"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Quarta-feira, 18 de Novembro de 2020
Legionella em Matosinhos, Vila do Conde e Póvoa

legionella.jpg
Uma única morte que este surto de Legionella tivesse provocado já era grave… mas já vamos em 79 casos de infeção e nove vítimas mortais e AINDA não se sabe a fonte de contaminação.

 

   SNS - DGS
A Lei nº 52/2018, de 20 de agosto, estabelece o regime de prevenção e controlo da Doença dos Legionários, definindo procedimentos relativos à utilização e à manutenção de redes, sistemas e equipamentos propícios à proliferação e disseminação da Legionella e estipula as bases e condições para a criação de uma estratégia de prevenção primária e controlo da bactéria Legionella em todos os edifícios e estabelecimentos de acesso ao público, independentemente de terem natureza pública ou privada.

 

   21h01 de 17nov
A autoridade de saúde desligou as torres de refrigeração de duas indústrias em Matosinhos, por suspeitas de que possam estar na origem do surto de legionella que está a afetar os concelhos de Matosinhos, Vila do Conde e Póvoa de Varzim.

 

   Capa do JN de hoje
legionella capa jn.jpg

 

   CM, às 18h12 de hoje
A empresa de produtos lácteos Longa Vida confirma, em comunicado, que "cumprindo as indicações da autoridade de saúde e na sua presença, a título preventivo, desligou de imediato as suas torres de refrigeração", na unidade de Perafita, em Matosinhos. A Administração Regional de Saúde do Norte tinha já indicado que, "como medida cautelar", a autoridade de saúde de Matosinhos "procedeu à suspensão do funcionamento das torres de refrigeração de duas indústrias, localizadas no concelho de Matosinhos".

   JN, 00h04 de 19nov
Duas torres de refrigeração da Longa Vida, em Perafita, e da Ramirez, em Lavra, ambas no concelho de Matosinhos, foram desligadas por suspeita de serem o foco de contaminação do surto de legionela que já fez dezenas de infetados e matou nove pessoas naquele concelho, em Vila do Conde e na Póvoa de Varzim. Os resultados das análises comparativas deverão ser conhecidos esta quinta-feira ou sexta-feira.

   JN de 29nov
Anotação 2020-11-29 131544.jpg



Publicado por Tovi às 07:58
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 9 de Novembro de 2017
A Leggionella não é uma fatalidade

Carlybio aa.jpg

Durante os últimos 25 anos da minha vida profissional estive ligado à comercialização de equipamentos industriais de refrigeração e um dos produtos que disponibilizávamos aos instaladores de refrigeração e ar-condicionado era o CARLYBIO, eficientíssimo na desinfecção de equipamentos sujeitos à proliferação de Legionella. Pena é que por políticas economicistas não se utilizasse regularmente este produto ou outros similares.

 

   Comentários no Facebook

«Jose Bandeira» - Já agora, aproveitando a deixa, se as zonas mais propensas a acumulação de detritos potencializadores da formação de colónias bacterianas fossem revestidas com filmes antiaderentes muitos dos perigos se reduziriam ou seriam de muito mais fácil manutenção. 😉

«Raul Vaz Osorio» - Claro que não é. Nem é por acaso que estes surtos só tenham começado nos anos recentes. A culpa tem que ser assacada à legislação permissiva emitida nos tempos da troika, com vista a poupar dinheiro.

«Carlos Miguel Sousa» - O problema não são as politicas economicistas, porque o equilíbrio constante das contas públicas deve ser SEMPRE um desígnio nacional. O problema está nas PRIORIDADES. Mas quando um país não tem uma ESTRATÉGIA DE PAÍS, porque as suas INSTITUIÇÕES estão repletas de ladrões, é natural que não se definam PRIORIDADES NENHUMAS, ou no caso as prioridades sejam sempre as mesmas. O assalto constante ao erário público. Não há equilíbrio social sem equilíbrio económico e não há este sem equilíbrio financeiro, concordemos ou não. É assim.

 

   13h09 de hoje

O número de casos confirmados de doença dos legionários do surto no Hospital São Francisco Xavier, em Lisboa, subiu para 41, anunciou esta tarde a Direção-geral da Saúde (DGS). Numa nota divulgada no seu site, a DGS indica que se mantêm internados em cuidados intensivos cinco doentes infetados com legionela. Relativamente ao boletim divulgado na quarta-feira houve mais três casos registados. O surto de legionela identificado na sexta-feira no Hospital São Francisco Xavier já provocou duas mortes. A maioria dos casos deste surto ocorreu em mulheres (63%) e mais de 70% dos doentes infetados têm 70 ou mais anos.

 

    9h57 de 10Nov2017

Mais um doente com legionella morreu, anunciou esta sexta-feira a Direção-Geral de Saúde. São já quatro as mortes no surto da doença que afeta um total de 44 pessoas.



Publicado por Tovi às 14:54
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 13 de Novembro de 2014
Surto de Legionella em Vila Franca de Xira

Legionella Vila Franca de Xira Nov2014.jpg 

Desde finais de Outubro que estamos sob o efeito nefasto da bactéria Legionella pneumophila na região de Vila Franca de Xira, havendo até agora 302 infectados, quarenta deles em estado grave, nove mortos (destes ainda não estão cientificamente confirmados quatro), sendo este o terceiro maior surto de Legionella de sempre em todo o Mundo, só superado por um no Reino Unido em 2002 (494 infectados e sete mortos) e outro em Espanha em 2001 (449 doentes e seis vítimas mortais). Em ambos estes casos a propagação da bactéria foi feita por sistemas de refrigeração, num centro cultural em Barrow e num hospital em Múrcia. O chamado “caso zero”, o que permitiu descobrir a doença, aconteceu em 1976, num hotel da Pensilvânia, durante uma reunião da Legião Americana e somou 180 doentes e 29 mortos. Neste caso português as suspeitas recaem sobre os sistemas de refrigeração de unidades industriais da zona, com especial ênfase na fábrica Adubos de Portugal (ADP Fertilizantes), em Alverca. Ao que nos foi dado saber as análises às águas das torres de refrigeração da ADP deverão ser conhecidas ainda hoje e a ser verdade que foi esta unidade industrial a causadora deste crime ambiental, os responsáveis poderão vir a ser punidos em multa até 5 milhões de euros e de um a oito anos de prisão. As penas deverão ser exemplares neste caso, pois é uma área que anda “à balda” e a que ninguém liga nenhum. Encontro-me ligado profissionalmente ao aconselhamento técnico para sistemas de refrigeração e ar condicionado e digo-vos que um dos produtos mais difíceis de “vender” é o controlo e prevenção da Legionella. Enquanto para limpar as sanitas de nossa casa, ou de umas outras quaisquer casas de banho públicas, não nos poupamos em detergentes mais ou menos higienizadores, para os sistemas de ar condicionado, desde os mais simples splits domésticos até aos mais sofisticados Roof Top, ninguém quer saber disto. E nem estamos a falar de aplicações altamente caras ou sofisticadas… é barato, de fácil aplicação, perfeitamente certificado e com provas dadas.

 

 Relatório da DGS em 14Nov2014

A Direcção-Geral da Saúde apresentou as conclusões do estudo epidemiológico que já fez sete mortes e infectou 316 pessoas, bem como das inspecções realizadas num conjunto de fábricas localizadas em Vila Franca de Xira, não identificando para já a empresa responsável pela origem, tendo o processo sido entregue na Procuradoria-Geral da República. Confirma-se que a bactéria da principal torre suspeita coincide com a detectada nas pessoas contaminadas com a bactéria Legionella.



Publicado por Tovi às 08:52
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Junho 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


Posts recentes

Legionella em Matosinhos,...

A Leggionella não é uma f...

Surto de Legionella em Vi...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus