"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Sábado, 25 de Setembro de 2021
Hoje é Dia de Reflexão

reflexão.jpg

É proibido fazer propaganda no dia e na véspera da eleição?

Sim e é punido com pena de multa não inferior a 100 dias caso seja na véspera da eleição ou com pena de prisão até 6 meses ou pena de multa não inferior a 60 dias caso seja no dia da eleição. Esta proibição abrange toda a atividade passível de influenciar, ainda que indiretamente, os eleitores quanto ao sentido de voto, bem como a exibição, junto das mesas de voto, de símbolos, siglas, sinais, distintivos ou autocolantes de quaisquer listas.

Quanto ao caso específico do Facebook, a CNE considera que integra o ilícito de “Propaganda na véspera e no dia da eleição” (período de reflexão) a atividade de propaganda registada em: Páginas; Grupos abertos; e Cronologias pessoais com privacidade definida que extravase a rede de “amigos” e “amigos dos amigos”, i.e. nos seguintes casos: a) quando se permite que qualquer pessoa, incluindo, as que não estão registadas no Facebook, possa ver ou aceder à informação disponibilizada pelo utilizador (acesso público universal); b) quando se permite que todas as pessoas registadas no Facebook podem ver ou aceder à informação disponibilizada pelo utilizador (acesso público dentro da rede social).

 

  António Barreto... hoje, no Público
António Barreto 25set2021.jpg



Publicado por Tovi às 00:01
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos (1)

Terça-feira, 24 de Julho de 2012
António Barreto

 Jornal "i" Mar2009

António Barreto não é parvo nenhum, embora por vezes seja um pouco exagerado naquilo que afirma. Mas não será esta uma forma de chamar à atenção de muitos de nós para aquilo de que andamos alheados?


«Fernando Roque» in Facebook >> Desaparecimento de Portugal ? Deus meu, tenho um santo horror dos ''mija-vinagre''.



Publicado por Tovi às 08:09
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 11 de Junho de 2011
Discurso de António Barreto no 10 de Junho - #2

Comentários colocados no mural do Facebook do meu amigo Zé Carlos, sobre o assunto do meu post anterior:

«Zé Carlos» in Facebook >> Um dos poucos homens sérios e intelectualmente honestos que resta na política portuguesa.

«Abílio Bragança Neto» in Facebook >> Tenho-o em grande consideração, é quase sempre sério. E estudioso ou seja reflexivo. Vou ouvir o discurso, mas é preciso ser corajoso para pedir "apuramento de responsabilidades" no covil...

«Zé Carlos» in Facebook >> A vantagem de não estar metido em merdas, não morar na Aldeia da Coelha, não receber donativos de um grande banco nacional, etc, etc...



Publicado por Tovi às 23:06
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Discurso de António Barreto no 10 de Junho - #1

António Barreto é um grande Homem e um grande Português. Obrigatório ouvir...



Publicado por Tovi às 10:53
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 27 de Janeiro de 2011
O nó cego na vida política portuguesa

António Barreto tem carradas de razão quando escreveu no jornal Público da passada segunda-feira: O Presidente eleito não vai ter surpresas. Já sabe que país tem e o estado em que se encontra. O Governo e os partidos também não. Sabem o que têm e o que fizeram. E sobretudo o que adiaram. Surpresas, a breve prazo, talvez as tenham os cidadãos. Ver notícia completa aqui.



Publicado por Tovi às 07:23
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 21 de Novembro de 2010
As Horas do Douro

 António Barreto e Joana Pontes

É hoje, às 20h20 na RTP2, a estreia televisiva do documentário "As Horas do Douro", de António Barreto e Joana Pontes, um filme de hora e meia que retrata a produção e a cultura do vinho na região duriense, ao longo das diferentes estações do ano, com enfoque para as gentes que as protagonizam. A não perder.


«Teresa Canavarro» in Facebook >> Obrigada por publicar, David.

«David Ribeiro» in Facebook >> Li hoje no “JN Online” um artigo de Elsa Pereira em que se diz ser este documentário de António Barreto e Joana Pontes um interessantíssimo trabalho sobre os efeitos da passagem do tempo - quanto mais velho o vinho, melhor é - na mutação paisagística inerente às estações do ano daquele que é o processo de construção humano (e não "divino”) do néctar extraído das uvas da região duriense. Numa região onde “há frio a mais, xisto a mais, terra a mais e água a menos” o HOMEM construiu socalcos com vinhas, muros que suportam patamares, uma coabitação harmoniosa entre a técnica contemporânea e os baluartes ancestrais do famoso Vinho do Porto, na Região Demarcada do Douro, aquela que ostenta desde 2001 o título de Património Mundial atribuído pela UNESCO.

«Céu Alves» in Facebook >> Vou tentar não perder!




Quarta-feira, 2 de Abril de 2008
Os escravos do século XXI

«Arp» / ViriatoWeb (...) ainda andas a ler os clássicos? Começaste tarde ou lês devagarinho? :?
Estou-te a imaginar ao computador... :ugeek:  Imagem
...ou o modelo do teu é de última geração?
:geek:  Imagem

 Não... Eu dito e um escravo escreve por mim. :)

«Arp» / ViriatoWeb Porra!! Isso é mesmo de uma geração muito antiga. :shock:
Ouviste falar do decreto de 12 de Fevereiro 1761, exarado pelo Marquês de Pombal?
Se calhar já te deparaste com alguma referência se andas a ler os clássicos certos.
:mrgreen:

Claro que conheço o Tratado Pardo (12-Fev-1761) que aboliu a escravatura dentro da metrópole, mantendo-se, contudo, nas colónias. Mas não tenho a certeza se com a condenação do Marquês de Pombal ao desterro em 1781 este decreto tenha continuado em vigor... Tenho que me informar.

  
Mas no Douro há os escravos do século XXI…
 
Vejam o post que publiquei no “NovaCrítica-vinho – Vinho do Porto é feito com carne?”, construído com base no que li e aprendi no livro "Douro" do sociólogo António Barreto:
 
O VINHO DO PORTO é feito com carne, com a carne da população dos 13 concelhos que integram o Alto Douro Vinhateiro, pouco mais de 180 mil pessoas.
É verdade que trezentos anos depois de os espanhóis terem ajudado a erguer os socalcos do Douro, são hoje em dia os ucranianos e moldavos que ajudam a extrair das entranhas da região o precioso néctar.
Embora no Douro se produza um bem que é a principal exportação do sector primário - o Vinho do Porto e os vinhos de mesa Douro -, esta é também uma das regiões menos desenvolvidas do país. Mais de 90% dos trabalhadores da região duriense são pequenos agricultores, que vivem unicamente da vinha e do vinho.
Nesta zona vinhateira, onde se encontram alguns dos concelhos mais pobres e atrasados de toda a União Europeia, nomeadamente Cinfães, Resende, Armamar, Sabrosa, Tabuaço e Carrazeda de Ansiães, o poder de compra dos habitantes é de 40% da média nacional.

«Viriato» / ViriatoWebTovi escreveu: "...extrair das entranhas da região o precioso néctar" - então, mas é vinho ou carvão ? :roll:

 

«Novato» / ViriatoWebse é precioso, carvão não é de certeza...

  

«Viriato» / ViriatoWebmas é néctar, então deve ser petróleo
e esta, heim , há petróleo no douro e não diziam nada à gente ! :lol:



Publicado por Tovi às 18:37
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Dezembro 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Posts recentes

Hoje é Dia de Reflexão

António Barreto

Discurso de António Barre...

Discurso de António Barre...

O nó cego na vida polític...

As Horas do Douro

Os escravos do século XXI

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus