"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Domingo, 27 de Maio de 2018
O que me ficou do Congresso do PS

22 congresso ac.jpg

Acabado o XXII Congresso do Partido Socialista, que acompanhei com interesse e cuidado, ficaram-me algumas coisas, umas mais importantes que outras, mas todas dignas de registo.

 

“Não vale a pena varrer para debaixo do tapete o que nos envergonha” – Ana Gomes.

 

Mais uma vez, e unicamente no que concerne à Geringonça e à liderança de António Costa, estou em muito de acordo com o que Francisco Assis tornou a dizer hoje numa reunião magna do PS. E ouvi por lá umas palmitas, não muitas, é certo, mas ouvi algumas.

 

Pedro Nuno Santos, um socialista de esquerda, mais à esquerda que a própria esquerda. Guardem para memória futura o que ele ontem disse no XXII Congresso do PS: De Marx a Costa – as nove frases-chave de Pedro Nuno Santos.

Augusto Santos Silva e Pedro Nuno Santos não partilham da mesma opinião sobre a Geringonça e isso é bom para a Democracia.

 

Não houve cromos tipo Tino de Rãs neste Congresso. A tradição já não é o que era.

 

Centeno ainda não apareceu no Congresso do PS. Estará ainda a preparar uma qualquer folha de excel?
Afinal apareceu... mas só para o discurso do chefe.



Publicado por Tovi às 14:54
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 26 de Maio de 2018
XXII Congresso do PS

22 congresso aa.jpg

Eu achei uma piroseira o espectáculo que abriu o 22° Congresso do PS. Como militar que na madrugada de 25 de Abril de 1974 pegou em armas não reconheço aos socialistas o direito de se considerarem legítimos representantes dos Militares de Abril.

 

   Comentários no Facebook

«Manuel Matos» - Puxa... eu julgava que TODOS os Portugueses tinham o direito reconhecido para se considerarem os legítimos representantes dos militares de Abril... Mas quem terá então essa legitimidade? Cavaco Silva que, para além de ter sido Pide, como Presidente hasteou a bandeira de pernas para o ar?

«David Ribeiro» - Se o Manuel Matos considera TODOS os portugueses com o direito a reconhecerem-se como representantes dos militares de Abril terá que também incluir o tal ex-PR, ou então retirar-lhe a nacionalidade (e eu até não morro de amores pelo homem de Boliqueime). Onde estavam no 25 de Abril um grande número de socialistas?... alguns dos que conheço e já eram homens na altura, sei bem onde estavam, politicamente falando.

«Manuel Matos» - Daí eu ter dito que TODOS os Portugueses têm legitimidade, caso contrário tinham sido deportados. E não sei onde estavam esses Socialistas... talvez fugidos do Sr. Aníbal para não terem o destino do Humberto Delgado, digo eu.

«Fernando Duarte» - sobretudo que nem sequer estavam em Portugal, chegaram de comboio, a Santa Apolónia, no dia 27

«António Conceição» - Portanto, já não havia problema algum se fosse o Silva Pais a celebrar, porque esse estava em Portugal.

«Raul Vaz Osorio» - Não vi. Pela foto, parece-me que tem um ar entre o piroso e o pindérico, mas é só uma foto. Quanto à legitimidade, tenho que me inclinar mais para o todos que para o alguns. A questão para mim nem é essa. Uma coisa é ter legitimidade para "representar" os capitães de Abril, outra é que algumas pessoas, para o fazerem, necessitam de não ter qualquer vergonha na cara. Mas gente dessa é o que mais há

«Manuel Sarmento» - David Ribeiro, não precisei de ser militar no dia 25 para estar com Abril. Foste um felizardo, porque sendo eu mais velho do que tu estive na Guiné, donde regressei em 72. De resto conheço muita gente que em 1974 integrava as forças armadas, e que renega o 25 de Abril, que não considero propriedade de militares, civis ou grupos políticos ou de cidadãos. O que penso, pela imagem que apresentas, que eles pretendem apenas dizer que estarão com o 25 de Abril. Por mim 25 DE ABRIL SEMPRE!

«Nuno Santos» - O que eu acho é que não há nada para dizer às pessoas. O discurso do AC ontem podia ter tido lugar há 10 anos ou daqui a 5. É igual. Inócuo. Como tal, há que preencher espaços vazios para se não notar tanto que não há nada para dizer e o que poderia haver é tabu. O resultado, confesso, não é brilhante. Por espingardas, mesmo com cravos, num palco, não é grande ideia.

«Joaquim Vasconcelos» - Nem eu. eles não são legítimos de nada. legítimo é o Povo Português

«Jorge Santos Silva» - Estou completamente de acordo até por respeito a um militar que conheci em 1982 o, na altura, major Salgueiro Maia. Um grande abraço e continue a postar pois estes senhores sempre se julgaram donos do país.

«Manuel Aranha» - É mais um triste, mas habitual, espetáculo de cenografia socialista. Tudo o que puder ser usado para desviar atenções serve...

«Joao Antonio Camoes» - Satisfaz a nostalgia da velha guarda e incute uma pseudo sensação de pertença de esquerda aos mais novos mantendo-os sonhadores

«André Eirado» - É legítimo para todos os que se revêem no 25 de Abril

«Nuno Santos» - Quando não há nada para dizer às pessoas ou não se lhes quer dizer a verdade ou se quer evitar um assunto incómodo, mostram-se soldados com armas na mão e, a partir deles, evoca-se a revolução. Era assim na Rússia, ainda é assim na Coreia e continua a ser em Cuba, onde a invocação da revolução continua a ser feita 60 anos depois, para se evitar a democracia, a transparência e os temas incómodos. Somando o vazio apologético do discurso de António Costa à encenação vinteecincodeabrilesca, com “soldadinhos” em palco que acabei de presenciar em imagens que me chegam do congresso do PS, não fica grande coisa. A não ser a infelicidade da apropriação de uma revolução que o PS deveria querer de todos e não cada vez mais acantonada e tomada por quem nem a fez e a má ideia de exibir espingardas no palco de um congresso.

«Jose Riobom» - David Ribeiro que arma? ...um canhangulo? Desde já foste por mim nomeado o grande salvador da Pátria...! O 25 de Abril é muito mais que o próprio dia... Esse dia é o final mais que esperado de dezenas de anos de ditadura, de prisões, de torturas, de abusos. É a libertação dum povo. O desabrochar de um novo País. Houve muito mais trabalho de libertação nos anos imediatamente a seguir do que própriamente no dia. É muitos dos proto-ditadores ainda por aí andam ou esqueceste de que o actual PR é filho dum homem do antigo regime afilhado de Marcelo Caetano? Eu continuo em armas de antes e depois do 25 nem que seja contra esta "democracia" de ladrões e corruptos. Eu ainda não as depus...

«David Ribeiro» - E porque o 25 de Abril é muito mais que o próprio dia, considero infeliz a apropriação de uma revolução que o PS fez ontem no seu Congresso.

«Jose Riobom» - Nem mais... Os "donos" do 25 Abril estão na sua maioria mortos.... os meus avós... os meu país... e um destes dias, eu, e muitos que por aí andam todos com mais de 55 anos. E que país deixaremos? Mais uma vez um país de carneiros governado pelas mesmas famílias de ladrões e corruptos de antes do 25 e que tudo aceita em nome duma ditadura a que apelidam de democracia.

 

   Francisco Assis no XXII Congresso do PS

Mais uma vez, e unicamente no que concerne à Geringonça e à liderança de António Costa, estou em muito de acordo com o que Francisco Assis tornou a dizer hoje numa reunião magna do PS. E ouvi por lá umas palmitas, não muitas, é certo, mas ouvi algumas.



Publicado por Tovi às 15:44
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 7 de Novembro de 2015
O Jantar dos Conspiradores

Leitão á Bairrada aa.jpg

 Só vos digo uma coisa: O leitão estava um espanto

 

  Comentários no Facebook

«Elisabete Loureiro» >> Ahahahaha!!! Até chorei... [wink emoticon]

«João Simões» >> Falta a laranja aí nesse prato, não?

«David Ribeiro» >> Era capaz de haver laranja para quem gostasse... eu não comi, pois as das colheitas destes últimos quatro anos fazem-me azia [wink emoticon]

«Jose Pinto Pais» >> Falta saber o que vai fazer o .... Leitãosinho !!!!!

«José Paulo Matos» >> Para alguns, ontem foi indigesto. Um abraço.

«Fausto Santos» >> No dia 26 de Setembro de 1997, Assis foi atingida por dois violentos sismos que causaram quatro mortes. A basílica foi seriamente danificada (parte do tecto ruiu, destruindo um fresco de Cimabue), e esteve fechada para restauro durante dois anos.Depois deste leitão vamos o grau de destruição e logo se resolve.

«David Ribeiro» >> Quem é que se viu por lá, além do anfitrião Francisco Assis: João Proença, José Junqueiro, Eurico Dias Brilhante, José Lamego, António Rebelo de Sousa, António Galamba, Agostinho Gonçalves, ex-presidente da Câmara de Penafiel e deputado, Manuel dos Santos, Luís Catarino, Fortunato do Couto e até Narciso Miranda.

Francisco Assis 6Nov2015 ab.jpg

«Mario Reis» >> Eu ontem também resolvi parar nos Leitões não vá algum decreto vindouro dizer que o Leitão só é permitido aos apoiantes do dito arco governativo!



Publicado por Tovi às 08:36
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 6 de Novembro de 2015
Assis quer disputar a liderança do PS

Francisco Assis 6Nov2015.jpg

Até ao lavar dos cestos ainda é vindima… E lá para os lados do Largo do Rato parece que ainda não se lavaram os materiais da campanha das Legislativas2015.

 

  Comentários no Facebook

«Carlinhos da Sé» >> Lá vai o "BE" dar mais um pulo...

«David Ribeiro» >> Diz Francisco Assis: "Os mais inteligentes defensores de uma solução governativa alicerçada num entendimento parlamentar entre o PS e os partidos de extrema-esquerda justificam a bondade de tal opção pela necessidade de responder à radicalização da direita e de assegurar a defesa do Estado-Providência. A sua tese é simples e clara: a direita caminhou em direcção a uma posição extremista e a extrema-esquerda começa a manifestar disponibilidade para uma convivência útil com o centro-esquerda. A tese tem um único defeito: é manifestamente panglossiana. Isto é, enferma de uma notória insuficiência que radica num misto de inocência e crendice. Nem a direita portuguesa se tornou subitamente toda ela extremista, nem a extrema-esquerda se converteu subitamente num modelo de pragmatismo aberto à moderação."

«Jose Bandeira» >> Eu até gostava que surgisse no PS oposição interna com "tudo no sítio" ( ou seja, com cabeça e guizos ), mas neste caso não reconheço a existência de qualquer destes predicados. Pobre PS, pobre PSD mas, acima de tudo, pobres de nós!



Publicado por Tovi às 11:42
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 31 de Outubro de 2015
Francisco Assis contra Acordo de Esquerda

Francisco Assis Out2015.jpg

Francisco Assis é militante socialista desde 1985, partido pelo qual já foi eleito Presidente da Câmara Municipal de Amarante (de 1990 a 95), deputado à Assembleia da República em várias legislaturas (tendo sido presidente do Grupo Parlamentar do PS entre 1997 e 2002 e novamente de 2009 a 2011) e deputado ao Parlamento Europeu de 2004 a 2009 e de 2014 até aos dias de hoje. Foi também presidente da Federação Distrital do PS do Porto. Candidatou-se à Câmara do Porto nas eleições autárquicas de 2005, saindo derrotado por Rui Rio. Actualmente tem-se manifestado publicamente contra o eventual acordo do PS com o BE e PCP, o que lhe tem granjeado enorme antipatia por parte de muitos militantes de base, ávidos de um Partido Socialista que retire da gaveta o “socialismo”. E eu pergunto-me: Será que ainda lhe vamos dar razão?... Já há quem diga que vai ser ele a resgatar o PS.

 

 Primeira página do “Expresso” de hoje

A coisa está a aquecer lá para os lados do Largo do Rato

Francisco Assis Expresso 31Out2015.jpg

 

  Comentários no Facebook

«Jose Bandeira» >> Infelizmente, mais do mesmo (ou menos?)

«João Simões» >> O Assis vem para Portugal? E como vai justificar as faltas no parlamento europeu? Vai suspender o mandato?

«Jose Riobom» >> ......ou da "rata" ?.... wink emoticon

«Jorge De Freitas Monteiro» >> Assis está no seu direito, obviamente. Mais do que derrubar Costa agora trata-se de se posicionar para o futuro, pensará provavelmente ele. Mas pelo que leio e ouço creio que teria mais hipóteses como sucessor de Passos Coelho, o povo daquelas bandas adora-o. A solução seria talvez fazer uma troca: o Assis ia para onde é amado e o Pacheco Pereira vinha para onde é respeitado.

«Raul Vaz Osorio» >> Está nada, David. Isto é só posicionamento para distritais verem, porque se houver gamela, Assis nunca vai pôr em causa o acesso à dita e até vai ter um lugar melhor por causa disto.

«Jorge Oliveira E Sousa» >> Claro que vai ter inumeros apoios. A larga maioria dos socialistas em todas as distritais não concordam com a posição de António Costa e vão corre-lo. E já falta muito pouco. Hoje é so dia dos oportunistas.

«Raul Vaz Osorio» >> Adoro estes comentários de conhecedores. Por acaso, o Costa tem as distritais e grandes concelhias bem na mão e é precisamente por isso que o Assis não vai passar das bocas. Mas leve lá a bicicleta.

«Jose Riobom» >> ....este com mais um par de estalos na tromba desaparece outra vez da circulação... já deve ter esquecido os dias passados em que os militantes do partido dele lhe aqueceram as bochechas...

«Marcos Taipa Ribeiro» >> Anda tudo ao contrário e muito irritado: Vejo o Lobo Xavier chateado mas convencido, o Passos Coelho calado, o Portas desesperado mas a aceitar e o PS todo irado... calma . O Assis tem o direto à sua opinião, não é oportuna? Pois não... tem tempo de preparar a sua estratégia, mas tem direito a assumir a sua postura independente...



Publicado por Tovi às 09:13
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 30 de Maio de 2015
Da Revolução Gorada aos Desafios do Presente

Pedro Baptista Memórias 2 volume a.jpg

Pedro Baptista autografando o seu segundo livro de memórias - "Memórias II [1974-2014] - Da Revolução Gorada aos Desafios do Presente" – ontem ao fim da tarde no Átrio da Câmara Municipal do Porto.

A apresentação do segundo livro de memórias deste homem da literatura, da filosofia e da política, esteve a cargo de Rui Moreira (Presidente da autarquia portuense), José Manuel Lopes Cordeiro (Historiador), Rodrigo Sousa e Castro (Coronel do Exercito Português e militar do MFA), Francisco Assis (Deputado Europeu pelo PS) e José Sousa Ribeiro (Editor - Edições Afrontamento). Curiosamente todos os intervenientes na apresentação desta obra referiram ser Pedro Baptista um Homem de convicções, um lutador pela Liberdade.

Já agora: No fim da apresentação deste segundo livro de memórias de Pedro Baptista tive o prazer de manter uma curta mas simpática e interessante conversa com Rodrigo Sousa e Castro, Coronel do Exercito Português e militar do MFA. Relembramos um grande Homem de Abril, o Tenente-Coronel Fischer Lopes Pires, meu comandante no Batalhão de Engenharia 3 em Santa Margarida, um militar que muito contribuiu para a minha formação ideológica na oposição ao Estado Novo.



Publicado por Tovi às 08:12
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 16 de Outubro de 2013
Ouvido da boca de Francisco Assis

...nas Autárquicas'13:
{#emotions_dlg.star} [Rui Moreira] esse filho da alta burguesia da Foz, com a imagem cuidada de homem empreendedor, de espírito aberto e cosmopolita, [um candidato capaz de] preencher todos os requisitos para encarnar o mito do Porto burguês, liberal, independente e aberto ao mundo.


«Jorge Saraiva» no Facebook >> Aguarda-se a chegada dos que fazem das suas exposições sacos de boxe... :)

«António Alves» no Facebook >> Confere: Assis defende que PS deve fazer aliança à direita - Deputado socialista critica, em entrevista à Renascença, aqueles que têm apupado o primeiro-ministro e o Governo e defende que o Parlamento deve fazer um esforço para “utilizar uma linguagem menos extremista”.

«José António Salcedo» no Facebook >> Tadinho do Assis. Perdeu mais uma excelente ocasião para estar calado.

«António Alves» no Facebook >> e essa "narrativa" do bom burguês oiticentista é serôdia e não encaixa nesta cidade onde se morre de fome e doença em ilhas miseráveis.

«Maria Helena Costa Ferreira» no Facebook >> tinha o Assis   em "alta conta"... ser socialista  não é  defeito mas... teria ganho mais e continuar calado...

«Jorge Saraiva» no Facebook >> Mas afinal o que é que o senhor disse de errado? Quais as reais razões que levaram os portuenses a ver neste indivíduo - no sentido de que não foi numa organização que votaram - a pessoa indicada para liderar o executivo da CMP?

«Albertino Amaral» no Facebook >> Ainda continuo a ter um desgosto enorme, de no meu tempo de infância nunca ter sabido jogar ao pião... Descobri já muito mais tarde, que afinal era excesso de fio (faniqueira), que eu dava... Serviu-me de lição......!

«Maria Teresa de Villas-Boas» no Facebook >> Quer imitar o Eça de Queirós



Publicado por Tovi às 08:17
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 11 de Março de 2011
Os traidores à causa da Regionalização

José Sócrates, que sempre demonstrou ser um centralista, vem agora dizer que não é a altura certa para cumprir o que estava escrito no seu programa de Governo no que se refere à Regionalização. Mas não foi só Sócrates que traiu todos aqueles que esperam há tanto tempo por uma reforma profunda na divisão administrativa de Portugal, pois também Renato Sampaio (presidente do PS-Porto) e Francisco Assis (líder da bancada parlamentar do PS) já vieram a terreiro defender a ida deste assunto para uma gaveta, dizem eles, à espera de melhores dias. E não será esta a altura ideal para se fazer a Regionalização?... Lembremo-nos que a Grécia, a atravessar uma grave crise económica, provavelmente superior à nossa, já fez a sua reforma administrativa do território, acabando assim com muitos “poleiros” e, consequentemente, uma substancial redução da despesa.



Publicado por Tovi às 07:37
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 20 de Março de 2010
O PS nas Presidenciais'11 #4

 Já não é sem tempo!...

 [tv1.rtp.pt] - O líder parlamentar do PS, Francisco Assis, considerou hoje (18Mar2010) que chegou a altura de os socialistas começarem a tratar das eleições presidenciais, lembrando que o partido tinha estabelecido que isso aconteceria depois do debate orçamental. Francisco Assis fez este anúncio aos jornalistas no final da reunião do grupo parlamentar do PS, no Parlamento.



Publicado por Tovi às 10:19
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Setembro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Posts recentes

O que me ficou do Congres...

XXII Congresso do PS

O Jantar dos Conspiradore...

Assis quer disputar a lid...

Francisco Assis contra Ac...

Da Revolução Gorada aos D...

Ouvido da boca de Francis...

Os traidores à causa da R...

O PS nas Presidenciais'11...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus