"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Sábado, 29 de Agosto de 2015
Refugiados e Migrantes no Mediterrâneo

Crianças a morrer no Mediterrâneo Ago2015.jpg

[Esta imagem foi publicada no jornal britânico “Mirror” com o seguinte comentário: Corpo sem vida de uma criança é puxado do mar hoje após a última tragédia com barco de migrante no Mediterrâneo. O menino foi uma das três pessoas que morreram afogadas quando um barco de pesca embalado bateu nas rochas quando chegavam à ilha grega de Rodes.]

Ainda deve estar na memória dos que já têm mais de meio século de vida, como é o meu caso, o que foi a chegada a Portugal daqueles que ficaram para a história como “os Retornados”. Uns, aqueles a quem a vida tinha sorrido nas colónias, refizeram rapidamente a sua vida e muitos deles com um empreendedorismo louvável e que não era vulgar cá pelo rectângulo, mas muitos outros, para quem a “árvore das patacas africana” foi madrasta, andaram por hotéis e pensões a comer o pão que o diabo amassou durante muito mais tempo do que era admissível. E numa altura em que já se fala na necessidade de recebermos no nosso território nacional alguns dos “migrantes do Mediterrâneo”, dou comigo a pensar que aqueles que agora estão a chegar às praias de Itália e da Grécia são aqueles que AINDA têm uns dinheiritos para pagar aos traficantes que os colocam em barcos sem as mínimas condições de segurança para atravessar o Mediterrâneo. E os outros?... Aqueles a quem a vida não permitiu amealhar uns milhares de euros?... Esses morrem todos os dias às mãos dos loucos da guerra. É tempo de acabarmos com esta merda!... (desculpem-me a brejeirice)

 

  Comentários no Facebook

«Jose Bandeira» >> Como sempre, a hipocrisia da política externa da "comunidade internacional": apelam à solidariedade dos governos enquanto vão ganhando uns cobres a vender armas a todos os lados, assegurando um afluxo de mão de obra barata e pouco exigente, etc. Realmente dá vontade de despejar todo o léxico vernáculo em cima desta canalha.

«Fausto Santos» >> Este é um momento de orgia para os vendedores de armas e sacos para cadáveres, e para os algozes traficantes.

«Diogo Quental» >> Antes das guerras civis já o problema existia. E quando se resolver a guerra civil o problema continuará a existir. A pobreza extrema ao lado de um continente que tem tudo não é aceitável. É preciso ver a causa e a consequência. A guerra civil pode resolver-se com intervenção militar, mas o desastre humanitário não se resolverá desse modo.

«Jose Bandeira» >> Amigo David Ribeiro, quando recebi o seu post e fui confrontado pela primeira vez com as fotografias fiquei incapaz de reagir. Entretanto, como sempre, vamos recuperando dos choques pela repetição das notícias, pelo que já consigo participar. Uma imagem vale mais que mil palavras. E este é um desses exemplos. Para ser ainda mais incisivo, imaginemos que aquele corpo pertencia a uma das nossas netas! Um calafrio perpassa pela minha espinha só ao aventar essa possibilidade. Mas todos os dias, a cada hora, a cada minuto, crianças e adultos perecem por acção (repito: acção) de todos os governos com assento na ONU escutando os discursos do Sr. Ban Ki-Moon. Não é só Portugal que é governado por marionetas de um poder maior que considera os cidadãos como meras peças de um jogo de conquista de poder. Por isso, a tarefa que a humanidade tem pela frente de afastar esses abutres e assumir as rédeas do seu destino é ciclópica. Mas tudo tem um princípio e um fim. É preciso começar por algum lado e eu sou dos que acreditam que a mudança começa em nós mesmos. Creio que o mesmo sentimento o anima, pelo que não me espantou que nos tenhamos encontrado no Nós, Cidadãos!

«David Ribeiro» >> Sem dúvida, caro amigo José Bandeira... Eu também não quero que os meus netos venham um dia a dizer que a geração do avô não soube ou não quis acabar com os governos de marionetes.



Publicado por Tovi às 13:45
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9


21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


Posts recentes

Refugiados e Migrantes no...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus