"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Terça-feira, 2 de Junho de 2020
Trump ameaça mobilizar militares

trump.jpg

Passados mais de sete dias sobre o gravíssimo incidente em Minneapolis que acabou com a morte de um afro-americano, dou comigo a pensar:

George Floyd foi assassinado por um polícia?... Foi e por isso, esperamos, o polícia será julgado.

Aquando das manifestações de repudio por este ato ignóbil houve violência, destruição e pilhagens?... Claramente houve, sendo de repudiar a mais que evidente infiltração de elementos desestabilizadores nestes protestos.

E agora?... Agora, sejam eles republicanos ou democratas, conservadores ou liberais, de esquerda ou de direita, o que eu tenho dificuldade em aceitar num país como os Estados Unidos da América é vê-lo a ser “governado” por alguém que perante esta crise pouco ou nada mais faz que fomentar o ódio entre os diferentes estratos sociais da sua população.



Publicado por Tovi às 21:31
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 25 de Maio de 2020
A pandemia terminará em Portugal em 18 de julho?

Captura de Ecrã (242).png
   Notícia completa aqui

 

Segundo o britânico Daily Mail, pesquisadores da Universidade de Tecnologia de Singapura desenvolveram um complexo modelo matemático denominado “modelo SIR” (suscetíveis — infetados — recuperados), que com base na atual tendência dos casos de Covid-19, prevê a data exata em que a pandemia terminará em vários países por este mundo fora. Assim, por exemplo, para Portugal os cientistas estimam o fim da pandemia para 18 de julho, para Singapura em 19 de julho, Reino Unido em 30 de setembro, Itália em 24 de outubro e EUA em 11 de novembro.

 


A diretora do departamento de Saúde Pública da Organização Mundial de Saúde (OMS) afirmou hoje que é "cada vez mais" improvável uma segunda grande vaga do novo coronavírus, mas aconselhou muita prudência. Maria Neira considerou que se "baixou tanto a taxa de transmissão que o vírus terá dificuldade em sobreviver". "Devemos ter muita prudência em afirmar se este é o fim da vaga, mas, pelo menos, os dados mostram que se evitou a transmissão e explosão das primeiras semanas", declarou.



Publicado por Tovi às 07:58
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 24 de Maio de 2020
The New York Times de hoje

Vai ficar para a História a primeira página do The New York Times de hoje.
Captura de Ecrã (237).png

...e realmente o total do número de mortes por Covid-19 nos EUA é assustador, mas se considerarmos mortes por milhão de habitantes veremos que há vários países cá da Europa em situação muito pior.
mundo 23mai.jpg



Publicado por Tovi às 15:20
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 23 de Março de 2020
E nos States a coisa está assim...

merlin_170820237_4ad01607-51d1-41ee-8302-b352d07ed

   The New York Times - 22mar2020

Governors plead for masks and ventilators, but a top U.S. official says some areas will have to wait.
The governors of multiple states and other leaders made urgent pleas on Sunday for masks and other protective equipment to help fight the swelling outbreak, imploring the federal government to do more to increase the products’ availability.
California officials told hospitals to restrict coronavirus testing, and a hospital in Washington State warned that it could run out of life-preserving ventilators by early next month. ​Washington State’s Department of Health told local leaders that only the highest-priority areas would have access to the government’s reserves of protective equipment, including N95 masks.

 

 
Captura de Ecrã (42).png



Publicado por Tovi às 07:51
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 2 de Março de 2020
Lá vão os “polícias do Mundo” fazer asneira

13781215_0_12_1024_565_1000x541_80_0_0_7b19a06df29

As últimas informações do portal de localização de navios Marine Traffic dão-nos a conhecer que o porta-aviões americano USS Eisenhower passou pelo estreito de Gibraltar e entrou no mar Mediterrâneo, acompanhado por vários navios de guerra. Diz o site da Marinha dos EUA que o porta-aviões Eisenhower, está a conduzir uma operação para garantir a segurança no mar em águas internacionais.



Publicado por Tovi às 07:53
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 8 de Janeiro de 2020
Irão ataca bases militares dos EUA no Iraque

8864902.jpg

Esta madrugada vinte e dois mísseis em 30 minutos, causaram dezenas de mortos e feridos, segundo algumas fontes.
O Irão afirma que as bases aéreas de Asad e Erbil, no oeste do Iraque, onde estão instalados militares dos Estados Unidos, foram "seriamente danificadas" e que há outros 100 alvos prontos para serem atacados, caso Washington decida tomar medidas de represália.
Por sua vez, o presidente norte-americano, Donald Trump, afirmou que "so far, so good", enquanto os danos causados pelos ataques são avaliados.

 


Não creio que os ataques recíprocos dos EUA e Irão levem a uma guerra total na região, pelo menos na forma como foram a I e II Guerras Mundiais. Hoje as “guerras” fazem-se com boicotes económicos e quando se chega a combates bélicos estes são bombardeamentos cirúrgicos com drones e/ou com mísseis disparados de longa distância. Após a “vitória” de uma das fações pode ocorrer ocupação de terreno e aí as tropas clássicas – infantaria e carros de combate – terão um papel importante. Mas há ainda a possibilidade, para já muito improvável, de ataques nucleares e isto sim, seria uma catástrofe a nível mundial.

 


O que disse Donald Trump, hoje à tarde na Casa Branca, na sua declaração ao país:
- Enquanto eu for presidente dos EUA, o Irão não vai ter armamento nuclear. Bom dia!
- Os nossos mísseis são rápidos, precisos, eficientes e letais. Mas o facto de termos este armamento não significa que o tenhamos de usar. Não queremos usá-lo.
- Os misseis disparados ontem foram pagos pelos fundos que a última Administração disponibilizou aos iranianos.
- Soleimani era uma dos maiores terroristas, estava a planear ataques que tinham os EUA como alvo.



Publicado por Tovi às 12:19
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 14 de Novembro de 2019
Jeanine Áñez na presidência interina da Bolívia

image.jpg

A Rússia reconheceu hoje Jeanine Áñez como presidente interina boliviana e “considera eventos antecessores à renúncia de Evo Morales equivalentes a um golpe de Estado”. E os EUA também já reconheceram Jeanine Añez como Presidente da Bolívia, numa nota divulgada pelo secretário de Estado, Mike Pompeo, em que felicitou a senadora por se ter autoproclamado Presidente interina da Bolívia.

Não há dúvida… Evo Morales já é passado na história da Bolívia.



Publicado por Tovi às 14:29
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 11 de Outubro de 2019
Mais um “incidente” no Mar Vermelho

Captura de Ecrã (291).png
De incidente em incidente… até um dia.

 


Dois roquetes atingiram um petroleiro iraniano no Mar Vermelho, ao largo do porto saudita de Jiddah, disseram hoje as autoridades de Teerão. Até ao momento a Arábia Saudita não fez qualquer comentário sobre o suposto ataque contra o navio iraniano que constitui o último incidente na região marcada pelo degradar das tensões entre o Irão e os Estados Unidos, país aliado de Riade. A televisão iraniana noticiou que a explosão danificou dois armazéns a bordo do navio sendo que se verifica uma fuga de crude.



Publicado por Tovi às 10:57
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 20 de Setembro de 2019
Ataque a instalações petrolíferas na Arábia Saudita

14526954.jpg
(Na imagem, divulgada pelo governo dos EUA, podemos ver os danos às instalações da petrolífera Saudi Aramco, localizada na Arábia Saudita)

É estranha a ineficácia do sistema de defesa saudita cujas refinarias contam com sistemas de defesa antiaérea Patriot PAC-2 instalados em locais estratégicos, mas que não teriam sido capazes de conter o ataque dos drones e possíveis mísseis de cruzeiro do grupo rebelde xiita do Iémen no passado dia 14 de setembro. Quer os sauditas quer os norte-americanos acreditam que o Irão terá apoiado estes alegados ataques Houtis com o fornecimento de tecnologia e mesmo com assistência técnica na operação. Em represália as autoridades norte-americanas colocam a possibilidade de lançarem ataques contra refinarias iranianas.
De acordo com a Agência de Imprensa Saudita (SPA), os ataques direcionados às refinarias sauditas, além de causarem um corte de praticamente 50% na produção de petróleo do país, também resultaram numa redução de 5% no mercado global e desestabilizaram ainda mais a região do Golfo, elevando as tensões entre o Irão e os EUA e expondo a vulnerabilidade das instalações petrolíferas. No entanto é de destacar que após os ataques o preço do petróleo chegou a subir quase 20%, alcançando a maior alta numa sessão desde a Guerra do Golfo em 1991, mas entretanto, depois de atingir seu maior pico, os preços do petróleo caíram nos últimos dias.



Publicado por Tovi às 08:50
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 9 de Agosto de 2019
A "guerra dos petroleiros" está a aquecer

Captura de Ecrã (184).png



Publicado por Tovi às 09:07
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 23 de Junho de 2019
Va lá saber-se quem fala verdade

Captura de Ecrã (154).png

O ministro dos negócios estrangeiros iraniano, Mohamad Javad Zarif, publicou ontem na sua conta no Twitter: "Às 00h14 [hora local] o drone descolou dos Emiratos Árabes Unidos em modo furtivo e violou o espaço aéreo iraniano. Foi alvejado às 04h05 nas coordenadas (25°59'43"N 57°02'25"E) perto de Kouh-e Mobarak. Recuperamos destroços do drone militar dos EUA em nossas águas territoriais, onde foi derrubado".



Publicado por Tovi às 07:31
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 14 de Junho de 2019
Misteriosos ataques... ou não?

Captura de Ecrã (141).png

Comentários… ao gosto dos interesses de cada um:

Expresso, 14jun2019 - O Exército dos EUA divulgou um vídeo que alegadamente mostra um barco da Marinha do Irão a remover o que aparenta ser uma mina não detonada do casco do Kokura Courageous. Este petroleiro japonês e um outro norueguês, o Front Altair, foram atacados esta quinta-feira no Golfo de Omã. O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, […] afirmou que o Irão pretende impedir a passagem de petróleo através do estreito de Ormuz.

Instituto Estatal de Relações Internacionais de Moscovo, 14jun2019 - Isto é uma coisa muito perigosa. Surge logo a questão: quem pode estar por trás disto? Alguns começaram imediatamente a apontar para o Irão, mas sem provas nenhumas [...] Seria melhor que neste ambiente extremamente nervoso a investigação fosse realizada por entidades internacionais que possam obter resultados objetivos, em que todos poderiam confiar.

Expresso, 14jun2019 - Na sequência dos ataques, o ministro iraniano das Relações Exteriores, Mohammad Javad Zarif, rejeitou as suspeitas americanas e lembrou que um dos petroleiros é japonês, tendo sido atacado durante a visita do primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, ao Irão num esforço para acalmar as tensões entre Washington e Teerão.

TVI24, em 14jun2019 - A ameaça no estreito de Ormuz - entre o Irão e Emirados Árabes Unidos - pode constituir-se, efetivamente, como um sinal de alarme e com efeitos na economia mundial: a administração para a energia dos EUA considera o estreito o pior "ponto de estrangulamento" do mundo, pior do que o estreito de Malaca, entre a ilha indonésia de Sumatra, Malásia e Tailândia, que liga o oceano Índico ao mar do Sul da China. Números citados pelo Guardian referem que em 2016 foram transportados através do estreito de Ormuz 18,5 milhões de barris de crude, comparados com 16 milhões através do estreito de Malaca e 5 milhões através do canal do Suez.



Publicado por Tovi às 11:05
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 14 de Abril de 2018
Já caíram mísseis sobre a Síria

img_818x455$2018_04_14_09_38_58_728599.jpg

Ataque coordenando entre EUA, França e Reino Unido lançou 110 mísseis sobre alvos referenciados à produção e armazenamento de armas químicas.

 

   11h45 de hoje

“Portugal compreende” os bombardeamentos desta madrugada, diz o Ministério dos Negócios Estrangeiros... e Marcelo Rebelo de Sousa concordou.

   Comentários no Facebook

«André Eirado» - Espero que não espolete uma guerra mais intensa

«Mié Mendes Moreira» - Primeiro bombardeia-se, supostamente por existirem provas. Depois mandam-se os inspectores averiguar. Onde é que já vi isto?...

 

   12h45 de hoje

Theresa May justifica bombardeamentos com informações secretas.

    Comentários no Facebook

«Jose Bandeira» - Onde é que já ouvi isto também? Estamos num "remake' da guerra no Iraque. Cheira-vos a petróleo?

«Mié Mendes Moreira» - As informações que originaram a guerra do Iraque também eram secretas... ;) Tão secretas, mas tão secretas, que nunca foram comprovadas.

 

   13h00 de hoje

"A actual escalada em torno da Síria afecta de modo destrutivo todo o sistema de relações internacionais. A história vai decidir tudo", disse Putin num comunicado divulgado pela assessoria de imprensa do Kremlin.

 

   13h45 de hoje

Sejamos pragmáticos. A existir fabrico e armazenamento de armas químicas nos territórios controlados por Bashar al-Assad é difícil de aceitar que após as ameaças de Donald Trump o governo e as forças militares da Síria, com eventual aconselhamento da Rússia, não tenham atempadamente deslocalizado estes equipamentos das três áreas agora bombardeadas.

   Comentários no Facebook

«Fernando Duarte»e com isto tudo vão regressar os "ataques terroristas" nestes 3 países. Os islamistas dizem que cada um "bombardeia" com as armas que tem

«Jose Riobom» - Pareces muito satisfeito e muito feliz… Eu não... e não é por motivos políticos, esses a mim são-me indiferentes, mas por motivos humanos... Sei por experiência o que é uma guerra... Estás a mudar... lentamente... alguém anda a fazer a tua cabeça... infelizmente! Estás a virar propagandista ! Lamento....

«David Ribeiro» - Ou percebeste mal o que eu disse, Jose Riobom, ou eu não fui suficientemente claro. Eu participei directamente na “segunda guerra de libertação” em Angola (assim lhe chamou o MPLA) e por isso sei bem o que são os HORRORES da guerra.

«Jose Riobom»A forma como defendes um dos lados diz-me tudo... É PRECISO PARAR TODOS OS LADOS...! Estou com Guterres... O "precisamos de ser pragmáticos" cheira-me a discurso ensaiado num cenário Trumpeiro... igual ao das armas de "destruição maciça" do Iraque... Essa gente dos USA é tão boa quanto a gente do Putin... É PRECISO PARAR tudo e todos para bem da humanidade no seu todo sem "sermos pragmáticos"... sómente humanos que respeitam a sua espécie...

 

   15h45 de hoje

Acabei de falar (via messenger) com um velho e querido amigo russo que ainda faz uns biscates nos serviços de inteligência do Kremlin e afirma-me ele que a resposta da Rússia deve ser não militar mas baseada no direito internacional, até porque ninguém sobreviveria a uma guerra entre Rússia e EUA.

   Comentários no Facebook

«Antero Filgueiras»Diga lá ao seu amigo que vive em Paris (e que eu conheço muito bem, assim como a simpática esposa), que a Rússia é só tretas, pois tem uma Economia de "caca" comparada com a esmagadora maioria dos países fortes da Zona Euro. O resto é ballet e marionetas. Já foi assim que Reagan esmagou a ex-URSS, cujo "elástico económico", tal como se provou e comprovou era demasiado fraco. Ou será que você não lê nada sobre análise económica internacional?!



Publicado por Tovi às 10:51
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 13 de Abril de 2018
Síria: Quem controla o quê?

É assim que as coisas estão na Síria... uma manta de retalhos.

30657068_10212084361532186_5440806150427639808_n.j

 

Segundo as últimas notícias a situação na região mediterrânica está a ser monitorizada 24 horas por dia por radares terrestres ao serviço de Moscovo e pelo avião russo de alerta precoce A-50, todo isto vigiando a frota dos Estados Unidos na região, da qual faz parte o destroyer USS Donald Cook, reconhecido com capacidades para lançar mísseis de cruzeiro Tomahawk. Em caso de ataque à Síria com mísseis por parte dos norte-americanos os russos não deverão usar força letal, pois isso provocaria uma grande escalada no conflito, mas irão certamente dar resposta com equipamentos de guerra electrónica para neutralizar os navios americanos, atrapalhando a sua aquisição de alvos, geolocalização ou até mesmo sistemas anti-aéreos AEGIS.



Publicado por Tovi às 10:29
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 22 de Fevereiro de 2018
Armas nas escolas... nos EUA

armas.jpg

Acho bem... e já agora os alunos também, começando já na pré-primária ou mesmo no berçário



Publicado por Tovi às 17:31
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Outubro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9



29
30
31


Posts recentes

Trump ameaça mobilizar mi...

A pandemia terminará em P...

The New York Times de hoj...

E nos States a coisa está...

Lá vão os “polícias do Mu...

Irão ataca bases militare...

Jeanine Áñez na presidênc...

Mais um “incidente” no Ma...

Ataque a instalações petr...

A "guerra dos petroleiros...

Va lá saber-se quem fala ...

Misteriosos ataques... ou...

Já caíram mísseis sobre a...

Síria: Quem controla o qu...

Armas nas escolas... nos ...

Protestos de rua no Irão

Previsão astrológica para...

Lá vem nova Intifada

Cães que muito ladram não...

Míssil norte-coreano Hwas...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus