"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."
Sábado, 12 de Abril de 2008
Vinhos do Algarve

«Novato» / ViriatoWeb por que às vezes os links não funcionam, deixo aqui o texto correspondente.

10 Abril 2008 - 00.30h
Quintas do Algarve
In vino veritas
Temos a excelência entre nós. Não damos conta. Há quem não goste. Prefere bajoujar a sua própria mediania. Não se peça desculpa pelo sucesso estrondoso obtido pela Adega de Lagoa no Wine Master Challenge 2008, no Estoril.
Na competição mundial, com mais de três mil vinhos apreciados em prova cega por especialistas de renome, Lagoa obteve a Medalha de Ouro com o Colheita Seleccionada, 2004, Tinto, a de Prata com o Salira Syrah, 2005 e a de Vinho Recomendado: Selecção dos Sócios 60 Anos, 2006, Tinto. É obra! E o êxito tem rosto, nariz, boca, mãos, sensibilidade e conhecimento apurados. Manuel Romão. Profundo conhecedor de vinhos, sabe fazê-los, apreciá-los, divulgá-los. Engenheiro agrónomo, investiu uma vida nos vinhos e na Adega. Nem sempre com o reconhecimento devido. Poucos, no País, têm a sua arte. A modéstia afasta-o dos holofotes. E quem devia não quer beneficiar da sua sabedoria.
Gosto de vinho. Entre a moderação devida e a imoderação sonhada. Não me compete promovê-lo. Mas in vino veritas. Vejo mal o casamento de inconveniência, benzido pelo ministro da Agricultura, entre a comatosa Adega de Lagos, que nem instalações tem, e a viva Adega de Lagoa, que produz qualidade. Enterrar a história desta, uma das mais antigas do País, a troco do mirífico elefante branco Adega do Algarve, é injusto. É mais fácil não resistir a milhões prometidos, de mão beijada, do que esfarrapar-se a promover no exterior, a excelência do que se tem em mãos e que, agora, se quer pisar com os pés…
José Alberto Quaresma, Escritor
Pois é!... Mas será que o Algarve ainda é chão que dá uvas?... Dizem que está a renascer, lentamente mas a renascer… Eu cá espero para ver o resultado de alguns (poucos) projectos que me dizem estarem a ser feitos na região. É que nos últimos anos pouco mais se ouve falar do que da Adega Cooperativa de Lagoa, do Monte da Casteleja (Guillaume Leroux) e da Quinta do Morgado da Torre.


Publicado por Tovi às 19:03
Link do post | Adicionar aos favoritos

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Julho 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Posts recentes

Estado fica com a maioria...

Um investidor para o Boav...

Férias em Arcos de Valdev...

Boavista 1 – 0 Santa Clar...

O pensamento de Agostinho...

Plano de abertura presenc...

Prestação de contas do an...

Assim vai o COVID-19 por ...

FC Porto 4 - 0 Boavista

São João do Porto

Nuno Markl em guerra com ...

Offshore... essa coisa es...

Mural de Vhils no Hospita...

Um São João muito especia...

Boavista 3 - 1 Vitória de...

O incêndio de Pedrógão fo...

Põe já a máscara!...

Ataques terroristas no no...

Braga 0 - 1 Boavista

Tabu de Moreira condicion...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus