"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."
Sábado, 21 de Fevereiro de 2009
Aguardentes de figo e de alfarroba no século XVIII

Vou agora falar-vos das técnicas de produção de aguardentes de figo e de alfarroba no século XVIII.

Consultando os estudos realizados em finais do século XVIII por Lacerda Lobo (transmontano natural de Murça) poderemos dizer que a aguardente de figo era feita da seguinte forma: Lançavam-se os frutos num balseiro e sobre eles água a ferver até ficarem cobertos, ficando de infusão dois ou três dias; Depois tiram-se e retalham-se, fazendo seguidamente nova infusão durante 24 ou 36 horas; São depois novamente retirados e espremidos, sendo o líquido resultante da pressão e das duas infusões envasilhado numa pipa; Por volta do quarto ou quinto dia de fermentação vinhosa começam a destilação do líquido. Mas havia também quem pisasse os figos com os pés e praticasse uma única infusão durante oito dias, sendo posteriormente o líquido destilado.

Para o fabrico de aguardente de alfarroba o processo era o seguinte: Pisavam muito bem os cotilédones das alfarrobas; Depois era lançada toda a massa deles numa tina de madeira e juntamente a quantidade de água quente necessária para ficar toda coberta; Seguia-se uma fermentação vinhosa e logo que esta acabava fazia-se a destilação do líquido.

 

«Rafael de Zafra» / AzulJasmim.info ► En España, y en concreto en el sur se hacia un aguardiente de algarrobas, que se usó mucho en la post guerra civil y era similar a este. Popularmente se le llamaba aguardiente de pobre o aguardiente rubio.

«Tovi» / AzulJasmim.info ► A alfarroba (do hebraico antigo al charuv)  é o fruto da alfarrobeira (Ceratonia siliqua).

 

«Carvalho» / Nova Crítica-vinho ► Caro Tovi, Vamos experimentar fazer aguardente de figo e depois mandamos o resultado, esperamos que seja bom, pelo menos para aquecer o corpo. Abraços

«Tovi» / NovaCrítica-vinho ► É pá!... Isso é que vai ser um desafio interessante. Considero-me desde já convidado para a primeira prova dessa aguardente de figo... Eu tenho mais uns dados sobre o fabrico de aguardente de figo. Se necessitar, é só pedir.



Publicado por Tovi às 09:18
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

5 comentários:
De Visitante a 25 de Fevereiro de 2009 às 21:06
Tenho um amigo interessado em fazer aguardente de figo. Procurando como a fazer encontrei a sua oferta
"Eu tenho mais uns dados sobre o fabrico de aguardente de figo... Se necessitarem, é só pedir."
Poder-me-ia enviar esses dados?
Os meus agradecimentos
_________________


De Tovi a 25 de Fevereiro de 2009 às 22:07
Caríssimo,
Não tenho o seu contacto, mas brevemente poderá encontrar neste meu blog mais algumas informações sobre o fabrico de aguardente de figo, informações essas que recolhi no livro "Aguardentes de frutos e licores do Algarve".


De Visitante a 26 de Fevereiro de 2009 às 00:37
Boa noite Tovi,

As minhas desculpas por não ter deixado o contacto mas como o indiquei no formulário do comentário pensei que ficasse visível.
Fico a aguardar que as informações sejam publicadas pois gostei do sei blog e passarei a visita-lo.

Cumprimentos e parabéns pelo blog
cbpf@sapo.pt


De Gonçalo Filipe a 18 de Novembro de 2014 às 18:17
Boa tarde!
Vim aqui parar porque quero iniciar-me este ano nas aventuras da destilação de frutos...
Para já ainda só apanhei e tenho a fermentar medronhos! A seguir queria experimentar dióspiro, maçã, pêra, figo...
As minhas principais dúvidas prendem-se com:
- Haverá vantagem em triturar (com uma varinha mágica) a fruta?
- Tempos de fermentação?
- Influência da temperatura exterior (baixíssima nesta altura na minha terra) na fermentação;
- Quanto aos figos e aos medronhos... apanham-se bem maduros? Quanta água se lhes acrescenta? Trituram-se? A fermentação deve ocorrer sem oxigénio (válvula de fermentação/airlock) ou apenas tapada para evitar sujidades e mosquitos mas com circulação de ar?
Poderiam partilhar algo... Poupavam-me um ou mais anos de experiências (provavelmente) falhadas...
Muito agradecido


De Tovi a 18 de Novembro de 2014 às 21:44
Caríssimo Gonçalo Filipe,
Não sou de todo a pessoa indicada para lhe responder às suas questões. Eu sou unicamente um apreciador de aguardentes de frutos e tudo o que aqui escrevi foi retirado de várias publicações que tenho consultado.
Grande abraço,
David Ribeiro (Tovi)


Comentar post

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Janeiro 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9



28
29
30

31


Posts recentes

Dia Internacional da Lemb...

Boavista 0 - 2 Sporting

Novas estirpes do SARS-Co...

Eleições Presidenciais Po...

Sondagens para as Preside...

Porto Sentido - Habitação...

Situação muito crítica no...

Tomada de posse de Joe Bi...

Falou-se de Regionalizaçã...

Conselho de Ministros ext...

Presidenciais - Voto ante...

Tondela 3 – 1 Boavista

Péssimo serviço dos CTT

Novo Confinamento Geral

Presidenciais em Portugal...

É absolutamente impensáve...

Grupo de Trabalho para o ...

Situação clínica em Portu...

Boavista 1 – 1 Santa Clar...

Primeiras sondagens do an...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus