"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Quarta-feira, 13 de Maio de 2009
Os vinhos da Quinta do Portal (II)

Ainda sobre a prova de vinhos que teve lugar na Fooding House Wine Bar no último Sábado, disse o Paulo Coutinho, enólogo da Quinta do Portal, no fórum da RevistaDeVinhos: Agora voltando ao tema... e dando a minha versão do evento... Cheguei e fui logo fazendo strip! Pois o dia começou para mim às 10am já no Porto a provar vinhos até ás 14:00!! De modo que tive de trocar de camisa logo ali, mesmo correndo o risco de tornar o ambiente um pouco brett! Com a ajuda do Frexou, depressa colocamos tudo a postos para a prova! Vinhos à temperatura, compotas a postos, catálogos, fichas técnicas… Às 19:30 lá chega a multidão! Apresentações feitas, vem logo o momento marcante: Tovi saca da cábula! Tinha uma pergunta para me fazer!!! Eu logo tremi! É que no Estoril já puxaram por uma cábula e desancaram em mim e nalguns dos nossos floristas da RVinhos. Mas um grande homem, que gostaria que fosse ele também florista… qualquer dia aparece! Nuno de seu nome! E realmente o Tovi impressionou-me por esse gesto e acaba de me surpreender agora na descrição dos vinhos provados… O Luis Paiva sempre sereno mas conhecedor… e o Jorge Rodrigues com um sorriso como que a por em causa cada apreciação feita! Estávamos nós já a acabar os tranquilos, quando entra o João Rosé! Descambou tudo! Quando nos apanhou (pois ele fez questão de provar os anteriores) lançou a confusão sobre a ordem de prova! Mas como bons durienses que somos, lá provamos das duas maneiras. Ficaram todos os demais floristas a ganhar! Discussão do tema e prova a dobrar! No final 4 tranquilos e 5 Portos! Duas horas de intensa cavaqueira e discussão, animada por dois floristas do Douro. Obrigado Rosé por apareceres. A Joana Neto foi a responsável pela manutenção da serenidade da prova e pelas belas fotos depois de termos conseguido expulsar a multidão! Meus caros floristas do sul e floristas do norte que não apareceram… tive muita pena de não os ter presente. Mas fica para a uma próxima… alta ainda a descrição do JRosé e do Frexou, este último que poderá lançar um tópico sobre “Rosé - um subproduto desmistificado!” ou algo parecido… bem como falar das tapas servidas para cada um!

 

«Frexou» / RevistaDeVinhos ► Yep! Embora não seja adepto de rosés, assumo que tinha a ideia que os rosés de sangria eram apenas uma forma de aproveitar perdas... Mas pelos vistos o Paulo Coutinho defende o rosé em sangria! e o vinho até estava interessante, embora mais apelativo no nariz que na boca, como disse o Tovi, tinha algum corpo e estrutura, provavelmente pra pratos asiáticos. Já as tapas, foi servido um salmão curado para o branco e rosé; umas empadas chilenas para o primeiro tinto, tinta roriz 2006 que se mostrou muito integrado, apesar dos seus 15%Vol; um crostini de caña de lomo com gorgonzola para o Grande Reserva 2006, este sim, um vinho complexo, profundo, a pedir tempo, paciência e copos grandes para o disfrutar. Para o bintáge 2007, um chévre com compota de framboesa. O Vintage estava muito interessante quando foi refrescado, nada duro, muito prazenteiro. Certamente será um Vintage pra se beber em novo, e durante os próximos anos. Eu, porque tive a sorte de ficar com os "restos" da prova, ando-me a deliciar com o Moscatel Reserva 2000 da Quinta do Portal. Está muito muito muito interessante.Poucos mas bons, agradeço aos que estiveram presentes! Acho que foi uma tertúlia interessante!



Publicado por Tovi às 21:59
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 10 de Maio de 2009
Os vinhos da Quinta do Portal

 

«xarax» / RevistaDeVinhos ►  (...) está-me a parecer que esta apresentação da Quinta do Portal configura todos os critérios para ser uma "Offline do Fórum". Espero que alguém possa fazer um relatório depois.

«Jorge Rodrigues» / RevistaDeVinhos ► Foi mesmo uma "offline" do forum - Além dos que já conhecia, o Frexou (anfitrião como deve ser - fez-nos sentir em casa, presente mas não impositivo), a Joana Neto e o João Roseira, conheci o Paulo Coutinho (excelente e desenvolta explicação, simplicidade e postura no registo certo, acolhedor e descomplicado), o Tovi e o mlpaiva. Fora do forum só apareceu um familiar do Tovi, além de um elemento da parte comercial da Quinta do Portal. E foi uma pena! Os vinhos apresentados mereciam mais público, especialmente o Tinta Roriz 2006, o que mais me agradou, excelente equilíbrio entre o aveludado e os taninos que lhe davam um final persistente. O Rosé 2008, mais gastronómico e complexo do que estava à espera, também me surpreendeu. Não será para beber apenas num fim de tarde numa esplanada, no Verão, mas sim à mesa. O Reserva 2006 (sobretudo T.Roriz e TN), apesar da elegância e do final longo encheu-me menos as medidas do que o monovarietal. Também gostei da experiência do Colheita Tardia 2007, ainda em fase experimental, fruta tropical bem madura, com a doçura controlada e a frescura equilibrada, num conjunto muito bem conseguido. Nos Portos, depois de resolvida, a contento das partes, a ordem de prova, destaco sobretudo o "Tóni 20 anos" e o Vintage 2007, se bem que este não tenha arrefecido o suficiente na 1ª prova, mas na 2ª, passado uns minutos, já estava bem melhor. O LBV não me entusiasmou tanto, mas admito estar enganado.

 

Pois é como disse o Jorge Rodrigues... O Paulo Silva («Frexou») do Fooding House Wine Bar convidou a Quinta do Portal para as provas de vinho do fim de tarde de Sábado e eu estive lá… E gostei muito, quer da forma simpática como fui recebido, quer das tapas e dos vinhos, quer da forma simples mas eloquente como o enólogo Paulo Coutinho nos deu a conhecer os vinhos desta casa com tradição centenária na região do Douro e muito mais ainda da sã e franca camaradagem entre todos os que por lá apareceram. (Parece que vai haver fotos para mais tarde recordar…).
O Quinta do Portal Branco 2008 (Rabigato 35%, Malvasia Fina 30%, Gouveio 25% e Viosinho 10%) surpreendeu-me pelos seus aromas tropicais e longo final; O Rosé 2008 ( Tinta Roris 50%, Touriga Nacional 35% e Touriga Franca 15%) é realmente fora do vulgar, mas pareceu-me mais exuberante no nariz que na boca; O Tinta Roriz 2006 e o Grande Reserva 2006 (Touriga Nacional 50%, Tinta Roriz 35% e Touriga Franca 15%) são sem qualquer sombra de dúvida dois grandes tintos DOC Douro e que, estou certo, ainda irão evoluir positivamente em garrafa.
O Colheita Tardia 2007 que nos foi dado a provar é engraçado pela novidade; O Moscatel Reserva 2000 está perfeito; O Tawny 20 Anos é um clássico tawny velho; O LBV (era de 2006, não era?...) e o Vintage 2007 ainda estão naquela fase que só sabem a fruta, mas já sem encortiçarem a boca.

 

«mlpaiva» / RevistaDeVinhos ► (...) Parece que vai haver fotos para mais tarde recordar… (...) - Acho que esta será suficiente, no que aos floristas diz respeito:

«Jorge Rodrigues» / RevistaDeVinhos ► Equipa inicial do FRV, da esquerda para a direita: Genro do Tovi, Tovi, João Rosé, Frexou, mlpaiva, Jorge Rodrigues e Paulo Coutinho. A Joana Neto estava envergonhada e escondeu-se.

«Guilherme Lickfold» / RevistaDeVinhos ► mlpaiva, o copo?

«mlpaiva» / RevistaDeVinhos ► Poix!... Tinha-o pousado para ir buscar a máquina fotográfica... Mas depois recuperei-o:

 

«Paulo Coutinho» / RevistaDeVinhos ► "...O LBV (era de 2006, não era?...)" - Nop! Esta era fácil! LBV só depois de 4 anos após colheita! Era o 2005. Abraço.

«Tovi» / RevistaDeVinhos ► Pois!... Era só fazer as contas...




Sexta-feira, 8 de Maio de 2009
Quinta do Portal no Fooding House

A Quinta do Portal é uma referência no Douro… E amanhã, por volta das sete da tarde, o Fooding House (Wine Bar na Foz do Douro / Porto) vai-nos proporcionar um fim de tarde refrescante, onde não só nos vamos deliciar com umas tapas e um bom copo de vinho da Quinta do Portal, mas também aprender muito com as explicações do enólogo Paulo Coutinho… Eu vou lá estar e depois vou-vos contar como foi.

 

«Antonio Madeira» / RevistaDeVinhos ►  Pena estar a 1500km, senao tb la aparecia. Tive a oportunidade de visitar a semana passado a Quinta do Portal, de provar os vinhos e de conhecer o Paulo Coutinho e devo dizer que foi fantastico! Os vinhos sao diversos e muito bons e o Paulo é mesmo 5 estrelas! Aproveitem!

 

«Viriato» / ViriatoWeb ► Fooding House... Wine Bar... qualquer dia passam a chamar a isso o wine do Oporto e là desaparece mais um bocado da identidade portuguesa, tal como desapareceu o Escudo, a bandeira passou a ter pagodes chineses e o hino jà quase ninguém o sabe cantar!  Viva o gangue-mafioso Bilderberg!

«Tovi» / ViriatoWeb ► Isso de falta de identidade portuguesa era se estivéssemos a falar de tascos ou de tabernas…

«XôZé» / ViriatoWeb ► A tradução literal não será precisamente essa mas não faz mal. Para um gajo que não pesque nada de inglês, ao ler o nome desse estabelecimento ainda pensará que se trate de muito pior.

«Viriato» / ViriatoWeb ► pois, o pessoal até vai pensar que é uma "house" onde se podem dar umas "foodingas"!

«Tovi» / ViriatoWeb ► Só para os “analfabetos”: A Cafeína Fooding House ("Food" mais "feeling" é o significado do nome deste espaço) é uma antiga mercearia de espaço limitado, transformada numa loja requintada, moderna e distinta e onde se pode encontrar uma diversidade de doces, geleias, biscoitos, chás, chocolates, azeites, vinagres balsâmicos, vinhos, aperitivos, molhos e massas.



Publicado por Tovi às 21:57
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Dezembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Posts recentes

Os vinhos da Quinta do Po...

Os vinhos da Quinta do Po...

Quinta do Portal no Foodi...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus