"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."
Terça-feira, 9 de Fevereiro de 2016
A TAP abandona o Porto

TAP ac.jpg

Os números não enganam ninguém: Existem actualmente apenas 16 rotas exploradas pela TAP a partir do Porto e com o desaparecimento das quatro já anunciadas - Roma, Milão, Bruxelas e Barcelona - ficarão a existir apenas 12, contra perto de uma centena a partir de Lisboa; Mesmo entre estas 12 rotas, a principal frequência de voos a partir do Porto será para Lisboa, já actualmente o principal destino dos voos da companhia nacional, com uma frequência de 49 ligações semanais a partir da Invicta; O segundo destino com mais voos semanais da TAP a partir do Porto é Paris, com 28 (quatro voos diários) e o terceiro é Madrid, com 18; Os voos intercontinentais a partir do Porto são cada vez menos e em 2015 a TAP descontinuou a ligação a Caracas, estando a reduzir para dois o número de voos semanais para Newark, Rio de Janeiro e São Paulo, os que sobram; Simultaneamente a TAP anunciou uma nova rota, entre Vigo e Lisboa, o seu "hub", o que representa uma vontade objectiva de concentrar os passageiros na Capital, já que a cidade galega se encontra no chamado "hinterland" (zona de captação) do Aeroporto do Porto. Mas o que nós queremos saber é se uma companhia aérea nacional, detida por dinheiros públicos (antes a 100%, depois a 39% e, desde esta semana, a 50%) pode usá-los para aplicar uma estratégia puramente comercial no interesse do seu outro accionista privado? Pode uma empresa pública ser usada contra uma região e a favor de outra?

 

  No jornal i de hoje

TAP jornal i 9Fev2016 aa.jpg

Muito mau será para o Governo PS se for verdade o que o ”jornal i” noticia. A Cidade Invicta e o Norte já estão fartos destes tiques centralistas dos senhores do Terreiro do Paço.

  Comentários no Facebook

«David Ribeiro» >> Começo a acreditar que esta notícia tem algo de verdade… É que os meus amigos socialistas andavam a dizer-me que se estava a criar uma boa empresa pública e não a continuar-se com uma má empresa privada nos transportes aéreos e que a reversão parcial da privatização ia garantir uma base activa da TAP no Porto. E de um momento para o outro calaram-se. Mau sinal, seguramente.

«Diogo Quental» >> A máfia política tem menos força cá para cima...

«David Ribeiro» >> …ou então os socialistas do Norte estão à espera de ver o que é que o “Politburo” diz [Emoji wink]

«João Simões» >> Ehehe o i a mandar para o ar a ver se cola [Emoji smile]

«David Ribeiro» >> Ouça com atenção, João Simões, o que diz o Presidente da Câmara do Porto e verá que é capaz da notícia do “i” não ser barro atirado à parede.

«Francisco Restivo» >> Quanto mais depressa nos libertamos da TAP e reforçarmos as nossas parcerias alternativas, melhor! Eles precisam do novo aeroporto como de pão para a boca.

«Isabel Simões Veloso» >> O Costa não vai conseguir anular o Norte. Confio que Rui Moreira consiga reverter a situação.

«José Camilo» >> Fosse um problema de uma pequeninha companhia aérea o nosso pior pesadelo. Temos de os aturar o ano inteiro com problemas de esquerdas e direitas. Basta. Continuemos a olhar em frente. Aviões e companhias não faltam.

«Tiago Vasquez» >> Depois das palavras vêm as ações, uma fase muito mais gira. Tiramos a TAP do Porto, e depois o PS, PSD e por ai fora...

«Jovita Fonseca» >> Sempre a mesma posição em relação ao Porto! O Norte tem de ser firme e preparar caminho! É daqui que partem as exportações e há movimentação laboral.

«João Fernando Couto» >> Depois são contras os Jiadistas

«Paulo Cruz» >> Foi este garoto que nos tirou o festival da Red Bulli e continua com a mesma politica anti nortenha

«Raul Vaz Osorio» >> A minha pergunta continua a ser a mesma que faço há alguns anos. Vamos fazer o quê? Protestar no Facebook? Ou vamos finalmente arrancar ao poder central o que nos pertence por direito e que, essencialmente por inacção nossa, nos tem sido usurpado? Eu exagero mesmo quando digo que a única solução é a independência? Vou continuar a defendê-la sozinho?

«Paulo Vaz» >> Agora é que os amigos do PS a norte começam a perceber que a economia e sociologia de Lisboa é diferente da nossa.

«Gonçalo Lavadinho» >> Nada de anormal.

«João Thiago» >> Raul, as perguntas são as mesmas mas.. onde estão as respostas, a mobilização e a agenda? "Go lead!" Se a TAP só quer Lisboa, não pode ser companhia de bandeira. O país e o Norte não pode dar dinheiro a isto. Quanto à Galiza, a solução poderá ser a negociação de uma ponte aérea entre a Galiza e o Porto e a atracção de alternativas para as rotas intercontinentais. Se querem concorrência, tê-la-ão e assim abre-se ao Norte uma grande oportunidade: autonomizamo-nos mais, competimos mais e temos a oportunidade de ainda crescer mais. Sem a "eterna dependência" de outros.

«Raul Vaz Osorio» >> Totalmente de acordo, João Thiago. Eu não "go lead" porque, neste momento, o Norte tem um líder bem mais capaz do que eu. É preciso é estimular a malta a colocar-se ao seu lado.



Publicado por Tovi às 08:33
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Outubro 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Posts recentes

Os subsídios às empresas

Acordo de governação na C...

Germano Silva fez ontem 9...

Portugal 5 - 0 Luxemburgo

Ter ou não ter maioria ab...

Violência no Porto… e a c...

Tão amigos que nós somos,...

Há independentes e indepe...

Juiz negacionista expulso...

Erupção do Cumbre Vieja e...

A segurança ao estilo Tal...

Portugal é uma das melhor...

Emergência no Afeganistão

Braga 2 - 2 Boavista

A dependência europeia do...

Timtim e o senhor Oliveir...

A Descentralização que no...

História recente do Afega...

A todos os Portuenses... ...

Boavista 1 - 1 Estoril

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus