"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."
Sexta-feira, 20 de Março de 2015
Mais um episódio da “telenovela” BES/GES

Comissão de Inquérito Parlamentar Ricardo Salgad

Decorreu ontem na Assembleia da República uma nova audição de Ricardo Salgado na Comissão Parlamentar de Inquérito à Gestão do BES e do Grupo Espírito Santo.

 

  Alguns apontamentos do que por lá se disse

Ricardo Salgado, com um ar mais abatido do que lhe conhecíamos, no início da sua intervenção deu-nos a entender que esta iria ser uma confissão de arrependimento. Mas começou logo por acusar os "amigos" de o terem abandonado.

Ricardo Salgado chamou ao Parlamento a "verdadeira casa da democracia"... Dito por ele tem outro significado, sem dúvida.

Na óptica de Ricardo Salgado, só há um culpado na falência do BES… é o Banco de Portugal.

Segundo Ricardo Salgado os clientes de retalho do BES que subscreveram dívida do ESI e RioForte deveriam estar na conta-corrente do Novo Banco, pois para isso havia provisões para acautelar o reembolso dos valores em causa.

O colapso do BES deve-se unicamente à fuga de depósitos dos clientes. Não foi assegurada uma transição pacífica aquando da saída de Ricardo Salgado da gerência do banco.

Em julho de 2014 havia uns americanos dispostos a meterem muito dinheiro no BES e o Banco de Portugal disse que não era necessário.

Podemos concluir que, segundo Ricardo Salgado, quem acabou com o BES foi o Banco de Portugal. E pergunto eu: Para onde foi o dinheiro? É que Salgado diz que não foi para os bolsos dos accionistas. [Reflectindo: Para mim, que de bancos pouco mais sei que manter uma mísera conta, o que se passou é que investiram mal ao longo de vários anos e o dinheiro ia-se buscar ao BES onde existia em relativa quantidade, fruto de depósitos dos muitos clientes. E de um ano para o outro se foi andando sempre com o governo e Banco de Portugal a assobiar e olhar para o lado.]

Carlos Abreu Amorim (PSD), citando João Duque, chamou a Ricardo Salgado "um escroque da pior espécie". Ricardo Salgado respondeu-lhe que só está a tentar provar que tem razão e é isso que espera poder fazer nos Tribunais.

Ricardo Salgado enumerou os negócios ruinosos que aconteceram em Angola ao Grupo Espírito Santo. [Reflectindo: No meio destas "aldrabices" todas o que eu admiro é a ginástica intelectual que todos eles, Ricardo Salgado e seus companheiros no BES/GES, arranjam para justificar a desgraça. Parece-me que todas as intervenções de Ricardo Salgado nesta Comissão de Inquérito são já o "trabalho de casa" para o julgamento que irá (???) decorrer nos Tribunais portugueses.]

O Pedro Nuno Santos (PS) está a atrapalhar o Ricardo Salgado... Este até já nem sabe quem era governo quando se "estampou" em negócios em Angola.

Ricardo Salgado continua a afirmar que o BES estava bem mas que as empresas do Grupo Espírito Santo (não financeiras) foram um desastre. Um segredo que Ricardo Salgado nos divulgou nesta audição: "Em 2012 o Banco de Portugal afirmava que era normal não se saber quem eram os donos das empresas estrangeiras onde os bancos portugueses investiam". Se isto é segredo, não há segredos em Portugal, digo eu.

Cecília Meireles (CDS) confrontou Ricardo Salgado com o facto de haver quem tenha confiado nele para fazer aplicações no BES que agora não são pagas. Ricardo Salgado disse que sempre deu instruções para se informar os clientes que estas aplicações (papel comercial - clientes 360) tinham algum risco. Mesmo assim, afirmou Ricardo Salgado, havia dinheiro posto de lado para reembolsar estes clientes. É preciso perguntar ao BdP o que foi feito deste dinheiro.

Ricardo Salgado confessa que o Grupo Espírito Santo tinha defeitos de organização. E continuou: “O BES não faliu, o BdP obrigou-o a acabar”.

O deputado Miguel Tiago (PCP) fez Ricardo Salgado voltar ao "não me recordo", "não sei", "não acredito que tenha feito isso"... Quando as perguntas são inconvenientes lá se vai a memória.

Mariana Mortágua (BE) esteve no bom nível a que já nos habituou, muito assertiva e calma, mostrando ter os dossiers bem estudados e arrancando até alguns simpáticos elogios por parte do inquirido.



Publicado por Tovi às 09:30
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Outubro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


Posts recentes

Independência adiada na C...

Albariño... da Galiza

Dia da Hispanidade

Mais um “incidente” no Ma...

Já se contam espingardas ...

As minhas previsões não f...

PSD venceu as Legislativa...

Pós-eleições… no Facebook

PS vence as Legislativas

Artigo 141.º da Lei Elei...

El Corte Inglés na Rotund...

Morreu Freitas do Amaral

"Lorenzo" atinge Açores

Dieta Mediterrânica

Sessão de hoje da Assembl...

Cão da raça Barbado da Te...

A criada malcriada... e o...

Tiago Barbosa Ribeiro est...

Tancos… é também um caso ...

Que Governo iremos ter?

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus