"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Segunda-feira, 13 de Novembro de 2017
Ainda os meus "vizinhos" romenos

Estes romenos não podem de forma alguma serem confundidos com os sem-abrigo que ainda temos, infelizmente, na cidade do Porto. Estes romenos são bandos de delinquentes integrados em máfias organizadas e há muito referenciadas por essa Europa fora. Não é por acaso que se encontram há já algum tempo em Portugal elementos da polícia romena.

13Nov2017 aa.jpg

E ontem foi assim: Por volta das 18h45 avisei a Polícia Municipal que estavam a chegar os "campistas" do costume. Disseram que vinham mas não vieram; Às 20h00, após insistência minha vieram mas nem saíram do carro; Após novo telefonema meu, bastante duro, vieram dois agentes que estiveram a falar com eles mas ficou tudo na mesma.

E hoje de manhã os serviços camarários já estiveram a limpar a badalhoquice que os romenos deixaram nesta noite. E fizeram um bom serviço, tendo tudo ficado limpinho. A Polícia Municipal também esteve cá.

 

   20h30 de hoje

Depois de dois berros ao telefone para o agente que me atendeu, a polícia apareceu em força (2 viaturas com 6 polícias municipais, um carro patrulhada com 3 agentes da PSP e uma carrinha com polícia de intervenção) e correram com os romenos, sem sequer exercerem qualquer violência. Em cinco minutos limparam a zona. Vamos lá ver se hoje temos sossego.



Publicado por Tovi às 11:32
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 10 de Novembro de 2017
A praga dos romenos no Porto

Hoje à tarde os meus vizinhos romenos do “condomínio fechado” da Rotunda da Boavista foram finalmente despejados dos terrenos da antiga estação da CP da Boavista. Já desde o início de Setembro eu comunicava ao Comando Metropolitano da PSP do Porto que este acampamento estava a crescer todos os dias, havendo já carros lá estacionados, mas a resposta pouco variava: “O assunto apresentado foi encaminhado a quem de direito. Obrigado pelo contacto” ou posteriormente “Somos a informar que os espaços em causa são propriedade privada pelo que esta Polícia não tem legitimidade legal para atuar sem denúncia dos proprietários, sendo que os mesmos já foram alertados para a presente situação e da disponibilidade desta Policia e da Câmara Municipal do Porto para auxiliar”. Mas hoje a situação alterou-se e ao fim da tarde era vê-los que nem baratas tontas aqui pelas redondezas, carregados com os seus pertences. Uma vintena deles acabou por acampar mesmo em frente a minha casa. Chamada a PSP... não vieram; depois de insistirmos lá vieram e nada fizeram... mas avisada a Polícia Municipal está correu com eles. Para onde foram não sei, mas vão cair noutro local qualquer. Isto é um problema sério e não fácil de resolver.

 

   13h00 de 11Nov2017

Só cá estiveram pouco mais de duas horas... mas a pegada ficou. E quanto mais tempo iremos aguardar pela limpeza deste lixo?

23471952_10211002518846795_3055738868976031972_n.j



Publicado por Tovi às 23:45
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 12 de Agosto de 2017
Há badalhocos na Ribeira

lixo b.jpg

Não sei em que dia foi nem a que horas... mas sei que é na nossa Ribeira. Algo está mal e não é seguramente culpa dos serviços camarários. Os cidadãos têm que ser responsáveis se querem ser respeitados.

 Não sei se sabem mas na Ribeira existe um serviço de excelência na recolha de lixo a restaurantes e comércio como não existe em mais lado nenhum. Os serviços camarários vão duas vezes por dia recolher porta-a-porta a todos os estabelecimentos, todo o reciclado e orgânicos. É um esforço gigantesco mas infelizmente na Ribeira há gente que não tem qualquer sentido cívico e que apesar do serviço ainda coloca resíduos na rua em qualquer lado até usando os sacos que a Câmara lhes fornece. A CMPorto está a fiscalizar mas não lhe é possível ter um polícia em permanência no local, porque infelizmente aos fiscais é impossível multar dado que se tem de pedir identificação e isso só a polícia o pode fazer.

Não se melhorou muito em civismo na Ribeira.



Publicado por Tovi às 08:08
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 10 de Maio de 2017
Estacionamento selvagem

9Mai2017.jpg

Lá foi tudo rebocado… ontem à tarde, junto à estação do Metro da Casa da Música, no Porto.
É escandalosa a forma como aqui se estaciona. Já houve vários acidentes, coisa pouca felizmente, todos provocados pelos carros “aparcados” em plena faixa de rodagem.

 

Hoje está tudo limpinho

CAM00787.jpg



Publicado por Tovi às 09:07
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 17 de Novembro de 2016
Barracão de venda de fruta na Trindade

Estação de Metro da Trindade Nov2016 aa.jpg

Há já algum tempo que foi instalado um barracão de venda de fruta na envolvência da Estação de Metro da Trindade e eu, que até nem tenho pretensões de ser arquitecto paisagista, considero aquilo uma aberração, tendo em conta que esta principal estação da rede do Metro do Porto está localizada no centro da cidade, junto à Câmara Municipal. E ainda por cima os “empreendedores” deste posto de venda de fruta usam o passeio da rua de Camões contiguo ao barracão para “cargas e descargas” e “estacionamento prolongado”, dificultando enormemente a circulação de pessoas, como se pode ver nesta foto. Ainda há dois ou três dias vi uma senhora preocupadíssima a tentar ajudar um invisual que se dirigia para a estação por aquele passeio e que não encontrava local para passar.
Haja quem ponha fim a isto… não acham?

 

  Comentários no Facebook

«Antonio Jose Fonseca» >> Tem toda a razão.

«Judite Sousa» >> Sempre atento

«Jose Riobom» >> Impossível....i sso deve render uns milhares a alguem em licenças e rendas.... e essa gente é habitualmente pior que o Diabo (sim esse o do Trampa Tuga) por almas no que diz respeito a €'s.....

«Carlos Wehdorn» >> O que me parece mal é de facto o barraco. A venda de fruta podia ser feita em todas as estações do metro... utilizando pequenos veículos móveis... o street food da fruta... dos gelados... do vinho a copo... é o que se faz lá fora por todo o lado

«Jovita Fonseca» >> E com obrigação de limpeza no espaço envolvente! Nada de deixar lixo...como no final das feiras!

«Isabel Branco Martins» >> Acho sim David, concordo consigo    

«David Ribeiro» >> Outra coisa: O gerador a funcionar no passeio continuamente durante as “horas de expediente” também não me parece nada bem.

«José Camilo» >> É estranha a ASAE.

«Gonçalo Lavadinho» >> Por mim só se faziam carga e descargas, no centro da cidade com veículos motorizados, antes das 7 da manhã. Mas eu sou maluco.

«Nuno Santos» >> Caro David Ribeiro Estou solidário contigo. Mas deves endereçar a tua queixa à Metro. Esse espaço, por incrível que te pareça, é da única responsabilidade da Matro e a Câmara, mesmo que queira e quer, nada pode fazer. Coisas que vêm do passado. Aberrações, concordo

«Albertino Amaral» >> Bom, tem toda a razão, David Ribeiro, sem dúvida, assim como a recomendação de Nuno Santos, está correcta. Contudo, será que ninguém da CMP se apercebeu de tal transgressão, ali mesmo ao lado ? Se aberrações existem e são reconhecidas pela própria Câmara, então que se ponha cobro imediato a tal.....

«Nuno Santos» >> Não pode Albertino. Podemos, e já fizemos, chegar o nosso desagrado à Metro. Não podemos por cobro. Não é espaço público nem municipal. É da empresa e gerido pela empresa

«David Ribeiro» >> Mas o estacionamento em cima do passeio da rua de Camões é competência da Polícia Municipal, não é verdade Nuno Santos?

«Gonçalo Lavadinho» >> Eu vi o Rui Rio apagar grafites em propriedades privadas sem consentimentos dos moradores.

«Alexandra Magalhães» >> Concordo com um comentário que foi feito anteriormente. Se até 2015 era proibido os pequenos veículos móveis em determinadas zonas do Porto, agora já não é, já existem autorizações e legislação para tal... esta venda de fruta poderia perfeitamente passar para dentro das instalações do Metro... (evitava também estar ali ao sol, mas isso já são outras questões que me parece que ASAE não anda atenta). Esse espaço da venda de fruta pode estar dentro do espaço do metro, mas a carrinha está em cima de um passeio público que pertence à CMP... Haverá mesmo autorização para permanecer ali estacionado tantas horas ao fim da tarde?!

«Dario Silva» >> Não é obrigação legal a solidariedade entre organismos públicos? [o Metro é-o, não?]. A bem dos cidadãos, claro.

«Jovita Fonseca» >> Há que pôr ordem! Cada coisa no local certo...

 

  21Nov2016 - Resposta da Metro do Porto à minha reclamação

Bom dia David,
A situação foi reencaminhada para o departamento responsável para que tratassem de sensibilizar os vendedores.
Cumprimentos.



Publicado por Tovi às 09:41
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Dezembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Posts recentes

Ainda os meus "vizinhos" ...

A praga dos romenos no Po...

Há badalhocos na Ribeira

Estacionamento selvagem

Barracão de venda de frut...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus