"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Domingo, 27 de Maio de 2018
O que me ficou do Congresso do PS

22 congresso ac.jpg

Acabado o XXII Congresso do Partido Socialista, que acompanhei com interesse e cuidado, ficaram-me algumas coisas, umas mais importantes que outras, mas todas dignas de registo.

 

“Não vale a pena varrer para debaixo do tapete o que nos envergonha” – Ana Gomes.

 

Mais uma vez, e unicamente no que concerne à Geringonça e à liderança de António Costa, estou em muito de acordo com o que Francisco Assis tornou a dizer hoje numa reunião magna do PS. E ouvi por lá umas palmitas, não muitas, é certo, mas ouvi algumas.

 

Pedro Nuno Santos, um socialista de esquerda, mais à esquerda que a própria esquerda. Guardem para memória futura o que ele ontem disse no XXII Congresso do PS: De Marx a Costa – as nove frases-chave de Pedro Nuno Santos.

Augusto Santos Silva e Pedro Nuno Santos não partilham da mesma opinião sobre a Geringonça e isso é bom para a Democracia.

 

Não houve cromos tipo Tino de Rãs neste Congresso. A tradição já não é o que era.

 

Centeno ainda não apareceu no Congresso do PS. Estará ainda a preparar uma qualquer folha de excel?
Afinal apareceu... mas só para o discurso do chefe.



Publicado por Tovi às 14:54
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 17 de Fevereiro de 2017
Centeno vs Domingues – “histórias” da CGD

Então é assim… o que eu penso sobre esta “telenovela”:

16Fev2017 aa.png

Centeno não me parece um mau Ministro das Finanças… Centeno até tem chegado a valores interessantes no que á política nacional diz respeito… Mas Centeno não sabe lidar com “os outros”, sejam eles oposição ou os simples e anónimos cidadãos, a quem já não restam grandes dúvidas do que aconteceu na mais recente “telenovela” da CGD. E ser sério não chega a um membro do Governo… é necessário parecê-lo. E uma outra coisa é certa: António Domingues não é "tolinho".

Já agora: Marcelo Rebelo de Sousa, ao que parece muito bem informado de tudo o que se passou, assumiu uma atitude “de Estado” o que para mim só lhe fica bem. Esperemos que no futuro e em todos as “telenovelas” que venham a aparecer, a atitude do Presidente da República seja sempre em favor do maior interesse Nacional.



Publicado por Tovi às 08:46
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 5 de Janeiro de 2017
António Domingues deixa definitivamente a CGD

António Domingues CGD.jpg

Estive ontem a ver e a ouvir com a maior atenção na televisão a audição de António Domingues na Comissão Parlamente de Orçamento e Finanças da AR e cada vez mais estou convencido que perdemos uma rara oportunidade de ter à frente do banco do Estado um profissional competente, além de que o Ministro das Finanças deste Governo dá mais uma vez a ideia que não sabe negociar e “esconde” de todos os seus colaboradores as suas intenções.

 

  O que disse António Domingues na AR

- O que fez com que me tivesse demitido? Muito simples, eu ia ficar sem equipa. Dos onze membros do Conselho de Administração demitiram-se sete, e se considerar o Conselho Fiscal em quinze demitiram-se nove. Eu sem equipa teria dificuldade em gerir a Caixa.

- Uma das primeiras responsabilidades do gestor de uma empresa é saber se tem condições para a gerir e eu, no meu melhor juízo, entendi que não tinha condições para o fazer.

- Quando me perguntaram se eu estava zangado eu disse, como se recorda, ‘pelo amor de deus’, porque o acionista tem direito de tomar decisões e de mudar de opinião. Respeito isso, mas eu tenho direito de me bater pela minha opinião, os meus objetivos e as minhas responsabilidades.

- Quando se trabalha num banco, seja ele qual for, são publicados todos os anos nos relatórios os rendimentos e os meus, quem quiser vê-los, estão no BPI. O que faço com os meus rendimentos e o meu património já é da minha esfera pessoal, não vejo que haja ou houvesse necessidade de regras específicas para a Caixa para controlar a minha vida pessoal.

- Estimamos que a Caixa precisa de reduzir 2.200 pessoas.

- Gerir não é gerir para os dias de sol, mas para os riscos que existem.

 

  Comentários no Facebook

«José Camilo» - Também fiquei com essa impressão.

«Jota Caeiro» - os técnicos, os bons técnicos, foram uma vez mais trucidados pelos experientes e experimentadíssimos políticos de merda (veja-se quem acabou por ficar na presidência da CGD!). este, como o próprio ministro que tem desempenhado de forma quase irrepreensível a sua técnica tarefa, foram surpreendidos pelos golpes dos políticos mais sinistros habituadíssimos aos enchumaços da Portuguêza. não tenho duvida quase nenhuma de que este Domingues, vindo de uma das esquerdas 'mais profundas', desempenharia o seu papel social à frente do maior banco português: e isso a ladroagem do regime não permite...

«José Camilo» - E, sinceramente, estou-me perfeitamente a marimbar para o que o homem possui ou não. Divulgar isso para além a quem de direito é colocar, provavelmente, a sua vida em risco. Ontem, alguém viu a sua casa assaltada e ficar sem 10 milhões de euros (dinheiro ou valores). Quem é? Sinceramente não me interessa e apenas o aconselho a ter mais cuidado aonda coloca os seus haveres (compreendendo que uma boa pintura terá de estar numa parede).

«Duarte Leal» - Também vi e fiquei com a mesma impressão. O BPI é um banco com futuro. Boa escola. Tudo o resto é política.

«Ricardo Nuno» - este é o mesmo q foi responsavel por afundar o BPI com a aposta desmesurada no C habt . Obviamente sem perfil para a CGD . Responsavel de cargo publico q tenha problemas em expor o seu patrimonio e rendimento nao o pode ser , parece me basico qd se trata de gerir algo que pertence a uma comunidade . Na Suecia é assim desde o sec 18 e nao me parece que por lá seja um problema ...

«Paulo Santos da Cunha» - Falando claro e para que a culpa não morra solteira e os bois sejam chamados pelo seu nome: O PSD e o CDS e a seu reboque um excitado e folclórico BE, depois de Marques Mendes ter levantado a “lebre” na SIC, iniciaram uma autêntica chicana contra o governo e António Domingues pelo facto de a nova lei ter isentado os gestores de apresentarem a citada declaração. A partir daí, esses três partidos, aprovaram legislação que repõe essa obrigação aos gestores da Caixa. E sendo assim, essa alteração mudou o contexto em que Domingues aceitara dirigir a CGD. É bom que se refira que, o governo nada pode fazer contra uma lei aprovada pela Assembleia da República. Leia-se o texto da Lei fundamental. Ponto!

«João Simões» - Foi uma boa escolha destruída por quem quer descredibilizar a cgd com outros objetivos.

«David Ribeiro» - Também tenho a impressão que o que acaba de dizer tem razão de ser, João Simões ...mas o Ministro das Finanças devia ter desmascarado a marosca em devido tempo.

«João Simões» - Perdeu se uma oportunidade de dar uma gestão totalmente independente e profissional à cgd.

«David Ribeiro» - O tempo vai acabar por dar razão a António Domingues… mas depois é capaz de já ser tarde e ir-nos custar muito dinheirinho.



Publicado por Tovi às 09:11
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 2 de Agosto de 2016
Novas regras para o IMI

IMI 1Ago2016 aa.png
Julgava eu que sacar dinheiro aos contribuintes à má fila era especialmente um apanágio da Ministra das Finanças do Governo de Passos Coelho e Paulo Portas, mas afinal esta hipótese de o imposto predial (IMI) poder vir a levar em conta a exposição solar faz-me pensar que de Março (Maria Luís Albuquerque) a Abril (Mário Centeno) não vai assim tanto. Espero bem que isto seja unicamente uma parvoíce da “silly season” deste ano de 2016.

 

  Comentários no Facebook

«Renato Rodrigues» >> Parece-me uma não notícia... A avaliação dos imóveis deve ter em linha de conta tudo o que influencia o seu valor. Parece-me parvo que isso seja objecto de legislação, mas enfim, estamos em Portugal.

«David Ribeiro» >> É uma “não notícia”?... Claro que é notícia!... É só ler o decreto-lei n.º41/2016, publicado hoje.

«Renato Rodrigues» >> Então mas o que é que deve ser tido em conta na avaliação de uma casa? Esse aspecto não? Porquê? A mim ninguém me mete numa casa só com janelas a Norte. Não notícia para fazer indignar as pessoas com não assuntos. Relações com a UE, CGD, justiça, banca em geral, etc, etc, deve haver 1000 coisas importantes a passar-se e vai andar tudo a gritar por causa de uns amarelos, ou de umas alíneas de um DL parvo qualquer.

«Jorge Veiga» >> gostava que também deviam ser tomadas em conta os factores que desvalorizam as casas. Por exemplo prédios abandonados próximos, o estado de má conservação das ruas, sarjetas, limpeza das mesmas, etc.

«Isabel Barbosa» >> Ate parece uma medida inventada pela Maria Luis Albuquerque ... como travar esta estupidez?

«Albertino Amaral» >> Quando ouvi esta notícia, a minha primeira reacção foi olhar para o calendário, por pensar que era 1 de Abril... Mesmo agora, ainda me custa acreditar nesta estupidez........

«Vanda Salvador» >> A geringonça diz que não baixa salários, dá menos horas de trabalho e sei lá mais o quê, só que tudo isso, põe as contas do estado muito mal e sem dinheiro, logo onde o arranjar? Agora grande inovação, nas habitações. Agora grande inovação governamental para nos sacar dinheiro: as habitações que tenham sol, vão pagar mais imi!!!!! Não deve faltar muito para que tenhamos que fazer um exame para vermos qual a quantidade de ar que os nossos pulmões absorvem para pagarmos mais um imposto. Esta gente está mesmo doida !!

«António José Ferreira» >> Será verdade?



Publicado por Tovi às 08:28
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 10 de Novembro de 2015
O dia em que o Governo caiu

PâF aa.jpg

  08h00

Continua hoje na Assembleia da República a discussão do programa do XX Governo Constitucional, liderado por Passos Coelho e Paulo Portas, e que tudo leva a crer acabará por ser rejeitado pelos deputados do PS, BE, PCP e PEV. O início do debate está marcado para as 10 horas, com transmissão em directo em todos os canais televisivos.

 

  08h30

Lendo o que tem vindo na imprensa nacional sobre o “acordo à esquerda” fica-se a saber que PS desiste da reforma eleitoral – É uma ambição antiga de António Costa. Mas volta a ficar na gaveta, “vítima” das negociações com BE, PCP e PEV – que nunca quiseram círculos uninominais. Ora aqui está algo que muito me entristece… António Costa capitulou perante os centralistas do PCP e do BE no que à reforma eleitoral diz respeito.

  Comentários no Facebook

«Fernando Kosta» >> Cobarde; já está a pagar...

«Jorge Veiga» >> o que eu estou a ver é que fica tudo na mesma, excepto as moscas...

«Raul Vaz Osorio» >> Claro que não querem. Uma reforma deste tipo, que eu defendo, tem que pressupor mecanismos de compensação para não fazer desaparecer os pequenos partidos. Como um círculo nacional, ou uma câmara uninominal e outra proporcional, ou um dos outros que já foram propostos por esse mundo fora. O problema é que não é isso que os grandes partidos querem [wink emoticon]

 

  08h45

Não é REGIONALIZAÇÃO mas já dá um cheirinho aquilo que se lê no “acordo à esquerda”: A transformação das atuais áreas metropolitanas, reforçando a sua legitimidade democrática, com órgãos diretamente eleitos, sendo a Assembleia Metropolitana eleita por sufrágio direto dos cidadãos eleitores, o Presidente do órgão executivo o primeiro eleito da lista mais votada e os restantes membros do órgão eleitos pela assembleia metropolitana, sob proposta do presidente.

 

  09h00

No debate de ontem no Parlamento as bancadas do PSD e do CDS fartaram-se de acusar António Costa de fugir ao confronto directo com Passos Coelho – Luís Montenegro sentia-se “repugnado” com silêncio de Costa e Carlos Abreu Amorim desafiou o líder socialista: “Venha ao jogo democrático” – mas parece que Costa escolheu só falar no fim do debate do programa de Governo de Passos e Portas, ou seja, esta terça-feira, minutos antes da votação que ditará a queda da direita. É uma clara pose de Estado de quem sabe já ter ganho esta “batalha”.

 

  09h30

Estão marcadas duas manifestações para o dia de hoje à porta da Assembleia da República: Às 13 horas apoiantes do governo de Passos Coelho e Paulo Portas contra a moção de rejeição prometida pelo PS; às 15 horas a CGTP para “consumar a derrota”. Será que vai haver milho?... A PSP já admitiu que em caso de necessidade criará um corredor de segurança a separar os manifestantes.

  Comentários no Facebook

«Carlinhos da Sé» >> Huuuuuuuuuummmm... E agitadores? A "PSP" (desta vez) não leva?

«Adao Fernando Batista Bastos» >> A direita que nunca se preocupou porque lhe faltou páo , a sobremesa e dinheiro para férias, e por isso nunca teve de se manifestar pelos seus direitos, que são de todos, pouco habituada a "pensar e viver a democracia", está em pánico perante um Governo apoiado pelos comunistas! E grita nºão queremos um Governo Comunista! Afinal 40 anos de democracia e muitos Portuguesees ainda a nao apreenderam! Lamentavel!

«Joaquim Moura» >> O problema parece-me a mim que não é de direita ou da esquerda democrática, à qual o PCP não pertence. Ou será que o PCP mudou assim tanto desde os tempos em que tentou pela via de um golpe de estado impor um ditadura em Portugal?

«Carlinhos da Sé» >> "A vida é feita de mudança"! O "PSD" também mudou, está mais à direita... É a vida!

«Adao Fernando Batista Bastos» >> Passados 40 anos há ainda quem queira o PCP num gueto! Provavelmente proibir que concorra em eleçloes! Estive muitas vezes politicamente contra o PCP e o seu discurso e propostas mas também ao seu lado em lutas pelos direitos dos trabalhadores e dos mais desfavorecidos .No que, reconheço, sempre estiveram mais empenhados que outros.

«Joaquim Moura» >> Mas caso necessário o Norte mais uma vez estará à altura e atento caso seja preciso fazer outro 25 de Novembro.

«José Pinto» >> Os do CDS devem ocupar dois degraus...[ tongue emoticon]

«Jorge Oliveira E Sousa» >> Pancadaria certa...

 

  10h00

Já toca a sineta na Assembleia da República para chamar os deputados ao hemiciclo. Vai começar o derradeiro debate do programa do Governo de Passos Coelho e Paulo Portas, que tudo indica irá cair hoje.

 

  10h12

Ao terminar a sua intervenção, Pedro Filipe Soares do BE, deixou um pedido a Passos Coelho: diga ao “seu futuro eu que não seja piegas, que saia da sua zona de conforto”.

  Comentários no Facebook

«António Lopes» >> Foi uma excelente intervenção!!

 

  10h28

“Apresentaram um programa que nem sequer se atrevem a defender”, diz João Oliveira do PCP, depois de repetir que a coligação “perdeu” as eleições.

 

  10h45

João Oliveira diz que PCP se sente lisonjeado com a preocupação do CDS e PSD sobre a manutenção da identidade do partido, acusando-os de “campanha anticomunista e cavernícola”.

 

  10h50

André Silva do PAN centra a sua intervenção em várias questões de importância nacional, como a barragem de Foz-Tua e a permissão do uso de transgénicos.

 

  10h57

Que mais podia fazer Maria Luís Albuquerque senão defender que o país está hoje melhor?... Diz a ainda Ministra das Finanças que hoje a dívida é maior mas argumenta que acabaram “as práticas desorçamentais”.

  Comentários no Facebook

«António Lopes» >> É a única saída lógica que possui. A sua argumentação será sempre o dia de amanhã, isto é, o país tem já as bases criadas para que o amanhã seja o da real queda da dívida. E não deixa de ter razão. Muitas vezes para diminuir a despesa é necessário aumentar a curto prazo a mesma e é sempre muito difícil conciliar tudo, se isto fosse fácil qualquer um estava lá! É necessário ir ao cerne, à essência, mais tempo ou menos dívida.

 

  11h07

Tem toda a razão o deputado socialista Eduardo Cabrita quando acusa Maria Luís Albuquerque: "A estabilidade que nos fala foi marcada por três orçamentos inconstitucionais".

 

  11h11

Mariana Mortágua do BE acusa o Governo de “arrogância”, “engano” e “manipulação” e pergunta pelo corte de 600 milhões na Segurança Social. E cita uma notícia de hoje do jornal Público, sobre o corte de verbas ao Observatório da Emigração por ter revelado os números antes das eleições. A deputada bloquista questiona também qual será o valor da devolução da sobretaxa.

 

  11h24

As intervenções de Maria Luís Albuquerque já cheiram ao “chumbo” do programa do Governo PSD/CDS e à assinatura do acordo entre os partidos da esquerda. E tinha que vir à baila a colagem da imagem do futuro executivo à presente situação grega.

 

  11h48

Mário Centeno, já apontado como futuro ministro das Finanças do PS, diz na sua intervenção que o programa do Governo PSDS-CDS "tem poucos números e os que tem não estão certos". "Falta a troika ao seu Governo", afirmou.

  Comentários no Facebook

«Albertino Amaral» >> David Ribeiro, é louvável sem dúvida a sua atenção e o seu empenho, em seguir ao pormenor este " combate " político. Contudo, face ao desfecho que se prevê, coloquemo-nos na posição do simples e comum cidadão, que após as últimas eleições, face aos resultados, irá agora questionar-se: Mas afinal que fui eu fazer tão preocupadamente à mesa de voto no dia 4 de Outubro? Se votei no PS, demorou mais de um mês para confirmar a sua vitória… Se votei na coligação governativa, que por sinal ganhou, é caso para perguntar "ganhou o quê?"

«David Ribeiro» >> Meu caro Amigo Albertino Amaral... A Democracia é mesmo isto e só assim poderá ser, pois a Assembleia da República é e deverá continuar a ser o local onde o POVO se vê representado.

«Albertino Amaral» >> Amigo David Ribeiro, concordo consigo porque felizmente tenho capacidade de entendimento suficiente para perceber esse ponto de vista. No entanto, prometo que vou tentar levar para a mesa daqueles que passam dificuldades, têm dívidas porque o país os obrigou a ter, não têm filhos por receio do futuro, emigram porque aqui não vão a lado nenhum, dormem ao relento porque perderam a sua casa e os seus haveres, desesperam a toda a hora porque já não sabem como viver...Pois bem, vou ser um incansável estafeta, na entrega da Democracia que é a sua solução e que tão bem faz a estes necessitados... Viva a Democracia que não passa da desculpa do mau pagador... Não conheço ninguém "à rasca" que esteja grato à Democracia... Ora bolas...!

«Pedro Simões» >> David, hoje veremos se existem deputados que pensam pela sua cabeca no interesse dos portugueses, ou se sao todos paus mandados.

«Diogo Quental» >> David, este teu relato ficará como o relato da tragédia. Infelizmente, não consigo vislumbrar nenhum cenário em que esta história acabe bem.

«David Ribeiro» >> Olha que não... Olha que não... Os tempos do PREC já lá vão.

«Diogo Quental» >> O problema não é o PREC, mas o facto de termos a governar o partido que nos levou à bancarrota e dependente de dois partidos que negam a realidade. É provável que o Sócrates tenha já um bode expiatório para quando chegarmos a nova bancarrota, mas não evitará que o país se volte a atrasar.

«Pedro Simões» >> David, ha varios problemas. A falta de legitimidade, o historico de tentativa de controlo da imprensa e justica, um plano que nos coloca na bancarrota em ano e meio, e seguramente afasta qualquer investidor nacional e internacional, e um novo ataque fortissimo à classe media. Sobretudo pelo desespero de comprar votos para eleicoes a curto prazo valera tudo, excepto o bom senso...

 

  13h30

Agora vou almoçar... porque o Homem também vive de pão

 

  15h20

Cá estamos de volta ao plenário da Assembleia da República… mas agora debate já não existe e tudo o que se diga é chover no molhado. Vamos mas é à apresentação das moções de rejeição que se faz tarde.

 

  15h55

António Costa iniciou agora o seu discurso… Vai ser seguramente um discurso de vitória.

 

  O Governo caiu

A moção de rejeição do Programa do XX Governo Constitucional apresentada pelo Partido Socialista foi aprovada com os votos favoráveis do PS, BE, PCP, PEV e PAN (total de 123 votos), sem abstenções e com o voto contra do PSD e CDS (num total de 107 votos). E agora Cavaco Silva está entre a espada e a parede, tendo que tomar uma destas três atitudes: Convida António Costa a formar governo, manter Passos Coelho em governo de gestão, ou arranjar uma personalidade para chefiar um executivo de iniciativa presidencial.



Publicado por Tovi às 08:12
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Julho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12
13

16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Posts recentes

O que me ficou do Congres...

Centeno vs Domingues – “h...

António Domingues deixa d...

Novas regras para o IMI

O dia em que o Governo ca...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus