"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."
Terça-feira, 8 de Maio de 2012
Penedo dos Três Reinos

Na minha última visita à aldeia transmontana da Moimenta fui visitar o Penedo dos Três Reinos (ou Frágua dos Três Reinos), uma elevação de 1.025 metros de altitude integrada no sistema montanhoso da Serra de Marabón. Este local marcava outrora a tríplice fronteira entre os reinos medievais de Portugal, Leão e Galiza, sendo nos dias de hoje a fronteira entre a freguesia de Moimenta (concelho de Vinhais), o concelho de A Mezquita, na província de Ourense (Comunidade Autónoma da Galiza) e o concelho de Hermisende, na província de Zamora (Comunidade Autónoma de Castela e Leão).

(Foto de Roberto Gudiña)

{#emotions_dlg.meeting} [Associación Cultural OS TRES REINOS] - Diz a tradição que, em tempos mais remotos, o rei D. Afonso III passou pela localidade Moimenta onde se hospedou por alguns dias, na casa da residência aí deixou uma carta de “foro” e outros privilégios escritos em pergaminho. Não se sabe ao certo quando foi, mas supõe-se que foi em 1253, ano em que foi sucedido foral á Vila de Vinhais e Bragança. Como conta a tradição, havia “questões” fronteiriças com as aldeias Portugal/Moimenta, Leão/Cádavos e Castela/Castromil isto consequência da existência das fontes que nascem junto à linha da Raia e se estendem para Portugal. Os Espanhóis reclamavam a sua posse, ficando os portugueses com alguns direitos. A Fonte do Moço, por exemplo, nasce bem abaixo da Raia, terreno português que no Verão secava, mas a fonte dos três reinos nunca secava e era de grande importância para os gados beberem. Esta situa-se no extremo da área das três aldeias acima referidas e em pleno Verão não existem outras nas proximidades.
Quando o rei português veio à Moimenta, convocou uma reunião (Os três Reis) para solucionarem esses problemas. Chegaram então a um acordo criando uma área de aproximadamente 1000m2, onde existia um poço de terra batida (hoje em cimento) considerado bebedouro comum aos três povos (aberbadero comum aos três poeblos). Ainda hoje existe na povoação espanhola da Mesquita e da Moimenta, um documento escrito pelas autoridades fronteiriças, a quando da colocação dos “marcos intermédios”, a fazer referência ao dito bebedouro.
Na aldeia de Moimenta encontra-se um rochedo conhecido por “A Fraga dos Três Reinos”, onde existem três cruzes esculpidas numa rocha, cada qual voltada para o seu reino, que teriam sido mandadas construir pelos três Monarcas.
Na documentação encontrada faz-se ainda referência a uma merenda dos Monarcas onde se teria dito “ bebemos da mesma fonte, comemos na mesma mesa (Fraga dos Três Reinos) cada um voltado para o seu reino”.
Dizem os habitantes da Moimenta que ouvem cantar os galos de três Reinos.



Publicado por Tovi às 19:53
Link do post | Adicionar aos favoritos

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Agosto 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Posts recentes

Boavista 2 - 0 Portimonen...

Patrícia Mamona é Medalha...

Ser, ou não ser, um Enófi...

Assembleia Municipal do P...

Resultados preliminares d...

Falcões que nasceram no e...

João Aguiar é candidato à...

Marítimo 0 - 1 Boavista

Morreu Otelo Saraiva de C...

Só para os amantes do clu...

Autárquicas no Porto

Do lodaçal para o lamaçal

Vandalismo no Parque da P...

Assembleia Municipal do P...

PS a descer... Bloco e Ch...

Popularidade de Marcelo e...

Da série "Certificado ou ...

Primeira sondagem para as...

Se regarem os cravos este...

Cubanos nas ruas a exigir...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus