"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Quarta-feira, 23 de Agosto de 2017
Eleições em Angola

Angola 23Ago2017 aa.jpg

Só quem não conhece da Angola dos dias de hoje senão o que diz a comunicação social portuguesa é que poderia ter dúvidas da vitória do candidato do MPLA - João Lourenço - um candidato consensual no interior do partido e que poderá vir a promover uma abertura ao diálogo com os jovens descontentes, com a sociedade civil angolana e com as diversas instituições políticas do país, coisas que há muito tardam naquela antiga colónia portuguesa. Mas a mudança, a acontecer, vai ser um processo lento e provavelmente nem sempre muito limpo, ou não estivéssemos nós já habituados a estas “democratizações”.

 

 Resultados provisórios das Eleições em Angola (12h28 de 25 agosto)

MPLA - 61,10% - 150 deputados - João Lourenço eleito PR

UNITA - 26,71% - 51 deputados

CASA-CE – 9,46% - 16 deputados

PRS - 1,33% - 2 deputados

FNLA - 0,90% - 0 deputados 

APN - 0,49% - 0 deputados 



Publicado por Tovi às 23:24
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 26 de Março de 2017
Relações tensas entre Angola e Portugal

0917580dc-c0d1-4763-b06b-ca9186beb549-r-NjQweDM0MwSó conheci “in loco” a República Popular de Angola já estava no poder o José Eduardo dos Santos, pois a verdade é que só cheguei a Luanda, para lá trabalhar durante dois anos, pouco tempo antes do 2º Congresso do MPLA, durante o qual “foi analisada a situação política, económica e social do país vivida nos últimos 10 anos de independência”, tendo os congressistas chegado à conclusão “da necessidade do partido elevar a formação política e ideológica dos seus membros e melhorar a capacidade de direcção dos seus quadros”. E nós portugueses, quarenta e um anos depois da independência da Angola, continuamos a ser tratados pelas elites angolanas como se ainda fossemos os “colonizadores”, esquecendo-se aquela gente que é por cá e com a ajuda de alguns (muitos) corruptos “tugas” que eles conseguem não só lavar o dinheiro sujo que ganham à custa do pobre Povo angolano mas também passearem todo a sua opulência pelos locais mais caros cá do sítio. Nesta altura há uma tensão entre os dois Estados, motivada pelo facto do Ministério Público de Portugal ter iniciado um processo judicial contra o actual vice-presidente da Angola, Manuel Domingos Vicente, acusando-o de "corrupção activa, branqueamento de capitais e falsificação de documentos" na época em que foi presidente da Sonangol, empresa angolana do ramo petrolífero. Que se faça Justiça… que ao contrário do que muitos dizem, este jardim-à-beira-mar–plantado ainda é um Estado de Direito.



Publicado por Tovi às 17:06
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9


23
24
25
26
27
28

29
30
31


Posts recentes

Eleições em Angola

Relações tensas entre Ang...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus