"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Sábado, 22 de Abril de 2017
Primeira página do Expresso de hoje

relvas.jpg

Não sei se me devo rir ou ficar preocupado



Publicado por Tovi às 14:25
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 7 de Maio de 2016
Túnel do Marão

tunel-do-marao.jpg

É hoje inaugurado o Túnel do Marão, o maior túnel rodoviário da Península Ibérica, com 5,7 quilómetros de comprimento (mais precisamente 5.665 metros), parte integrante da nova auto-estrada que vai de Amarante a Vila Real e que se apresenta como alternativa ao IP4, palco de muitos e graves acidentes. Esta obra foi iniciada em 2008, pelo Governo socialista de José Sócrates, como uma parceria público privada, mas a obra acabou por arrancar apenas um ano depois. Em 2011, já após a tomada de posse de Passos Coelho como chefe do Governo, os trabalhos na auto-estrada pararam em toda a extensão. Dois anos depois, contudo, o Executivo PSD/CDS resgatou a obra, tendo a Infraestruturas de Portugal concluído os trabalhos que tiveram um investimento global de 270 milhões de euros (segundo informação da própria) dos quais 89 milhões de euros de financiamento comunitário. Cerca de 17 milhões de euros terão sido reservados apenas para os equipamentos de segurança.



Publicado por Tovi às 08:00
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 23 de Dezembro de 2015
Os danos colaterais do estrebuchar do BANIF

 BANIF 22Dez2015 aa.jpg

Lá vão os deputados do PSD e do CDS terem que “salvar” o Orçamento Rectificativo de António Costa.

 

  Comentários no Facebook

«Gonçalo Graça Moura» >> infelizmente tens razão...

«Gonçalo Lavadinho» >> Começou cedo...

«João Simões» >> Orçamento retificativo que teve de ser preparado para acomodar a irresponsabilidade de passos e miss swap.

«Diogo Quental» >> O Passos não é banqueiro. Infelizmente, temos banqueiros que nem para gerir uma padaria teriam preparação. É tempo de serem responsabilizados e escrutinados. E supervisão do Banco de Portugal, é tempo de acordarem. Os processos de recrutamento deveriam ser todos escrutinados também. Já chega de porcaria.

«João Simões» >> Meu caro a supervisão há muito que está debaixo de fogo. E que fez o anterior governo? Reconduziu o governador. O Passos sabia disto desde o ano passado e tentou esconder o que conduziu a maiores perdas para os contribuintes. Estamos a falar de mais de 2 mil milhões de euros.

«David Ribeiro» >> Era inevitável… tendo em consideração as posições dos comunistas nesta matéria.

«Diogo Quental» >> Crónica de uma morte anunciada. Que seja só a do PS, ainda que o país esteja de novo a ficar moribundo. Gostava de ver o Rui Rio reaparecer com candidato a PR. Ainda que não seja perfeito, tem arcaboiço para gerir a situação. Receio que o MRS vá ser uma anedota nas mãos do AC.

«Gonçalo Graça Moura» >> concordo com tudo menos com a do RR...

«Diogo Quental» >> Realpolitik.

«Gonçalo Graça Moura» >> é dos políticos em quem eu não confio e em quem me recuso a votar, nem que fosse o último candidato viável... felizmente a "vaga de fundo" que tentou tomar não passou dos tornozelos... ia ser outro a lamber botas à Alemanha, como já demonstrou no passado.

«David Ribeiro» >> Eu cá gosto do Parlamento a funcionar... umas vezes á esquerda, outras vezes à direita, isto é DEMOCRACIA.

«Diogo Quental» >> Tal como na estatística, só podes tirar conclusões quando a amostra é representativa. O que tens no parlamento é uma autêntica desgraça, que é sim representativa da desgraça que nós somos, mas não de esquerda, nem direita, nem de nada. Não há filosofia, pensamento, direcção. Quando pensarmos em criar riqueza, em vez de distribuir migalhas, as coisas mudarão. É preciso acabar com a demagogia e com a ilusão de que há riqueza sem o nosso trabalho.

«Jorge Veiga» >> Para já o que me parece é um pendulo.

«Gonçalo Graça Moura» >> não é do funcionamento do parlamento que se trata, mas da coragem para tomar medidas quando elas são necessárias! o único partido que vai sair daqui de cara erguida vai ser, por incrível que pareça, o PCP!

«Diogo Quental» >> A meu ver Gonçalo, o parlamento com 1/4 dos deputados, bem pagos e bem escolhidos, faria bem melhor. Actualmente está ao nível de uma reunião de condomínio.

«Gonçalo Graça Moura» >> plenamente de acordo!

«Ricardo Nuno» >> Reuniao de condominio é definição perfeita ! quanto a democracia e cultura democratica eu acho que é a capacidade de chegar a consensos , de a determinada altura por os interesses gerais acima ou em equivalencia dos interesses particulares e isso falta tudo na nossa democracia .

«Vítor Carla Sequeira» >> Amigos para sempre (PPD-CDS-PS) e esta noticia é Politica e bem metida, a independência sempre presente por gentes ditas do norte.

«Jose Pinto Pais» >> Isto tem um nome : DEMOCRACIA

David Ribeiro >> Eu também acho CHOCANTE o que aconteceu no BANIF, mas dito pelo presidente do banco britânico Lloyds tem mais impacto mediático - Horta Osório diz que é “chocante” e defende auditoria externa

 

  Parlamento - Orçamento Retificativo

Discussão e votação da Proposta de Lei n.º 8/XIII/1ª​, que procede à primeira alteração à Lei n.º 82-B/2014, de 31 de dezembro​ (Orçamento do Estado para 2015).

«David Ribeiro» >> Para já e depois de ouvir João Almeida do CDS na manhã de hoje no debate parlamentar, fiquei a saber que o grande culpado do que se passou no BANIF foi a TVI ao dar a conhecer aos portugueses uma fuga de informação. Haja paciência…

«Diogo Quental» >> No sistema em que vivemos a confiança é crucial. A TVI pode não ter culpa, mas teve impacto no resultado.

«David Ribeiro» >> A TVI só deu a conhecer o estado calamitoso em que se encontrava o banco, informação que os senhores do poder (os actuais e os anteriores, mais o BdP) nos sonegavam.

«Carla Sequeira» >> Pois pois muito independente a TVI, felizmente a assuntos bem debatidos na rede ao contrario da contra informação de alguns. Banif: a força de acreditar (num esquema envolvendo TVI, Grupo Prisa e Santander)

«David Ribeiro» >> O Orçamento Retificativo foi aprovado com os votos a favor do PS (mais três deputados do PSD/Madeira), abstenção do PSD e votos contra dos restantes partidos (CDS, PCP, BE, Verdes e PAN).

«João Simões» >> Como dizia ontem um diretor de um meio de comunicação, o orçamento retificativo deveria ser aprovado apenas com os votos do paulinho, da miss swap e do passos e o resto abstenção. Quem andou a adiar o problema foram essas 3 personagens, com graves implicações para os contribuintes.



Publicado por Tovi às 09:26
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 10 de Novembro de 2015
O dia em que o Governo caiu

PâF aa.jpg

  08h00

Continua hoje na Assembleia da República a discussão do programa do XX Governo Constitucional, liderado por Passos Coelho e Paulo Portas, e que tudo leva a crer acabará por ser rejeitado pelos deputados do PS, BE, PCP e PEV. O início do debate está marcado para as 10 horas, com transmissão em directo em todos os canais televisivos.

 

  08h30

Lendo o que tem vindo na imprensa nacional sobre o “acordo à esquerda” fica-se a saber que PS desiste da reforma eleitoral – É uma ambição antiga de António Costa. Mas volta a ficar na gaveta, “vítima” das negociações com BE, PCP e PEV – que nunca quiseram círculos uninominais. Ora aqui está algo que muito me entristece… António Costa capitulou perante os centralistas do PCP e do BE no que à reforma eleitoral diz respeito.

  Comentários no Facebook

«Fernando Kosta» >> Cobarde; já está a pagar...

«Jorge Veiga» >> o que eu estou a ver é que fica tudo na mesma, excepto as moscas...

«Raul Vaz Osorio» >> Claro que não querem. Uma reforma deste tipo, que eu defendo, tem que pressupor mecanismos de compensação para não fazer desaparecer os pequenos partidos. Como um círculo nacional, ou uma câmara uninominal e outra proporcional, ou um dos outros que já foram propostos por esse mundo fora. O problema é que não é isso que os grandes partidos querem [wink emoticon]

 

  08h45

Não é REGIONALIZAÇÃO mas já dá um cheirinho aquilo que se lê no “acordo à esquerda”: A transformação das atuais áreas metropolitanas, reforçando a sua legitimidade democrática, com órgãos diretamente eleitos, sendo a Assembleia Metropolitana eleita por sufrágio direto dos cidadãos eleitores, o Presidente do órgão executivo o primeiro eleito da lista mais votada e os restantes membros do órgão eleitos pela assembleia metropolitana, sob proposta do presidente.

 

  09h00

No debate de ontem no Parlamento as bancadas do PSD e do CDS fartaram-se de acusar António Costa de fugir ao confronto directo com Passos Coelho – Luís Montenegro sentia-se “repugnado” com silêncio de Costa e Carlos Abreu Amorim desafiou o líder socialista: “Venha ao jogo democrático” – mas parece que Costa escolheu só falar no fim do debate do programa de Governo de Passos e Portas, ou seja, esta terça-feira, minutos antes da votação que ditará a queda da direita. É uma clara pose de Estado de quem sabe já ter ganho esta “batalha”.

 

  09h30

Estão marcadas duas manifestações para o dia de hoje à porta da Assembleia da República: Às 13 horas apoiantes do governo de Passos Coelho e Paulo Portas contra a moção de rejeição prometida pelo PS; às 15 horas a CGTP para “consumar a derrota”. Será que vai haver milho?... A PSP já admitiu que em caso de necessidade criará um corredor de segurança a separar os manifestantes.

  Comentários no Facebook

«Carlinhos da Sé» >> Huuuuuuuuuummmm... E agitadores? A "PSP" (desta vez) não leva?

«Adao Fernando Batista Bastos» >> A direita que nunca se preocupou porque lhe faltou páo , a sobremesa e dinheiro para férias, e por isso nunca teve de se manifestar pelos seus direitos, que são de todos, pouco habituada a "pensar e viver a democracia", está em pánico perante um Governo apoiado pelos comunistas! E grita nºão queremos um Governo Comunista! Afinal 40 anos de democracia e muitos Portuguesees ainda a nao apreenderam! Lamentavel!

«Joaquim Moura» >> O problema parece-me a mim que não é de direita ou da esquerda democrática, à qual o PCP não pertence. Ou será que o PCP mudou assim tanto desde os tempos em que tentou pela via de um golpe de estado impor um ditadura em Portugal?

«Carlinhos da Sé» >> "A vida é feita de mudança"! O "PSD" também mudou, está mais à direita... É a vida!

«Adao Fernando Batista Bastos» >> Passados 40 anos há ainda quem queira o PCP num gueto! Provavelmente proibir que concorra em eleçloes! Estive muitas vezes politicamente contra o PCP e o seu discurso e propostas mas também ao seu lado em lutas pelos direitos dos trabalhadores e dos mais desfavorecidos .No que, reconheço, sempre estiveram mais empenhados que outros.

«Joaquim Moura» >> Mas caso necessário o Norte mais uma vez estará à altura e atento caso seja preciso fazer outro 25 de Novembro.

«José Pinto» >> Os do CDS devem ocupar dois degraus...[ tongue emoticon]

«Jorge Oliveira E Sousa» >> Pancadaria certa...

 

  10h00

Já toca a sineta na Assembleia da República para chamar os deputados ao hemiciclo. Vai começar o derradeiro debate do programa do Governo de Passos Coelho e Paulo Portas, que tudo indica irá cair hoje.

 

  10h12

Ao terminar a sua intervenção, Pedro Filipe Soares do BE, deixou um pedido a Passos Coelho: diga ao “seu futuro eu que não seja piegas, que saia da sua zona de conforto”.

  Comentários no Facebook

«António Lopes» >> Foi uma excelente intervenção!!

 

  10h28

“Apresentaram um programa que nem sequer se atrevem a defender”, diz João Oliveira do PCP, depois de repetir que a coligação “perdeu” as eleições.

 

  10h45

João Oliveira diz que PCP se sente lisonjeado com a preocupação do CDS e PSD sobre a manutenção da identidade do partido, acusando-os de “campanha anticomunista e cavernícola”.

 

  10h50

André Silva do PAN centra a sua intervenção em várias questões de importância nacional, como a barragem de Foz-Tua e a permissão do uso de transgénicos.

 

  10h57

Que mais podia fazer Maria Luís Albuquerque senão defender que o país está hoje melhor?... Diz a ainda Ministra das Finanças que hoje a dívida é maior mas argumenta que acabaram “as práticas desorçamentais”.

  Comentários no Facebook

«António Lopes» >> É a única saída lógica que possui. A sua argumentação será sempre o dia de amanhã, isto é, o país tem já as bases criadas para que o amanhã seja o da real queda da dívida. E não deixa de ter razão. Muitas vezes para diminuir a despesa é necessário aumentar a curto prazo a mesma e é sempre muito difícil conciliar tudo, se isto fosse fácil qualquer um estava lá! É necessário ir ao cerne, à essência, mais tempo ou menos dívida.

 

  11h07

Tem toda a razão o deputado socialista Eduardo Cabrita quando acusa Maria Luís Albuquerque: "A estabilidade que nos fala foi marcada por três orçamentos inconstitucionais".

 

  11h11

Mariana Mortágua do BE acusa o Governo de “arrogância”, “engano” e “manipulação” e pergunta pelo corte de 600 milhões na Segurança Social. E cita uma notícia de hoje do jornal Público, sobre o corte de verbas ao Observatório da Emigração por ter revelado os números antes das eleições. A deputada bloquista questiona também qual será o valor da devolução da sobretaxa.

 

  11h24

As intervenções de Maria Luís Albuquerque já cheiram ao “chumbo” do programa do Governo PSD/CDS e à assinatura do acordo entre os partidos da esquerda. E tinha que vir à baila a colagem da imagem do futuro executivo à presente situação grega.

 

  11h48

Mário Centeno, já apontado como futuro ministro das Finanças do PS, diz na sua intervenção que o programa do Governo PSDS-CDS "tem poucos números e os que tem não estão certos". "Falta a troika ao seu Governo", afirmou.

  Comentários no Facebook

«Albertino Amaral» >> David Ribeiro, é louvável sem dúvida a sua atenção e o seu empenho, em seguir ao pormenor este " combate " político. Contudo, face ao desfecho que se prevê, coloquemo-nos na posição do simples e comum cidadão, que após as últimas eleições, face aos resultados, irá agora questionar-se: Mas afinal que fui eu fazer tão preocupadamente à mesa de voto no dia 4 de Outubro? Se votei no PS, demorou mais de um mês para confirmar a sua vitória… Se votei na coligação governativa, que por sinal ganhou, é caso para perguntar "ganhou o quê?"

«David Ribeiro» >> Meu caro Amigo Albertino Amaral... A Democracia é mesmo isto e só assim poderá ser, pois a Assembleia da República é e deverá continuar a ser o local onde o POVO se vê representado.

«Albertino Amaral» >> Amigo David Ribeiro, concordo consigo porque felizmente tenho capacidade de entendimento suficiente para perceber esse ponto de vista. No entanto, prometo que vou tentar levar para a mesa daqueles que passam dificuldades, têm dívidas porque o país os obrigou a ter, não têm filhos por receio do futuro, emigram porque aqui não vão a lado nenhum, dormem ao relento porque perderam a sua casa e os seus haveres, desesperam a toda a hora porque já não sabem como viver...Pois bem, vou ser um incansável estafeta, na entrega da Democracia que é a sua solução e que tão bem faz a estes necessitados... Viva a Democracia que não passa da desculpa do mau pagador... Não conheço ninguém "à rasca" que esteja grato à Democracia... Ora bolas...!

«Pedro Simões» >> David, hoje veremos se existem deputados que pensam pela sua cabeca no interesse dos portugueses, ou se sao todos paus mandados.

«Diogo Quental» >> David, este teu relato ficará como o relato da tragédia. Infelizmente, não consigo vislumbrar nenhum cenário em que esta história acabe bem.

«David Ribeiro» >> Olha que não... Olha que não... Os tempos do PREC já lá vão.

«Diogo Quental» >> O problema não é o PREC, mas o facto de termos a governar o partido que nos levou à bancarrota e dependente de dois partidos que negam a realidade. É provável que o Sócrates tenha já um bode expiatório para quando chegarmos a nova bancarrota, mas não evitará que o país se volte a atrasar.

«Pedro Simões» >> David, ha varios problemas. A falta de legitimidade, o historico de tentativa de controlo da imprensa e justica, um plano que nos coloca na bancarrota em ano e meio, e seguramente afasta qualquer investidor nacional e internacional, e um novo ataque fortissimo à classe media. Sobretudo pelo desespero de comprar votos para eleicoes a curto prazo valera tudo, excepto o bom senso...

 

  13h30

Agora vou almoçar... porque o Homem também vive de pão

 

  15h20

Cá estamos de volta ao plenário da Assembleia da República… mas agora debate já não existe e tudo o que se diga é chover no molhado. Vamos mas é à apresentação das moções de rejeição que se faz tarde.

 

  15h55

António Costa iniciou agora o seu discurso… Vai ser seguramente um discurso de vitória.

 

  O Governo caiu

A moção de rejeição do Programa do XX Governo Constitucional apresentada pelo Partido Socialista foi aprovada com os votos favoráveis do PS, BE, PCP, PEV e PAN (total de 123 votos), sem abstenções e com o voto contra do PSD e CDS (num total de 107 votos). E agora Cavaco Silva está entre a espada e a parede, tendo que tomar uma destas três atitudes: Convida António Costa a formar governo, manter Passos Coelho em governo de gestão, ou arranjar uma personalidade para chefiar um executivo de iniciativa presidencial.



Publicado por Tovi às 08:12
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 4 de Novembro de 2015
Calvão da Silva – cromo do XX Governo Constitucional

Calvão da Silva aa.jpg

O ministro da Administração Interna é um dos grandes cromos da caderneta deste novo Governo de Passos Coelho, para mal dos nossos pecados. Não bastava Calvão da Silva num passado recente ter emitido um parecer jurídico em que afirmava terem sido os 14 milhões de euros que o construtor José Guilherme deu a Ricardo Salgado um presente dado “ao amigo de longa data” que não punha de forma alguma em causa a “gestão sã e prudente” do BES, e de perante a calamidade que se abateu sobre Albufeira no passado fim-de-semana ter lamentado a "fúria demoníaca da Natureza" e assinalado que o homem que perdeu a vida "entregou-se a Deus e Deus com certeza que lhe reserva um lugar adequado", veio agora dar ordens para que as forças da GNR e PSP lhe preparem uma cerimónia oficial de boas vindas e que tem que ser ainda esta semana, antes do governo cair. Este cromo está a candidatar-se a ser o carimbado da caderneta.

 

  Comentários no Facebook

«Hugo Miguel» >> Caro David Ribeiro a quantidade de ódio ou inveja que observo nas suas palavras é acima da média. Fique sabendo que a parangona ilustrada do "quer cerimónia de boas-vindas" é um título que um jornalista escolheu. O que vejo aqui é um ministro que quer conhecer as bases e para isso organiza, e bem, uma visita às tropas. Onde está o mal disso? Antes de chamar pedante a quem quer que seja aconselho-o vivamente a olhar-se. Acredite que tenho-me contido muito com tanto disparate que aqui vejo. O ministro, como nortenho que sou e católico, não me envergonhou. A autenticidade conquistou-me. Acusam os políticos de serem de plástico e depois criticam-nos quando são autênticos. Sinceramente!

«David Ribeiro» >> Não tenho ódio nem inveja do ministro da Administração Interna, mas que é um dos grandes cromos da caderneta deste novo Governo de Passos Coelho não há dúvida, para mal dos nossos pecados.

«Antonio Camoes» >> Parolo provinciano

«Raul Vaz Osorio» >> Hugo Miguel, dê as voltas que quiser dar, um ministro a prazo que tem a pressa de fazer cerimónias de boas vindas neste contexto, é claramente pedante ou tonto. Qualquer pessoa de bom senso que não quisesse só aparecer, guardaria tais preparos para depois de perceber se vai ficar.

«Hugo Miguel» >> Caro Raul et vai para lá o ministro... recebe umas croas valentes e fica sentado a ler revistas sobre automóveis. Ng vai fazer visitas de boas vindas. Vai conhecer as tropas. Se trabalhar é ser pedante está tudo dito sobre o teor dos comentários que aqui leio ou dos gostos entusiásticos ao disparate. Caro David, já que percebe tanto de pareceres jurídicos e de Direito pode dizer-me onde fez a licenciatura, o mestrado e o doutoramento em Direito?

«David Ribeiro» >> Não tenho licenciatura em Direito mas o que estudei dá para perceber o que li sobre o parecer elaborado por Calvão da Silva sobre as "luvas" oferecidas por um construtor ao "Dono disto Tudo". E não foi só agora que li o que este senhor escreveu.

«Jorge Baldinho» >> Chamar provinciano ao ministro, não me parece nenhum insulto. Por mim, os Ministros poderiam ser todos oriundos da província. Um dos nossos últimos grandes Ministros até era de Santa Comba Dão. O que os jornalistas chamam de cerimónia de boas vindas, para mim, mais não é do que o cumprir de funções do Ministro da Administração Interna. Se tutela a GNR e a PSP, acho muito bem que se apresente e fique a conhecer as respectivas estruturas. Atacar o Ministro por ter chamado a atenção para a necessidade de ter seguro contra intempéries, sobretudo em zonas onde costumam ocorrer, também acho normal. O fenómeno que agora aconteceu em Albufeira, já tinha ocorrido em 2008 e a autarquia nada fez para evitar que se repetisse - engraçado é que ninguém ataca a Câmara que nada fez e todos atacam o Ministro da Administração Interna recém-chegado como se fosse ele o culpado. Portanto, qualquer pessoa minimamente avisada teria pelo menos tentado fazer um seguro. Aconselhar quem ainda não o fez, é um bom conselho. Quanto ao facto de o Ministro ter nascido em Montalegre e ter necessitado de ir para o Seminário para conseguir prosseguir os seus estudos, para mim, só abona a seu favor... Se fosse filho de alguém instalado no poder, com certeza que teria ido logo para um Colégio Privado com propinas principescas e acesso garantido à Universidade. Gostei da simplicidade, honestidade e humildade do Ministro. Houvesse muitos assim. Quanto ao parecer que o Ministro fez, enquanto professor de direito, num processo em que é arguido o Ricardo Salgado, entendo-o perfeitamente. Estava a fazer o seu trabalho, aquele para o qual com certeza foi pago e que lhe competia fazer. Ou será que o Sr Ricardo Salgado, O Sr Sócrates Pinto de Sousa e outros quejandos não terão direito a quem os defenda, sejam advogados, peritos ou professores de direito?

«Hugo Miguel» >> Jorge Baldinho comentários pertinentes, inteligentes, equilibrados e justos. Subscrevo.

«António Magalhães» >> Enquanto membro do corpo das SS, qualquer guarda de Auschwitz apenas fazia o seu trabalho. Também Adolf Eichmann (seguindo a cartilha de quem nada mais tem a alegar em sua defesa senão ser apenas um mero funcionário administrativo e até com com um trabalho burocrático sem valor acrescentado) o proclamou em Tribunal, o que não impediu que acabasse pendurado na ponta de uma corda! Quanto às declarações em Albufeira, nem o monsieur de La Palice teria dito melhor! Neste caso, e atendendo à sua escola em Singeverga, talvez seja mais apropriado actualizar o seu status para Monsenhor de La Palice...

«Maria Helena Costa Ferreira» >> declarações sem comentários possíveis!!!!

«António Magalhães» >> Uma questão que qualquer professor de direito deveria saber é que para acusar alguém, precisa de apresentar provas. Assim sendo, que provas é que o douto ministro tem em como os estragos em Albufeira foram obra de Deus? Eu, se fosse Deus, processava-o!

«Jorge Baldinho» >> Até os guardas do corpo da SS em Auschwitz e o Adolf Heichmann tiveram, em Nuremberga, advogados de defesa.

«Mario Reis» >> Eu sempre disse que o problema do centralismo Português não é Lisboa nem os Lisboetas... mas estes fidalgos das berças, habituados a todas as regalias e deferências da terrinha que os pariu que se alisbonam e levam com eles um sistema social caduco que nunca evoluiu, cheio de deferências antiquadas e caducas. Cresceram naqueles pequenos círculos de troca de favores, cheios de empregados baratos para tudo e transpõem para a governação as teorias do adro da igreja ...

«Gonçalo Graça Moura» >> se o ministro tivesse citado Maomé estava tudo caladinho... é chato um estado laico ter um ministro com um passado religioso, mas se isso for um factor de exclusão só estranho não ver o David Ribeiro a rasgar as vestes de ódio quanto ao candidato do PCP a presidente... o ministro só foi pré-seminarista e o Edgar Silva foi padre de facto... e quanto a Albufeira, já alguém se deu ao trabalho de ver o que é o "Act of God" em termos jurídicos internacionais para efeitos de seguro? fui ali ao lado "roubar": Acts of God: An event that directly and exclusively results from the occurrence of natural causes that could not have been prevented by the exercise of foresight or caution; an inevitable accident. Courts have recognized various events as acts of God—tornadoes, earthquakes, death, extraordinarily high tides, violent winds, and floods. Many insurance policies for property damage exclude from their protection damage caused by acts of God.

«David Ribeiro» >> Já não me dou ao trabalho de rasgar vestes por candidatos comunistas a inquilinos do Palácio de Belém… sejam ex-padres, ou daqueles que comem criancinhas ao pequeno-almoço :-)

«António Magalhães» >> É isso tudo e deixar queimar o refogado... wink emoticon

«Mario Reis» >> Esta tudo dito! foi um acto de Deus que pôs os corruptos do Município de Albufeira a contratar a impermeabilização de um leito de cheias para possibilitar outro acto de Deus que foram as cheias que permitisse que um Ministro que o é por um acto de Deus, pois por outra razão mais objectiva não vejo, vir a invocar em vão Deus numa acção de reconhecimento de um Acto de Deus! Ai Deus tira-me deste mundo que em que te fizeram há imagem deles e leva-me para um mundo onde nós somos há tua imagem.

«Gonçalo Graça Moura» >> o Acto de Deus não tem nada a ver com deus ou com que raio for que não seja a natureza... o facto de terem construído em cima de linhas de água e encanado uma ribeira é, na minha opinião, mais um dos actos criminosos feitos neste país que vão ficar sem castigo...

«Mario Reis» >> Fico mais descansado então que isto não tenha a nada a ver com ele Deus, pois já estava a ficar preocupado com tanta deusdice ! É os americanos para não O invocarem em vão dizem gosh (ou my gosh!), portanto este conceito de seguradoras qualquer dia vai-se chamar um Act of Gosh... com tanta beatice que nos envolve nos dias de hoje!

«Gonçalo Graça Moura» >> há jurisprudência sobre o assunto, houve até quem tivesse posto Deus em tribunal (até fizeram um filme sobre isso)... e não, não foi na América, mas na Austrália... provincianismos que a mim não me chocam, até porque sou ateu...

«Mario Reis» >> Eu sou agnóstico nem consigo afirmar que existe nem que não existe... na certeza porem que não existe o Deus inventado pelos homens! A existir será outro que está-se a marimbar para o que acontece ou não acontece com os humanos individualmente ou como um todo... e se somos há sua imagem comprova porque a maior parte só pensa nele mesmo e é ganancioso e está a marimbar-se completamente para com os outros e a humanidade.



Publicado por Tovi às 10:32
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 27 de Outubro de 2015
Nova Equipa Governamental

Passos Coelho e Cavaco Silva aa.jpg

Passos Coelho foi esta manhã ao Palácio de Belém apresentar ao Presidente da República a lista de Ministros que constituem o seu novo Governo e que deverão ser empossados na próxima sexta-feira.

  Constituição do XX Governo Constitucional

Primeiro-ministro: Pedro Passos Coelho

Vice-primeiro-ministro: Paulo Portas

Ministra de Estado e das Finanças: Maria Luís Albuquerque

Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros: Rui Machete

Ministro da Defesa Nacional: José Pedro Aguiar-Branco

Ministro da Presidência e do Desenvolvimento Regional: Luís Marques Guedes

Ministro da Administração Interna: João Calvão da Silva

Ministro da Justiça: Fernando Negrão

Ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia: Jorge Moreira da Silva

Ministra da Agricultura e do Mar: Assunção Cristas

Ministro da Solidariedade, Emprego e Segurança Social: Pedro Mota Soares

Ministro da Economia: Luís Miguel Morais Leitão

Ministro da Saúde: Fernando Serra Leal da Costa

Ministra da Educação e Ciência: Margarida Isabel Mano Tavares Simões Lopes Marques de Almeida

Ministro da Modernização Administrativa: Rui Pedro Costa Melo Medeiros

Ministra da Cultura, Igualdade e Cidadania: Maria Teresa da Silva Morais

Ministro dos Assuntos Parlamentares: Carlos Henrique da Costa Neves

 

  Comentários no Facebook

«David Ribeiro» >> Para abreviar as coisas na cerimónia de tomada de posse podiam logo entregar-lhes a carta para o Fundo de Desemprego.

«Diogo Quental» >> #1 - Asneira de PPC (contagem iniciada para novo governo) - Publicação de Carlos Vaz Marques: Passos Coelho escolheu para Ministro da Administração Interna do governo nado-morto um jurisconsulto que atestou a idoneidade de Ricardo Salgado e que considera que uma prenda de 14 milhões de euros corresponde ao "bom princípio geral de uma sociedade que quer ser uma comunidade – comum unidade –, com espírito de entreajuda e solidariedade”. Uma bela prenda, portanto.

«Ana Cristina Pereira Leonardo» >> É o que se chama ter pontaria... (in dezanove) Esteve contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo, mas fica com a tutela da Igualdade - Na anterior legislatura, Teresa Morais adoptou posições bastante críticas em relação à aprovação do casamento entre pessoas do mesmo sexo e à lei de identidade de género. “É uma lei com a qual não nos identificamos, que não desejámos e à qual apresentámos uma alternativa equilibrada”, referiu na Assembleia da República a propósito da lei do casamento. A, na altura, vice-presidente do grupo parlamentar do PSD foi mais longe e considerou a lei uma “injustificada prioridade”. Também em Outubro passado, aquando da discussão da lei de identidade de género, a deputada defendeu dois requisitos que considerava que deviam estar presentes na lei. “Achamos importante que esteja consagrada a irreversibilidade deste processo [de mudança de sexo] e a circunstância de essas pessoas não estarem já em condições de procriar”. Esta postura do PSD chegou ser apontada como um caso de “esterilização forçada”.

«Pedro Quartin Graça‎» >> O então Secretário de Estado autor da famosa frase: O que nós vimos foram pessoas bem instaladas, bem deitadas, em macas com proteção anti queda, em macas estacionadas em locais apropriados, algumas dos quais em trânsito eventualmente para outro serviço. Vimos pessoas em camas articuladas, vimos pessoas com postos de oxigénio, vimos hospitais modernos, vimos sobretudo profissionais muito esforçados. Como é possível uma escolha destas?



Publicado por Tovi às 19:07
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 23 de Outubro de 2015
Cavaco indigitou Passos Coelho

Cavaco Silva ac.jpg

E pronto!... Já temos Primeiro-Ministro, o que não quer dizer que tenhamos Governo estável e duradouro. Agora está tudo na mão dos 230 deputados da Nação. Mas também vai ser interessante saber a constituição deste novo elenco governativo de Passos Coelho e quais serão as linhas mestras do programa que irá apresentar à Assembleia da República.

 

  Comentários no Facebook

«Diogo Quental» >> Agora que já hà PM indigitado, vai haver alguma consequência política pela derrota escandalosa do AC? É que se não houver, alguém mais maldoso até poderia pensar que toda esta alucinação apenas serviu para desresponsabilizar o próprio...

«David Ribeiro» >> A procissão ainda vai no adro, pois foi assim que o Cavaco quis. Tanto quanto me parece este agora indigitado governo de Passos Coelho tem os dias contados e ainda vai ser António Costa a rir-se desta ((legítima) decisão do Presidente da República. Mas a forma mesquinha como Cavaco Silva no seu discurso tratou a esquerda parlamentar foi indigna de um mais alto magistrado da Nação.

«Diogo Quental» >> O PR esteve ao nível do comportamento da esquerda parlamentar. Tecnicamente mal, tacticamente já não sei. Acho que se tentou pôr em causa a democracia, pelo que talvez seja direito do PR endurecer o discurso.

«Miguel C Reis» >> A indigitação de Passos Coelho como primeiro-ministro não foi propriamente uma surpresa. Seria difícil que Cavaco Silva não testasse a remota hipótese de um governo da coligação passar na Assembleia da República, tanto mais quanto a PaF foi a força mais votada nas eleições. O que surpreendeu no discurso que ontem à noite Cavaco fez aos portugueses é fazer acompanhar a sua decisão de um autêntico apelo à rebelião dos parlamentares PS, lembrando enfaticamente que “é aos deputados que cabe decidir, em consciência e tendo em conta os superiores interesses de Portugal”. Numa intervenção profundamente ideológica e com momentos alarmistas, como quando invoca a quebra de confiança dos credores e dos mercados caso seja nomeado um Governo de esquerda, Cavaco acaba por deixar no ar um cenário de recusa de uma solução liderada por António Costa, ainda que ela resulte de uma maioria sufragada no Parlamento. Um cenário muito complicado e contraditório com o poder dos deputados que antes invocara.

«João Simões» >> Coitado do cavaco e da Maria. O cavaco fez um discurso de líder do PSD. Esqueceu se dos portugueses que votaram numa solução de esquerda e deram um cartão vermelho ao PAF. A decisão de indigitar passos não foi surpresa. O discurso radical é que foi uma lástima. Atirou 20pc do eleitorado para a clandestinidade.

«David Ribeiro» >> O Cavaco não previu esta hipótese?... Era por demais evidente e, no meu entender, o discurso de ontem do Presidente da República – apelo velado a uma cisão na bancada parlamentar do PS - só veio criar mais consenso em toda a esquerda parlamentar contra o agora indigitado governo de Passos Coelho.

PS moçao de rejeição 23Out2015.jpg



Publicado por Tovi às 07:45
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 18 de Outubro de 2015
A pedra depois de lançada não volta atrás

…pelo que António Costa tem que nos informar rapidamente daquilo que deixou por dizer.

Coligação vs Costa 17Out2015.jpg

  Comentários no Facebook 

«João Simões» >> Ehehehe o governo esconde deliberadamente uma cratera orçamental e o costa é que tem de dizer? Ehehe

«Maria Helena Costa Ferreira» >> claro.... senão - como já dito acima - é atirar lama para a ventoinha!!!

«Pedro Simões» >> Se a coligacao nao disser nada ele vai ficar calado? É conivente ou mentiroso?

«JoseLuis Pereira Rebelo Fernandes» >> Não é verdade, Antonio Costa ę capaz de dizer o que lhe apetece, sabendo de antemão que qualquer defesa é dar relevância à mentira......

«Albertino Amaral» >> Um político consciente, ciente de que o seu real objectivo é encontrar soluções para os graves problemas do país, estando nas circunstâncias em que se encontra António Costa, só tem que em sintonia com o vencedor das eleições, a si se aliar e tentar resolver todos os problemas que há para resolver, inclusivamente esses tão graves que só ele sabe que afinal existem.... Caso contrário, isso parece-me um pouco de "bluff" ...  




Quinta-feira, 10 de Setembro de 2015
Debate televisivo Passos Coelho vs António Costa

Passos Coelho vs Ant Costa debate televisão 9Set2

Pois cá para mim o António Costa ganhou o dérbi, embora o jogo tenha sido fraquinho, com ambas as equipas a praticarem tácticas velhas e ultrapassadas, sem criatividade e essencialmente sem nos provarem que poderão vir a ganhar o campeonato. Continuo a apostar antes em equipas constituídas por jogadores vindos do mundo real e sem os vícios daqueles que fizeram carreira nas escolinhas deste desporto.



Publicado por Tovi às 09:43
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 13 de Agosto de 2015
Silly season... no seu melhor

Passos Coelho sealy season Ago2015.jpg



Publicado por Tovi às 17:01
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 23 de Julho de 2015
Consórcio Catalão desiste da STCP e Metro do Porto

stcpmetroporto.jpg

Tantas trocas e baldrocas fez o Governo de Passos Coelho e Paulo Portas que o consórcio catalão TMB/Moventis que venceu a subconcessão da STCP e do Metro do Porto acabou por desistir, segundo notícias de última hora (ainda não sei os pormenores). Eu já previa isto e até publiquei aqui, não há muito tempo, um post sobre a minha desconfiança no negócio. Esta malta do Terreiro do Paço é cada tiro cada melro.

 

Primeiras reações do Governo

 Governo atento à execução da concessão da Metro do Porto e STCP

 

  Comentáros no Facebook

«Adao Fernando Batista Bastos» >> Preocupante... o que este Governo andou a jogar com esta concessão! A ser verdade, E AGORA?

«David Ribeiro» >> É realmente preocupante a forma como o Governo conduziu este assunto. Segundo depreendi do que disse o Ministro da Economia, Pires de Lima, sobre este eventual recuo do consórcio catalão, Portugal irá para a Justiça pedir-lhes contas disto. Vai ser assunto para ainda correr muita tinta.

«Carlinhos da Sé» >> Pra mim é coisa de alfacinhas que querem continuar a dar tanga por causa do metro, e se não abrir-mos os olhos fecham-no mesmo!

«Jose Riobom» >> ...mais uma despesa ...mais uma derrota em tribunal... do ministro cervejolas...

«David Ribeiro» >> Ainda estou para ver como o Secretário de Estado dos Transportes, Sérgio Monteiro, vai resolver este imbróglio, até porque este “grande líder da privatização dos transportes em Portugal” tinha garantido há cerca de quatro meses que até final do passado mês de Junho tudo estaria concluído e iniciada a nova operação e se assim não fosse chamaria a si a total responsabilidade, mantendo a STCP na esfera do Estado e comprometendo-se a efectuar desde logo a contratação de motoristas, para colmatar o défice existente.

«António Alves» >> Boas notícias.



Publicado por Tovi às 20:11
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 16 de Julho de 2015
Acordo do Porto

 Acordo do Porto 15Jul2015 b.jpg

  Jornal Público

É uma espécie de reset entre a Câmara do Porto e o Estado, como definia, na tarde desta quarta-feira, um responsável da autarquia. No acordo anunciado nos Paços do Concelho, e a que o presidente da câmara, Rui Moreira, chamou “Acordo do Porto”, o município e o Estado põem fim a uma série de contenciosos entre ambos, que se arrastavam há anos. Tudo a troco de cerca de 40 milhões de euros, que incluem os cinco milhões de euros com que o Governo se comprometera a financiar a Sociedade de Reabilitação Urbana (SRU) ao longo de cinco anos. A câmara vai avançar com a construção do interface de Campanhã, que será pago pelo município.

 

 Pontos principais do “Acordo do Porto”

A Porto Vivo - Sociedade de Reabilitação Urbana (SRU) vai passar a ser detida em 100% pelo município sem perder o financiamento do Governo nos próximos cinco anos.

O Terminal Intermodal de Campanhã avança no imediato a cargo da autarquia. Os terrenos da REFER onde a Câmara vai construir o terminal, prometido em 2003 pelo governo de Durão Barroso e orçado, na altura, entre sete a oito milhões de euros, passam para a autarquia a custo zero.

A Câmara Municipal do Porto é indemnizada por ter cedido terrenos para a construção do Aeroporto.

Foram concluídos diferendos relativos à Sociedade de Transportes Coletivos do Porto (STCP), à Metro do Porto (a negociação põe fim à divergência sobre uma dívida, devido às obras no troço poente da avenida da Boavista) e à Ponte do Infante (o acordo liberta a autarquia do valor que o Estado pretendia que esta pagasse pela manutenção da travessia).



Publicado por Tovi às 08:43
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 1 de Maio de 2015
Greve na TAP

TAP a.jpg

Neste Primeiro de Maio o facto social e político mais relevante em Portugal é o início de uma greve de dez dias dos pilotos da TAP. O Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) exige para os 985 pilotos da companhia aérea portuguesa uma participação no capital da empresa, na sequência de um acordo assinado em 1999, e ainda diuturnidades (subsídios de antiguidade) suspensas desde 2011. O Governo de Passos Coelho e Fernando Pinto, presidente executivo da transportadora, negam que isto alguma vez tenha sido acordado. O Grupo TAP tem uma dívida de 1.062 milhões de euros, capitais negativos em 512 milhões e as suas receitas na Venezuela estão retidas à espera de decisões judiciais. O panorama é negro e já todos dão a entender que o fim não será risonho, nem para os trabalhadores em particular, nem para os portugueses em geral. E depois de uns anos de relativo desafogo financeiro lá temos de novo a TAP com as calças nas mãos e à mercê do destino… é que já nem sabemos se alguém a quererá comprar nem que seja ao desbarato.

 

  JN online 1Mai2015 09h25

A TAP cancelou 21 voos até às 8.00 da manhã, na sequência da greve dos pilotos, sendo que destes 21, seis tinham sido cancelados na véspera. Segundo Carina Correia, porta-voz da Transportadora Aérea Portuguesa, foram realizados 52 voos, número que abrange os serviços mínimos e os regressos a Portugal - também incluídos nos serviços mínimos, sem especificar o número de ligações cumpridas fora deste contexto. (...) No Porto, foram cancelados quatro voos (Roma, Lisboa, Madrid e Rio de Janeiro). O ambiente no aeroporto de Francisco Sá Carneiro era tranquilo, mas o balcão da TAP já registava alguma afluência de passageiros que pediam informações.

 

  Comentários no Facebook

«Fernando Duarte» >> a partir de um certo montante de ordenado mensal, o direito à greve devia deixar de existir

«António Vidal» >> Direito á greve é inalianável. Podem é não ser justas. Pode ou não haver bom senso. Pode ou não haver qualquer ligação com a relação de trabalho, e aí os trabalhadores passam a abutres.

«João Thiago Rocha Ferreira» >> Tenho vôos marcados para Itália a 7 de Maio e é quase certo que será cancelado por causa desta greve, o que trará más consequências para mim e para mais 80 pessoas que iam receber formação minha. O meu vôo para Oslo a 15 de Maio já sofreu mudanças de horários pelo que já tive de mudar de planos. Sou mais que a favor do direito à greve. Mas não pode existir DEZ dias de greve, deve sim haver uma limitação porque nenhum trabalhador fica DEZ dias a protestar algo. Logo, não é de todo alienado porque um trabalhador que proteste 3 dias já se fez ouvir. Por isso, esta greve é inaceitável, é inconcebível, e absolutamente estúpida porque as consequências da mesma acabará em despedimentos.

«David Ribeiro» >> O mais grave nisto tudo é que há muito se deveria ter pensado seriamente no futuro da TAP e nada se fez, ou o que se fez foi asneira. A compra da Varig Manutenção foi um erro que se está a pagar muito caro e que consumiu todo o lucro que se tinha conseguido nos últimos anos.

«João Thiago Rocha Ferreira» >> É a pensar no futuro que se optou por esta via, concorde-se ou discorde-se. Mas temo que seja o próprio Sindicato dos Pilotos a marimbar-se pelo futuro da companhia.

«David Ribeiro» >> Vou mais longe nas minhas congeminações: Terá razão de existir uma companhia de aviação desta dimensão num país como o nosso? Se sim, teremos dinheiro para a sustentar?

«João Thiago Rocha Ferreira» >> O intuito da privatização responde à pergunta

«David Ribeiro» >> Sim, claro... Mas haverá quem esteja interessado em comprar uma TAP como a que conhecemos?... É que se é para transformar esta numa outra qualquer também podiamos ser nós (o Estado) a fazer isso.

«Joaquim Leal» >> Fernando Duarte, para ser sincero até não acho abusivo os ordenados dos pilotos para a habilitação e responsabilidade que têm. Lá fora, por exemplo na Qatar ou na Emirates é multiplicado por 3 ou 4, com regalias que aqui não dispõem, por exemplo casa, infantário para os filhos ou seguro de saúde tudo á borla. O que eu critico e acho mesmo é haver governantes no meu país que teçam este tipo de considerações – “Um piloto da TAP ganha mais do que um general, diz o ministro da Defesa” ...Eu preciso de um general para quê?

«David Ribeiro» >> Um general ainda vá que não vá... agora tantos é que não são seguramente precisos.

«Fernando Duarte» >> vocês não vêm que é uma armadilha ( na qual os pilotos caíram como patinhos estúpidos que são ) destinada a falir a TAP para que outra companhia compre a privatização por tuta e meia

«Joaquim Leal» >> O que está certamente na base desta greve é o interesse dos pilotos em quererem ser proprietários de parte da companhia perante a inevitabilidade da sua venda/privatização como é desejo do governo. Olha que na Carris, Metro e CP os motoristas e maquinistas se lembram da mesma coisa? Há pouco ouvia o comandante Ângelo Felgueiras, julgo que líder do sindicato dos pilotos na década de 90. Dizia ele mais ou menos isto: Em 1999 quando se celebrou o acordo de empresa previa-se 10 a 20% de participação dos pilotos no negócio do tráfego aéreo num tempo que era de vacas gordas. Agora exige-se a mesma participação sobre "nada" e com a ajuda desta paralização, "nada" vale "nada".

«Tiago Vasquez» >> A TAP a fechar iria prejudicar Lisboa, porque no Porto vivemos bem sem ela. Infelizmente.

«David Ribeiro» >> Ainda há momentos ouvi numa TV qualquer que o aeroporto de Faro não se estava a ressentir do cancelamento de voos da TAP... Podera, já poucos viajam para o Algarve nesta companhia.

«Jorge Veiga» >> Sempre em greve é um direito inalianável? E os passageiros que pagaram as viagens? E os portugueses que têm de pagar os prejuízos que a TAP vai acumulando, por esta e outras razões? Como é que se pode exigir ficar com 10 a 20% das acções da empresa só para a classe profissional dos pilotos? Os Pilotos são pessoas altamente qualificados e deixam-se cair em armadilhas? Estamos a falar de putos com a 4ª classe? Tenho visto esta gente dos transportes, quando não são uns são outros a fazer greves atrás de greves. Palhaçada que vai acabar dentro de uns meses.

«Tiago Vasquez» >> E no Porto mais de metade não é TAP ou TAL

«Joaquim Leal» >> Não me devo enganar muito mas voos TAP para Faro só os de e para Lisboa. Dois por dia, tudo o resto é estrangeirada.

«Emanuel Pedro» >> lixo tóxico fácil fecha a porta...

«Jorge Oliveira E Sousa» >> Se fosse médico não tratava um piloto grevista, se fosse padre não fazia o seu enterro, se fosse gasolineiro não lhes vendia gasolina, se fosse padeiro não tinha pão e assim por diante. É preciso de uma vez por todas colocar os pilotos no seu lugar. Não tenhamos medo deles. Rua... que vão voar para a Colombia onde devem ainda ganhar mais. Vivem quase todos na zona de Lisboa/Cascais. É preciso faze-los sentir a sua irresponsabilidade. E como estão quase todos juntos será mais fácil faze-los sentir o que custa ser indesejado nesta altura.

«Joaquim Magalhaes» >> Estava eu almocar e li no rodape num canal de televisao que um sindicalista da TAP ganhou 175 mil euros para originar esta greve, e aquilo que eu digo a muitos anos, pra estes sujeitos o Pais quanto pior melhor

«Joaquim Leal» >> Vou ser mais preciso: Esse senhor é comandante da TAP e enquanto tal tem por nome Lino Silva. Nas horas vagas é economista e andava a assessorar o sindicato dos pilotos desde 1999 como Paulo Rodrigues. Duas identidades para a mesma pessoa. Nunca dá a cara, recusa entrevistas e segundo os pilotos, utiliza uma linguagem económica e financeira que ninguém o percebe. Pelo menos entre 2007 e 2009 recebeu do sindicato a módica quantia de 1.176.450 "aéreos". Agora o melhor: Mesmo já desvinculado das obrigações de "part-time" continuou a receber do sindicato 250 euros á hora nos últimos dois anos o que totalizará os tais 170 mil euros referidos embora de forma "inexacta" pelo Joaquim Magalhaes. Noticia da RTP que revi para aqui vir comentar. Eu sei, sou muito invejoso.

«Joaquim Magalhaes» >> Amigo Joaquim Leal, peco desculpa se aquilo que disse nao foi totalmente correcto pois tava almocar e a passar no rodape da TV

«Joaquim Leal» >> Ora essa, "só" lhe acrescentou 5 mil aéreos o que me parece injusto ah ah ah

«Jorge Baldinho» >> Quando os trabalhadores de uma empresa pública fazem greve, estão a prejudicar todos nós, seus verdadeiros accionistas, enquanto contribuintes para o estado. A greve é pois contra os contribuintes portugueses, pois são esses que sustentam o estado que sustenta a TAP... Ou seja, eu não quero que os impostos que pago sejam para aumentar salários a pilotos, nem quero que 1/5 de uma empresa que existe à custa dos nossos impostos seja entregue a 958 pilotos... Por alma de quem?????




Segunda-feira, 17 de Novembro de 2014
Miguel Macedo sai do Governo

Miguel Macedo demição.jpg

 Miguel Macedo demitiu-se... E no meu entender só ficou bem a este homem do Norte ter tomado esta posição política. Quando gente da sua confiança política faz o que fez, outra coisa não se podia esperar a gente de bem. E agora?... Quem é que Passos Coelho vai convidar para o Ministério da Administração Interna?... Não é uma pasta sem importância e que possa ser entregue a um "yes man" qualquer.



Publicado por Tovi às 08:33
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 17 de Outubro de 2014
Também tu, Rui Rio?

Rui Rio jornal i 16Out2014.jpg

 Jornal i
Presidente de agência pública diz que Secretário de Estado Castro Almeida deu a indicação para alterar as regras do concurso, o que permitiu a escolha da empresa de Rio para seleccionar futuros gestores de fundos europeus.

 

 Teoria da conspiração

 Já pensaram na possibilidade de esta "bomba" ter rebentado numa altura em que se fala na possibilidade de Rui Rio ir para a liderança do PSD e automaticamente ser o candidato dos sociais democratas a Primeiro-Ministro?... Os amigos do Passos Coelho, Relvas & Cª, não brincam em serviço.



Publicado por Tovi às 13:43
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Maio 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9


25
26
27

28
29
30
31


Posts recentes

Primeira página do Expres...

Túnel do Marão

Os danos colaterais do es...

O dia em que o Governo ca...

Calvão da Silva – cromo d...

Nova Equipa Governamental

Cavaco indigitou Passos C...

A pedra depois de lançada...

Debate televisivo Passos ...

Silly season... no seu me...

Consórcio Catalão desiste...

Acordo do Porto

Greve na TAP

Miguel Macedo sai do Gove...

Também tu, Rui Rio?

António Costa versus Pass...

Tecnoformagate

Passos Coelho no World of...

Divergência insanável

Direcção da ACP escreve a...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus