"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."
Domingo, 5 de Julho de 2020
COVID-19 – Relatório de Situação

96_dgs_boletim_20200606-page-002.jpgSigo diariamente o Relatório de Situação - informação publicada pela DGS / COVID-19 – e com os dados disponibilizados atualizo alguns gráficos que nos dão uma visão da evolução da pandemia, não só em Portugal mas também nas regiões Norte e Lisboa e Vale do Tejo. Ainda não tenho a informação de hoje… Mas as notícias são preocupantes. O que se passará?

12h58 de hoje - O Instituto Politécnico da Guarda suspendeu os exames presenciais, transferindo-os para as plataformas digitais, após ter conhecimento da existência de estudantes infetados com covid-19. "A decisão deve-se às informações transmitidas, sábado à noite, pela Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda de que há estudantes do IPG que testaram positivo à covid-19, tendo oito ficado internados no hospital por não terem nos respetivos alojamentos condições para estarem em isolamento durante o período de quarentena", refere o IPG, em comunicado enviado à agência Lusa.

13h25 de hoje - Mais três pessoas morreram com covid-19, entre sábado e este domingo, em Reguengos de Monsaraz, na sequência do surto que terá tido origem no lar de idosos. No total, já morreram 12 pessoas naquele concelho alentejano.

14h18 de hoje - Há quase um mês que a Direção-Geral da Saúde (DGS) não reporta novos infetados com covid-19 no Porto, em Matosinhos, em Gondomar e na Maia no relatório de situação diário. Desde o dia 9 de junho que o número de casos confirmados não sofre alteração, apesar de os hospitais de S. João (Porto) e de Pedro Hispano (Matosinhos) confirmarem o tratamento de novos doentes com residência naqueles concelhos.

 


COVID-19 Norte 05jul2020.jpg



Publicado por Tovi às 14:50
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 4 de Julho de 2020
Benfica 3 - 1 Boavista

Anotação 2020-07-04 091715.jpg
Hoje a Pantera vai jogar com os Lampiões… e estou-lhes cá com uma “vontade” que nem vos conto.

 


Benfica.jpgPartimos para este clássico da 30.ª jornada da Primeira Liga com "coragem e determinação" na busca do melhor resultado e, "se possível", da vitória, como disse à comunicação social o treinador boavisteiro, Daniel Ramos. O facto do Benfica ter perdido os dois últimos jogos para o campeonato, em casa com o Santa Clara (3-4) e fora com o Marítimo (2-0), de ter visto o seu treinador Bruno Lage sair do comando técnico e parecer que está nos “cuidados intensivos”, não nos podem fazer crer que “vão ser favas contadas”. Força Pantera!

 

 Foi assim o jogo...

13’ – Golo do Benfica… Bola longa à procura de André Almeida, Helton Leite sai para agarrar a bola, larga-a e depois choca contra Almeida, que aproveita a bola perdida e atira para a baliza.

30’ - O Boavista continua a querer pegar e mandar no jogo e, em parte, está a consegui-lo, só que sem efeitos práticos, já que não consegue criar oportunidades.

31’ – Golo do Benfica… Passe longo de Gabriel pelo corredor central para a direita da área, onde Pizzi apareceu sozinho para cabecear e acertar na baliza.

34’ - Fernando Cardozo cabeceia em antecipação na sequência de um canto pela direita, mas a bola saiu muito ao lado da baliza do Benfica.

40' – O Boavisteiro Gustavo Dulanto marca golo, num cabeceamento após um livre pela esquerda, mas já havia fora de jogo.

42’ – Golo do Benfica… Pizzi, na meia direita, encontra Gabriel em posição frontal e o brasileiro, de primeira, na meia-lua, atira de pé esquerdo para o terceiro.

45’ + 2’ – Acabou a 1º parte em que as coisas saíram bem ao Benfica. O Boavista foi arrojado, muito pressionante e aguerrido, mas cometeu imensas falhas defensivas e foi muito curto ofensivamente.

58’ - Haris Seferovic aparece outra vez na cara do guarda-redes do Boavista, servido no corredor central, mas volta a falhar, permitindo a defesa ao brasileiro.

64’ – GOLO DO BOAVISTA… Livre de Carraça depois do meio-campo, bola comprida ao segundo poste e Dulanto, de primeira, a fazer um belo golo.

76’ - Gustavo Sauer apanha a bola em posição frontal, depois de uma boa jogada dos boavisteiros, e atira forte e rasteiro, para defesa de Vlachodimos.

80' - Weigl abre na esquerda, Nuno Tavares cruza e Carlos Vinícius cabeceia para a baliza boavisteira. Parece ser fora de jogo. VAR analisa: e confirma-se que Carlos Vinícius estava fora de jogo.

90’ + 6’ - O árbitro Fábio Veríssimo apita para o final da partida.

 


Não terá sido só por isto que perdemos três a um, mas custa-me a admitir que um elemento da equipa axadrezada que está vendido ou a ser negociado com o clube contra quem jogamos possa jogar esse encontro, mesmo admitindo todo o profissionalismo do guarda-redes em causa.




Sexta-feira, 3 de Julho de 2020
O que se passa na minha Junta de Freguesia?


António Fonseca.jpg



Publicado por Tovi às 14:46
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 2 de Julho de 2020
TAP e EFACEC... grandes mexidas

mw-860 (1).jpg

O acordo entre o governo português e o empresário norte-americano David Neeleman foi concluído com sucesso, anunciaram esta quinta-feira à noite os ministros das Infraestruturas e das Finanças. Pedro Nuno Santos explicou que "esta opção a que chegámos não era a opção inicial do Estado português". Mas ela evita litígios e garante a paz na empresa. Já o ministro das Finanças, João Leão, referiu que o acordo agora alcançado é uma forma de evitar o colapso da empresa. O acordo alcançado levará à saída de David Neeleman do capital da TAP. O Estado compra-lhe os 22,5% por 55 milhões de euros e passa a controlar a empresa, com 72,5%. Além disso, a Azul, empresa brasileira de que Neeleman é acionista e presidente do conselho de administração, renuncia ao direito de converter o seu empréstimo obrigacionista de 90 milhões de euros em capital. Além disso, Neeleman renunciou aos direitos às prestações acessórias (empréstimos dos acionistas à empresa). Neeleman e Humberto Pedrosa, o outro acionista privado da TAP, colocaram cerca de 220 milhões de euros na empresa. Pedrosa, presidente do grupo de transportes Barraqueiro, vai manter os seus 22,5% na TAP, estando os restantes 5% nas mãos dos trabalhadores.

 

   Nacionalização da Efacec

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, anunciou esta quinta-feira a nacionalização da Efacec, após a reunião de Conselho de Ministros, lembrando tratar-se de "uma empresa centenária, com uma reputação de excelência na engenharia portuguesa". O Estado fica temporariamente com 71,5% da empresa, a participação de Isabel dos Santos. E abrirá de imediato um processo de reprivatização, avançou o ministro. Já há uma lista de candidatos à compra da participação da investidora angolana, um processo que já está em curso há alguns meses.

 

  Comunicado do Conselho de Ministros de 2 de julho de 2020



Publicado por Tovi às 23:50
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 1 de Julho de 2020
Um investidor para o Boavista... será?

De vez em quando lá nos aparece um “salvador”… 
84387933_10217694564863763_3641889125935070742_n.j



Publicado por Tovi às 07:43
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 30 de Junho de 2020
Férias em Arcos de Valdevez

Anotação 2020-06-29 184258.jpg

A minha neta foi de férias com os pais para Arcos de Valdevez… e chegada lá disse-nos: “É mesmo o sítio certo para eu ser feliz”.



Publicado por Tovi às 08:30
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 29 de Junho de 2020
Boavista 1 – 0 Santa Clara

Anotação 2020-06-28 205838.jpg

Ontem, no Estádio do Bessa, encontraram-se Boavista e Santa Clara, duas equipas que se apresentaram com estados de espírito diferentes nesta 29ª jornada da Liga de Futebol. Os ‘Axadrezados’ vinham desejosos de apagar a recente goleada (4-0) sofrida no estádio do Dragão frente ao FC Porto, enquanto a equipa açoriana vinha motivada com a vitória (4-3) alcançada frente ao Benfica, em pleno estádio da Luz.

 

   Foi assim…

1’ - Primeiro momento de algum perigo no encontro entre a PANTERA e a filial açoriana dos Lampiões. Marco a sair muito mal da baliza e Sauer a tentar o remate, com Fábio Cardoso a intercetar bem.

12' - Cartão amarelo para Cassiano (Boavista). Marco Pereira (Santa Clara) fica lesionado. O guardião ficou muito mal tratado depois da entrada mais forte de Cassiano.

14’ - GOLO Boavista! Marca Lucas Tagliapietra, num lance de bola parada em que ficaram bem patentes duas coisas: a qualidade de Bueno e as dificuldades de Marco fora dos postes.

23’ - Santa Clara: João Afonso muito perto do empate em duas ocasiões. Primeiro, o defesa atirou à barra, antes de obrigar Helton Leite a uma fantástica defesa na sequência do lance.

27’ - Carraça a tentar de primeira, mas a falhar. Canto batido da esquerda e o lateral a alvejar a baliza de Marco sem deixar cair o esférico. Ficou a boa intenção.

30’ - O Boavista ataca menos, ainda que com mais perigo e sentido de baliza.

38' - Santa Clara a tentar surpreender o Boavista e a bater o livre de forma rápida, mas Carraça estava atento e resolveu.

45’ - Ótimo trabalho de Bueno pela linha lateral. Só faltou mesmo o cruzamento para dar sequência a um momento de inspiração do espanhol.

Intervalo - Vantagem justa do Boavista, pela objetividade e pelos últimos 15 minutos da primeira parte. O Santa Clara teve uma boa fase, mas apagou-se, entre muitas más decisões no último terço.

48' - Santa Clara começa pressionante... Canto batido da esquerda e Sagna a atirar por cima, na primeira finalização do segundo tempo.

57' - Algo desinteressante este início de segunda parte. O Santa Clara precisa de sangue fresco no último terço. João Henriques não perde tempo e chama três titulares para a partida. E que falta lhe fizeram estes elementos nesta primeira hora.

62' - Cartão amarelo para Osama Rashid (Santa Clara).

64' - Cartão amarelo para Paulinho (Boavista).

65’ - Só Bueno, com alguns pormenores, tem salvado esta segunda parte. O nível de jogo, neste momento, é fraco. As duas equipas mostraram muito mais nas últimas jornadas.

73' - Cartão amarelo para Yaw Ackah (Boavista).

86’ - Santa Clara: Carlos Júnior a cruzar, a bola a sofrer um desvio e Helton Leite a evitar um golo algo caricato, com um desvio para canto.

88’ - Cartão amarelo para Fábio Cardoso (Santa Clara).

89’ - Boavista: Heriberto Tavares perde uma boa oportunidade. Finalização muito má do jovem avançado, que tinha espaço para preparar o remate de uma outra forma.

90’+5’ – Final da partida.

 

   Outros resultados da jornada

Marítimo 2 – 0 Benfica

Paços de Ferreira 0 – 1 Porto



Publicado por Tovi às 07:55
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 28 de Junho de 2020
O pensamento de Agostinho da Silva

Agostinho da Silva.jpg
(Estação Aeroporto do Metropolitano de Lisboa)

A figura do grande filósofo, poeta e ensaísta Agostinho da Silva [George Agostinho Baptista da Silva - Porto, 13 de fevereiro de 1906 — Lisboa, 3 de abril de 1994] sempre me fascinou pelo seu pensamento afirmar a Liberdade como a mais importante qualidade do ser humano.

 

   Algumas das citações deste grande filósofo
- O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.
- O homem não nasce para trabalhar, nasce para criar, para ser o tal poeta à solta.
- O que interessa na vida não é prever os perigos das viagens; é tê-las feito.
- Quem fala de Amor não ama verdadeiramente: talvez deseje, talvez possua, talvez esteja realizando uma ótima obra literária, mas realmente não ama; só a conquista do vulgar é pelo vulgar apregoado aos quatro ventos; quando se ama, em silêncio se ama.
- Não me interessa ser original: interessa-me ser verdadeiro.
- Como tudo é possível, ousemos fazer rumo ao impossível.
- Entre as palavras e as ideias detesto esta: tolerância. É uma palavra das sociedades morais em face da imoralidade que utilizam. É uma ideia de desdém; parecendo celeste, é diabólica; é um revestimento de desprezo, com a agravante de muita gente que o enverga ficar com a convicção de que anda vestida de raios de sol.

 

Agostinho da Silva nasceu no Porto em 1906, tendo-se ainda nesse ano mudado para Barca d'Alva (Figueira de Castelo Rodrigo), onde viveu até aos seus 6 anos, regressando depois ao Porto, onde inicia os estudos na Escola Primária de São Nicolau em 1912, ingressando em 1914 na Escola Industrial Mouzinho da Silveira e completando os estudos secundários no Liceu Rodrigues de Freitas, de 1916 a 1924. Realizando um percurso académico notável e excecional, de 1924 a 1928 Agostinho da Silva faz Filologia Clássica, na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, tendo concluído a licenciatura com 20 valores. Em 1929, somente um ano depois de se licenciar, e quando contava apenas 23 anos, defende a sua dissertação de doutoramento a que dá o título O Sentido Histórico das Civilizações Clássicas, doutorando-se com louvor.



Publicado por Tovi às 07:28
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 27 de Junho de 2020
Plano de abertura presencial do ano letivo de 2020/2021

5d08e0c43f47e.jpg

No “Período Antes da Ordem do Dia” da sessão de quinta-feira passada da Assembleia Municipal do Porto foi apresentada pelo Grupo Municipal ‘Rui Moreira: Porto, o Nosso Partido’ a seguinte Proposta de Recomendação, que foi aprovada, por maioria, com 30 votos a favor (21 RM + 6 PSD + 3 CDU) e 16 abstenções (12 PS + 3 BE + 1 PAN).

O Sistema Educativo Português procura responder aos principais objetivos de desenvolvimento educativo, nomeadamente a promoção de uma escolarização orientada para o sucesso e desenvolvimento integral dos alunos, garantindo a concretização dos princípios fundamentais de igualdade de oportunidades e de equidade no acesso a um bem social tão decisivo como é a educação.

O atual quadro de pandemia provocada pelo SARS‐CoV‐2, obrigou o Governo a tomar medidas para conter a transmissão do vírus e, dessa forma, impedir a saturação dos serviços nacionais de saúde e permitir a melhor resposta possível aos cidadãos que a eles recorrem, entre as quais a suspensão das atividades letivas, não letivas e formativas presenciais, a partir de 16/03/2020, tendo sido estabelecida uma estratégia para manter os alunos em aprendizagem à distância.

Por melhores que sejam as medidas tomadas para o ensino à distância, de forma a garantir as atividades mínimas previstas para o ensino e a aprendizagem, sabemos que esta transferência deve ser o mais provisória possível, pois nada substitui o espaço físico da escola e a relação e interação pessoal e direta entre todos os atores educativos.

Há poucos dias, o ex-ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, alertou para as "gravíssimas desigualdades" que o encerramento das escolas está a provocar e defendeu a sua reabertura, "tão cedo quanto possível".

Contudo:

- Parece ser consensual na comunidade cientifica mundial que só voltaremos à normalidade social quando for descoberta uma vacina contra o COVID.19 o que não se prevê que aconteça em menos de um ano;

- Apesar de tudo isto, o Porto tem vindo a registar um enorme sucesso no combate à pandemia, graças às medidas que têm vindo a ser tomadas e à assinalável responsabilidade cívica da sua população, registando, de forma consecutiva há cerca de duas semanas, zero casos da doença;

- O Governo tem vindo a tomar medidas de desconfinamento e retoma da normalidade em todo o país, definindo normas e autorizando o funcionamento de salas de espetáculos, feiras e mercados, unidades hoteleiras e de restauração e centros comerciais, estimulando, até, o seu usufruto e a promoção de férias. Ou seja, o Governo empenhou-se na promoção de eventos de natureza económica, lúdica, cultural e desportiva, pese embora os riscos que algumas dessas atividades representam para a disseminação da doença, mas não traçou ainda qualquer plano para uma retoma presencial do ensino;

- A cerca de dois meses e meio do reinício natural do ano letivo, o sistema educativo continua, por isso, sem uma definição de calendário e sem normas para a retoma da atividade, o que torna impossível a sua atempada preparação e uma instabilidade indesejada em toda a comunidade escolar, nos alunos e na organização familiar;

- A título de exemplo, o Governo já anunciou que em setembro todos os alunos irão ter equipamentos técnicos e dispositivos para aceder à internet, para evitar algumas situações idênticas às que se verificarem no terceiro período no país em que não houve uma orientação clara de competências e de repartição de responsabilidades, mas ainda não tornou claro como o pretende fazer e de que forma pretende ou não envolver entidades parceiras, nomeadamente os Agrupamentos de Escolas e as Autarquias.

Considerando que se torna necessário saber, nomeadamente:

Se o desejável regresso presencial às aulas no novo ano letivo vai exigir a organização de horários ajustados para o trabalho presencial e não presencial e assim preparar a forma como vai decorrer o ensino presencial e o ensino à distância;

Que tipo de condições de higiene devem ser asseguradas e de que forma vão ser garantidas, dado que o rácio na generalidade das escolas é insuficiente;

Que tipo de EPIS são aconselháveis e quem os devem fornecer;

Que tipo de serviços educativos e de atividades de apoio à família podem e devem ser garantidos;

De que forma devem ser servidas as refeições nas escolas e que espaços devem ser utilizados.

A Assembleia Municipal do Porto reunida em 25 de junho de 2020 delibera:

1. Expressar ao Governo as suas preocupações com a inexistência de um plano de abertura presencial do ano letivo de 2020/2021 e recomendar aos Ministérios da Educação e da Saúde que definam e emanem, com urgência, orientações relativamente à forma como deve reabrir o novo ano letivo em situação de pandemia e de que forma deve ser organizado, tornando tal desígnio numa prioridade nacional, face à enorme importância que o ensino presencial representa para o desenvolvimento educativo e social da atual geração de alunos e para organização familiar e para a retoma económica;

2. Exortar o Governo a definir e informar a Câmara Municipal do Porto de que forma vai cumprir as suas obrigações legais ao nível da ação social escolar e de que forma vai assegurar, nomeadamente aos alunos dos 2º e 3º ciclos do ensino básico e do ensino secundário e profissional os equipamentos e meios de acesso à internet, tal como o Município Porto está disponível para assegurar às crianças da educação pré-escolar e aos alunos do 1º. Ciclo do Ensino Básico.

Grupo Municipal Rui Moreira: Porto, o Nosso Partido



Publicado por Tovi às 07:11
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 26 de Junho de 2020
Prestação de contas do ano 2019

AMP 25jun2020 01.jpg
(Assembleia Municipal do Porto, ontem à noite, no Rivoli - Foto de Vicente Ferreira da Silva)

Só com as boas contas dos últimos anos é que o Município do Porto vai poder encarar a crise económica que se aproxima com outra capacidade, segurança e, sobretudo, esperança no futuro.

Este ponto 1 da OT da Assembleia Municipal do Porto – Deliberação sobre a Prestação de Contas do ano económico de 2019 - foi aprovado com os votos contra do BE e a abstenção do PS, CDU, PSD e PAN e com os votos a favor dos deputados do movimento "Rui Moreira: Porto, o Nosso Partido".

Rui Sá / CDU - O município vai ter uma "quebra na receita relativamente ao Imposto Municipal de Transações (IMT), derrama e taxa municipal turística".

Rui Moreira / CMP - "Nós não vamos aumentar os impostos. Não é nesta altura que vamos aumentar os impostos, e sabem por que é que não vamos aumentar? Porque não os baixamos".

Rui Lage / PS - Apesar de "reconhecer o rigor das contas apresentadas", afirmou não "acompanhar o executivo na obsessão do défice zero e do investimento". "Acreditamos que é possível investir mais e achamos que é possível executar mais investimento".

Pedro Lourenço / BE – O saldo de gerência de 97,7 milhões de euros traduz "uma opção política e incapacidade de realizar despesas do orçamento" e não "uma estratégia de poupança".

Francisco Carrapatoso / PSD – O relatório continua a assentar "em contas desequilibradas no que se refere ao saldo de receitas e de despesas" e reflete que "os portuenses pagaram impostos que não são necessários para assegurar que as contas estão equilibradas".

André Noronha / Mov. 'Rui Moreira: Porto, o Nosso Partido' – Investimento de 68,4 milhões de euros, mais 8,8 milhões do que em 2018, principalmente por um aumento de investimento nas empresas municipais Domus Social e GO Porto.



Publicado por Tovi às 09:46
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 25 de Junho de 2020
Assim vai o COVID-19 por cá

COVID-19 Norte 225jun2020.jpg

COVID-19 Caracterização clínica 25jun.jpg



Publicado por Tovi às 14:11
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 24 de Junho de 2020
FC Porto 4 - 0 Boavista

classificação 28 jornada.jpg
Ontem, na primeira parte do dérbi da Cidade Invicta, o Boavista apostou as fichas num bloco baixo e de olho em possíveis contra-ataques e bolas paradas, conseguindo assim combater um ligeiro ascendente do FC Porto. E na etapa complementar, aos 52 minutos de jogo, Corona recebeu no corredor central e serviu Marega, que destacado na direita, atirou cruzado e bateu Helton Leite. Novo golo dos Dragões aos 58 minutos, de penalti por derrube na área de Marega por Dulanto, marcado por Alex Telles. E passados 10 minutos Soares Dias assinala novamente um penálti a favor do FC Porto por mão na bola de Dulanto, golo marcado por Sérgio Oliveira. E faltando cerca de um quarto de hora para o fim do jogo fui à cozinha comer um Caldinho Verde quentinho e não quis mais saber deste dérbi. E até parece que ainda sofremos mais um golo.

 Benfica 3 - 4 Santa Clara
E já agora… a equipa do Benfica não vale o estouro de um foguete.



Publicado por Tovi às 07:59
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 23 de Junho de 2020
São João do Porto

Fui ontem à WikiPédia, para um trabalhito que estou a elaborar… e o que lá está escrito sobre o São João do Porto até não é desprezível.


1024px-Festa_de_Sao_Joao_(Porto).jpg
(A Praça da Ribeira, na noite de São João - Hugo Cadavez 2008jun23)

O São João do Porto é uma festa popular que tem lugar de 23 para 24 de Junho na cidade do Porto, em Portugal. Oficialmente, trata-se de uma festividade católica em que se celebra o nascimento de São João Batista, que se centra na missa e procissão de São João no dia 24 de Junho, mas a festa do São João do Porto tem origem no solstício de Verão e inicialmente tratava-se de uma festa pagã. As pessoas festejavam a fertilidade, associada à alegria das colheitas e da abundância. Mais tarde, à semelhança do que sucedeu com o Entrudo, a Igreja cristianizou essa festa pagã e atribui-lhe o S. João como Padroeiro.
Trata-se de uma festa cheia de tradições, das quais se destacam os alhos-porros, usados para bater nas cabeças das pessoas que passam, os ramos de cidreira (e de limonete), usados pelas mulheres para pôr na cara dos homens que passam, e o lançamento de balões de ar quente. Tradicionalmente, o alho-porro era um símbolo fálico da fertilidade masculina e a erva cidreira dos pelos púbicos femininos. A partir dos anos 70, foram introduzidos os martelos de plástico que desempenham o mesmo papel do alho-porro, tendo, curiosamente, também um aspeto fálico. Nos anos 70, nas Fontainhas, vendia-se ainda, na noite de S. João, pão com a forma de um falo com dois testículos, atestando muito claramente as conotações da festa com as antigas festas da fertilidade. Existem, ainda, os tradicionais saltos sobre as fogueiras espalhadas pela cidade, normalmente nos bairros mais tradicionais; os vasos de manjericos com versos populares são uma presença constante nesta grande festa e o tradicional fogo de artifício à meia-noite, junto ao Rio Douro e à ponte Luís I. O fogo de artifício chega a durar mais de 15 minutos e decorre no meio do rio em barcos especialmente preparados, sendo acompanhado por música num espetáculo multimédia.
Além de tudo isto, existem vários arraiais populares por toda a cidade do Porto especialmente nos bairros das Fontainhas, Miragaia, Massarelos, entre outros. Nos arraiais, normalmente, existem concertos com diversos cantores populares acompanhados, quase sempre, por comida, em especial, o cabrito assado e mais recentemente grelhados de carnes e também sardinhas. A festa dura até às quatro ou cinco horas da madrugada, quando a maior parte das pessoas regressa a casa. Os mais resistentes, normalmente os mais jovens, percorrem toda a marginal desde a Ribeira até à Foz do Douro onde terminam a noite na praia, aguardando pelo nascer do sol.
Não se conhece com rigor quando teve início a festa do São João do Porto. Sabe-se, pelos registos do Séc XIV, já que Fernão Lopes, por essa altura se terá deslocado ao Porto para preparar uma visita do Rei, tendo chegado na véspera do S. João, deixou escrito na Crónica que era um dia em que se fazia no Porto uma grande festa, descrevendo-a e como era vivida pelas gentes do Porto.
É no entanto possível que essa festa fosse mais antiga, pois existia uma cantiga da época que dizia até os moiros da moirama festejam o S. João.
Era também no dia de S. João que a Câmara Municipal do Porto se reunia em Assembleia Magna, que corresponderia à atual Assembleia Municipal, reunião essa realizada no Claustro do Mosteiro de S. Domingos, pelo seu grande espaço, onde se procedia à eleição dos Vereadores e onde se tomavam as decisões mais importantes para a cidade.

 

   11h50 da Noite de São João

Nós sabíamos que este ano era necessário um SÃO JOÃO especial… e assim foi. E perto da meia-noite a Praça Almeida Garrett estava assim.
(Foto de “Autocarros do Porto”)
Porto São João.jpg

 

   Expresso online

Anotação 2020-06-24 152957.jpg
“Parece um enterro”, mas não foi… foi sim uma afirmação coletiva e consciente de quem acredita no futuro, como os portuenses acreditam, e por isso são capazes de sacrificar o presente.



Publicado por Tovi às 07:20
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 22 de Junho de 2020
Nuno Markl em guerra com Rui Moreira

nuno markl.jpg

Diz Nuno Markl, atacando o autarca do Porto depois da proibição do espetáculo de Bruno Nogueira, que por cá “se faz uso demagógico da velha ideia de que a cultura e os artistas são forrobodó supérfluo”. Tá-se mesmo a ver que não faz a mínima ideia do que se tem feito pela Cultura na Cidade Invicta... ou então é parvo.

 

   Nuno Markl no Instagram

E assim, no século XXI, se faz uso demagógico da velha ideia de que a cultura e os artistas são forrobodó supérfluo, acirrando a opinião pública contra eles. De notar que tudo isto podia ser feito de outra maneira: começando por não tomar a equipa do [espetáculo] 'Deixem o Pimba em Paz' como um bando de agressores (eles não estão a fazer nada de ilegal, têm salvaguardadas todas as normas de segurança e estão a contribuir para reativar um setor onde há muita gente a passar mal há muito tempo) e abordando um eventual adiamento de uma maneira civilizada.



Publicado por Tovi às 07:43
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 21 de Junho de 2020
Offshore... essa coisa esquisita

offshore.jpeg

Por cá as offshore são perfeitamente toleradas, ao que eu entendo… mas porquê?... alguém me sabe dizer? Desde já agradecido pelos vossos doutos esclarecimentos.

 

   Comentários no Facebook

Nuno Matos Pereira - É fácil! O comum mortal não sabe o que é uma offshore, e quado sabe, fica sem o graveto! Já outros até agilizam leis para o dinheiro regressar a Portugal... Lavadinho!

Jose Bandeira - O que são as offshores senão máquinas de lavar dinheiro?

Joaquim Figueiredo - Vou abrir as hostilidades. Declaração de princípio, sou anti off shores. A criação de off shores aconteceu porque seria uma forma de captar investimento estrangeiro com alguns benefícios e o cumprimento de algumas regras, entre as quais a criação de emprego. É-lhes atribuído um estatuto fiscal favorável e o dinheiro que circula deve ser limpo. Todos os benefícios foram cumpridos, as regras não. E o dinheiro que circula não é todo limpo. Porque há os expert a saber contornar a lei e bancos a ajudar...

Da Silva Carvalho José - ÁTão Felizménia, tá-se mesmo a bêre, 🤔  É quando o choro pára, eles é dizem off 🤣

David Ribeiro - Segundo dizem Portugal é o terceiro país da União Europeia com mais riqueza em paraísos fiscais, estimando-se este desvio em cerca de 50 mil milhões de euros entre 2001 e 2016. E, ao que parece, poucos portugueses se insurgem com isto… mas eu ainda me recordo de não há muito tempo e a propósito de um mediático processo urbanístico, Rui Moreira ter lembrado aos portuenses que tem “vida, história e negócios” na sua cidade, “bem conhecidos e não dissimulados em offshores”. E quantos empresários e/ou políticos do Norte poderão afirmar o mesmo?

Mario Ferreira Dos Reis - Gostaria de saber o que o IL diz sobre os Off Shore, é que, ou eu não estava atento ou ainda não disseram nada!

David Ribeiro – Não sei o que o IL diz sobre a matéria, Mário Ferreira Dos Santos, mas recentemente o nosso Parlamento aprovou, na generalidade, uma proposta de lei do Governo que transpõe uma diretiva europeia sobre prevenção da utilização do sistema financeiro para branqueamento de capitais ou de financiamento do terrorismo. Esta mesma lei faz igualmente a transposição da diretiva relativa ao combate ao branqueamento de capitais através do direito penal. E este diploma foi aprovado pelo PS, PSD, CDS, BE, PAN e pela deputada não-inscrita Joacine Katar Moreira e teve a abstenção do PCP, PEV e Iniciativa Liberal.

David Ribeiro – E recentemente…
Offshore ajudas Covi-19.jpg

Celestino Neves - Sobre o silêncio dos nossos políticos-administradores de insolvência do País relativamente às 'offshore' ocorre-me apenas uma explicação simples: "quem não 'shora' não mama e eles têm de continuar a mamar... Mas que já vai sendo tempo de darem um pouco de descanso ao úbere da vaca e passarem à 'teta' do boi, lá isso vai!

Jorge Veiga - Não tenho dinheiro suficiente para saber o que é um Off Choras. Por isso remeto a resposta para Lisboa (é mais fácil encontrar quem saiba por % de mil habitantes).

Jose Luis Soares Moreira - Salvemos Portugal dos lobos



Publicado por Tovi às 09:14
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Julho 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Posts recentes

COVID-19 – Relatório de S...

Benfica 3 - 1 Boavista

O que se passa na minha J...

TAP e EFACEC... grandes m...

Um investidor para o Boav...

Férias em Arcos de Valdev...

Boavista 1 – 0 Santa Clar...

O pensamento de Agostinho...

Plano de abertura presenc...

Prestação de contas do an...

Assim vai o COVID-19 por ...

FC Porto 4 - 0 Boavista

São João do Porto

Nuno Markl em guerra com ...

Offshore... essa coisa es...

Mural de Vhils no Hospita...

Um São João muito especia...

Boavista 3 - 1 Vitória de...

O incêndio de Pedrógão fo...

Põe já a máscara!...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus