.

«Luiz da Cunha» no Facebook >> Eu explico David:- é assim porque o sistema monárquico foi assim instituido. ou seja, da mesma forma que eu não gasto água em casa e tenho que pagar + de € 10,00 e ainda ninguém me soube explicar porquê, assim também tu não percebeste a linha de descendência instituida na monarquia...Viva a rés pública!

«David Ribeiro» no Facebook >> Eu prefiro um "badameco eleito" do que um "iluminado a herdar um trono", caríssimo Henrique Camões. Por eleição eu sei de quem é a culpa se não gostar da escolha.

«Henrique Camões» no Facebook >> Então David Ribeiro, explique-me lá de quem é a culpa do que temos, e do que temos tido, qual foi o eleito que até hoje (e com o devido respeito ao gen. Eanes que foi de todos o que se portou melhor) que honrou o lugar.

«David Ribeiro» no Facebook >> Por pior que seja a escolha de um presidente da um qualquer República é sempre um ato democrático e popular, o que não acontece nas Monarquias. Não é por acaso que as democracias modernas que ainda têm Rei o esvaziaram de praticamente todos os poderes. No caso espanhol, por exemplo, o monarca nem o Parlamento pode dissolver.

«Carlos Mocho» no Facebook >> Ó David e achas que para tirar fotografias é preciso ser eleito? Podi-se organizar um concurso de "misses"... sempre eram mais giras. preferencialmente mudas e analfabetas (seriam mais inóquas)... LOL

«David Ribeiro» no Facebook >> Mas se fosse um Rei da mesma "referência" do atual inquilino do Palácio de Belém, também seria a mesma coisa, ou não seria assim, Carlos Mocho?

«Carlos Mocho» no Facebook >> Pois sim, o melhor seria investor na educação e na cultura e aliviar o estado de inutilidades... (não, não sou monárquico nem tão pouco republicano num sistema de estados que apenas podem lutar por conservar aguns restíquos de cultura). Eles deviam era de ser pagos com ações da dívida publica, talvez assim tivessem mais respeito pelos seus próprios interesses e coincidissem mais com os dos restantes!

«Henrique Camões» no Facebook >> Há duas coisas que não suporte na nossa republica, uma é que o presidente seja partidário, a outra é que os partidos intervenham na campanha, o presidente devia sair de um grupo se cidadãos,  propostos por um colégio eleitoral formado por pessoas dos diferentes sectores da sociedade, que que depois de um período de preparação seriam sujeitos a sufrágio, o eleito não poderia ter menos de 51% de votos dos eleitores e não como agora dos votos expressos. a campanha eleitoral não devia ser uma campanha  apalhaçada e redutora da dignidade dos candidatos como as que temos assistido, mas uma campanha sóbria assente no que cada um tem de positivo a oferecer ao País e não no que os adversários tem de mau como costuma ser.



Publicado por Tovi às 13:29
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 11 de Fevereiro de 2014
Península Ibérica 2013

Valores apresentados no trabalho conjunto dos Institutos Nacionais de Estatística de Portugal e Espanha - 10.ª edição de “A Península Ibérica em Números / La Península Ibérica en Cifras – 2013”:

{#emotions_dlg.star} No final de 2012, a Península Ibérica tinha cerca de 57,2 milhões de habitantes, o que representa uma redução superior a 185.000 habitantes relativamente aos resultados dos Censos da População, realizados em Portugal e em Espanha no ano anterior.

{#emotions_dlg.star} A taxa de crescimento da população em Espanha (12,9%) foi claramente superior à registada em Portugal (1,9%), entre 2001 e 2011. Já quanto à taxa de mortalidade infantil, os dois países registaram em 2012 valores muito próximos: 3,4‰ em Portugal e 3,5‰ em Espanha.

{#emotions_dlg.star} No período 2003-2012, o saldo da balança comercial entre os dois países é claramente favorável a Espanha.

{#emotions_dlg.star} No contexto da UE-27, Portugal registou, em 2012, a 4.ª maior percentagem de população empregada no setor “Agricultura, silvicultura e pescas”: 10,5%. A Espanha situou-se na 13.ª posição, com 4,4%.

{#emotions_dlg.star} Em 2012, o Alentejo era a região ibérica (NUTS II) com maior percentagem de população idosa (65 e mais anos): 24,2%. No extremo oposto estava a Ciudad Autónoma de Melilla, com 9,9%. As regiões do sul de Espanha e as não continentais de ambos os países foram as que registaram as menores percentagens de população idosa.


«David Ribeiro no Facebook >> {#emotions_dlg.meeting} (10.ª edição de “A Península Ibérica em Números / La Península Ibérica en Cifras – 2013”)



Publicado por Tovi às 09:25
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 10 de Fevereiro de 2014
A Região Norte continua pobre

A Região Norte continua pobre, a região mais pobre da Península Ibérica. Vejamos os últimos números divulgados pelo INE para o “PIB per capita”:
{#emotions_dlg.star}
Região Norte – 13.000 euros (o mais baixo da Península Ibérica)

Extremadura – 15.900 euros (o mais baixo de Espanha)

Lisboa – 22.700 euros (o mais alto de Portugal)

País Basco – 30.200 euros (o mais alto da Península Ibérica)

{#emotions_dlg.star}
Valor global para Portugal – 15.600 euros

Valor global para Espanha – 22.300 euros


«José Luís Moreira» no Facebook >> E o miserável Passos Coelho segue com 'Cortes'!...

«Fernando Kosta» no Facebook >> A chulice centralista e colonialista. Lisboa continua a desviar verbas destinadas ao desenvolvimento do Norte e investe-as na capital, nas empresas dos amigos dos partidos políticos de lisboa.   Pela primeira vez, desde o 25 de Abril, a Balança de Transacções Correntes é positiva, ou seja, as exportações PRODUZIDIDAS por empresas nortenhas, estão a gerar maior riqueza, todavia, a capital colonial continua a sugar-nos as receitas... A regionalização já começa a ser pouco. Precisamos e lisboa? NÃO!!!! o CONDADO PORTUCALENSE pode auto determinar-se e gerir o seu próprio caminho!

«Joaquim Leal» no Facebook >> A Espanha então parece o deserto do Saara... :P



Publicado por Tovi às 09:25
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 10 de Janeiro de 2014
Dom Simon Seleccion Tempanillo


Dom Simon Seleccion Tempanillo é um tinto sem data referenciado pelo produtor J Garcia Carrion La Mancha SA como “Vino de la Tierra de Castilla – El Vino Español mas vendido en el Mundo” e que não sendo um vinho de encantar, é no entanto um vinho que se bebe bem e com uma relação preço/qualidade muito acima da média dos vinhos portugueses desta gama (1,09€ a garrafa de 75cl – comprado neste mês de Janeiro de 2014 no Continente Bom Dia de Ramalde). Apresenta um teor alcoólico de 12% e acompanhou com elegância um singelo “Frango de Churrasco”.



Publicado por Tovi às 22:17
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 28 de Novembro de 2013
Don Simon Seleccion Tempranillo

Este Don Simon Seleccion Tempranillo, um “Vino della Castilla” feito por J Garcia Carrion La Mancha SA e à venda no Continente de Matosinhos pelo módico preço de 1,09€ a garrafa de 75cl, é o que se chama uma agradável surpresa. É feito unicamente com uvas da casta Tempranillo (em Portugal conhecida por Aragonez, ou Tinta Roriz na região do Douro) e apresenta-se com forte odor a frutos vermelhos e pretos, juntamente com subtis aromas de baunilha e violetas, um aspecto carregado de vermelho-púrpura, muito frutado e com suaves taninos maduros, sendo o final de boca um encanto de cereja e baunilha. No rótulo não nos é indicada a data da colheita, mas pode-se lá ler: “El vino Español más vendido em el Mundo”.



Publicado por Tovi às 07:58
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 25 de Julho de 2013
Terrível acidente ferroviário na Galiza

{#emotions_dlg.sidemouth} Pelo menos 77 mortos e várias dezenas de feridos no descarrilamento de um comboio em Santiago de Compostela, ao fim do dia de ontem.


«Laura Sarmento» no Facebook >> :(

«Maria Helena Costa Ferreira» no Facebook >> um acidente ferroviário deve ser horroroso!  conheço quem ainda hoje está traumatizado e não anda de combóio!

«Maria Teresa de Villas-Boas» no Facebook >> Lamento muito.

«Zé Zen» no Facebook >> deus estava de férias. Chora-se em Santiago.

«David Ribeiro» no Facbook >> {#emotions_dlg.chat} Um amigo meu, que sabe MUITO sobre comboios, comentou assim o eventual excesso de velocidade no acidente de ontem na Galiza: Sinceramente tenho muitas dúvidas sobre estas alegações e confissões espontâneas. É para mim inconcebível que um comboio deste tipo, que circula a velocidades superiores a 200 km/h, não tenha qualquer tipo de controlo de velocidade automatizada que o impedisse entrar numa curva com velocidade limitada à velocidade que é alegada. Um comboio que circule a 220 km/h galga 61 metros por cada segundo. Uma pequena distracção, abstracção, ou operação levada a cabo pelo maquinista dentro da cabina que leve este a desviar a atenção da via por breves 15 segundos, é o suficiente para que o comboio percorra mais de 900 metros. É distância suficiente para que a distância de frenagem necessária para reduzir a velocidade para 80 km/h já passe muito para além da curva e o comboio a aborde acima dos limites. As causas serão outras e só o inquérito o esclarecerá.   A Espanha gastou nas duas últimas décadas milhares de milhões de euros numa nova rede de alta velocidade. Uma das mais modernas do mundo. Se não equipou todas as suas vias com os sistemas de segurança necessários para velocidades elevadas, mesmo em zonas de transição para vias clássicas, este não é um caso de "excesso de velocidade": é um caso de exceso de irresponsabilidade. Estou curioso em saber os resultados deste inquérito. Se é como os jornais contam, o que duvido, o maquinista que se prepare: o sistema e os ministros nunca são culpados de nada.

«Manuel Ribeiro da Silva» no Facebook >> De facto é muito estranho, assim como muito estranha é, a passividade do sindicato...

«Luis Paiva» no Facebook >> Não sei muito de comboios, mas sou aficionado deste meio de transporte, que sempre preferi a qualquer outro. Tenho um bom currículo de viagens e até uma colecção muito "jeitosa" de miniaturas, respectiva documentação e a competente via férrea. Por outro lado, tenho uma licenciatura em Engenharia (pela FEUP, acrescento) o que me predispõe para analisar todo o tipo de explicações neste âmbito. Já agora, e não conhecendo o sistema em particular, habitualmente este tipo de sistemas não permite "distracções" superiores a 10 seg (e muito menos sei se o condutor pode fazer override ao sistema). Aguardemos, assim, pelo que os peritos irão escrever sobre as causas desta tragédia.

«Fernando Roque» no Fcebook >> Estive em Portugal em Junho e viagei varias vezes nos Alfa Pendular que sao uma maravilha. Fazem normalmente 220km\h mas a velocidade varia com frequencia segundo o que nos indica o ecran luminoso no interior da carruagem.

«David Ribeiro no Facebook >> {#emotions_dlg.chat} Ainda sobre o eventual excesso de velocidade no comboio acidentado ontem na Galiza, Alfonso Rguez Dono escreveu no "La Voz de Galicia" online: La línea donde se produjo el accidente no está dentro del ERTMS (European Rail Traffic Management System), un sistema de gestión del tráfico ferroviario que impide que un tren supere la velocidad máxima establecida o supere señales que indican parada. En el tramo donde tuvo lugar el accidente funcionaba el ASFA (Anuncio de Señales y Frenado Automático) convencional, un sistema que detiene al tren si el agente de conducción no respeta lo indicado en las señales pero que sólo recibe información de la vía en determinados puntos (las balizas), o sea, que solo al pasar por esos puntos controla que el convoy circule según lo establecido. Si no hay balizas, no hay reducción automática de velocidad, y este es el punto más peligroso de la vía, el lugar que tendría que ser mejor controlado. El tren tiene que pasar en un escaso margen de tiempo de 200 km/h a 80 km/h.

«António Alves» no Facebook >> tretas amigo. o asfa digital é sistema mais que suficiente para obrigar à redução de velocidade se for caso disso. não acredite no que lhe dizem os jornais. podem ser especialistas em muita coisa, mas nào em ferrovias ;-) Sobre o ASFA, o sistema de controlo automático de velocidade mais utilizado na rede da RENFE. «Através do sistema de odometria obtém-se a velocidade do comboio que é comparada com a velocidade máxima permitida para o tipo de comboio e nas circunstâncias da via em cada instante. Quando a velocidade do comboio alcança a primeira curva de controlo ( inferior à máxima permitida), o sistema adverte o condutor com avisos acústicos e ópticos, que se mantêm enquanto a situação persistir. No caso de ser ultrapassada a velocidade máxima permitida, são activados os avisos correspondentes a esta nova situação e será aplicado o freio de emergência até à paragem do comboio.»

«David Ribeiro» no Facebook >> Sempre ouvi dizer que um acidente deste tipo nunca se deve a uma só causa. Será que pode haver outros motivos a adicionar a eventual excesso de velocidade, caro António Alves?

«António Alves» no Facebook >>  Não sei sequer se há excesso. Faltam-me muitos dados para tirar qualquer conclusão. A limitação de velocidade a 80, a haver, era permanente ou temporária? Se era permanente estava de certeza absoluta controlada pelo ASFA; se estava porque razão o comboio não a cumpriu automaticamente? se era temporária poderia estar ou não; se não estava controlada o maquinista foi avisado? etc., etc, etc. Andar para aí a tirar conclusão sem dados não me parece avisado. Vou esperar para ver. Mas há algo em que não acredito de todo: que o maquinista seja de tal modo doido a ponto de desligar os sistemas de segurança e andar a acelerar para sua auto recreação. Caro David Ribeiro, é muito provável que seja uma cadeia de pequenos erros e desinformações. É sempre assim. Mas também não descarto problemas na via ou no material. Aquele material Talgo é muito leve e tem um sistema de rodados que dispensa os tradicionais bogies. Cada carruagem tem um único rodado independente e elas assentam umas nas outras. pelo filme que vi parece-me acontecer uma roptura de engates entre a loco e a primeira carruagem e só depois é que acontece o descarrilamento. Enfim, nesta altura do campeonato tudo o que possa ser dito é especulação.



Publicado por Tovi às 07:57
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Agosto 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


Posts recentes

Diplomacia económica na v...

Visita de Estado a Portug...

Acidente de comboio portu...

Eleições Gerais em Espanh...

Nunca se exportou vinho t...

Regionalização vs Municip...

Gosto de experimentar vin...

Início do processo de Ind...

Acidente aéreo nos Alpes ...

Rei de Espanha abdica

Península Ibérica 2013

A Região Norte continua p...

Dom Simon Seleccion Tempa...

Don Simon Seleccion Tempr...

Terrível acidente ferrovi...

Greve em Portugal, Espanh...

Vendas de Xerez em queda ...

Porta-aviões Juan Carlos ...

Fomos eliminados pela Esp...

Exposição Canina Internac...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus