"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."
Sexta-feira, 6 de Maio de 2016
Operação Fundo Falso

Operação Fundo Falso 5Mai2016 ab.jpg

Estaremos a ficar um país de vigaristas?... Ou sempre o teremos sido?... Não foram estes os valores que me foram transmitidos pelos meus pais e avós, nem aquilo que ensinei às minhas filhas e ensino à minha neta. E não, não sou nada conservador nem saudosista de outros tempos, para que conste.

 

  Comentários no Facebook

«Rui Pedro Pena» >> Desconhece o país em que vive?

«David Ribeiro» >> Infelizmente não desconheço… Mas já era tempo de termos mudado.

«António Magalhães» >> Mas então a culpa não era da Sra. Merkel?

«David Ribeiro» >> Faz sempre jeito ter uma qualquer “Merkel” para apanhar com as culpas… mas isto é “doença” que já afecta a Europa há muito tempo… Sim, que não somos só nós, os europeus pobres e sulistas, que somos vigaristas.

«António Lopes» >> Portugal e os portugueses sempre gostaram de se ver a si como os verdadeiros defensores da verdade. Existe toda uma ideia bem presente nas nossas elites (e não só), em que estas são escolhidas por um Poder Divino e consequentemente podem fazer falcatruas e mesmo assim andar de cabeça levantada. A culpa nunca foi da "terrível" Alemanha mas sim nossa, sempre nossa. Uma elite aversa à mudança, um Povo pouco ambicioso, toda uma sociedade adormecida. Triste muito triste...

«José Paulo Matos» >> Estou a ver que o difícil começa a ser o "qualquer coisinha" que nasça, evolua e deu frutos sem ter qualquer mãozinha de um "chico esperto" a torne num poço de falcatruas. O bichinho parece passar de geração em geração e não há educação que nos valha.

«Rui Pedro Pena» >> Já que este post deu para uma assunção clara de um problema que temos: há corrupção e vigarice a mais no país. Deixem-me dizer o que penso do assunto: 1 - não se trata de um traço cultural (muito menos genético) de um "pais do sul"; 2 - para mim, a grande maioria dos portugueses não é vigarista, não é manipulador e interesseiro, não é chico esperto... 3 - mas a maioria de nós aceitamos que quem tem esse perfil é porque se "safou melhor que nós" - isto sim, é o traço que revejo na cultura portuguesa. Isto faz com que sejamos condescendentes com os malandros. E quem é que é condescendente com os malandros? Empresários, funcionários públicos, juízes, polícias, professores... E têm MEDO de dizer "não", porque se disserem "-não", quem está ao lado vai ter MEDO e será condescendente... Quem é malandro, sabe que está num caldo de cultura em que consegue "virar o bico ao prego" e "meter no bolso" quem anda a querer fazer as coisas bem feitas (e são uma clara minoria)... Assim se vai desistindo... Só uma nota pessoal: não é o meu caso, eu não desisto. No entanto, educo os meus filhos para não terem que viver em Portugal toda a vida...

«Manuel Barbosa» >> Estamos a ficar um pais sem rei nem roque, enquanto nao se acabar com uma assembleia da republica de advogados ,isto nao vai parar.

«David Ribeiro» >> Certamente que não se trata de um traço cultural (muito menos genético) de um “pais do sul”, mas sou capaz de aceitar que estamos MAIS vigaristas. Na minha já longa actividade profissional sempre me propuseram (pequenas) “vigarices” – nunca fiz as contas, mas a percentagem foi sempre mínima – mas nos últimos tempos o convite à aldrabice é assustador e muito acima dos 50% dos negócios que passam pelas minhas mãos.

«Rui Pedro Pena» >> Pois a mim propõem-me enormes vigarices... Tentam vigarizar-me descaradamente... mas são claramente a minoria... Por exemplo, prestei um serviço para uma entidade que tem 8 diretores e houve um que me veio pedir "luvas" (ele chegou a insinuar que defenderia a minha entidade para futuros serviços do género). Fiz-me de parvo... Mas nunca mais tive descanso e hoje sou persona non grata... NOTA: os outros 7 até poderiam saber que este gajo é um sacana... mas foram condescendentes e institucionalmente solidários (Ahh... e nunca souberam da coisa do "pedir luvas", eu não tinha provas e seria desmentido e acusado de caluniador na hora)... NOTE BEM: 1 em 8 é a minoria... (mas 7 condescendem e EU tenho medo) - para mim é esta a imagem do país...

«Gonçalo Graça Moura» >> Vivemos numa ditadura fiscal, pelo que a fuga compensa enormemente. A única saída é baixar e simplificar os impostos, aumenta-se a receita e a fuga deixa de compensar!

«Fernanda Sousa» >> Não percebo nada de Economia, mas é consensual que com impostos tão elevados, a tentação é maior.

«Rui Pedro Pena» >> Então a culpa da nossa baixeza moral é os impostos altos? Só entendo esses argumentos como auto justificação de atos que percebem que não são socialmente justos? ... o que diriam os suecos? Não fará mais sentido exigirmos boa aplicação dos impostos? (como fazem os "burocratas da UE"?)

«Manuel Rodrigues» >> Na terra dos cegos quem tem olho é rei.

«Fernanda Sousa» >> Baixeza Moral ????? só de quem a tem. è como ir abastecer Gasóleo ou gasolina a Espanha é mais barato....... Gostei dos ATOS SOCIALMENTE JUSTOS. fazem-me cócegas na garganta. não se iluda com o Socialmente justo. somos todos a pagar para quem não quer trabalhar. Os Suecos não são LATINOS e é onde há mais Suicidios. Dinamarca e Suécia. Sr. Rui Pedro.

«David Ribeiro» >> Já agora uma coisa importante e que me parece não ter tido ainda o relevo que merece: Já repararam que nos casos mais mediáticos de corrupção nacional tem sido sempre a Autoridade Tributária que levanta a lebre?... Onde andam as outras estâncias judiciárias?

«Fernanda Sousa» >> Estão de férias, ou então ....... distraídas

«António Magalhães» >> Se a fraude é fiscal, parece-me que a ASAE teria pouco a fazer...

«Jose Mendes» >> Alguma vez na nossa História o teremos deixado de ser? Tlv no período áureo dos Descobrimentos. Como é q os italianos chamam aos golpistas?

«Jorge Veiga» >> é do caruncho!!!

«Gonçalo Graça Moura» >> Caro David Ribeiro, AT diz tudo, polícia do saque...

«Fernanda Velho» >> Até vale a pena ser corrupto neste país?!

«Carlos Wehdorn» >> o serem vígaros é um reflexo do sistema fiscal vígaro que temos... e que beneficia aqueles do costume, pois foi desenhado dessa forma. De quando em vez, lá apanha uns "exemplos" para lançar poeira sobre o resto do rebanho.. ah... e cuidado, que vem ai o lobo! (já agora)



Publicado por Tovi às 09:20
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Posts recentes

Punheta de Bacalhau... e ...

Sem-abrigo no Porto

Garrafeira do supermercad...

Jeanine Áñez na presidênc...

Continental no Porto... b...

Bolívia... e agora?

El Corte Inglés na Boavis...

O dérbi da Invicta

Queda do Muro de Berlim

Sirvam-se...

Hoje, em Paris

"Bem vindo, puto"... diz ...

Orçamento da Câmara do Po...

Vitória de Setúbal 1 – 0 ...

Escócia a caminho da inde...

Pedro Baptista… A Pele do...

Boavista sem derrotas... ...

"Pão por Deus"... em Port...

Programa do XXII Governo....

Inauguração do Supermerca...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus