"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Quinta-feira, 2 de Maio de 2024
Cidades da Ucrânia caem para a Rússia

Captura de ecrã 2024-05-01 221724.png

Nas últimas semanas, as forças ucranianas, em menor número e mal abastecidas, têm perdido terreno na região oriental de Donetsk, que tem sido contestada desde 2014 entre Kiev e separatistas apoiados por Moscovo e que se tornou o ponto principal da guerra. Até já os comentadores do grupo "Rogeiro, Milhazes & C.ª Lda." afirmam que a contra-ofensiva ucraniana do passado verão foi um erro brutal, para logo distribuirem culpas por ucranianos e ocidentais para explicar aquele desastre. Tudo indica não haver salvação possível para uma Ucrânia à beira do precipício.

 


Captura de ecrã 2024-04-30 095644.pngO líder dos serviços secretos militares ucraniano, Kyrylo Budanov, avisou a população que, nos próximos meses, a situação no campo de batalha vai tornar-se extremamente difícil para a Ucrânia. “A meio de maio, princípios de junho”, tudo vai piorar, mas “não será o fim do mundo”. Para os especialistas os sinais são claros, estamos prestes a assistir a uma ofensiva de grandes dimensões que vai testar ao máximo a determinação ucraniana.
  
O que se tem ouvido por cá...
Major-general Isidro Morais Pereira em 22abr - "Pacote americano chegará em 24 a 36 horas à Ucrânia e prevê-se que conseguirá suster o avanço russo".
Major-general Agostinho Costa em 29abr - Guerra na Ucrânia num "ponto de cisão e de grande dúvida": Kiev com mais baixas do que novos soldados e Ocidente fornece mais armas do que produz.
Major-general Carlos Branco em 30abr - "Falamos muito na falta de meios, mas o elemento crucial é a falta de recursos humanos ucranianos".
Azeredo Lopes em 30abr - "Os mais de 60 mil milhões de dólares de apoio não garantem que a Ucrânia ganhe a guerra, mas impedem que ela a perca".
Tiago André Lopes em 30abr - Para a Rússia interessa aproveitar a atual "janela de oportunidade" pois a Ucrânia está à espera da ajuda ocidental. A missão é reforçar, do ponto de vista ofensivo, "as posições que tem no Donbass" e, do ponto de vista defensivo, "a perceção" do contra-ataque ucraniano.
Comandante João Fonseca Ribeiro em 30abr - "Está para breve uma grande ofensiva russa" na Ucrânia, tendo em conta a concentração de forças e de logística no Donbass.

  A guerra no seu 797.º dia (1mai2024)
Um míssil russo atingiu a cidade portuária ucraniana de Odesa na manhã desta quarta-feira [1abr2024].
A Rússia atingiu uma linha ferroviária com uma bomba teleguiada danificando edifícios residenciais próximos, no último ataque à segunda maior cidade da Ucrânia.
A Ucrânia atacou a Crimeia, que a Rússia invadiu e anexou da Ucrânia em 2014, com Sistemas de Mísseis Táticos do Exército (ATACMS). O Ministério da Defesa russo disse que seis dos mísseis foram abatidos, juntamente com 10 drones e duas bombas guiadas. Não foi informado onde as armas foram derrubadas ou se houve algum dano. A Ucrânia não comentou.
Andrzej Szejna, o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros polaco, disse que a Polónia não “protegeria” os homens ucranianos no seu território que tivessem escapado ao recrutamento. Dezenas de milhares de homens ucranianos em idade militar vivem no país, segundo dados da ONU.
O presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskyy, disse que a Ucrânia precisa de “uma aceleração significativa” nas entregas de armamento dos seus parceiros, especialmente dos Estados Unidos, para permitir que as suas tropas enfrentem o avanço das forças russas ao longo de vários sectores da linha da frente. O principal comandante ucraniano, Oleksandr Syrskii, disse que os russos pretendem tomar a cidade de Chasiv Yar para coincidir com a comemoração, em 9 de maio, da vitória soviética na Segunda Guerra Mundial.

  
Jorge Veiga
David Ribeiro Pena é que os Russos (os de Putin) só saibam impor o seu modo de pensamento, destruindo tudo por onde passam. E nem precisam de declarar guerra...
David Ribeiro
Jorge Veiga, dizem que quem pressente a derrota se agarra a fantasias e espera por milagres, mas a história militar é clara a respeito de delírios. Os dados estão há muito lançados e a sorte daquela guerra decidida. Está na hora de Zelensky resolver negociar a paz.
Jorge Veiga
David Ribeiro Pode-se ganhar uma guerra no campo de batalha, mas perdê-la na moralidade.

  'Castelo do Harry Potter' é destruído em ataque russo na Ucrânia
Captura de ecrã 2024-05-01 104453.png
O prédio da Academia de Direito de Odessa ganhou este apelido por ser muito parecido com castelo retratado nos filmes.

  Ó b v i o ! . . .
Captura de ecrã 2024-05-02 100055.png 
  Albertino AmaralMas também é "óbvio", que a Rússia, não é muito acessível a ideias e atitudes sobre a Paz. Em concreto, não é um país que "ame ou goste sequer" da PAZ...... Convenhamos......



Publicado por Tovi às 07:13
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 2 de Abril de 2024
Se não houver apoio dos EUA...

...as forças ucranianas terão de recuar

Captura de ecrã 2024-03-31 091551.png 

Volodymyr Zelensky disse na passada sexta-feira [29mar2024] que as forças ucranianas terão de recuar na sua ofensiva contra a Rússia caso não recebam ajuda militar dos EUA. Estas declarações surgem pela demora do presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, Mike Johnson, em aprovar o pacote de ajuda militar financeira. "Se não houver apoio dos EUA, isso significa que não temos defesa aérea, mísseis Patriot, bloqueadores de guerra eletrónica, munições de artilharia de 155 milímetros. (...) Significa que vamos voltar atrás, recuar, passo a passo, em pequenos passos. (...) Estamos a tentar encontrar uma forma de não recuar". A escassez de munições significa que "temos de fazer com menos. Como? Claro, recuar. Encurtar a linha da frente. Se ela se romper, os russos podem ir para as grandes cidades", disse Zelensky ao Washington Post.

 

  Ataques russos atingem infraestruturas essenciais na Ucrânia
mw-694.webpAtaques russos voltaram a atingir infraestruturas essenciais na Ucrânia, no sábado à noite [30mar2024], informaram no passado domingo as autoridades ucranianas, que afirmam ter abatido nove mísseis e nove drones inimigos. Na região de Lviv (oeste), "o inimigo utilizou mísseis de cruzeiro para atacar as mesmas infraestruturas essenciais (...) anteriormente visadas em 24 e 29 de março. Um edifício administrativo foi danificado", afirmou o governador, Maksym Kozytsky. "A Força Aeroespacial Russa lançou um ataque com armas de colocação aérea de alta precisão e de longo alcance e drones contra alvos das infraestruturas energéticas e do setor do gás da Ucrânia", disse o comando russo na sua conta do Telegram. De acordo com a fonte, o ataque "interrompeu o trabalho das empresas da indústria militar que fabricam e reparam armamento, equipamento de guerra e munições". "Todos os alvos do ataque foram atingidos", acrescentou. Segundo avançou o presidente da câmara, Ihor Terekhov, os ataques russos no dia de ontem [2.ª feira 1abr2024] destruíram “quase todas” as infraestruturas energéticas em Kharkiv.

 

  Já se consta...
434033157_10164237462296679_5401060998104196585_n.
Os países vizinhos da Ucrânia estão a preparar-se para tomar as regiões ucranianas onde existem minorias nacionais.

 

  Propaganda ou desconhecimento dos factos?
420199420_10225027744908681_1363207039274916773_n.Não ponho em causa que o Major-General Isidro Morais Pereira seja um especialista em estratégia militar, mas no que concerne a fazer uma leitura da situação no terreno onde se desenrola o conflito Rússia-Ucrânia cada vez me convenço mais que se aproxima a passos largos da malta do "Rogeiro, Milhazes & Ca Lda".

  
Serafim Nunes
Pior…
Castro Ferreira Padrão
É uma tristeza.
Rui Lima
Sem qualquer sombra de dúvida. O que tenho ouvido é de uma falta de lucidez da situação. A realidade infelizmente é outra e este pessoal ainda não entendeu que se a Rússia quiser acaba com o regime ucraniano em 24 horas. Não estou a apoiar óbviamente mas sim a ser objectivo. O poder aéreo é de tal maneira forte e eficaz que Kiev e outros pontos estratégicos seriam arrasados em 24 horas.. A estratégia e os objetivos de Putin são porém diferentes. A tática é conhecida pelo abraço do urso.
Jorge VeigaRui Lima já quando iniciou a tal operação militar especial, era para chegar a Kiev numa semana. Estou à espera que o Putin diga de qual semana estamos a falar...
Rui LimaJorge Veiga Não sei qual foi o objectivo inicial. Sei que ou julgo saber que o poderio aério russo arrasa os pontos estratégicos da Ucrânia em 24 horas se assim o entender. Os comentadores especialistas também devem ou tem obrigação de saber..... Quanto à estratégia russa eles lá saberão o que querem fazer mas temos de raciocinar. O objectivo quanto a mim não é ocupar Kiev e Putin já definiu os objectivos. Verdade ou não aguardemos. O problema é que nos entretanto vão morrendo ou ficando feridos milhares de civis e a Europa atira para lá dinheiro aos milhões além disso os produtos vão subindo de preço. As tais sanções económicas não estão a surtir qualquer efeito.
Jorge VeigaRui Lima os Russos já perderam muitos aviões. Nãod evem estar interessados em perder mais. Os objectivos do Putiné adicionar a parte sul da Ucránia e ter ligação directa à Crimeia. Se querem ou não chegar à Moldávia por causa da Transnitria isso depende de como corre agora. Como isto era guerrita para uma semana e já passaram os dois anos, estando a ficar caro em homens e material, não sei se querem mais para já (depois veremos).
Rui LimaJorge Veiga Eles tem todo o tempo do mundo. Idem para os chineses. Perderam aviões? Não sei ...... Tem aviões e helicópteros e drones que chegam e sobram. Tem sucata utilizada no Afeganistão para entreter e tem umas ( bichinhas de rabiar) que causam uns estragos do caraças. Quem diz que a guerra era para uma semana são os comentadeiros...... Depois não é guerra é uma invasão seguida de ocupação. Eles nunca se preocuparam com homens e material. Tem sucata que chegue e mercenários das republicas satélites. O problema como eu digo é que morre gente inocente , metade do país está arrasado e a Europa continua a meter lá os melões que nos fazem falta. O Ocidente vai enfraquecendo militar e financeiramente. Se o Trump ganhar as eleições no dia seguinte cessa a ajuda à Ucrânia. Depois veremos.....
Jorge VeigaRui Lima com o que disseste no fim concordo. O que está no início são presunções que fazes. O armamento russo, tirarndo algumas coisas mais modernas, são do tempo da URSS, o que quer dizer que já estão ultrapassados e por isso a coisa saiu tão mal. Só em nº de soldados poderão ter vantagem, mas se forem armados. Daí estarem a comprar material a outros... e se é como falas, porque raios deixam morrer russos aos molhos? Porque têm muito armamento?
Rui LimaJorge Veiga Primeiro não sei se morrem aos molhos e depois achas que o Putin se preocupa com isso? Quanto ao armamento nem duvides. O problema é a contra informação...... Vou repetir se a Rússia leia-se Putin quiser arrasa a Ucrânia em 24 horas. Só com poderio aério. Depois tem tempo.
David RibeiroRui Lima, quando só se ouve "Rogeiro, Milhazes & Ca Lda" pensa-se como o nosso comum amigo Jorge Veiga... mas há mais informação e muito mais credível e não é só lá para os lados da Rússia. É só dar uma vista de olhos pelos jornais de referência dos EUA.
Jorge VeigaDavid Ribeiro ler a informação que vem do lado da Rússia deve ser muito instrutiva, sim senhor...
David RibeiroJorge Veiga, a informação vinda da Rússia é tão credível como a de Kiev, por isso aconselho a ler a comunicação social de referência dos EUA, a quem não podem acusar de partidarite. Vejam o que dizia o The Telegraph em nov2022 e em dez2023.
a evolução do The Telegraph, Nov. de 22 e Dez. d
Rui LimaJorge Veiga Informo que não sei ler em russo e os canais russos estão bloqueados em Portugal. A minha "informação" é de meu total raciocínio e do pouco que julgo conhecer de estratégia militar. Não é preciso ser bruxo......
Jorge VeigaDavid Ribeiro e por vir aí, eu tenho de acreditar, porque só publicam verdades? Pois...




Sexta-feira, 17 de Março de 2023
Mais armas... mais tanques... e também caças

14322096_486_0_2513_2027_1920x0_80_0_0_a869c0442fa

Em 11mar2023 a primeiro-ministro da Filândia, Sanna Marin, afirmou aquando da sua visita a Kiev, que Helsínquia estaria a estudar o envio dos caças Hornet para a Ucrânia. Na altura dizia-se que Presidente, ministro da Defesa e chefe da força aérea finlandesa foram apanhados de surpresa. Na terça-feira 14mar2023, o primeiro-ministro polaco, Mateusz Morawiecki, garantiu que a Polónia está preparada para ceder à Ucrânia uma quantidade não especificada dos seus 29 caças de fabrico soviético, numa operação que poderia ser feita "dentro das próximas quatro a seis semanas". O governo da Eslováquia aprovou o envio de caças Mig-29 para a Ucrânia, anunciou esta sexta-feira [17mar2023] o primeiro-ministro Eduard Heger, intensificando assim a assistência militar a Kiev. Zelensky pede insistentemente não só tanques de última geração mas também quer misseis e aviões de combate para a sua debilitada força aérea. Mas a NATO tem outras prioridades, como explicou o secretário-geral Jens Stoltenberg: "A nossa prioridade de topo é assegurar a entrega de artilharia pesada e sistemas modernos de defesa antiaérea e respetivas munições. Tudo aquilo de que a Ucrânia precisa para ter equipamentos modernos foi já prometido. Essas são coisas que podem fazer a diferença no campo de batalha". Perante as declarações de Eslováquia e Polónia terem assegurado o envio de caças para o território ucraniano, o Kremlin afirmou hoje que os caças MIG-29 prometidos a Kiev vão ser abatidos e não vão ter influência no conflito. O porta-voz da Presidência, Dmitry Peskov, disse ainda que esta situação "pode causar problemas adicionais à Ucrânia e ao povo ucraniano".

 

  Para memória futura
Na CNN Portugal às primeiras horas de hoje, sexta-feira 17mar2023
17mar.png

Raul Vaz OsorioAi vai, vai
David RibeiroCaríssimo Raul Vaz Osorio... daquilo que todos gostaríamos que acontecesse até ao que verdadeiramente acreditamos que acontecerá, vai uma enorme diferença.
Raul Vaz OsorioDavid Ribeiro ai vai, vai 😅
Francisco Rocha AntunesAí vai, vai
Paulo Teixeira
David tu as vezes ....
David Ribeiro
Diz-me lá, Paulo Teixeira, se aquilo que todos gostaríamos que acontecesse não é diferente do que verdadeiramente acreditamos que acontecerá.
Paulo TeixeiraDavid Ribeiro eu acredito que se luta nas praias. Nos caminhos, que se luta quando ninguém acha que se vai ganhar. Mas até ao último fôlego e cartucho. Mas não se pode ceder. Nas palavras nos actos e na vontade. Não se cede.
Antero FilgueirasQuem fez general este Agostinho Costa, deveria ser preso ao fundo de um navio.
Albertino Amaral
Amigo David Ribeiro, também acho que a Ucrânia vai mesmo ganhar a guerra, mas o Putin não vai poder assistir a essa vitória..... Não vai cá estar........

 


tpi-sede-haia-848x477.jpegA notícia "bomba" de hoje foi o Tribunal Penal Internacional ter emitido mandado de prisão de Putin (e também a comissária pelos direitos das crianças do gabinete do presidente da Federação Russa, Maria Lvova-Belova) por acusações de crimes de guerra na Ucrânia. Os juízes dizem que o mandado de prisão foi emitido devido ao suposto envolvimento do presidente russo em sequestros de crianças ucranianas. Como era de esperar Moscovo diz que a decisão do tribunal não tem sentido. É obvio que ninguém fica indiferente às alegadas e ainda mal explicadas chegada de menores ucranianos a território russo, mas do que gostaríamos que acontecesse neste caso até ao que acreditamos que acontecerá, vai uma enorme diferença.
  
O Tribunal Penal Internacional (TPI) investiga e, quando justificado, julga indivíduos acusados ​​dos crimes mais graves que preocupam a comunidade internacional: genocídio, crimes de guerra, crimes contra a humanidade e crime de agressão. O Tribunal está participando de uma luta global para acabar com a impunidade e, por meio da justiça criminal internacional, o Tribunal visa responsabilizar os responsáveis ​​por seus crimes e ajudar a impedir que esses crimes voltem a acontecer. ​​O Tribunal não pode atingir esses objetivos sozinho. Como tribunal de última instância, procura complementar, e não substituir, os tribunais nacionais. Governado por um tratado internacional chamado Estatuto de Roma, o TPI é o primeiro tribunal penal internacional permanente do mundo.



Captura de ecrã 2023-03-18 095554.png



Publicado por Tovi às 16:00
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2023
Um é considerado pró-Putin e o outro anti-Putin...

...mas não há nada como ver e ouvir o que os majores-generais Agostinho Costa e Isidro de Morais Pereira, que estiveram na noite de terça-feira [17jan2023] na CNN Portugal para analisar os recentes desenvolvimentos da guerra na Ucrânia, começando desde logo com a crescente pressão sobre a Alemanha para o envio dos tanques Leopard 2. E depois cada um tire as suas conclusões.

Captura de ecrã 2023-01-19 213552.jpg
A análise da guerra por Agostinho Costa e Isidro de Morais Pereira

Albertino Amaral
Isto quererá dizer que os tanques fabricados pelos alemães, estão " emprestados " a outros países ? . Daí a impossibilidade de serem utilizados sem autorização, certamente... Esquisito...
Francisco Bismarck"aliados"? Nao sabia que, além da Ucrânia, havia mais paises em guerra com A Rússia

 

  Público de 19jan2023 às 19h31
Captura de ecrã 2023-01-19 214931.jpgO primeiro-ministro polaco, Mateusz Morawiecki, declarou que a aprovação de Berlim para o envio de carros de combate Leopard 2, de fabrico alemão, para a Ucrânia, “é secundária”. “Ou obtemos acordo [para o envio] rapidamente, ou faremos nós mesmos o que é correto”, declarou Morawiecki na quarta-feira à noite à agência de notícias polaca PAP, quando regressava do fórum de Davos. O Governo alemão já declarara, antes, que um envio sem autorização alemã seria “ilegal”, já que é formalmente necessária a luz verde do país fabricante para a reexportação. [Notícia completa aqui]

 

Al Jazeera 19jan2023 
Captura de ecrã 2023-01-19 224227.jpgA Rússia alerta para uma escalada “extremamente perigosa” se a NATO enviar armas pesadas, como tanques de batalha e sistemas de mísseis de longo alcance para a Ucrânia. A declaração de cautela do Kremlin na quinta-feira veio antes de uma reunião de doadores importantes, enquanto os países ocidentais consideram enviar equipamentos militares mais poderosos para a Ucrânia com as forças russas intensificando os ataques para proteger o território.
  
Albertino Amaral
O que me parece, é que o " bluff " da Rússia, lá vai funcionando, e o resto é conversa...
Antero Filgueiras
Pois claro, se o ocidente enviasse fisgas decerto não haveria qualquer problema. O grande problema da Rússia é que o Ocidente está-se a "cag..r" para aquilo que diz Putin e a sua seita de doidos varridos. Tudo ratos ladrões e corruptos, que estão proibidos de sair do buraco. O Czar foi chutado pelo povo e estes terão igual tratamento.
Paulo Barros Vale
Por cá temos gente a apoiar esta escroqueria russa

 

  Al Jazeera 20jan2023
Captura de ecrã 2023-01-20 102816.jpgAutoridades de defesa de cerca de 50 países estão reunidos hoje na Base Aérea de Rammstein na Alemanha, para elaborar uma futura ajuda militar à Ucrânia. A medida ocorre perante as divergências contínuas sobre quem fornecerá os tanques de guerra que Kiev diz serem desesperadamente necessários para recapturar os territórios ocupados pela Rússia. Para já, e sem se fazer referência específica aos tanques de guerra, os EUA anunciaram um adicional de 2,5 mil milhões de US$ em ajuda militar para a Ucrânia na quinta-feira, incluindo mais veículos blindados e munições. A Finlândia também anunciou 400 milhões de euros em equipamentos de defesa para a Ucrânia.
  
Isabel Sousa Braga
Haja dinheiro para alimentar a guerra porque para os povos europeus que comam bosta 😵. Negociar não dá dinheiro.
Diogo Quental
Haja dinheiro para obrigar os invasores a recuar, para que os povos europeus possam continuar a ser livres e a fazerem a sua vida normal todos os dias.

Captura de ecrã 2023-01-20 154823.jpg

Responsáveis pela Defesa de cerca de 50 países estão reunidos na Alemanha para discutir mais uma futura ajuda militar à Ucrânia. O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, intensificou seu pedido por mais armas no início da reunião, dizendo que a guerra iniciada pela Rússia “não permite atrasos”. O ministro da Defesa alemão, Boris Pistorius, faz uma declaração durante a reunião do Grupo de Contacto de Defesa da Ucrânia na Base Aérea dos EUA em Ramstein, oeste da Alemanha, dizendo que Berlim continua hesitante em fornecer os tanques de guerra que Kiev argumenta que precisa para vencer a guerra e que nenhuma decisão sobre o Leopard 2 de fabricação alemã foi tomada ainda.

Rui Lima
Já se percebeu que será uma utopia a Ucrânia suster a invasão e impossível ganhar uma guerra à Rússia. A solução passa por negociações e o mais rápido possível. O Ocidente não pode envolver-se mais neste confronto.
Jorge Veiga
Rui Lima depois da Ucránia vai a Moldávia, a Estónia, a Letónia e a Europa fica a ver para não se envolver. Quando chegar à fronteira de Portugal, vamos para a guerra.
Rui LimaJorge Veiga Não sei mas a verdade é que já entramos no conflito indirectamente e não vejo as coisas a evoluírem, o que vejo são as populações civis a sofrer.
Jorge VeigaRui Lima Os Ucranianos não querem nada com os russos, porque se fartaram de serem os serviçais deles. Como todos os países que fazem parte da Federação Russa, estão debaixo das ordens de Putin e seu séquito, pelo que ouvimos falar da Rússia e não ouves falar dos outros. Espezinhados durante a União Soviética, os Ucranianos mostraram os tomates e disseram que não querem mais nada com Moscovo. Até podem perder a guerra, mas ficam com a paz interior de tudo terem feito para que tal não acontecesse.

 

  CNN Portugal às 16h42 de hoje
Captura de ecrã 2023-01-20 173917.jpgPortugal vai enviar para a Ucrânia um segundo conjunto de 14 veículos blindados de transporte de pessoal M113, oito geradores de grande capacidade para produção de energia elétrica, mais munições de 120mm e mais duas toneladas de equipamento médico e sanitário. O anúncio foi feito pela ministra da Defesa Nacional, Helena Carreiras, durante a reunião do Grupo de Contacto para a Defesa da Ucrânia, que se reuniu presencialmente esta terça-feira, em Ramstein, na Alemanha. No que respeita aos carros de combate Leopard 2, a ministra da Defesa Nacional reiterou a oferta de treino nesta tipologia carros de combate e manifestou a disponibilidade do Governo português para identificar, de forma coordenada com os seus parceiros, formas de apoiar a Ucrânia com esta capacidade.
 
Jorge Rodrigues
Quando precisámos do apoio da NATO na defesa dos estados portugueses do ultramar/províncias ultramarinas ninguém nos ajudou e a NATO mandou nos dar uma volta… É assim a hipocrisia humana…
José Manuel Nero
Jorge Rodrigues 👏👏👏👏👏👏
Joaquim FigueiredoJorge Rodrigues Angola, Moçambique, Guiné eram povos com identidade própria. Eram colonizados como a Rússia quer colonizar um país independente
Jose Pinto PaisJorge Rodrigues depois destes anos todos depois do 25 de Abril nem me passava pela cabeça ver um comentário deste calibre. Só falta terminar com a mazima Fascismo sempre viva o Salazar
Paulo Barros ValeJorge Rodrigues e deviamos defender territórios da ultima potencia colonial do mundo, deixando morrer a juventude que não queria a guerra sem sentido?
Luis BarataJoaquim Figueiredo lembro que foi exactamente a Rússia a mentora e instigadora da nossa guerra colonial!
Luis BarataPaulo Barros Vale e abandonar Portugueses á sua sorte, não os defender de chacinas?...
Luis BarataJose Pinto Pais sim, esse enorme Estadista, Português maior.
Isabel Sousa BragaMandem tudo só não mandem os nossos filhos. 😥. Cambada
Jose Bandeira
Essa é a contribuição dos ucranianos!
Helder Ferreira
1o os ucranianos e depois lá no fundo se houver tempo alguns portuguses em especial do PS, e por fim os verdadeiros portugueses que andam a sustentar isto... 
Francisco BismarckPaulo Barros Vale resposta a Joaquim Figueiredo. A " identidade própria ria da Guiné era notável. 14 etnias com linguas e religioes diferentes. A de Moçambique tb. Então Macuas e Macondes sempre se deram muito bem. E em Angola, 30 anos de guerras tribais provam essa identidade claramente. E logo em 61 os bacongos mataram bailundos gostosamente. Ora bolas, é tão fácil mandar palpites sobre o que se ignora
Paulo Barros ValeFrancisco Bismarck portanto o mais certo para países criados a régua e esquadro ou pela força da subjugação é manter uma coisa inexistente que se chama colonialismo branco sobre a pretalhada 💩
Francisco Bismarck
Paulo Barros Vale talvez tivesse sido bom ter perguntado aos cidadãos que futuro pretendiam. Devolvo a prenda por erro de destinatário e adequação ao remetente
Luis Barata
Francisco Bismarck exactamente! E á conta dessa veleidade criminosa que foi a tal descolonização exemplar morreram 10.000.000 ! Nas guerras que se sucederam, na falta de assistencia, nas fomes, na doença, etc, até hoje! Ninguém fala disso.
Jorge LiraSe os leopard nunca vieram a Portugal como é que se vai dar formação ? Grande treta
David RibeiroJorge Lira, nós temos 37 destas unidades... se as queremos ceder à Ucrânia é outro assunto.
Jorge LiraDavid Ribeiro as coisas em que gastamos dinheiro....m



Publicado por Tovi às 07:28
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Maio 2024
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Posts recentes

Cidades da Ucrânia caem p...

Se não houver apoio dos E...

Mais armas... mais tanque...

Um é considerado pró-Puti...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus