"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."
Terça-feira, 12 de Setembro de 2017
Autárquicas no Porto – Rui Moreira no seu melhor

Tomem e embrulhem… senhores socialistas do Porto

12Set2017 aa.jpg

 

  Comentários no Facebook

«João Simões» - Rui Moreira das duas uma ou não considera o cds um partido ou quer tentar enganar uns quantos sobre ser "independente". Felizmente muitos já perceberam em que quadrante político se situa Rui Moreira e a sua comissão de "independentes".

«David Ribeiro» - Tenho a certeza que o João Simões sabe em que águas é que eu navego no que diz respeito a ideologia política, pelo que vir aqui dizer “…muitos já perceberam em que quadrante político se situa Rui Moreira e a sua comissão de "independentes"…” é uma boca foleira… para não dizer outra coisa.

«Sofia Araújo» - Mas a insinuação que partilha não é uma boca foleira?

«David Ribeiro» - Não, eu não insinuo nem mando bocas foleiras… Eu faço parte, desde a primeira hora, dos independentes de Rui Moreira e sei muito bem o que sou politicamente, pelo que não me revejo nas “bocas” do João, que considero insultuosas.

«Sofia Araújo» - Refiro-me à imagem que partilhou, e portanto a acusação seria ao autor da frase. Frase que leio pela primeira vez e que desconhecia. É dita por quem?

«David Ribeiro» - É de Rui Moreira... e não é nenhuma insinuação, é pura realidade.

«Sofia Araújo» - Não sabia mesmo, mas reforço: se nada no contexto original o atenua, é uma boca foleira, um facilitismo de análise sem base clara e assente numa insídia que nem permite resposta. Refere-se a algo concreto?

«David Ribeiro» - Não me diga que não está par do que se está a passar na campanha de Pizarro?... É que fica mal a ministros do Governo de Portugal andarem a "darem uma mãozinha" a um candidato autárquico.

«Sofia Araújo» - Pq? Cidadãos politizados perdem direitos cívicos por serem ministros? É precisamente essa artificial suspensão de existência que os adeptos de independentes ungidos e intocados parecem defender (não digo o David, digo nas conversas com quem diz que gir...Ver mais

«David Ribeiro» - Pois se há algo que sempre me alegrou no movimento independente de Rui Moreira foi encontrar por lá gente de vários quadrantes políticos, da direita à esquerda, ou mesmo à estrema esquerda, mas todos emanados do interesse supremo em ver a nossa Cidade no melhor e por muitos anos.

«Sofia Araújo» - Mas costumam ter debates internos entre facções? Como conseguem um equilíbrio ideológico na definição de o que é o melhor?

«David Ribeiro» - Junte-se a nós e verá... somos democráticos, não tenha dúvidas. Se se der ao trabalho de ver a composição da lista de candidatos à AMPorto verá que vamos da direita à esquerda.

«Sofia Araújo» - Mas um formato 'união nacional' que vai da direita à esquerda não me parece um exemplo claro de democracia activa. Considera que o programa de Rui Moreira é de esquerda ou de direita?

«David Ribeiro» - Será de esquerda numas coisas e noutras de direita... e nisto é que um movimento como este se torna rico, pois não está "agarrado" a definições estereotipadas da política. E isto é a nossa grande INDEPENDÊNCIA e LIBERDADE.

«Sofia Araújo» - Compreendo a divergência em temáticas, algo que existe nos partidos verdadeiramente democráticos, como sabe. Mas não concordo que esquerda e direita sejam definições estereotipadas. Nem que independência e liberdade sejam fins - são métodos (imprescindíveis em democracia!) para um fim e é esse fim que me dizem, à la Macron, que vai sendo definido caso a caso. Falta-me uma série de princípios que regem as escolhas e me permitem antecipar as escolhas futuras.

«David Ribeiro» - Minha querida Sofia Araújo (a minha idade já me permite tratar toda as mulheres por “queridas”), vou ter que sair para levar a minha neta à natação… mas adorei falar consigo e teremos seguramente novas oportunidades.

«Gonçalo Moreira» -   Sofia Araújo, Lei Eleitoral das Autarquias Locais: "Artigo 41º - Neutralidade e imparcialidade das entidades públicas. 1 — Os órgãos do Estado, das Regiões Autónomas e das autarquias locais, das demais pessoas colectivas de direito público, das sociedades de capitais públicos ou de economia mista e das sociedades concessionárias de serviços públicos, de bens do domínio público ou de obras públicas, bem como, nessa qualidade, os respectivos titulares, não podem intervir directa ou indirectamente na campanha eleitoral nem praticar actos que de algum modo favoreçam ou prejudiquem uma candidatura ou uma entidade proponente em detrimento ou vantagem de outra, devendo assegurar a igualdade de tratamento e a imparcialidade em qualquer intervenção nos procedimentos eleitorais. 2 — Os funcionários e agentes das entidades previstas no número anterior observam, no exercício das suas funções, rigorosa neutralidade perante as diversas candidaturas e respectivas entidades proponentes. 3 — É vedada a exibição de símbolos, siglas, autocolantes ou outros elementos de propaganda por titulares dos órgãos, funcionários e agentes das entidades referidas no nº 1 durante o exercício das suas funções."



Publicado por Tovi às 15:08
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Outubro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9


22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


Posts recentes

Conquista de Lisboa aos M...

Últimas notícias de Barce...

O dia seguinte... em Barc...

Greve Geral na Catalunha

Violência doméstica... um...

Já é conhecido o novo Gov...

Corrupção na legalização ...

Independência adiada na C...

Albariño... da Galiza

Dia da Hispanidade

Mais um “incidente” no Ma...

Já se contam espingardas ...

As minhas previsões não f...

PSD venceu as Legislativa...

Pós-eleições… no Facebook

PS vence as Legislativas

Artigo 141.º da Lei Elei...

El Corte Inglés na Rotund...

Morreu Freitas do Amaral

"Lorenzo" atinge Açores

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus