"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."
Sábado, 14 de Maio de 2022
João Rendeiro encontrado morto

Captura de ecrã 2022-05-13 101421.jpg

João Rendeiro foi encontrado morto na 6.ª feira [13mai2022] dentro da cela na prisão onde se encontrava na África do Sul. O antigo banqueiro, que foi capturado em 11 de dezembro do ano passado naquele país depois de ter fugido de Portugal para não cumprir pena no processo BPP, encontrava-se ali preso há seis meses enquanto se opunha ao pedido de extradição.


  Seja qual tenha sido a causa da morte de Rendeiro na cadeia de Westville, em Durban, a verdade é que vai dar para uma nova "telenovela".


Jose Pinto Pais - Foi durante as comemorações do Dragão ?
David Ribeiro - ... é uma hipótese. 😉
Miguel PauloA causa da morte foi falta de ar.
David Ribeiro
Miguel Paulo... alegadamente. 😉
Afonso Vareta
Um menino mimado e caprichoso preso numa cadeia para homens de grandes curriculum criminosos. Era previsível que não tinha pedalada para tanta fruta. Pagou os seus crimes em grande sofrimento...que sirva de exemplo a muitos outros criminosos de colarinho-branco.
David RibeiroE o motorista, estará bem de saúde?
Isabel Sousa BragaDavid Ribeiro deve estar em Custóias
Fernando DuarteUm bandido a menos! Roubava convencido que nunca seria preso nesta república de bananas, no pior dos casos teria vida de luxo com pulseira electrónica!
António Leite de CastroNenhuma simpatia por João Rendeiro. Mas, pôr termo à vida por enforcamento, numa cela de 80 m2 onde estavam cerca de 50 presos? Muito estranho.
Bernardo Sá Nogueira MergulhãoÉ sempre um ser humano que morre:-(.... Valeu a pena o golpe, que últimos tempos fabulosos
Altino DuarteA morte de alguém, seja quem for, não me parece algo que mereça a ironia. Sinal dos tempos ? Não sei, pode ser que sim...
David RibeiroClaro que a morte de alguém, seja ele quem for, é sempre uma tristeza... mas eu conheço - um amigo meu a quem ele "roubou" muito dinheiro - quem gostaria de ir ao funeral para ver se ele fica bem enterrado, não vá ressuscitar.

 

  Investigação da polícia sul-africana sobe a morte de Rendeiro
A polícia sul-africana descarta envolvimento de terceiros na morte de João Rendeiro, reforçando a tese de que o ex-banqueiro colocou um termo à própria vida. “Ele estava numa cela única quando se enforcou. Foi depois de trancado, portanto ninguém podia estar envolvido ou ter acesso a ele”, explicou à Lusa o porta-voz dos serviços prisionais da África do Sul, Singabakho Nxumalo. Segundo o responsável do Departamento de Serviços Penitenciários, “a investigação está em curso e o relatório da autópsia será dado a conhecer à família”, adiantando não ter ainda informação de quando é que a autópsia será realizada. As autoridades locais ouviram várias testemunhas e já atualizaram o processo de averiguação das circunstâncias da morte de Rendeiro, no qual defendem que há dois fatores que podem ter contribuído para a decisão do ex-banqueiro: a apreensão do telemóvel que tinha na cela e o facto de ter de mudar de advogada, alegadamente por falta de pagamentos a June Marks, que até então representava Rendeiro e que anunciou a morte do mesmo aos jornalistas. João Rendeiro tinha recentemente mudado dentro da cadeia para um local com condições piores após ter sido apanhado pelos guardas com um telemóvel, dispositivo que é proibido no estabelecimento prisional. Desde que foi detido na África do Sul, João Rendeiro tentou, por meio de advogados, pedir transferência para outra prisão que não a de Westville. Esse mesmo telemóvel era usado por Rendeiro para trocar mensagens com pessoas em Portugal, inclusive amigos, e a mulher, que está em prisão domiciliária e com quem fazia videochamadas. Entretanto, o advogado de João Rendeiro em Portugal, Abel Marques, disse esta sexta-feira que pondera avançar com um pedido de libertação de Maria de Jesus Rendeiro. O processo está nas mãos do Departamento de Serviços Penitenciários da África do Sul, que lançou uma investigação urgente sobre a morte do antigo presidente do BPP. Os resultados da autópsia poderão ser conhecidos em breve, mas as autoridades portuguesas estão impedidas de investigar o caso.



Publicado por Tovi às 07:14
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Junho 2022
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





Posts recentes

Novo(s) Aeroporto(s) em L...

Já soam os tambores de gu...

Conferência dos Oceanos

Danos colaterais da invas...

123.º dia da invasão da U...

Morte trágica de uma meni...

Adesão da Ucrânia e risco...

Sismo no Afeganistão

O imbróglio das sanções a...

Salvar a Descentralização...

Sérgio Sousa Pinto sobre ...

Best in Show das Exposiçõ...

Exposições Caninas de Lam...

Onde se come bem e barato...

A Índia está a comprar pe...

Ainda vão chamar "putinis...

O 'novo' McDonald’s abriu...

Quem controla o quê na Uc...

Traidor ou herói?... e os...

Vladimir Putin... e o cza...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus