"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Terça-feira, 11 de Julho de 2017
Mossul libertada

mosul1.jpg

O domínio do autoproclamado Estado Islâmico sobre a cidade iraquiana de Mossul acabou, após uma luta intensa iniciada em outubro do ano passado pelas tropas regulares iraquianas, apoiadas por milícias e pelo exército curdo, contra os jihadista Daesh que ocupavam várias áreas do norte do Iraque desde o verão de 2014.



Publicado por Tovi às 08:23
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 4 de Dezembro de 2015
Os neo-jihadistas vivem entre nós

jihadistas aa.jpg

Os ataques terroristas do passado dia 13 de Novembro em Paris vieram mais uma vez revelar-nos que os neo-jihadistas vivem entre nós, muito pouco têm a ver com a cultura muçulmana e o islão é primordialmente um pretexto para mostrarem à sociedade a sua revolta, sede de violência e desejo de radicalização. Se não tivessem origem magrebina e por isso considerados potencialmente muçulmanos, estes delinquentes com problemas de integração social poderiam facilmente estar em movimentos de extrema-esquerda ou extrema-direita, ou simplesmente num grupo punk qualquer. E é nestes jovens que o Estado Islâmico vai encontrar a sua “carne para canhão”, gente disposta a transformar a sua revolta pessoal em actos sangrentos. Mais tarde ou mais cedo o desejo de um califado jihadista nos territórios sírios e iraquianos irá extinguir-se, muito mais por falta de quem lhes compre o “ouro negro” do que pelas bombas dos aviões russos, franceses ou mesmo dos Estados Unidos da América, mas o vírus da violência está espalhado nos subúrbios das grandes metrópoles europeias e haverá sempre um extremista qualquer que se irá aproveitar da revolta destes jovens.

 

  Comentários no Facebook

«Laura Sarmento» >> concordo 100%

«António Lopes» >> Extrema-esquerda, movimento Punk? Vai-me desculpar caro David Ribeiro mas discordo totalmente nesse ponto. A Extrema-esquerda é demasiado generalista mas mesmo assim a leitura dos mais variados manuais a violência nunca é apregoada de forma tão banal como o ISIS produz. As revoluções de 68 (França), pouco ou nada têm a ver com o ISIS, etc, etc. Sobre o movimento Punk... grupos anarquistas/Punk (nem sempre uma coisa significa outra), o nascimento do Movimento Oi, nasce entre a classe operária inglesa como forma de proteger a Classe trabalhadora e não para destruir de forma violenta tudo o que lhe aparece pela frente. Por favor nunca mas nunca meter na mesma panela ISIS e Movimentos Punk ou Extrema Esquerda. Sobre a Extrema esquerda, Stalin nunca foi comunista, os seus gulags não fazem parte da ideologia comunista e até Lenine escreveu que Stalin não tinha o perfil de. ISIS não é representativo da Religião Muçulmana [wink emoticon]. Sobre o Movimento anarquista, temos um exemplo bem próximo de nós (Guerra civil espanhola 1936-39), em que algumas Igrejas foram queimadas mas numa guerra tudo o que é de mau acontece MAS nunca uma Igreja ou convento tinham sido queimados antes da Guerra Civil espanhola ter o seu início. Culpas? Para mim, a construção de seres-humanos frios, sem ideias e sem sentimentos próprios de um sistema económico baseado unicamente no material, no dinheiro produz tudo isto.

«Laura Sarmento» >> António Lopes, o que eu penso é que o David Ribeiro se quis referir aqui a gente extremista (sobretudo jovens), que estão em momentos extremistas porque sim, que são facilmente formatados porque sim, e que se deixam levar em qualquer onda diferente e extremista porque sim... não tem nada a ver com o teor, com o conteúdo de cada movimento. Tem a ver com revolta, falta de valores, vida oca e desocupada.

«António Lopes» >> O "extremismo" faz parte de uma juventude normal, agora temos é de incutir desde cedo valores como o respeito entre todos e não deixa-los entregues a toda uma máquina destruidora de sonhos, destruidora de Utopias. ISIS é um cancro, cancro esse alimentado pela ignorância. Embora não conheça pessoalmente o caríssimo David Ribeiro tenho a certeza que o texto dele foi escrito com alma e que não deixa de ter uma certa razão (conheço o David unicamente através da sua escrita e tenho pelo seu teor o máximo de respeito). Apenas ligar o Movimento Punk ao ISIS senti-me tentado a demonstrar a minha opinião contrária [smile emoticon]. Um excelente fim de semana a todos. PS: A extrema-esquerda (embora seja um termo muito difuso), é-me próxima [smile emoticon]

«Laura Sarmento» >> o problema que se levanta agora é incutir esses valores numa camada jovem que foi sucessivamente esquecida e habituada a não dar valor nenhum a quem nunca lhes prestou a atenção devida. São descrentes no sistema, num sistema que os esqueceu. Não sei se ainda iremos a tempo.

«António Lopes» >> A pobreza como a grande culpada?

«Laura Sarmento» >> Se calhar, Antonio Lopes, se calhar... ou riqueza a mais sem amor... um bom fim de semana.

«David Ribeiro» >> Provavelmente não me expressei bem… Nunca quis meter no mesmo saco os movimentos de extrema-esquerda, de extrema-direita e os punk, mas que estes jovens das periferias degradadas das grandes cidades são facilmente “recrutados” para seja o que for, terão que concordar que é verdade.

«Gonçalo Graça Moura» >> David, continua a acreditar no pai natal... mostra-me um islâmico "moderado" que condene de facto o jhiadismo... e sim, o islão é tanto uma religião de paz, que numa noite o mafoma só degolou 600 "apóstatas" que se recusaram a converter... e já agora, tirando o Breviq, diz-me um terrorista não-islâmico desde o 11/9. E sim, a maioria dos suicidas tem formação superior, sendo que só no último atentado de Paris é que não eram de classe média-alta...

«David Ribeiro» >> A “carne para canhão” do Estado Islâmico já não é a mesma do 11 de Setembro, assim como Abu Bakr al-Baghdadi não é o Bin Laden.

«Joaquim Leal» >> Assim por acaso lembrei-me do movimento "Black bloc" [tongue emoticon]

«Rogerio Silvestre» >> e também é verdade que esta gente com sede de sangue não conhece o Islão na sua essência, pois a doutrina não permite estes actos, basicamente são jovens e ocos, almas fracas

«Diamantino Hugo Pedro» >> Que bonito que é o politicamente correcto... A doutrina do Islão não permite estes actos, mas o Al-Corão está cheio de versos a justificarem os mesmos....



Publicado por Tovi às 11:45
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 25 de Novembro de 2015
Uma facada nas costas

Um caça F-16 da Força Aérea da Turquia abateu um caça-bombardeiro russo SU-24 na fronteira turco-síria e Vladimir Putin já considerou este acto como “uma facada nas costas” dos “cúmplices do terrorismo”. Desde há muito tempo que a Turquia é acusada de financiar o Estado Islâmico através da compra de petróleo de poços localizados em territórios controlados pelos terroristas, mas os países da NATO têm assobiado para o lado quanto a esta intensa circulação de produtos petrolíferos nesta zona do Médio Oriente. É tempo de se acabar com o financiamento directo ou indirecto do ISIL (ou “Daesh”, como os franceses lhes preferem chamar).

Foi assim… segundo os militares de Ancara.

Turquia abate avião Russo 24Nov2015 aa.jpg

 

  Comentários no Facebook

«Carlos Miguel Sousa» >> Vai dar m....

«Raul Vaz Osorio» >> Mas se foi assim, abateram-no já em território sírio?

«Zé Carlos» >> Vai dar confusāo da grande



Publicado por Tovi às 08:08
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 16 de Novembro de 2015
Financiadores do Estado Islâmico

Cartoon do jordano Osama Hajjaj.png

(Imagem: Cartoon do jordano Osama Hajjaj)

Ainda no rescaldo dos trágicos acontecimentos de Paris resolvi fazer uma pequena busca na NET sobre os “financiadores do Estado Islâmico” e encontrei este texto da iraquiana «Al Alam International News Channel» datado de Agosto de 2014:

 

  US says Kuwait is one of ISIL terrorist group funders

The US Treasury Department says Kuwait was being used to funnel large amounts of money to ISIL in Iraq and Syria. The United States says Kuwait is one of the financier of the so-called Islamic State of Iraq and the Levant terrorist group which has been active in Syria and Iraq. The Treasury Department asserted that Kuwait was being used to funnel large amounts of money to ISIL in Iraq and Syria. Treasury identified three financiers from the Persian Gulf Cooperation Council.

“We and our international partners, including the Kuwaiti government, need to act more urgently and effectively to disrupt these terrorist financing efforts,” Treasury Undersecretary David Cohen said on Wednesday.

Saudi Arabia has been blamed by the Syrian and Iraq government to be the biggest funder of ISIL. Qatar is also said to be a funder of the terrorist group, but not as large as Riyadh.

This marked the second US determination that Kuwait, which contains a major American military presence, was being used to fund the extremism in Syria, the World Tribune wrote in a report.

Officials said Al Qaeda-aligned financiers were appealing for funds over the Internet and other forums.

The latest ISIL financiers were identified as Shafi Al Ajmi and Hajaj al Ajmi, both based in Kuwait and linked to Al Qaeda’s Nusra Front for the Defense of Levant. Abdul Rahman Al Anizi was termed a financier for ISIL.

“Through fundraising appeals on social media and the use of financial networks, Shafi Al Ajmi, Hajaj Al Ajmi, and Al Anizi have been funding the terrorists fighting in Syria and Iraq,” Cohen said.

Treasury said Al Ajmi was one of the most active fundraisers for Nusra. He was also said to have acknowledged that he procured and smuggled weapons for Nusra, a rival of ISIL. Al Ajmi was accused of delivering money to Nusra in Syria.

“He [Al Ajmi] agreed to provide financial support to ANF in exchange for installing Kuwaitis in ANF leadership positions,” Treasury said. “In early January 2014, he offered ANF money to lead a battlefield campaign in Homs, Syria.”

Treasury said Al Anizi worked for ISIL since 2008 and transferred funds from Kuwait to Syria. He was also said to have sent foreign militants from Syria to Iraq as well as from Kuwait to Afghanistan.

“[He] was involved in extremist facilitation activities with Iran-based Al Qaeda facilitators, including the movement of extremists to Afghanistan via Iran,” Treasury said.

 

  Comentários no Facebook

«Gianpiero Zignoni» >> Muito sério...

«Ana Alyia» >> Se continuar a pesquisar, David Ribeiro, concluirá que muitos mais países (incluindo a França) sao financiadores de paises islamicos de onde saem terroristas...

«Albertino Amaral» >> Os contornos desta situação, serão certamente um dia bem explicados…

«Jose Pinto Pais» >> Bom, vamos lá a ver uma coisa. Todas as guerras (Tou a falar de guerras e não de ataques terroristas) teem de ser financiadas, não há dúvidas sobre isso, que há sempre gente (países) que ganham com isso, não há dúvidas, podem uns por uns motivos não vender, mas outros aproveitam a oportunidade e vendem. Ponto final parágrafo. Agora o k eu discuto e o sentido da guerra, o objectivo, esse preocupa-me

«David Ribeiro» >> Sequem-lhes as fontes de financiamento e verão que não há ideologia jihadista que resista.



Publicado por Tovi às 08:08
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 1 de Outubro de 2015
Primeiros bombardeamentos russos na Síria

Rússia bombardeia alvos na Síria 30Set2015.jpg

A Rússia efectuou ontem o seu primeiro ataque aéreo na Síria, tendo como alvo equipamentos militares, armas e munições das forças opositoras ao regime de Bashar al-Assad. Responsáveis norte-americanos e vários activistas e rebeldes sírios dizem no entanto que estes bombardeamentos não estão a atingir os territórios dos jiadistas do Estado Islâmico (Daesh). O Ministro dos Negócios Estrangeiro russo Sergei Lavrov rejeitou estas acusações.

 

 Quem controla o quê na Síria

Siria forças em conflito Out2015.jpg



Publicado por Tovi às 09:05
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 4 de Setembro de 2015
Tropas russas a caminha da Síria

Exército russo na Síria 3St2015.jpg

Notícias com base nos serviços secretos israelitas, mas ainda não confirmadas por Moscovo, dão como certa a partida iminente de tropas russas aerotransportadas para a Síria tendo como único objectivo combater as forças do Estado Islâmico. A mesma fonte diz que o plano estratégico russo resolveu intervir após o centro de comando avançado americano na Jordânia estar completamente paralisado no seguimento dos ataques dos rebeldes sírios no sul. Em meados do mês de Agosto aviões cargo gigantes Antonov AN-124 Condor desembarcaram na Síria mil mísseis anticarro 9M133 Kornet, que deverão ser usados pelas tropas russas aguardadas no terreno a todo o momento.

 

  Comentários no Facebook

«António Lopes» >> A Rússia intrometer-se será sempre para ajudar o Governo Sírio, o que poderá complicar a vida aos rebeldes mas em compensação o ISIS poderá finalmente ter os dias contados. A Rússia envolver-se no espectro da balança mundial a supremacia da NATO é total a nível militar e este envolvimento poderá ser um sinal russo de que não querem ficar para trás, mas a razão de só intrometerem-se agora é que é muito estranho...

«David Ribeiro» >> Deduzo que a Rússia decidiu intervir agora pois tudo me leva a acreditar que a situação de Bashar al-Assad está periclitante.

«António Lopes» >> Com tanto nacionalismo russo, com tantas fotos de Putin a fazer exercício, com tantas paradas militares a verdade é que a Rússia só irá intervir agora... e mesmo assim esta notícia não é oficial, certo?

«David Ribeiro» >> Não, a notícia não é oficial e não tenho nenhuma garantia de ter alguma base de verdade, pois a informação tem origem na mais que suspeita "Coolamnews - fondée par une équipe de francophones partageant un point commun: leur amour d’Israël et leur souci d’une information professionnelle".



Publicado por Tovi às 08:49
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 23 de Outubro de 2014
Terror em Otava

Canadá 22Out2014 c.jpg

 Na tarde de ontem (manhã no Canadá) viveram-se horas dramáticas em Otava, quando, ao que tudo indica, um único suspeito atirou a matar sobre um militar de sentinela no Memorial Nacional da Guerra, tendo-se depois refugiado no edifício do Parlamento. Na troca de tiros que se seguiu no interior da sede do poder legislativo duas outras pessoas ficaram feridas e foi abatido pela polícia o atirador identificado como Michael Zehaf-Bibeau, um canadiano nascido em 1982 já referenciado pela justiça por actos ilícitos relacionados com estupefacientes. Este incidente na capital do Canadá aconteceu dias depois de um outro soldado ter sido de forma deliberada mortalmente atropelado no Quebeque num ataque de inspiração ISIL, tendo sido também abatido pela polícia, após curta perseguição, Martin Couture-Rouleau, de 25 anos e que se tinha convertido ao Islão recentemente. Estes dois actos terroristas parecem ser represália ao facto do Canadá se ter associado à coligação que luta contra o Estado Islâmico, na Síria e no Iraque.



Publicado por Tovi às 09:01
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 12 de Outubro de 2014
Os Curdos, os mal-amados

Curdos a.jpg

Com extrema dificuldade os Curdos tentam defender-se do ataque feroz dos militantes do Estado Islâmico, na fronteira da Síria com a Turquia. E a Europa, os EUA, a Rússia e todos os outros membros das Nações Unidas a assobiarem para o lado.

 

Comentários no Facebook 

«José Luis Moreira» >> É que os Curdos são um problema maior para a Turquia...

«David Ribeiro» >> ...neste momento para a Turquia e para a Síria. Os Curdos são os mal-amados da região. São a maior etnia sem Estado do mundo (26,3 milhões de pessoas) distribuídos por cerca de 500.000 km², uma vasta região do Oriente Médio que extrapola as fronteiras da Turquia, abrangendo partes do Iraque, do Irão, da Síria e da Arménia.

«Fernando Duarte» >> primeiro deixar os gajos matarem-se entre eles, depois vamos là acabar com os sobreviventes, porque enquanto o PKK andar aos tiros com o DAESH toca-me num sem fazer abanar o outro, seria o mesmo que a gente em Portugal se metesse numa contenda entre ciganos e pretos

«Maria Teresa de Villas-Boas» >> Os paises são cobartdes. a Turquia devia ir ajudar.

«Carlinhos da Sé» >> A Turquia devia ser condenada por genocídio, já matou milhares de curdos deixando-os morrer de frio nas montanhas, coma conivência da “Nato”. - NATO está determinada a "defender" a Turquia

 

Kobane 01.jpg Kobane (Ayn al-Arab)

Segundo as últimas notícias 40% da cidade curda de Kobane (Ayn al-Arab), na fronteira da Síria com a Turquia, já se encontra nas mãos dos rebeldes do Estado Islâmico, apesar dos aviões da coligação liderada pelos Estado Unidos continuarem a atacar posições dos “jihadistas”. O Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH) diz que só neste último mês 300 mil pessoas fugiram, das quais 200 mil para a Turquia, e cerca de 70 cidades sírias caíram nas mãos do EI. Uma tragédia o que se está a passar nesta região.

 

 Comentários no Facebook

 «Fernando Duarte» >> a Amadora está a 80% nas mãos dos pretos e ninguém diz nada

«António Lopes» >> Caro Fernando Duarte, antes de mais desejo um bom resto de Domingo para si e para os seus, espero sinceramente que esteja tudo bem. Este seu comentário tem alguma interpretação diferente daquela que para mim é implícita? Tipo, um outro comentário seu possuía uma enorme carga simbólica, sobre o facto da criança cega de Mirandela que tinha de percorrer 120 Km diários, segundo o senhor, a palavra "ler" era mais complexa que à primeira vista dava a entender, e agora este seu comentário é apenas racista, ou terá alguma simbologia neutra escondida que a nós comuns mortais não a conseguimos decifrar?

«António Alves» >> o Eusébio era "preto" – Votez Eusebio

«Fernando Duarte» >> mantenho a frase (que nada tem a ver com racismo) mas acrescento outra: cada qual deve começar por varrer à sua porta, e depois, se sobrar tempo, pode ir varrer à porta do vizinho, mas de qual vizinho? Neste caso temos violentos combates entre a Daesh e o PKK… que venha o diabo e escolha

«Joaquim Leal» >> Os turcos estão de certa forma a colher por via indirecta o que têm andado a semear. Com a cada vez maior islamização do país, renegando os principios democráticos do fundador Mustafa Kemal Atatürk. Agora ganharam por ali uma vizinhança de excelência. Piores que os ciganos. Não isto não é racismo.

«Carlinhos da Sé» >> Ora bolas...

«António Alves» >> A Turquia é um dos principais "facilitadores" do "estado islâmico". Enquanto lhes for útil não mexerão uma palha.

«Joaquim Leal» >> António Alves, de acordo mas olhe que o "estado islâmico" do ISIS é expansionista daí o termo califado. Deixe-os arrumar primeiro o Iraque á sua "moda" que nem a turquia dormirá descansada.

«Carlinhos da Sé» >> Estou com António Alves, dá-lhes muito jeito a ação do "estado islâmico".

«António Alves» >> Quando for necessário, i.e., quando a tarefa do ISIS estiver completa (destruição da Síria), os israelitas e americanos acabam com eles num instante.

«Carlinhos da Sé» >> Ó Joaquim Leal, a "Nato" defende a Turquia.

«Fernando Duarte» >> que morram todos, fdp. os turcos que em 1915 massacraram 80 % da população da Arménia (apenas sobreviveram o Aznavour, o Boghossian e o Djorkaef, mas uma garota que eu conheço) , o PKK que é uma organização kurde terrorista ( eu até conheço uns kurdes onde vou comer um verdadeiro donner kebap, e não essa merda que vos vendem nos centros comerciais, são simpáticos mas muito feios, ainda mais feios do que os ciganos) mas tirando os que eu conheço os outros são todos terroristas (é como com o Eusébio, ele era um bacano e os outros eram turras) , quanto aos bezerros ... nem se fala! conclusão: QUE MORRAM TODOS

«António Alves» >> A Turquia também tem meios próprios mais do que suficientes. São só o segundo maior exército da NATO.

«Joaquim Leal» >> Pois, a Turquia é o maior exército da Nato mas se inisistirem nessa tal de islamização bem que podem esperar sentados o apoio do ocidente. Veremos. O meu irmão viveu e trabalhou uns anos na Turquia. Assistiu a manifestações curdas em Instambul onde viveu. Garante-me que viu por lá muitas bandeiras que só lhe lembravam a união sociética nos tempos gloriosos.

«António Alves» >> O PKK é. Inspiração comunista. Daí os américas os classificarem como "terroristas"

«Fernando Duarte» >> porque comunismo não é sinonimo de terrorismo? vá là dizer isso às famílias dos 100 milhões de mortos do Staline

«António Alves» >> Para isso teria que considerar estalinismo igual a comunismo. Sou capaz de escrever uma tese inteira sustentando que não. O facto do partido que governou a Rússia durante 70 anos usar o nome de "comunista" não quer dizer que o seja. Em Portugal também há um que usa o nome de "social-democrata" e nunca o foi.

«Joaquim Leal» >> É assim também como o ps António Alves

«António Alves» >> Sim, o PS é, na melhor das hipóteses, um partido "social-democrata" brandinho. Muito terceira via. A léguas do velho trabalhismo.

«Fernando Duarte» >> é como eu digo, varram à vossa porta antes de irem varrer para o Kurdistão

«Carlinhos da Sé» >> Quando se fala do Povo Curdo lembro-me da deliberação salazarenta que impedia o uso do mirandês.

«Mario Jeronimo» >> E assim David Ribeiro ja estas mais contente.

«Joaquim Leal» >> Boa noite amigo Mario Jeronimo, Só para cumprimentar e enviar beijos

«Mario Jeronimo» >> Joaquim Leal vejo por aqui comentarios... que nao lembram nem ao David Ribeiro. Isto... so visto. Abraco grande meu amigo.

«Joaquim Leal» >> O amigo David Ribeiro é um democrata. Abraço

«Mario Jeronimo» >> Deve de ser… Joaquim Leal a comecar pela publicacao do post, o David Ribeiro parece estar muito euforico e a vontade com o avanco do EI. Como nao esta perto dele... por enquanto... ate relata... e ate que acha alguma graca. Se fosse ele e os filhos e os netos que se encontrassem por la, na situacao em que se encontram os refugiados, e outros, talvez o relato fosse diferente, e a opiniao... outra.

«Joaquim Leal» >> Não concordo, vai lá ler outra vez amigo.

«Mario Jeronimo» >> Eu tambem Joaquim Leal.

«Carlinhos da Sé» >> Racistas são os comentários de Fernando Duarte...

«David Ribeiro» >> Desde há muito tempo que o Mario Jeronimo tem dificuldade em entender o que eu escrevo… será meu o defeito?

  

 Quem é quem na região:

 Estado Islâmico [em inglês: Islamic State of Iraq and the Levant – ISIL] - Grupo jihadista do Oriente Médio, auto-proclamado como um califado, afirmando autoridade religiosa sobre todos os muçulmanos do mundo e aspirando tomar o controlo de muitas outras regiões de maioria islâmica, a começar pelo território da região do Levante, que inclui Jordânia, Israel, Palestina, Líbano, Chipre e Hatay, uma área no sul da Turquia.

PKK – Parti Karkerani Kurdistan [Partido dos Trabalhadores do Curdistão] - Organização Curda fundada em Novembro de 1978 e que desde 1984 vem mantendo uma luta armada contra o estado turco, por um Curdistão autónomo e mais direitos culturais e políticos para os curdos na Turquia.




Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9


19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


Posts recentes

Mossul libertada

Os neo-jihadistas vivem e...

Uma facada nas costas

Financiadores do Estado I...

Primeiros bombardeamentos...

Tropas russas a caminha d...

Terror em Otava

Os Curdos, os mal-amados

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus