"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Quinta-feira, 9 de Março de 2017
ASAE fechou a Conserveira Belamar

belamar aa.jpg
A Belamar, uma das empresas do portefólio de Valentim Loureiro, funcionava em Vila do Conde de forma ilegal e sem “condições de higiene”. Ao que apurei há já dois anos que não fabricava, tendo a maior parte dos seus funcionários sido na altura absorvido por outras empresas do ramo. Ao que parece agora só embalava conservas, mas mesmo para isso é preciso ter um mínimo de qualidade e a fazer fé nas notícias da comunicação social a ASAE não considerou que isso acontecesse e apreendeu nesta operação 300 mil embalagens de conservas de peixe e 450 mil embalagens vazias, 16 bidões de molho de tomate, 9.900 caixas de cartão, 24.730 rótulos diversos e 700 quilos de sal, tudo avaliado em mais de 200 mil euros.



Publicado por Tovi às 07:44
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 19 de Agosto de 2014
Conservas de Sardinha da Minerva

{#emotions_dlg.smile} Acabei de me banquetear com umas conservas de sardinha da MINERVA - Sardinhas Portuguesas em Caldeirada, em Molho Catalão e em Molho de Escabeche - e estou aqui que nem posso. Mais logo, depois de um longo Porto como digestivo, vou tentar dizer-vos quão boas são estas conservas.


«Jorge Veiga» no Facebook >> Onde se compram, ou queres ficar com elas todas...???

«Adao Fernando Batista Bastos» no Facebook >> Conservas Minerva de A Poveira, tão boas como as da Pinhais de Matosinhos! Talvez se vendam em mercearias como por exemplo a Casa Januário (Pinhais sempre!)que fica no Bonjardim, esquina com Rua Formosa. Não sei se ainda existe a La Gôndola em Perafita, especializada em conservas de anchova... filetes com lombos de sardinha com muitos meses de salmoura! A anchova é boa fresca. aberta e grelhada, quando há. Ai Matosinhos...

«David Ribeiro» no Facebook >> Estas conservas da Minerva comprei-as no Continente de Matosinhos e embora sejam "conservas gourmet" têm um preço muito simpático - entre 1,99 e 2,35 € - uma excelente relação preço / qualidade.

«Adao Fernando Batista Bastos» no Facebook >> Excelente design apelativo ao paladar, os olhos também comem.Há 20 anos, a Cerlei-Serralharia Leixões, fabricava e exportava latas para as conservas... Bons tempos.

«David Ribeiro» no Facebook >> {#emotions_dlg.star} Desde 1942 que as conservas Minerva, da «Fábrica de Conservas A Poveira», surpreendem pela sua qualidade superior. São produzidas com peixe fresco, capturado diariamente na costa portuguesa, seleccionado e preparado manualmente para surpreender o gosto mais exigente. Desde 2013 uma nova unidade fabril no Parque Industrial de Laúndos, Póvoa de Varzim, deu a esta empresa uma grande capacidade de congelação, 500 toneladas, melhorando a gestão dos stocks de matéria-prima, fundamental para fazer face ao grande desafio desta indústria: a falta de peixe. A nova fábrica está equipada com a mais avançada tecnologia disponível no sector, o que não a impede de continuar a apostar nos métodos de fabrico tradicionais. É pela conjugação das técnicas tradicionais, com avançada tecnologia e métodos rigorosos de controlo da qualidade que «A Poveira» alcança a reconhecida excelência dos seus produtos.

«Maria Vilar de Almeida» no Facebook >> 3 latas?! Ufa!!

«Gonçalo Moreira» no Facebook >> Uma boa escolha David!

«Isabel Branco Martins» no Facebook >> Produto de MUITA qualidade

«David Ribeiro» no Facebook >> {#emotions_dlg.star} Não será um “vinho dos Deuses”, mas foi muito bom para uma petiscada com sardinhas de conserva - Arestel Extra Brut Vintage 2011 (Arsa Saint Sadurni D'Anoia - CRC LT-2020986) - Comprado no Lidl - Porto / Agramonte em 15Ago2014 por 2,09€ a garrafa de 75cl.



Publicado por Tovi às 14:45
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 30 de Julho de 2014
Novas conservas de atum da Nero

Descendente de uma das únicas famílias donas de uma fábrica de conservas em Portugal antes da I Grande Guerra, José Nero acaba de concluir os primeiros testes de quatro referências com filetes de atum - Atum em azeite biodinâmico / Atum com chícharos de Alvaiázere e salicórnia da Figueira da Foz / Atum com algas da Ria de Aveiro / Atum com tomate seco da Sicília – e deu-me a honra de ser escolhido para provar estas novas Conservas Nero.

E aqui está o meu “relatório de prova” destas conservas, tendo em conta o aspecto, aroma, sabor e textura, analisadas na mesma altura e tendo utilizado umas muito simples “batatinhas cozidas em pouco sal” para “lavar o palato” de uma prova para outra.

a) A cor “rosada” da carne do atum usado nestas conservas, enriquecida com azeite de produção biológica, resulta num produto muito especial e 100% natural, um verdadeiro nutriente benéfico à saúde do ser humano e de encantar à mesa.

b) Muito interessante a adição de Chícharos de Alvaiázere, uma leguminosa outrora muito importante na alimentação das populações das serras calcárias de Sicó-Alvaiázere, que juntamente com a Salicórnia da Figueira da Foz, uma planta halófita (tolerante à água salgada) que cresce nos sapais dos estuários e lagunas do nosso país, vai dar ao atum um gosto macio, desenfastiante e refinado, com um agradável e ligeiro sabor salgado.

c) As macroalgas da Ria de Aveiro - a noori, o musgo irlandês ou a alface do mar – são ricas em vitaminas, fibras e minerais, tendo desde sempre sido utilizadas na culinária da região como acompanhante de pataniscas de bacalhau, caldeirada de peixe ou estufados, pelo que não é de admirar que “case” muito bem com atum de conserva.

d) O Tomate seco da Sicília, famosa especialidade gastronómica que se obtém de forma rústica pela acção tórrida do sol do sul de Itália, deu ao atum um sabor levemente adocicado, “cortando” a gordura natural de uma das mais belas criaturas do mar.

e) Todas estas variedades de conservas de atum poderão e deverão ser consideradas na Dieta Mediterrânica, pois estamos em presença de produtos naturais de superior qualidade e característicos desta tão rica região gastronómica em que Portugal se inclui.


«Jorge Veiga» no Facebook >> Pois é tudo muito lindo, mas onde se compra ou quando estão à venda???

«David Ribeiro» no Facebook >> Ainda estão em fase de testes... Depois aviso quando e onde comprar.

«Zé Zen» no Facebook >> Todos os "cães" têm sorte. 3:)

«Manuel Sarmento» no Facebook >> David Ribeiro, avisa o pessoal quando estiver a ser comercializado e locais de venda. Enquanto isso vou adquirindo conservas na Fabrica Pinhais, em Matosinhos.



Publicado por Tovi às 15:49
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 23 de Abril de 2014
Conservas Nero

{#emotions_dlg.smile} As conservas do meu amigo José Nero na revista EPICUR de Fev2014.


«Conservas Nero» no Facebook >> Abraço David.



Publicado por Tovi às 10:16
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 20 de Março de 2014
Conservas de Ovas de Sardinha em Azeite

 Conservas portuguesas

No passado sábado de manhã fui à baixa do Porto e só comprei coisas boas: Ovas de Sardinha em Azeite, conservas portuguesas da La Gondola, da Belamar e da Luças.


«Jorge Veiga» no Facebook >> onde David Ribeiro? Adora ovas de sardinha (sem cravinho - nunca gostei do Cravinho, nem sei porquê...kkkk).

«David Ribeiro» no Facebook >> As da Belamar comprei em Santa Catarina na "Saboriccia - Produtos Regionais", mesmo em frente do Via Catarina e as outras duas, La Gondola e Luças, comprei n' "A Favorita do Bolhão", na rua Fernandes Tomás.

«Guilherme Lickfold» no Facebook >> Experimente a "Comer e chorar por mais" na Rua Formosa.

«David Ribeiro« no Facebook >> Costumo lá ir, Guilherme, mas hoje estava com muitos clientes e eu tinha um pouco de pressa.



Publicado por Tovi às 10:01
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 27 de Fevereiro de 2014
Exportação de Conservas de Peixe

Estou convencido que isto é uma boa notícia, até porque a indústria de conservas de peixe dá muito mais emprego indirecto do que a indústria cervejeira. As gentes ligadas ao sector das pescas cá do Norte bem precisam desta nova lufada de ar fresco na economia da Região.

{#emotions_dlg.meeting} [Notícias ao Minuto] - Exportações - Conservas ultrapassam cerveja e tornam-se terceiro maior exportador - No ano 2013, a exportação de conservas de peixe ultrapassou a da cerveja, que perdeu assim do terceiro lugar no setor agrícola e alimentar, a seguir ao vinho e ao azeite. Enquanto as vendas de produtos conservados crescerem 15,6%, na cerveja houve uma queda de 14,6%.


«João Greno Brògueira» no Facebook >> David Ribeiro tudo que seja aumento da riqueza nacional é boa notícia (desde que não contribua para o esbanjamento em mordomias de alguns grupos sociais e que são inexplicáveis e inaceitáveis). Boa semana!

«David Ribeiro» no Facebook >> Como a indústria conserveira depende muito da pesca artesanal, que tanto sofreu com os malefícios dos subsídios ao abate da frota pesqueira portuguesa (em Matosinhos havia 200 traineiras em 1986, hoje são unicamente 20), é necessário e urgente reactivar e modernizar a nossa frota pesqueira, senão qualquer dia estamos a importar sardinhas de Marrocos para abastecer as fábricas de conservas. Mais alguns números do crescimento das exportações portuguesas de conservas de peixe entre 2010 e 2012: Em quantidade: +32,7% (de 33.155 toneladas para 44 mil toneladas); Em valor: +39,8% (de 132,6 milhões para 185,6 milhões de euros).

«Pica Miolos» no Facebook >> Curioso que a frota pesqueira diminui, mas a quantidade pescada aumentou, com o subsequente aumento das exportações...

«David Ribeiro» no Facebook >> ...mas já compramos sardinha ao exterior, o que é muito grave. Uma pequena informação sobre as vendas de Sardinhas de Conserva no mercado nacional (de um trabalho que ando a fazer e do qual irei aqui dando conhecimento): As conservas de sardinha (em óleo de girassol, em tomate e em tomate picante) à venda nas lojas LIDL em Portugal são de origem marroquina e as embalagens de 125/90gr custam 0,69€ a unidade.

«Pica Miolos» no Facbook >> Convém contactar a Propeixe em Matosinhos

«Jorge Veiga» no Facebook >> o certo é que há pouca sardinha nas nossas costas. Excesso de pesca pelos espanhois, que limpam tudo, alteração de temperatura das águas, etc. Pessoalmente gosto da Sardinha macho (aquela que diz que tem tomates) e picante...

«David Ribeiro» no Facebook >> Conheço bem as conservas da Propeixe, caríssimo «Pica Miolos» e até escrevi em Abril do ano passado um post no meu blog sobre as "Ovas de Sardinhas em Azeite" desta marca, uma coisa divinal e que ainda não é suficientemente conhecida.

«Adao Fernando Batista Bastos» no Facebook >> As melhores conservas de sardinhas sao as PINHAIS, conserveira de Matosinhos; no Porto procurem-nas na Casa Januário (famiia do bispo D. Januário, lá conheci o pai... era eu miudo) porque em Portugal há poucos locais onde as vendam ja que a miaoria da produçao é para exportaçao.

«Jorge Veiga» no Facebook >> Adoro as ovas de sardinha. Estas não conheço e nunca encontrei à venda pelos sitios por onde ando no Porto. Há umas que levam cravinho e destas não gosto.

«Ruben Santos» no Facebook >> melhor que os combustíveis é de certeza!

«Manuel Sarmento» no Facebook >> Adao Fernando Batista Bastos, eu compro-as diretamente na Fábrica Pinhais, na Avenida Menères, em Matosinhos, pois tem atendimento ao público.



Publicado por Tovi às 10:01
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 21 de Novembro de 2013
A Poveira - Conservas Minerva

[Porto24 – 19Nov] - A empresa de conservas ‘A Poveira’ vai ampliar a sua unidade fabril na zona industrial de Laúndos, na Póvoa de Varzim, o que lhe permitirá criar mais 30 postos de trabalho, anunciou terça-feira a autarquia local. De acordo com um comunicado da Câmara da Póvoa de Varzim, o executivo municipal aprovou na reunião de segunda-feira a minuta do contrato-promessa de compra e venda com a ‘A Poveira’ para ampliação da sua unidade fabril”. O terreno municipal que será vendido à conserveira por 157 mil euros tem 3.925 metros quadrados. O presidente da autarquia, Aires Pereira, considerou que este “é um investimento estratégico bastante importante quer sob o ponto de vista do relacionamento com a cidade quer sob o ponto de vista da criação de mais 30 postos de trabalho, o que nesta altura é muito importante”. O autarca explicou ainda que “a candidatura que a empresa tem com o PROMAR – Programa Operacional Pesca levará a que seja aumentada a área de fabrico e desta forma melhorar as exportações e o número de postos de trabalho”. Em 2010, a ‘A Poveira’ anunciou um investimento de 4,5 milhões de euros na fábrica na zona industrial de Laúndos, pretendendo aumentar a produção e triplicar a faturação até 2016. A Fábrica de Conservas ‘A Poveira’ foi fundada em 16 de Junho de 1938, sucedendo à “Ernoud de la Provoté Pére et Fils” Cholet – Loire Atlantique, a primeira unidade fabril de conservas de peixe na Póvoa de Varzim, que data de 1920.

Boas notícias para a zona da Póvoa do Varzim {#emotions_dlg.smile} 
Segundo o INE (dados do 1º trimestre de 2013) os produtos de pesca nacional satisfazem 82% da procura, mas no que diz respeito aos alimentos processados (congelados, secos e salgados) o grau de auto-suficiência é inferior a 47%. No entanto no caso das conservas somos já excedentários e as exportações são significativas e muito interessantes.
E com tão boas conservas de peixe a fazerem-se em Portugal, é uma pena que ainda se importem algumas fabricadas em Espanha e em Marrocos, que, na minha opinião, estão a léguas das portuguesas no que à qualidade diz respeito.
Outro dado interessante do sector conserveiro nacional: Em 1983 existiam em Portugal 152 fábricas de conservas que produziam cerca de 34 mil toneladas de conservas de peixe. Nos últimos anos, apenas 20 fábricas se mantêm em laboração mas produzem mais: 58.500 toneladas de conservas de peixe.


«Pedro Baptista» no Facbook >> Sim, David Ribeiro, quem foi montar as fábricas em Marrocos, ainda em fins dos anos 60, foram alguns patriotas industriais de Matosinhos… As deslocalizações não começaram agora... Quanto à qualidade, e se entendo qualquer coisa do assunto embora apenas vagamente, é preciso não descurar três coisas: a qualidade do peixe que se compra (que tem preços diversos); a qualidade dos "óleos"; e a qualidade da mão de obra porque o peixe deve vir bem escamado e com as barbatanas bem cortadas. No resto estamos bem porque estamos como estávamos...

«David Ribeiro» no Facebook >> Hoje em dia é também importante as conserveiras estarem tecnicamente apetrechadas com bons sistemas de conservação do pescado, de forma a poderem comprar o peixe quando há excedentes na lota, evitando assim que uma parte da pesca vá para farinha (pago a preço muitíssimo baixo) ou mesmo devolvido ao mar.

«Gonçalo Moreira» no Facebook >> Infelizmente Portugal continua a tratar mal as pescas. Não temos pesquisa de cardumes, não temos verificados de qualidade... Temos peixe excelente (a Minerva é sempre feita com sardinha portuguesa, fresca), mas muito irregular e sem as devidas credenciais por estes motivos. Na Poveira continuamos a apostar em qualidade, com mão de obra especializada e matéria prima de qualidade. Tanto na nossa marca gourmet (Minerva), como na Alva.



Publicado por Tovi às 08:03
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 9 de Agosto de 2013
Filetes de Sardinha da Ramirez

 

Filetes de Sardinha em Azeite Extra Virgem – “Um produto diferente, o sabor tradicional”, mas será que alguém conhece uma receita simpática para se comer esta conserva?... É que “ao natural” é demasiado adocicada para o meu gosto.

{#emotions_dlg.star} Ramirez - Os Filetes de Sardinha sem Espinha procuram responder a uma necessidade crescente dos consumidores e, fundamentalmente, das mães, que sentem dificuldade em conseguir que os seus filhos comam peixe, tido como um dos alimentos mais saudáveis, mas também dos mais difíceis de preparar.


«Jorge Veiga» no Facebook >> De sardinhas em conserva, só gosto das com molho de tomate picante.

«Adao Fernando Batista Bastos» no Facebook >> De sardinhas em conserva só  gosto (um bocadinho...) das da PINHAIS? Experimentem se as encontrarem no mercado nacional. Dica. procurem na Casa Januario, Bonjardim. Conservas em azeite, com sardinha fresca e enlatada depois de assada (cozida) . Se é que ainda o fazem como no tempo do velho senhor  Pinhais (agora manda o filho, creio).



Publicado por Tovi às 08:11
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 29 de Julho de 2013
Bacalhau com Grão da Ramirez

 

Esta conserva da Ramirez - Bacalhau com Grão (Meia Desfeita) - é uma delícia. Já provaram?


«Mila Prozac» no Facebook >> Ainda não... mas obrigada pela dica!

«David Ribeiro» no Facebook >> É mesmo muito boa esta conserva e tem um preço muito simpático (cerca de 1,80 euros no Continente). Já tinha comprado há umas semanas mas só ontem provei.

«Jorge Veiga» no Facebook >> tenho de experimentar...

«Zé Carlos» no Facebook >> David Ribeiro, caso não conheça, tem de provar as conservas de atum de Santa Catarina dos Açores. Uma delícia

«David Ribeiro» no Facbook >>  Eu conheço as Conservas Santa Catarina, Zé Carlos. Costumo comprá-las n'A Favorita do Bolhão (no Porto), onde há sempre uma grande e boa variedade de conservas.

«Jorge Veiga» no Facebook >> Adoro as Ovas de Sardinha de uma conserveira do Algarve (não sei o nome). São óptimas! Compro-as na Chinesinha da Sá da Bandeira.

«David Ribeiro» no Facebook >> A Propeixe (de Matosinhos) tem uma variedade muito jeitosa de conservas de ovas. - Ovas de Sardinhas em Azeite da Propeixe

«Jorge Veiga» no Facebook >> Algumas conservas de ovas de sardinha ou cavala têm no tempero cravinho e eu não gosto do paladar, mas é pessoal.




Quinta-feira, 18 de Abril de 2013
Ovas de Sardinhas em Azeite da Propeixe

Ena pá!... Que maravilhosas são estas conservas de Ovas de Sardinha em Azeite, um produto artesanal da Propeixe.

{#emotions_dlg.star} Ovas de sardinha da Propeixe - A Propeixe é um produto de fabrico artesanal. A Propeixe é uma organização de produtores sediada em Matosinhos, cuja missão é a gestão da maior frota de pelágicos do país. Desde a sua fundação em 1985, a sua preocupação é valorizar o produto da pesca dos seus associados, que globalmente capturam mais de trinta por cento da produção nacional das espécies capturadas pela arte do cerco. Nesse âmbito, a Propeixe enveredou pela verticalização da sua actividade, dando início ao processo de transformação e conservação do pescado, provenientes das suas capturas. Sendo a qualidade o lema da Propeixe, o pescado é rigorosamente seleccionado, desde a captura, até à sua transformação em conserva. O método de produção é o pré-cozido artesanal, fruto dos conhecimentos e práticas ancestrais, que conferem ao produto uma qualidade e textura únicas. Todas as espécies e com especial predominância a sardinha, são expressamente congeladas no período em que registam os teores de gordura e paladar adequados, devidamente seleccionadas e acondicionadas, sendo de imediato ultracongeladas, o que permite preservar as propriedades organológicas e nutricionais e o seu sabor característico, garantindo um produto de alta qualidade e de grande longevidade.



Publicado por Tovi às 19:44
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 9 de Novembro de 2012
1º Festival Gastronómico de Conservas de Matosinhos

   A não perder... {#emotions_dlg.smile}




Sexta-feira, 17 de Agosto de 2012
Sardinhas de conserva e vinho tinto da Beira Interior

Ontem ao lanche abri uma latita de conserva de Sardinhas de Matosinhos Picantes em Azeite com Picles, um interessante produto artesanal da Propeixe, e para acompanhar experimentei um vinho tinto da região de Castelo Branco, o Adega do Alto Tejo Selecção 2009, um excelente DOP Beira Interior feito pelo enólogo António Selas da Adega do Alto Tejo, com uvas das castas Trincadeira e Touriga Nacional, e cuja colheita foi feita manualmente para caixas de 20 kg, desengace total e escolha manual dos bagos em mesas vibradoras, seguindo-se maceração e fermentação em lagares de inox, com controlo de temperatura e estágio de 8 meses em cubas de inox e 5 meses em garrafa antes do início da comercialização. Apresentava aroma forte e agradável a frutos vermelhos, bastante redondo na boca e com final persistente.

Este lanchinho de fim-de-tarde foi uma perfeita harmonização entre sardinhas pescadas por barcos de cerco no mar de Matosinhos e transformadas em conserva pelo método artesanal “pré-cozido”, com um vinho do coração da região delimitada a norte pela Serra da Gardunha e a sul pelo rio Tejo, uma zona com características micro climáticas e solos muito especiais.


«Vitor Ferreira» in Facebook >> Eh pah agora fizeste-me recordar aquelas latas de conserva que era preciso uma chave para abrir... Como o tempo passa...

«Fernando Duarte» in Facebook >> ontem ao lanche... fui ao McDonalds



Publicado por Tovi às 07:26
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 26 de Fevereiro de 2012
Conservas de Peixe em Portugal

Sabiam que em Portugal existem 20 fábricas de conservas em laboração e que produzem 58.500 toneladas de conservas de peixe? O volume de negócios do sector ascende a cerca de 250 milhões de euros. Cerca de 60% das nossas conservas destinam-se aos mercados externos o que caracteriza esta indústria como um sector exportador importante.

{#emotions_dlg.star} Dados de Maio de 2010: Em Portugal produzem-se 58.500 toneladas de conservas de peixe, sendo 28 mil toneladas de sardinha, 16 mil toneladas de cavala, 14 mil toneladas de atum e 500 toneladas de outras espécies.

{#emotions_dlg.star} Em 1938 existiam em Portugal 152 fábricas de conservas que produziam cerca de 34.000 toneladas de conservas de peixe.




Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Outubro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9


21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


Posts recentes

ASAE fechou a Conserveira...

Conservas de Sardinha da ...

Novas conservas de atum d...

Conservas Nero

Conservas de Ovas de Sard...

Exportação de Conservas d...

A Poveira - Conservas Min...

Filetes de Sardinha da Ra...

Bacalhau com Grão da Rami...

Ovas de Sardinhas em Azei...

1º Festival Gastronómico ...

Sardinhas de conserva e v...

Conservas de Peixe em Por...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus