"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Quarta-feira, 11 de Janeiro de 2017
Ecopista na Ponte Maria Pia

É fundamental salvar esta histórica ponte.

Ponte Maria Pia Dez2016.jpg

  JPN - 21Dez2016

A Direção Municipal de Urbanismo da Câmara do Porto está a finalizar um estudo que tem em vista a construção de uma ecopista sobre o tabuleiro da Ponte Maria Pia, inativa desde 1991, numa ligação entre Vila Nova de Gaia e a Estação de Campanhã. Além deste troço, de aproximadamente um quilómetro, está também prevista a reabilitação do ramal que fazia a ligação entre a Estação de Campanhã e a Alfândega do Porto, o qual tem um extensão de aproximadamente 3,9 quilómetros. Os técnicos camarários querem ainda estender a ecopista a oeste, numa ligação entre a Estação de Campanhã e o Parque Oriental da cidade, numa distância a rondar os dois quilómetros. Trata-se de “um projeto partilhado com a Câmara de Gaia”, de acordo com o vereador do Urbanismo Manuel Correia Fernandes, que explicou o projecto,juntamente com o diretor municipal do Urbanismo, José Duarte. O estudo prévio deve ficar pronto na Primavera do próximo ano. As câmaras municipais têm depois de negociar com a Infraestruturas de Portugal, proprietária da ponte, a concessão de utilização. Uma vez que a Ponte Maria Pia está classificada como monumento nacional desde 1982, vai ser ainda preciso o aval da Direção Geral do Património Cultural. Os responsáveis autárquicos mostram-se otimistas, uma vez que, asseguram, as entidades que têm uma palavra a dizer no processo têm sido envolvidas. Por outra parte, frisa José Duarte, “a intervenção que está prevista na Ponte D. Maria é absolutamente minimalista. Deverá ser feito um tabuleiro em madeira em cima do existente e lateralmente haverá uma proteção para que as pessoas não passem, ou não tentem passar, ao espaço marginal da linha férrea, será em vidro ou grade muito leve de modo que de fora ninguém se possa aperceber que houve uma intervenção na ponte para que ela passasse a ser pedonal”. O projeto está orçado em 5,5 milhões de euros, sendo uma fatia considerável destinada a meios mecânicos nos quais residirá a grande inovação deste projeto.
A ecopista em estudo pela CMP tem dois troços distintos. Um é aquele que liga Vila Nova de Gaia a Porto-Campanhã. Um troço até 1991 integrado na Linha do Norte que foi desativado quando a operação na Ponte Maria Pia passou para a Ponte de São João. O segundo troço, tem início em Campanhã e segue, pela escarpa e pelo interior da terra, até à Alfândega. Passa abaixo da Ponte Dona Maria – é neste ponto que a câmara pretende ligá-los – segue pelas Fontaínhas, Guindais, Ribeira e vai desembocar no atual parque de estacionamento da Alfândega. Essa linha esteve aberta entre 1888 e 1989. Tem cerca de 3,9 quilómetros de comprimento e três túneis. O mais extenso deles tem mais de um quilómetro e encontra-se no final do percurso, a chegar à Alfândega. A linha serviu exclusivamente para o transporte de mercadorias mas perdeu relevo com a abertura do Porto de Leixões (para onde a linha prossegue a partir de Campanhã).

 

  Comentários no Facebook

«Jose Riobom» - Acho que sim... já a atravessei dezenas de vezes.... e sempre achei um local excelente para a pratica de buggie jumping... ou suicidio... [Emoji wink;-)]

«Ricardo Monteiro» - Já não era sem tempo... É um crime uma ponte tão bela estar inutilizada à 25 (!?!) anos!!!

«Paul F. Summers» - Sim já devia estar feito mas em termos de mobilidade suave as escadas rolantes não são a melhor forma, a não ser que sejam especiais, pois não permitem a utilização por Cadeiras de Rodas !

«Ricardo Monteiro» - E utilizar todo o ramal ferroviário q está desativado e q têm umas vistas fantásticas sobre o rio Douro!!!

«Paul F. Summers» - Qto à reativação dos elevadores da arrábida é uma excelente iniciativa e seria melhor ainda se inserida num Caminho de Santiago, o que eu chamo da Praia, que depois seguisse pelo parque da Pasteleira, ou foz, e utilizasse as estruturas pouco utilizadas dos Socorros a Náufragos (já agora q se relacionasse com o observatório de aves da apdl), ali ao Cálem, apoio da Pousada da Juventude, estrututras não utilizadas do lago do parque da pasteleira e seguisse por serralves para o parque da cidade, utilizando mais estruturas e aí seguisse para matosinhos. É claro que isto necessitaria toda uma adequação e projecto da cidade na marcação e capacitação dos caminhos de santiago no Porto ! !

«Jovita Fonseca» - Um projecto com interesse para a Cidade...Uma paisagem lindíssima! É sempre uma mais valia, mas exigirá muita despesa e tudo tem que ser equacionado, porque o Porto tem muito para reabilitar...com objectivo de melhorar a qualidade de vida dos cidadãos.

«Jorge Silva» - O que se está a tentar fazer aqui, é deslocar algum do turismo do centro histórico Aliados - Ribeira, para a parte oriental da cidade, para descongestionar o centro e promover a reabilitação zona Campanhã, como se já está a fazer no reabilitação do edificío do antigo matadouro

«António Conceição» - Sempre defendi (e defendo) o projecto de transferir a ponte D. Maria para o centro da cidade, remontando-a nos terrenos da antiga fábrica aurifícia, na rua dos Bragas. Ouvi dizer custaria seis milhões de euros. Não me parece excessivo. É arrojado e chocante, mas criativo. Uma ponte a ligar duas margens de um rio, milhares de cidades têm. Uma ponte no centro da cidade sem ligar nada, só o Porto teria.

«Paul F. Summers» - Desinserir a ponte do seu contexto orginal, histórico, geográfico e funcional e tratá-la como uma grande escultura e objecto museográfico não me parece do mais adequado, acho q só numa situação extrema ! Acho que se honra muito mais a ponte no seu contexto criando espaço público, alargando o centro histórico em termos de fluxo e dando-lhe uma função. Acho excelente a ideia de reutilizar as vias férreas como está pensado e como se faz. Tratar a ponte como objecto decorativo urbano e chamariz, para lhe dizer a verdade, acho um pouco kitsch António Conceição !

«António Conceição» - E é kitsch. Como a Torre Eiffel, em Paris, também o é. Um farol descontextualizado que muitos, e bem, queriam ver desmontado depois da exposição universal.

«Paul F. Summers» - Sim é verdade, originalmente há certas coisas que se estranham e que depois se entranham. São reações automáticas e primárias e a adaptação humana é muito versátil ! Mas mesmo assim acho que podendo manter a função dentro do espírito original é mais correcto ! Não acha ?

«David Ribeiro» - “…originalmente há certas coisas que se estranham e que depois se entranham” – Lembram-se do barulho que houve com o Cubo da Ribeira?... Vão lá agora tirá-lo e verão que até cai o Carmo e a Trindade.

«António Conceição» - Em rigor, Paul F. Summers, nem eu tenho a certeza de apreciar a solução que propus (isto é, que apoiei. Não sou o seu autor). Mas acho que vale a pena discutir tudo de forma ampla e aberta, sem nos limitarmos às soluções mais evidentes.

«Paul F. Summers» - Na verdade essa solução nem seria muito original pois sendo uma ponte Eiffel e o mesmo tipo de engenharia seria demasiado cópia a Paris. Agora qto a discutir qto mais melhor pois abre-se caminho a boas soluções e à participação de que somos deficitários e é algo que faz falta e sentido promover. O Cubo até deu nome à Praça embora ainda o ache pouco harmonioso com a envolvente, mas como dizem Nuestros Hermanos (ou serão primos?), "Para gustos, colores !"



Publicado por Tovi às 09:25
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 23 de Outubro de 2009
Manuel Correia Fernandes

Como número dois da lista do PS e com a recusa de Elisa Ferreira em assumir o cargo de vereadora na Câmara do Porto, vai ser este arquitecto e professor catedrático na FAUP (Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto) o novo líder da oposição na autarquia portuense.



Publicado por Tovi às 12:42
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


Posts recentes

Ecopista na Ponte Maria P...

Manuel Correia Fernandes

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus