"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."
Segunda-feira, 13 de Maio de 2013
Comunicado do MPN sobre Autárquicas'13 - #2

{#emotions_dlg.chat} Mais alguns comentários ao post colocado neste meu blog na passada sexta-feira:

 

«Pedro Baptista» no Facebook >> Mas qual forma privada, Alexandre! Tu e o Ferraz, que nada representais porque sois apenas duas ou três pessoas que não dirigis ninguém nem tendes mais ninguém convosco, em vez de assumirem a extinção do movimento que é um facto legal por caducidade, vieram tomar uma POSIÇÃO PUBLICA que envergonha todos os que fundaram esse movimento  deram tudo por ele. Como é que vens agora falar de conversa privada? Quiserem porventura alguma conversa privada antes de se passarem para o INIMIGO? Como vens agora armar-te em vítima. Quem faz a porcaria é o Ferraz e tu. E a troco de quê, que também te ofendeu tanto? A troco duns lugarzecos miseráveis, na bancada do inimigo, repito, porque o MPN surgiu contra o PS do Pizarro e do Sócrates, que é a esse que V. ESTÃO A VENDER O NOME QUE NÃO VOS PERTENCE E COMO PASSADO DEVIAM RESPEITAR. De resto se tiverdes um lugarzeco na bancada do inimigo, já será demais, porque se bem conheço o bicho, e conheço, quando for da entrega das listas ides ( se fordes) nos lugares inelegíveis e ele dirá para o lado que Roma não paga a traidores. Até é lógico. Quem representais vós?Dois ou três? Representais a vós e nada mais, tendes os vossos e nada mais. Agora querias conversa privada depois de teres feito a sujeira pública? As pessoas vão ser esclarecidas de quem sois! Dois simples falsários, armados em inovadores políticos e que se comportam como a pior escória da política. Porque se queriam ir para o PS, fossem, mas não levassem para venda ao inimigo A BANDEIRA QUE NÃO VOS PERTENCE, porque vós não tivestes o apoio de ninguém para fazer isto. Vos sois uns falsários e uns usurpadores. Felizmente este tiro vai-vos sair pela culatra e ao vigarista Pizarro também, porque agora que vós começastes a difundir esta pouca-vergonha, vão-se saber todas as verdades sobre a vossa realidade, de não passardes de uma mentira política, que nem associação nem movimento nem MPN sois! Não tendes qualquer documento que o ateste! Alexandre, é verdade que tu dás a cara agora, porque o outro, o Presidente dele mesmo, nem isso, e isto para mim, ver-te nesta situação, é o espanto dos espantos, nunca me passou pela cabeça que uma pessoa como tu, caísse nisto. Ainda poderias ter vergonha na cara e arrepiar caminho mas temo que já seja tarde. Conseguiram acabar com isto da pior maneira, no lixo. Não é a primeira, nem a segunda vez, na minha vida, que tenho este tipo de dolorosas constatações.

«Alexandre Ferreira» no Facebook >> Bem Pedro, antes demais continuo a ver que cais no insulto pessoal. Falsários, usurpadores? Com que direito, tendo abandonado  o barco (decisão pessoal respeitável) vens agora insultar a opção da Direcção, não de um ou de dois, mas da Direcção perante um acto eleitoral? É com muita desilusão e um certo asco que vejo este tipo de ataques públicos à minha pessoa e a aos meus companheiros por tentarem levar o MPN para a frente. Pedro, podes discordar ,mas não admito nem a ti nem a ninguém essas acusações soezes e ignóbéis. Não tentes espelhar nos outros os teus princípios que para ser sincero, os pensava diferentes depois de tanto tempo juntos.  Quanto ao MPN,foi criado para dar a voz  ao Norte e defender activamente a Região e não contra o PS, nem contra o PSD e muito menos foi criado para resolver os  teus passados políticos e por revanchismo pessoal. Ainda mais triste é pensares difundires  o MPN como um projecto pessoal teu, ignorando e desprezando todos aqueles que desde a fundação se esforçaram ao máximo para levar o projecto para a frente e que ao contrário de ti, neste momento ainda têm legitimidade para falar pelo  MPN pois não o abandonaram. Quanto aos lugares, Roma não te pagou?

«Jorge De Freitas Monteiro» no Facebook >> Como dizia o meu avô: com malucos nem pra missa!

«Sérgio Ribeiro» no Facebook >> David Ribeiro, escreveu:  "Em minha opinião esta importante tomada de posição política do MPN deveria ter sido posta à discussão dos militantes e posteriormente votada em Assembleia Geral. Não nos podemos esquecer que o Movimento Partido do Norte diz no seu Manifesto: “(…) o Partido do Norte pugna, na ordem interna, por ser um partido inovador, em que se note o peso dos cidadãos e que, com esse auxílio, seja assegurado o funcionamento democrático interno, impedindo o partido de cair na mão de aparachiques ou nomenclaturas, que transformam o procedimento democrático interno em meras fachadas onde singram os pequenos ditadores e as clientelas mesquinhas, fossilizando o partido”. Eu, não sei se o mpn filho da barriga alugada do pda foi registado no TC? Acresce a isto a a proibição de partidos regionais nos termos do 4º do art. 51, da CRP. Mas importa também cumprir o preceituado nos Artigos 10°., Y°. e 58°.  do projeto de estatutos do mpn. Mas se se tiver em conta o que escreveu Pedro Bapista em 18 de Novembro de 2010, "Considero imprescindível e mais urgente do que nunca, que os nortenhos, desde as elites até ao povo em geral, em particular a juventude, se constituam em Partido político, para retirar os votos que têm sido dados a quem só tem prejudicado o Norte e os entregar a uma força política que tenha como objectivo primordial defender a região e elevá-la ao lugar que os seus quase 4 milhões de habitantes merece e exige, sendo esse partido o PARTIDO DO NORTE. Por isso e para que não haja qualquer equívoco público sobre o meu empenho e participação no MPN e na criação do tão necessário PARTIDO do NORTE, declaro ter acabado de enviar para a Federação do Porto o meu cartão de membro do Partido Socialista, afastando-me assim de toda e qualquer actividade desse partido" é ainda mais estranha esta aliança contranutura para o PS. Depois, o mpn tem como empresa:  "O MPN, o partido das Regiões, é um movimento político que tem como objectivo o desenvolvimento social e económico do Norte de Portugal." Também aqui a visão plural das regiões do mpn fica limitada ao orizonte do norte. Parecem princípios de quem perdeu o Norte. Um abraço David

«Fernando Kosta» no Facebook >> Caro David Ribeiro, lamento que a oportuna e precisa observação sobre um facto concreto e irrefutável se tenha transformado naquilo que dispensamos. Embora diga como o outro: "não havia necessidade...", por mim não acrescentarei mais a esta novela Continuarei a defender as Linhas Programáticas e da Declaração de Princípios do MPN!

«Sérgio Ribeiro» no Facebook >> Não acrescenta o Fernando Kosta, mas o Pedro Baptista acresceta:
"Rui Moreira
Mais uma mensagem de um homem do Porto e do Norte, com provas dadas na cidadania e desinteressadamente empenhado no nosso sucesso coletivo:
Caro Rui
Como fundador, há 3 ano
s atrás, conjuntamente com o João Anacoreta Correia, do Movimento pró-Partido do Norte, uma tentativa de defender os interesses do Porto e do Norte numa situação de crescente centralismo que, no entanto, por motivos vários, falhou, tenho a declarar o meu apoio incondicional à candidatura de Rui Moreira, considerando que esta coincide com os objetivos políticos, sociais, económicos e culturais que me levaram a trabalhar na fundação desse Movimento, hoje legalmente extinto.
Quero ainda manifestar a minha satisfação pelo rumo desta pré-campanha onde diariamente sinto que se está a seguir inexoravelmente o caminho da vitória que o Porto merece e precisa.
Não é o Partido do Norte mas é o Porto o nosso Partido!
Pedro Baptista"

«Pedro Baptista» no Facebook >> Abandonar, o que? Abandonei porque assumi a responsabilidade de uma estrondosa derrota eleitoral. Abandonei quando percebi que o movimento tinha falhado, e só lá iria com outra tentativa. Pus na mesa a extinção do movimento. Ainda há uns meses voltei a insistir com isso. Tu foste dos que não quiseste e agora vendes a memória de todos com mais um outro que se diz presidente e nem a cara dá. Tu e o outro, Os dois ou três que fizeram esse comunicado público sujo, sem consultarem ninguém ( ou não teriam ninguém para consultar?) é que insultam a memória de um movimento pelo qual muitos lutaram e não merecia terminar assim: num mísero prato de lentilhas. Sabes porque Roma nunca me pagou? porque nunca traí nada. Mas a ti e ao ferraz não vão pagar pelo motivo oposto. Continuo a defender a Declaração de Princípios do MPN que aliás tive o gosto de redigir e com, adaptações porque o tempo passa, as linhas programáticas. Espero que um dia haja condições para mais uma tentativa, Fernando Kosta, mas não podemos deixar de denunciar este aproveitamento público e insultuoso que dois ou três tipos fazem da memória da luta de muitas centenas que fomos. É muito doloroso para mim ter de denunciar esta vigarice, esta falsificação, esta usurpação, porque é disto infelizmente que se trata.

«Alexandre Ferreira» no Facebook >> A partir do momento que abandonaste o Movimento, a tua legitimidade para falar dos destinos do MPN cessou. No entanto para falar do Inimigo que proclamas, o PS, já terás mais legitimidade, pois conseguiste a proeza de ser o dirigente máximo do MPN, contra o PS nas tuas palavras, e manter a filiação no PS. Essa sim era uma posição dúbia e que se na altura pensava que era apenas uma ligação sentimental, agora, vendo as tuas palavras e o teu raciocínio, só posso concluir que estavas a jogar em dois campos. Talvez essa indignação toda não seja nada mais que um despeito por Roma não te ter pago. Lamento ainda mais a sabotagem pública e o despeito por quem não virou a cara à luta pelo MPN.  A mim e aos outros os lugares pessoalmente nada significam pois não são mais do que meros instrumentos ao serviço do MPN e a identidade de quem os assume é sempre menos importante do que a relevância dos mesmos para o Movimento. Será que se de repente fossemos candidatos a Gondomar a opção já seria respeitável?

«José Costa Pinto» no Facebook >> Só uma pergunta: quando falam do Porto e do Norte (com ou sem maiúscula), estão a falar do Norte (o qual inclui, geograficamente falando, o Porto como apêndice), ou do Porto MAIS o Norte (este como apêndice do Porto)? É que eu sou do Norte (com maiúscula), mas não sou do Porto. E estou um pouco confuso. Na minha imaginação, vejo-me a chegar a uma mesa de voto, sem saber se votarei nos gajos do Puerto, isto é, no Partido do Norte, ou nos gajos da Católica. A angústia rói-me.



Publicado por Tovi às 07:48
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9

20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Posts recentes

A Regionalização no "Mani...

Manifesto X

"Salas de chuto" no Porto

Como Afonso de Albuquerqu...

Estreito de Ormuz e a His...

Misteriosos ataques... ou...

Morreu Aureliano Veloso

Uma resposta como manda a...

Morreu Ruben de Carvalho

Uma pedrada no charco

Ganhamos a 1ª edição da L...

Queixomil... em Baião

A final é no domingo

Portugal 3 – 1 Suíça

Operação TEIA… para já fi...

Houve uma avaria... mas j...

Proibição de abate nos ca...

E pronto… instauraram-me ...

Angola… ainda há miséria

Repórter TVI – “O Compadr...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus