"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."
Quarta-feira, 6 de Julho de 2016
Portugal 2 – 0 País de Gales

 Portugal Euro2016 ad.jpg

  09h35

Atão hoje lá temos que bencer os galeses, num é berdade, cambada?...
A verdade é que apesar de eu continuar a pensar que tinha toda a razão quando afirmei durante o encontro com a Croácia que “já tinha vistos jogos das distritais com mais futebol”, afirmação minha que tanto irritou uma querida amiga, a verdade é que já “morreram” às nossas mãos os croatas e os polacos, estando marcada para hoje a discussão das meias-finais com o País de Gales.
Força Portugal !... ‘Bora lá a caminho de Paris para a vitória no EURO2016.

 Comentários no Facebook

«Maria Gabriela Rafael» >> Assim gosto muito mais. Um abraço David.

 

  11h15

As quotas da BetClic, a primeira casa de apostas desportivas a operar no mercado regulamentado em Portugal, eram ao fim da manhã de hoje: Portugal 2.1; Empate 3.1; País de Gales 3.75. Como devem saber quanto menor a quota de uma aposta, maior a hipótese de ela se realizar.

 

  13h58

Fica já aqui dito que se vencermos os galeses vou abrir e beber para comemorar uma garrafita de Raposeira Super Reserva Blanc des Noirs (Medalha de Prata no “International Wine Challenge 2016”). Se não passarmos à final, bebo-a na mesma, mas então para esquecer este sonho de ganhar o EURO2016.

  Comentários no Facebook

«Antonio Cruz» >> duas razões válidas para que a dita não caia no esquecimento...

«Mário Almeida» >> E eu uma de Alvarinho fresquinhas que tirei de uma pipa de Monção.

«Albertino Amaral» >> Alinho, sem dúvida......

«Zé Regalado» >> Dessa não tenho, mas tenho Terras do Demo. Também vou abrir uma pelas mesmas razões que tu, Tovi

«Rafael Fernandez de Zafra» >> Rico el raposeira....

«Maria Helena Costa Ferreira» >> estamos convidados?

«Luiz da Cunha» >> Caramba... fiz um esforço e deixei de beber... Mas pelo esforço, mereço um copo [Emoji wink;)]

«David Ribeiro» >> As inscrições para verem o jogo cá em casa fecharam ontem [Emoji wink]

 

 16h40

Estou indeciso… O que devo ir petiscando durante o jogo de Portugal com o País de Gales?... Uns simples tremoços ou umas mais sofisticadas anchovas com requeijão?

 Comentários no Facebook

«Jorge Veiga» >> tremoços. Não gosto de anchovas. Se forem sardinhas ainda vai...

«Isabel Simões Veloso» >> Eu vou estar a pataniscas com arroz de feijão.

«Mario Ferreira Dos Reis» >> Anchovas Anchovas com broa de avintes e requeijão... excelente para o Blanc des Noirs...

 

  19h55

"Heróis do mar, nobre povo, / Nação valente, imortal,..." Vai começar o jogo.

  20h25

Os galeses estão a entrar na nossa defesa com demasiada à vontade.

  20h45

Chegamos ao intervalo empatados a zero.

  21h05

Gooooooolo de Cristiano Ronaldo.

  21h09

Gooooooolo de Nani.

 

 Ganhamos!... Estamos na final do EURO2016 

 

 

  Crónica de José de Pina no Expresso

Fernando Santos engenheiro.jpg

Muito se tem falado das estranhas e tão pouco portuguesas exibições da nossa selecção neste Euro. Uns dizem que jogamos como a Grécia. Outros, mais líricos e com a mania das grandezas, comparam-nos com a Itália. Nada disso. É preciso não esquecer que Fernando Santos é engenheiro electrotécnico com um curso técnico de montador electricista na Escola Afonso Domingos. Fernando Santos é por isso um homem da técnica e não da arte. É um homem da eficácia e não do belo. O nosso engenheiro não tem um sistema de jogo, tem um sistema eléctrico.
O engenheiro monta o meio campo não a pensar em intensidade e força, mas sim em amperes e watts. Sanches tem muitos amperes e Danilo e Adrien watts para dar e vender. Já o João Mário é medido em volts. A tensão do jogo passa por ele. Transmite a bola a mais 100kv. É isso que Fernando Santos lhe pede antes dos jogos.
Nunca como agora foi tão apropriada a expressão: “Uma equipa que joga à imagem do treinador.” Por exemplo, este ano Brian Ruiz foi o cérebro de Jorge Jesus em campo e posso acrescentar que o Coates, que se colava aos avançados, foi a pastilha elástica de Jorge Jesus no relvado. Com Fernando Santos existe algo de semelhante: Renato Sanches é o transformador de alta voltagem e o Cristiano Ronaldo é quadro electrico. Foi com este espirito e desta maneira que comecei a ver o jogo com Gales, através dos olhos de um engenheiro electrotécnico. Não queria voltar a aborrecer-me a ver um jogo da selecção. Penso ser esta a solução para se apreciar a nossa equipa das quinas.
Em relação ao onze inicial percebi a opção por Bruno Alves, mais alto que Ricardo Carvalho, mas Carvalho sai muito melhor a jogar e tem mais técnica. Fiquei a pensar que com José Fonte, Bruno Alves e Danilo quem iria sair a construir a partir da defesa? O engenheiro desenhou um esquema eléctrico em que apostou muito na Estação Elevatória e pouco na Rede de
Transporte. E o que se viu foi confirmou isso mesmo. Gales tomou conta do jogo e teve mais posse de bola. Portugal estava a jogar contra Gales como tinha jogado contra a Croácia, contra a Polónia. Enfim, se tivéssemos apanhado a Bélgica seria a mesma coisa. Portugal tem um futebol voyeur, sempre a ver o que dá até ao orgasmo. Renato e Adrien, e muitas vezes João Mário, tiveram de recuar para vir buscar jogo nas zonas de Danilo. A isto se chama solidariedade, que é o eufemismo de, tenho de safar esta m****! O que se viu algumas vezes na primeira parte foi Nani e Ronaldo lá muito longe, nem apareciam no enquadramento das televisões, mesmo no plano geral. O que num écran 16:9 ainda é mais grave. Portugal não tinha rede de distribuição para alimentar a Estação Transformadora, ou seja, não houve oportunidades de golo. O que fez o engenheiro na segunda parte? Aumentou a voltagem. João Mário e Nani, jogadores de corrente alternada, deram mais dinâmica ao jogo, pegaram mais no jogo. Renato Sanches, um jogador de corrente contínua, que só tem um sentido, para a frente, foi começando a perder energia. O rapaz tem dado tudo. Após o golo de Ronaldo (um grande abraço ao tenrinho do Robson-Kanu que espicaçou o Cristiano ao dizer que Bale era melhor que Messi e CR7) e o electrochoque dado pelo Nani, o engenheiro reforçou, e bem, a rede de transporte com a entrada de Moutinho e André Gomes. O jogo ficou controlado e fácil de gerir e podia ter havido mais golos. Hoje, Ronaldo jogou memos de costas para a baliza e teve mais espaço e viu-se o resultado. Ele não é jogador de cabine telefónica como foi com a Polónia.
O País de Gales acordou para a realidade com um choque de alta voltagem. O sistema táctico/eléctrico do engenheiro Santos voltou a funcionar bem e a energia chegou até à Torre Eiffel para a iluminar novamente com as cores de Portugal. Como se vê, isto de termos um engenheiro electrotécnico como treinador foi-nos muito útil para chegarmos à cidade luz. Esperemos que na final o sistema não vá abaixo por sobrecarga, que não se funda um fusível a ninguém, e não entremos em blackout. Agora diga-me caro leitor, pode ou não haver beleza num sistema eléctrico industrial?



Publicado por Tovi às 10:19
Link do post | Adicionar aos favoritos

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Julho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12
13

16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Posts recentes

Tomada da Bastilha - 14 d...

Fim-de-semana de Exposiçõ...

Parabéns Alice

Atribuição de Medalhas Mu...

D. Pedro IV, o Libertador

Populista Português Moder...

Malhar em ferro frio

Legislativas'2019... no G...

Saladas da Culinária Viet...

Mercadona... em Portugal

Acho bem...

Sinais dos tempos

Morreu Mordillo

Pedro Duarte sobre as esc...

Paulo Portas e Rui Moreir...

Que a Justiça lhes seja p...

The other side of the...

A canibalização da STCP

Criar um Homem novo...?

São João... um pouco molh...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus