"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Quinta-feira, 15 de Outubro de 2020
Instalar ou não a StayAwayCovid ?

121665104_10157827198202842_284632918616791761_n.j

No meu telemóvel não dá, pois a versão Android é 4.0.4 de 29mar2012… mas dizem que é assim: "...se a proposta for aprovada passará a ser obrigatória a instalação da Stayaway Covid, a aplicação para rastreio da doença que por agora é de uso voluntário, em contextos 'laboral ou equiparado, escolar e académico', para toda a gente que tenha um telemóvel que o 'permita'. Os trabalhadores em funções públicas, funcionários e agentes da Administração Pública, incluindo o setor empresarial do Estado, regional e local, profissionais das Forças Armadas e de forças de segurança, serão 'especialmente' abrangidos pela regra."

 


Com máscara ou sem máscara na rua… com ou sem instalação da aplicação Stayaway Covid… o que temos é que urgentemente travar este aumento diário de camas ocupadas nos hospitais com Covid-19.
Situação hospitalar 15out.jpg

 


A 13 de outubro os hospitais da Região de Lisboa e Vale do Tejo tinham 517 camas de enfermaria dedicadas a doentes com covid-19, estando ocupadas 420 (81,2%). Nas Unidades de Cuidados Intensivos (UCI) estavam alocadas 97 camas, 64 das quais ocupadas (66%). A capacidade total instalada na região é de 6330 camas de enfermaria e de 301 de UCI de adultos polivalente. Não tenho dados da Região Norte mas só o hospital São João tinha nesta quarta-feira, 53 pessoas internadas com covid em enfermarias e 15 no serviço de cuidados intensivos.
uci.jpg



Publicado por Tovi às 10:21
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 27 de Agosto de 2020
Estado de Contingência... a partir de 15set

Todo o país vai entrar em estado de contingência a partir de 15 de setembro, o nível que está em vigor atualmente na Área Metropolitana de Lisboa. Vamos assim regredir do estado de alerta, o menos grave, para o de contingência, intermédio. O mais grave é o de calamidade, que chegou a ser aplicado em 19 freguesias da AML. A decisão foi anunciada hoje e visa permitir maior margem de manobra ao Governo para agir quando se prevê o regresso dos alunos à escola e o regresso de milhares de trabalhadores aos empregos, após meses de confinamentos seguidos das férias.

Estado de Contingência.jpg



Publicado por Tovi às 15:16
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos (2)

Quarta-feira, 29 de Julho de 2020
COVID-19 em Portugal... durante 4 meses e meio

COVID-19 Norte e Lisboa V Tejo 29jul.jpg
COVID-19 Caracterização clínica 29jul.jpg

COVID-19 Mundo 28jul.jpg



Publicado por Tovi às 14:12
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 5 de Julho de 2020
COVID-19 – Relatório de Situação

96_dgs_boletim_20200606-page-002.jpgSigo diariamente o Relatório de Situação - informação publicada pela DGS / COVID-19 – e com os dados disponibilizados atualizo alguns gráficos que nos dão uma visão da evolução da pandemia, não só em Portugal mas também nas regiões Norte e Lisboa e Vale do Tejo. Ainda não tenho a informação de hoje… Mas as notícias são preocupantes. O que se passará?

12h58 de hoje - O Instituto Politécnico da Guarda suspendeu os exames presenciais, transferindo-os para as plataformas digitais, após ter conhecimento da existência de estudantes infetados com covid-19. "A decisão deve-se às informações transmitidas, sábado à noite, pela Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda de que há estudantes do IPG que testaram positivo à covid-19, tendo oito ficado internados no hospital por não terem nos respetivos alojamentos condições para estarem em isolamento durante o período de quarentena", refere o IPG, em comunicado enviado à agência Lusa.

13h25 de hoje - Mais três pessoas morreram com covid-19, entre sábado e este domingo, em Reguengos de Monsaraz, na sequência do surto que terá tido origem no lar de idosos. No total, já morreram 12 pessoas naquele concelho alentejano.

14h18 de hoje - Há quase um mês que a Direção-Geral da Saúde (DGS) não reporta novos infetados com covid-19 no Porto, em Matosinhos, em Gondomar e na Maia no relatório de situação diário. Desde o dia 9 de junho que o número de casos confirmados não sofre alteração, apesar de os hospitais de S. João (Porto) e de Pedro Hispano (Matosinhos) confirmarem o tratamento de novos doentes com residência naqueles concelhos.

 


COVID-19 Norte 05jul2020.jpg



Publicado por Tovi às 14:50
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 25 de Junho de 2020
Assim vai o COVID-19 por cá

COVID-19 Norte 225jun2020.jpg

COVID-19 Caracterização clínica 25jun.jpg



Publicado por Tovi às 14:11
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 1 de Junho de 2020
Desconfinar... mas com cuidado

coronavirus-covid-4.jpg

Estamos a entrar na terceira fase de desconfinamento, mas o que sabíamos sobre o vírus SARS-CoV-2 no início da pandemia é o que sabemos hoje, ou seja, quase nada. E até podemos entrar numa “segunda vaga” a saber o mesmo. Por isso é fundamental ter CUIDADO, descartando obviamente um medo aterrador mas também evitando uma “descontração” que nos pode vir a ser fatal. Dizia há uns dias um amigo meu: “Mais vale sobrar meia pipa que faltar um quartilho”.

 

   Dados atualizados ao dia de ontem

norte 31mai.jpg

mundo 31mai.jpg



Publicado por Tovi às 07:40
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 19 de Novembro de 2017
A maior catástrofe natural desde o terramoto de 1755

21nov2017 aa.jpg

Naquela noite a chuva trouxe desespero. E desesperou. Naquela noite a chuva veio para matar. E matou. Muito. Depois daquela noite a ditadura quis silenciar. E silenciou. Foi a maior catástrofe natural da História do país desde o terramoto de 1755, mas é uma tragédia praticamente apagada da memória coletiva. E há até quem não faça ideia do que aconteceu. Novembro de 1967, novembro de 2017: continuamos sem saber ao certo quantos morreram. Foram centenas, quase todos muito pobres. Só os que lá estiveram sabem como se viveu naquelas horas. E dão a cara. Ainda em lágrimas. Estivemos 50 anos sem saber deles.

Dossiês do Expresso – “Desesperados. Mortos. Esquecidos”, 17Nov2017 por Joana Beleza, Joana Pereira Bastos, Bruno Oliveira, Jaime Figueiredo e Sérgio Magno



Publicado por Tovi às 10:21
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 3 de Junho de 2016
Grande Conferência Jornal de Notícias

imageV5I7WMSU.jpg

Teve lugar ontem, no Mosteiro de São Bento da Vitória, no Porto, a conferência comemorativa dos 128 anos do Jornal de Notícias - Celebrar o passado e inspirar o futuro – levando a debate o tema "Descentralização - Pedra Angular da Reforma do Estado". Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República, apadrinhou este evento, onde ex-governantes e estudiosos da descentralização foram convidados a debater os desafios do poder local e os caminhos para uma efectiva descentralização política e administrativa.

 

  Marcelo não morre de amores pela Regionalização

Marcelo Rebelo de Sousa tem dúvidas sobre a eleição directa do presidente das áreas metropolitanas do Porto e de Lisboa – Na abertura da grande conferência JN sobre a descentralização como pedra angular da reforma do Estado, o chefe de Estado português sublinhou que entende haver um "consenso nacional" alargado em torno da eleição dos responsáveis das comissões de coordenação e desenvolvimento regional (CCDR) do país, passando a ser "eleitos pelos municípios, em vez de serem nomeados pelo Estado. É um passo importante, no sentido de ir ao encontro de realidades regionais baseadas nas regiões plano", ou seja, Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo e Algarve. Mas no entanto, não arrisca falar em consenso e coloca várias dúvidas em torno da eleição directa dos presidentes das áreas metropolitanas do Porto e de Lisboa. "Aí é preciso que a lei seja muito clara para dizer como é que as áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto se sobrepõem às CCDR do Norte e de Lisboa e Vale do Tejo. Deixam de pertencer? Que poderes é que terão? Os poderes serão repartidos ou não são? A resposta a estas questões é muito importante, não apenas para que o sistema funcione bem, mas para que não haja problemas de atrito entre os presidentes das câmaras, das CCDR e das áreas metropolitanas", sublinhou o chefe de Estado, certo de que é "importante" definir o "estatuto das áreas metropolitanas".

  Comentários no Facebook

«José Camilo» >> Ouvi com alguma atenção o seu discurso sobre a "descentralização" e rapidamente, se o conheço minimamente bem como homem esperto/inteligente, senti que ele estava a começar a colocar um provável "comboio" regionalista em movimento. Ou seja, penso que o senhor não será tão antiregionalista como poderia pensar.

«David Ribeiro» >> Mas a mim pareceu-me que ele quer é um "regionalismo" nomeado pelo Terreiro do Paço... ou seja, uma "descentralização" feita unicamente por e para centralistas.

«Jose Riobom» >> .....enfim e como sempre é preciso que tudo mude para que tudo fique na mesma… ainda bem que lá não fui perder tempo já que hoje ....outros valores mais altos se alevantam....

«Adao Fernando Batista Bastos» >> Marcelo é um "dois em um", uma no cravo outra na ferradura, um equilibrista que gosta de agradar a todos! Mas sem rupturas e a assunçao clara do que se pretende e/ou apoia... Senão, não, fica tudo na mesma ou pouco muda...

«Francisco Sousa Fialho» >> Não penso que esta ideia da nomeação do presidente da CCDR pelos presidentes de Câmara seja interessante. Parece- me um logro para adiar a necessária regionalização.

«Avelino Oliveira» >> ...é mouro ...só pensa no harem..

«Jovita Fonseca» >> Que esteja atento… e tome a melhor decisão!

«Joaquim Pinto da Silva» >> Esperava é que dissesse, pelo menos, os presidentes da CCDR passam a Secretários de Estado... pelo menos clarificava a quem serviam.

«Pedro Simões» >> Atente-se ao caso mais recente... da exoneracao do presidente da CCDR. Com eleicao isto nao poderia acontecer, por outro lado isto aconteceu porque o governo andou a negociar sem lhe dar cavaco (segundo ele alega) - se o governo o pode ultrapassar enao isso significa que ele nao tem poderes reais.Quem quer eleger alguem sem real poder? Nao percebo estas propostas 'consensuais'... Ainda por cima eleitos indirectamente? Isto é do genero de eleger o Presidente da Associacao Nacional de Municipios, mas a nivel regional? Querem comparar o 'sindicalista' dos municipios a um primeiro ministro. Estou a falar de forma ligeira sobre o assunto - mas à primeira vista nao percebo nada...



Publicado por Tovi às 08:37
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Janeiro 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Posts recentes

Instalar ou não a StayAwa...

Estado de Contingência......

COVID-19 em Portugal... d...

COVID-19 – Relatório de S...

Assim vai o COVID-19 por ...

Desconfinar... mas com cu...

A maior catástrofe natura...

Grande Conferência Jornal...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus