"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Quinta-feira, 15 de Agosto de 2019
Demorou um pouco... mas já está preso

Captura de Ecrã (197).png

Notícia completa aqui.



Publicado por Tovi às 10:07
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 16 de Abril de 2018
A Máfia do Pinhal

600_5ad10d7b0cf2c09c9a155f57.jpgA jornalista Ana Leal (com imagens de Romeu Carvalho e montagem de João Ferreira) tornou público na TVI o acto criminoso que está por trás do grande incêndio do Pinhal de Leiria entre 15 e 16 de Outubro do ano passado. Segundo esta reportagem o incêndio que consumiu 86% desta mata florestal do Estado terá sido planeado em reuniões secretas numa cave de um restaurante no mês anterior por madeireiros, empresários e fábricas de compra e venda de madeira, tendo sido também combinados na altura os preços da madeira consumida. A reportagem assinada pela Ana Leal revela que “o pinhal estava armadilhado” com vasos de resina com caruma no interior para iniciar as chamas. Embora não se tenham registado vítimas mortais na região do Pinhal de Leiria, os incêndios de Outubro provocaram 49 mortos e cerca de 70 feridos no país, além de terem destruído 1.500 casas e 500 empresas.

Vamos lá ver no que isto vai dar



Publicado por Tovi às 08:39
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 18 de Março de 2018
A “praga” dos Ciganos Romenos

Casa da Música 17Mar2018.jpgNos últimos tempos um bando de vinte a trinta ciganos romenos tem atazanado a vida dos residentes na zona da Rotunda da Boavista, não só pela lixeira que todos os dias espalham pelos passeios e jardins, mas também pelos pequenos roubos que fazem nos estabelecimentos da zona, principalmente em supermercados. E durante o dia lá temos mulheres romenas na mendicidade sentadas á porta das lojas e à noite a dormirem junto da estação do metro da Casa da Música ou na passagem de peões por baixo do viaduto de Domingos Sequeira.
E como a Praça Mouzinho de Albuquerque é muito frequentada por turistas, e ainda bem, nomeadamente os que visitam a Casa da Música, temos que admitir que não é um bom cartão-de-visita para uma cidade reconhecida como “Best European Destination”.
Por viver no “centro deste furacão” sou testemunha do grande esforço que o executivo camarário do Porto tem vindo a dedicar a este assunto, nomeadamente com um reforço de patrulhamento por parte da Polícia Municipal e um aumento considerável das acções de recolha de lixo, mas tudo isto parece inglório, pois horas depois lá estão os ciganos romenos a conspurcar e a importunar tudo e todos.
Reconheço que não tenho solução milagrosa para esta “praga” e muito provavelmente tudo deverá passar por decisões do Governo Central, mas o que sei é que a situação não pode continuar pois corremos o risco de começarem a aparecer respostas de cariz xenófobo, que de todo repudiamos.

 

  Comentários no Facebook.

«Jose Riobom» - As tuas queixas são iguais às minhas... embora por motivos diferentes... vamos ver se os resultados das queixas de um deputado municipal serão tratadas da mesma forma das dum simples cidadão... isto é ninguém liga nenhum...

«Raul Vaz Osorio» - Vão-me desculpar a franqueza politicamente incorrecta, mas não há qualquer xenofobia em correr com eles, não por serem ciganos, não por serem romenos, mas por serem ladrões, porcos, incómodos e ocuparem sem permissão e sem respeito espaços que são públicos

«David Ribeiro» - Em Franca, durante o mês de Agosto de 2010, efectuou-se o repatriamento de cerca de 950 ciganos romenos, fazendo na altura não só correr rios de tinta mas até se levantaram várias questões jurídicas e morais que alimentaram o debate europeu nos meses seguintes. Hoje não sei como está a situação por terras gaulesas. (O meu querido amigo Fernando é que nos podia dizer como é que as coisas estão por lá).

«Fernando Duarte» - pagaram-lhes uma viagem de avião para a Roménia, deram 300 euros a cada um e 2 meses depois regressaram todos acompanhados do resto da família

«Cecilia Santos» - E depois que se queixem do populismo... façam o favor de não "nos empurrarem"... Por que é que sempre vamos relatar algo que está errado do nosso ponto de vista... sentimo-nos quase na obrigação de dizer: não é xenófobia, racismo ou outra coisa qualquer do género? Não concordo com esta situação dos ciganos romenos e quero lá saber que digam que dou racista ou xenófoba... É para o lado que eu durmo melhor.

«Maria Amélia Taborda» - David, é bom nem falar... de perto... a visão é terrível...

«Albertino Amaral» - Pois bem, se o executivo camarários abrir uma petição para colectar as despesas desta gente para os recambiar para a sua santa terrinha, cá estarei para contribuir… Boa viagem...



Publicado por Tovi às 14:16
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 3 de Novembro de 2017
Início do julgamento de Pedro Dias

3Nov2017 aa.jpg

Começa hoje o julgamento de Pedro Dias, acusado de ter cometido vários homicídios em Aguiar da Beira e encetado posteriormente uma fuga digna de uma autentica série policial. Estou curioso por conhecer quais os motivos que o levaram a iniciar todos estes actos tresloucados, pois embora muito se tenha dito e escrito sobre esta tragédia, eu cá ainda não consegui entender o que é que Pedro Dias fazia na fatídica noite junto de um hotel em construção e abandonado. Nada justifica a carnificina que aconteceu, mas tenho para mim que há sempre um motivo para as coisas acontecerem. E desta vez não consigo entender o que despoletou tudo isto.

 

   No Expresso online ás 14h13

A primeira testemunha a ser questionada foi o militar da GNR que sobreviveu aos disparos alegadamente feitos por Pedro Dias. António Ferreira contou ao tribunal que, a 11 de outubro de 2016, a carrinha onde “Pedro Dias dormia, foi abordada cerca das 2h29”. Num primeiro contacto com o comando da GNR “não havia qualquer pendência com a carrinha ali estacionada”.
Acordado o condutor e vistoriada a caixa de carga, “onde estavam uns jerricans, não houve estranheza”. Uma afirmação contrariada pelo juiz presidente e pela defesa que questionou a testemunha, que é assistente no processo. “Se não havia alarme porque foi feito um segundo contacto para obter informações?”, perguntou a advogada Mónica Quintela que defende o arguido.
O militar da GNR, que exigiu depor com Pedro Dias retirado da sala, não soube responder. Mas esclareceu que “após o alerta sobre a perigosidade do suspeito” e quando Carlos Caetano, o outro militar da patrulha da GNR se dirigia a Pedro Dias, “houve um barulho” que perturbou a intenção de “revistar o suspeito”. E quando focou a atenção “já Carlos Caetano estava no chão, atingido a tiro”. Posteriormente, António Ferreira foi “algemado no interior do carro” e levado para uma zona erma onde Pedro Dias, “com uma pistola numa mão e um pé de cabra noutra, abriu a porta” e lhe disse para sair, tendo disparado em seguida sobre o segundo militar da GNR.
A audiência prossegue por volta das 15h, com a inquirição da mesma testemunha.

 

  No Observador

(…) Quando encontraram Pedro Dias, os dois militares da GNR estavam a fazer uma patrulha por causa dos focos de incêndio que se tinham registado naquela zona. Pedro Dias tinha na carrinha “quatro ou cinco jerricans de combustível” e material agrícola diverso. Quando lhe perguntaram para que servia, o arguido respondeu que este material era para semear aveia. Tanto o juiz Marcos Gonçalves como a advogado de Pedro Dias perguntaram a Ferreira se aquele material não levantou suspeitas e se não pensaram em lavrar “um auto”. “Eu que não sou da GNR e acharia suspeito”, disse o juiz. O militar respondeu que não. Que o arguido mostrou tudo tranquilamente e explicou para que servia o material, logo não havia motivos para um auto de contraordenação. (…) “Quando eu virei a cara, estava ele com a arma”, demonstrou Ferreira, usando a mão direita para exemplificar ao juiz. “Se te mexeres, fodo-te os cornos”, terá dito Pedro Dias, para depois abrir fogo contra o guarda Caetano. “Qual seria a arma?”, perguntou-lhe o juiz. “Devia ser uma 6.35 ou uma 7.65 mm, uma arma pequena”, respondeu. Ferreira disse ainda que, naquele momento, começou a gritar pelo colega. “És burro? Não vês que ele está morto?”, respondeu Pedro Dias, obrigando-o a levantar a mão direita e, com a esquerda, livrar-se do cinturão com o coldre da arma. (...) O guarda Ferreira, que entretanto pediu para se levantar, descreveu as voltas que deu sequestrado no carro patrulha, até que foi parar a um local ermo — que diz desconhecer. Foi obrigado a algemar-se num pinheiro. Baleado, tombou no chão. Quando estava a “perder os sentidos” sentiu que Pedro Dias lhe cobriu o corpo com vegetação. Só mais tarde conseguiu libertar-se. “Tem ideia do que é que Pedro Dias queria ou estava a pensar quando andou consigo no carro?”, perguntou-lhe o juiz. “Não faço ideia o que lhe passou pela cabeça. Ainda hoje não sei”, respondeu Ferreira, que admitiu ter sido impossível escapar. “Não tinha hipótese. A arma estava sempre apontada”. Já à tarde os juízes voltaram a insistir com o militar. Como é que ele se distraiu ao ponto de não ter percebido que Pedro Dias estaria armado e que iria abrir fogo, mesmo depois da informação policial que dava conta de que era um homem perigoso. “Às vezes o nosso cérebro faz coisas que não conseguimos explicar”, disse, mantendo que tudo aconteceu demasiado rápido.



Publicado por Tovi às 10:41
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 23 de Abril de 2017
Guimarães 2 – 0 Boavista

safe_image.jpeg

Não fomos agressivos, não fomos determinados e facilitámos nos aspectos onde devíamos ter sido fortes e isso fez com que o resultado fosse justo”, disse Miguel Leal, treinador dos Axadrezados, no fim deste jogo da 30ª jornada da Liga NOS 2016/17, em que o Boavista perdeu contra o Guimarães. E quem fala assim não é gago.

 

  Sporting 1 – 1 Benfica

Este dérbi ficou tristemente assinalado pelo atropelamento mortal de um italiano de 41 anos, adepto da Fiorentina mas com ligações à claque do Sporting, junto à rotunda Sul do Estádio da Luz, onde às 2h40 de sábado se verificaram confrontos entre elementos das claques leoninas e benfiquistas. Segundo as últimas notícias as imagens de videovigilância cedidas pelo Benfica e outros vídeos amadores recolhidos pela polícia poderão permitir identificar o condutor do veículo deste atropelamento mortal.

 

  Classificação após 30ª jornada da Liga NOS 2016/17

1º - Benfica c/ 72 pontos
2º - F.C.Porto c/ 69 pontos
3º - Sporting c/ 64 pontos
4º - Guimarães c/ 56 pontos
10º - Boavista c/ 35 pontos
18º - Nacional c/ 20 pontos



Publicado por Tovi às 23:45
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 25 de Março de 2017
Banho de Sangue em Barcelos

Bolas!... Isto anda mal cá pelo Norte.

Quem tem gente desta para que é que precisa de jihadistas?

   JN – 24Mar2017 ás 21h38

1PBV5LWX.jpgO autor confesso de quatro pessoas em S. Veríssimo, Barcelos, entre as quais uma grávida, está indiciado por quatro crimes de homicídio qualificado e de um crime de aborto. Segundo fonte da Polícia Judiciária, o detido será ouvido na manhã de sábado no Tribunal de Braga para primeiro interrogatório judicial e aplicação das respetivas medidas de coação. Adelino Briote, de 62 anos, entregou-se às autoridades depois de ter esfaqueado todas as vítimas no pescoço. As vítimas são um casal de 84 anos (ele) e 80 (ela), uma mulher de 62 anos e outra mulher de 37 anos, grávida de sete meses. "Neste caso, como a gravidez era visível, além de que o alegado agressor era vizinho da vítima e como tal saberia perfeitamente do seu estado, penso que em causa estarão um crime de homicídio e um crime de aborto", referiu a fonte da PJ. O quádruplo homicida já teria prometido vingar-se dos vizinhos que testemunharam contra ele ou que se recusaram a depor em seu abono num processo em que foi condenado por violência doméstica. "Já tinha ameaçado que se vingaria", disse o presidente da Junta de Freguesia de S. Veríssimo, João Abreu, aos jornalistas. As agressões à filha e à sogra, com um ferro, registaram-se em março de 2015. Por esse processo, o homem foi condenado numa pena de prisão de três anos e dois meses, suspensa na sua execução, ficando em liberdade. Desde então, e segundo vários testemunhos recolhidos no local do quádruplo homicídio, o homem ameaçou vingar-se quer de quem se recusou a testemunhar em seu abono, quer de quem foi a tribunal dar conta de que presenciou as agressões. O comandante do destacamento da GNR de Barcelos disse que o homem já confessou os crimes. O caso passou, entretanto, para a alçada da Polícia Judiciária (PJ).

   Expresso – 25Mar2017 ás 13h52

O suspeito do quádruplo homicídio em São Veríssimo, Barcelos, vai ficar em prisão preventiva. Este sábado, o homem foi presente ao juiz no Tribunal de Braga. Apesar de já ter confessado a autoria do massacre, agora optou por não responder a qualquer pergunta. Está indiciado por quatro crimes de homicídio.

 

Isto será uma virose que anda aí?...

[Correio da Manhã – 25Mar2017 às 16h27] - Um homem com 50 anos assassinou a mulher à facada, este sábado, em Esmoriz, Ovar. A vítima tinha 51 anos e foi morta num quadro de violência doméstica. Homicida chamou os bombeiros e já foi detido pelas autoridades. O comandante dos bombeiros de Esmoriz, Artur Ferreira, acrescentou que a vítima apresentava "ferimentos nas costas e no abdómen" que levam a crer que a agressão foi feita com uma faca. Depois de cometer o crime, o homicida terá chamado os bombeiros, que, por sua vez, alertaram as autoridades. Os bombeiros ainda tentaram fazer manobras de reanimação, mas a vítima acabou por falecer. O homem entregou-se voluntariamente às autoridades e foi, no entretanto, detido.



Publicado por Tovi às 07:22
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 6 de Janeiro de 2017
Resposta do Iraque ao ultimato do MNE

Embaixada Iraque em Lisboa.jpg

No seguimento das agressões a um jovem em Ponte de Sor perpetuadas pelos dois filhos do embaixador iraquiano em Lisboa ficou hoje a saber-se pelo Ministro dos Negócios Estrangeiros português, Augusto Santos Silva, que as dúvidas suscitadas pela diplomacia de Bagdade sobre o caso foram enviadas à Procuradoria-Geral da República para esta, se entender pertinente, facultar eventuais elementos adicionais que permitam ao Governo deliberar sobre este caso tendo em conta o estipulado na Convenção de Viena sobre Relações Diplomáticas. É o que se chama dizer “nin” às perguntas dos portugueses sobre este caso.

Os filhos do Embaixador do Iraque em Portugal (24Ago2016)

Não há nada que o dinheiro não compre... (3Set2016)



Publicado por Tovi às 10:34
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 10 de Novembro de 2016
Pedro Dias entregou-se à PJ

Pedro Dias 8Nov2016 aa.jpg

Entregou-se à Polícia Judiciária na noite desta terça-feira o indivíduo em fuga desde 11 de Outubro e suspeito de autor dos trágicos acontecimentos de Aguiar da Beira em que dois militares da GNR foram alvejados (um morreu e outro ficou ferido) e em que na mesma madrugada, um casal foi igualmente alvejado (o homem morreu e a mulher ficou gravemente ferida). A entrega de Pedro Dias às autoridades policiais concretizou-se em Arouca, na casa de uma pessoa amiga da família, na presença dos seus advogados e ainda de uma equipa de reportagem da RTP e de um outro jornalista do Diário de Coimbra. À jornalista Sandra Felgueiras do canal televisivo o alegado homicida afirmou ser inocente e que se entregava às autoridades porque não quer ser fugitivo para o resto da vida. “Mal cheguei ao alto da Serra da Freita, fui recebido com uma salva de tiros de G3. E a partir daí fui perseguido como um animal", disse Pedro Dias. Recusou assumir a autoria dos dois homicídios - "de maneira nenhuma" - e disse que "o senhor agente da GNR terá certamente mais a dizer".

 

  13h00 de hoje

O suspeito de um duplo homicídio em Aguiar da Beira chegou ao tribunal da Guarda por volta das 11 horas, acompanhado de inspetores da Polícia Judiciária, para ser ouvido por um juiz em primeiro interrogatório judicial. À porta do tribunal, além do dispositivo de segurança da PSP e de várias equipas de reportagem, marcavam presença alguns populares que assistiram à chegada de Pedro Dias. No local, ouviram-se algumas acusações, nomeadamente "assassino". A advogada do suspeito, Mónica Quintela, anunciou perto da hora do almoço que este só seria ouvido a partir das 13h30.

 

  20h30 de hoje

Pedro Dias, suspeito dos crimes de Aguiar da Beira, vai ficar em prisão preventiva, anunciou esta quinta-feira à noite uma funcionária do tribunal da Guarda. A medida é justificada "dado o elevado perigo de fuga, continuação da actividade criminosa, perturbação do inquérito" e "alarme social", sendo acusado da autoria material de dois crimes de homicídio qualificado, três de homicídio qualificado na forma tentada, três crimes de sequestro e um de roubo.



Publicado por Tovi às 08:39
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 26 de Outubro de 2016
Encontrada criança desaparecida em Ourém

Na manhã de ontem tivemos a boa notícia do aparecimento da criança de dois anos desaparecida há cerca de 25 horas em Ourém… mas ainda há muito por saber e a PJ continua em averiguações.

 

  25Out2016 - Guarda Nacional Republicana
GNR Ourém 25Out2016.jpg

É com enorme satisfação que partilhamos o momento em que encontrámos o Martim!

O Martim foi localizado esta manhã, pelas 10:00 horas, por militares da GNR, na sequência das ações de busca que estavam a ser realizadas desde o dia de ontem. O Martim está bem de saúde e de regresso à sua família.



Publicado por Tovi às 09:35
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 17 de Outubro de 2016
E já lá vai uma semana

JN 17Out2016.png

Ao fim da tarde de hoje a PJ encontrou nos arredores de Vila Real o Opel Astra branco que Pedro Dias tinha roubado em Arouca, após ter sequestrado e amordaçado a proprietária de uma residência e o vizinho que tinha sido alertado pelos gritos da senhora.



Publicado por Tovi às 21:44
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 12 de Outubro de 2016
O que se passou em Aguiar da Beira?

GNR Aguiar da Beira 11Out2016 aa.jpg

À hora que escrevo este texto (17h35 de quarta-feira) ainda está a decorrer a caça ao homem na zona de S. Pedro do Sul no seguimento dos acontecimentos trágicos que tiveram lugar na madrugada de ontem em Aguiar da Beira e nos quais morreram baleados um GNR e um civil, com mais dois feridos graves, um outro guarda (com um projéctil alojado na zona cervical) e a esposa do civil anteriormente referido, ambos internados no hospital de Viseu em estado muito crítico. Diz a Guarda Nacional Republicana que o homem em fuga – Pedro Dias – é perigoso e que os habitantes das localidades de Candal, Póvoa das Leiras e Coelheira, onde decorrem as acções policiais, devem ter o maior cuidado. Quem é este indivíduo e qual a eventual acção ilícita que praticou, ainda é cedo para sabermos, ficando desde já assente que a teoria que alguns meios da comunicação social tornaram público - roubo de cobre num hotel abandonado durante a construção – não tem razão de ser por não haver nada de interesse para roubar nesta obra. O tempo dirá o que aqui se passou e quem foram os intervenientes neste crime hediondo. Vamos dar tempo às forças policiais para fazerem o seu trabalho… e que se faça Justiça.

 

   19h00 de 12Out - Comunicado da GNR

Operação de busca em São Pedro do Sul
Ao longo dos últimos dois dias, a GNR realizou diversas ações de busca na zona de São Pedro do Sul, no sentido de localizar e deter o principal suspeito da prática dos crimes ocorridos na zona de Aguiar da Beira. Durante este período, foram empenhados no terreno diversos meios e valências da GNR, não tendo sido registado qualquer contacto com o suspeito, desde as 15:00 horas de ontem.

Face aos resultados obtidos até ao momento, vamos proceder à desmobilização do dispositivo neste local, mantendo-se a segurança às populações, através de ações de patrulhamento.
Continuamos a apelar para que as pessoas se mantenham atentas, devendo em casos suspeitos alertar de imediato a GNR, através do número de telefone 232 467 940 ou do número de emergência 112.

 

  Comentários no Facebook

«Ricardo Moreira» >> Têm de aliviar a pressão para o raposo sair da toca...

«José Camilo» >> Ufa.... alguém compreendeu.

«David Ribeiro» >> Aprenderam com o caso Palito.



Publicado por Tovi às 17:57
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 16 de Junho de 2016
Assassinaram uma deputada britânica

Jo Cox assassinada em 16Jun2016.png

Em plena campanha eleitoral sobre o “Brexit” um alegado extremista anti-imigração baleou e esfaqueou numa rua do norte de Inglaterra a deputada pró-União Europeia Jo Cox que foi dada como morta ainda no local do crime. Esta deputada do Partido Trabalhista foi eleita em 2015, completava 42 anos na próxima semana, era casada com um antigo assessor de Gordon Brown, Brendan Cox, e tinha dois filhos.

Ainda é uma incógnita qual a influência que esta bárbaro acto irá provocar nas intenções de voto dos britânicos no próximo dia 23… para já a campanha eleitoral está suspensa.

 

  Comentários no Facebook

«Jorge Veiga» >> barbaridade sem qualquer classificação possível!

«Zé Carlos» >> Amigo David Ribeiro, cheira-me mal este assassinato, muito estranho mesmo.

«André Eirado» >> Pobre senhora, uma beldade. Filho da puta espero que tenhas uma morte dolorosa Cabrão extremista



Publicado por Tovi às 23:30
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Dezembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Posts recentes

Demorou um pouco... mas j...

A Máfia do Pinhal

A “praga” dos Ciganos Rom...

Início do julgamento de P...

Guimarães 2 – 0 Boavista

Banho de Sangue em Barcel...

Resposta do Iraque ao ult...

Pedro Dias entregou-se à ...

Encontrada criança desapa...

E já lá vai uma semana

O que se passou em Aguiar...

Assassinaram uma deputada...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus