"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Quarta-feira, 19 de Abril de 2017
Não vacinar... será crime contra a saúde pública?

a-difteria-em-crianas-porque-importante-vacinar_A.

Estamos no século XXI mas mesmo assim até consigo entender que pais mais iletrados deixem de vacinar pontualmente os seus filhos, mas já tenho muita dificuldade em compreender uma mãe que acabei de ver na TV, cidadã licenciada e professora como actividade profissional, afirmar que em consciência resolveu ter em casa os partos das suas três filhas, que nunca as vacinou nem nunca lhe deu como alimento quer carne quer leite. Que esta mãe nunca venha a arrepender-se desta sua decisão… é que a ciência de hoje e factos recentes não dizem que ela está a proceder bem.

 

   Expresso online, 19Abr2017 às 10h09

Morreu a jovem de 17 anos internada com sarampo em Lisboa
A jovem de 17 anos com sarampo, internada no Hospital Dona Estefânia, em Lisboa, faleceu esta quarta-feira de madrugada, segundo fonte hospitalar. De acordo com o Centro Hospitalar de Lisboa Central (CHLC), a jovem morreu "na sequência de uma situação clínica infeciosa com pneumonia bilateral – sarampo". "A família acompanhou toda a evolução da situação clínica e o CHLC, com tristeza, lamenta a ocorrência e presta, publicamente, os seus sentidos pêsames", adianta a nota do Centro Hospitalar enviada à agência Lusa.
A jovem estava internada desde o fim de semana na Unidade de Cuidados Intensivos Pediátricos do CHLC – Hospital Dona Estefânia, na sequência de uma pneumonia bilateral – complicação respiratória do sarampo. Como o Expresso anunciou esta noite, o estado da jovem tinha piorado consideravelmente.
O recente surto de sarampo que abrange vários países europeus causou em Portugal pelo menos 21 casos confirmados de sarampo. Em 2016, Portugal recebeu da Organização Mundial da Saúde (OMS), um diploma que oficializava o país como estando livre de sarampo, até porque os poucos casos registados nos últimos anos tinham sido contraídos noutros países. Com a vacinação gratuita das crianças, a partir de 1974, e sobretudo com a introdução de uma segunda dose de vacina em 1990, o sarampo acabou por se tornar quase uma doença esquecida ou invisível. Mas entre 1987 e 1989 tinham sido notificados em Portugal 12 mil casos, contabilizando-se 30 mortes.
O sarampo é uma das infeções virais mais contagiosas e, apesar de habitualmente ser benigna, pode ser grave e até levar à morte, avisa a Direção-geral da Saúde (DGS). A doença manifesta-se pelo aparecimento de pequenos pontos brancos na mucosa oral cerca de um ou dois dias antes de surgirem erupções cutâneas, que inicialmente surgem no rosto. Segundo a norma clínica emitida pela DGS na semana passada, as complicações do sarampo podem incluir otite média, pneumonia, convulsões febris e encefalite.
Os adultos têm, normalmente, doença mais grave do que as crianças e os doentes imunocomprometidos podem não apresentar manchas na pele. O sarampo, que é evitável pela vacinação, transmite-se por via aérea e pelo contacto direto com secreções nasais ou da faringe de pessoas infetadas. Com um período de incubação que pode variar entre sete a 21 dias, o contágio dá-se quatro dias antes e quatro dias depois de aparecer o exantema (erupções cutâneas).
Consideram-se já protegidas contra o sarampo as pessoas que tiveram a doença ou que têm duas doses da vacina, no caso dos menores de 18 anos, e uma dose quando se trata de adultos. A vacinação é a principal medida de prevenção contra o sarampo, sendo gratuita e incluída no Programa Nacional de Vacinação (PNV). As crianças devem ser vacinadas aos 12 meses e repetir a vacina aos cinco anos.
"Alerta-se, desde já, para a necessidade de os pais vacinarem os seus filhos sem hesitação, uma vez que as vacinas estão disponíveis no país", referiu a DGS numa nota emitida esta quarta-feira, um alerta que tem repetido de forma constante. A vacinação organizada contra o sarampo em Portugal iniciou-se em 1973, com uma campanha de vacinação de crianças entre os um e quatro anos, que vigorou até 1977. Em 1974, a vacina contra o sarampo foi incluída no PNV e em 1990 foi introduzida uma segunda dose da vacina.
Mais de 500 casos de sarampo foram reportados só este ano na Europa, afetando pelo menos sete países, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), que avisa que muitos dos casos de sarampo ocorrem por causa de pais que não querem vacinar os seus filhos.

 

  O Jumento [jumento.blogspot.pt]

Precisamos de uma vacina contra a imbecilidade
Hoje de manhã, quando vinha a caminho do emprego lembrei-me do que estava a passar a jovem internada nos cuidados intensivos, com uma pneumonia bilateral adquirida devido a ter sido infetada com sarampo. Tive uma experiência semelhante em 2013, sei o que é entrar na urgência com um choque sético, com a tensão arterial em 6-4, com uma pneumonia bilateral e a precisar de oxigénio.
Imaginei o que seria a vida desta jovem à luz da minha própria experiência, do risco de vida que enfrentava, das muitas sequelas físicas de que poderia sofrer, dos sacrifícios que teria de enfrentar mesmo que conseguisse sair da UCI. No meu caso foi um mês de cuidados intensivos, mais de 20 dias em coma induzido, várias tentativas de saída do coma sem conseguir retomar a respiração, com um risco de perda de vida estimado em 25%. Depois foi a via sacra da cura total e da reabilitação física, um mês de enfermaria de pneumologia, mais outro num centro de reabilitação, para recuperar de uma tetraplegia dos cuidados intensivos, neste centro vi consequências bem mais graves resultantes de pneumonias.
Hoje de manhã eu, diria que o país, fui surpreendido com a morte daquela jovem, um cenário que para mim era muito provável, tendo em conta o pouco que se ia dizendo do seu estado de saúde. Neste momento já corre na comunicação social que a jovem não tinha sido vacinada contra o sarampo, uma mania que se generalizou no Ocidente, promovida por falsos cientistas e por negociantes de falsas vacina e falsos medicamentos, um negócio da China que sobrevive à custa de alguma estupidez que grassa nos países mais ricos e supostamente melhor informados.
Em África morrem muitas crianças e jovens devido a doenças que poderiam ser evitadas com uma vacina que para os padrões europeus têm um preço quase simbólico. Está sendo feito um esforço enorme para debelar um sofrimento humano que há muito os europeus se esqueceram, doenças que dizimavam e marcam a população e que hoje ninguém conhece. Mas em África faltam os recursos financeiros, falta a informação e faltam as estruturas para assegurar que cada criança tem acesso a cuidados básicos de saúde, que por aqui não se questionam.
Mas em África também há os curandeiros que tentam boicotar a ação dos médicos, e até houve um presidente sul-africano, um tal Thabo Mbeki, que questionou a causa da SIDA, questionou o seu tratamento e acusou os cientistas que combatiam a doença de serem nazis. Por cá não temos curandeiros ou idiotas como Thabo Mbeki, mas multiplicam-se seitas de gente de inteligência superior que passam a ideia perigosa de que se curam doenças com medicamentos feitos à base de água da torneira ou que as vacinas matam mais do que curam.
Este movimento ideológico alimentado pela estupidez poderá ter feito a primeira vítima em Portugal, não contando muitas outras que são vítimas dos novos curandeiros. Se assim foi apenas se pode dizer que é lamentável, mas poderão ser evitadas futuras vítimas se aqueles que optam por expor os filhos a doenças ou a transformá-los em agentes de novas epidemias forem responsabilizados.

 

   Comentários no Facebook

«Tiago Barbosa Ribeiro» - Ainda a propósito do tema das vacinas, tenho visto as mais angustiantes reportagens que dão voz aos "pais que não vacinam". É pavoroso ver a confirmação das razões para essa opção. No "Público", uma naturopata e uma macrobiótica afirmam que após apurados estudos (imagino que ainda foram umas valentes horas no google para desconstruir uns séculos de avanços científicos) decidiram não vacinar os filhos. Em "alternativa" optam por "estilos de vida saudáveis" e têm uma "alimentação equilibrada", evitando "farinhas e produtos processados" . Dizem também que se fossem pobres e não tivessem muita higiene provavelmente vacinariam os filhos. É desconcertante ver como o período de maior democratização da informação e acesso generalizado a educação não contém, e até alimenta, o obscurantismo, as crendices e a mistificação. É assim com todos os actos de fé, incluindo os que glorificam "aparições" de virgens e santinhos, por exemplo, mas um racionalista como eu fica sempre a pensar onde é que falhámos como espécie. Em algum lado terá sido.

«David Ribeiro»A informação se não der origem ao conhecimento de pouco serve.

«Carlos Vargas» - Na enxurrada "informativa" poucos se salvam. Pouco ou nenhum conhecimento se vislumbra. Mas sabe-se que graças ao google o país, quiçá o mundo, dispõe de um número extraordinário de 'experts' em vacinas e em comida biológica.



Publicado por Tovi às 14:11
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 28 de Outubro de 2015
Je suis bacon

Je suis bacon.jpg

 Organização Mundial da Saúde

No seu mais recente relatório sobre o cancro, tornado público na última segunda-feira, a OMS, através da sua Agência Internacional de Investigação do Cancro (IARC), colocou as salsichas, o bacon e o presunto (entre outras carnes salgadas ou fumadas) no mesmo grupo de substâncias cancerígenas (“grupo 1”) que o tabaco, o amianto e os gases de escape emitidos pelos motores a gasóleo.

 

  Comentários no Facebook

«Joaquim Leal» >> Qualquer dia é o vinho David grin emoticon

«David Ribeiro» >> Não tarda muito volto aos puros Cohiba... só para chatear.

«Gonçalo Moreira» >> Moi aussi!

«Ana Alyia» >> Um dia são os frangos no outro as vacas a seguir é o leite depois vem a onda dos enchidos e qualquer dia anda tudo a palha. Haja paciência. Ate o ar que respiramos nos pode oferecer alguma maleita ou contribui para ela... será que é melhor deixar de respirar???

«Joaquim Leal» >> Não fica cá ninguém, mais cedo ou mais tarde todos acabaremos por morrer. E morrer sem desfrutar é desperdiçar tão parco e precioso tempo wink emoticon

«David Ribeiro» >> Calma, que isso de todos acabarmos por morrer ainda não está provado... tem sido assim, mas não sabemos como vai ser no futuro, já dizia o grande filósofo Agostinho da Silva wink emoticon

 Está explicado…

Je suis bacon ab.jpg



Publicado por Tovi às 00:08
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 24 de Julho de 2015
Aumento da natalidade... no Norte

Natalidade Jul2015.jpg

O Norte a trabalhar afincadamente para o aumento da natalidade em Portugal



Publicado por Tovi às 11:51
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 13 de Janeiro de 2015
Receitas medicinais com Vinho do Porto

Vinhos Medicinais Cunha Simões.jpg Vinhos Medicinais de Cunha Simões

Andam muitos dos meus amigos a queixarem-se de várias maleitas próprias desta época e eu, que só quero que não vos falte nada, fui ao livro “Vinhos Medicinais” de Cunha Simões e aqui deixo umas receitas interessantes. Como vão reparar são todas à base de Vinho do Porto, pelo que se preventivamente beberem diariamente uns cálices do nosso néctar dos deuses é meio caminho andado para uma perfeita saúde.

AMIGDALITE - Macere em 1 litro de vinho do Porto, durante 5 dias, 20 g de m...adressilva (lonicera capritolium) e 20 g de folhas de eucalipto (eucalyptus globulus). Agite todos os dias. Filtre. Gargareje 3 vezes por dia. Tome 1 colher de sopa antes do almoço e 2 antes do jantar.

BRONQUITE - Macere em 1 litro de vinho do Porto, durante 5 dias, 10 g de flor de carqueja (pterospartum tridentatum), 10 g de marroio negro (ballota nigra) e 10 g de tomilho (thymus vulgaris). Agite todos os dias. Filtre. Tome 2 colheres de sopa dez minutos antes do almoço e 2 antes do jantar.

GRIPE - Macere em 1 litro de vinho do Porto, durante 5 dias, 20 g de casca de laranja (citrus aurantium), 20 g de casca de limão (citrus limonum), 20 g de roseira brava (rosa canina). Agite todos os dias. Filtre. Tome 2 colheres de sopa antes do almoço e 2 antes do jantar.

PNEUMONIAS - Durante 7 dias macere em 1 litro de vinho do Porto, 40 g de folhas de eucalipto (eucalyptus globulus). Agite todos os dias. Filtre. Tome 1 colher de sopa 3 vezes por dia.

TOSSE - Macere em 1 litro de vinho do Porto, durante 3 dias, 40 g de sumidades floridas de orégão (origanum vulgare). Agite todos os dias. Filtre. Tome 2 colheres de sopa nos ataques de tosse, no máximo de 4 vezes por dia.

 

  Comentários no Facebook

«José Luis Moreira» >> A panaceia é: 'Abife-se, avinhe-se e abafe-se'

«Luiz da Cunha» >> Bem, acho que vou escolher uma aí do cardápio, pra experimentar a "receita", David Ribeiro

«José Luis Moreira» >> Pra frixões... bagaço!...

«Carlinhos da Sé» >> Do bom...



Publicado por Tovi às 15:29
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 26 de Novembro de 2014
Brucelose em Baião

Brucelose JN 25Nov2014.jpg

Isto é um CRIME DE SAÚDE PÚBLICA praticado por empresários sem escrúpulos. Será deformação profissional minha, mas eu tenho muito medo da maior parte dos produtos artesanais que por aí há à venda. É que eu visitei nestes últimos trinta anos muitas destas "fábricas" cá do Norte e digo-vos que até metem medo. Há efectivamente algumas com sistemas de controlo e higienização correctos, mas são poucas.

 

  Comentários no Facebook

«Jorge Veiga» >> A Saúde Pública deste país está sentada no gabinete. Com um surto de brucela devem ir passear pelas aldeias e montes e ver os rebanhos, fazer colheitas de sangue dos animais e detetar qual ou quais é que está infectados.

«Raul Vaz Osorio» >> Os produtos artesanais, não oferecem risco se forem tratados da forma adequada. Se usarem leite pasteurizado, não deixa de ser artesanal, mas é seguro. O "caseiro", que é diferente de "artesanal" é que pode ser complicado. Quanto aos aspectos de saúde pública, não concordo com essa apreciação. Na vertente médica faz-se, em minha opinião, um bom trabalho, nada de secretária. A componente veterinária, que não conheço tão bem, talvez sofra desse mal, admito. O problema estará mais na interface entre as duas, quero crer.



Publicado por Tovi às 14:00
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 20 de Novembro de 2014
Jornais de hoje

Jornais de 20Nov2014.jpg

 País de merda este… É só ver as capas dos jornais de hoje



Publicado por Tovi às 08:51
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 13 de Novembro de 2014
Surto de Legionella em Vila Franca de Xira

Legionella Vila Franca de Xira Nov2014.jpg 

Desde finais de Outubro que estamos sob o efeito nefasto da bactéria Legionella pneumophila na região de Vila Franca de Xira, havendo até agora 302 infectados, quarenta deles em estado grave, nove mortos (destes ainda não estão cientificamente confirmados quatro), sendo este o terceiro maior surto de Legionella de sempre em todo o Mundo, só superado por um no Reino Unido em 2002 (494 infectados e sete mortos) e outro em Espanha em 2001 (449 doentes e seis vítimas mortais). Em ambos estes casos a propagação da bactéria foi feita por sistemas de refrigeração, num centro cultural em Barrow e num hospital em Múrcia. O chamado “caso zero”, o que permitiu descobrir a doença, aconteceu em 1976, num hotel da Pensilvânia, durante uma reunião da Legião Americana e somou 180 doentes e 29 mortos. Neste caso português as suspeitas recaem sobre os sistemas de refrigeração de unidades industriais da zona, com especial ênfase na fábrica Adubos de Portugal (ADP Fertilizantes), em Alverca. Ao que nos foi dado saber as análises às águas das torres de refrigeração da ADP deverão ser conhecidas ainda hoje e a ser verdade que foi esta unidade industrial a causadora deste crime ambiental, os responsáveis poderão vir a ser punidos em multa até 5 milhões de euros e de um a oito anos de prisão. As penas deverão ser exemplares neste caso, pois é uma área que anda “à balda” e a que ninguém liga nenhum. Encontro-me ligado profissionalmente ao aconselhamento técnico para sistemas de refrigeração e ar condicionado e digo-vos que um dos produtos mais difíceis de “vender” é o controlo e prevenção da Legionella. Enquanto para limpar as sanitas de nossa casa, ou de umas outras quaisquer casas de banho públicas, não nos poupamos em detergentes mais ou menos higienizadores, para os sistemas de ar condicionado, desde os mais simples splits domésticos até aos mais sofisticados Roof Top, ninguém quer saber disto. E nem estamos a falar de aplicações altamente caras ou sofisticadas… é barato, de fácil aplicação, perfeitamente certificado e com provas dadas.

 

 Relatório da DGS em 14Nov2014

A Direcção-Geral da Saúde apresentou as conclusões do estudo epidemiológico que já fez sete mortes e infectou 316 pessoas, bem como das inspecções realizadas num conjunto de fábricas localizadas em Vila Franca de Xira, não identificando para já a empresa responsável pela origem, tendo o processo sido entregue na Procuradoria-Geral da República. Confirma-se que a bactéria da principal torre suspeita coincide com a detectada nas pessoas contaminadas com a bactéria Legionella.



Publicado por Tovi às 08:52
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 3 de Agosto de 2014
Ébola fora de controlo

A Organização Mundial de Saúde alerta para o facto de o surto do Ébola (Febre Hemorrágica Ébola) estar fora de controlo na África Ocidental, tendo sido registado mais de 700 mortos desde Fevereiro deste ano na Guiné Conacri, Libéria, Serra Leoa e Costa do Marfim. Por haver um alto risco de propagação para outros países, a OMS anunciou recentemente um plano de combate à epidemia, no valor de 10 milhões de US$. Embora esteja amplamente demonstrado que o surto pode ser interrompido e a população mundial em geral não ser de alto risco, é contudo extremamente imprudente deixar o vírus circular livremente durante um longo período de tempo, pois as mutações e adaptações constantes são mecanismos de sobrevivência de vírus e outros micróbios. Não podemos de forma alguma dar a esta febre hemorrágica a oportunidade de nos surpreender. Todo o cuidado é pouco.


«Albertino Amaral» no Facebook >> NÃO GOSTO... A ideia incomoda-me...!

«António Vidal» no Facebook >> O mundo todo, enquanto foram os Pretos, assobiou para o ar e não foi ajudar. Agora como a ameaça de exportação da doença, já quase isolaram os países, cancelando voos, e vão para lá , para terem a certeza que ninguém sai com a doença. A bemdizer uma espécie lazaria.




Sexta-feira, 9 de Maio de 2014
Centro Materno Infantil do Norte

Gosto disto!... {#emotions_dlg.smile}

(Este “outdoor” está escarrapachado no Largo da Maternidade, no Porto)


«Joaquim Leal» no Facebook >> Não estou a perceber os "louros" colhidos ou eventualmente de forma "indevida" apropriados (PS)...

«David Ribeiro» no Facbook >> Não deves estar a par da "história" do Centro Materno Infantil do Norte, amigo Joaquim Leal. Esta obra do anterior governo e do qual Manuel Pizarro era secretário de estado da Saúde, foi sempre "deitada ao abandono" por Passos Coelho e seus pares, sendo que o PS-Porto soube sempre lutar por esta nova unidade hospitalar que ainda só vai na primeira fase (de três). Não foram os únicos nesta luta, mas o seu a seu dono.

«Joaquim Leal» no Facebook >> Pois, aguardava essa explicação para perceber o cartaz. Obrigado

«Ruben Santos» no Facbook >> O centro materno infantil é só uma batalha. A verdadeira guerra, a regionalização, o PS tal como o PSD não querem saber. Gosto de comer pão e não migalhas!

«Tiago Barbosa Ribeiro» no Facebook >> Sem querer entrar na discussão, permitam-me só dizer que não é verdade que o PS não queira saber da regionalização. Pela minha parte, nunca a deixarei cair. Sobre o CMIN: http://eepurl.com/TDjHr

«Ruben Santos» no Facebook >> Tiago, falo do partido como um todo. O PS e o PSD Porto fazem sempre essa referência, mas depois a nível nacional é o que se vê.

«Tiago Barbosa Ribeiro» no Facebook >> Cabe-nos não abdicar do tema, lutar, colocá-lo na agenda, dentro e fora.

«Joaquim Leal» no Facebook >> Permitam meter "foice em seara alheia". Regionalização comigo népia, nunca, never, jamé... Estou farto de chulos (na verdadeira acepção do termo), chegam (para já) os 230 ladrões e mais uns quantos que temos por aí. Com licença...

«Ruben Santos» no Facebook >> Joaquim, acredite que era melhor. O Joaquim não imagina quantos institutos públicos e outros organismos públicos seriam extintos!

«Joaquim Leal» no Facebook >> Reconheço algumas vantagens, é certo mas assusta-me a clientela que elas trazem atreladas. Resido numa zona que poderia ser uma experência piloto pelas suas características mas com os "camelos" de politicos autócones que temos, tenho bastante receio. Muito receio. Portugal, para mim enquanto nação, é uno e indivisivel do Minho ás desertas. Ponto

«Ruben Santos» no Facebook >> Eu também tenho receio, e o Bartolumeu Dias também tinha receio de passar o cabo bojador mas com arte e engenho lá o fez! Regionalizar não é dividir. Regionalizar é identificar zonas de diferentes características demográficas, geográficas, económicas, etc.. para definir politicas publicas especificas para cada região para assim aproveitar ao maximo as potencialidades dessa região, além de as decisões politicas estarem mais próximas do cidadão (ex: deixar de decidir em Lisboa o fecho tanto de uma escola em Valença como em Faro)

«Joaquim Leal» no Facebook >> Regionalizar quer queiramos ou não, será sempre dividir, mais que não seja nas mentalidades e nos propósitos. Depois com os politicos que temos em cada região, salvo rarissimas excepções, não passam de verdadeiros caciques. Ruben, há muito que deixei de acreditar no Pai Natal.



Publicado por Tovi às 10:31
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 21 de Fevereiro de 2014
Taxas Moderadoras na Saúde

Nesta semana em que ando a fazer vários Exames Complementares de Diagnóstico dei comigo a pensar nas Taxas Moderadoras na Saúde. Quando foi criado este sistema de um pagamento por parte do utente nos acessos a cuidados médicos, de enfermagem ou hospitalares, se bem me recordo foi invocado que seria uma forma dissuasora e penalizadora a quem recorre ao Serviço Nacional de Saúde por dá-cá-aquela-palha. Na Constituição da República Portuguesa o artigo 64.º diz que “o direito à protecção da saúde é realizado através de um serviço nacional de saúde universal e geral e, tendo em conta as condições económicas e sociais dos cidadãos, tendencialmente gratuito”, o que por si só já me põe várias reticências ao aparecimento de taxas em serviços que anteriormente eram gratuitos. Mas não é só a existência destas taxas que me preocupa, mas principalmente os seus valores que me fazem acreditar que deverá haver muita e boa gente a descurar a sua saúde por dificuldades financeiras, mesmo sabendo eu que há isenções para situações de carência económica. Estamos mal… muito mal mesmo… e não me parece que as coisas irão melhorar nos tempos mais próximos.


«Raul Vaz Osorio» no Facebook >> David, já há muito que as taxas moderadoras deixaram de ser "moderadoras" no sentido de serem dissuasoras do (ab)uso... se é que alguma vez o foram. São hoje em dia clara e assumidamente uma forma de co-financiamento (provavelmente à revelia da Constituição, diga-se). Já quanto ao efeito disuassor, não existe na prática, pois uma percentagem muito elevada dos utentes está isenta. Mas existe efectivamente um elemento que foi introduzido mais recentemente no sistema que tem um efectivo efeito disuassor, efeito esse que se verifica principalmente em idosos que vivem em locais mais isolados e que apresentam débil situação económica: o custo do transporte, que antes era muitas vezes gratuito para o utente. É esse o factor disuassor que nós vemos hoje a levar estes doentes a faltarem a consultas, exames e tratamentos e a adiarem o recurso a cuidados médicos em situações agudas.

«Patricia Santos» no Facebook >> A confirmar os teus receios acabo de ver esta notícia: Troika quer taxas moderadoras (ainda) mais caras.

«Maria Helena Costa Ferreira» no Facebook >> já há hospitais privados  que ficam mais baratos do que os públicos...



Publicado por Tovi às 09:10
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 7 de Janeiro de 2013
Uma dietazinha... depois do Dia de Reis

 Vou iniciar uma dietazinha {#emotions_dlg.smile}


«Isabel Oliveira» in Facebook >> ou então compre um espelho como este!!! custa menos.

«David Ribeiro» in Facebook >> Boa ideia, Isabel... É o que vou fazer :-)

«Fernando Ferraz Alves» in Facebook >>  =D



Publicado por Tovi às 07:55
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 27 de Setembro de 2012
Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida

E não há quem foda estes meninos?...{#emotions_dlg.angry}

{#emotions_dlg.meeting} [JN] - Ministério "pode e deve" cortar em tratamentos para cancro e sida - O Ministério da Saúde "pode e deve racionar" o acesso a tratamentos mais caros para pessoas com cancro, sida e doenças reumáticas, segundo um parecer do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida. "É uma luta contra o desperdício e a ineficiência, que enorme na Saúde", explicou o presidente do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida, Miguel Oliveira da Silva, em entrevista à Antena 1.


«Loja Do Pecado Guimaraes» in Facebook >> TAMBEM PODEM TODOS COMEÇAR A LEVAR NO CU... SE PRECISAREM DE AJUDA EU SEI ONDE ESTÃO UNS BURROS COM CIO PRONTOS A SERVIR ESSES FILHOS DA PUTA.

«Nuno Moreira Fotografia» in Facebook >> chama-os pelos nome, fdp

«Zé Zen» in Facebook >> Que pena não poder dizer coisas feias. :('=;<*f¤-{~d*¤£+p=)


«Ana Catarina Alves» in Facebook >> Vergonha...

«Gui Castro Felga» in Facebook >> ah, o capitalismo no seu melhor. isto também são gorduras do estado, é? se houver karma...
«Carla Cruz» in Facebook >> ok, eu raramente (nunca?) ponho posts sobre politica, mas... WTF???
«Tó Ramos» in Facebook >> E MORRER A SOFRER, SEM A DEVIDA ATENÇÃO. TUDO PARA DAR AOS BANCOS... PEDE-SE RESPEITO PARA OS QUE SOFREM.
«Jose Luis Grilo» in Facebook >> para poupar matam se os doentes com falta de medicaçao , esta bem visto (FAZ LEMBRAR A POLITICA NAZI DO HITLER EXTERMINIO)
«Pedro Taborda Oliveira» in Facebook >> havia de chegar aqui... leis eugénicas tal como Hitler as idealizaria... o fim não é ideológico mas económico, mas o meio é igual. Ou seja, somos governados por clones económicos dos nazis....



Sábado, 14 de Abril de 2012
“Insustentabilidade” do Serviço Nacional de Saúde

António Arnaut não está gá-gá, como parece estar o Ministro da Saúde deste (des)governo.

[Renascença 11Abr] - "Pai" do SNS pede demissão do ministro da Saúde - Ministro Paulo Macedo afirmou que o Governo não está em condições de garantir a continuidade do Serviço Nacional de Saúde. António Arnaut diz que se o sistema for colocado em risco, Portugal vai assistir a um levantamento popular. Depois de ouvir as declarações do ministro da Saúde quanto à “insustentabilidade” do Serviço Nacional de Saúde (SNS), o seu fundador não esconde a indignação e pede a demissão de Paulo Macedo. “Ele tem que se demitir, porque não pode ser responsável por uma pasta cuja obrigação essencial é garantir a sustentabilidade do SNS, que é uma garantia constitucional”, critica António Arnaut, em declarações à Renascença. O “pai” do Serviço Nacional de Saúde ficou perplexo com as afirmações do ministro da Saúde, hoje, no Parlamento, e alerta que “no dia em que o SNS for posto em causa e as pessoas começarem a morrer por falta de assistência médica, vai haver um levantamento popular, porque há um limite para o sofrimento”. O socialista, enquanto ministro dos Assuntos Sociais, foi o responsável em 1978 pela criação do SNS.



Publicado por Tovi às 10:00
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 22 de Fevereiro de 2012
Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados

Diz a minha nova médica de família que afinal não estou para morrer desta e a forte dor que sinto há dois dias no peito não é senão o resultado da inflamação da laringe que acompanha a congestão nasal. Os pulmões estão limpos e por isso é que tenho tosse sem expetoração. Diz ela que depois de três dias com medicação (Acetilcisteina e Levocetirizina), acompanhada de muitos líquidos açucarados, vou ficar como novo.

{#emotions_dlg.blink} Esqueci-me de lhe perguntar se nos “líquidos açucarados” se pode incluir as Colheitas Tardias e os Vinhos do Porto.

 

E já agora: O meu novo Centro de Saúde (Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados Aníbal Cunha) está impecável… Pequenino mas muito arranjadinho. Espera-se a vez em pequenas salas de espera com televisão (o som está na altura certa para um local deste tipo), as crianças têm sala própria com brinquedos, as funcionárias administrativas são de uma atenção muito superior à normalmente considerada a de “um funcionário público” e a minha nova médica de família parece-me interessada nos seus pacientes, o que é meio caminho andado para sermos bem tratados. Afinal este nosso Portugal não está perdido.


«António Dias» in Facebook >> E que tal uma laranjada? :-))

«Mila Prozac» in Facebook >> Limonada! :))

«Joaquim Leal» in Facebook >> Não podes apanhar uma rabanada de vento, está visto.

«Mário Ribeiro» in Facebook >> talvez? e por que não um almoço (bem regado) em Mirandela , e lá se vai a gripe pró galheiro.

«Jorge Saraiva» in Facebook >> Tenho para mim, há uns anos, que a maior parte das pessoas que dizem mal do SNS nunca o utilizaram, porque não precisaram ou não ...precisam!


«João Pedro de Carvalho» in Facebook >> Olha que isso com um Pedro Ximenez :)


Tags: ,

Publicado por Tovi às 17:31
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Vou ao médico...

Estou na minha nova Unidade de Saúde onde já tenho médica de família. Já não andava por estas áreas vai para sete ou oito anos e parece-me que o SNS ainda funciona razoavelmente. Vamos lá ver se me curam desta constipação que não me larga há uma semana.


«António Barroso» in Facebook >> Melhoras! Ainda bem que já tem Médico de Família.

«Alexandra Magalhães» in Facebook >> As melhoras... beijinho...

«Mila Prozac» in Facebook >> Xarope de cenoura... é do melhor... Beijinho e as melhoras :)

«Ricardo Moreira» in Facebook >> aproveita e mete 1 mesito de baixa... esses gajos são bons para isso...

«Guilherme Lickfold» in Facebook >> As melhoras. Em relação ao SNS sempre que necessitei fiquei com boa imagem.

«Zé Regalado» in Facebook >> Tovi, nao eras tu que tinhas no teu receituário a cura para essa maleita? De qq forma se quiseres fazer este tratamento, já muito velhinho, aproveita. Só precisas de 1 garrafa de vinho do Porto, o que para ti não será problema. Deitas-te na cama com os pés de fora e vais bebendo. Enquanto vires dois pés estás constipado, quando passares a ver 4 estás curado.

«Pataxó Lima» in Facebook >> Mas, que é isso minha super fortaleza de miguxo David...?? Tá igual a mim...?  Com uma gripe chatérrima e há 5 dias ela estava me ameaçando, não dei importãncia, então ontem o bicho pegou... rs! Mas, se vc se cuidar e não for tão  fora-da-lei como eu sou, vc vai ficar ótimo rapidinho e... Juízo, hein... HAHAHAHAHA??!!

«Ricardo Moreira» in Facebook >> A minha receita logo a seguir ao BEN-URON, é a seguinte: 1/2 caneca de leite, acrescentar até 3/4 do volume de ponche do bom! adicionar mel, casca de limão e aguardente! ferver bem, beber ao deitar e enfiar a cabeça debaixo das cobertas durante umas horas... ficarás bom da gripe... Já do figado :( ...

«Zé Zen» in Facebook >> Não precisas de arranjar desculpas para o David beber. O David nunca bebe, apenas trata da saude. :))

«Fernando Duarte» in Facebook >> chá de cidreira pá, a minha avó dizia que o chá de cidreira curava tudo... e a seguir vais ver um médico, com diplomas a sério e não daqueles que os obtiveram com cunhas e cábulas, e verás que te curas facilmente!

«Zé Regalado» in Facebook >> Eu só não percebo uma coisa: alguém vai ao médico por estar constipado? Modernices.

«Fernando Duarte» in Facebook >> boa Jer, muito boa!

«David Ribeiro» in Facebook >> Afinal, segundo diz a médica, não estou para morrer desta. Quando chegar a casa eu conto-vos.

«Sérgio Ribeiro» in Facebook >> dessas coisas podes curar-te bem com as tuas mezihas caseiras! Mas faz atenção porque se dixares de frequenar a tua Unidade de Saúde por muito tempo, sais da lista da tua médica de família. Esta espécie de governo obriga-te a estares doente.

«Joaquim Leal» in Facebook >> Isso com os teus licores cura-se facilmente. :)


Tags: ,

Publicado por Tovi às 16:20
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9

17

26
27
28
29

30
31


Posts recentes

Não vacinar... será crime...

Je suis bacon

Aumento da natalidade... ...

Receitas medicinais com V...

Brucelose em Baião

Jornais de hoje

Surto de Legionella em Vi...

Ébola fora de controlo

Centro Materno Infantil d...

Taxas Moderadoras na Saúd...

Uma dietazinha... depois ...

Conselho Nacional de Étic...

“Insustentabilidade” do S...

Unidade de Cuidados de Sa...

Vou ao médico...

Vinho, um santo remédio p...

Pepino, fruto do "Cucumis...

Anorexia

Os benefícios da Vinotera...

Centro Materno-Infantil d...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus