"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."
Quarta-feira, 3 de Abril de 2024
Pedro Duarte - Ministro dos Assuntos Parlamentares

1024.jpg

Eu e Pedro Duarte fizemos amizade quando ambos integramos a Assembleia Municipal do Porto e por ele mantenho uma profunda admiração... quem não se lembra do "Manifesto X", onde entre outras coisas se defendia "Iniciar um processo de Regionalização que, sem aumento da despesa pública, crie um patamar intermédio (entre Estado Central e poder local) e aproxime as decisões das necessidades das pessoas e territórios". Vou acompanhar com atenção e muito interesse a sua prestação como Ministro dos Assuntos Parlamentares do XXIV Governo.

  
Elisabete Ferreira
Esse "menino" começou o seu percurso político como presidente da associação de estudantes da Faculdade de Direito da Católica do Porto. Terminou a licenciatura 2 anos antes de mim, creio que em 1997. Desejo-lhe a maior sorte nesta nova etapa, tão difícil como se avizinha...
Jose Luis Soares Moreira
As regiões precisam solução ao seu desenvolvimento, Portugal não é só Lisboa e as grandes Cidades. Vamos então acreditar ser possível.

  Expresso 28mar2024
Pedro Duarte, o novo ministro dos Assuntos Parlamentares: de jotinha à Microsoft
Quatro anos à frente da JSD, seguidos de uma subida a secretário de Estado da Juventude de Santana Lopes, num Governo que não durou sequer um ano, fizeram de Pedro Duarte um nome várias vezes apontado ao futuro do partido. Foi deputado em quatro legislaturas, até 2009, afastou-se da ribalta para trabalhar no sector privado, na Microsoft, mas dirigiu pelo meio duas candidaturas de relevo: uma derrotada, de Luís Filipe Menezes à Câmara do Porto, outra vitoriosa, com Marcelo Rebelo de Sousa em 2016. 
Com Montenegro, Pedro Duarte voltou à linha da frente do partido e passou a coordenar o Conselho Estratégico Nacional (CEN), responsável por criar as bases programáticas com que a AD concorreu às eleições. Dividido em 25 áreas, lideradas por alguns independentes, é do CEN que saíram deputados (Ana Gabriela Cabilhas, Emídio Guerreiro) e que salta uma ministra, a da Justiça, Rita Júdice. Em entrevista ao Expresso no final do ano passado, Pedro Duarte dizia que o rigor orçamental “está na génese do PSD”, mas admitia que esperava encontrar um contexto favorável, que permita “mantendo o equilíbrio, ter uma folga que não existia noutros tempos”. É também com essa ‘folga’ que o PSD conta agora.

 

  Premonições sobre o XXIV Governo
transferir.jpeg
São "muito à direita" e regem-se pelos resultados, "mais do que pelos princípios": como duas ministras [Maria do Rosário Palma Ramalho do Trabalho e Ana Paula Martins da Saúdepodem criar "problemas" a Montenegro. Mas neste executivo de Luís Montenegro, dizem, há mais um nome que comprova essa inclinação para a direita: Nuno Melo, que fica com a Defesa. É pela própria ideologia do partido que lidera, o CDS-PP, mais conservador, que acaba referenciado. Melo “não vai” ser respeitado pelas hierarquias militares. "Com Nuno Melo, e numa altura em que a segurança está em causa, não sei bem se as chefias militares vão reconhecer a autoridade de que necessita”. Em especial numa altura em que se volta a discutir a possibilidade de um serviço militar obrigatório. (in CNNPortugal em 2abr2024).

 
Gonçalo G. MouraTiveste um (des)governo de esquerda durante 8 anos e o problema é haver gente mais à direita (o CDS por exemplo, deixou de ser de "direita" em 1999)... o problema do actual (que toma posse hoje) é a falta de gente à direita, arrisca-se a ser mais do mesmo!
David RibeiroGonçalo G. Moura... haja quem diga onde está o fiel da balança.
Gonçalo G. MouraDavid Ribeiro por ti estava entre o PS e o PCP ou o BE? Parece...
David RibeiroNãããã!... O fiel da balança nem sempre está no mesmo sítio, "viaja" de um lado para o outro conforme as lideranças partidárias se posicionam.
Gonçalo G. MouraDavid Ribeiro lê o teu próprio texto... aliás a AD renasceu apenas para onPSD poder dizer que não era de esquerda...
David RibeiroGonçalo G. Moura, o que publiquei, como lá está indicado, é uma transcrição de um artigo da CNNPortugal.
Gonçalo G. MouraDavid Ribeiro mas subscreves ou não tinhas partilhado sem comentário 😉
David Ribeiro
Não tem a ver com subscrever, Gonçalo G. Moura, mas sim com "Premonições sobre o XXIV Governo". E está a dar uma interessantíssima cavaqueira.
Gonçalo G. Moura
David Ribeiro se as premonições são da esquerda... correm o risco de sair ao lado... o problema é que o Montenegro tem mais medo da Ana Gomes que do Ventura...
Celestino NevesMeu caro David Ribeiro! São "muito à direita" e não se regem pelos princípios... Opinião bem curiosa a sua, porque, por oposição, Os governos de António Costa terão sido "marcadamente de esquerda" tendo os ditos princípios constituído o seu ADN. É isso? Então deixe-me dar-lhe uma novidade: Neste processo todo de paulatino apodrecimento político a que o "socialismo democrático" nos conduziu e do qual estaremos (?) a iniciar um processo de convalescença(?) fica a faltar a Luis Montenegro um ENORME agradecimento a António Costa, pelos 'casos e casinhos', pela (quase) explícita corrupção dos seus escolhidos, pela vergonha que (quase) nos fez sentir vergonha de sermos portugueses... António Costa é, quer Montenegro o reconheça ou não, o seu melhor amigo e os abraços que têm trocado nos últimos dias, aqui, em Bruxelas ou num qualquer café de uma qualquer esquina de Lisboa, longe de serem 'aqueles' actos de circunstância em circunstâncias análogas, são de facto, pelo menos da parte de Luis Montenegro, profundamente sinceros. O poder, caiu-lhe literalmente no colo e Rui Rio deve estar a roer-se de inveja!
David RibeiroCelestino Neves..."Opinião bem curiosa a sua..." - A "opinião" não é minha e como está bem explicito no que publiquei é a transcrição de um artigo publicado na CNNPortugal.
Celestino NevesDavid Ribeiro pois... Existe uma regra de ouro para mim: nunca me verão a trascrever na íntegra um qualquer artigo de opinião seja de quem for e depois esconder-me por detrás de um conveniente "in CNN Portugal"... Se não concordo, para quê transcrever o mesmo 'ipsis verbis'? E trascrevendo-o, porque não me demarco de forma clara e de preferência à cabeça, do mesmo?
David RibeiroCelestino Neves... a minha posição está bem clara no "titulo" que dei ao que transcrevi: Premonições sobre o XXIV Governo.



Publicado por Tovi às 07:25
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Maio 2024
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9


22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Posts recentes

Sondagem realizada pelo I...

Onda de assaltos contínua...

Provável queda de um mete...

Boavista 2 - 2 Vizela

Ativos russos congelados

Primeiro-ministro da Eslo...

Linhas de defesa de Khark...

E continuam os "tiros, bo...

Os 13 de Maio em Fátima

Porto 2 - 1 Boavista

Acordo militar entre São ...

Violência Doméstica é CRI...

Portugal volta a receber ...

Pedro Nuno Santos em entr...

Continuando a ler "A Euro...

A violência doméstica é a...

Boavista 1- 1 Gil Vicente

A guerra das "contas cert...

Tensão nas Universidades ...

Cidades da Ucrânia caem p...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus