"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."
Terça-feira, 2 de Abril de 2024
Se não houver apoio dos EUA...

...as forças ucranianas terão de recuar

Captura de ecrã 2024-03-31 091551.png 

Volodymyr Zelensky disse na passada sexta-feira [29mar2024] que as forças ucranianas terão de recuar na sua ofensiva contra a Rússia caso não recebam ajuda militar dos EUA. Estas declarações surgem pela demora do presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, Mike Johnson, em aprovar o pacote de ajuda militar financeira. "Se não houver apoio dos EUA, isso significa que não temos defesa aérea, mísseis Patriot, bloqueadores de guerra eletrónica, munições de artilharia de 155 milímetros. (...) Significa que vamos voltar atrás, recuar, passo a passo, em pequenos passos. (...) Estamos a tentar encontrar uma forma de não recuar". A escassez de munições significa que "temos de fazer com menos. Como? Claro, recuar. Encurtar a linha da frente. Se ela se romper, os russos podem ir para as grandes cidades", disse Zelensky ao Washington Post.

 

  Ataques russos atingem infraestruturas essenciais na Ucrânia
mw-694.webpAtaques russos voltaram a atingir infraestruturas essenciais na Ucrânia, no sábado à noite [30mar2024], informaram no passado domingo as autoridades ucranianas, que afirmam ter abatido nove mísseis e nove drones inimigos. Na região de Lviv (oeste), "o inimigo utilizou mísseis de cruzeiro para atacar as mesmas infraestruturas essenciais (...) anteriormente visadas em 24 e 29 de março. Um edifício administrativo foi danificado", afirmou o governador, Maksym Kozytsky. "A Força Aeroespacial Russa lançou um ataque com armas de colocação aérea de alta precisão e de longo alcance e drones contra alvos das infraestruturas energéticas e do setor do gás da Ucrânia", disse o comando russo na sua conta do Telegram. De acordo com a fonte, o ataque "interrompeu o trabalho das empresas da indústria militar que fabricam e reparam armamento, equipamento de guerra e munições". "Todos os alvos do ataque foram atingidos", acrescentou. Segundo avançou o presidente da câmara, Ihor Terekhov, os ataques russos no dia de ontem [2.ª feira 1abr2024] destruíram “quase todas” as infraestruturas energéticas em Kharkiv.

 

  Já se consta...
434033157_10164237462296679_5401060998104196585_n.
Os países vizinhos da Ucrânia estão a preparar-se para tomar as regiões ucranianas onde existem minorias nacionais.

 

  Propaganda ou desconhecimento dos factos?
420199420_10225027744908681_1363207039274916773_n.Não ponho em causa que o Major-General Isidro Morais Pereira seja um especialista em estratégia militar, mas no que concerne a fazer uma leitura da situação no terreno onde se desenrola o conflito Rússia-Ucrânia cada vez me convenço mais que se aproxima a passos largos da malta do "Rogeiro, Milhazes & Ca Lda".

  
Serafim Nunes
Pior…
Castro Ferreira Padrão
É uma tristeza.
Rui Lima
Sem qualquer sombra de dúvida. O que tenho ouvido é de uma falta de lucidez da situação. A realidade infelizmente é outra e este pessoal ainda não entendeu que se a Rússia quiser acaba com o regime ucraniano em 24 horas. Não estou a apoiar óbviamente mas sim a ser objectivo. O poder aéreo é de tal maneira forte e eficaz que Kiev e outros pontos estratégicos seriam arrasados em 24 horas.. A estratégia e os objetivos de Putin são porém diferentes. A tática é conhecida pelo abraço do urso.
Jorge VeigaRui Lima já quando iniciou a tal operação militar especial, era para chegar a Kiev numa semana. Estou à espera que o Putin diga de qual semana estamos a falar...
Rui LimaJorge Veiga Não sei qual foi o objectivo inicial. Sei que ou julgo saber que o poderio aério russo arrasa os pontos estratégicos da Ucrânia em 24 horas se assim o entender. Os comentadores especialistas também devem ou tem obrigação de saber..... Quanto à estratégia russa eles lá saberão o que querem fazer mas temos de raciocinar. O objectivo quanto a mim não é ocupar Kiev e Putin já definiu os objectivos. Verdade ou não aguardemos. O problema é que nos entretanto vão morrendo ou ficando feridos milhares de civis e a Europa atira para lá dinheiro aos milhões além disso os produtos vão subindo de preço. As tais sanções económicas não estão a surtir qualquer efeito.
Jorge VeigaRui Lima os Russos já perderam muitos aviões. Nãod evem estar interessados em perder mais. Os objectivos do Putiné adicionar a parte sul da Ucránia e ter ligação directa à Crimeia. Se querem ou não chegar à Moldávia por causa da Transnitria isso depende de como corre agora. Como isto era guerrita para uma semana e já passaram os dois anos, estando a ficar caro em homens e material, não sei se querem mais para já (depois veremos).
Rui LimaJorge Veiga Eles tem todo o tempo do mundo. Idem para os chineses. Perderam aviões? Não sei ...... Tem aviões e helicópteros e drones que chegam e sobram. Tem sucata utilizada no Afeganistão para entreter e tem umas ( bichinhas de rabiar) que causam uns estragos do caraças. Quem diz que a guerra era para uma semana são os comentadeiros...... Depois não é guerra é uma invasão seguida de ocupação. Eles nunca se preocuparam com homens e material. Tem sucata que chegue e mercenários das republicas satélites. O problema como eu digo é que morre gente inocente , metade do país está arrasado e a Europa continua a meter lá os melões que nos fazem falta. O Ocidente vai enfraquecendo militar e financeiramente. Se o Trump ganhar as eleições no dia seguinte cessa a ajuda à Ucrânia. Depois veremos.....
Jorge VeigaRui Lima com o que disseste no fim concordo. O que está no início são presunções que fazes. O armamento russo, tirarndo algumas coisas mais modernas, são do tempo da URSS, o que quer dizer que já estão ultrapassados e por isso a coisa saiu tão mal. Só em nº de soldados poderão ter vantagem, mas se forem armados. Daí estarem a comprar material a outros... e se é como falas, porque raios deixam morrer russos aos molhos? Porque têm muito armamento?
Rui LimaJorge Veiga Primeiro não sei se morrem aos molhos e depois achas que o Putin se preocupa com isso? Quanto ao armamento nem duvides. O problema é a contra informação...... Vou repetir se a Rússia leia-se Putin quiser arrasa a Ucrânia em 24 horas. Só com poderio aério. Depois tem tempo.
David RibeiroRui Lima, quando só se ouve "Rogeiro, Milhazes & Ca Lda" pensa-se como o nosso comum amigo Jorge Veiga... mas há mais informação e muito mais credível e não é só lá para os lados da Rússia. É só dar uma vista de olhos pelos jornais de referência dos EUA.
Jorge VeigaDavid Ribeiro ler a informação que vem do lado da Rússia deve ser muito instrutiva, sim senhor...
David RibeiroJorge Veiga, a informação vinda da Rússia é tão credível como a de Kiev, por isso aconselho a ler a comunicação social de referência dos EUA, a quem não podem acusar de partidarite. Vejam o que dizia o The Telegraph em nov2022 e em dez2023.
a evolução do The Telegraph, Nov. de 22 e Dez. d
Rui LimaJorge Veiga Informo que não sei ler em russo e os canais russos estão bloqueados em Portugal. A minha "informação" é de meu total raciocínio e do pouco que julgo conhecer de estratégia militar. Não é preciso ser bruxo......
Jorge VeigaDavid Ribeiro e por vir aí, eu tenho de acreditar, porque só publicam verdades? Pois...




Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Maio 2024
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9


21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Posts recentes

Onda de assaltos contínua...

Provável queda de um mete...

Boavista 2 - 2 Vizela

Ativos russos congelados

Primeiro-ministro da Eslo...

Linhas de defesa de Khark...

E continuam os "tiros, bo...

Os 13 de Maio em Fátima

Porto 2 - 1 Boavista

Acordo militar entre São ...

Violência Doméstica é CRI...

Portugal volta a receber ...

Pedro Nuno Santos em entr...

Continuando a ler "A Euro...

A violência doméstica é a...

Boavista 1- 1 Gil Vicente

A guerra das "contas cert...

Tensão nas Universidades ...

Cidades da Ucrânia caem p...

1.º de Maio... como estam...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus