"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Quarta-feira, 20 de Maio de 2020
Papillon... de Henri Charrière

mw-860.jpg

No domingo passado tivemos na SIC o filme PAPILLON… e recordo-me bem que em 1970 uma jovem marselhesa que tinha conhecido em Espinho durante o verão, mandou-me de prenda no Natal uma edição francesa de «Papillon», de Henri Charrière, e foi este o primeiro romance que li em “français”.


Henri "Papillon" Charrière é um pequeno criminoso condenado a prisão perpétua por um delito que não cometeu em França. No ano de 1930 as penas eram duras. Enviado para cumprir a sentença na costa da Guiana Francesa, conhece Louis Dega, um famoso falsificador, de quem se torna amigo. Sem nada a perder num ambiente onde a lei do mais forte é a que predomina, os dois fazem um pacto: em troca de protecção contra a violência de alguns prisioneiros, Dega compromete-se a ajudá-lo no seu plano de evasão. Mas qualquer tentativa de fuga será punida com anos de solitária. Em alguns casos, o castigo é ser levado para a inexpugnável Ilha do Diabo, de onde nunca ninguém conseguiu escapar com vida.



Publicado por Tovi às 14:51
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Julho 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Posts recentes

Papillon... de Henri Char...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus