"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."
Sexta-feira, 10 de Fevereiro de 2012
Juntas Metropolitanas de Lisboa e Porto

O MPN opõe-se frontalmente e sem reservas contra esta ideia de atribuição de maiores competências às Juntas Metropolitanas de Lisboa e Porto, aproximando-as das competências de verdadeiras Regiões Administrativas por o entender como um foco de polarização de desenvolvimento em duas megas cidades, acentuando o despovoamento do interior e a falta de coesão no território nacional.

O MPN não pretende que os centralistas insinuem que o Porto afinal quer o mesmo de que se queixa de Lisboa, pelo que considera este um presente envenenado do Ministro Miguel Relvas.

O Porto não pode aceitar menos do que a Região Norte, que terá sede em Vila Real, como exemplo da descentralização do litoral para interior e de ponte da industria para a agricultura, da cidade para o campo, de coesão entre republicanos e monárquicos.

A Comissão Executiva do MPN
José Ferraz Alves



Publicado por Tovi às 07:36
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Maio 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9



29
30

31


Posts recentes

Será um vírus que anda aí...

COVID-19 não é uma doença...

TAP quer condenar o Porto...

A pandemia terminará em P...

The New York Times de hoj...

Mais duas semanitas e já ...

Trevo-de-Quatro-Folhas

Devemos-lhes um grande OB...

Papillon... de Henri Char...

Os “amigos” do pai do Mar...

Sessão de hoje da Assembl...

Xicos-espertos a aproveit...

Nova sondagem da Intercam...

A segunda fase do desconf...

Quem vai ser o próximo Mi...

Sessão Extraordinária da ...

Preparando o “dia seguint...

Tragédia numa freguesia d...

Neste Porto que arregaça ...

A propósito de "Propósito...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus