"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Quinta-feira, 6 de Outubro de 2022
Crise energética da Europa neste inverno

Captura de ecrã 2022-10-04 152654.jpg 
(Na imagem o presidente russo Vladimir Putin, o presidente turco Recep Tayyip Erdogan, o primeiro-ministro búlgaro Boyko Borissov, o presidente sérvio Aleksandar Vucic e várias autoridades participam de uma cerimónia que marca o lançamento formal do gasoduto TurkStream em Istambul em 2020)

O continente europeu está a lutar com os preços recordes de energia à medida que se aproxima do inverno. Uma das principais causas está relacionada com a guerra na Ucrânia. A Rússia suspendeu o fornecimento de gás natural que o continente usava há anos para operar fábricas, gerar eletricidade e aquecer residências. A Rússia forneceu cerca de 40% do consumo de gás da União Europeia por gasoduto, e essas exportações foram reduzidas em 75%. O país ainda envia gás pela Ucrânia e também pela Turquia e pelo Mar Negro através do gasoduto TurkStream, mas a perspectiva de uma paralisação completa chegou mais cedo do que muitos esperavam. A Rússia disse que esta é a consequência natural das sanções económicas impostas a Moscovo pelo Ocidente. "... As mesmas sanções que impedem a manutenção das unidades, que as impedem de se mover sem as devidas garantias legais", disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, em setembro. Como resultado, os governos europeus tentaram diversificar a oferta comprando mais gás natural liquefeito, além de introduzir medidas para reduzir a demanda e economizar energia. “A Europa não tem nenhum suprimento de recursos naturais”, disse Adam Pankratz, professor da Sauder School of Business da Universidade da Colúmbia Britânica. “Eles decidiram que vão se afastar dos combustíveis fósseis e não explorar seus próprios recursos naturais. Na verdade, a Europa tem muito gás, mas eles decidiram que não vão fazer isso e se tornaram dependentes de gás e petróleo russos importados, e agora que isso foi cortado, eles não têm um plano de backup”, disse. A UE importa cerca de 80% de suas necessidades totais de gás, com a produção doméstica caindo pela metade nos últimos 10 anos. A Alemanha, que tem seus próprios depósitos de gás, proibiu o fracking (um método que possibilita a extração de combustíveis líquidos e gasosos do subsolo), assim como a França e outros países. (in Al Jazeera - 4out2022)

 

  Foi Putin que sabotou os gasodutos!... Esperem lá, não terá sido o Biden?
Captura de ecrã 2022-10-05 090546.jpg

  JN 01out2022 às 13h45
Captura de ecrã 2022-10-05 103248.jpg
A empresa russa Gazprom suspendeu as suas entregas de gás à Eni previstas para este sábado, alegando a impossibilidade de o transportar através da Áustria, anunciou a empresa italiana.

  JN 05out2022 às 00h51
Captura de ecrã 2022-10-05 091758.jpg
A polícia dinamarquesa recebeu relatos de voos não autorizados de drones perto de campos de gás no mar do Norte, após incidentes semelhantes registados no lado norueguês e a alegada sabotagem dos gasodutos Nord Stream.




Terça-feira, 20 de Setembro de 2022
A Europa numa profunda crise energética

Captura de ecrã 2022-09-20 095516.jpg

A análise de Tim Lister e Vasco Cotovio - A Ucrânia pode ganhar a guerra à Rússia? Eis o que se segue no conflito publicada hoje na CNN Portugal, diz-nos que "há muito que é evidente que parte da estratégia do Kremlin consiste em ajoelhar a determinação europeia no apoio à Ucrânia, mergulhando-a numa crise energética ao fechar literalmente as torneiras de gás". E no terreno os combates continuam, com ambos os lados a prepararem-se para um longo Inverno, em vez de explorarem as perspetivas de um acordo. 

  O gambito do gás (parte do artigo referido anteriormente)
Há muito que é evidente que parte da estratégia do Kremlin consiste em ajoelhar a determinação europeia no apoio à Ucrânia, mergulhando-a numa crise energética ao fechar literalmente as torneiras de gás.
Num fórum em Vladivostok no início deste mês, Putin afirmou: “Não forneceremos absolutamente nada se isso for contrário aos nossos interesses. Não no gás, não no petróleo, não no carvão, não no fuelóleo, nada”.
No meio de contratempos no campo de batalha, Ivo Daalder e James Lindsay escrevem na revista “Foreign Affairs” que “a melhor esperança de Putin - talvez a sua única esperança - é que o apoio ocidental à Ucrânia se desmorone à medida que os custos da guerra, incluindo a escassez de energia e o aumento dos preços, comecem a atingir a Europa”.
Os preços do gás natural na Europa estão 10 vezes mais elevados do que há um ano, com a Rússia a ganhar cerca de mil milhões de dólares [valor equivalente em euros] por dia nos primeiros três meses do conflito das exportações de energia. E o regime de sanções contra a Rússia só terá um impacto significativo a longo prazo, porque a economia russa é tão autocontrolada.
Mas o próximo Inverno será o teste de ácido do aperto na energia de Moscovo. Em vez de procurarem um compromisso, os governos europeus concluíram que as concessões apenas iriam encorajar o Kremlin. Estão apostados em assumir despesas pesadas para proteger os consumidores e, numa estratégia a mais longo prazo, para reduzir a dependência da energia russa. Depois de procurarem fornecedores alternativos no mundo, acumularam reservas (no caso da França, para mais de 90% da capacidade).
Embora os preços do gás no mercado grossista ainda estejam altos, eles caíram cerca de um terço nas últimas três semanas. Alguns analistas pensam que cairão ainda mais, reduzindo o custo dos subsídios que estão a ser introduzidos pelos governos europeus, já amarrados quanto a dinheiro.
Há também sinais de que os preços elevados do petróleo e do gás na Rússia podem ter atingido o seu pico. A Agência Internacional de Energia prevê que a produção russa de petróleo será 17% mais baixa em fevereiro próximo em comparação com a produção anterior à guerra, uma vez que seja sentida a força total das sanções da UE.
Daalder e Lindsay acreditam que os aliados da Ucrânia definiram o seu rumo. “Muitos céticos no Ocidente acreditam que as democracias irão ceder perante as dificuldades”, escreveram. “as tais vozes subestimam o poder de permanência do Ocidente”.


Joaquim Figueiredo
Esperemos que seja a Rússia a ajoelhar-se...
David RibeiroEsperemos que explorem as perspetivas de um acordo.
Jose Pinto Pais
Joaquim Figueiredo vais por o Putin a rezar  😀
Albertino AmaralQuero acreditar que não se trata de uma questão de humilhação, para que cada um se possa ou não ajoelhar em jeito de pedir perdão, mas sim pensar sèriamente em terminar com esta verdadeira estupidez, a que chamam guerra, invasão, ou o que queiram chamar. Não é aceitável esta situação em pleno Século XXI.....!

 

 Maximilian Hess in Al Jazeera - 19set2022
Captura de ecrã 2022-09-20 103923.jpgItália e Bulgária: os grandes testes da Europa para a unidade energética russa
Europa enfrenta duas opções neste inverno. A primeira é aceitar o racionamento de gás, provavelmente causando grandes e duradouros danos à indústria pesada e centenas de milhares de milhões de euros em gastos para gerenciar os custos de energia em alta e acelerar a transição energética. A segunda opção é aceitar a destruição do Estado ucraniano pelo presidente russo Vladimir Putin e sua trama de futuras guerras de agressão. A opção dois é, obviamente, totalmente inaceitável. No entanto, a capacidade da Europa de permanecer unida em rejeitá-la enfrenta dois testes iminentes: eleições na Itália em 25 de setembro e depois na Bulgária uma semana depois. Nos dois países, forças políticas mais alinhadas com Putin do que o resto da Europa podem chegar ao poder, potencialmente ameaçando uma frente coesa na questão das sanções contra a Rússia.

  Paulo TeixeiraDavid na Itália na há risco nenhum. Georgia Melloni disse ainda ontem de forma clara que a alternativa a derrota da Ucrânia não existia e podia acontecer. Pois o resultado final seria a vitória da China e não da Rússia O nacionalismo mede se por critérios e valores que o mainstream e os jornais não entendem e conseguem explicar.

 

  A propósito...
306962912_548019717327619_7626134011601758587_n.jp

 

  Maritime gas dispute risks conflict between Lebanon and Israel
Captura de ecrã 2022-09-20 173043.jpgNuma altura em que o GÁS é um bem precioso, já temos um novo problema: Karish é um campo de gás relativamente pequeno e inexplorado no Mar Mediterrâneo Oriental, mas sua localização entre Israel e o Líbano significa que pode levar a um novo conflito entre os dois vizinhos.



Publicado por Tovi às 09:14
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos (1)

Segunda-feira, 23 de Maio de 2022
Ação diplomática no seio da NATO

Captura de ecrã 2022-05-23 095918.jpg

A invasão russa da Ucrânia despoletou uma grande e importante ação diplomática no seio da Aliança Atlântica, pois nem todos parecem estar de acordo quanto à adesão da Finlândia e da Suécia à NATO. Neste momento temos a Hungria (aderiu à Aliança em 1999) e a Turquia (não sendo fundadora está na Aliança desde 1952) a colocarem sérias reservas ao alargamento da NATO aos dois Estados Bálticos. Não vai ser tarefa fácil, até porque as lideranças atuais da Hungria e Turquia não têm nada a ver com as do tempo em que entraram para a Aliança, nem o mundo é o mesmo. 

 


Captura de ecrã 2022-05-23 101653.jpgO presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, disse no sábado passado [21mai2022] que Ancara não olharia "positivamente" para as propostas da Suécia e da Finlândia ingressarem na NATO, a menos que suas preocupações fossem abordadas, apesar do amplo apoio de outros aliados, incluindo os Estados Unidos. A Turquia há muito acusa os países nórdicos, em particular a Suécia, que tem uma forte comunidade de imigrantes turcos, de abrigar rebeldes curdos fora da lei, bem como apoiantes de Fethullah Gülen, o pregador dos EUA procurado pelo fracassado golpe de 2016. 

 


images.jpgViktor Orban é o líder europeu mais próximo de Putin e a oposição do primeiro-ministro húngaro ao alargamento da NATO tem muito a ver com a sua discordância das sanções ao petróleo russo, do qual a Hungria é altamente dependente. 

 


Captura de ecrã 2022-05-23 115334.jpgO ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, disse na passada 6.ª feira [20mai2022] que Moscovo lançará 12 unidades e divisões militares na região oeste em resposta às pretensões da Suécia e Finlândia ingressarem na Aliança Atlântica. Essas ameaças também incluem os Estados Unidos que têm aumentado os voos estratégicos de bombardeiros, enviado navios de guerra para o Mar Báltico e intensificando os exercícios de treino na região com seus parceiros da NATO. “A tensão continua a crescer na zona de responsabilidade do Distrito Militar do Oeste. Estamos tomando contramedidas adequadas”, disse Shoigu.

 

  Alemanha, França e Itália já fazem propostas de abertura a Moscovo
Captura de ecrã 2022-05-23 193340.jpg
"(...) Uma grande preocupação é que vitórias militares ucranianas possam desestabilizar a Rússia, tornando-a ainda mais imprevisível e colocando uma normalização das ligações energéticas ainda mais fora de alcance. É por isso que algumas capitais da Europa Ocidental, de forma silenciosa, já trabalham numa resolução “salvando a face” para o conflito, mesmo que isso custe algum território à Ucrânia. Mesmo que Macron e o chanceler alemão Olaf Scholz tenham dito repetidamente que caberia à Ucrânia determinar as condições para a suspensão das hostilidades, eles recentemente enfatizaram sua preferência por um cessar-fogo, mais cedo ou mais tarde. (...)"
Leiam o artigo completo aqui 

 


transferir.jpgAs sanções do Ocidente a Moscovo, são o que são... mas a verdade é que a recuperação do rublo já levou a moeda russa para 30% mais forte em relação ao dólar do que era antes da Rússia invadir a Ucrânia.



Publicado por Tovi às 10:03
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 11 de Julho de 2021
Itália vence o Euro 2020

215304650_4505333432820814_3272075811542727575_n.j

Hoje, no Estádio de Wembley, em Londres, a Inglaterra defrontou a Itália na final do Campeonato Europeu de Futebol de 2020, comummente referido como UEFA Euro 2020 ou simplesmente Euro 2020. A vitória sorriu aos italianos ao vencerem os ingleses nas grandes penalidades, após empate a um golo ter durado durante os 90 minutos e o prolongamento.

 

  Histórico da Itália neste Euro2020
Turquia 0 - 3 Itália
Itália 3 - 0 Suiça
Itália 1 - 0 Gales
Itália 2 - 1 Áustria
Bélgica 1 - 2 Itália
Itália 1 (4)  - 1 (2) Espanha
Itália 1 (3) - 1 (2) Inglaterra

   Cristiano Ronaldo melhor marcador do Euro2020
215304967_10158509941206748_7157643746405632073_n.



Publicado por Tovi às 23:00
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 23 de Agosto de 2020
Lambrusco... um vinho milenar

2b690eab93473bc3effe11eba539f2ec.png

Lambrusco é seguramente o vinho italiano mais consumido no mundo, carregando no entanto a fama de vinho meio duvidoso. Mas Lambrusco não é unicamente aquele vinho docinho cheio de gás que enche as prateleiras dos hipermercados e que se vende que nem pãezinhos quentes. O Lambrusco é um vinho milenar produzido nas regiões de Emilia Romagna e Lombardia, norte da Itália, a partir das uvas da casta “Lambrusco”. Quatro DOCs asseguram a qualidade e regras de produção. Podem ser frisantes ou espumantes e elaborados pelos métodos Tradicional, Ancestral ou Charmat, normalmente, com leveduras de Cidra. Aparecem nas variedades tinto e rosé e são classificados de acordo com o nível de açúcar.



Publicado por Tovi às 07:52
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 27 de Maio de 2020
COVID-19 não é uma doença de velhos

Captura de Ecrã (244).png
Os dados da DGS no que diz respeito à caracterização dos óbitos ocorridos em Portugal ainda não refletem um perfil da vítima de Covid-19 como a realidade de alguns países da América Latina, mas a caracterização demográfica dos casos confirmados já tende para isso – “No Brasil, 15% das mortes foram pessoas com menos de 50 anos, uma taxa mais de 10 vezes que na Itália ou Espanha; No México, a tendência é ainda mais forte: quase um quarto dos mortos já foi entre os 25 e 49; No estado do Rio de Janeiro mais de dois terços das hospitalizações são para pessoas com menos de 49 anos”. O vírus SARS-CoV-2 ainda é imprevisível.



Publicado por Tovi às 07:40
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 25 de Maio de 2020
A pandemia terminará em Portugal em 18 de julho?

Captura de Ecrã (242).png
   Notícia completa aqui

 

Segundo o britânico Daily Mail, pesquisadores da Universidade de Tecnologia de Singapura desenvolveram um complexo modelo matemático denominado “modelo SIR” (suscetíveis — infetados — recuperados), que com base na atual tendência dos casos de Covid-19, prevê a data exata em que a pandemia terminará em vários países por este mundo fora. Assim, por exemplo, para Portugal os cientistas estimam o fim da pandemia para 18 de julho, para Singapura em 19 de julho, Reino Unido em 30 de setembro, Itália em 24 de outubro e EUA em 11 de novembro.

 


A diretora do departamento de Saúde Pública da Organização Mundial de Saúde (OMS) afirmou hoje que é "cada vez mais" improvável uma segunda grande vaga do novo coronavírus, mas aconselhou muita prudência. Maria Neira considerou que se "baixou tanto a taxa de transmissão que o vírus terá dificuldade em sobreviver". "Devemos ter muita prudência em afirmar se este é o fim da vaga, mas, pelo menos, os dados mostram que se evitou a transmissão e explosão das primeiras semanas", declarou.



Publicado por Tovi às 07:58
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 5 de Março de 2018
Eleições em Itália

df32d81976baf01d868f04b6398a62f5.jpg

Numa sondagem à boca das urnas, o Movimento 5 Estrelas tem entre 29-32%, seguindo-se o Partido Democrático com 20,5-23,5%, a Forza Italia com 13-16%, a Lega com 13-16%, os Fratelli d'Italia com 4-6%, os Liberi e Uguali com 3-5%, a +Europa Bonino com 2,5-4,5%, Noi con l'Italia - Udc com 1-3%. Os demais partidos têm previsões inferiores a 2%. Tendo em conta a complexidade do novo sistema eleitoral, espera-se que só no dia de hoje haja uma ideia da composição do próximo parlamento italiano.
mw-1024.jpg



Publicado por Tovi às 10:56
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 14 de Março de 2017
Para quem gosta de cães

A “Dança com Cães”, conhecida oficialmente na Fédération Cynologique Internationale (FCI) e no The Kennel Club (Reino Unido) como “Freestyle”, é um desporto canino onde o dono dança com o seu cão, ao som de uma música e com uma coreografia ensaiada. Tecnicamente falando o dono realiza movimentos sincronizados com o seu cão que criam a ilusão de que estão dançando. O cão fica atento o tempo todo à música e aos gestos do seu dono e assim excuta os movimentos com precisão, sendo que há alguns movimentos obrigatórios, como por exemplo a passagem por baixo das pernas do humano e noutra altura do exercício saltar por cima dele.

Este vídeo é da equipa italiana concorrente ao CRUFTS deste ano, o mais importante evento canino mundial e que se realiza anualmente em Birmingham, no Reino Unido.



Publicado por Tovi às 09:27
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos (1)

Quinta-feira, 19 de Janeiro de 2017
Tragédia em Itália

Itália avalanche 19Jan2017 aa.jpg

  8h16 de hoje

Uma fonte das autoridades italianas avançou esta quinta-feira que "várias pessoas", um número para já indeterminado, morreram soterradas num hotel que foi atingido por uma avalanche na sequência de quatro sismos no centro montanhoso de Itália, na região de Abruzzo, na quarta-feira.

  11h59 de hoje

"O hotel está quase totalmente destruído. Chamamos as pessoas mas não se ouve qualquer resposta ou vozes. Continuamos a escavar para tentar encontrar sobreviventes”, refere Antonio Crocetta, membro de uma equipa de montanha envolvida nas operações de salvamento das cerca de 30 pessoas que se pensa estarem dentro do Hotel Rigopiano, numa estância de esqui na região italiana de Abruzzo, soterrado por uma avalanche. “Nós não temos conseguido fazer muito”, acrescentou nas declarações prestadas por telefone à agência Reuters. “O que resta do hotel está em risco de colapso”.

  18h00 de 20Jan2017

Para sete pessoas, incluindo duas crianças, o pesadelo teve final feliz. Abrigadas num canto da cozinha do hotel Rigopiano, reduzido a escombros após uma avalancha, foram encontradas 42 horas depois da tragédia pelas equipas de resgate, que tentam salvar outras três. Poucos acreditavam que fosse possível sobreviver. Abrigado num recanto, onde lhes foi possível manter uma pequena fogueira, o grupo composto por sete pessoas, entre as quais duas crianças, foi a boa notícia que já quase ninguém esperava (inicialmente foi divulgado que seriam oito pessoas, mas um balanço posterior corrigiu a informação). Após uma madrugada muito dura, em que, sob condições extremas de frio e dificuldades de acesso, 135 elementos das equipas de socorro insistiram em rebuscar nos escombros, chamando e revolvendo os destroços, na esperança de encontrar vida, o primeiro sinal de esperança surgiu em forma de fumo negro.

  10h35 de 21Jan2017

Os bombeiros anunciaram hoje ter retirado, do que resta do hotel soterrado pela neve, duas mulheres e um homem por volta das 3 horas (2 horas em Portugal continental). Dois dos dez sobreviventes continuam, contudo, retidos no interior do hotel coberto por uma montanha de neve, dois dias depois da tragédia, os quais conseguem ver através de uma sonda telescópica. As equipas de resgate procuram também incansavelmente 15 desaparecidos dos quais não vislumbraram ainda sinais de vida. Hoje, no decorrer das buscas, descobriram também o corpo sem vida de uma mulher. A vítima junta-se a outras duas, encontradas anteriormente, elevando para três o número de mortos. Na sexta-feira, os socorristas conseguiram retirar dos escombros com vida e de boa saúde uma mulher e quatro crianças, todos encaminhados para um hospital. Um menino de sete anos e a mãe foram salvos ao fim da manhã de sexta-feira da amálgama de neve e escombros do hotel Rigopiano, situado na encosta de uma montanha da região dos Abruzos. Foram as roupas de inverno e os fatos de ski que permitiram aos sobreviventes resistir sob os escombros e a neve, explicaram à imprensa os médicos do hospital de Pescara, na costa adriática, para onde foram transportados. As equipas de socorro referiram também o efeito "iglu", que isolou da neve quem ficou retido no hotel. Um primeiro grupo de seis sobreviventes foi localizado ao fim da manhã de sexta-feira numa bolsa de ar. Outras quatro pessoas foram em seguida encontradas, durante a tarde, noutro ponto.

  09h10 de 26Jan2017

As autoridades italianas decretaram o fim das buscas nas ruínas do hotel Rigopiano, atingido por uma avalanche na semana passada, após a recuperação dos últimos cadáveres que aumentaram para 29 o número de mortossendo que 11 pessoas conseguiram sobreviver à tragédia, entre os quais nove que foram retirados do hotel destruído pela avalanche.



Publicado por Tovi às 10:43
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 21 de Dezembro de 2016
Terá sido um ataque terrorista?

Ataque terrorista em Berlim 19Dez2016.jpg

Continua a haver dúvidas se foi ou não um ataque terrorista o que aconteceu ao fim do dia de segunda-feira em Berlim, quando um camião com matrícula polaca irrompeu num mercado de Natal na Breitscheidplatz, provocando a morte a 12 pessoas e cerca de 50 feridos, alguns em estado grave. As autoridades alemãs inicialmente disseram que o condutor do camião era um refugiado de 23 anos, de origem paquistanesa, sem antecedentes relacionados com terrorismo, que chegou à Alemanha a 31 de dezembro de 2015 e que se fixou em Berlim há cerca de dez meses. Este indivíduo tinha sido detido pouco depois do ataque, mas negou sempre as acusações de que era alvo, tendo posteriormente a polícia assumido que tinha detido o homem errado e que continuava à procura do autor do atentado. Aguardemos… mas a pressa nunca foi boa conselheira e a polícia alemã espalhou-se ao comprido neste trágico dia.

 


Ataque terrorista em Berlim 20Dez2016.jpg

 

  10h00 de 21Dez2016

Ainda há muito por averiguar (ou tornar publico) no que se refere ao que aconteceu em Berlim na segunda-feira ao fim do dia. De concreto sabe-se que um camião saiu da estrada e entrou numa zona pedonal na praça Breitscheidplatz, em Berlim, onde estava instalado um mercado de Natal. O resultado trágico foi de 12 mortos e 48 feridos. Inicialmente as autoridades alemãs evitaram usar expressões como “ataque terrorista” e só na terça-feira pela manhã, o ministro do Interior alemão Thomas de Maizière confirmou que o incidente se tratava de um atentado. Angela Merkel falou ao país e disse: “Há muito que ainda não sabemos com suficiente clareza, mas temos de assumir que foi um ataque terrorista”. Nessa mesma noite de segunda-feira, foi detido um suspeito de estar envolvido no atentado, um paquistanês de 23 anos, que segundo o ministro do Interior alemão, Thomas de Maizière, não tinha antecedentes relacionados com terrorismo. O suspeito negou sempre o envolvimento no ataque e o chefe da polícia de Berlim, Klaus Kandt, acabou por anunciar que não era possível confirmar se o indivíduo detido era o condutor do camião, como anteriormente se pensara, ficando no ar a possibilidade de o verdadeiro responsável pelo morte de 12 pessoas ainda estar em fuga. O paquistanês foi libertado. O homem de origem polaca morto no ataque com um tiro e encontrado pela polícia dentro do camião foi identificado como Lukasz Urban, tinha 37 anos e era da zona da ocidental da Polónia, perto da fronteira com a Alemanha, não estando ainda oficialmente confirmado se era o condutor a quem o camião estava confiado, embora tudo leve a crer que sim.

 

  Comentário no Facebook às 13h30 de hoje

Ataque terrorista em Berlim 21Dez2016.jpg«Nuno Rogeiro» - A polícia alemã procura este homem, suspeito de ter sido o responsável pelo ataque do Daesh a Berlim. Ananis (ou Anis) A., tunisino, de 23 anos, nascido em Tataouine, Pediu asilo em 2016, foi rejeitado, mas conseguiu autorização de permanência temporária no Norte do Reno-Vestfália. Estava associado ao pregador Abu Walaa, preso em Novembro. Detido em Friedrichshafen, já este ano, com um passaporte falso italiano, mas outra vez libertado. Detido em Dortmund, suspeito de preparar um ataque, mas solto por falta de provas. Vivia no campo de refugiados de Emmerich am Rhein, perto da fronteira holandesa, em Kleve. Tinha iniciado um outro processo de asilo. A sua história alemã parece ser isso: uma longa série de actos preparatórios. Está ferido, é perigoso, está armado.
O que se sabe, ou se supõe: Anis Amri matou o motorista polaco do camião Scania, que tentou opôr-se ao acto selvagem. Usou uma pistola de calibre 5.6 mm/0.22 e uma faca. Ficou também ferido na luta. As amostras de ADN levaram a polícia a juntar as peças que faltavam. Um documento encontrado na cabine completou o puzzle. A presunção é de que tudo tenha sido planeado pelo alegado «comando» da Daesh na Alemanha, controlado por um grupo que veio da Síria, pela «rota balcânica».
100 mil euros de recompensa. Que devem ser vistos como incentivo a que o fugitivo, e a sua célula, sejam neutralizados. Mas isto põe em causa tantas coisas sobre a parte securitária do asilo, o problema dos bancos de dados Schengen, da vigilância por CCTV, da relação entre BND, BFV, BKA e polícias federais e estaduais, e destas com os grupos de intervenção (SEK, GSG9, etc), que estamos só perante um começo.

 

  Expresso, 11h54 de 23Dez2016

Ministro italiano confirma que suspeito de atentado em Berlim foi abatido pela polícia
Anis Amri, o tunisino suspeito de ter conduzido o camião que abalroou o mercado de natal da Breitscheidplatz, em Berlim, foi abatido esta sexta-feira pela polícia italiana, em Milão. A notícia foi avançada pela agência Reuters e confirmada esta manhã pelo ministro do Interior italiano, numa conferência de imprensa.

De acordo o ministro Marco Minniti, o suspeito foi abatido pela polícia depois ter disparado contra um agente das forças de segurança, num controle de segurança em que lhe pediram que mostrasse o seu documento de identificação, às 3h desta madrugada.
O polícia atingido ficou ferido sem gravidade e encontra-se internado no hospital. “Não há qualquer dúvida de que o homem abatido pela polícia é o mesmo que era procurado pelas forças policiais alemãs”, suspeito de ser responsável pelo ataque que provocou a morte de 12 pessoas e feriu outras 46 num mercado em Berlim, disse o ministro. Numa mensagem publicada no Facebook, o primeiro-ministro italiano Matteo Renzi elogiou as forças de segurança italianas pela sua “qualidade extraordinária e profissionalismo”.
De acordo com a agência Ansa, Anis Amri foi abatido pela polícia em frente à estação de Sesto San Giovanni, em Milão. O seu irmão Abdelkader Amri, que esta semana disse aos jornalistas, a partir da casa da família na Tunísia, que acreditava na inocência de Anis e que ele saiu de casa “por razões económicas, para trabalhar e ajudar a família” e não por causa do terrorismo, disse esta manhã estar “chocado” com o sucedido e recusou-se a prestar mais declarações sobre o assunto.
Na quinta-feira, as autoridades confirmaram ter encontrado impressões digitais de Amri dentro do camião usado para executar o ataque, que foi reivindicado pelo autoproclamado Estado Islâmico (Daesh). Perante isto, o ministro alemão do Interior informou que Amri é, “com alta probabilidade”, o autor do atentado de Berlim.
“Podemos dizer-vos hoje que há provas adicionais de que este suspeito é com alta probabilidade o autor” do atentado, disse Maizière esta quinta-feira, durante uma visita às instalações em Berlim do Departamento Federal de Investigação Criminal (BKA). “Foram encontradas impressões digitais na cabina e há outras indicações adicionais que sugerem isto”, disse ainda. “É crucial que a caça ao homem seja concluída tão depressa quanto possível”, acrescentou o ministro.



Publicado por Tovi às 08:19
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 25 de Agosto de 2016
Terramto no centro de Itália

Terremoto Italia 24Ago2016 aa.jpg

É caricato mas ontem de manhã muito cedo, quando ainda um pouco estremunhado ouvi na rádio a notícia de que tinha havido um terramoto em Itália, julgava eu que o locutor se estava a referir de forma jocosa ao resultado do encontro de futebol da Roma com o F.C.Porto… Infelizmente a notícia era mesmo de uma tragédia no centro de Itália.

 

  Comentários no Facebook

«José Luis Moreira» >> E não teriam sido mesmo dois?...

«Filipe Vilhena» >> Curioso David... aconteceu-me exatamente a mm coisa...!!!!

«David Ribeiro» >> Uma tragédia este sismo de magnitude 6,2 na escala de Richter que se fez sentir pelas 3h30 locais (menos uma hora em Lisboa) na madrugada de quarta-feira. As últimas notícias falam em 247 mortos, continuando mais de 4.300 membros das equipas de resgate e salvamento a lutarem contra o tempo para encontrarem sobreviventes sobre os escombros em Amatrice, Accumoli e Pescara del Tronto.


Tags: ,

Publicado por Tovi às 10:41
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 28 de Junho de 2016
Oitavos-de-final do EURO2016

euro2016-logo.jpg

Terminaram ontem os jogos dos oitavos-de-final do EURO2016 com os seguintes resultados:

Polónia eliminou a Suíça (empate a um golo e depois 5 a 4 nos penalties);
País de Gales eliminou a Irlanda do Norte por um a zero;
Portugal eliminou a Croácia por um a zero;
França eliminou a República da Irlanda por dois a um;
Alemanha eliminou a Eslováquia por três a zero;
Bélgica eliminou a Hungria por quatro a zero;
Itália eliminou a Espanha por dois a zero;
Islândia eliminou a Inglaterra por dois a um.

A Itália terminou com o reinado da Espanha e desforrou-se das derrotas dos dois últimos Europeus; Não faltaram elogios pela exibição realizada pela Bélgica sobre uma Hungria cheia de orgulho por ter chegado aos oitavos-de-final; A Alemanha terá que melhorar, apesar do impressionante triunfo sobre a Eslováquia; A França teve de lutar durante todo o jogo para vencer a Irlanda; O País de Gales está a causar sensação nesta prova da UEFA; Fernando Santos reconhece que teria sido bom jogar bonito contra a Croácia, mas afirmou que nem sempre é assim que se ganham torneios;… e assim vai o EURO2016.



Publicado por Tovi às 08:35
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 17 de Maio de 2016
Isto é que é Justiça

justia_1_ladr_o_de_galinha.jpg

Foi anulada a sentença que o Tribunal de Génova tinha aplicado a Roman Ostriakov, um sem-abrigo denunciado por procurar apropriar-se de uma lata de salsichas e queijo num mercado genovês, no valor de 4,07 euros. Para o Supremo Tribunal, o entendimento foi o de que "o facto não constitui delito" porque "não é punível quem, impulsionado pela necessidade, rouba num supermercado pequenas quantidades de alimentos para enfrentar a exigência imprescindível de se alimentar". E termina: "nestes casos, o delito não é cometido pelo ladrão, mas pelo Estado que abandona os mais débeis ao seu destino, levando-os a praticar ações, como o roubo de alimentos".



Publicado por Tovi às 14:46
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 9 de Maio de 2016
Aldo Moro

Aldo Moro 9Mai1978 aa.jpg

(Imagem de cativeiro do sequestro de Aldo Moro)

Faz hoje 38 anos (9Mai1978) que um telefonema do grupo terrorista Brigate Rosse deu a conhecer ao Mundo que Aldo Moro, um dos líderes mais destacados da democracia cristã na Itália e que tinha ocupado por cinco vezes o cargo de primeiro-ministro, tinha sido assassinado após 55 dias de cativeiro. É até hoje um mistério o motivo pelo qual o governo italiano da altura recusou qualquer tipo de negociação para a libertação de Aldo Moro, bem como quais os interesses envolvidos no seu sequestro e morte.



Publicado por Tovi às 08:33
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Janeiro 2023
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9



31


Posts recentes

Crise energética da Europ...

A Europa numa profunda cr...

Ação diplomática no seio ...

Itália vence o Euro 2020

Lambrusco... um vinho mil...

COVID-19 não é uma doença...

A pandemia terminará em P...

Eleições em Itália

Para quem gosta de cães

Tragédia em Itália

Terá sido um ataque terro...

Terramto no centro de Itá...

Oitavos-de-final do EURO2...

Isto é que é Justiça

Aldo Moro

Medo e Islamofobia

A tragédia da imigração i...

Obra de Miguel Ângelo em ...

Greve em Portugal, Espanh...

A crise na Europa

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus