"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."
Sábado, 14 de Dezembro de 2019
Qual Brexit, qual Corbyn, isto é que é tema

Captura de Ecrã (363).png

Roubado à minha querida Amiga Paula Ribeiro de Faria... sim, "roubado" porque não lhe pedi autorização para publicar.



Publicado por Tovi às 09:20
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 13 de Dezembro de 2019
O dia seguinte às Eleições Gerais no Reino Unido

I160623c.jpg

  Resultado final das Eleições Gerais no RU
Captura de Ecrã (362).png

  Comentários no Facebook

Rui Moreira - Amanhã, os jornais portugueses vão dizer que os britânicos perderam. Ninguém dirá que o Labour se travestiu de BE, não soube dizer se queria brexit ou remain. Entretanto, a independência da Escócia parece inevitável. A Inglaterra será uma colónia da sua ex-colónia americana.

Pedro Braga de Carvalho - A maioria absoluta dos Conservadores de Boris Johnson vai finalmente conduzir à consumação do maior erro na política externa britânica no pós-guerra. E veremos, com o tempo, quais os estragos que esta consumação poderá trazer à unidade do reino. Do you still rule, Britannia?

Raul Almeida - A vitória de Boris Johnson traduz diferentes realidades. Primeiro, os britânicos querem inequivocamente o Brexit, as percepções contrárias, como a minha, estavam erradas. Segundo, foi uma derrota absoluta da esquerda que Corbyn protagoniza, um misto de populismo errância e cobardia. Terceiro, a Europa e o Reino Unido começam agora uma reconfiguração profunda, que exige o melhor de todos. Quarto, Boris Johnson, de quem não gosto nem um bocadinho, tem total legitimidade política para pôr o seu plano em marcha, I hope there is one.



Publicado por Tovi às 09:01
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 12 de Dezembro de 2019
Eleições Gerais no Reino Unido

_110031504_p07x3gw4.jpg

Particularidades das eleições gerais de hoje no Reino Unido:
- Quarenta e seis milhões de eleitores para escolher o novo Parlamento Britânico e, por consequência, o primeiro-ministro que governará o país.
- Nestas eleições gerais, o primeiro-ministro não é eleito diretamente pelo povo. Os eleitores escolhem um representante para o seu distrito eleitoral — são 650 no total, com um máximo de 80 mil eleitores em cada – que será o seu representante no parlamento.
- O primeiro-ministro é escolhido pelos parlamentares do partido vencedor (aquele que reuniu o maior número de cadeiras) e nomeado pela rainha num ato protocolar.

 

  11h30 de 12dez2019

 Malta do PAN… ponham os olhinhos nisto
Captura de Ecrã (360).jpg

   22h00 de 12dez2019

Primeiras projeções 
78834385_10157972228994522_3275441273674137600_n.j



Publicado por Tovi às 11:25
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 11 de Dezembro de 2019
Pois… já era de esperar

image.jpg

António Costa assegurou ontem que não dará qualquer passo no sentido da regionalização nesta legislatura, mas disse ter "muita esperança" de presidir ao Governo numa próxima legislatura para o fazer. Para isso, disse, terá de ser feito um novo - e duplo - referendo, já que a Constituição da República a isso obriga.

 

   Comentários no Facebook

David Ribeiro - Cada vez me convenço mais que só teremos autonomia regional quando os Nortenhos vierem para a rua exigir o fim do centralismo opressor do Terreiro do Paço. Até lá somos capazes de “receber umas prendas” - a descentralização - mas que em nada contribuirá para uma efetiva e mais do que necessária aproximação dos eleitores aos eleitos.



Publicado por Tovi às 09:02
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 10 de Dezembro de 2019
Reconversão do antigo Matadouro… será desta?

KKAA+OODA_Porto_Bird%20View%20Day%20_copyright@Lux

O Presidente da República promulgou recentemente "um decreto em que esclarece, até relativamente aos assuntos que estão em Tribunal de Contas, que a Lei das Parcerias Público-Privadas (PPP) não se aplica às autarquias". Aquele tribunal chumbou o projeto de reconversão do antigo Matadouro, argumentando que o modelo se baseava numa PPP. Com este Decreto-Lei, assinado por Marcelo Rebelo de Sousa, o presidente da Câmara do Porto crê que "o assunto está ultrapassado". O Município do Porto está há dez meses à espera que o Tribunal de Contas (TdC) avalie o recurso que teve apenas dez dias para apresentar. Mas agora, com a promulgação do Presidente da República, o caso muda de figura. Uma vez que o TdC sustentava que o modelo apresentado pela Câmara do Porto se enquadrava no regime jurídico das PPP, essa questão fica liminarmente resolvida. O Tribunal de Contas tem de se conformar com esse Decreto de Lei. Quando o Município ficou a saber da recusa do visto do Tribunal de Contas, no último dia em que vencia o prazo para este órgão comunicar a sua decisão (após seis meses o contrato ter dado entrada para apreciação), o presidente da Câmara do Porto assinalou o "invulgar consenso" político e da cidade em torno de um projeto que precedeu um concurso público internacional, com um júri presidido por Elísio Summavielle, que foi Secretário de Estado da Cultura e Diretor-Geral da Cultura. A empresa Mota Engil - uma empresa portuguesa, do Porto, com assinalável currículo - foi a vencedora desse concurso público internacional - e pretende investir cerca de 40 milhões de euros, com um projeto do arquiteto japonês Kengo Kuma, que trabalhou num conceito com um gabinete de arquitetos português com origens na extraordinária escola de arquitetura do Porto.



Publicado por Tovi às 14:34
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 9 de Dezembro de 2019
Uma intelectual da treta

I n a c r e d i t á v e l ! . . .

Vejam o que esta “querida” diz das gentes de Trás-os-Montes.
79694561_10157964454179448_1527753501076094976_n.j



Publicado por Tovi às 09:55
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 8 de Dezembro de 2019
Entrave do P.R. à Regionalização

agora.jpg
Marcelo Rebelo de Sousa nunca quis a Regionalização… e, teimoso como é, não era agora que ia aceitar o que está na Constituição da República Portuguesa, desde 1976.

 

  Comentários no Facebook

Pedro Baptista - Só haverá regionalização, ou seja autonomia regional, com o povo do Norte, e em particular o do Porto, na rua, exigindo-a contra o centralismo... como aconteceu nos Açores e na Madeira... Caso contrário, só uma falsa regionalização que, aliás, nem isso, com os cinco partidos vendidos aos assentos em Lisboa de que vivem...

José Bandeira - Não acredito na regionalização construída por centralistas. Acredito firmemente numa regionalização ligada às populações, pois são elas que constroem o país e por isso sentem as dificuldades e conhecem as potencialidades. Mas a regionalização tem que ser feita por quem tem consciência das virtudes, potencialidades e carências da sua região num contexto global. Não é por acaso que temos o mundo a procurar-nos. É a nossa GENTE que os atrai. A nossa identidade é a nossa riqueza; não podemos pretender que ela seja preservada por uma legislação que buscará ANIQUILÁ-LA se não formos determinantes na sua construção. A regionalização é sinónimo de Liberdade, por isso nunca nos será concedida: teremos que conquistá-la.



Publicado por Tovi às 09:49
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 7 de Dezembro de 2019
Obrigado, José Pinto Pais

79682664_10216022536744105_746317689428901888_n.jp

Um bom amigo, grande boavisteiro e também apaixonado por cães, é frequentador assíduo de leilões, tendo encontrado recentemente uma peça que fez a gentileza de me oferecer. É um lindo tinteiro em loiça, evocativo da XIV Exposição Canina Internacional de Coimbra, em 2 de julho de 2000, e no qual se homenageia um nome carismático da Canicultura Nacional – António Constant.



Publicado por Tovi às 13:26
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 6 de Dezembro de 2019
Boavista 1 - 4 Benfica

doc-20191206-27625411-jc_79_770x433_acf_cropped.jp

Os rapazes de Bruno Lage jogaram bem e até fizeram os seus adeptos esquecerem os encontros com o Vizela e com o Covilhã. E os Panteras, uma equipa que é sempre bem organizada e forte nas bolas paradas, no encontro de hoje com o líder do campeonato parece ter aceitado que era inferior ao seu adversário, mostrando falta de ambição e cometendo erros primários. Assim não gosto de ver o meu Boavista.



Publicado por Tovi às 23:45
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 5 de Dezembro de 2019
Leitura para os próximos dias

79385627_10216000480992725_877949696792854528_n.jp

Título: Descentralização administrativa: o caso do Município do Porto e das competências nas áreas da educação e da mobilidade e transportes
Editor: Faculdade de Economia da Universidade do Porto
Equipa Técnica: Isabel Mota, José da Silva Costa, Maria Manuel Pinho, Pedro Mazeda Gil
Apoio Técnico: Leonor Almeida, José Verónico
Fotografias: Associação Cívica Porto, o nosso Movimento
Tiragem: 500 exemplares
ISBN: 978-989-54471-0-7
Data de Publicação: Junho2019 



Publicado por Tovi às 07:46
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 4 de Dezembro de 2019
O que é necessário é a Regionalização

78296779_2332292860210563_5381752574900699136_o.jp
Este estudo foi ontem apresentado no Rivoli, na “Conversa à Porto – Descentralização / Regionalização” um debate com Rui Moreira e Fernando Medina organizado pela "Associação Cívica Porto, o Nosso Movimento”.

 

   Sobre a "Conversa à Porto"

3dez2019 - Conversa à Porto Descentralização e
Gostei muito... não estando inteiramente de acordo com o Medina (mais na forma do que na substância) penso que podemos ter um aliado nesta matéria.

No debate no Rivoli, numa sala a rebentar pelas costuras e muito aplaudido no final, marcaram presença Jorge Nuno Pinto da Costa, Valente de Oliveira, Pedro Marques Lopes, a vereação da autarquia, deputados municipais e docentes da academia portuense.

Fernando Medina e Rui Moreira avisaram esta terça-feira que o obstáculo à regionalização chama-se Marcelo Rebelo de Sousa, com o autarca de Lisboa a referir que esta reforma só deverá conseguir avançar após as presidenciais de 2021, apostado numa mudança de chefe de Estado, e o autarca do Porto a sublinhar que provavelmente será reeleito e a defender que, "se o país quiser", as regiões devem avançar mesmo contra a vontade do presidente.



Publicado por Tovi às 07:57
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 3 de Dezembro de 2019
PS, PSD e CDS em queda… os outros sobem

Captura de Ecrã (352).png
Neste gráfico a evolução das intenções de voto das quatro primeiras sondagens conhecidas pós-Legislativas de outubro de 2019.

Intercampus (p/ Correio da Manhã) a 4nov e 3dez.
Aximage (p/ Jornal Económico) a 22nov.
Eurosondagem (p/ Porto Canal) a 26nov.



Publicado por Tovi às 13:34
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 2 de Dezembro de 2019
A mais recente Kalashnikov

Captura de Ecrã (350).png

Quando estive a trabalhar em Luanda (1985-86) era este o modelo utilizado pelas forças policias angolanas.
Captura de Ecrã (353).png



Publicado por Tovi às 15:20
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 1 de Dezembro de 2019
Santa Clara 1 - 2 Boavista

M6WEK7ZE.jpg

A Pantera foi aos Açores na sexta-feira e venceu o Santa Clara por duas bolas a uma, um resultado que nos coloca provisoriamente no 5º lugar da tabela classificativa da Liga NOS.

Força Boavista!



Publicado por Tovi às 07:43
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 30 de Novembro de 2019
Terrorismo na London Bridge

ximagem-atentado-ponte-de-londres.jpg.pagespeed.ic
(Na imagem a polícia abate o presumível terrorista)

No dia de ontem a cidade de Londres foi novamente palco de um grave incidente, desde logo conotado com o terrorismo e que se saldou em três mortes, uma das quais do alegado terrorista. No ataque desta sexta-feira na London Bridge, um homem ainda não identificado e que usava um colete de explosivos falso, esfaqueou pelo menos dez pessoas, acabando por ser morto a tiro pela policia. (escrito às primeiras horas de sábado, 30nov2019)

 

   The Guardian

A Scotland Yard está a investigar como Usman Khan, de 28 anos, foi capaz de na sexta-feira lançar o ataque na London Bridge, apesar de ser conhecido das autoridades e ser portador de uma pulseira eletrónica para monitorização dos seus movimentos. Foi libertado um ano atrás, depois de cumprir pena pela participação numa conspiração para fazer explodir a Bolsa de Londres.

   Rui Moreira, na sua págna do Facebook

 Mais uma vez, a tentativa de apaziguar terroristas, acaba em tragédia. De facto, o salafita que ontem atacou na Tower Bridge era um terrorista condenado, em liberdade condicional com pulseira electrónica. O que demonstra que houve mais um erro de avaliação, neste caso pela justiça britânica. Não pode haver tolerância para com esta gente. Este, pelo menos, não voltará a causar vítimas.



Publicado por Tovi às 00:32
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Dezembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Posts recentes

Qual Brexit, qual Corbyn,...

O dia seguinte às Eleiçõe...

Eleições Gerais no Reino ...

Pois… já era de esperar

Reconversão do antigo Mat...

Uma intelectual da treta

Entrave do P.R. à Regiona...

Obrigado, José Pinto Pais

Boavista 1 - 4 Benfica

Leitura para os próximos ...

O que é necessário é a Re...

PS, PSD e CDS em queda… o...

A mais recente Kalashniko...

Santa Clara 1 - 2 Boavist...

Terrorismo na London Brid...

Greve de pessoal não doce...

Hooligans no Porto

Portugal, Norte e Área Me...

Cidadãos em situação de s...

A reposição das liberdade...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus