"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."
Segunda-feira, 12 de Abril de 2010
Padre Mário da Lixa

Grande homem é o Padre Mário da Lixa!... Foi professor de Religião e Moral no Liceu Alexandre Herculano (Porto) quando por lá andei nos anos sessenta de século passado, mas nunca fui seu aluno.

 O presbítero Mário Pais de Oliveira, nasceu na freguesia de Lourosa (Santa Maria da Feira) em 8 Março 1937. É o último de três filhos, tendo a sua mãe sido jornaleira nos campos e o pai operário numa fábrica de serração de madeiras, anos mais tarde, emigrante em Moçambique. Em Outubro de 1950: deu entrada no Seminário da Diocese do Porto. Tendo sido em 5/8/62 ordenado padre, na Sé Catedral do Porto. Em Outubro 1962: começou a ser coadjutor na Paróquia de Santo António das Antas (Porto), mas, antes do primeiro ano terminar, já o respectivo pároco, incomodado com a sua maneira popular e evangelicamente desestabilizadora de exercer o ministério, estava a pedir ao Administrador Apostólico da Diocese a sua remoção. Em Outubro 1963: iniciou-se como professor de Religião e Moral primeiro no Liceu Alexandre Herculano (Porto) e dois anos depois no Liceu D. Manuel II, Assumiu, ainda, por essa altura funções de assistente diocesano da JEC (Juventude Escolar Católica). Em Agosto 1967: foi abruptamente interrompido nesta sua missão pastoral pelo Administrador Apostólico da Diocese, por suspeita de estar a dar cobertura a actividades consideradas subversivas dos estudantes (concretamente, por favorecer o movimento associativo, coisa proibida pelo regime político de então). Foi nomeado capelão militar, sem qualquer consulta prévia, foi obrigado a frequentar, de imediato, durante cinco semanas, um curso intensivo de formação militar, na Academia. Em Novembro 1967 desembarcou na Guiné-Bissau, como alferes capelão mas logo em Março do ano seguinte já regressava à sua Diocese depois de ter sido expulso de capelão militar, por ter ousado pregar, nas Missas, o direito dos povos colonizados à autonomia e independência. As nomeações e exonerações prosseguiram. Em Outubro de 1969 começou a paroquiar a freguesia de Macieira da Lixa (Felgueiras). Em Julho 1970: foi preso pela PIDE/DGS, tendo saído de Caxias em Março do ano seguinte, depois de ter sido julgado e absolvido pelo Tribunal Plenário do Porto. Em Março 1973 voltou a ser preso pela PIDE/DGS, tendo saído em liberdade quase 1 ano depois, no termo do 2º julgamento no mesmo Tribunal. Esta nova detenção custou-lhe a paróquia de Macieira da Lixa. No dia 25 de Abril 1974, em casa dos seus pais, concede a sua primeira entrevista ao Jornal de Notícias. Em Janeiro 1975 passou a ser jornalista profissional na delegação do Porto, do saudoso vespertino "República". Em Outubro 1975: ficou sem qualquer ofício pastoral na Igreja do Porto, em consequência de ter sido aceite pelo Bispo da diocese o pedido de demissão dos três párocos (Sé, S. Nicolau e Miragaia) que coordenavam a Equipa Pastoral da Zona Ribeirinha do Porto que o Padre Mário integrava desde Maio do ano anterior. Actualmente, é director do Jornal FRATERNIZAR, desde a sua fundação, em Janeiro de 1988. Reside actualmente em Macieira da Lixa e subsiste da sua parca reforma de jornalista.



Publicado por Tovi às 21:47
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

1 comentário:
De Reboredo a 15 de Abril de 2010 às 23:18

Esta biografia está incompleta. Esqueceu "O Barracão da Cultura"

http://mailx.fe.up.pt/~ec91137/index_ficheiros/Page348.htm

Associação Cultural e Recreativa As Formigas de Macieira da Lixa

Livros do Padre Mário

http://mailx.fe.up.pt/~ec91137/index_ficheiros/Page435.htm


Comentar post

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Outubro 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Posts recentes

Os subsídios às empresas

Acordo de governação na C...

Germano Silva fez ontem 9...

Portugal 5 - 0 Luxemburgo

Ter ou não ter maioria ab...

Violência no Porto… e a c...

Tão amigos que nós somos,...

Há independentes e indepe...

Juiz negacionista expulso...

Erupção do Cumbre Vieja e...

A segurança ao estilo Tal...

Portugal é uma das melhor...

Emergência no Afeganistão

Braga 2 - 2 Boavista

A dependência europeia do...

Timtim e o senhor Oliveir...

A Descentralização que no...

História recente do Afega...

A todos os Portuenses... ...

Boavista 1 - 1 Estoril

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus