"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."
Quarta-feira, 1 de Fevereiro de 2017
Quem tem medo da regulamentação?

"O Porto não é o Faroeste"... mas às vezes parece

Mário Ferreira vs Rui Moreira DN 1Fev2017 aa.jpg

  Comentários no Facebook

«Isa Veloso» - Não é lucrativo e o Mário Ferreira está lá?! Eu sou o pai natal, só que ainda ninguém percebeu. Até aceito que possa ser apenas levemente lucrativo em termos de cash, mas a ponte que lhe faz para os seus outros investimentos...

«Jose Bandeira» - Mário Ferreira soube antever a mina de ouro do turismo e sem dúvida foi o primeiro a arriscar no produto "Douro". Espero que saiba também corresponder às expectativas de um turismo que viaja em low cost mas nada tem de pé descalço.

«Nuno Ilharco Gonçalves» - Se Mário Ferreira fosse menos impulsivo, talvez tivesse paciência para ler devidamente a frase do Rui Moreira. Perceberia então que a entendeu ao contrário. Enfiou uma carapuça que nem existia... é porque se sente culpado...

«Pedro Correia» - O Mário Ferreira matou o pequeno turismo do Norte...

«Jorge Oliveira E Sousa» - E como é que ele consegue contra todo o interesse da população ribeirinha e não só pois é para mim uma perfeita aberração, atracar barcos dormitórios à Ribeira onde passam a noite.

«António Sousa» - Um e outro são muito bons à sua maneira? Mas que são super amigos isso não tenho duvidas.

«Jose Riobom» - Zanga de comadres ? Ou o próximo candidato "independente-dependente" à CMP ?

«António Sousa» - Riobom, estamos a falar de um imenso empresário e não de um simples ou humilde servidor da CMP.

«David Ribeiro» - Ninguém tira o valor a Mário Ferreira, principalmente por ter sido ele quem apostou no Rio Douro aberto ao turismo numa altura em que esta via fluvial pouco mais servia que de esgoto, mas REGULAMENTAÇÃO tem que existir, senão podemos estar a matar a galinha dos ovos de ouro.

«Jovita Fonseca» - O nosso presidente só falou para quem "enfiou a carapuça"...

«Mario Marante» - Mais um que quer estar acima de tudo e todos.

«Ricardo Nuno» - Acho normal, cada um defende os seus interesses, a discussão faz parte das sociedades desenvolvidas . Não chamo nomes a nenhum deles.

«Zé De Baião» - Os países afetados pela agitação social e política inevitavelmente experimentam um declínio no número de turistas internacionais e nas receitas do turismo. Nenhuma cidade ou país conseguiu proteger o setor do turismo dos impactos da insegurança. Se a paz social e a segurança progredir noutros destinos, o Porto corre sérios riscos e deve estar preparado para tal. Por isso, deixem-se de guerilhas. Ninguém pode negar a importância que teve Mário Ferreira e a Douro Azul para a alavancagem do turismo no Porto e Norte, tendo este corrido grandes riscos nos seus investimentos, mas projetando a Cidade e o Norte pelo Mundo, coisa que poucos empresários, bem melhor instalados e financiados à época, fizeram ou se vê fazer. Contudo, o Mário Ferreira tem de perceber que a regulação tanto é útil para a Cidade e para as pessoas que nela vivem e trabalham, como para a sustentabilidade económica do setor do turismo e dos seus empresários, que devem cooperar e não tentar assoberbar-se de qualquer pedra preciosa, que, por tamanha beleza e valor, se mal cuidada, poderá vir a ser esgotada. Nunca houve, não há, nem nunca haverá, no Porto, uma mina de ouro, ou de qualquer outro bem natural precioso inesgotável. Há pessoas, há recursos naturais, há cultura, há ciência,..., entre outras mais valias que fazem funcionar e desenvolver a cidade no seu dia a dia e não apenas por modas ou temporadas. O turismo é apenas uma pequena parte desta enorme cidade, pelo que, não é, nem pode ser, um setor deixado à deriva, sob pena de se desvirtuar a Cidade. O problema não reside nos tuc tuc, até porque essa é a vertente do turismo subdesenvolvido. Quanto aos "garimpeiros", acreditem que não há ouro suficiente que justifique a abertura de uma mina.

«Jota Caeiro» - existem certos cuidados que um interveniente político tem de tomar, essencialmente o cuidado de não ferir um dos principais intervenientes, senão o principal, no turismo do Norte de Portugal e, mais especificamente no Porto e no Douro. não creio que Mário Ferreira deseje 'intervir politicamente' na região embora saibamos quais as conotações e amizades políticas. contudo se por um lado há que respeitar o trabalho pioneiro e engenhoso deste último, nada teremos a lamentar com 'alguma' regulamentação no sector do turismo por parte das autarquias por forma a agradarem às gentes pelas quais foram eleitos os seus responsáveis.

«Celestino Neves» - Mário Ferreira faz-me lembrar aquele tipo de gente, que quando vê carapuças no ar, o primeiro gesto que faz é correr para nelas enfiar a cabeça... Só tem medo de regulamentação quem adora andar na selva - ou então é a conhecida tendência de alguns novos ricos para pretenderem ser os novos DDT (donos disto tudo)...

«Antero Filgueiras» - Mais uma chantagem que MF será incapaz de aplicar na Alemanha, pois no dia em que o fizer leva logo dois estalos e 4 coices... como primeiro aviso. Falo assim porque conheço o ambiente.



Publicado por Tovi às 08:30
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9


20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


Posts recentes

Guimarães 1 - 1 Boavista

Manhã de um domingo de Ve...

Morreu Alexandre Soares d...

Continua a "Guerra dos Pe...

Demorou um pouco... mas j...

Greve dos motoristas de m...

Mais eleitores nas Legisl...

Boavista 2 – 1 Desportivo...

81ª Volta a Portugal em B...

Rodrigues de Pinho... do ...

A "guerra dos petroleiros...

PSP - Comando Metropolita...

Moqueca de Camarão

Hiroshima, 6 de agosto de...

Pimentos Padrón

Casa Pia 2 - 0 Boavista

Novilho Aberdeen-Angus Na...

Sondagem da Multidados pa...

Candidatos do PSD pelo Cí...

Partido RIR... de Tino de...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus