"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Sexta-feira, 4 de Dezembro de 2015
Os neo-jihadistas vivem entre nós

jihadistas aa.jpg

Os ataques terroristas do passado dia 13 de Novembro em Paris vieram mais uma vez revelar-nos que os neo-jihadistas vivem entre nós, muito pouco têm a ver com a cultura muçulmana e o islão é primordialmente um pretexto para mostrarem à sociedade a sua revolta, sede de violência e desejo de radicalização. Se não tivessem origem magrebina e por isso considerados potencialmente muçulmanos, estes delinquentes com problemas de integração social poderiam facilmente estar em movimentos de extrema-esquerda ou extrema-direita, ou simplesmente num grupo punk qualquer. E é nestes jovens que o Estado Islâmico vai encontrar a sua “carne para canhão”, gente disposta a transformar a sua revolta pessoal em actos sangrentos. Mais tarde ou mais cedo o desejo de um califado jihadista nos territórios sírios e iraquianos irá extinguir-se, muito mais por falta de quem lhes compre o “ouro negro” do que pelas bombas dos aviões russos, franceses ou mesmo dos Estados Unidos da América, mas o vírus da violência está espalhado nos subúrbios das grandes metrópoles europeias e haverá sempre um extremista qualquer que se irá aproveitar da revolta destes jovens.

 

  Comentários no Facebook

«Laura Sarmento» >> concordo 100%

«António Lopes» >> Extrema-esquerda, movimento Punk? Vai-me desculpar caro David Ribeiro mas discordo totalmente nesse ponto. A Extrema-esquerda é demasiado generalista mas mesmo assim a leitura dos mais variados manuais a violência nunca é apregoada de forma tão banal como o ISIS produz. As revoluções de 68 (França), pouco ou nada têm a ver com o ISIS, etc, etc. Sobre o movimento Punk... grupos anarquistas/Punk (nem sempre uma coisa significa outra), o nascimento do Movimento Oi, nasce entre a classe operária inglesa como forma de proteger a Classe trabalhadora e não para destruir de forma violenta tudo o que lhe aparece pela frente. Por favor nunca mas nunca meter na mesma panela ISIS e Movimentos Punk ou Extrema Esquerda. Sobre a Extrema esquerda, Stalin nunca foi comunista, os seus gulags não fazem parte da ideologia comunista e até Lenine escreveu que Stalin não tinha o perfil de. ISIS não é representativo da Religião Muçulmana [wink emoticon]. Sobre o Movimento anarquista, temos um exemplo bem próximo de nós (Guerra civil espanhola 1936-39), em que algumas Igrejas foram queimadas mas numa guerra tudo o que é de mau acontece MAS nunca uma Igreja ou convento tinham sido queimados antes da Guerra Civil espanhola ter o seu início. Culpas? Para mim, a construção de seres-humanos frios, sem ideias e sem sentimentos próprios de um sistema económico baseado unicamente no material, no dinheiro produz tudo isto.

«Laura Sarmento» >> António Lopes, o que eu penso é que o David Ribeiro se quis referir aqui a gente extremista (sobretudo jovens), que estão em momentos extremistas porque sim, que são facilmente formatados porque sim, e que se deixam levar em qualquer onda diferente e extremista porque sim... não tem nada a ver com o teor, com o conteúdo de cada movimento. Tem a ver com revolta, falta de valores, vida oca e desocupada.

«António Lopes» >> O "extremismo" faz parte de uma juventude normal, agora temos é de incutir desde cedo valores como o respeito entre todos e não deixa-los entregues a toda uma máquina destruidora de sonhos, destruidora de Utopias. ISIS é um cancro, cancro esse alimentado pela ignorância. Embora não conheça pessoalmente o caríssimo David Ribeiro tenho a certeza que o texto dele foi escrito com alma e que não deixa de ter uma certa razão (conheço o David unicamente através da sua escrita e tenho pelo seu teor o máximo de respeito). Apenas ligar o Movimento Punk ao ISIS senti-me tentado a demonstrar a minha opinião contrária [smile emoticon]. Um excelente fim de semana a todos. PS: A extrema-esquerda (embora seja um termo muito difuso), é-me próxima [smile emoticon]

«Laura Sarmento» >> o problema que se levanta agora é incutir esses valores numa camada jovem que foi sucessivamente esquecida e habituada a não dar valor nenhum a quem nunca lhes prestou a atenção devida. São descrentes no sistema, num sistema que os esqueceu. Não sei se ainda iremos a tempo.

«António Lopes» >> A pobreza como a grande culpada?

«Laura Sarmento» >> Se calhar, Antonio Lopes, se calhar... ou riqueza a mais sem amor... um bom fim de semana.

«David Ribeiro» >> Provavelmente não me expressei bem… Nunca quis meter no mesmo saco os movimentos de extrema-esquerda, de extrema-direita e os punk, mas que estes jovens das periferias degradadas das grandes cidades são facilmente “recrutados” para seja o que for, terão que concordar que é verdade.

«Gonçalo Graça Moura» >> David, continua a acreditar no pai natal... mostra-me um islâmico "moderado" que condene de facto o jhiadismo... e sim, o islão é tanto uma religião de paz, que numa noite o mafoma só degolou 600 "apóstatas" que se recusaram a converter... e já agora, tirando o Breviq, diz-me um terrorista não-islâmico desde o 11/9. E sim, a maioria dos suicidas tem formação superior, sendo que só no último atentado de Paris é que não eram de classe média-alta...

«David Ribeiro» >> A “carne para canhão” do Estado Islâmico já não é a mesma do 11 de Setembro, assim como Abu Bakr al-Baghdadi não é o Bin Laden.

«Joaquim Leal» >> Assim por acaso lembrei-me do movimento "Black bloc" [tongue emoticon]

«Rogerio Silvestre» >> e também é verdade que esta gente com sede de sangue não conhece o Islão na sua essência, pois a doutrina não permite estes actos, basicamente são jovens e ocos, almas fracas

«Diamantino Hugo Pedro» >> Que bonito que é o politicamente correcto... A doutrina do Islão não permite estes actos, mas o Al-Corão está cheio de versos a justificarem os mesmos....



Publicado por Tovi às 11:45
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 27 de Novembro de 2015
O Mundo Árabe e o Terrorismo

mundo-arabe.jpg

O mundo árabe continua a polarizar-se sectariamente e com violência e cada vez são mais os líderes políticos do médio oriente que se comportam como autênticos pregadores religiosos, acompanhados nas suas intervenções públicas por muitos intelectuais islâmicos que lançam todos os dias mais achas para a fogueira do fanatismo, tendo em vista unicamente a luta pelo poder e influência na sociedade árabe. É incompreensível como vários estados fazem vista grossa à confusão reinante nas zonas de conflito entre diferentes seitas religiosas e até toleram crimes horríveis praticados pelo Estado Islâmico contra minorias cristãs e yazidis, quer no Iraque quer na Síria. E desta situação não é de esperar nada de bom, principalmente quando os países ocidentais continuam a assobiar para o lado e a deixar o papel do mau da fita unicamente para Vladimir Putin. Pode ser que os trágicos acontecimentos recentes em Paris venham a servir de lição e a juntarem numa frente comum todos aqueles que estão na mira das kalashnikov dos terroristas islâmicos.

 

  Comentários no Facebook

«Rogerio Silvestre» >> tu sempre soubeste, é a merda de Deus, o ouro negro, ou para nós o crude... falavas de gente milionária que nunca mexeu uma palha... se são donos da economia. porque não do mundo, já por cá passaram tantos imperialistas nestes 2 milénios...



Publicado por Tovi às 11:20
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 25 de Novembro de 2015
Uma facada nas costas

Um caça F-16 da Força Aérea da Turquia abateu um caça-bombardeiro russo SU-24 na fronteira turco-síria e Vladimir Putin já considerou este acto como “uma facada nas costas” dos “cúmplices do terrorismo”. Desde há muito tempo que a Turquia é acusada de financiar o Estado Islâmico através da compra de petróleo de poços localizados em territórios controlados pelos terroristas, mas os países da NATO têm assobiado para o lado quanto a esta intensa circulação de produtos petrolíferos nesta zona do Médio Oriente. É tempo de se acabar com o financiamento directo ou indirecto do ISIL (ou “Daesh”, como os franceses lhes preferem chamar).

Foi assim… segundo os militares de Ancara.

Turquia abate avião Russo 24Nov2015 aa.jpg

 

  Comentários no Facebook

«Carlos Miguel Sousa» >> Vai dar m....

«Raul Vaz Osorio» >> Mas se foi assim, abateram-no já em território sírio?

«Zé Carlos» >> Vai dar confusāo da grande



Publicado por Tovi às 08:08
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 17 de Novembro de 2015
Medo e Islamofobia

Refugiados sírios aa.jpg

(Mais de 4,2 milhões de sírios foram forçados a fugirem do seu país e a tornarem-se refugiados – Foto de Alkis Konstantinidis / Reuters)

Era inevitável que entre uma grande parte dos europeus, após os actos terroristas praticados por jihadistas do Estado Islâmico na capital francesa, que custaram a vida a 129 cidadãos e mais de três centenas de feridos (último balanço das carnificinas do passado dia 13), o medo e a islamofobia se revelassem perante o contínuo afluxo de refugiados sírios às costas da Grécia e da Itália, principalmente quando foi publicamente noticiado o aparecimento de um passaporte sírio junto de um dos corpos de um suposto terrorista abatido durante os incidentes em Paris. Mas apesar de ser de alguma forma compreensível este medo e esta islamofobia, não nos podemos esquecer que isto só vem favorecer os jihadistas e a sua forma de criarem o terror entre aqueles que consideram os seus inimigos. Há que estarmos calmos… atentos, mas calmos, e lembrar-nos que todos os refugiados vindos da Síria estão também a fugir das atrocidades desta malta do autoproclamado Estado Islâmico.

 

  Comentários no Facebook

«Jose Pinto Pais» >> A unica duvida é que controle é feito...

«Andreia Ribeiro» >> Há quem ache que há racas perigosas!!! Um absurdo.... no entanto deverá haver revisões legais e planificar bem socialmente o menor impacto social porque aí sim... Será uma luta de racas e não de fanáticos mas racistas.. Haja bom senso e prevenção ... Coisa que os países Europeus também descuram e fazem guetos.. Venham... Mas tudo para ali!! E de vez em quando a jaula abre-se!!!! E ups!!! Se aceitam, se recebem, saibam fazê-lo. Ou o princípio da causa transforma se rapidamente no seu oposto



Publicado por Tovi às 07:53
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 15 de Novembro de 2015
Pois é!... Quem financia isto?

Paris 13Nov2015 abb.jpg

A logística destes actos terroristas custa dinheiro, muito dinheiro mesmo, pelo que está na hora das agências de segurança europeias (e não só) se dedicarem seriamente à procura de quem financia esta gente que continua a atazanar-nos a vida. Como diz o Povo, tanto é ladrão quem rouba como quem fica à porta.

 

  Comentários no Facebook

«Zé Carlos» >> Sem dúvida, mas a França, sempre arrogante e convencida que sabe, parece não ter aprendido nada com o Charlie Hebdo. Não percebeu que o inimigo dorme dentro de si, que está armado até aos dentes, que vai regularmente ao Estado Islâmico fazer formação profissional de matança e que é completamente louco.  E não vai parar a não ser que seja aniquilado. A França está em guerra e é bom que eles percebam isso o quanto antes.

«David Ribeiro» >> A França tem muitas culpas no cartório, pois todos ainda devem estar lembrados da Frente Islâmica de Salvação (FIS) ter ganho as eleições de 1991 na Argélia, por uma clara maioria de 82% dos mandatos, e logo de seguida os franceses terem “patrocinado” um golpe de estado que anulou o processo eleitoral e obrigou o presidente Chadli Bendjedid a renunciar.

«Catarina Quintino» >> Eu gostava de saber o q andam os serviços secretos a fazer... o Charlie Hebdo foi o teste..agora fizeram a serio... resta saber se ficam por aqui...

«Zé Carlos» >> Claro que não vão ficar a não ser que sejam aniquilados o que duvido vá acontecer. Após o 11 de Setembro os EUA aprenderam a lição. Prenderam e investigaram milhares de pessoas, criaram Guantanamo e usaram até a tortura com método investigativo.

«Catarina Quintino» >> Pois... os franceses deviam pensar em aprender com os americanos...

«Isabel Varela» >> E para terminar quem paga? Claro, o Zé Povinho... Já eles vendem armas, fazem os treinos dos próprios terroristas e saqueam o petróleo, conclusão enchem os bolsos e depois na hora da desgraça só lhes falta a auréola na cabeça...

«Jose Pinto Pais» >> Meu caro David Ribeiro, permita-me que discorde da sua opiniao. Em 1 lugar como poderá imaginar desconheço o custo de uma kalashenicove (se é assim que escreve ?) é muito menos o prêço de um colete bombista. Também não sei o prêço de um drone. Contudo parece-me é minha opinião é vale o que vale , que o drone será mais caro, depois temos o custo do que está por traz do drone , a estrutura de controlo, além do próprio armamento que o mesmo leva, seguramente mais caro que a dita kalash.... Ou mesmo o colete de bombas. Face a isto, permito-me discordar da sua opinião, pois entendo que este é um meio muito barato, quer em termos humanos, quer materiais. E aí é que eu acho que está o problema

«Isabel Varela» >> Jose Pinto Pais, infelizmente o centro da polémica nem está no custo do armamento, mas sim quem lhes vende o mesmo... Choram por uma desgraça para a qual contribuem...

«David Ribeiro» >> Então vamos ver por outro prisma, caro Jose Pinto Pais. Quem será que compra o petróleo ao Estado Islâmico e, como bem disse a Isabel Varela, quem lhes vende o armamento? Já para não falar de tudo o resto que é necessário para viver, pois ao que se saiba aquela gente não produz nada, nem semeia uma única ervilha.

«Jose Pinto Pais» >> Meu caro. Penso que não me fiz entender. Eu não me referia a guerra e a quem a financia, apenas ao baixo custo de operações terroristas deste género. O que no meu entender é absolutamente preocupante.

«Isabel Varela» >> David Ribeiro, efectivamente é assim... depois os ditos srs vem como Madalenas pedir união contra o terrorismo e chamar bárbaros quando eles são as balas das armas que vendem...

«Fernando Duarte» >>  toda a gente sabe que é o dinheiro da venda de droga, sobretudo de hachiche vindo de Marrocos, por isso os primeiros culpados são os consumidores de droga

«José Luis Moreira» >> É evidente que há que eliminar esses desalmados quanto antes, mas os países ocidentais, em vez de os eliminarem, os clonam e armam, em vez de combatê-los. Já agora, quando os israelitas promoverem outro grande massacre na Palestina, gostaria de ver por aqui grandes manifestações de pesar por parte dos cidadãos e dos chefes de governo ocidentais.

«Fernando Kosta» >> Como vê David, criticar Israel não é o caminho. Podem ter extremos, mas pela vizinhança muçulmana, a toda a volta, percebe-se que tenham que se defender. Nós ocidentais europeus temos lideranças esquerdelhas que estão sempre a procurar soluções democráticas, quando essa gente muçulmana não conhece o conceito. Aliás, como eles dizem, não respeitam a vida: o nosso inferno é a morte, a morte para eles é o paraíso.

«José Luis Moreira» >> E eu a pensar que Gaza é que estava cercada por todos os lados!... Peço desculpa pela imperdoável ignorância.

«David Ribeiro» >> Eu tanto critico Israel como critico os "reizinhos" árabes que de democráticos e "santinhos" nada têm, sendo ambos, no meu entender, os grandes culpados do estado de guerra que se vive na região e que agora querem alastrar para a velha Europa.

«Inês Amorim» >> Quem financia? a Arábia Saudita, dizem...



Publicado por Tovi às 08:18
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 3 de Novembro de 2015
Porque caiu o avião da Metrojet?

Metrojet acidente 31Out2015 ae.jpg

Segundo fontes da companhia russa Metrojet tudo leva a acreditar que não foram causas técnicas ou erro do piloto que provocou o acidente, havendo fortes possibilidades da eventual deflagração de uma bomba.

 

  Comentários no Facebook

«Zé Carlos» >> Estão a deixar esses loucos do Estado Islâmico crescerem. Daqui a pouco ninguém tem mão neles.

«David Ribeiro» >> Os resultados das análises às caixas negras ainda não são do conhecimento público, permitindo para já todo o tipo de especulações. Por outro lado é ensurdecedor o silêncio dos israelitas sobre este acidente, sabendo todos nós que Israel tem toda esta zona perfeitamente monitorizada por mar, terra e ar.

 

  Al Jazeera 3Nov2015 8h43 GMT

Segundo as últimas notícias vinculadas pela Al Jazeera e pela NBC News um satélite de infravermelhos dos EUA detectou um flash de calor no momento em que o avião de passageiros russo caiu na península de Sinai, no Egipto, podendo ter sido algum tipo de explosão no próprio avião, ou num tanque de combustível ou mesmo uma bomba. As imagens de satélite descartam um ataque de mísseis superfície-ar.

Metrojet acidente 31Out2015 Al Jazeera3Nov2015 ab.

 

  Al Jazeera 7Nov2015 19h52 GMT

Metrojet acidente 31Out2015 AlJazeera 7Nov2015 aa.



Publicado por Tovi às 07:57
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 1 de Novembro de 2015
Avião da "Metrojet" despenhou-se no Egipto

Metrojet acidente 31Out2015 ac.jpg

Morreram todos os 224 passageiros e tripulantes do Airbus A321-200 da companhia russa “Metrojet” que se despenhou ontem nas montanhas da Península do Sinai, 23 minutos depois de ter levantado voo do popular resort egípcio de Sharm el-Sheikh com destino a São Petersburgo. O Estado Islâmico já reivindicou ter abatido o avião russo com um míssil, mas quer as autoridades egípcias quer as russas dizem ser muito pouco provável e tudo leva a crer ter-se tratado de uma falha técnica. Mas para já, e porque o seguro morreu de velho, as companhias Emirates, Lufthansa e Air France já suspenderam os seus voos sobre a Península do Sinai até à conclusão dos inquéritos que se irão realizar.

 

  Comentários no Facebook

«Joaquim Leal» >> A ser abatido só se foi por método de bagagem. Os bezerros não têm aquela "artilharia". Isso é mais para os lados da Ucrânia. ;P

«Fernando Duarte» >> os bezerros nem têm misseis para atingir aviões a essa altitude nem têm acesso a bagagens no Egipto, depois dos atentados que houve là, em particular em Sharm el cheik

«Carlinhos da Sé» >> Ó Leal, os "bezerros" podem até nem ter, mas não duvides que os bois da "CIA", que por ali andam, têm. Eu gostava de vos ver chamar "bezerros" cara a cara, não é por nada...

«David Ribeiro» >> Até ao momento tudo leva a crer ter sido por falha técnica este acidente aéreo na Península do Sinai, o mais mortífero da história da aviação russa, mas a notícia que os EUA estão a aumentar em quase 100 milhões de dólares a ajuda à oposição Síria, elevando o montante total para aproximadamente 500 milhões de US$ desde 2012, permite todo o tipo de especulações.

«Albertino Amaral» >> E porque não um pouco de "bluff", para criar medo?

«Francisco Santos» >> O avião já ia a 740 km/h e passou para 172 km/h num minuto… Também suspeito de quebra instantânea em voo.

Metrojet acidente 31Out2015 ad.jpg



Publicado por Tovi às 08:01
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 26 de Outubro de 2015
Avião russo Su-34

O terror de toda a oposição síria, incluindo o Estado Islâmico.

Rússia bombardeiro tático Su-34 aa.jpg

 Características técnicas

Rússia bombardeiro tático Su-34 ab.jpg

  Historial do Su-34

Rússia bombardeiro tático Su-34 ac.jpg



Publicado por Tovi às 08:37
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 9 de Outubro de 2015
Continuam os bombardeamentos russos na Síria

Rússia bombardeia alvos na Síria 08Out2015.jpg

Desde o fim do mês de setembro que caças russos Sukhoi Su-25, Su-24M e Su-34, com o apoio de aviões Su-30, executaram mais de uma centena de ataques cirúrgicos contra postos de comando, campos de treino e arsenais do Estado Islâmico na Síria. Só no dia de ontem (quinta-feira, 8Out2015) a aviação russa atacou 11 campos de treino do grupo terrorista nas províncias de Hama e Raqqa, oito fortificações na província de Homs e depósitos de combustíveis em Khan al-Asal, segundo o porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da Rússia, Igor Konashenkov. Nestes ataques foram usadas bombas anti-bunker para destruir construções subterrâneas do Estado Islâmico no noroeste da Síria.

 

  Comentários no Facebook 

«Victor Meirinho» >> E o ocidente toma chá e critica!!!

«Jose Pinto Pais» >> O ocidente crítica… Diz que ele é amigo do chefe

«David Ribeiro» >> E com esta ajuda de Vladimir Putin as tropas de Bashar al-Assad já conseguiram uma grande ofensiva contra grupos opositores ao governo de Damasco, enquanto a NATO está cada vez mais alarmada com a actividade militar russa neste conflito sírio.

«Jose Pinto Pais» >> E cospem para o ar

«David Ribeiro» >> ÚLTIMA HORA - A Al Jazeera acaba de noticiar (9Out2015 8h03 GMT) que o comandante militar iraniano Brigadeiro General Hossein Hamedani foi morto durante a última noite pelo Estado Islâmico do Iraque e do Levante (ISIL) nos arredores da cidade síria de Aleppo. Esta alta patente do exército do Irão, um aliado incondicional do presidente Bashar al-Assad, prestava aconselhamento militar ao exército sírio.

«André Eirado» >> A eficiência russa põe os americanos de boca aberta

«Jose Riobom» >> .....nunca me passou pela cabeça que um dia estaria de acordo com Putin.....



Publicado por Tovi às 08:07
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 1 de Outubro de 2015
Primeiros bombardeamentos russos na Síria

Rússia bombardeia alvos na Síria 30Set2015.jpg

A Rússia efectuou ontem o seu primeiro ataque aéreo na Síria, tendo como alvo equipamentos militares, armas e munições das forças opositoras ao regime de Bashar al-Assad. Responsáveis norte-americanos e vários activistas e rebeldes sírios dizem no entanto que estes bombardeamentos não estão a atingir os territórios dos jiadistas do Estado Islâmico (Daesh). O Ministro dos Negócios Estrangeiro russo Sergei Lavrov rejeitou estas acusações.

 

 Quem controla o quê na Síria

Siria forças em conflito Out2015.jpg



Publicado por Tovi às 09:05
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 4 de Setembro de 2015
Tropas russas a caminha da Síria

Exército russo na Síria 3St2015.jpg

Notícias com base nos serviços secretos israelitas, mas ainda não confirmadas por Moscovo, dão como certa a partida iminente de tropas russas aerotransportadas para a Síria tendo como único objectivo combater as forças do Estado Islâmico. A mesma fonte diz que o plano estratégico russo resolveu intervir após o centro de comando avançado americano na Jordânia estar completamente paralisado no seguimento dos ataques dos rebeldes sírios no sul. Em meados do mês de Agosto aviões cargo gigantes Antonov AN-124 Condor desembarcaram na Síria mil mísseis anticarro 9M133 Kornet, que deverão ser usados pelas tropas russas aguardadas no terreno a todo o momento.

 

  Comentários no Facebook

«António Lopes» >> A Rússia intrometer-se será sempre para ajudar o Governo Sírio, o que poderá complicar a vida aos rebeldes mas em compensação o ISIS poderá finalmente ter os dias contados. A Rússia envolver-se no espectro da balança mundial a supremacia da NATO é total a nível militar e este envolvimento poderá ser um sinal russo de que não querem ficar para trás, mas a razão de só intrometerem-se agora é que é muito estranho...

«David Ribeiro» >> Deduzo que a Rússia decidiu intervir agora pois tudo me leva a acreditar que a situação de Bashar al-Assad está periclitante.

«António Lopes» >> Com tanto nacionalismo russo, com tantas fotos de Putin a fazer exercício, com tantas paradas militares a verdade é que a Rússia só irá intervir agora... e mesmo assim esta notícia não é oficial, certo?

«David Ribeiro» >> Não, a notícia não é oficial e não tenho nenhuma garantia de ter alguma base de verdade, pois a informação tem origem na mais que suspeita "Coolamnews - fondée par une équipe de francophones partageant un point commun: leur amour d’Israël et leur souci d’une information professionnelle".



Publicado por Tovi às 08:49
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 25 de Maio de 2015
O avanço do Estado Islâmico

EUA e Estado Islâmico Síria e Iraque Mai2015 a.j

Calma que os Yankees vão resolver a coisa… Vão armar até aos dentes um grupo qualquer que se disponha a fazer a guerra aos gajos do Estado Islâmico, que curiosamente os States já tinham armado para derrubar Bashar al-Assad, e mais mortes menos mortes, mais arte desaparecida ou menos arte roubada, a industria do material bélico continua a facturar. E também há uns quantos a ganhar dinheirinho à custa dos desgraçados dos refugiados… mas isso são outras contas que ninguém quer fazer.

 

 Comentários no Facbook

«Carlinhos da Sé» >> A coisa vai mudar não demora muito, o "Estado Islâmico" ousa fazer atentados na Arábia Saudita!



Publicado por Tovi às 08:08
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 20 de Maio de 2015
EUA arma tribos iraquianas

EUA e Estado Islâmico no Iraque 20Mai2015.jpg

Agora os Yankees vão armar tribos iraquianas para combaterem a malta do Estado Islâmico… que em tempos tinha sido armada pelos States para combaterem o ditador sírio. Depois não se queixem que não os conseguem controlar e que estamos todos cada vez mais vulneráveis ao fanatismo jihadistas.

 

  Comentários no Facebook

«Carlos Wehdorn» >> a malta do armamento é que ainda não parou de facturar




Sábado, 10 de Janeiro de 2015
“Le Lendemain”

França atentado a jornal Charlie Hebdo 7Jan2015 f

Andamos todos nestes últimos anos a temer as madraças onde o Alcorão e a Sharia são ensinados desde pequeninos a potenciais jihadistas e afinal foi no seio da sociedade “Liberté – Egalité - Fraternité” que nasceram e cresceram os terroristas dos últimos trágicos acontecimentos em França.

Os irmãos Saïd (34 anos) e Chérif Kouachi (32 anos) nasceram ambos em Paris, filhos de pais imigrantes da Argélia. Ficaram órfãos ainda eram adolescentes e foram colocados pelos serviços sociais num estabelecimento de correcção em Treignac, de 1994 a 2000, onde Saïd tira um curso profissional de hotelaria e Chérif de educação física. Voltam a Paris e parece ser só então que são atraídos ao jihadismo, começando a frequentar a mesquita Adda’wa, na capital francesa, por volta do ano de 2003.

Amedy Coulibaly (33 anos) nasceu em Juvisy-sur-Orge e foi criado na “La Grande Borne”, uma vasta zona de habitação social na região parisiense, no seio de uma família numerosa. Desde muito cedo esteve ligado a actividades marginais como roubo, tráfico de drogas e assalto à mão armada, tendo sido preso em 2010 por porte de munições de guerra. Parece ser dessa altura a sua ligação a um islamita radical de nome Djamel Beghal Murat, condenado por um ataque à embaixada dos EUA em Paris.

 

  Comentários no Facebook

«Victor Meirinho» >> Não nos equivoquemos: Nacionalidade não é o mesmo que identidade nacional... Estes labregos são filhos, netos e bisnetos de islamistas... têm a madrass em casa !Mais... no ocidente ninguém se preocupou a fundo com a priblemática. Li o Corão mas pouco da Sharia por me ser repulsiva... As mesquitas ensinam o Corão, em que se plasma uma religião pacífica... As madrass ou madrassas ensinam a Sharia, doutrina de expansão da fé por via armada, ensinada por meios de lavagem ao cérebro, hipnose e histeria colectiva ! E o ocidente ainda não aprendeu... Haveria de começar a purga pelas madrass e frequentadores.

«Fernando Duarte» >> tipo IURD , mas com muita violência

«Victor Meirinho» >> Ora nem mais !!!

«David Ribeiro» >> Tem razão no que diz, Victor Meirinho... Mas não há dúvida que nós, os “ocidentais”, também temos muitas culpas na forma como fizemos (ou não) a integração desta gente na nossa cultura. A França é o país da Europa com maior percentagem de muçulmanos na sua população e chegará o dia em que o Eliseu pode vir a ser a residência oficial de um francês islâmico. E depois como é que vai ser?... As minhas preocupações não são de cariz religioso, mas têm a ver com a forma como desejamos a sociedade em que viverão os nossos filhos e netos.

«Victor Meirinho» >> Exacto. Não gostaria de ver a minha filha de burka e considerada abaixo de cão !

«David Ribeiro» >> De burka é uma questão estética… já abaixo de cão, nunca. E eu até gosto muito de cães.

«Isabel Sousa Braga» >> Nada justifica estes atentados mas na minha modesta opnião os franceses têm de ter «cuidado na integração» (este entre aspas é para não os chamar de racistas) dos imigrantes porque quando há 10 anos houve a revolta dos jovens em França mais precisamente na periferia de Paris o The Guardian escreveu :"os distúrbios puseram abaixo a cortina que existe entre as cidades ricas e os subúrbios que abrigam em sua maioria imigrados do Magreb e da África ocidental, que nunca puderam se integrar à sociedade francesa, e se transformaram em uma subclasse acostumada com a discriminação e falta de esperanças".Já a BBC dizia «existe uma "enorme fúria e ressentimento" entre os imigrados africanos e seus descendentes, nos subúrbios das cidades francesas.» Pelos vistos não aprenderam nada

«David Ribeiro» >> Porque está na minha linha de pensamento “roubei” e publico aqui este texto do António Alves: Pode ser falha minha, porque há muito deixei de digerir o lixo que as TV's vomitam para cima dos gentios diariamente, mas ainda não li ou ouvi ninguém que se tenha dado ao trabalho de evidenciar a verdadeira mudança no modus operandi do terrorismo fundamentalista islamita. Cientes da fraca aceitação, e até rejeição, entre os muçulmanos de ataques suicidas indiscriminados que provocam a morte de centenas de inocentes, exemplos dos atentados de Atocha em Madrid e do Metro de Londres, este atentado é uma operação comando, altamente especializada, contra um alvo específico e vítimas previamente identificadas. É um "upgrade" a ter em conta. Entramos agora na fase altamente profissional. Da Arábia Saudita vem muito do dinheiro que financia estas células radicais. Mas vem principalmente a inspiração ideológica. Este país é uma tenebrosa ditadura teocrática onde as decapitações, cortes de mãos e chicoteamentos públicos são prática corrente. Às mulheres nem sequer é permitido conduzir um automóvel. Apesar disso, quem lá manda continua a ser tratado no ocidente como gente respeitável. O dito "Estado Islâmico", claramente de inspiração wahhabita, a linha religiosa da monarquia saudita, continua a vender o petróleo capturado nos campos Iraquianos sem qualquer oposição. Aliás, é evidente que o ocidente apenas faz de conta que os combate. Qualquer comparação com o empenho demonstrado no derrube de Sadam Hussein, por exemplo, é pura coincidência. O sucesso do "estado islâmico" é um factor de motivação poderoso. Esta guerra está muito longe do fim...

«Joaquim Leal» >> Òh meu amigo David Ribeiro, por mais um pouco confundia-te com a Ana Gomes que culpou a austeridade pelo terrorismo. Depreendo do teu comentário inicial que pareces imputar aos europeus a responsabilidade pelos desvios que esta canalha toma. Quem os acolhe, lhes atribui habitação, cidadania, abre as oportunidades profissionais e de integração plena e ainda lhes concede subsidios é que anda a falhar, sim senhor... Não, esta malta se não estiver por bem é ser embarcada e devolvida á procedência, mesmo que esta seja apenas a dos seus antepassados.

«Isabel Sousa Braga» >> Joaquim Leal nós, os europeus, temos a nossa quota parte da culpa, ninguém é totalmente inocente.

«Joaquim Leal» >> Explique-me Isabel Sousa Braga para ver se percebo. Agradecia e se tiver que emendar a mão, não tenho problemas.

«Isabel Sousa Braga» >> Primeiro quero mais uma vez dizer que sou absolutamente contra estes actos de terrorismo, de violência e de fanatismo. Também confesso que mudo de canal quando aparece a Ana Gomes porque me encanita… Segundo: muito mas muito muito resumidamente o que eu quero dizer é que nós europeus somos racistas e hipócritas e os franceses em particular.

«David Ribeiro» >> Pois é, Joaquim Leal... Como muito bem diz a Isabel Sousa Braga todos nós na Europa temos a nossa quota parte da culpa, pois quando precisamos deles, dos imigrantes magrebinos por exemplo, era tudo um mar de rosas, mas depois lá os enviamos para uns novos guetos, pagando-lhes para estarem sossegadinhos e sempre que eles faziam barulho lá lhes dávamos mais um subsídio qualquer. Foi assim nos últimos tempos em França, se bem te recordas. E já agora: Comparares-me à Ana Gomes é quase insultuoso

«Joaquim Leal» >> Aceito e agradeço as explicações de ambos se bem que não seja de todo concordante. David, eu sabia que afinavas lol



Publicado por Tovi às 10:17
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 12 de Outubro de 2014
Os Curdos, os mal-amados

Curdos a.jpg

Com extrema dificuldade os Curdos tentam defender-se do ataque feroz dos militantes do Estado Islâmico, na fronteira da Síria com a Turquia. E a Europa, os EUA, a Rússia e todos os outros membros das Nações Unidas a assobiarem para o lado.

 

Comentários no Facebook 

«José Luis Moreira» >> É que os Curdos são um problema maior para a Turquia...

«David Ribeiro» >> ...neste momento para a Turquia e para a Síria. Os Curdos são os mal-amados da região. São a maior etnia sem Estado do mundo (26,3 milhões de pessoas) distribuídos por cerca de 500.000 km², uma vasta região do Oriente Médio que extrapola as fronteiras da Turquia, abrangendo partes do Iraque, do Irão, da Síria e da Arménia.

«Fernando Duarte» >> primeiro deixar os gajos matarem-se entre eles, depois vamos là acabar com os sobreviventes, porque enquanto o PKK andar aos tiros com o DAESH toca-me num sem fazer abanar o outro, seria o mesmo que a gente em Portugal se metesse numa contenda entre ciganos e pretos

«Maria Teresa de Villas-Boas» >> Os paises são cobartdes. a Turquia devia ir ajudar.

«Carlinhos da Sé» >> A Turquia devia ser condenada por genocídio, já matou milhares de curdos deixando-os morrer de frio nas montanhas, coma conivência da “Nato”. - NATO está determinada a "defender" a Turquia

 

Kobane 01.jpg Kobane (Ayn al-Arab)

Segundo as últimas notícias 40% da cidade curda de Kobane (Ayn al-Arab), na fronteira da Síria com a Turquia, já se encontra nas mãos dos rebeldes do Estado Islâmico, apesar dos aviões da coligação liderada pelos Estado Unidos continuarem a atacar posições dos “jihadistas”. O Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH) diz que só neste último mês 300 mil pessoas fugiram, das quais 200 mil para a Turquia, e cerca de 70 cidades sírias caíram nas mãos do EI. Uma tragédia o que se está a passar nesta região.

 

 Comentários no Facebook

 «Fernando Duarte» >> a Amadora está a 80% nas mãos dos pretos e ninguém diz nada

«António Lopes» >> Caro Fernando Duarte, antes de mais desejo um bom resto de Domingo para si e para os seus, espero sinceramente que esteja tudo bem. Este seu comentário tem alguma interpretação diferente daquela que para mim é implícita? Tipo, um outro comentário seu possuía uma enorme carga simbólica, sobre o facto da criança cega de Mirandela que tinha de percorrer 120 Km diários, segundo o senhor, a palavra "ler" era mais complexa que à primeira vista dava a entender, e agora este seu comentário é apenas racista, ou terá alguma simbologia neutra escondida que a nós comuns mortais não a conseguimos decifrar?

«António Alves» >> o Eusébio era "preto" – Votez Eusebio

«Fernando Duarte» >> mantenho a frase (que nada tem a ver com racismo) mas acrescento outra: cada qual deve começar por varrer à sua porta, e depois, se sobrar tempo, pode ir varrer à porta do vizinho, mas de qual vizinho? Neste caso temos violentos combates entre a Daesh e o PKK… que venha o diabo e escolha

«Joaquim Leal» >> Os turcos estão de certa forma a colher por via indirecta o que têm andado a semear. Com a cada vez maior islamização do país, renegando os principios democráticos do fundador Mustafa Kemal Atatürk. Agora ganharam por ali uma vizinhança de excelência. Piores que os ciganos. Não isto não é racismo.

«Carlinhos da Sé» >> Ora bolas...

«António Alves» >> A Turquia é um dos principais "facilitadores" do "estado islâmico". Enquanto lhes for útil não mexerão uma palha.

«Joaquim Leal» >> António Alves, de acordo mas olhe que o "estado islâmico" do ISIS é expansionista daí o termo califado. Deixe-os arrumar primeiro o Iraque á sua "moda" que nem a turquia dormirá descansada.

«Carlinhos da Sé» >> Estou com António Alves, dá-lhes muito jeito a ação do "estado islâmico".

«António Alves» >> Quando for necessário, i.e., quando a tarefa do ISIS estiver completa (destruição da Síria), os israelitas e americanos acabam com eles num instante.

«Carlinhos da Sé» >> Ó Joaquim Leal, a "Nato" defende a Turquia.

«Fernando Duarte» >> que morram todos, fdp. os turcos que em 1915 massacraram 80 % da população da Arménia (apenas sobreviveram o Aznavour, o Boghossian e o Djorkaef, mas uma garota que eu conheço) , o PKK que é uma organização kurde terrorista ( eu até conheço uns kurdes onde vou comer um verdadeiro donner kebap, e não essa merda que vos vendem nos centros comerciais, são simpáticos mas muito feios, ainda mais feios do que os ciganos) mas tirando os que eu conheço os outros são todos terroristas (é como com o Eusébio, ele era um bacano e os outros eram turras) , quanto aos bezerros ... nem se fala! conclusão: QUE MORRAM TODOS

«António Alves» >> A Turquia também tem meios próprios mais do que suficientes. São só o segundo maior exército da NATO.

«Joaquim Leal» >> Pois, a Turquia é o maior exército da Nato mas se inisistirem nessa tal de islamização bem que podem esperar sentados o apoio do ocidente. Veremos. O meu irmão viveu e trabalhou uns anos na Turquia. Assistiu a manifestações curdas em Instambul onde viveu. Garante-me que viu por lá muitas bandeiras que só lhe lembravam a união sociética nos tempos gloriosos.

«António Alves» >> O PKK é. Inspiração comunista. Daí os américas os classificarem como "terroristas"

«Fernando Duarte» >> porque comunismo não é sinonimo de terrorismo? vá là dizer isso às famílias dos 100 milhões de mortos do Staline

«António Alves» >> Para isso teria que considerar estalinismo igual a comunismo. Sou capaz de escrever uma tese inteira sustentando que não. O facto do partido que governou a Rússia durante 70 anos usar o nome de "comunista" não quer dizer que o seja. Em Portugal também há um que usa o nome de "social-democrata" e nunca o foi.

«Joaquim Leal» >> É assim também como o ps António Alves

«António Alves» >> Sim, o PS é, na melhor das hipóteses, um partido "social-democrata" brandinho. Muito terceira via. A léguas do velho trabalhismo.

«Fernando Duarte» >> é como eu digo, varram à vossa porta antes de irem varrer para o Kurdistão

«Carlinhos da Sé» >> Quando se fala do Povo Curdo lembro-me da deliberação salazarenta que impedia o uso do mirandês.

«Mario Jeronimo» >> E assim David Ribeiro ja estas mais contente.

«Joaquim Leal» >> Boa noite amigo Mario Jeronimo, Só para cumprimentar e enviar beijos

«Mario Jeronimo» >> Joaquim Leal vejo por aqui comentarios... que nao lembram nem ao David Ribeiro. Isto... so visto. Abraco grande meu amigo.

«Joaquim Leal» >> O amigo David Ribeiro é um democrata. Abraço

«Mario Jeronimo» >> Deve de ser… Joaquim Leal a comecar pela publicacao do post, o David Ribeiro parece estar muito euforico e a vontade com o avanco do EI. Como nao esta perto dele... por enquanto... ate relata... e ate que acha alguma graca. Se fosse ele e os filhos e os netos que se encontrassem por la, na situacao em que se encontram os refugiados, e outros, talvez o relato fosse diferente, e a opiniao... outra.

«Joaquim Leal» >> Não concordo, vai lá ler outra vez amigo.

«Mario Jeronimo» >> Eu tambem Joaquim Leal.

«Carlinhos da Sé» >> Racistas são os comentários de Fernando Duarte...

«David Ribeiro» >> Desde há muito tempo que o Mario Jeronimo tem dificuldade em entender o que eu escrevo… será meu o defeito?

  

 Quem é quem na região:

 Estado Islâmico [em inglês: Islamic State of Iraq and the Levant – ISIL] - Grupo jihadista do Oriente Médio, auto-proclamado como um califado, afirmando autoridade religiosa sobre todos os muçulmanos do mundo e aspirando tomar o controlo de muitas outras regiões de maioria islâmica, a começar pelo território da região do Levante, que inclui Jordânia, Israel, Palestina, Líbano, Chipre e Hatay, uma área no sul da Turquia.

PKK – Parti Karkerani Kurdistan [Partido dos Trabalhadores do Curdistão] - Organização Curda fundada em Novembro de 1978 e que desde 1984 vem mantendo uma luta armada contra o estado turco, por um Curdistão autónomo e mais direitos culturais e políticos para os curdos na Turquia.




Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Agosto 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Posts recentes

O martírio dos moçambican...

Ataques terroristas no no...

Atentado terrorista em Ca...

Mossul libertada

A coisa está a ficar quen...

Terá sido um ataque terro...

O legado de Barack Obama

A “técnica” dos escudos h...

A batalha pela libertação...

Putin é o grande aliado d...

Em França há medo... de t...

Ataques terroristas em Br...

Paz na Síria?...

A cidade apocalíptica de ...

O negócio do petróleo do ...

Os neo-jihadistas vivem e...

O Mundo Árabe e o Terrori...

Uma facada nas costas

Medo e Islamofobia

Pois é!... Quem financia ...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus