"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Segunda-feira, 13 de Novembro de 2023
Medidas de coação na Operação Influencer

400984066_861766982060437_5130555421682164047_n.jp

Os detidos na "Operação Influencer" foram presentes ao juiz na última quarta-feira [8nov2023], mas os interrogatórios só começaram no dia seguinte. Nuno Mascarenhas, presidente da Câmara de Sines, foi o primeiro a prestar declarações, seguindo-se Rui Oliveira Neves, Afonso Salema, Vítor Escária, e, por último, Diogo Lacerda Machado.

 

  Os “pecadores” e os seus “pecados” na Operação Influencer
João Galamba é suspeito de ter pressionado Vítor Escária, então chefe de gabinete do primeiro-ministro, para que este forçasse a alteração de uma Zona Especial de Conservação (ZEC), onde os administradores da Start Campus queriam construir um centro de dados.
A sociedade de advogados Morais Leitão criou uma comissão independente para fazer uma “averiguação rigorosa dos factos” relacionados com os sócios Rui Oliveira Neves e João Tiago Silveira [ex-secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros e da Justiça do governo de Sócrates], respetivamente detido e arguido, na investigação do Ministério Público (MP) aos negócios do lítio, hidrogénio e cento de dados de Sines.
Os almoços, os jantares, os ministros e os suspeitos do costume a abrir a carteira. No total, Afonso Salema, CEO da Start Campus e arguido na “Operação Influencer”, pagou, com o cartão da empresa 2.231,97 euros.
O primeiro-ministro António Costa garantiu que Lacerda Machado não tinha qualquer mandato seu para agir como o Ministério Público acredita que o advogado agiu, no âmbito da Operação Influencer. Já sobre a apreensão de milhares de euros no gabinete de Vítor Escária em São Bento, disse: "Mais do que magoar pela confiança traída, envergonha-me perante os portugueses e aos portugueses peço desculpa".

 
Isabel Sousa Braga
O circo chegou há anos.
Albertina Pena Sousa
Um texto muito bem escrito e explicado.
Joaquim FigueiredoE agora? Há ou não confusão de nomes?
David RibeiroDevo continuar a ser burro, Joaquim Figueiredo... o que é que eu escrevi que tenha a ver com confusão de nomes?

 

  
Captura de ecrã 2023-11-13 094032.pngDurante as alegações no Tribunal Central de Instrução Criminal, o procurador João Paulo Centeno pediu a medida de coação mais gravosa para os detidos mais próximos de António Costa: Vítor Escária e Diogo Lacerda Machado.  E Nuno Dias Costa, juíz no TCIC (conhecido na gíria comum como "ticão"), decidiu:
Os cinco detidos no âmbito da Operação Influencer vão sair em liberdade, depois de o juiz de instrução ter contrariado o pedido do Ministério Público, que queria prisão preventiva para Diogo Lacerda Machado e Vítor Escária. Os dois arguidos, melhor amigo e ex-chefe de gabinete de António Costa, respetivamente, ficam obrigados a não se ausentarem do país, além de terem de entregar o passaporte no prazo de 24 horas. Diogo Lacerda Machado fica ainda obrigado ao pagamento de uma caução de 150 mil euros, que deve ser entregue nos próximos 15 dias. Já o presidente da Câmara Municipal de Sines, Nuno Mascarenhas, e os dois administradores da Start Campus, Rui de Oliveira Neves e Afonso Salema, ficam com Termo de Identidade e Residência.

  
Jose Bandeira
Não consigo entender esta dualidade de critérios. Afinal existem ou não provas incriminatórias que sustentem um pedido de prisão preventiva? De um lado e de outro da barra do tribunal existem magistrados que conhecem a Lei; porquê decisões tão díspares?
David Ribeiro
Depois do que foi hoje decidido pelo juiz no TCIC não parece haver dúvida que o Ministério Público se precipitou e fez cair um Governo. E minutos depois de serem conhecidas as medidas de coação aplicadas aos cinco arguidos detidos no âmbito da Operação Influencer, João Galamba informou ter apresentado a sua demissão “ao senhor Primeiro-Ministro”, que resulta, escreve João Galamba, de uma “profunda reflexão pessoal e familiar, e por considerar que na minha qualidade de pai e de marido esta decisão é a única possível para assegurar à minha família a tranquilidade e discrição a que inequivocamente têm direito (...) apesar de entender que não estavam esgotadas as condições políticas de que dispunha para o exercício das minhas funções”.
Joaquim FigueiredoA montanha pariu um rato...e tinham que lavar a face por tão suja que está. E ninguém se demite no MP e na PGR? A lama já foi atirada...
David RibeiroLucília Gago, Procuradora-Geral da República, terá, no mínimo, de vir a público justificar toda esta "trapalhada".
Bernardo Sá Nogueira Mergulhão
Já não confio minimamente neste país, toda esta história é má demais... a partir de hoje democracia está em risco. Acabou a pouca confiança na justiça a dos politicos já acabou há muito, pelo menos alguns, cada vez mais diga-se.
David RibeiroHá muito que a credibilidade do Ministério Público anda pelas ruas da amargura. Um dia, que estas coisas têm que envelhecer como o Vinho do Porto, eu conto-vos as peripécias de uma minha constituição de arguido no seguimento de uma queixa sobre um texto que tornei público na qualidade de Deputado na Assembleia Municipal do Porto.



Publicado por Tovi às 07:42
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 9 de Novembro de 2023
António Costa demitiu-se... e agora?

JUS Constituição.jpg

Tendo em conta a demissão do Primeiro-Ministro António Costa e a consequente aceitação pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vejamos o que nos diz a Constituição da República sobre FORMAÇÃO E RESPONSABILIDADE DO GOVERNO:

Artigo 186.º - Início e cessação de funções
4. Em caso de demissão do Governo, o Primeiro-Ministro do Governo cessante é exonerado na data da nomeação e posse do novo Primeiro-Ministro.

Artigo 187.º - Formação
1. O Primeiro-Ministro é nomeado pelo Presidente da República, ouvidos os partidos representados na Assembleia da República e tendo em conta os resultados eleitorais.

Artigo 195.º - Demissão do Governo
1. Implicam a demissão do Governo: b) A aceitação pelo Presidente da República do pedido de demissão apresentado pelo Primeiro-Ministro;

Artigo 196.º - Efetivação da responsabilidade criminal dos membros do Governo
1. Nenhum membro do Governo pode ser detido ou preso sem autorização da Assembleia da República, salvo por crime doloso a que corresponda pena de prisão cujo limite máximo seja superior a três anos e em flagrante delito.
2. Movido procedimento criminal contra algum membro do Governo, e acusado este definitivamente, a Assembleia da República decidirá se o membro do Governo deve ou não ser suspenso para efeito de seguimento do processo, sendo obrigatória a decisão de suspensão quando se trate de crime do tipo referido no número anterior.

 

  Detidos e arguidos no caso que levou à demissão do PM
Detidos: Vítor Escária, chefe de gabinete de António Costa; Diogo Lacerda Machado, um dos homens mais próximos do até agora primeiro-ministro; Nuno Mascarenhaspresidente da Câmara de Sines; Afonso Salema, CEO da Start Campus de Sines; Rui Oliveira Nevesdiretor jurídico e de sustentabilidade da empresa Start Campus.
O Ministério Púbico procedeu ainda à constituição como arguidos de outros suspeitos da prática de factos investigados nos autos, designadamente do Ministro das Infraestruturas, João Galamba, e do Presidente do Conselho Diretivo da Agência Portuguesa do Ambiente, Nuno LacastaJoão Tiago Silveira, ex-secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros e ex-secretário de Estado da Justiça no Governo de Sócrates, também é arguido na investigação.
No único comunicado sobre o assunto, a Procuradoria-Geral da República (PGR) revela que analisará, no âmbito de inquérito instaurado no Supremo Tribunal de Justiça, alegações de suspeitos envolvendo o nome e a autoridade do primeiro-ministro. António Costa.

 

  É urgente e necessário que todos saibamos em pormenor o que está contido no enigmático paragrafo do comunicado da PGR que provocou a demissão de António Costa.
Captura de ecrã 2023-11-08 082909.png

 
Júlio GouveiaEu sinceramente não estou nada de acordo. Á justiça o que é da justiça. Porque razão é que a justiça tem de dar explicações ao publico do que consta das acusações seja o que for??? Na minha opinião é segredo de justiça e sera até as pessoas serem incriminadas , então aqui sim publicamente fica-se a saber. Agora o comunicado apenas e só diz que está a ser investigado , nada mais e na minha opinião muito bem. Claro que os socialistas estão sempre contra a justiça porque é o unico setor onde ainda não conseguiram totalmente meter as unhas e colocar lá todos os amigos e familiares e então controlavam tudo na sociedade e podiam fazer tudo o que quisessem nas calmas e sossegados. E a minha opinião
David RibeiroJúlio Gouveia... O comunicado da PGR é extremamente vago e embora juridicamente não tivesse de o fazer, a verdade é que poderia e devia, no meu entender. Mais uma vez ficamos a saber parte de história... e a permitir tudo e mais alguma coisa por parte dos habituais comentadores da nossa praça. Lamentável.

 

 
mw-694.jpgPresidente da República ouviu ontem [4.ª feira 8nov2023] os partidos com assento parlamentar, ao abrigo de um artigo da Constituição que prevê a dissolução da Assembleia da República. A maioria quer eleições, mas admite que sejam convocadas só depois da aprovação do Orçamento do Estado. A solução “preferencial” do PS é a nomeação de um novo primeiro-ministro sem eleições.

 

   Regra número um: Não guardar dinheiro vivo no escritório
outro.jpg
  
Nuno Solla Lacerda
Ele não tem uma mãe, irmã, prima, amiga com um cofrezinho ??
Júlio GouveiaO dinheiro tinha saido do cofre da mãe. Era para ele levar para o banco
Isabel Sousa BragaEstes trocos eram para a máquina do café, não sejam más línguas 😏

  Regra número dois: Cuidado com o que se diz ao telefone
Captura de ecrã 2023-11-09 101123.png
  Adoro como o MP batiza estas operações e/ou processos
Captura de ecrã 2023-11-09 115303.png
  Adao Fernando Batista BastosMP é muito bom a escrever argumentos para romances!

 

 
img_440x274$2023_07_05_15_42_39_456290.jpg
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, anunciou esta quinta-feira que vai dissolver a Assembleia da República e convocar eleições antecipadas para o dia 10 de março de 2024, na sequência da demissão do primeiro-ministro, António Costa, mas com “a garantia da indispensável estabilidade económica e social que é dada pela prévia votação do Orçamento do Estado".

   
Jorge Oliveira E Sousa
E desta forma quem trocou pode voltar…Já chega de lábia.
400097291_10224562351867390_38893773769538717_n.jp
David RibeiroFicamos agora a saber por António Costa que o PS apresentou no Conselho de Estado a alternativa de Mário Centeno para primeiro ministro, mas Marcelo recuso, preferindo a dissolução da Assembleia da República e marcação de eleições.
Vitor Soares
David Ribeiro não foi o Costa que reclamou das informações sairem do Conselho de Estado? Agora fez o mesmo...
Joaquim FigueiredoDavid Ribeiro o que denota que o Sr presidente da República não está interessado em estabilidade antes na proteção da sua família política
David RibeiroJoaquim Figueiredo... se António Costa tivesse corrido com Galamba em devido tempo talvez Marcelo mantivesse a "estabilidade". Mas a vingança serve-se fria.
Joaquim Figueiredo
David Ribeiro as vinganças que não servem o país...a concessão do lítio foi feita pelo governo PSD/CDS... andamos sempre a criticar que o estado demora muito a decidir e quando decide rápido é corrupção... almoços, jantares... francamente
David Ribeiro
Joaquim Figueiredo... uma cervejinha com tremoços que tivesse sido, além de que Costa, e muito bem, não teve contemplações sobre os tais 75.800 euros que Vítor Escária tinha escondidos no seu gabinete no Palácio de São Bento.
Joaquim Figueiredo
David Ribeiro vamos todos presos...
David RibeiroO Joaquim Figueiredo lá saberá... por corrupção eu nunca irei preso.
Joaquim FigueiredoDavid Ribeiro já fiz muitos favores, nunca recebi um tostão...
David RibeiroEntão o Joaquim Figueiredo não é corrupto e por isso não "vamos todos presos".
Joaquim FigueiredoDavid Ribeiro a corrupção é a destruição das sociedades...
Paulo NevesAgora reparem: para que serve o Conselho de Estado? Marcelo revela que houve empate, Costa que apresentou Centeno, Mendes tinha revelado dois dias antes, na SIC, o seu sentido de voto. Para quê, então, tanto segredo, que era apanágio dos conselheiros, se são os dois principais protagonistas a furá-lo?
David RibeiroPaulo Neves... o Conselho de Estado serve única e exclusivamente para: Pronunciar-se sobre a dissolução da Assembleia da República + Pronunciar-se sobre a demissão do Governo + Aconselhar o Presidente da República no exercício das suas funções, quando este solicitar. E nada mais, ou seja "pronunciar-se" e "aconselhar" não obriga a mais nada, nem o Presidente da República nem os Conselheiros.

 

  Testamento político de António Costa
Captura de ecrã 2023-11-10 090610.png 
  Anselmo NascimentoMas devis, pois o MP está mais ao serviço dos "jornaleiros", do que à causa pública. Viva a democracia.

 

  Galamba no Parlamento em discussão sobre OE2024
343969833_1638291489971892_357107899456892577_n.jpEstá anunciada a presença de João Galamba, ainda Ministro das Infraestruturas, numa audição no Parlamento, pelas 15h30 de amanhã [6.ª feira 10nov2023], para dar explicações sobre o Orçamento do Estado para 2024. Mas como António Costa disse hoje que vai falar com Marcelo sobre o futuro político do "enfant terrible" a audição, a realizar-se, vai ser interessante.

 


  
Isabel Sousa Braga
Vai meter atestado médico 😅
Nuno Solla Lacerda
Ele tinha essa imagem de “ enfant terrible “ mas o verniz estalou e consegue-se ver que na verdade é um “Enfant malhonnête”
Júlio Gouveia
O Costa ainda lhe vai continuar a dar # tacho # até Março, senão que vai ele fazer??? É isto o socialismo



Publicado por Tovi às 07:01
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 10 de Junho de 2023
10 de Junho de 2023

dia-de-portugal-de-camoes-e-das-comunidades-portug 

O nosso grande poeta Luís de Camões terá morrido a 10 de junho de 1580 e por isso nesta data celebramos o DIA DE PORTUGAL, DE CAMÕES E DAS COMUNIDADES PORTUGUESAS (Durante o Estado Novo era o "Dia da Raça", mas isto agora não interessa nada).
Neste ano de 2023 as comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas tiveram início na África do Sul. Em Portugal, as festividades do 10 de junho têm lugar em Peso da Régua, no contexto da designação do Douro, Património da Humanidade, como Capital Europeia do Vinho em 2023 e contam com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.
  Albertino AmaralComo muito bem diz o meu amigo David Ribeiro"Isso agora também não interessa para nada".......
 

  Cerimónias oficiais do 10 de Junho no Peso da Régua
10h39 - À chegada de João Galamba ouviram-se apupos e assobios. O ministro das Infraestruturas chegou com o ministro dos Negócios Estrangeiros, Gomes Cravinho, e a ministra da Defesa, Helena Carreiras.
 
David Ribeiro
Pimba!... As gentes do Norte, seguramente a maioria dos presentes hoje nestas cerimónias na Régua, não perdoam a Galamba.
Isabel Sousa Braga
A gente da Régua estagnada há anos e anos deviam assobiar a todos. Conheço muito bem a Régua e as pessoas.
David Ribeiro
Minha querida amiga Isabel Sousa Braga... na Régua e em todo o Douro Vinhateiro há, desde sempre que a conheço (mais de meio século), uma grande escassez de massa crítica e a "culpa" não é só da desertificação do interior.
Isabel Sousa BragaDavid Ribeiro pois não....
Cristina Vasconcelos PortoNão entendo como Galamba se sujeita a isto.
Isabel Sousa Braga
Cristina Vasconcelos Porto essa gente não tem vergonha.
10h55 - O primeiro-ministro António Costa chegou ao local das cerimónias do Dia de Portugal com alguns minutos de atraso e foi recebido com algumas palmas.
11h05 - Marcelo Rebelo de Sousa chegou há momentos às cerimónias de comemoração do 10 de Junho e foi, sem surpresa, o mais ovacionado dos representantes políticos.
Captura de ecrã 2023-06-10 121617.png
11h18 - Momento solene por esta altura, em silêncio, em homenagem aos militares e civis mortos em combate ao serviço do país. Nos céus, quatro F-16 sobrevoam o espaço das comemorações, antes de o capelão-mor das Forças Armadas fazer a prece de homenagem.
11h24 - Já se iniciou a intervenção de João Nicolau de Almeida, enólogo ligado à produção de vinho no Douro. Todos os anos o Presidente escolha uma personalidade para presidir às comemorações do Dia de Portugal. Este ano escolheu o enólogo João Nicolau de Almeida, nascido numa família enraizada no Douro e há gerações ligada à vinha e ao vinho – o seu pai foi o criador do Barca Velha, um tio-avô é o fundador da Casa Ramos Pinto -, foi enólogo e presidente executivo da Casa Ramos-Pinto. Reformou-se em 2017, dedicando-se ao projeto familiar da Quinta Monte Xisto.
11h50 - 
“Um retrato do Portugal que queremos.” Marcelo Rebelo de Sousa começa o discurso do 10 de junho evocando “os quase 900 anos de passado”, as “redobradas forças que ganhamos para os presentes" e a sonhar “novos futuros”. E para isso, diz o Presidente da República, este 10 de junho é importante e “muito diferente dos últimos”. Começou no dia 5, na África do Sul, para celebrar com as comunidades portuguesas que “esperavam desde a pandemia” e chegou a 10 ao Peso da Régua, “cidade do interior, que nunca foi nem capital de distrito nem cabeça de diocese”. Por ser celebrado ao mesmo tempo em 19 municípios, diz Marcelo, todos com o Douro em comum, um Douro “profundo, majestoso e fundamental”, este é um “retrato do Portugal que queremos. Queremos que os Pesos da Régua dos nossos interiores, sejam tão importantes quanto as Lisboas, os Portos, os Setúbais, as Coimbras, os Aveiros, as Vianas do Castelo, os Faros, do nosso continente”, diz Marcelo. E os “Funchais e os Portos Santos”, vai enumerando. Todos “iguais na lei, iguais na esperança no futuro”.

 

  
b5c0764a-8b7e-46d2-ab47-9d3147fe5470.jpg

Galamba até deverá ter corado ao ouvir isto: “Somos capazes do melhor vinho”, disse o Presidente, mas avisando que por vezes, é preciso “cortar os ramos mortos, que atingem a árvore toda”.
  
Jose Luís Kendall - O problema é quando a árvore toda esta já contaminada …e com sentença de morte. É o caso desta cambada de trafulhas e incompetentes que nos desgoverna. Quando se tem um Galamba a Ministro do quer que seja, estamos falados.
David Ribeiro - Meu caro Jose Luís Kendall... podemos sempre arrancar as árvores todas... só que vai ser difícil encontar outras, com qualidade, para plantar.
Jose Luís KendallDavid Ribeiro, caríssimo …os portugueses têm uma atração fatal por políticos bem falantes, incompetentes e charlalatoes. Os poucos sérios e competentes são afastados. Em Massamá…está a melhor das alternativas a um governo contaminado. Não fossem eles os cúmplices do Pinóquio.
David RibeiroE o Jose Luís Kendall ainda acredita que se o tal de Massamá fosse a votos conseguiria ser primeiro-ministro?
Jose Luís Kendall
David Ribeiro, não ha impossíveis! E enquanto há vida há esperança. Mesmo num País onde grande parte do eleitorado vive dependente do Estado social…ista.
Júlio GouveiaEu nem gosto do Marcelo mas às vezes diz coisas de jeito. É claro claríssimo que essa foi mesmo para o brinquinho. Aliás, quanto a mim, foi uma autentica provocação do sr. AC ao convidar o brinquinho para o evento a sentar-se na mesma bancada do Marcelo. O sr. AC quis dar um ar de que quer pode e manda e o PR que vá dar uma grande volta. Não há dúvida que este governo é o mais arrogante de sempre em democracia. Arrogancia e incompetencia é aquilo que não falta a este governo.
Jose Luís Kendall
Júlio Gouveia, duas características, entre outras, que fazem parte do adn dos ratos do Largo. Incompetência e arrogância.

 


353434864_10223542862227542_5579940431078493220_n.
Que vergonha de professores são estes?... e não, não sou socialista nem morro de amores pelas políticas de Educação deste governo, mas tão cedo não me verão a defender a luta dos professores.

Jorge Albuquerque da Quinta
O que esperar de organizações Comunistas. Um nojo de atitude !!!!
Maria José FolhadelaEducar é isto ?☹️☹️☹️ Que tristeza 😔!
Paula GamaSou professora e não me revejo nesta forma de protesto.
Conceição SaMuito mau exemplo vindo de pessoas formadas ,que irão dizer os pais dos vossos alunos,mau demais e eu que não vou á bola com o Antônio



Publicado por Tovi às 07:56
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 19 de Maio de 2023
Estou a seguir a telenovela Galambagate...

...mas já estou a adivinhar o fim  

Captura de ecrã 2023-05-18 105323.png

 

  O que se ouviu por aí na quarta-feira 17mai2023
António Costa (jornalista) - Audições da comissão de inquérito à TAP revelam "falência moral do Governo e das instituições".
Pedro Tadeu (jornalista) - Galamba vai ter "dificuldade em defender-se" depois de audição de Frederico Pinheiro.
Álvaro Beleza (socialista e presdiente da SEDES) - "Espero que não seja verdade que um ministro do meu partido ameaçou um funcionário do Governo de pancada".
Rogério Alves (advogado) - “Já todos percebemos que a intervenção do SIS foi ilegal e todas as justificações que têm sido dadas são uma pior do que a outra".
Miguel Relvas (ex-ministro do PSD) - Comissão de inquérito à TAP: “Hoje a oposição foi liderada por André Ventura”.
Luís Rosa (jornalista) - "Assistimos hoje a um espetáculo que comprova que o Governo está na lama".
Mafalda Anjos (comentadora CNNPortugal) - Governo tentou omitir de factos à CPI? "Só isto, num país a sério, faz cair ministros".
Ana Sá Lopes (jornalista) - Estamos perante um grave problema de regime e de Estado de direito. A audição de Frederico Pinheiro na Comissão de Inquérito à TAP mostra um governo num frenesim selvagem, que manda o SIS telefonar a um cidadão à noite – que, até horas antes, era um “leal servidor” do Estado – e o SIS, invocando “ordens de cima”, pede-lhe o computador de trabalho, para isto ir “a bem”. Não há precedentes de um episódio destes nos anais da política nacional em democracia.

 

  O que se ouviu por aí na quinta-feira 18mai2023
Marcelo Rebelo de Sousa - Disse o Presidente da República horas antes da audição de Galamba: "É uma ilusão que se pode ser importante sem pagar um preço".
Sebastião Bugalho (comentador da CNNPortugal) - "Galamba admitiu que Frederico Pinheiro não estava credenciado para ter acesso a documentos classificados. Isso constitui o crime".
João Galamba - "Não disse à CEO da TAP que devia ir à reunião, disse que podia ir".
Ana Abrunhosa - A ministra da Coesão Territorial acredita que o resultado da Comissão de Inquérito à TAP vai "afetar todo o Governo".
António Rodrigues (ex-membro do Conselho de Fiscalização do SIRP)
Telefonema ao SIRP foi "enorme precipitação. Nada configura ameaça à segurança nacional".
Luís Rosa (jornalista) - "Ao ouvir João Galamba lembrei-me muito de José Sócrates, tinha exatamente a mesma estratégia quando era atacado".
Helena Matos (comentadora da CNNPortugal) - "É penoso ver João Galamba". O governante já não tem condições para desempenhar "qualquer cargo com o mínimo de responsabilidade".

 

  Um diz uma coisa o outro diz o contrário. Um deles mente. E a VERDADE fica por se saber.
  
Júlio Gouveia
Palpita-me que nunca se saberá, mas isto claro será a lei do mais forte e o mais é o ministro
Isabel Sousa Braga
Ficou-se a saber quem controla o ministério 😏
David Ribeiro
Está cá a parecer-me que se António Costa um dia demitir Galamba, seguramente é a Eugénia Correia que vai tutelar o ministério das Infraestruturas. 😉
Joaquim Figueiredo
Frederico mente ...provado até à exaustão, só quem já decidiu previamente é que não percebe
David RibeiroCaramba!... O Joaquim Figueiredo está a ver longe, coisa que a esmagadora maioria dos portugueses não consegue enxergar. 😉
Joaquim Figueiredo
David Ribeiro estou a ouvir a CPI e ouço má educação do Sr deputado do PSD, ouço imputações mal fundamentadas e ouço respostas validadas. Ouço atentamente para não condenar previamente...em tudo. Claro que para a narrativa do jornalixo a verdade não interessa, não é só no caso dos nossos amigos
David RibeiroLá está, o Joaquim Figueiredo vê muito mais do que todos nós.
Joaquim FigueiredoDavid Ribeiro estou a ouvir e chego à conclusão que o Galamba está seguro do que diz... é muito difícil falar com quem já tem posição assumida... e o meu amigo tem essa tendência. Má educação do deputado do PSD
David Ribeiro - Meu caro amigo Joaquim Figueiredo... como aqui comecei por dizer nestes dois dias já ouvi nesta CPI tudo e o seu contrário, o que não abona nada na credibilidade dos intervenientes, pelo que não é verdade que eu tenha "essa tendência" que refere.
Bernardo Sá Nogueira Mergulhão
Joaquim Figueiredo provado?
Bernardo Sá Nogueira MergulhãoTem de se ver conteúdo de telemóveis e computador, e a polícia tem de falar há registos das chamadas, autos etc....isso serão provas definitivas, até lá é tudo uma questão de fé.
António ConceiçãoExclui uma hipótese altamente provável: que todos mentem.
Rafael Campos Pereira
António Conceição evidentemente. Apesar de também ser evidente que a versão do Galamba é muitíssimo mais contraditória e confusa.
Jose Pinto PaisA Falencia da Republica, a vergonha dos intervenientes, tudo a mentir. Parece um Big Brother da TVI

 

  
mw-1920.jpgMarcelo Rebelo de Sousa convocou esta manhã os jornalistas para uma declaração às 14h00 de hoje, no Jardim do Buxo, no Palácio de Belém. Contudo, cerca de duas horas depois, a declaração foi cancelada. Mas como para a tarde desta sexta-feira está previsto o encontro semanal entre o Presidente da República e o Primeiro-Ministro, é capaz de haver "novidades" mais para o fim do dia... ou talvez não que com Marcelo nunca se sabe. 


Paulo Santos
Marcelo não consegue ficar calado muito tempo. Se for para falar do Galamba, pode mandar recados, como o fez, ontem. Se for para acrescentar algo como dissolver a assembleia da república (não tem poderes para demitir o governo nem o Primeiro Ministro com já vi escrito em alguns sítios) e convocar eleições então merece mais do que falar as 14h00, é assunto para abrir telejornais das 20:00. Outra coisa é convencer Costa a demitir o governo em bloco e convidar novamente o PS a formar governo…
David Ribeiro - Paulo Santos... inclino-me mais para a hipótese de demissão do Governo e convite ao PS para formar novo executivo... mas com Marcelo nunca se sabe.
Jose Pinto Pais
Paulo Santos anda há 8 dias a morder a língua, até tenho pena dele, 8 dias sem falar. Tadinho

 

  O meu amigo Jorge De Freitas Monteiro distribuiu, e no meu entender muito bem, equitativamente as críticas: "Uma oposição medíocre e impotente encontra palco para atacar o governo ao nível que está ao seu alcance, o das mexeriquices. Um governo medíocre e desorientado não só não soube lidar com o que aconteceu como não sabe lidar com uma comissão parlamentar de inquérito que parece um museu de horrores."



Publicado por Tovi às 07:51
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 2 de Maio de 2023
Braço de ferro entre órgãos de soberania

Captura de ecrã 2023-05-02 110908.png

O futuro político de João Galamba sairá da reunião que está esta manhã a decorrer com o Primeiro-Ministro... mas o facto do Presidente da República ter dito a António Costa que o Ministro das Infraestruturas não tem condições para continuar (segundo notícia do Expresso) vai criar um braço de ferro entre órgãos de soberania.


Isabel Sousa Braga
AC está a fazer tudo para MRS convocar eleições
Guilherme LickfoldIsabel Sousa Braga Nesta altura não me parece, o mais certo é perder as eleições.
Isabel Sousa BragaGuilherme Lickfold cria outra geringonça, acaba com a contestação dos sindicatos nas ruas e esvazia o PSD para o Chega. Esqueçam o Montenegro é péssimo.
Guilherme LickfoldIsabel Sousa Braga Geringonça com quem nesta altura? Com o Bloco e PCP não me parece que seja possível fazer outra.
Isabel Sousa BragaGuilherme Lickfold já acredito em tudo 😃
Guilherme Lickfold
Isabel Sousa Braga já somos dois… acho difícil mas também já acredito em tudo.
Júlio Gouveia
Guilherme Lickfold nesta altura segundo as projeções essa geringonça não teria maioria por isso não resolvia nada
Jaime Ribeiro
Será difícil de perceber que a causa do problema Galamba, não está no Galamba ... Oh... Bailhamedeus!...
Paulo Teixeira
David Ribeiro gabo te a paciência. Olha eu pago o que tiver a pagar para viver cá. Já nem quero saber

 


11h31 - João Galamba já saiu de São Bento. Terminou a reunião, que durou cerca de uma hora.
11h50 - O primeiro-ministro cancelou a agenda desta tarde, onde deveria marcar presença numa conferência sobre o centenário de Francisco Salgado Zenha, na Escola de Direito da Universidade do Minho. António Costa estaria no painel de encerramento da conferência, pelas 17h, mas a Universidade deu agora nota da mudança de programa.
13h30 - Marcelo Rebelo de Sousa desmarcou todos os compromissos da sua agenda para esta terça-feira à tarde e está em Belém, onde aguarda a presença do primeiro-ministro lhe comunique o resultado da reunião em São Bento.
16h51 - O primeiro-ministro já está a caminho de Belém para reunir com o Presidente da República. Reunião marcada para as 17h00.
17h08 - O primeiro-ministro já está em Belém para reunir com o Presidente da República, depois de António Costa ter reunido o núcleo duro da coordenação política em São Bento. Primeiro reuniu com João Galamba, depois chamou os ministros que fazem parte da coordenação (Mariana Vieira da Silva, Fernando Medina, Duarte Cordeiro, Pedro Adão e Silva, Ana Catarina Mendes e o secretário de Estado adjunto António Mendonça Mendes) e agora reúne com o Presidente da República.
18h46 - António Costa já saiu do Palácio de Belém. Saiu ao telefone e acompanhado do chefe de gabinete, Vítor Escária.
19h28 - O Presidente da República saiu do Palácio de Belém e continua sem haver sinal das conclusões da reunião.

 

  GALAMBA DEMITE-SE - Comunicado oficial do ex-ministro
Comunico que apresentei, agora mesmo, o meu pedido de demissão ao Senhor Primeiro-Ministro.
No atual quadro de perceção criado na opinião pública, apresento o meu pedido de demissão em prol da necessária tranquilidade institucional, valores pelos quais sempre pautei o meu comportamento e ação pública enquanto membro do Governo.
Numa altura em que o ruído se sobrepõe aos factos, à verdade e à essência da governação, é fulcral reafirmar que esta Área Governativa, que me orgulho de ter liderado, nunca procurou ocultar qualquer facto ou documento.
Demito-me apesar de em momento algum ter agido em desconformidade com a lei ou contra o interesse público que sempre promovi e defendi na minha atuação enquanto governante, tal como foi, detalhada e publicamente, reconhecido pelo Senhor Primeiro-Ministro.
Reitero todos os factos que apresentei em conferência de imprensa sobre os acontecimentos ocorridos e reafirmo que sempre entreguei à Comissão Parlamentar de Inquérito à TAP toda a documentação de que dispunha.
Considero que a preservação da dignidade e a imagem das instituições é um bem essencial que importa salvaguardar, tal como a minha dignidade, a da minha família e a das pessoas que comigo trabalharam no Gabinete e que foram nestes últimos dias gravemente afetadas.
Agradeço ao Senhor Primeiro-Ministro a honra de me ter permitido participar no seu Governo e agradeço ao Senhor Secretário de Estado das Infraestruturas e ao meu Gabinete todo o trabalho e dedicação que colocaram ao serviço do interesse público.
Por fim, apresento as minhas desculpas à minha Chefe do Gabinete e às minhas assessoras de imprensa que mesmo sob agressão tudo fizeram para proteger os interesses do Estado e que viram, nestes últimos dias e de modo insustentável num Estado de Direito, a sua dignidade afetada.

 

  ANTÓNIO COSTA NÃO ACEITA A DEMISSÃO DE GALAMBA
O primeiro-ministro diz que “em consciência” não pode aceitar a demissão do seu ministro das Infraestruturas porque, disse: “Não tenho nenhum indício que procurou ocultar” informações e, antes pelo contrário, “foi o ministro quem disponibilizou essa informação à comissão de inquérito”. Questionado sobre a estabilidade e aquilo que pode ser a decisão do Presidente da República, diz que “esse é um poder exclusivo do senhor Presidente da República” e que aceitará “qualquer decisão que seja a do senhor Presidente”.

 

  NOTA DO PRESIDENTE DA REPÚBLICA
O Ministro das Infraestruturas apresentou hoje o seu pedido de demissão, invocando razões de peso relacionadas com a percepção dos cidadãos quanto às instituições políticas. 
O Primeiro-Ministro, a quem compete submeter esse pedido ao Presidente da República, entendeu não o fazer, por uma questão de consciência, apesar da situação que considerou deplorável.
O Presidente da República, que não pode exonerar um membro do Governo sem ser por proposta do Primeiro-Ministro, discorda da posição deste quanto à leitura política dos factos e quanto à percepção deles resultante por parte dos Portugueses, no que respeita ao prestígio das instituições que os regem.



Publicado por Tovi às 11:14
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 29 de Abril de 2023
Mais um episódio da "telenovela" TAP... e que episódio

Captura de ecrã 2023-04-28 204730.png 
E o que mais se virá a saber?...

 

  Versão na íntegra do assessor demitido por João Galamba
No dia 16 de Janeiro de 2023, de manhã, realizou-se uma reunião preparatória na qual participaram o ministro das Infra-estruturas, João Galamba, a então CEO da TAP, Christine Ourmières-Widener, Frederico Pinheiro, adjunto do ministro, e Manuela Simões, directora do departamento jurídico da TAP. A reunião teve como objectivo articular com a TAP a gestão da informação a ser efectuada pela CEO na audição parlamentar agendada para essa semana, dia 18 de Janeiro.
Entre outras interacções, nessa reunião o ministro das Infra-estruturas informa a CEO da TAP de que no dia seguinte se realizará uma reunião preparatória da audição parlamentar entre o GPPS e o Ministério das Infra-estruturas.
Nesse dia 16 de Janeiro à tarde a CEO da TAP comunica por telefone ao adjunto Frederico Pinheiro a intenção de participar na reunião preparatória do dia seguinte, entre o Ministério das Infra-estruturas e o GPPS. De imediato Frederico Pinheiro informa por escrito o ministro das Infra-estruturas da intenção da "TAP" participar na reunião, tendo João Galamba dado autorização. De imediato Frederico Pinheiro envia um email aos serviços do Ministério das Infra-estruturas para enviarem os convites para a participação da CEO da TAP na reunião, a realizar no dia seguinte via plataforma Zoom.
No dia 4 de Abril de 2023, Christine Ourmières-Widener torna público, durante audição na Comissão Parlamentar de Inquérito, a realização da reunião preparatória de dia 17 de Janeiro.
No seguimento da audição na CPI da então CEO da TAP, Christine Ourmières-Widener, o ministro das Infra-estruturas, João Galamba, reuniu comigo, no dia seguinte, para abordarmos o tema da reunião preparatória realizada a 17 de Janeiro de 2023 entre o GPPS, o Ministério das Infra-estruturas e a TAP.
O ministro das Infra-estruturas disse então não ver problema nenhum no facto de a reunião se ter realizado e reforçou que tinha sido o próprio, a 16 de Janeiro, a revelar a Christine Ourmières-Widener a existência de uma reunião preparatória entre o Ministério das Infra-estruturas e o GPPS, a realizar a 17 de Janeiro.
Nesse momento, o adjunto Frederico Pinheiro indica ter tomado notas da reunião, que registou no computador. Resumiam o que tinha sido abordado em ambas as reuniões e partilhou, oralmente, os seus apontamentos, tendo ficado claro que, naquela reunião de 17 de Janeiro, tinham sido articuladas as perguntas a serem efectuadas pelo GPPS e tinham sido referidas as respostas e a estratégia comunicacional da CEO da TAP.
Ficou indicado que, em caso de requerimento pela Comissão Parlamentar de Inquérito, as notas não seriam partilhadas por serem um documento informal.
A 6 de Abril é emitido um comunicado do Ministério das Infra-estruturas, que não teve a concordância de Frederico Pinheiro, onde se indica que Frederico Pinheiro esteve presente na reunião de 17 de Janeiro em representação do Ministério das Infra-estruturas.

Entretanto, a 24 de Abril é indicado a Frederico Pinheiro pela técnica Cátia Rosas que o gabinete ia responder à CPI, no âmbito de um requerimento, que não existiam notas da reunião. Nesse momento, Frederico Pinheiro indica à técnica que, como sabia, tal era falso e que, no seguimento do comunicado de dia 6 de Abril, era provável que Frederico Pinheiro fosse chamado à CPI e que, nesse momento, seria obrigado a contradizer a informação que estava naquela resposta, com a qual eu discordava. A técnica Cátia Rosas disse que iria articular a resposta a enviar com o ministro das Infra-estruturas e com a chefe do gabinete que estavam em Singapura.
No dia seguinte, a 25 de Abril, o ministro das Infraestruturas contacta Frederico Pinheiro por mensagem e por telefone e, em ambas as ocasiões, Frederico Pinheiro deixa claro que a decisão que tomaram de não revelar a existência das notas teria de ser revista. João Galamba teve uma reacção irada.
Nesse mesmo dia à noite, Frederico Pinheiro envia ao ministro das Infra-estruturas por email as notas que tirou das reuniões de 16 e de 17 de Janeiro e enviou igualmente uma sugestão de mudança na resposta a enviar à CPI. A sugestão assentava na divulgação das notas tiradas na reunião de 17 de Janeiro.
No dia seguinte, o ministro das Infra-estruturas, João Galamba ligou ao adjunto Frederico Pinheiro a comunicar que estava despedido."
Frederico Pinheiro, 28 de Abril de 2023

 
Isabel Sousa BragaEu só quero saber quanto é que nos vai custar mais este ingrediente da açorda
David RibeiroNão tenha dúvida, Isabel Sousa Braga, a coisa vai ficar-nos cara.
Júlio Gouveia
Vergonha. Vergonha. Vergonha. Já nem eles eles se entendem. Até Comissões de inquérito tentam adulterar. Rua com esta gente

 

  Este cartoon é de maio de 2021... mas continua atual
Captura de ecrã 2023-04-28 204151.png

 

  
Captura de ecrã 2023-04-28 210323.png
Para já desta merda toda (pardon my french) só quero saber o que tem a dizer António Costa... mas vou esperar sentado, que eu já não vou para novo.

  Júlio GouveiaTodos os dias há casos novos neste governo. Perdoem-me a palavra mas o governo mete "nojo". Oh é tentar encobrir documentos, ou é uns dizerem uma coisa outros outra, ou é ditatorialmente imporem situações, só porcarias, chatices complicações e depois mais uma vez ditadurialmente ninguém diz nada, ninguém informa nada. O sr PM cuspe para o lado, não falando não explicando. Um país que bem poderá ser chamado de República das Bananas e onde as bananas são o PM e o Sr.PR que nada faz. CHEGA de porcaria , de decadencia

 

  Primeira página do JN de hoje
343764929_255290850203150_4035272433698703283_n.jp

 

  O que Galamba pensa disto tudo ficamos agora a saber
Captura de ecrã 2023-04-29 150427.png
Explicações de João Galamba em conferência de imprensa no Ministério.
E já agora, o que pensará António Costa disto tudo?

  
Júlio Gouveia
O que o Costa pensa??? Fácil, está tudo bem não se passa nada, nem que tenha havido cenas de box dentro dum gabinete ministerial para o sr Costa está tudo bem. Continua as mentiras , os encobrimentos . O que interessa é manter os tachos e os amiguinhos no poder.
Albertino AmaralChamar a isto vergonhoso, é elogio...........
Paulo CruzO outro lado do 25 de Abril .....
Paulo NevesComo não dar uma entrevista onde ainda se enterra mais. A ensinar nas escolas de comunicação e para os senhores políticos

 

  Até o Polígrafo afirma ser FALSO o que disse Galamba
Captura de ecrã 2023-04-29 191715.png

Isabel Sousa Braga🙈 Eu fiquei com um nó na cabeça. Ahhh também fiquei com pena do homem, não lhe terem dado um copo de água e ele com a boca tão seca, não se faz, com tantos funcionários do gabinete lá ao lado 🥴
Júlio Gouveia
Estes indivíduos são uns autênticos mentirosos tentando encobrir tudo e fazendo de nós palhaços. O país já não aguenta tanta falta de vergonha, tanto descaramento , tanta arrogância
David Ribeiro - Com muita piada disse há momentos Ana Cristina Pereira Leonardo na sua página do Facebook: "Isto é macumba do Sócrates feita lá no Brasil! É a única explicação que encontro para tanta calamidade."



Publicado por Tovi às 07:46
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 3 de Janeiro de 2023
E esta hein?!...

Captura de ecrã 2023-01-02 180854.jpg 

O Presidente da República aceitou a proposta do primeiro-ministro da criação do Ministério das Infraestruturas e do Ministério da Habitação, por divisão do Ministério das Infraestruturas e da Habitação, e aceitou a proposta do primeiro-ministro de nomeação de João Saldanha de Azevedo Galamba, como Ministro das Infraestruturas, e de Marina Sola Gonçalves, como Ministra da Habitação.

 

  Lido e ouvido nas últimas horas
Luís Montenegro - No momento da maior crise do Governo, o primeiro-ministro desapareceu. Não deu explicações. Vai reaparecer hoje, de braços caídos, a ir ao banco de reservas fazer uma remodelação que em bom rigor nem isso é. Não entra ninguém novo no Governo na altura mais crítica do Governo. Costa perdeu a capacidade de recrutamento. Estas promoções são ir buscar aparelho ao aparelho. Ninguém sabe que Governo é este.
António Costa - São duas pessoas com experiência governativa, que conhecem os meandros da administração, que não se embaraçam com as exigências da transparência e da burocracia necessária à boa contratação pública e que dão garantias de que não haverá descontinuidade no que está a ser executado e que haverá estabilização e estabilidade na execução das políticas.
André Vntura - A nomeação de João Galamba como ministro das Infraestruturas é uma afronta à justiça, ao Estado de Direito e ao país.
João Oliveira - O "tiro ao alvo" a ministros vai continuar, porque dificilmente pode haver resultados diferentes.
Carlos Guimarães Pinto - O primeiro-ministro está mais preocupado com o equilíbrio interno do Partido Socialista do que com o futuro do país.
Rui Tavares - Continuar a fazer o que já estava a ser feito não é suficiente.
Inês de Sousa Real
Primeiro-ministro esgotou o banco de suplentes e perdeu a capacidade de atrair novos rostos.

 


Captura de ecrã 2023-01-02 220126.jpg

 

  A capa do i desta terça-feira
323633789_491032066501856_8262434060942984134_n.jp

 

  Todos retiraremos conclusões
Captura de ecrã 2023-01-03 094848.jpg



Publicado por Tovi às 08:09
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Maio 2024
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9


22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Posts recentes

Medidas de coação na Oper...

António Costa demitiu-se....

10 de Junho de 2023

Estou a seguir a telenove...

Braço de ferro entre órgã...

Mais um episódio da "tele...

E esta hein?!...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus