"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Quarta-feira, 1 de Agosto de 2018
Um incidente na sessão de ontem da AMPorto

Foi assim… mas já era expectável, ou eu não os conhecesse.

 

   Abel Coentrão do jornal Público

Miguel 31Jul2018.jpg

Presidente da Assembleia Municipal acusado de tentar coarctar liberdade de expressão - Munícipe Tatiana Moutinho acabou por conseguir intervir na reunião desta noite, mas foi interrompida quando acusou deputado de racismo.
Vários representantes da oposição na Assembleia Municipal do Porto reagiram com incómodo, e críticas, à forma como o presidente deste órgão, eleito pelo grupo de Rui Moreira, tentou condicionar a intervenção de uma munícipe, no período dedicado ao público. Por causa da discussão gerada por este caso, a reunião que decorreu esta terça-feira à noite prolongou-se, por mais 40 minutos, já para a madrugada de quatra-feira, num debate aceso sobre racismo e sobre liberdade de expressão.
Rui Moreira já não estava na sala quando o episódio se começou a adivinhar. Terminado o período da ordem do dia de uma sessão relativamente calma, e que até começara com um voto de pesar, unânime, pela morte do antigo líder do BE João Semedo, elogiado por todos pela forma recta, frontal e leal com que conduziu o seu percurso político, Miguel Pereira Leite abriu o período do público e chamou a munícipe em causa. Mas, sabendo, de antemão, que Tatiana Moutinho pretendia fazer declarações sobre um deputado da maioria, acusado de racismo por causa de um post do Facebook, tentou impor-lhe condições e balizar a intervenção, em modos que a levaram, inicialmente, a desistir de falar.
Aproveitando o facto de a munícipe se ter identificado como candidata nas listas do Bloco a esta assembleia, num e-mail que esta lhe enviara com questões sobre o caso envolvendo o deputado municipal António Santos Ribeiro, Miguel Pereira Leite chegou a tratá-la, mais do que uma vez, como “sr.ª candidata”. Argumentou, a dado momento, que a cidadã em causa poderia intervir “sobre assuntos de interesse para o município”, mas convidou-a a assumir o lugar de um dos camaradas, numa sessão, para poder fazer uma intervenção “política” sobre a Assembleia Municipal em defesa da qual garantia, como presidente, estar a agir, ao impedir alguém de “insultar qualquer um" dos membros.
Ainda antes de o centrista Raul Almeida, do grupo de Rui Moreira, lhe agradecer o facto de “preservar o estatuto da assembleia”, o líder deste órgão foi interpelado pelo socialista Gustavo Pimenta, que “preocupado, perturbado”, com o que acabara de assistir, o acusou de “exorbitar os seus poderes”, ao tentar condicionar a priori, o teor da intervenção da munícipe. “Não creio que possa ser coarctada a liberdade de se pronunciar”, insistiu, usando uma expressão que viria a ser repetida, minutos depois, pela deputada bloquista Susana Constante Pereira. Que via no episódio “uma preocupante concepção de democracia”.
“O facto de a senhora ter sido candidata não lhe retira direitos. O sr. presidente não esteve bem”, atirou de seguida o comunista Artur Ribeiro, num momento em que Miguel Pereira Leite, depois de insistir na posição inicial, já dizia que a munícipe poderia falar, desde que, insistia, respeitasse a assembleia. Esta voltou a pegar no microfone, mas acabou por ser interrompida e impedida de continuar depois de acusar o deputado António dos Santos Ribeiro – ou David Ribeiro, no Facebook – de racismo e incitamento ao ódio num post sobre romenos, acampados perto de sua casa, que mereceu uma queixa da SOS Racismo.
Espectador atento de tudo isto, em sua própria defesa, o deputado em causa tentou fintar a polémica com uma curta declaração. "Se eu, que até sou adepto do Boavista, disser que um jogador mexicano do FC Porto não joga nada é considerado racismo?" A pergunta não obteve resposta, mas o caso fez o deputado Pedro Baptista levantar-se do “banco” para a intervenção mais exaltada da noite, na qual defendeu o amigo e “grande democrata” e acusou os críticos de preferirem expor o “folclore de preconceitos ideológicos” em vez de se preocuparem com a lixeira que o deputado denunciara e apelarem aos serviços públicos para resolverem o problema.
“Vocês não passam de demagogos e oportunistas”, acusou, inflamado pelo debate, o antigo parlamentar socialista que foi eleito pelo grupo de Rui Moreira e para quem não há problema nenhum em associar a situação em causa a quem a provoca, porque David Ribeiro o faria naturalmente se estivessem em causa “dinamarqueses ou lisboetas”, em vez de romenos, garantiu. A intervenção haveria de merecer, mais tarde, reparos do comunista Artur Ribeiro, que a considerou “absolutamente lamentável” e digna, essa sim, notou, de interrupção por parte de Miguel Pereira Leite.
Perante um estreante deputado substituto do PAN, Ernesto Morais, impressionado com o que ia testemunhando – “a resposta da assembleia não foi digna”, sentenciou – ainda houve tempo para mais algumas trocas azedas de palavras. O deputado bloquista Pedro Lourenço disse-se "envergonhado com a actuação" do líder deste órgão, que tomou a crítica, vinda de quem vinha, "como um elogio". Os apartes entre bancadas ainda continuaram, durante uma outra intervenção de Carla Leitão em defesa de David Ribeiro, e contra quem o acusava, “injustamente”. A sessão acabaria já pelas 00h35 com Miguel Leite Pereira a regozijar-se pelo início das férias. “Em Setembro voltaremos mais tranquilos”, suspirou.



Publicado por Tovi às 15:58
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 22 de Julho de 2018
Ciganos romenos no Porto

FB_IMG_15320918816382602-1.jpg

Não, não sou racista nem xenófobo, mas sou declaradamente contra quem recusa qualquer tipo de ajuda social e prefere continuar a viver da mendicidade, do pequeno furto e a dormir em jardins e espaços públicos, conspurcando os terrenos que são de todos nós e para uso de todos os cidadãos.
No último ano a zona da Rotunda da Boavista, especialmente o triângulo formado pela avenida da França, rua Domingos Sequeira e rua 5 de Outubro, tem sido o "dormitório" de um grupo de 20 a 30 romenos, maioritariamente mulheres e jovens, que criaram um autêntico martírio aos residentes e comerciantes da zona. Às entradas dos prédios deixam lixo, quando podem entram nas garagens e rapinam tudo o que encontram, nos supermercados roubam mais do que compram, e só agora parece haver uma acção concertada das autoridades, municipais e policiais, para tentar resolver este flagelo.
Qual a solução?... não sei nem sei se alguém sabe, mas há que refletir sobre a situação e encontrar rapidamente formas eficazes de proteger os cidadãos destes energúmenos.

 

   Censura do Facebook

O Facebook acaba de censurar este meu último post sobre um trabalho que estou a fazer sobre a comunidade cigana da Roménia na cidade do Porto. Contestei… mas não adiantou nada.

romenos 22Jul2018.jpg

   Comentários no Facebook

FB_IMG_15322733279125614.jpgFB_IMG_15322993580776577.jpg



Publicado por Tovi às 14:36
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 24 de Junho de 2018
Acabou-se para Bruno de Carvalho

brunodecarvalho46.jpg

Após a recontagem dos votos na Assembleia Geral de ontem, o 'sim' à destituição do Conselho Directivo do Sporting Clube de Portugal venceu a votação, recolhendo 71,36% dos votos, contra 28,64% a favor da continuidade de Bruno de Carvalho. A abstenção, que não conta para o resultado final, recolheu 0,53% dos votos. Número de votantes foi de 14.735.

 

   21h00 de hoje – Bruno de Carvalho no Facebook

Calma. O homem do tremoço vai ser Presidente do quê? Da SAD???
Chega!!!!
Se é assim que o Torres Pereira quer então vou à luta!
Não Sousa Cintra, não és o Presidente da SAD pois para isso tens de passar por muitos passos.
Agora acabou. Querem guerra. Eu compro! Vou impugnar a AG e o Presidente da SAD ainda sou eu!
Vou a eleições. Vamos ver quem vence. Se são a maioria dos sócios ou os "podres" e os Viscondes!
Eu vou à luta!
Por muito que me queira afastar, não consigo! Bem sei o que disse amargurado, traído, ferido, que não queria ser mais adepto nem sócio, mas NÃO consigo... Amo-te Sporting CP e quero continuar a acreditar num Sporting CP sem Viscondes ou com eles remetidos ao seu lugar: calados!!!
Eu vou impugnar, como sócio esta AG, e vou a eleições. E se estes tipos da putativa comissao disciplinar me quiserem expulsar de sócio, dia 30 encontramo-nos na AG pois tenho direitos que não vou abdicar! Chega de afinações!
Eu bem queria mas não consigo. Eu fico com o ordenado congelado, sem receber nada de nada, mas vou à luta pelos milhares que não querem mais os Viscondes ou aqueles que querem assaltar o Sporting CP!
Eu posso perder mas sim: não vou desistir!
Até que os sócios me abandonem em definitivo quero acreditar que pode existir um Sporting CP renovado e sem Viscondes!
Esta conferência de imprensa tirou-me do sério! Abutres arrogantes...
Vocês são do Campo Grande Futebol Club... Nós somos do Sporting Clube de Portugal! Um Clube popular e não de Cascais ou de semi-ricos!!!



Publicado por Tovi às 15:50
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 23 de Junho de 2018
O José Riobom é um poeta…

...e um grande amigo também  

jose riobom.jpg



Publicado por Tovi às 15:28
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 14 de Junho de 2018
Uma visão lúcida da crise no Sporting

35268531_2145473382134796_773604960985153536_n.jpg

   João Baptista Vasconcelos Magalhaes no Facebook

Há uma falácia nos argumentos da Sra. Dra. Elsa Judas e do Dr. Bernardo Trindade Barros, quando dizem “quem manda são os sócios”. Os sócios estão organizados por um vinculo institucional. Fora desse vínculo são apenas um somatório de pessoas. Só mandam através dos seus órgãos, nos quais delegaram poderes. O órgão em quem delegaram poderes para os representarem é a assembleia geral. É pela convocação do presidente da assembleia-geral que os sócios são chamados a pronunciarem-se sobre os pontos da ordem de trabalhos que é fixada. A Sra. Dr.ª Elsa Judas e o Sr. Dr. Bernardo Trindade Barros falam dos Sócios como Robespierre falou do povo. E todos sabemos no que isso deu!



Publicado por Tovi às 14:04
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 3 de Junho de 2018
Renato Rodrigues… descobri-lhe a careca

No Facebook um membro do grupo «Um novo norte para o Norte» chama-nos “aquilo do Norte”, os do Porto que “não gostamos de partidos nem de Democracia”. Muito nos conta o Renato Rodrigues.

renato rodrigues aa.jpg

 

   Comentários no Facebook

«Albertino Amaral» - Mas quem é este sujeito, afinal ?

«José Alberto Pinto Carvalho» - Grandes amigos que tem meu caro David Ribeiro ... :)

«David Ribeiro» - Renato Rodrigues é membro deste Grupo desde 15 de Novembro de 2013 e fui eu que o adicionei. É a vida.

«Albertino Amaral» - E porque não David Ribeiro? Fez muito bem, acho que neste Grupo toda a gente tem o seu lugar, nem que seja à entrada. Com o tempo, vamos então conhecendo quem está na sala... Não se culpabilize por isso......

«Jose Riobom» - Se eu o mandasse ph****er que dirias David Ribeiro...? Se eu o mandasse p'ró c*****ho que dirias David Ribeiro...😉

«Isabel Ponce de Leão» - A pior coisa que se pode fazer a gente desta é ignorá-la!

«David Ribeiro» - Ó Jose Riobom num bale a pena!... LOL

«Severino Galante» - Isso aí foi galego puro! ;)

«Arnaldo Andrade» - Quem melhor representa o “Norte”? o “Porto”, carago! Sabemos viver em “democracia” por isso, cada um tem/tira o seu “partido”... só faz falta, quem cá está... siga! 😎

«Nuno Santos» - Eu gosto sempre que o conceito de Norte seja o verdadeiro. O senhor vive na Alemanha. Tem direito, claro, à sua opinião sobre a nossa vidinha.

«Manuel Ribeiro da Silva» - É suficiente mandá-lo à m...a!...

«Fernando Kosta» - Engraçado... Em 1974 e 1975, se não fosse a democracia do Norte (chamavam-nos de direita) hoje talvez vivêssemos em Ditadura Comunista... Quer dizer, até já pouco falta pois somos governados por uma esquerda que, relembre-se, perdeu as eleições que até o Pato Donald venceria... Seja como for...

«Renato Pereira Oliveira» - Mais um centralista da capital do império falido!

«Jorge Santos» - É um verdadeiro palerma, esse Renato

«Jorge Veiga» - Que se lixe o gajo...

«Renato Rodrigues» - Oh David Ribeiro já ganhou a taça. Arrebanhou de certeza mais uns votinhos para o culto de personalidade. Tem uns amigos muito bem-educados sem dúvida. E a cultura democrática é de topo, assim como o sentido de humor. Uma publicação para tiro ao alvo, sim senhor, um homem de coragem e grande estatura. Mas não incomodo mais, podem ficar aí todos a lamber as botas ao chefe tranquilos. Comentar as atitudes anti-democráticas de andar a perseguir auto-colantes é que nada.

«Rubim Silva» - Grande saloio é o Renato Rodrigues!

«Duarte Nuno Correia» - Ó Renato meta a viola ao saco e saia de fininho. Já fez figuras tristes que cheguem.



Publicado por Tovi às 13:24
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 19 de Abril de 2018
Cães nos autocarros?...

Leiam isto:

Cães nos autocarros Abr2018.jpg



Publicado por Tovi às 10:03
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 24 de Março de 2018
REGIONALIZAÇÃO… um SIM incondicional

Alfredo Fontinha, deputado socialista na Assembleia Municipal do Porto, escreveu e publicou recentemente no Facebook este interessante texto sobre Regionalização.

 

8 regioes vs 5 regioes.jpg

Fui aos meus arquivos procurar uma papelada e encontrei um texto que escrevi para "O Comércio do Porto", infelizmente já desaparecido, sobre a Regionalização. Isto passou-se em Outubro de 1998 e o referendo estava marcado para o mês seguinte. Pela sua actualidade, porque praticamente pouco mudou, acho que vale a pena reescrevê-lo. Então reza assim:

Falar da Regionalização é falar da mais importante reforma do Estado. A criação de regiões administrativas será o remédio para curar muitas das doenças de que o nosso país padece, que nunca poderão ser curadas se continuarmos a viver num estado centralista e autista, desequilibrado, paroquial e sobranceiro.
Entenderam muitos dos políticos que nos representam, ao contrário de muitos portugueses nos quais nos incluímos, referendar a Regionalização. Foi mau, dado que abriram a porta a todos aqueles que fazem da política um exercício de permanente hipocrisia, porque ontem estavam de acordo e hoje, porque são oposição, dá jeito politicamente ser contra, atitude que consideramos de profunda desonestidade para com todos aqueles que neles confiaram e lhes deram o seu voto.
Mas dos fracos nunca rezará a história.
Construir um Estado democrático não é fácil.
Há 24 anos deu-se o primeiro grande passo para fazer de Portugal um país adulto, de grande respeito pela pessoa humana e onde todos os seus filhos se sentissem livres e felizes. Hoje, temos de ter a consciência de que apesar dos muitos passos já dados, ainda não dispomos das condições necessárias para alcançar os patamares do desenvolvimento e qualidade de vida que a maioria dos países da Europa Ocidental já atingiu.
Somos por convicção profunda a favor da Regionalização, apesar de considerarmos que o mapa regional proposto, com oito regiões, não é o que melhor se ajusta às características demográficas, económicas e sociais do nosso país. Pensamos que manter as actuais cinco Regiões/Plano (CCR) favoreceria um desenvolvimento regional mais equilibrado e tornaria as regiões mais fortes do ponto de vista social, económico e até político.
É assim nosso entendimento que, por exemplo, a população situada a norte do Rio Douro designadamente a do interior beneficiaria mais com uma só região do que as duas previstas, uma vez que a redução das assimetrias entre o litoral e o interior estaria mais facilitada, através da canalização de um conjunto maior de recursos e pela criação de uma cadeia de solidariedade regional mais sólida.
Esta situação é no futuro sempre passível de correcções e ajustamentos nomeadamente através de alterações constitucionais e legislativas, a exemplo do que tem acontecido em outros países da União Europeia.
A mudança do mapa regional de cinco para oito regiões não coloca em causa a Regionalização, como alguns têm feito crer, dado que a essência deste processo é a ampla concretização no quotidiano dos portugueses do princípio constitucional da descentralização democrática da actividade do Estado.
A consolidação da democracia passa obrigatoriamente pela aproximação dos cidadãos aos poderes de decisão e a verdade é que, mesmo não estando de acordo com o referendo que nos foi imposto, vamos votar SIM no dia 8 de Novembro, para desta forma contribuir para a modernização do nosso país e proporcionar às novas gerações uma sociedade mais igualitária, mais justa e mais solidária.



Publicado por Tovi às 14:29
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 9 de Março de 2018
Os cães não são humanos

Lola-and-Annie-Youtube.jpg

Uns amigos meus, bons e grandes amigos, questionavam-me há dias no Facebook porque é que (alguns) cães uivam ao ouvir os donos a cantar… e mostravam um engraçado vídeo onde isso acontecia. E eu respondi-lhes:

  • Não sei se será o caso mas na maior parte das vezes este tipo de “vocalização canina” tem a ver com a forma de o cão fazer notar que o som que o humano está a emitir lhe provoca desconforto. O ouvido do cão vai muito para além do que nós ouvimos e nem sempre lhe é agradável.
E depois...
  • Nunca deveremos ver os cães á nossa imagem e semelhança. Por mais que gostemos de cães, e eu nem necessito de dizer que gosto MUITO de cães, um cão é um cão e não é um humano. A verdade é que o cão é um animal simbiótico e necessita do humano para viver e ser feliz, mas nunca terá a nossa forma de encarar a vida.

E ainda…

  • De uma forma ligeira e esquemática poderemos dizer que os humanos têm o “sim”, o “não” e entre estes dois conceitos o “talvez”, sendo este maior ou menor dependendo do carácter da pessoa. Os cães só entendem “sim” ou “não”, sendo que o nosso “talvez” lhes provoca tal incompreensão que poderá não só criar situações de completo alheamento das situações com até agressividade.


Publicado por Tovi às 15:03
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 6 de Fevereiro de 2018
Lembraram-se dos sem-abrigo... lá por Lisboa

Nestas noites frias, mais do que nunca, devemos todos dar apoio aos sem-abrigo, mas sem demagogias e populismos como bem nos lembra o Nuno Santos (Chefe de Gabinete do Presidente da Câmara do Porto) neste seu oportuno texto publicado no Facebook.

 destaque_sem-abrigo-1_0.png

  SOBRE O ABJECTO APROVEITAMENTO DOS SEM-ABRIGO

 Um dia qualquer do Inverno, a Câmara de Lisboa decreta que está frio.

1. Nesse dia monta uma tenda em Lisboa e activa o plano de contingência para os sem-abrigo.
2.
Nesse dia, o vereador do BE de Lisboa dá 35 entrevistas.
3.
Nesse dia todas as televisões abrem os telejornais com isso.
4.
Nesse dia, os jornalistas tornam-se loucos por um equivalente no Porto. Afinal, se está frio em Lisboa “lá no Norte” deve estar mais.
5.
Nesse dia o Porto continua a fazer o que faz todo o ano: a apoiar os sem abrigo e a continuar o projecto que lançou e está instalado no Hospital Joaquim Urbano. Onde os acolhe, os alimenta e os orienta todo o ano.
6.
Nesse dia o PORTO recusa a demagogia e o sensacionalismo hipócrita e não entra no show-off mediático que torna a política numa coisa nojenta.
7.
Nessa noite, na “tenda VIP” dos sem-abrigo de Lisboa pernoitou... uma pessoa!

Parabéns a todos os que dois dias por ano se lembram dos sem-abrigo e os usam de forma absolutamente abjecta, como atrás descrevo. E que não percebem que, para quem vive na rua, estarem 2 graus de temperatura como tem estado na última semana ou estar 1 como hoje esteve, é a mesma coisa.



Publicado por Tovi às 13:49
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 6 de Janeiro de 2018
Eleições no PSD

Na página do Facebook do “Um novo norte para o Norte” fiz um pequeno inquérito sobre as eleições no PSD… e não há dúvida, o Rui Rio ainda tem muitos adeptos cá pelo Norte.

5jan2018.jpg



Publicado por Tovi às 09:28
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 21 de Novembro de 2017
Há quem leia o que eu escrevo

Hoje à noite, à porta de Serralves, um arrumador/sem-abrigo tentava umas moedinhas de quem saía de uma conferência que se tinha realizado no auditório da Fundação Serralves. E eu e uns amigos partimos a moca a rir quando o ouvimos dizer: "Boa noite Senhor Doutor... Leio os seus artigos todos... Tão bem escritos". E assim as moedinhas ficaram garantidas, que o ego também se alimenta destas coisas.

 

  Comentários no Facebook

«Jose Riobom» - Sabes lá...? E se ele lê os teus relambórios monáquico-cêďêéssicos-protoindependistas que aqui publicas?...bem te pode chamar doutor

«Vanda Sousa» - É um senhor bem conhecido pelas redondezas... "Ontem queria pedir umas sapatilhas novas ao sr. Presidente da câmara..."



Publicado por Tovi às 23:55
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 9 de Outubro de 2017
Descentralizar?... Deslocalizar?

Descentralizar 7Out2017.jpg

   Comentários no Facebook

«Pedro Bento» - Ministério da Economia / Ministério da Agricultura / Ministério da S. Social… Já não era nada mau.

«Serafim Guimarães» - Nenhum. O futuro é a Europa e por esses acho que vale a pena lutar. em Lisboa só há restos de uma capital de império falida. Neste momento a luta é pela EMA. Também ouvi dizer que a SEAT quer trazer una fabrica para Portugal. Temos que lutar para que seja no Norte.

«David Ribeiro» - Não me parece que seja essa a questão fundamental pela qual devemos lutar. Um organismo público, seja ele qual for, estar sediado em Lisboa, no Porto, na Rechousa ou em Alguidares de Baixo, é exactamente a mesma coisa no que concerne ao fim do poder hegemónico do Terreiro da Paço sobre o resto do País. Aquilo que devemos EXIGIR é que sejamos nós – gente eleita directamente pelos eleitores daqui - a gerir o que está na nossa Região. Estar no Porto um ministério qualquer a fazer leis e obras para todo o Portugal não tem qualquer interesse para o fim do centralismo.

«Cláudia Rocha» - Mas influi em termos de criação de emprego qualificado, ajuda a economia local e ajudaria a travar a desertificação de àreas do interior mais deprimidas.

«Maria Da Luz Costa» - Lamento, mas desta vez não concordo em absoluto, pela questão da criação de emprego, por exemplo. Claro que teríamos sempre que nos sujeitar às decisões da AR, mas com mais organismos no Norte haveria menor desigualdade em termos de emprego.

«João Pedro Maia» - Percebo... Mas também tem e deve ser uma luta... [Emoji wink]

«Serafim Guimarães» - O futuro do Norte é lutar para conseguir meios de produção de riqueza e emprego que não nus obriguem a olhar sequer para o que eles têm: um desenvolvimento inteligente, sustentável longe das influências políticas e corruptas dos corredores.

«Antero Braga» - País pequeno. Repartir as competências é obrigatório. A gestão da coisa mais próxima normalmente acerta porque conhece. Que dizer palavras de quem geriu de perto e de longe.

«David Ribeiro» - A Alemanha, por exemplo, está regionalizada e com excelentes resultados, sendo curioso que a maioria das suas regiões são, quer em superfície quer em população, mais pequenas que a Região Norte consignada na NUTS-II.

«Serafim Guimarães» - Gostaria, por exemplo, de ver um movimento apartidário indrpendente, do tipo "O meu partido é o Norte", cujo objectivo fosse captar investimento e fazer diplomacia económica pelo norte junto da UE e das empresas.

«Mario Ferreira Dos Reis» - O governo do Norte

«Serafim Guimarães» - Sem independência nem regionalização e muito menos Estado!

«Paulo Barros Vale» - Isso de descentralizar pela sedeação de organismos não tem qq efeito útil. Só há verdadeira descentralização com a Regionalização



Publicado por Tovi às 14:34
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 6 de Outubro de 2017
O Zé de Baião não sabe o que diz… nem diz o que sabe

Aconteceu há dias na página do «Um novo norte para o Norte» no Facebook.

Zé de Baião 5Out2017 aa.jpg

   Comentários no Facebook

«David Ribeiro» - O Ze De Baião (aka José Pereira), mais uma vez, bateu à porta errada… Não é aqui, é trezentos quilómetros mais abaixo, numa cidade da margem direita do rio Tejo, onde uns governantes socialistas não conseguem (ou não querem) gerir convenientemente o país. Ou será que com a famosa “Descentralização” o António Costa vai passar essas competências para as câmaras municipais e o Zé já está a adiantar serviço?

«Rui Moreira» - Ze de Baião: pensei que nos livráramos das suas arengas. Pelos vistos vai continuar. E, por isso, abandono este grupo. Haja quem tenha paciência, homem.

«Albertino Amaral» - Ze De Baião, mas que grande volta você deu para que o Presidente Rui Moreira, que até fazia parte deste grupo e poderia falar consigo directamente, ensinando-lhe algo que você não sabe, ou nem sequer tem competência para perceber, desistisse de o aturar… Isto só quer dizer que você é "uma seca" pior do que aquela que o país está a atravessar de momento… O Zé é mesmo chato, tacanho e aborrecido... Pergunte lá ao seu "chefe de turma" como há-de continuar numa página de rede social, onde estava convencido que ia vender a banha toda, mas afinal enfiou novamente um grande "barrete" e agora não sabe como tirá-lo....! Lá teremos que ser nós a cuidar de si, pobre coitado, que ainda não percebeu nada, mas mesmo nada do que se passa no Porto... A propósito, esta semana falei com alguém que tem casa de férias as Baião, e que me disse que o Ze De Baião, é uma rica encomenda… Vou aprofundar melhor a consideração… Inté...

«David Ribeiro» - É pena que o Zé ainda não tenha percebido que os seus estapafúrdios textos há muito já não são aqui bem recebidos. O seu sofrimento precisa ser superado, e o único meio de superá-lo é suportando-o. Vá pela sombra… e volte quando a vida já lhe tiver ensinado a saber comportar-se com gente de bem.

«Jorge Veiga» - Lamento não ter o RM a dizer-nos algo de vez em quando, o que muito nos orgulhava (não conheço nenhum PC que o fizesse). Por isso acho que o Ze De Baião deveria pensar melhor o que diz e não dizer tudo o que pensa.

«Jose Riobom» - Estou mesmo chateado a sério... O Ze De Baião foi o grande culpado de nos privar da sã companhia do Presidente da Câmara do Porto neste grupo. Vou sentir saudades dos "ralhetes" e "recados" que de vez em quando por aqui me mandava.



Publicado por Tovi às 20:27
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 30 de Setembro de 2017
Autárquicas no Porto – No Facebook

banner_700x175.jpg

   Comunicado da Administração do «Um novo norte para o Norte»

Durante toda esta campanha eleitoral todos nós, o administrador incluído, muitas vezes pensaram mais com o coração do que com a cabeça, mas na generalidade a coisa correu bem e todos, ma mesmo TODOS, tiveram a oportunidade de apresentarem as suas ideias. Os que tiveram de ser mandados de castigo para o recreio foram aqueles que não souberam ou não quiseram ser educados.

Hoje é DIA DE REFLEXÃO e teremos todos que ter atenção à Lei Eleitoral vigente que diz: “…no que respeita à proibição de fazer propaganda em véspera e dia da eleição, objeto da presente Informação, interessa referir que, publicamente, é proibido praticar ações ou desenvolver atividades de propaganda eleitoral por qualquer meio nesses dias, pelo que, tratando-se quer de cronologias pessoais quer de páginas do Facebook, elas não podem registar qualquer ação de propaganda praticada após as 00h00 da véspera da eleição”.

Amanhã vamos todos votar em consciência e, não se esqueçam, vamos votar em LIBERDADE, coisas que alguns de nós só souberam o que era depois dos anos negros do salazarismo.



Publicado por Tovi às 00:05
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Setembro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Posts recentes

Um incidente na sessão de...

Ciganos romenos no Porto

Acabou-se para Bruno de C...

O José Riobom é um poeta…...

Uma visão lúcida da crise...

Renato Rodrigues… descobr...

Cães nos autocarros?...

REGIONALIZAÇÃO… um SIM in...

Os cães não são humanos

Lembraram-se dos sem-abri...

Eleições no PSD

Há quem leia o que eu esc...

Descentralizar?... Desloc...

O Zé de Baião não sabe o ...

Autárquicas no Porto – No...

Visão de futuro… para o P...

Isto é o nosso PORTO

EMA na cidade do Porto?

Debate parlamentar sobre ...

Porto... terra de Liberda...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus