"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Quinta-feira, 6 de Abril de 2017
Vai um Moscatel?

CAM00725-2.jpg

A “Dica da Semana” é uma revista promocional do LIDL onde se encontram vários artigos interessantes e esta semana lá estava um sobre uma das minhas paixões no que toca aos nossos vinhos fortificados.

Uma sugestão da “Dica da Semana” para os fins-de-tarde quentes que se aproximam:

Moscatel com laranja e canela
5 cl de vinho Moscatel + sumo de laranja q.b. + 1 pau de canela + ½ rodela de laranja.

Servir em copo “long drink” com dois ou três cubos de gelo.



Publicado por Tovi às 08:29
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 30 de Dezembro de 2016
Alambre colheita de 2010

Alambre 2010 Colheita.jpg

Entre as muitas prendas que o Pai Natal me trouxe (sim… eu portei-me bem todo o ano) está um fabuloso Moscatel Roxo de Setúbal – Alambre colheita de 2010 – da ”José Maria da Fonseca Vinhos SA” em Azeitão, um vinho generoso produzido a partir da casta Moscatel na sua versão rosada, mais rara e exclusiva, o Moscatel Roxo. É, sem sombra de dúvida, um aperitivo de alta qualidade.



Publicado por Tovi às 17:10
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 17 de Dezembro de 2012
Moscatel de Setúbal Venâncio da Costa Lima

Que me perdoem todos os meus queridos amigos do Douro, mas “Moscatel” é o de Setúbal. É verdade que não estamos a falar da mesma casta – no Douro é o “Moscatel Galego” e em Setúbal é o “Moscatel Roxo” – mas, na minha humilde opinião os vinhos licorosos feitos na região de Azeitão são superiores aos da região duriense. Abriu-se hoje cá em casa uma garrafa de Moscatel de Setúbal Venâncio da Costa Lima - vinho premiado no Concurso “Muscats du Monde 2011” com “Medalha de Ouro” – e digo-vos que é qualquer coisa de divinal: Aspecto muito límpido, lágrima persistente e de cor laranja; No nariz apresenta notas de casca de laranja, mel e frutos secos; Na boca é doce, muito doce, um pouco untuoso até, mas com perfeito equilíbrio; Final de boca muito longo e persistente.


«Gonçalo Graça Moura» in Facebook >> 2 comentários: não convidaste e temos que fazer um frente a frente acompanhado de um bom serra ou terrincho... talvez uma prova cega ;)

«David Ribeiro» in Facebook >> Pois é, caro Gonçalo Graça Moura... Temos que marcar dia, hora e local :-)

«Antero Filgueiras» in Facebook >> Moscatel... de FAVAIOS.

«David Ribeiro» in Facebook >> Sim, meu caro amigo Antero… O “Favaios” é seguramente uma das bebidas mais consumidas em Portugal (dizem-me que se fazem mais de cinco milhões de litros por ano), concorrendo directamente com bebidas afamadas, como por exemplo o Martini. Mas a produção de moscatéis no Douro está altamente condicionada ao vinho nobre da região - o Vinho do Porto - muito mais rentável do que todos os outros fortificados, pelo que não há grande interesse económico em proteger e desenvolver a vitivinicultura da casta “Moscatel Galego”, a típica da região duriense.

«Antero Filgueiras» in Facebook >> Caro David, temos de marcar: uma prova cega; e quartos para dormir depois da prova. Forte abraço com votos de um Excelente Natal... sem Troika.

«Rui Gonçalves» in Facebook >> Bom gosto é bom gosto, mais nada!

«Sérgio Ribeiro» in Facebook >> Caro David Ribeiro, confirmo essa apreciação, degustei à algum tempo esse “Moscatel Roxo” e dou nota 10 a esse licoroso.

«Fátima Sousa» in Facebook >> Estou plenamente de acordo «...que me perdoe Favaios»...




Quarta-feira, 12 de Outubro de 2011
Feira de Vinhos do Continente 2011

No que se refere a Fortificados e Colheitas Tardias a Feira de Vinhos do Continente deste ano (de 27 de Setembro a 16 de Outubro) está muito fraquinha. Vejamos: Três Moscatel de Setúbal; Um Moscatel do Douro; Um Porto Tawny, um Porto Reserva Especial e um Porto LBV 2007; Duas Colheitas Tardias (uma Regional Tejo e a outra DOC Douro).


«Pingus Vinicus» in The Wizard Apprentice >> As feiras estão todas muito pobres e cada vez menos. Tirando a do ECI, o resto não tem muito interesse, mesmo pensado na lógica do leva 6 paga 5, porque se olharmos para o ano, é possível ter acesso a este tipo de promoções, por conseguinte parece-me que nem mesmo para o cliente mais standard possa ser um momento a aproveitar ...cada vez menos interessantes.

«David Ribeiro» in The Wizard Apprentice >> ...é verdade que as feiras de vinhos das grandes superfícies não são aquilo que nós desejávamos, mas ainda dá para fazer umas comprinhas.

«Vitor Marques» in The Wizard Apprentice >> Então a deste ano do Continente está mesmo muito fraquinha!

«Pingus Vinicus» in The Wizard Apprentice >> Vitor Marques, estás a ser elegante.

«Vitor Marques» in The Wizard Apprentice >> Se não fosse diria mesmo que está uma grandessíssima merda :D

«Pingus Vinicus» in The Wizard Apprentice >> Mesmo olhando para preços não me parecem, genéricamente, interessantes. E já cheguei a comprar mais caro nas feiras do Inter, Continente do que no ECI. Curioso... São feiras para poupar dinheiro. Isto é poupa-se dinheiro ao não comprar :) É a troika a funcionar :)

«Vitor Marques» in The Wizard Apprentice >> O problema é que uma marca como esta deveria ter uma selecção de vinhos uma bequinha melhor ! Só um cadinho que fosse ... :D

«Nuno Gonçalo Monteiro» in The Wizard Apprentice >> A do Jumbo para coisas <=7€ até está bastante razoável

«Vitor Marques» in The Wizard Apprentice >> Por falar nisso, mesmo um pouco mais caro, fiquei vivamente contente com o Rufo do Van Zeller ! ;)

«Pingus Vinicus» in The Wizard Apprentice >> Nuno Gonçalo Monteiro, é? Das que visitei apenas saltou à vista do ECI, apesar de nada estrondoso, está muito à frente.

«Casa de Cello» in The Wizard Apprentice >>  mas estamos a falar de colheitas tardias ou vinhos de sobremesa?

«Pingus Vinicus» in The Wizard Apprentice >> Vitor, nunca lhe peguei. Achei curioso o Vinhas Velhas de Lua Cheia e o Vinhas Velhas de Lua Nova :)

«Vitor Marques» in The Wizard Apprentice >> Pingus Vinicus, tens de conhecer o Rufo! Em termos de qualidade/preço é brutal!

«Pingus Vinicus» in The Wizard Apprentice >> Vou, então, ter que provar ;) o que é uma chatice ;)

«Gonçalo Henriques» in The Wizard Apprentice >> Na feira de vinhos do jumbo comprei as seguintes garrafas que vou descrever sem referir nomes, vou basear-me nos preços de uma grande garrafeira e com preços bastante competitivos: Garrafa 1 de valor 12,10, preço de feira 7,49. Garrafa 2 devalor 10,90, preço de feira 8,99 garrafa 3 de valor 9,90, preço de feira 7,90 Garrafa 4 de valor 21,90, preço de feira 17,90. No total são menos 12,50 eur assim por alto, já ajuda para fazer um petisco. Comprei estas porque já as conheço e tinha na garrafeira apenas um exemplar de cada e podia saber a pouco no dia que as abrir, assim tenho 2. ;)

«David Ribeiro» in The Wizard Apprentice >> Foi também no Jumbo que eu gastei o dinheirinho que tinha no mealheiro para estas coisas.

«Gonçalo Henriques» in The Wizard Apprentice >> Pois... ainda era para levar mais um para provar, vou dizer porque não comprei nem sei o preço dela, por isso não sabia se era caro ou barato, era o duas pedras tinto, gostei muito do pedra basta e queria levar uma para provar mas acabei por me esquecer mesmo.

«Fernando Souto» in The Wizard Apprentice >> Herdade do Portocarro 2008 no jumbo a 5,999 euros

«Gonçalo Henriques» in The Wizard Apprentice >> Essa foi uma das que levei de 2006, havia também de 2007, mas de 2008 ainda não vi nenhuma, e não foram 5,99, mas 7,49 e já foi bem bom! :)

«Ricardo Oliveira» in The Wizard Apprentice >> Pingus Vinicus, alguma coisa mesmo interessante no ECI (em termos de preço)?

«Pingus Vinicus» in The Wizard Apprentice >> Ricardo Oliveira, olha comprei um vinho branco da COOP da Covilhã, não sei se o preço interessante. Monte Serrano Reserva, que mereceu os 5€ e tal. Olha o Valle Pradinhos 2007 esta a 7€ e tal, mais barato que em outras superfícies.

«Ricardo Oliveira» in The Wizard Apprentice >> Pingus Vinicus, era um confesso apaixonado do Valle Pradinhos, Branco (Malvasia... hmmm); no entanto fiquei desapontado há uns meses quando bebi o primeiro 2007. Podia ser uma garrafa má....

«Pingus Vinicus» in The Wizard Apprentice >> Ricardo Oliveira, percebo-te perfeitamente, pois tb era um apaixonado. Apontemos para as garrafas que bebemos :)



Publicado por Tovi às 07:15
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 24 de Fevereiro de 2009
Feiras de "Queijos, Enchidos & Vinhos" (II)

No que se refere a vinhos podemos dizer que a feira de “Queijos, Enchidos & Vinhos” do Jumbo (19 de Fevereiro a 4 de Março) está mais fraca que a do Continente (6 a 24 de Fevereiro), mas no geral apresenta preços mais agradáveis (p.ex.: “Castelo Rodrigo DOC Beiras Tinto 2004” - 2,19€ no Jumbo / 2,89€ no Continente).

I) Constatamos também que no Jumbo nem todas as regiões estão representadas (incompreensivelmente não apresentam “vinho verde”)... e espumantes também não há (na feira do Continente temos dois espumantes interessantes: "Caves São João Reserva 2006" a 3,99€ e o "Luís Pato Baga" a 5,69€);
II) Nos fortificados o Jumbo só tem dois "Vinho do Porto" ("Ramos Pinto Quinta da Ervamoira Vintage 2004" a 29,85€ e "Cálem 10 Anos" a 15,97€) e um "Moscatel de Setúbal" (O Continente tem quatro "Vinho do Porto", dois "Moscatel de Setúbal" e outros dois "Moscatel do Douro");
III) O Continente tem mais variedade (93 vinhos contra 45 do Jumbo), mais regiões representadas (13 contra as 10 do Jumbo) e uma melhor simbologia de referência;
IV) O Continente tem ainda seis variedades de vinhos “Bag in Box” (dois brancos e quatro tintos; em 3L e 5L; marcas: Alandra, Prado, Araminho e Pedras Negras) e alguns acessórios com interesse, dos quais destaco o “Tira Nódoas para Vinho Tinto Instantâneo Wine Away” (9,99€ a embalagem de 240ml) e a “Cave de Vinhos Mobicool D60” com uma capacidade de seis garrafas, ao preço de 69,90€.



Publicado por Tovi às 07:56
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 25 de Fevereiro de 2008
Portal Moscatel do Douro

Abri neste último fim-de-semana uma garrafinha de Portal Moscatel do Douro (Sociedade Quinta do Portal S.A.)...

 
E é mesmo como diz Pedro Gomes no Guia de Vinhos Portal Portugal 2008 em prova feita em Julho de 2007: Cor dourada, muito brilhante; Perfil muito direccionado para as notas de mel e casca de laranja com a untuosidade do ataque a reforçar essas impressões aromáticas; Doce e persistente num estilo que os apontamentos de compota ganham protagonismo à medida que o vinho areja; Já experimentou com bolo inglês? Funciona muito bem.

 
Pois é!... É mesmo muito agradável este vinho fortificado feito com uvas Moscatel Galego e que comprei no Continente de Matosinhos em Outubro de 2006 ao preço de 6,99€/75cl.
Não acompanhou um bolo inglês, mas também ligou muito bem com o panetone que me trouxeram esta semana de Moncalieri, uma muito bonita localidade na região do Piemonte em Itália.



Publicado por Tovi às 18:45
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9


23
24

25
26
27
28
29
30
31


Posts recentes

Vai um Moscatel?

Alambre colheita de 2010

Moscatel de Setúbal Venân...

Feira de Vinhos do Contin...

Feiras de "Queijos, Enchi...

Portal Moscatel do Douro

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus