"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."
Quinta-feira, 9 de Junho de 2022
Documentário sobre Paulo Cunha e Silva

Captura de ecrã 2022-06-08 204022.jpg

No dia em que Paulo Cunha e Silva (1962–2015) comemoraria o seu 60.º aniversário, a 9 de junho, a RTP estreia “O caos é a mais bela assinatura do mundo”, documentário que celebra a vida do crítico, curador de arte e antigo vereador da Cultura da Câmara Municipal do Porto.
Com assinatura de Paulo Seabra, o filme recorda o trajeto de Paulo Cunha e Silva, desde o nascimento, em Beja, até ao legado deixado no tecido cultural do país e, em particular, da cidade do Porto.
O documentário reúne, além de fotografias, registos e objetos, testemunhos de elementos que se cruzaram com a vida familiar, artística ou política de Cunha e Silva: Elisa Cunha e Silva (mãe), Miguel Von Hafe Perez (curador), Rui Reininho (músico e amigo), José Barros (colega de curso no ICBAS), Alexandre Quintanilha (cientista e político), Carlos Miranda (amigo), Catarina Portas (amiga), Joana Vasconcelos (artista), Manuela de Melo (vereadora da cultura da Câmara Municipal do Porto entre 1990 e 2002), Maria de Assis (subdiretora do Instituto das Artes), Paulo Mendes (artista), Fernando d´Oliveira Neves (embaixador), Rui Moreira (presidente da Câmara Municipal do Porto), João Louro (artista), Tiago Guedes (diretor artístico do Teatro Municipal do Porto) e Guilherme Blanc (antigo adjunto do Pelouro da Cultura e diretor artístico do Batalha Centro de Cinema).
Paulo Seabra, amigo próximo de Cunha e Silva desde 1997, recorda que este “era uma pessoa em criação permanente – o Paulo olhava, constantemente, à sua volta para perceber o que ainda seria possível criar.”
O realizador explica que o documentário – com música dos Táxi, GNR, Heróis do Mar, Xutos e Pontapés e José Mário Branco – reflete a alegria e o entusiasmo característicos do amigo e que este esteve presente ao longo dos dois anos de produção do filme. “Todas as decisões relativas ao documentário foram tomadas a pensar no Paulo. À medida que ia tirando ou acrescentando elementos, questionava-me se o Paulo consideraria pertinente. Acredito que, dessa forma, este documentário, além de ser sobre a vida e o trajeto do Paulo, foi também feito com a visão dele”, acrescenta. 
Nascido em Beja, Paulo Cunha e Silva cruzou-se com o universo artístico enquanto estudante de Medicina no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar da Universidade do Porto. Foi um dos principais programadores do Porto 2001 – Capital Europeia da Cultura. Paulo Cunha e Silva foi ainda presidente do Instituto das Artes do Ministério da Cultura, conselheiro cultural da Embaixada de Portugal em Roma e comissário de programa da Capital Europeia da Cultura Guimarães 2012. Mantinha uma estreita colaboração com a Fundação de Serralves, com a Fundação Calouste Gulbenkian e era presidente da Comissão de Cultura do Comité Olímpico Português. Entre 2013 e 2015, assumiu a vereação do Pelouro da Cultura da Câmara Municipal do Porto contribuindo para o renascimento cultural da cidade.
“O caos é a mais bela assinatura do mundo” estreia na próxima quinta-feira, às 22h50, na RTP2, e conta com o apoio da Câmara Municipal do Porto e da Filmaporto.
Texto: Filmaporto

 

  David Ribeiro - A primeira vez na vida que troquei umas curtas palavras com Paulo Cunha e Silva foi durante a campanha eleitoral das Autárquicas2013, numa tarde de sábado, na Galeria 111, na rua D. Manuel II, no Porto. E logo fiquei com a certeza que estava perante alguém de uma grande criatividade, cultura e cidadania. O Paulo era um Homem que queria «Um novo norte para o Norte».



Publicado por Tovi às 08:38
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Agosto 2022
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Posts recentes

Gasoduto de Sines ao cent...

A "desflorestação" da Ser...

Frederico Figueiredo é o ...

Dia de descanso na Volta ...

Um ataque contra Zaporizh...

Portimonense 0 - 1 Boavis...

83.ª Volta a Portugal em ...

Brincadeiras perigosas......

A velha amizade de Schröd...

E tanta gente com fome no...

Volta a Portugal em Bicic...

Parabéns BOAVISTA

O Fim do Homem Soviético

Irá o Patriarca de Lisboa...

A regra dos avôs

Embaixada russa sobre Ped...

W52-FC Porto suspensa das...

Quando há fome reduz-se à...

Se as Legislativas fossem...

Vamos entrar no sexto mês...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus