"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Quarta-feira, 20 de Janeiro de 2021
Tomada de posse de Joe Biden

usa 2.jpg

usa 1.jpg

A vigilância de qualquer indício de possíveis protestos levou à adoção de medidas de segurança inéditas na cerimónia de tomada de posse do novo Presidente dos Estados Unidos da América. Com o ataque ao Capitólio na memória recente e a ameaça da pandemia muito viva, marchas e celebrações virtuais substituiram as tradicionais, promovendo o perfil de responsabilidade pública que a nova administração preconiza. Os dispositivos de segurança transformaram algumas zonas de Washington em verdadeiras fortalezas. Barricadas, arame farpado e vedações altas foram erigidas para impedir uma repetição do ataque ao Capitólio por uma multidão incitada pelo Presidente cessante. Donald Trump sai da Casa Branca com a mais baixa taxa de aprovação de qualquer Presidente desde que estes indicadores são medidos. Foi alvo de dois processos de impeachment, aprofundou a distância que há muito se adensava entre republicanos e democratas e não mostrou a preocupação exigida na luta contra a covid-19.

 


eua.jpg
Joe Biden tomou posse esta quarta-feira, em frente ao Capitólio, em Washington DC, para se tornar o 46.º presidente dos Estados Unidos da América.



Publicado por Tovi às 11:13
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 13 de Janeiro de 2021
Presidenciais em Portugal e as Cowboyadas nos USA

137513934_10218935315801761_6421636879789898587_n.

Partilhado à má fé… ou seja, sem ter pedido autorização à autora do texto.




Publicado por Tovi às 07:49
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 7 de Janeiro de 2021
Adoro uma boa cowboyada

Se não fosse demasiado sério, até dava para rir   
usa.jpg

   Washington DC entra em recolher obrigatório
Protestos prosseguem no Capitólio. A mayor da capital dos Estados Unidos decretou o recolher obrigatório a partir das 18h00 locais [23h00 em Lisboa - quarta-feira, 6jan], mas os protestos prosseguem junto ao Capitólio, agora também com um protesto desfavorável a Donald Trump. A decisão de Muriel Bowser vigora até as 6h00 desta quinta-feira.

   Polícia deteve pelo menos 13 manifestantes
Pelo menos 13 pessoas foram detidas, de acordo com a informação prestada pelo comandante da polícia metropolitana de Washington. Robert Contee adiantou que nenhum destes participantes nos tumultos e na invasão do Capitólio são residentes na cidade. Três são oriundos de Arlington, na Virgínia, e os restantes são de fora da região da capital norte-americana. As autoridades procederam à apreensão de armas, disse o mesmo responsável, e diversos polícias tiveram de receber assistência devido a ferimentos sofridos durante o confronto com os manifestantes.

   Mulher ferida com um tiro no peito durante os confrontos morreu
A polícia de Washington D.C., citada pelo "Washington Post", confirmou ao fim da tarde que a mulher que tinha ficado gravemente ferida depois de ter sido baleada nos confrontos no Capitólio acabou por morrer. Ainda não são conhecidos mais detalhes sobre este caso.

   Quatro mortos na invasão do Capitólio
Pelo menos quatro pessoas morreram na invasão do Capitólio, em Washington. Há 14 polícias feridos, dois em estado grave. A polícia da capital dos Estados Unidos usou armas de fogo para proteger congressistas e a agência de notícias Associated Press (AP) já tinha dado conta da morte de uma mulher, alvejada no interior do Capitólio. A mesma força policial adiantou agora que mais três pessoas morreram no hospital.

 


Trump perdeu estas eleições mas o número de votantes nos Republicanos é enorme… mas estou convencido que a esmagadora maioria dos votantes no Partido Republicano não se reveem nos insurretos que ontem invadiram e vandalizaram o Capitólio americano.
usa.jpg

 

   Claro que as coisas não estavam planeadas
Vocês não conhecem Washington, porque se conhecessem sabiam que ao fundo da rua do Capitólio há um estabelecimento comercial de um amigo meu que faz camisolas na hora e com os dizeres que quisermos.
Anotação 2021-01-07 191227.jpg



Publicado por Tovi às 00:10
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 9 de Novembro de 2020
A vitória de Joe Biden

123951147_5226889317325040_2705726819198259257_n.j



Publicado por Tovi às 07:51
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 4 de Novembro de 2020
Eleições nos EUA

770-trump-prence.jpg
Os EUA estão a viver umas eleições atípicas devido à pandemia de Covid-19. Os votos por correio e votos antecipados atingiram números históricos. Apesar das eleições terem sido ontem, 3 de novembro, 98 milhões de americanos já tinham anteriormente votado, o equivalente a mais de um terço de todos os eleitores do país. Esta grande afluência às urnas (ou aos correios) levanta problemas na contagem dos votos. Cada voto por correio tem de ser verificado individualmente. Por essa razão, os resultados eleitorais finais dificilmente serão divulgados hoje, mas há já alguns dados interessantes.

 

   08h37, 4nov (by The Wall Street Journal)
08h37.jpg

 

   22h15, 4nov (by Fox News)
123775702_10218531660150622_8581656914301285400_o.

 

   11h40, 7nov
USA eleições cartoon.jpg

   16h35, 7nov (by Fox News)
USA eleições.jpg

 

   Agora mais a frio...

Anotação 2020-11-07 210931.jpgPassado os minutos de euforia pela derrota de Donald Trump nas Presidenciais americanas, podemos agora afirmar que a vitória foi da democracia sobre o populismo, da discussão de ideias sobre a teimosia permanente, da educação sobre a boçalidade, da simpatia sobre o ódio. Tenha Joe Biden saúde e sabedoria para se rodear de gente de bem que lute para “democracy beats deep in the heart of America”. (sábado, 7nov, às 21h15)



Publicado por Tovi às 07:39
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 2 de Outubro de 2020
É só uma gripezinha...


Anotação 2020-10-02 084313.jpg

 


COVID-19 Mundo 02out.jpg

 

   Associated Press - Saturday, October 3, 2020 4:43AM
Anotação 2020-10-03 085631.jpg

 

   Pedro Ribeiro Ferreira, designer de profissão e cartoonista de ocasião
Pedro Ribeiro Ferreira, designer de profissão e c



Publicado por Tovi às 11:22
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 30 de Setembro de 2020
Debate presidencial nos EUA

16148509_0_148_3354_1962_1000x0_80_0_1_033e5c1ab4e

Do pouco que já ouvi e li do debate entre Donald Trump e Joe Biden retive com interesse as opiniões sobre a pandemia da COVID-19, os protestos raciais nas cidades norte-americanas, o futuro do Supremo Tribunal e ainda sobre a segurança do sistema de votação norte-americano. As “peixeiradas”, como sempre, fazem parte do espetáculo, tão ao gosto do Tio Sam, mas dou comigo a pensar que Biden falhou na sua tentativa de se afirmar como “um presidente” e Trump falou para “os seus” onde parece não haver dúvidas.



Publicado por Tovi às 09:06
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos (1)

Terça-feira, 2 de Junho de 2020
Trump ameaça mobilizar militares

trump.jpg

Passados mais de sete dias sobre o gravíssimo incidente em Minneapolis que acabou com a morte de um afro-americano, dou comigo a pensar:

George Floyd foi assassinado por um polícia?... Foi e por isso, esperamos, o polícia será julgado.

Aquando das manifestações de repudio por este ato ignóbil houve violência, destruição e pilhagens?... Claramente houve, sendo de repudiar a mais que evidente infiltração de elementos desestabilizadores nestes protestos.

E agora?... Agora, sejam eles republicanos ou democratas, conservadores ou liberais, de esquerda ou de direita, o que eu tenho dificuldade em aceitar num país como os Estados Unidos da América é vê-lo a ser “governado” por alguém que perante esta crise pouco ou nada mais faz que fomentar o ódio entre os diferentes estratos sociais da sua população.



Publicado por Tovi às 21:31
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 5 de Maio de 2020
Donald Trump e a origem do surto do novo coronavírus

95613708_3205861619447069_688192264924561408_n.jpg

O presidente dos Estados Unidos da Amérca afirmou recentemente que viu provas que lhe dão "um alto grau de confiança" de que o covid-19 foi produzido num instituto de virologia em Wuhan, na China, mas recusou-se a entrar em pormenores. No entanto esta declaração contradiz aquilo que terá sido apurado pelos serviços secretos americanos, cujo diretor, algumas horas antes desta declaração de Trump, anunciou esta a ser feito um "exame rigoroso" sobre o que esteve na origem do surto de coronavírus, acrescentando que ainda não existem conclusões. Outras fontes, citadas pela estação de televisão CNN, garantem não haver qualquer teoria comprovada sobre o facto de a pandemia ter tido origem num acidente de laboratório ou através de animais. Ainda assim, questionado sobre se tem informações se o surto é de origem laboratorial, Donald Trump disse: "Sim, eu tenho." Mas sobre o grau de fiabilidade dessa informação, respondeu: "Não lhe posso dizer isso. Não tenho permissão para lhe dizer isso."

 

   COVID-19 - Dados da WHO ao dia de ontem
mundo 4mai.jpg

  COVID-19 - Situação em Portugal e na Região Norte em 5mai2020

25702 casos confirmados (15199 na Região Norte)
1074 mortos (613 na Região Norte)

De acordo com a Direção-Geral da Saúde (DGS), registaram-se na Região Norte nas últimas 24 horas mais 4 mortes, o número mais baixo das últimas semanas, sendo preciso recuar a 21 de março para encontrar um valor inferior. Mas a má notícia é que o boletim epidemiológico da DGS indica que houve, pela primeira vez, um óbito abaixo dos 30 anos. Até agora, todas as vítimas mortais da pandemia no país tinham mais de 40, sendo que a esmagadora maioria (87%) tinha mais de 70.
norte 5mai.jpg



Publicado por Tovi às 10:32
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 8 de Janeiro de 2020
Irão ataca bases militares dos EUA no Iraque

8864902.jpg

Esta madrugada vinte e dois mísseis em 30 minutos, causaram dezenas de mortos e feridos, segundo algumas fontes.
O Irão afirma que as bases aéreas de Asad e Erbil, no oeste do Iraque, onde estão instalados militares dos Estados Unidos, foram "seriamente danificadas" e que há outros 100 alvos prontos para serem atacados, caso Washington decida tomar medidas de represália.
Por sua vez, o presidente norte-americano, Donald Trump, afirmou que "so far, so good", enquanto os danos causados pelos ataques são avaliados.

 


Não creio que os ataques recíprocos dos EUA e Irão levem a uma guerra total na região, pelo menos na forma como foram a I e II Guerras Mundiais. Hoje as “guerras” fazem-se com boicotes económicos e quando se chega a combates bélicos estes são bombardeamentos cirúrgicos com drones e/ou com mísseis disparados de longa distância. Após a “vitória” de uma das fações pode ocorrer ocupação de terreno e aí as tropas clássicas – infantaria e carros de combate – terão um papel importante. Mas há ainda a possibilidade, para já muito improvável, de ataques nucleares e isto sim, seria uma catástrofe a nível mundial.

 


O que disse Donald Trump, hoje à tarde na Casa Branca, na sua declaração ao país:
- Enquanto eu for presidente dos EUA, o Irão não vai ter armamento nuclear. Bom dia!
- Os nossos mísseis são rápidos, precisos, eficientes e letais. Mas o facto de termos este armamento não significa que o tenhamos de usar. Não queremos usá-lo.
- Os misseis disparados ontem foram pagos pelos fundos que a última Administração disponibilizou aos iranianos.
- Soleimani era uma dos maiores terroristas, estava a planear ataques que tinham os EUA como alvo.



Publicado por Tovi às 12:19
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 3 de Janeiro de 2020
Em Bagdad não está quente… está a escaldar

9551570.jpg

O líder supremo do Irão, Ali Khamenei, disse aos "criminosos" que assassinaram o major-general Qassem Soleimani (comandante da unidade Força Quds, do Corpo de Guardiões da Revolução islâmica), que uma dura vingança os espera.

 


A Rússia, França e China alertaram, esta sexta-feira, para as consequências do assassínio em Bagdad do general iraniano Qassem Soleimani, num ataque norte-americano considerado pelos russos como "perigoso" e que pode levar ao "aumento das tensões na região".


"Iran never won a war, but never lost a negotiation!" — Donald J. Trump (@realDonaldTrump) January 3, 2020


O secretário-geral da ONU, António Guterres, avisou esta sexta-feira que "o mundo não pode permitir outra guerra no Golfo", numa referência ao ataque aéreo realizado pelos Estados Unidos em Bagdad, que matou o general iraniano Qassem SolRepresentante do Hezbollah anunciou que a resposta ao assassinato do major-general Qassem Soleiman será coordenada com os demais "grupos de resistência" apoiados pelo Irã, reportou o canal Al Mayadeen.eimani.


O ataque que vitimou o general iraniano Soleiman ocorreu três dias depois de um assalto inédito à embaixada norte-americana que durou dois dias e apenas terminou quando Trump anunciou o envio de mais 750 soldados para o Médio Oriente.


"A vingança do sangue do mártir Soleimani ocorrerá no dia em que virmos que, com a continuidade da luta, será cortada para sempre a mão maligna dos EUA na região”, afirmou Hassan Rohani, segundo um comunicado da Presidência iraniana.


Representante do Hezbollah anunciou que a resposta ao assassinato do major-general Qassem Soleiman será coordenada com os demais "grupos de resistência" apoiados pelo Irão.



Publicado por Tovi às 09:58
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 21 de Junho de 2019
Trump aprovou… e depois voltou atrás

Captura de Ecrã (152).png

Altos responsáveis militares e diplomáticos americanos esperavam ordem de ataque ainda na noite de quinta-feira, após debates descritos como acalorados na Casa Branca envolvendo as principais autoridades de segurança nacional de Trump e líderes do Congresso, segundo o The New York Times. Aeronaves e navios estavam em posição de disparar mísseis quando veio a ordem para cancelar a operação.



Publicado por Tovi às 11:54
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 12 de Junho de 2018
O acordo entre Kim Jong-un e Donald Trump

GettyImages-971886668_770x433_acf_cropped.jpg

É um pequeno passo... mas é um passo em frente para a paz na região.

 

 

Declaração conjunta do Presidente Donald J. Trump dos Estados Unidos da América e do Presidente Kim Jong-un da República Popular Democrática da Coreia na cimeira de Singapura.

O Presidente Donald J. Trump dos Estados Unidos da América e o Presidente Kim Jong-un da comissão dos assuntos de Estado da República Popular Democrática da Coreia tiveram uma primeira, histórica cimeira em Singapura no dia 12 de junho de 2018.
O Presidente Trump e o Presidente Kim Jong-un tiveram uma troca de opiniões abrangente, profunda e sincera nos temas relacionados com o estabelecimento das novas relações dos EUA-DPRK e na criação de um regime duradouro, robusto e pacífico na península da Coreia. O Presidente Trump comprometeu-se a dar garantias de segurança à DPRK e o Presidente Kim Jong-un reafirmou o seu firme e inabalável compromisso para com a completa desnuclearização da península da Coreia.
Convencidos de que o estabelecimento das novas relações entre EUA-DPRK vão contribuir para a paz e prosperidade da península da Coreia e do mundo e reconhecendo que a construção de confiança mútua pode promover a desnuclearização da península da Coreia, o Presidente Trump e o Presidente Kim Jong-un declaram o seguinte:
Ponto 1: Os Estados Unidos e a República Popular Democrática da Coreia para estabelecer novas relações entre EUA-RPDC de acordo com o desejo de paz e prosperidade dos povos dos dois países.
Ponto 2: Os Estados Unidos e a República Popular Democrática da Coreia vão unir esforços para construir um regime duradouro, estável e pacífico na península da Coreia.
Ponto 3: Reafirmando a declaração de Panmunjon de 27 de abril de 2018, a Coreia do Norte compromete-se a trabalhar em direção a desnuclearização completa da península da Coreia.
Ponto 4: Os Estados Unidos e a República Popular Democrática da Coreia comprometem-se a recuperar os prisioneiros de guerra/desaparecidos em combate que restam, incluindo a repatriação imediata daqueles já identificados.
Tendo reconhecido que a cimeira EUA-DPRK — a primeira na História — foi um evento épico de grande significância para ultrapassar décadas de tensões e hostilidades entre os dois países e para a abertura de um novo futuro, o Presidente Trump e o Presidente Kim Jong-un comprometem-se a implementar o estipulado nesta declaração conjunta completamente e de forma expedita. Os Estados Unidos e a DPRK comprometem-se a realizar negociações de follow-up, lideradas pelo secretário de Estado Mike Pompeo e um alto responsável norte-coreano, o mais rápido possível para implementar o resultado da cimeira EUA-DPRK.
O Presidente Donald J. Trump dos Estados Unidos da América e o Presidente Kim Jong-un da comissão dos assuntos de Estado da República Popular Democrática da Coreia comprometeram-se a colaborar no sentido de desenvolver novas relações EUA-DPRK e pela promoção da paz, prosperidade e segurança da península da Coreia e do mundo.



Publicado por Tovi às 12:00
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 14 de Abril de 2018
Já caíram mísseis sobre a Síria

img_818x455$2018_04_14_09_38_58_728599.jpg

Ataque coordenando entre EUA, França e Reino Unido lançou 110 mísseis sobre alvos referenciados à produção e armazenamento de armas químicas.

 

   11h45 de hoje

“Portugal compreende” os bombardeamentos desta madrugada, diz o Ministério dos Negócios Estrangeiros... e Marcelo Rebelo de Sousa concordou.

   Comentários no Facebook

«André Eirado» - Espero que não espolete uma guerra mais intensa

«Mié Mendes Moreira» - Primeiro bombardeia-se, supostamente por existirem provas. Depois mandam-se os inspectores averiguar. Onde é que já vi isto?...

 

   12h45 de hoje

Theresa May justifica bombardeamentos com informações secretas.

    Comentários no Facebook

«Jose Bandeira» - Onde é que já ouvi isto também? Estamos num "remake' da guerra no Iraque. Cheira-vos a petróleo?

«Mié Mendes Moreira» - As informações que originaram a guerra do Iraque também eram secretas... ;) Tão secretas, mas tão secretas, que nunca foram comprovadas.

 

   13h00 de hoje

"A actual escalada em torno da Síria afecta de modo destrutivo todo o sistema de relações internacionais. A história vai decidir tudo", disse Putin num comunicado divulgado pela assessoria de imprensa do Kremlin.

 

   13h45 de hoje

Sejamos pragmáticos. A existir fabrico e armazenamento de armas químicas nos territórios controlados por Bashar al-Assad é difícil de aceitar que após as ameaças de Donald Trump o governo e as forças militares da Síria, com eventual aconselhamento da Rússia, não tenham atempadamente deslocalizado estes equipamentos das três áreas agora bombardeadas.

   Comentários no Facebook

«Fernando Duarte»e com isto tudo vão regressar os "ataques terroristas" nestes 3 países. Os islamistas dizem que cada um "bombardeia" com as armas que tem

«Jose Riobom» - Pareces muito satisfeito e muito feliz… Eu não... e não é por motivos políticos, esses a mim são-me indiferentes, mas por motivos humanos... Sei por experiência o que é uma guerra... Estás a mudar... lentamente... alguém anda a fazer a tua cabeça... infelizmente! Estás a virar propagandista ! Lamento....

«David Ribeiro» - Ou percebeste mal o que eu disse, Jose Riobom, ou eu não fui suficientemente claro. Eu participei directamente na “segunda guerra de libertação” em Angola (assim lhe chamou o MPLA) e por isso sei bem o que são os HORRORES da guerra.

«Jose Riobom»A forma como defendes um dos lados diz-me tudo... É PRECISO PARAR TODOS OS LADOS...! Estou com Guterres... O "precisamos de ser pragmáticos" cheira-me a discurso ensaiado num cenário Trumpeiro... igual ao das armas de "destruição maciça" do Iraque... Essa gente dos USA é tão boa quanto a gente do Putin... É PRECISO PARAR tudo e todos para bem da humanidade no seu todo sem "sermos pragmáticos"... sómente humanos que respeitam a sua espécie...

 

   15h45 de hoje

Acabei de falar (via messenger) com um velho e querido amigo russo que ainda faz uns biscates nos serviços de inteligência do Kremlin e afirma-me ele que a resposta da Rússia deve ser não militar mas baseada no direito internacional, até porque ninguém sobreviveria a uma guerra entre Rússia e EUA.

   Comentários no Facebook

«Antero Filgueiras»Diga lá ao seu amigo que vive em Paris (e que eu conheço muito bem, assim como a simpática esposa), que a Rússia é só tretas, pois tem uma Economia de "caca" comparada com a esmagadora maioria dos países fortes da Zona Euro. O resto é ballet e marionetas. Já foi assim que Reagan esmagou a ex-URSS, cujo "elástico económico", tal como se provou e comprovou era demasiado fraco. Ou será que você não lê nada sobre análise económica internacional?!



Publicado por Tovi às 10:51
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 22 de Fevereiro de 2018
Armas nas escolas... nos EUA

armas.jpg

Acho bem... e já agora os alunos também, começando já na pré-primária ou mesmo no berçário



Publicado por Tovi às 17:31
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Julho 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





Posts recentes

Tomada de posse de Joe Bi...

Presidenciais em Portugal...

Adoro uma boa cowboyada

A vitória de Joe Biden

Eleições nos EUA

É só uma gripezinha...

Debate presidencial nos E...

Trump ameaça mobilizar mi...

Donald Trump e a origem d...

Irão ataca bases militare...

Em Bagdad não está quente...

Trump aprovou… e depois v...

O acordo entre Kim Jong-u...

Já caíram mísseis sobre a...

Armas nas escolas... nos ...

Previsão astrológica para...

Lá vem nova Intifada

Cães que muito ladram não...

Será que há “sealy season...

A mãe de todas as bombas

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus