"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Quarta-feira, 30 de Dezembro de 2020
LBV 2013 da Ramos Pinto

ramos-pinto-lbv-late-bottled-vintage-750ml.jpg

Ena pá!... Está um espanto este Late Bottled Vintage 2013 da Ramos Pinto.

 

   Porto Late Bottled Vintage (LBV)
É um Porto Ruby de um só ano, selecionado pela sua elevada qualidade, engarrafado depois de um período de envelhecimento de entre quatro a seis anos. A maioria está pronta a ser consumida na altura da compra, mas alguns continuam o seu envelhecimento em garrafa. O Porto LBV apresenta cores vermelho rubi intensas, é muito encorpado e rico na boca e tem a particularidade de estilo e personalidade de um vinho de uma só colheita.



Publicado por Tovi às 15:00
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 5 de Fevereiro de 2014
Contemporal LBV 2008

Porto Late Bottled Vintage (LBV) é um Porto Ruby de um só ano, seleccionado pela sua elevada qualidade, engarrafado depois de um período de envelhecimento de entre quatro a seis anos. A maioria está pronta a ser consumida na altura da compra, mas alguns continuam o seu envelhecimento em garrafa (verifique a data do engarrafamento no rótulo). Apresenta cor vermelho rubi intensa, é muito encorpado e rico na boca e tem a particularidade de estilo e personalidade de um vinho de uma só colheita. E este que abri ontem – CONTEMPORAL LBV 2008, um Vinho do Porto feito pela Quinta and Vineyard Bottlers Vinhos SA para os supermercados Continente - tem todas estas características, evidenciando as castas Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Roriz e Tinta Cão. O seu preço no mercado (8,49€ a garrafa de 75cl) é muito interessante, atendendo à sua qualidade.



Publicado por Tovi às 13:33
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 3 de Julho de 2011
Compota de Ameixa e Porto Messias LBV 2004

 

Este ano, vá lá saber porquê, a velha ameixoeira (ou será que se deve dizer “ameixeira”?...) do meu quintal deu ameixas como nunca tinha visto nestes últimos trinta e tal anos. Quem se tem “banqueteado” com este fruto são os melros que andam cá pelo meu quintal (e eu é que tenho que limpar o empedrado dos frutos meios comidos… raiz’os parta aos melros). Mas a minha mulher fez uma compota de ameixa (coisa simples… pouco mais que o fruto cozido em lume brando com açúcar e umas gotas de limão) que eu resolvi acompanhar com um Vinho do Porto Late Bottled Vintage (Porto Messias LBV 2004). E foi coisa divinal… Uma perfeita harmonia de uma compota com um Porto Ruby.


«Alexandra Magalhães» in Facebook >> A minha também deu... andamos para aqui a fazer doces e compotas... mas as minhas são pretas... são tantas que os ramos da árvores até caíram... e tarte de ameixa vamos fazer mais logo... :-)

«Maria Guga de Lilly» in Facebook >> a da minha mãe tb deu montes, ela tem das 2 lá terei de fazer compotas mas a receitinha da tarte era bem vinda... pleaseeeeeeeeeeee


«Pataxó Lima» in Facebook >> Aaaaaaahhhh, lindo David... Que compota mais perfumada... Oh, God... rs!! Estou absolutamente salivando... rs! é uma das minhas furtas/doces preferidos... Sem ser light/diet, claro... HAHAHAHA!!



Publicado por Tovi às 08:20
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 20 de Abril de 2009
Quinta Seara D'Ordens 2001 LBV

O Vinho do Porto que na semana passada abri para comemorar o nascimento da minha sobrinha-neta Ana foi o Quinta Seara D’Ordens 2001 LBV (selo de garantia do IVDP: VR-433273-03), um Late Bottled Vintage não filtrado e do qual foram engarrafadas 5.333 unidades (75cl. /11,00€ - comprada na Loja da Quinta Seara D’Ordens em Junho de 2007).

Nota de prova: Cor negra; Aromas de frutos silvestres e alguma esteva; A frescura da acidez liga muito bem com a estrutura dos taninos e com a sua riqueza aromática. Um muito bom LBV.



Publicado por Tovi às 18:52
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 27 de Junho de 2008
Caves de Murça Porto LBV 2002

No passado fim-de-semana bebi um excelente “Porto”... Um Caves de Murça Porto LBV 2002 [Selo do IVDP: VS-169595-03], um “Late Bottled Vintage” da Adega Cooperativa de Murça CRL e que comprei em 27Jul2007 na Loja das Caves de Murça por 14,94€/75cl. Um Vinho do Porto ainda austero, mas já a notar-se a fruta madura já quase em geleia… Ainda há muito a esperar deste “LBV”… Vale a pena guardar mais uns anitos na nossa garrafeira. Na próxima viagem a Trás-os-Montes tenho que lá ir comprar mais umas garrafitas… Se ainda houver.

A colocação de Vinho do Porto no mercado por parte das Adegas Cooperativas da Região Demarcada do Douro ainda não tem uma importância significativa e normalmente limita-se às variedades “Tawny”, “Branco” e alguns “LBV” e “Vintage”. A Lei do Terço a isso obriga. No tempo do Salazar foi introduzida na região do Douro a LEI DO TERÇO, ainda hoje em vigor e segundo a qual os exportadores de Vinho do Porto apenas podem vender anualmente a quantidade de vinho que corresponda a um terço do que têm em stock. Não nos podemos esquecer que para que uma firma exportadora se constitua é necessário um stock mínimo de 300 pipas, o que justifica que tão poucas firmas novas aparecem no sector. Esta lei tem como objectivo a obrigação de fazer stocks e, por via disso, forçar ao envelhecimento dos vinhos. No entanto se um exportador quiser vender mais vinho do que a quantidade que corresponde ao terço a que está autorizado por lei (a chamada “capacidade de venda”), tem sempre a possibilidade de comprar vinho à lavoura. O objectivo desta lei é que ninguém possa crescer sozinho, ou seja, o exportador cresce mas tem de negociar com os lavradores, favorecendo desta forma o desenvolvimento do negócio de quem trabalha a vinha.



Publicado por Tovi às 16:44
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 14 de Junho de 2008
Dois grandes "Portos"...

...bebidos neste mês de Junho:

Cruz 1989 Porto Vintage [Selo do IVDP: UZ-991201-03] – Um “Vintage” engarrafado em 1991 pela “Gran Cruz Porto Soc. Com. de Vinhos Lda” comprado no “Carrefour de Gaia” em Nov2006 (75cl./9,90€). João Paulo Martins no ano de 2000 classificava-o com 5 (em 8) e dizia ter algumas dúvidas sobre a qualidade; Boa cor, aroma neutro; Precisa de tempo de cave. E tinha razão… Em 2008, já com mais oito anos de estágio em garrafa, este vinho apresentava-se muito macio, não muito intenso mas equilibrado e ainda cheio de notas silvestres… No meu entender um “Porto Vintage” com excelente relação qualidade/preço.

Quinta Seara D’Ordens 2001 LBV [Selo do IVDP: VR-433273-03] – Um “Porto LBV” engarrafado em 2006 (5.333 garrafas) pela “Soc. Agrícola Quinta Seara D'Ordens Lda” e que comprei na “Loja da Quinta” em Jun2007 (75cl./11,00€). Muito vigoroso, potente e cheio de frutos silvestres no sabor. Um “LBV” que ainda podia, no meu pobre entender, estagiar mais uns anos numa boa (entenda-se: em boas condições) garrafeira.

 

«rafael de zafra» / AzulJasmim ► Tomamos buena nota, gracias mi buen amigo...

«Berarda» / ViriatoWeb ► Oh Tovi, eu pensava que o vinho do Porto só envelhecia em cascos de carvalho e não em vidro (de garrafa). Em relação à tua 2ª indicação, será que consigo comprar no Continente? Ou encomendar, ao menos. 'jinhosssssssssss

 

O "Vintage" é obrigatoriamente engarrafado entre o segundo e o terceiro ano após a colheita, e o "LBV" é engarrafado entre o quarto e o sexto ano após a colheita, mas após alguns anos em garrafa ganham aromas muito especiais, tornam-se mais suaves e elegantes. Quando jovens apresentam cor retinta, são encorpados e muito vigorosos.

Não é fácil encontrares este tipo de "Portos" num hiper-mercado... Tenta uma boa garrafeira.



Publicado por Tovi às 18:35
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Julho 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9



28
29
30
31


Posts recentes

LBV 2013 da Ramos Pinto

Contemporal LBV 2008

Compota de Ameixa e Porto...

Quinta Seara D'Ordens 200...

Caves de Murça Porto LBV ...

Dois grandes "Portos"...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus