"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."
Sábado, 31 de Janeiro de 2009
Quinta dos Currais

Continuando a falar de vinhos DOC Beira Interior…

O almoço de hoje foi Entrecosto de Porco Grelhado e acompanhou-o um Quinta dos Currais Reserva Tinto 2001, um vinho feito por José Diogo Tomás, do Fundão, com uvas das castas Touriga Nacional, Castelão, Tinta Roriz e Jaen.

Esta garrafa apresentava-se pronta a beber, não me parecendo que podesse melhorar com a idade, pois o seu final de boca era já curto.

É, no entanto, um vinho agradável, mas pouco expressivo para o meu gosto.

 

«XôZé» / ViriatoWeb ► "...pois o seu final de boca era já curto" - O senhor professor doutor importa-se de trocar isto por miúdos? É que como sabes eu sou um crâneo mas existem pequenas coisas que me escapam. Tal como o ViVi que não pode estar em toda a parte com a língua.

«Scalabis» / ViriatoWeb ► Engraçado que por aqui também se utiliza a expressão "fazer boca" quase de certeza que não terá a mesma intenção, mas "fazer boca" por aqui significa arranjar algo para abrir o apetite. Um exemplo: Antes de almoçar ou jantar, se comermos um pedaço de pão com azeitonas é "fazer boca". Quanto ao vinho, vou aprender outra "boca".

 

Não disse "fazer boca" mas sim "final de boca" que é a sensação que o vinho deixa na boca depois de ser bebido e que pode ser mais longa ou mais curta, consoante esse gosto permanece durante mais ou menos tempo na nossa memória gostativa.

 

«XôZé» / ViriatoWeb ► Agradecido pelo desenho. Engraçado, comigo o sabor do vinho fica sempre gravado na memória. O pior é no dia seguinte, a lingua parece uma cortiça.

 

Porque bebes demais... ou bebes vinhos fracos.
Curiosamente os vinhos com grande final de boca normalmente não se bebem em demasia, pois o seu sabor mantem-se na boca durante mais tempo. Os com curto final de boca é que dá para se beber muito, pois mal se acaba de beber um pouco já apetece beber mais, pois o seu sabor já desapareceu.

 

«XôZé» / ViriatoWeb ► "Porque bebes demais..." - Não páh! Só bebo vinho ao jantar e só se este fôr de puxar carroça. Depois não quero que o vinho azede e por isso a botelha marcha toda.


Tags: ,

Publicado por Tovi às 15:01
Link do post | Adicionar aos favoritos

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Dezembro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


Posts recentes

Como SARS-CoV-2 pode ati...

Vicente Ferreira da Silva...

Morreu Eduardo Lourenço

Barómetro de novembro da ...

Boavista 0 - 0 Belenenses

Ministra assumiu estar ca...

Que Regionalização querem...

Orçamento da cidade do Po...

Faz hoje 45 anos...

Boas contas...

Mais algumas da série "re...

Vizela 0 – 1 Boavista

Estado de emergência mant...

Perfeitamente de acordo c...

Reações estranhas ao SARS...

Legionella em Matosinhos,...

Separemos as águas entre ...

Os LOBOS BONS de Montesin...

O "milagre" da Suécia no ...

C u i d e m - s e ! . . ....

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus