"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."
Segunda-feira, 22 de Julho de 2019
Na “Conquista do Espaço” também houve mártires

th8YUSGXE8.jpg

Em 24 de outubro de 1960 uma explosão na plataforma de lançamento matou dezenas de cientistas e técnicos da URSS.

No dia 23 de março de 1961 (poucos dias antes do voo pioneiro de Gagarin ao espaço) irrompeu um incêndio no interior de uma cápsula Vostok. O cosmonauta que realizava treino a bordo da nave, Valentin Bondarenko, não teve tempo de escapar e sofre queimaduras graves, vindo a falecer num hospital poucas horas depois. Este acontecimento só viria a ser admitido oficialmente pela URSS em 1985.

Em 1966 a nave Gemini VIII ficou desgovernada no espaço, mas os astronautas conseguiram consertar a nave e regressar a Terra.

Em Janeiro de 1967 os astronautas Virgil "Gus" Ivan Grissom, Edward Higgins White II e Roger Bruce Chaffee, do Projeto Apollo, morreram no solo num incêndio dentro da cabine de comando, no que ficou conhecido como "Apollo 1".

Em abril de 1967, o cosmonauta Vladimir Komarov teve vários problemas técnicos com a nave Soyuz 1, e acabou por morrer no acidente que atrasou o programa espacial soviético em 18 meses.

Em 21 de fevereiro de 1969 um foguetão do programa lunar soviético caiu, logo após o lançamento, sobre uma cidade matando 350 pessoas.

Em 1970, devido a um acidente grave, ocasionado por uma faísca de um curto circuito nos tanques ao serem agitados os gases criogénicos, procedimento padrão da Missão, a Apollo 13 ficou seriamente avariada no seu caminho em direção à Lua. Isto impossibilitou seu pouso na Lua e resultou num retorno tenso e espetacular à Terra, com um mínimo de oxigénio remanescente, no mais conhecido acidente espacial da história. O episódio terminou, contudo, de forma satisfatória para os seus tripulantes. A frase que marcou o evento foi: OK, Houston, we have a problem here ("Houston, nós temos um problema aqui").

Em 30 de junho de 1971 a despressurização da nave Soyuz matou os cosmonautas Georgy Dobrovolsky, Vladislav Volkov e Viktor Patsayev, que haviam cumprido uma missão de 24 dias em órbita.

Em 28 de janeiro de 1986 um defeito no anel de borracha que vedava os foguetões ao combustível sólido causou a explosão da Nave Espacial Challenger, matando todos seus ocupantes, inclusive a professora Christa MacAulife, a primeira civil a participar de um voo espacial.

Em 2003, a Nave Espacial Columbia explodiu nos procedimentos finais de pouso, matando todos os seus tripulantes.

Em 22 de agosto de 2003, uma explosão destruiu o Veículo Lançador de Satélite (VLS-1), na base brasileira de Alcântara, no Estado do Maranhão. A causa do acidente de Alcântara, segundo o major brigadeiro Tiago Ribeiro, diretor do Centro Técnico Aeroespacial (CTA), em São José dos Campos, São Paulo, foi a ignição espontânea de um dos quatro motores do VLS-1. A explosão destruiu os equipamentos e matou 21 pessoas da equipe Centro de Lançamento de Alcântara (CLA).



Publicado por Tovi às 08:10
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9


20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


Posts recentes

Guimarães 1 - 1 Boavista

Manhã de um domingo de Ve...

Morreu Alexandre Soares d...

Continua a "Guerra dos Pe...

Demorou um pouco... mas j...

Greve dos motoristas de m...

Mais eleitores nas Legisl...

Boavista 2 – 1 Desportivo...

81ª Volta a Portugal em B...

Rodrigues de Pinho... do ...

A "guerra dos petroleiros...

PSP - Comando Metropolita...

Moqueca de Camarão

Hiroshima, 6 de agosto de...

Pimentos Padrón

Casa Pia 2 - 0 Boavista

Novilho Aberdeen-Angus Na...

Sondagem da Multidados pa...

Candidatos do PSD pelo Cí...

Partido RIR... de Tino de...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus