"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Domingo, 2 de Maio de 2021
Valongo dos Cidadãos

178605943_10219527291157412_9212592959477409665_n.

   José Bandeira em "Valongo dos Cidadãos"

No rescaldo da Convenção Nacional Mais Cidadania podemos sem qualquer subterfúgio afirmar que a adesão ao objectivo de promover um modelo de sociedade onde o cidadão esteja próximo da governação, com ferramentas para poder influenciar e mesmo determinar decisões com impacto no seu futuro, se vai alargando na sociedade civil contando com o profundo empenho de muitos dos melhores pensadores do país.
Continuo contudo com um enorme amargo de boca quando constato que o bem fundamentado e vivamente sentido discurso dos pensadores sociais não tenha a correspondente adesão daqueles a quem se destina: os cidadãos.
O grande desafio neste momento é vencer a barreira que ainda separa a população daqueles que sentem as suas mágoas e pretendem servi-la mas, a partir do momento em que ousam confrontar o Poder, passam a ser conotados como sendo parte desse poder.
O grande desígnio do grupo Valongo dos Cidadãos é vencer essa barreira, ganhar a confiança dos munícipes de #alfena, #campo, #ermesinde, #sobrado e #valongo para que se juntem a nós na construção de um Concelho onde o respeito pelo outro, a consciência do outro, a percepção do quanto os nossos mais simples actos influenciam a vida do outro, sejam o pilar das nossas vidas.
Cidadãos anónimos mas com uma vivência social activa e participativa juntaram-se para dar início a um processo que possa conduzir o Concelho de Valongo, que até aqui tem sido mantido num vergonhoso estado de subdesenvolvimento pelos servos do poder central que o governam há 3 décadas, ao estatuto de baluarte da causa do Bem Comum.
Ousemos liderar pois sei que temos gente de qualidade para fazê-lo, desde que se juntem em torno desta causa. E, como esta Convenção provou, não faltarão homens e mulheres de boa vontade para apoiar-nos!
Para todos os cidadãos do Concelho de Valongo o meu abraço de profunda admiração, com plena consciência de que convosco tudo é possível!
Bem hajam!
 
    Comentários no Facebook
David Ribeiro - Tenho seguido com a máxima atenção o aparecimento de “Valongo dos Cidadãos”… e quando vejo agora o meu amigo José Bandeira a dizer que tem “um enorme amargo de boca quando constato que o bem fundamentado e vivamente sentido discurso dos pensadores sociais não tenha a correspondente adesão daqueles a quem se destina: os cidadãos” pergunto-me se não estaremos perante uma falta de comunicação. Perdoem-me este desabafo e entendam-no como uma crítica construtiva, mas além de crítica ao que não tem sido feito é fundamental um plano de obra a fazer, a nível social, habitacional e tudo o que será do interesse dos cidadãos. Aguardo o Manifesto Eleitoral, onde creio que tudo isto irá ser apresentado. E mais uma vez entendam esta minha “crítica” como construtiva.
Tiago Moreira - David Ribeiro... meu caro, temos ventilado nas redes sociais a nossa intenção mas não temos recebido feedback ao nosso apelo de participação por parte dos cidadãos, daí o amargo de boca que o Jose Bandeira refere...
José BandeiraCaro amigo David Ribeiro... as críticas são sempre bem vindas, em especial quando provêem de pessoas com objectivos comuns como o de promover a capacidade de intervenção dos Cidadãos nas decisões que afectam a sua vida em sociedade. No grupo Valongo dos Cidadãos, para o qual desde já convido todos os que se batem por este desígnio, pretendemos deixar bem claro que iremos até onde nos permitir a força conjunta dos Cidadãos que aceitarem este desafio. O objectivo é fazer de Valongo um importante pólo de desenvolvimento na Área Metropolitana do Porto, tirando partido da excelência dos seus habitantes, das óptimas acessibilidades e área disponível, para, em estreita ligação com a Academia, transformá-lo num centro de desenvolvimento de indústria de valor acrescentado, sem menosprezar obviamente os serviços, bem como projectos agrícolas de ponta. Contamos ser um elo forte na cadeia de construção de valor que queremos ver crescer e consolidar-se na Área Metropolitana do Porto e assim contribuir para o recrudescimento do seu poder no contexto nacional. Um abraço.


Publicado por Tovi às 10:51
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 31 de Março de 2020
Cerca sanitária ao Porto... um disparate

Quando ontem ouvi as primeiras notícias sobre uma hipotética “cerca sanitária ao Porto” sempre pensei que, a acontecer, seria no mínimo para o Grande Porto e nunca para a cidade, sendo óbvio que considerando só o município seria um completo disparate.
Captura de Ecrã (70).png

 


Está certo... cada um de nós vale por dois
Captura de Ecrã (71).png

 

 

   Situação em Portugal e Região Norte 

7443 casos confirmados (4452 na Região Norte)
160 mortos (83 na Região Norte)
COVID19 31mar.png
Nas últimas 24 horas a Região Norte registou um acréscimo recorde de 651 casos confirmados de COVID-19, o que se deverá seguramente ao facto de se ter feito muitos mais testes. O número de mortos na Região e neste mesmo período subiu unicamente mais 9 casos, o que é um boa notícia, tendo em conta que nos últimos três dias o aumento andava nos +13, +17 e +11.



Publicado por Tovi às 07:24
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 8 de Dezembro de 2019
Entrave do P.R. à Regionalização

agora.jpg
Marcelo Rebelo de Sousa nunca quis a Regionalização… e, teimoso como é, não era agora que ia aceitar o que está na Constituição da República Portuguesa, desde 1976.

 

  Comentários no Facebook

Pedro Baptista - Só haverá regionalização, ou seja autonomia regional, com o povo do Norte, e em particular o do Porto, na rua, exigindo-a contra o centralismo... como aconteceu nos Açores e na Madeira... Caso contrário, só uma falsa regionalização que, aliás, nem isso, com os cinco partidos vendidos aos assentos em Lisboa de que vivem...

José Bandeira - Não acredito na regionalização construída por centralistas. Acredito firmemente numa regionalização ligada às populações, pois são elas que constroem o país e por isso sentem as dificuldades e conhecem as potencialidades. Mas a regionalização tem que ser feita por quem tem consciência das virtudes, potencialidades e carências da sua região num contexto global. Não é por acaso que temos o mundo a procurar-nos. É a nossa GENTE que os atrai. A nossa identidade é a nossa riqueza; não podemos pretender que ela seja preservada por uma legislação que buscará ANIQUILÁ-LA se não formos determinantes na sua construção. A regionalização é sinónimo de Liberdade, por isso nunca nos será concedida: teremos que conquistá-la.



Publicado por Tovi às 09:49
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 21 de Agosto de 2019
"A greve que definiu o regime", por Raul Almeida

Realmente parece que estamos num processo de venezuelização em curso.

Captura de Ecrã (208).png

Notícia completa aqui.

   

Comentários no Facebook

Manuel Matos - Dá gosto ver a Direita, que nas últimas eleições queria baixar salários, defender tão bem os trabalhadores agora...

Adao Fernando Batista Bastos - Ó Deus, frustados porque a greve não provocou o caos que muitos na oposição pretendiam? E toca a bater no Governo e no PS que agora são autoritários, quase ditadores, defendem os patrões! Certamente que solidários com os grevistas nem atestaram combustivel durante agreve ( atestaram uns dias. antes. ). Venezualização do regime! Valha- nos Pedro. ,Paulo e todos os Santos Apóstolos, esta gente ( que nunca fez greve e estão contra os Sindicatos das centrais sindicais, preferem os recêm- nascidos ditos independentes...) está louca, so pode.

Joaquim Figueiredo - Adao Fernando Batista Bastos como tens razão amigo... quando não reagiu de imediato, devia ter reagido com veemência, quando reagiu com antecipação não devia ter reagido... não há critérios e a direita anda desesperada, sem rumo, sem orientação, porque o diabo não chegou, apesar do chamamento uníssono da comunicação social....e dos grevistas

Duarte Nuno Correia - O que eu me divirto a ler alguns comentários. Quem "acusa" o David Ribeiro de ser de direita não tem a mínima noção do que escreve.

Jose Bandeira - Desculpem meter-me na conversa, mas o mal de que o David Ribeiro sofre é comum em quem já viveu uns anitos e tem a cavidade craneana bem preenchida. O problema mais candente de momento não são os partidos mas sim as lideranças dos mesmos e a forma como essas lideranças asseguram o poder.

As pessoas de bom senso e forte empatia social sempre se identificaram com o PS e a afinidade foi-se mantendo e quiçá consolidando desde que Cavaco Silva inquinou o PSD com todo o seu séquito de bandidos que hoje estão a gozar os rendimentos do seu saque. Foi esse cancro cavaquista que possibilitou a Sócrates a maioria absoluta e, tal como aconteceu com Cavaco, substituir os bandidos doutorados do cavaquismo por estagiários sem formação nem limites para a ganância pois, como todos sabemos, a esquerda tem terreno muito mais favorável junto dos media para tolerar todo o tipo de atentados.

Com o caos pós Socrático gerido pelos boys do PSD, emerge a eminência parda, o bicho político que há muito aguardava o seu momento: António Costa! Só que, muito parco em idéias e grande em ambição, Costa rodeia-se de uma enorme clientela que tem que satisfazer para assegurar o próprio poder. E aí recomeça o nosso calvário: uma nação pobre e sobreendividada tem pouco para dar sem atingir fortemente os do costume, classe média em impostos, classe mais desfavorecida em direitos.

Sofremos de uma enorme crise de liderança e de uma Administração Pública pejada de incompetentes ambiciosos. O único líder que ousa apontar a causa de todos os males, Rui Rio, está a fazer a travessia do deserto e ainda não conseguiu convencer que tem massa crítica no PSD para fazer diferente.

Portanto e à laia de conclusão todos sabemos que NÃO EXISTE SOLUÇÃO PARA PORTUGAL NO ESPECTRO POLÍTICO PARTIDÁRIO. A única solução é a da união de todos os portugueses em torno de um projecto nacional, mas todos sabemos que nenhum partido vai propor tal heresia pois a probabilidade dos seus dirigentes e matilha irem parar à cadeia é muito grande.

Daí, tanto o David como eu buscar-mos gente de bem para criar massa crítica que permita lançar um projecto para Portugal.

Se não interpretei bem o teu pensamento por favor corrige-me caro David.



Publicado por Tovi às 14:37
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 14 de Setembro de 2017
Visão de futuro… para o Porto

Publicado no Facebook, na página do grupo “Um novo norte para o Norte”, pelo meu amigo José Bandeira:

José Bandeira aa.jpg

1. Um Porto sem carros na baixa. Só faixas BUS e uma frota de táxis eléctricos autónomos. Uma cidade pedonal!

1.1. Parques de estacionamento na periferia com Shuttles permanentes para a baixa.

2. Uma cidade para jovens e sexalescentes. Hosteis-residência para criativos e casas para moradores séniores.

3. Baixa povoada de open-spaces para aluguer temporário.

4. Turismo de saúde sénior.

5. Uma cidade de cultura onde qualquer artista gostaria de viver.

6. Criação de uma empresa "municipal" de crowdfunding (sem impacto no orçamento municipal).



Publicado por Tovi às 23:56
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Maio 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Posts recentes

Valongo dos Cidadãos

Cerca sanitária ao Porto....

Entrave do P.R. à Regiona...

"A greve que definiu o re...

Visão de futuro… para o P...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus