"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Sábado, 7 de Maio de 2022
Rinat Akhmetov... o dono da Azovstal

 Quem é o oligarca ucraniano dono da Azovstal (e de meio país)
(Bruno Faria Lopes, na Sábado - 5mai2022)

img_980x653$2022_05_04_22_54_09_671428.jpgO homem mais rico da Ucrânia, que promete usar a sua fortuna para reconstruir Mariupol, tem origem humilde e uma ascensão tão meteórica quanto suspeita. Há seis meses estava em guerra aberta com Zelensky - a invasão russa parece tê-los unido temporariamente.
Parte da onda de apoio que levou o comediante Volodomyr Zelensky à presidência da Ucrânia em 2019 assentava numa promessa: fazer frente aos oligarcas do país. Nenhum é maior do que Rinat Akhmetov – a sua fortuna, citada pela Forbes em mais 7 mil milhões de dólares, supera o total dos três bilionários seguintes no ranking. Mas, se há apenas seis meses Zelensky e Akhmetov travavam uma batalha feroz por influência, a invasão russa parece ter congelado as diferenças. Akhmetov tem elogiado o Zelensky, criticado o regime de Moscovo do qual era próximo – e promete ajudar a reconstruir Mariupol, onde se trava a batalha pelo último reduto ucraniano no complexo da Azovstal, pertença do oligarca. 
Rinat Akhmetov, 55 anos, é dono de um conglomerado enorme (System Capital Management) para a escala e o desenvolvimento da Ucrânia. Os negócios vão dos metais às minas, da energia à banca, do imobiliário às telecomunicações, do futebol (é dono do Shakhtar Donetsk) aos media (tem mais do que uma estação de TV). Ao todo emprega mais de 200 mil pessoas, quase 2% do que era a população empregada antes da guerra. A fortuna gerada anos após ano por este império dá margem para Akhmetov fazer o que os oligarcas tipicamente fazem: gastos sumptuosos que saltam para os media internacionais.
Em 2011, por exemplo, Akhmetov comprou por 136,4 milhões de libras um apartamento em Londres, que os media britânicos descreveram como uma "fortaleza" com janelas à prova de bala e segurança feita por ex-fuzileiros. Já em 2020 juntou ao seu portfolio imobiliário uma mansão de finais do século XVIII situada na Riviera francesa – com um dos mais importantes jardins botânicos do mundo, segundo citação do antigo proprietário Financial Times – por 200 milhões de euros. O clube de futebol Shakhtar Donetsk – que venceu a Liga Europa e foi treinado por portugueses – é outra das extravagâncias de Akhmetov.
De origens humildes – o pai era mineiro, a mãe trabalhava numa loja – Akhmetov trabalhou nos anos 80 para um milionário com ligações ao crime, Akhat Bragin. Ao longo do percurso de Akhmetov são várias as referências ao seu envolvimento em actividade criminosas nos anos 80 e 90, de lavagem de dinheiro a fraude. O bilionário, que sempre negou esse envolvimento, foi investigado mais do que uma vez, mas nunca foi julgado pela justiça do seu país, um dos mais corruptos da Europa. A origem da vasta fortuna é difícil de precisar. O seu patrão Bragin morreu em 1995, com uma bomba no seu carro dentro do estádio do Shakhtar Donetsk, de que era presidente. Em 2000 fundou a System Capital Management Group e, por entre investigações judiciais que iam caindo, o músculo da empresa foi crescendo.
Com a assunção da fortuna veio o perfil mais público do bilionário e a participação na política. Rinat Akhemtov não foi só um grande financiador do Partido das Regiões, o partido pró-russo que dominou a vida política do país entre 2006 e 2014 – foi Akhmetov que fez a ponte entre o norte-americano Paul Manafort e o político Viktor Yanukovich. Manafort, um consultor político e lobista que dirigiu a campanha de Donald Trump em 2016, prestou serviços ao partido ucraniano, que caiu na revolução de 2014.     
A guerra entre separatistas russos e forças ucranianas no leste da Ucrânia (Donbas) em 2014 e a invasão russa este ano destruíram uma parte substancial dos negócios e da fortuna estimada de Akhmetov (que terá caído para menos de metade), que foi montando organizações de apoio humanitário na região leste. Em novembro do ano passado, Zelensky – que reteve pagamentos a uma das empresas do bilionário e preparava legislação para o afastar dos media – acusou Akhmetov de estar envolvido numa conspiração com apoio russo para o afastar do poder, coisa que o oligarca negou com veemência. Meses depois o cenário mudou radicalmente para os dois homens e o país a que pertencem: ambos exigem publicamente a retirada russa e a recuperação do território da Ucrânia.

 

 

  Esta manhã autoridades no território separatista moldavo da Transnístria denunciaram novos ataques... naquilo que eu considero o "novo" polo de conflito no Leste Europeu.
"...novos ataques de 'drones' de origem desconhecida."
"...foram lançados dois engenhos explosivos a partir de um 'drone'..."
"...ninguém morreu ou ficou ferido..."
"...foi o segundo ataque na cidade de Voronkovo..."
"...situação na Transnítria começou a ficar tensa no final de abril..."
"Kiev alegou que era uma operação de 'bandeira falsa' da Rússia para culpar a Ucrânia..."
"...a Rússia descreveu os incidentes como uma tentativa de arrastar estes territórios para o conflito armado na Ucrânia."

Captura de ecrã 2022-05-07 101458.jpg
  Jose Antonio M Macedo - Como um paiol na Transnístria (o maior da Europa) está a "pôr os russos nervosos". Tem mais de 20 mil toneladas de material guerra, de calibre soviético, que poderá resolver os problemas das forças ucranianas. A situação na região pode inclusive criar um novo palco de conflito na Europa de Leste, segundo o major-general Agostinho Costa.

 

 

  Efeito colateral do conflito Rússia-Ucrânia
Captura de ecrã 2022-05-07 134616.jpg

 

  Edgar Morim (filósofo e ensaísta francês) no DN de hoje
Captura de ecrã 2022-05-07 140937.jpgVivemos uma paz guerreira, os nossos corpos instalados na paz, os nossos espíritos entre bombas e escombros. Atacamos um inimigo com palavras e ele ataca-nos com ameaças, mas nós dormimos numa cama e não num abrigo. E, no entanto, participamos na verdadeira guerra sem nela termos entrado, mas fornecendo-lhe armas e munições. (…) A estratégia do exército russo é implacável. Ela é filha da estratégia de Jukov, durante a Segunda Guerra Mundial, dando o protagonismo a formidáveis bombardeamentos de artilharia, não só contra o exército inimigo, mas também contra as cidades a tomar acabando com o esmagamento total pela artilharia pesada da capital do Reich, Berlim. Como todos os exércitos vitoriosos, mas mais terrivelmente no avanço soviético na Alemanha, assassinatos e violações multiplicaram-se. Nós soubemo-lo na altura, mas evitámos denunciá-los, explicando-os como uma vingança pelo imenso sofrimento e mortes infligidos pela Alemanha nazi às populações soviéticas. No que respeita à Ucrânia, povo se não irmão pelo menos primo próximo do povo russo, podemo-nos perguntar se assassinatos e violações se devem à desordem de certas tropas, à fúria da derrota ou a uma vontade de aterrorizar. (…) O que parece provável agora, salvo um golpe de estado no Kremlin ou um golpe militar fatal ou ainda um golpe de teatro diplomático (cessar-fogo, compromisso de paz), é que a guerra está para durar e intensificar-se com o contributo cada vez mais abundante das armas ocidentais e as retaliações cada vez maiores da Rússia. (…) Estamos na escalada da desumanidade e no colapso da humanidade, na escalada do simplismo e no colapso da complexidade. Mas, sobretudo, na escalada em direção à guerra mundializada e no colapso da humanidade para o abismo. Conseguiremos escapar a esta lógica infernal? (…) Por muito repugnantes que sejam as superpotências a diversos títulos, o apaziguamento dos seus conflitos é uma condição sine qua non para evitar os desastres generalizados. Assim, devemos aspirar a um compromisso. A humanidade não ficaria a salvo; ganharia uma prorrogação e, talvez, uma esperança.

 


Donbas 7mai2022.jpg
As notícias desta manhã dizem-nos que as tropas de Putin continuam a atacar a fábrica de Azovstal, em Mariupol, com tanques e artilharia. E alguém (não é importante quem) dizia na 5.ª feira [5mai2022], num canal de tv nacional, que “os militares não são feitos para se renderem, mas a função do sacrifício e de mobilização de um dos lados já surtiu efeito”, pelo que até seria desejável que estivesse já a ser negociada a saída dos militares, alegadamente do batalhão Azov, “sem este estrondo todo”. Também na tarde de hoje [7mai2022] seis mísseis atingiram a cidade portuária de Odesa, segundo informação da porta-voz do comando militar do sul da Ucrânia à emissora pública do país. Natalia Humeniuk disse que quatro mísseis atingiram uma fábrica de móveis numa área residencial, enquanto os outros dois atingiram uma pista de aviação já anteriormente danificada.

 

  16h26 (GMT) 7mai2022
image.jpg
A vice-primeira-ministra da Ucrânia, Iryna Vereshchuk, acaba de anunciar que todas as mulheres, crianças e idosos foram retirados do complexo siderúrgico de Azovstal.
  David RibeiroA Rússia também confirmou que a evacuação de Azovstal foi concluída, mas há que ter algum cuidado com estas informações, visto que os esforços para retirar civis de Azovstal, em Mariupol, estão a ser coordenados pela ONU e pela Cruz Vermelha e até ao momento ainda nenhuma destas organizações confirmou o que foi noticiado. O presidente ucraniano admitiu, este sábado, que a Ucrânia está a preparar a retirada de todos os militares da fábrica Azovstal, último foco de resistência armada à invasão russa na cidade. Na última mensagem publicada nas redes sociais, Zelensky confirmou que todos os civis foram retirados da Azovstal e que, a seguir, seguem-se os militares feridos e médicos.



Publicado por Tovi às 07:02
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 29 de Maio de 2021
É hoje... no Dragão

por1.jpg

 

    09h40 de 29mai2021
192905926_4142343775801951_55430309096556569_n.jpg
Hoje de manhã, nas imediações do Dragão... estavam lá e bem visíveis, os avisos de proibição.

 

    10h20 de 29mai2021
m - c.jpg
Para já... e repito: para já... ainda só houve uma cabeça rachada. Mas não sei quem está a ganhar nestas escaramuças, se são os simpatizantes dos "cityzens" ou dos "blues".

 

   12h10 de 29mai2021
m - c 2.jpg
Há exageros, sem dúvida... mas neste interessante instantâneo de Helder Ferreira vê-se uma sã camaradagem entre "cityzens" e "blues".

 

    15h00 de 29mai2021
IMG_20210529_144726.jpg
Há momentos na Avenida dos Aliados... tudo a correr bem, com muita cerveja, mas a correr bem.

 

    16h39 de 29mai2021
psp.jpg
"Até ao momento, o gabinete de coordenação de 'sSlots' (pedidos de utilização temporária de aeroportos) da NAV Portugal atribuiu cerca de 500 voos entre os dias 27 e 31 de maio para o aeroporto do Porto associados à final da Champions League. Estes números referem-se a voos de aviação comercial, executiva e privados", precisou a fonte da NAV à Lusa.

 

    16h50 de 29mai2021
pr.jpg
A ministra Vieira da Silva tinha dito que "as pessoas que vierem à final da Liga dos Campeões virão e regressarão no mesmo dia, com teste feito, em situação de bolha", "estando em território nacional menos de 24 horas" - e já se sabe que não foi assim. Nada assim. Por isso Marcelo é duro com o Governo - e espera que o Governo aprenda: "Quando se comunica que se vem em bolha é porque se vem em bolha. Senão não se diz que se vem em bolha. Diz-se vêm tantos, uns vêm em bolha, outros não. E depois tem de se explicar porque foi diferente. E tem de se ter a noção do exemplo que se dá", disse este sábado Marcelo Rebelo de Sousa à margem de um evento no Banco Alimentar.

 

   Chelsea vence Manchester City e conquista Liga dos Campeões
image (2).jpg

 

    23h55 de 29mai2021
Quatro adeptos ingleses foram detidos este sábado na baixa do Porto, pelo menos dois deles por agressão a agentes da autoridade, após a final da Liga dos Campeões de futebol, revelou à Lusa fonte do Comando Metropolitano do Porto da PSP. Os dois adeptos que agrediram os agentes, acrescentou a fonte da Polícia de Segurança Pública, foram conduzidos para a Esquadra do Infante, no Porto, enquanto um agente ferido foi conduzido ao Hospital Santo António para ser suturado na face. O subintendente Marco Almeida admitiu que "nem tudo correu conforme estava previsto".

 

    13h41 de 30mai2021
Esta madrugada, o líder do PSD voltou a atacar a organização do jogo, criticando o presidente da Câmara portuense e o Governo, a quem exigiu que fizessem "um pedido de desculpa aos portugueses, que privados de tanta coisa, assistem a esta vergonha em pleno combate à pandemia". Esta manhã, Rui Moreira rejeitou responsabilidades e devolveu as críticas ao presidente do PSD. Em declarações à TSF, Moreira respondeu dizendo que é "evidente que se o senhor doutor Rui Rio fosse presidente da Câmara do Porto teria decidido diferente. Provavelmente tinha organizado uma corrida de automóveis em que teria participado com alguns VIP". "Se o doutor Rui Rio tem algum problema com a cidade do Porto, têm de lhe perguntar a ele qual é a razão", acrescentou.



Publicado por Tovi às 09:19
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 28 de Maio de 2021
É capaz de tudo correr bem, mas…

uefa.jpg
A organizado desta final da Liga dos Campeões, a ser disputada por Manchester City e Chelsea, é da responsabilidade da Federação Portuguesa de Futebol e da UEFA, ficando o controlo dos adeptos a cargo das autoridades de saúde e do Ministério da Administração Interna. A Câmara do Porto prestará colaboração na disponibilização de dois espaços – fan zones - um deles na Avenida dos Aliados, que permite que os adeptos depois se encaminhem através do Metro da Trindade para o estádio do Dragão e do estádio para o aeroporto, e um outro espaço na zona da Alfândega, sendo que estes adeptos, através de autocarros, seguirão igualmente para o Estádio do Dragão e depois para o Aeroporto Francisco Sá Carneiro.

 

    Expresso, 27mai às 14h30
Para Cardoso da Silva, o subintendente da PSP que vai dirigir as operações no Estádio do Dragão, na final da Champions a palavra de ordem é “estar em constante adaptação”, “prontos a atuar em qualquer cenário”. E a operação “será robusta”, garante. A bolha de segurança prometida pelo Governo para a final da Liga dos Campeões saiu oficialmente de cena. “A bolha não está no nosso léxico”, assumiu esta quinta-feira o subintendente da PSP Cardoso da Silva, na conferência de imprensa de apresentação da operação montada para o jogo do próximo sábado, entre o Manchester City e o Chelsea.

    JN, 27mai às 23h52
A PSP foi obrigada a usar a força junto à Estação de São Bento, esta quinta-feira à noite, após desacatos provocados por um grupo de adeptos britânicos que arremessaram garrafas e cadeiras. Dos tumultos resultou um ferido ligeiro que foi transportado para o Hospital de Santo António com ferimento na cabeça, provocado por um objeto arremessado. O outro foco de tensão foi na Praça da Ribeira, onde desde o início da tarde centenas de adeptos britânicos se reuniram para conviver. O dispositivo policial montado no local impediu a propagação de confrontos nessa área.

    "Porto.", 28mai às 11h15
A PSP anunciou o reforço das medidas de segurança para a final da Liga dos Campeões, que se vai disputar amanhã, entre Chelsea e Manchester City, no Estádio do Dragão. A partir das 20 horas de hoje, sexta-feira, serão criados três perímetros de segurança à volta do estádio, que vão implicar “condicionamento total” de trânsito.
“A PSP apela à compreensão dos cidadãos para a criação de um ambiente de concórdia e bem-estar, com total respeito pelas liberdades e garantias dos cidadãos, contribuindo para a natureza festiva do evento”, sublinhou Cardoso da Silva, subintendente da PSP na 3.ª Divisão do Comando Metropolitano da Polícia de Segurança Pública do Porto, em conferência de imprensa.
De acordo ainda com o porta-voz, que falou com os jornalistas nesta quinta-feira, a PSP “tem estado a trabalhar sempre em estreita colaboração, para garantir a segurança, a ordem e a tranquilidade públicas do evento”, com o promotor do evento, a Federação Portuguesa de Futebol, e em colaboração com a Câmara do Porto.
Nesse sentido, Cardoso da Silva assegurou o reforço das medidas de segurança. “A PSP fez o seu planeamento e vai contar com todos os reforços e valências da polícia, nomeadamente com a sua Unidade Especial de Polícia, e ainda com a colaboração da Polícia Municipal”.
A PSP, que está a colaborar com polícias ingleses “especializados neste trabalho ligado aos clubes”, avança já hoje com a criação de três perímetros à volta do estádio, “a que vão aceder apenas pessoas com o bilhete de acesso ao jogo”. Nesta zona, “também não será permitida a circulação automóvel”, esclareceu.
Os perímetros são acionados a partir das 20 horas desta sexta-feira, implicando “condicionamento total de trânsito, que se vai prolongar até ao final do jogo”, adiantou o subintendente da PSP.
“A cidade do Porto vai ter, desde há muitos meses, a presença de adeptos. O que nós queremos, PSP, criar todas as condições de segurança como tem acontecido noutros eventos desta natureza, e que guardem na memória um evento que, porventura, não será fácil de repetir na cidade do Porto”, frisou.
STCP e Metro do Porto com operação especial
A STCP vai disponibilizar um serviço de vaivém com 12 autocarros que ligará o Parque da Alfândega (onde ficarão os adeptos do Manchester City) e a Avenida 25 de Abril, entre as 15,30 e as 19,30 horas de sábado.
Já a Metro do Porto preparou uma operação especial com especial incidência na linha do Aeroporto e a pensar sobretudo nos adeptos do Chelsea, que ficarão na Avenida dos Aliados.
A final da edição de 2020/21 da Liga dos Campeões vai ser disputada pelos ingleses Manchester City e Chelsea, no sábado, a partir das 20 horas, no Estádio do Dragão.
O evento é coorganizado pela UEFA e pela Federação Portuguesa de Futebol, e conta com a colaboração da Câmara do Porto.



Publicado por Tovi às 07:59
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 30 de Setembro de 2015
Porto 2 – 1 Chelsea

Porto x Chelsea 29Set2015.jpg

Jogo suadinho… mas o FêQuêPê lá ganhou ao Chelsea

 

 Comentários no Facebook

«Jorge Veiga» >> ganhou e chegou. Gostava era que fosse sempre assim Suadinha a camisola!

«Albertino Amaral» >> Bem podiam ter sido 3 ou 4...

«Carlinhos da Sé» >> "Lá"? Tá certo...

«Jose Pinto Pais» >> Grande jogo, resultado imprevisível

«Raul Vaz Osorio» >> Isto é mesmo comentário de boavisteiro. Era preciso o Porto ter jogado sozinho para admitirem que dominou tongue emoticon

«Pedro Baptista» >> Lá está (meu bom amigo, na verdade) a querer-se meter com gente crescida. Olhe lá se, ao sair do bairro, se constipa, ou é apanhado na ramona que vai buscar os loureiros... Mais doutrina só mesmo quando for preciso...



Publicado por Tovi às 08:36
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 15 de Maio de 2013
Chelsea venceu a final da Liga Europa

O Benfica perdeu com o Chelsea por duas bolas a uma e mais uma vez cumpriu-se a maldição de Béla Guttmann.

 Béla Guttmann

{#emotions_dlg.star} Béla Guttmann queria continuar como treinador do Benfica mas para aquele tempo e com o estatuto que tinha conseguido, ao ter ganho duas Taças dos Clubes Campeões Europeus e vários títulos nacionais, exigiu um contrato extremamente elevado. O SLB teve grandes dificuldades em lhe pagar o prémio acordado para a vitória da Taça dos Campeões de 1962 e o treinador húngaro bateu com a porta, tendo proferido a frase maldita: “Senor não mais ganhar taça dos campeões europeus e vou embora”.


«David Ribeiro» no Facebook >> {#emotions_dlg.tongue} Quantos pontos percentuais é que baixou o PIB ???

«Paulino Coelho» no Facebook >> eheheh, gaspar és tu?

«Luis Paiva» no Facebook >> O Mexia é que percebe disso...

«Jose Riobom» no Facebook >> o PIB ???? Esse afundou completamente... está pelas horas da morte ...!

«Zé Carlos» no Facebook >> 2.1 mais exactamente

«Paulino Coelho» no Facebook >> nem quero imaginar o que vai ser o relatório do INE sobre o #PIB

«Fernando Kosta» no Facebook >> BOA....

«Carlos Mimoso» no Facebook >> O PIB baixa sempre que pagam ao Mexia. E não é pouco!!



Publicado por Tovi às 21:41
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 3 de Maio de 2013
Benfica apurado para final da Liga Europa

O Benfica venceu o Fenerbahçe por três bolas a uma e assegurou a presença em Amesterdão, na Holanda, onde vai defrontar o Chelsea de Inglaterra.

{#emotions_dlg.blink} Até 15 de Maio, dia da final da Liga Europa, ninguém vai aturar os “Lampiões”.


«Carla Teixeira» no Facebook >> O Jesus diz que vai a "Amsterdã"...

«Maria Amélia Taborda» no Facebook >> Só digo que gostei porque soa melhor que Amsterdom!!!

«Carla Teixeira» no Facebook >> O que soa mesmo bem é "Amsterdão", acho... :)

«Fernando Duarte» no Facebook >> Amsterdam soa melhor

«Fernando Gomes» no Facebook >> Para ser mesmo assim bem, bem, mesmo bem, era Amesterdão. Mas também não gostamos muito que chamem Oporto ao nosso Porto, pois não? (digo eu...)

«Antonio Sousa Dias» no Facebook >> Já pintaram o Marquês.



Publicado por Tovi às 07:14
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Julho 2022
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Posts recentes

Rinat Akhmetov... o dono ...

É hoje... no Dragão

É capaz de tudo correr be...

Porto 2 – 1 Chelsea

Chelsea venceu a final da...

Benfica apurado para fina...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus