"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Sexta-feira, 26 de Junho de 2020
Prestação de contas do ano 2019

AMP 25jun2020 01.jpg
(Assembleia Municipal do Porto, ontem à noite, no Rivoli - Foto de Vicente Ferreira da Silva)

Só com as boas contas dos últimos anos é que o Município do Porto vai poder encarar a crise económica que se aproxima com outra capacidade, segurança e, sobretudo, esperança no futuro.

Este ponto 1 da OT da Assembleia Municipal do Porto – Deliberação sobre a Prestação de Contas do ano económico de 2019 - foi aprovado com os votos contra do BE e a abstenção do PS, CDU, PSD e PAN e com os votos a favor dos deputados do movimento "Rui Moreira: Porto, o Nosso Partido".

Rui Sá / CDU - O município vai ter uma "quebra na receita relativamente ao Imposto Municipal de Transações (IMT), derrama e taxa municipal turística".

Rui Moreira / CMP - "Nós não vamos aumentar os impostos. Não é nesta altura que vamos aumentar os impostos, e sabem por que é que não vamos aumentar? Porque não os baixamos".

Rui Lage / PS - Apesar de "reconhecer o rigor das contas apresentadas", afirmou não "acompanhar o executivo na obsessão do défice zero e do investimento". "Acreditamos que é possível investir mais e achamos que é possível executar mais investimento".

Pedro Lourenço / BE – O saldo de gerência de 97,7 milhões de euros traduz "uma opção política e incapacidade de realizar despesas do orçamento" e não "uma estratégia de poupança".

Francisco Carrapatoso / PSD – O relatório continua a assentar "em contas desequilibradas no que se refere ao saldo de receitas e de despesas" e reflete que "os portuenses pagaram impostos que não são necessários para assegurar que as contas estão equilibradas".

André Noronha / Mov. 'Rui Moreira: Porto, o Nosso Partido' – Investimento de 68,4 milhões de euros, mais 8,8 milhões do que em 2018, principalmente por um aumento de investimento nas empresas municipais Domus Social e GO Porto.



Publicado por Tovi às 09:46
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 23 de Junho de 2020
São João do Porto

Fui ontem à WikiPédia, para um trabalhito que estou a elaborar… e o que lá está escrito sobre o São João do Porto até não é desprezível.


1024px-Festa_de_Sao_Joao_(Porto).jpg
(A Praça da Ribeira, na noite de São João - Hugo Cadavez 2008jun23)

O São João do Porto é uma festa popular que tem lugar de 23 para 24 de Junho na cidade do Porto, em Portugal. Oficialmente, trata-se de uma festividade católica em que se celebra o nascimento de São João Batista, que se centra na missa e procissão de São João no dia 24 de Junho, mas a festa do São João do Porto tem origem no solstício de Verão e inicialmente tratava-se de uma festa pagã. As pessoas festejavam a fertilidade, associada à alegria das colheitas e da abundância. Mais tarde, à semelhança do que sucedeu com o Entrudo, a Igreja cristianizou essa festa pagã e atribui-lhe o S. João como Padroeiro.
Trata-se de uma festa cheia de tradições, das quais se destacam os alhos-porros, usados para bater nas cabeças das pessoas que passam, os ramos de cidreira (e de limonete), usados pelas mulheres para pôr na cara dos homens que passam, e o lançamento de balões de ar quente. Tradicionalmente, o alho-porro era um símbolo fálico da fertilidade masculina e a erva cidreira dos pelos púbicos femininos. A partir dos anos 70, foram introduzidos os martelos de plástico que desempenham o mesmo papel do alho-porro, tendo, curiosamente, também um aspeto fálico. Nos anos 70, nas Fontainhas, vendia-se ainda, na noite de S. João, pão com a forma de um falo com dois testículos, atestando muito claramente as conotações da festa com as antigas festas da fertilidade. Existem, ainda, os tradicionais saltos sobre as fogueiras espalhadas pela cidade, normalmente nos bairros mais tradicionais; os vasos de manjericos com versos populares são uma presença constante nesta grande festa e o tradicional fogo de artifício à meia-noite, junto ao Rio Douro e à ponte Luís I. O fogo de artifício chega a durar mais de 15 minutos e decorre no meio do rio em barcos especialmente preparados, sendo acompanhado por música num espetáculo multimédia.
Além de tudo isto, existem vários arraiais populares por toda a cidade do Porto especialmente nos bairros das Fontainhas, Miragaia, Massarelos, entre outros. Nos arraiais, normalmente, existem concertos com diversos cantores populares acompanhados, quase sempre, por comida, em especial, o cabrito assado e mais recentemente grelhados de carnes e também sardinhas. A festa dura até às quatro ou cinco horas da madrugada, quando a maior parte das pessoas regressa a casa. Os mais resistentes, normalmente os mais jovens, percorrem toda a marginal desde a Ribeira até à Foz do Douro onde terminam a noite na praia, aguardando pelo nascer do sol.
Não se conhece com rigor quando teve início a festa do São João do Porto. Sabe-se, pelos registos do Séc XIV, já que Fernão Lopes, por essa altura se terá deslocado ao Porto para preparar uma visita do Rei, tendo chegado na véspera do S. João, deixou escrito na Crónica que era um dia em que se fazia no Porto uma grande festa, descrevendo-a e como era vivida pelas gentes do Porto.
É no entanto possível que essa festa fosse mais antiga, pois existia uma cantiga da época que dizia até os moiros da moirama festejam o S. João.
Era também no dia de S. João que a Câmara Municipal do Porto se reunia em Assembleia Magna, que corresponderia à atual Assembleia Municipal, reunião essa realizada no Claustro do Mosteiro de S. Domingos, pelo seu grande espaço, onde se procedia à eleição dos Vereadores e onde se tomavam as decisões mais importantes para a cidade.

 

   11h50 da Noite de São João

Nós sabíamos que este ano era necessário um SÃO JOÃO especial… e assim foi. E perto da meia-noite a Praça Almeida Garrett estava assim.
(Foto de “Autocarros do Porto”)
Porto São João.jpg

 

   Expresso online

Anotação 2020-06-24 152957.jpg
“Parece um enterro”, mas não foi… foi sim uma afirmação coletiva e consciente de quem acredita no futuro, como os portuenses acreditam, e por isso são capazes de sacrificar o presente.



Publicado por Tovi às 07:20
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 22 de Junho de 2020
Nuno Markl em guerra com Rui Moreira

nuno markl.jpg

Diz Nuno Markl, atacando o autarca do Porto depois da proibição do espetáculo de Bruno Nogueira, que por cá “se faz uso demagógico da velha ideia de que a cultura e os artistas são forrobodó supérfluo”. Tá-se mesmo a ver que não faz a mínima ideia do que se tem feito pela Cultura na Cidade Invicta... ou então é parvo.

 

   Nuno Markl no Instagram

E assim, no século XXI, se faz uso demagógico da velha ideia de que a cultura e os artistas são forrobodó supérfluo, acirrando a opinião pública contra eles. De notar que tudo isto podia ser feito de outra maneira: começando por não tomar a equipa do [espetáculo] 'Deixem o Pimba em Paz' como um bando de agressores (eles não estão a fazer nada de ilegal, têm salvaguardadas todas as normas de segurança e estão a contribuir para reativar um setor onde há muita gente a passar mal há muito tempo) e abordando um eventual adiamento de uma maneira civilizada.



Publicado por Tovi às 07:43
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 20 de Junho de 2020
Mural de Vhils no Hospital de São João

hospital sao joaõ.jpg

Na parede exterior da entrada das visitas do Hospital de São João, no Porto, está o mais recente trabalho do artista Alexandre Farto, mais conhecido por Vhils. Nele estão retratados 10 profissionais de saúde daquele hospital, entre médicos, enfermeiros, auxiliares, pessoal da manutenção, alimentação, limpeza e equipa da direção, todos heróis do combate à pandemia.

 

 Não deixem os dados deste gráfico voltarem a subir
COVID-19 Caracterização clínica 20jun.jpg



Publicado por Tovi às 07:42
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 19 de Junho de 2020
Um São João muito especial... no Porto

Porto S João.jpg

 

   19h15 de hoje

São João Bruno Nogueira.png
O despacho hoje assinado por Rui Moreira, anexa uma informação da Proteção Civil e determina que:
a) Os estabelecimentos de bebidas, sem espaço de dança, que não disponham de CAE que permita a confeção de refeições, como sejam cafés, pastelarias e similares encerram a partir das 19h00 do dia 23 de junho e até às 8h00 do dia 24 de junho;
b) Com fundamento em relatório emitido pelo Serviço Municipal de Proteção Civil do Município do Porto, em anexo, o encerramento das salas de espetáculos e recintos similares, a partir das 19h00 do dia 23 de junho e até às 8h00 do dia 24 de junho;
c) Os estabelecimentos de restauração, que disponham de CAE que permita a confeção de refeições encerram a partir das 23h00 do dia 23 de Junho e até às 8h00 do dia 24 de junho.



Publicado por Tovi às 07:02
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 16 de Junho de 2020
Põe já a máscara!...

image (2).jpg

   Ontem, numa composição da Metro do Porto, um "caramelo" quase se borrava todo quando um funcionário lhe gritou: PÕE JÁ A MÁSCARA. Até pediu desculpa por três vezes.



Publicado por Tovi às 07:00
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 11 de Junho de 2020
É triste... mas tem que ser

sem nome (3).png

O presidente da Câmara do Porto juntou os conselheiros que fazem parte dos Conselhos Municipais de Segurança e Economia para debater o desconfinamento na cidade. Do debate saiu a ideia unânime de que não pode haver facilitismo quanto às festas de São João e que, além do cancelamento do programa oficial, também os arraiais particulares e os grandes ajuntamentos devem ser evitados. A reunião juntou as principais instituições da cidade no grande auditório Manoel de Oliveira, no Rivoli, na tarde de terça-feira, entre as quais se contavam as forças de segurança, como PSP, GNR e Polícia Municipal, mas também a proteção civil, os responsáveis pelos transportes, como Metro e STCP, e as autoridades de saúde, além dos diversos agentes económicos e representantes dos partidos. Assim, na noite de São João não haverá transportes, não haverá música nas ruas que estarão a funcionar normalmente, mas como fiscalização e policiamento reforçados. Rui Moreira lembrou contudo que o país não estará, em princípio, em estado de emergência e que não possui poderes para proibir que as pessoas se juntem em casa ou circulem nas ruas. O apelo é, pois, para que as sardinhas sejam comidas em família e que não se estrague, numa noite, o admirável exemplo de civismo que os portuenses têm dado ao país. "Hoje não estamos em estado de emergência e esperamos não estar no dia 23 de junho. Mas sendo assim não podemos impedir as pessoas de circular e não podemos tentar impor medidas que as pessoas não cumprem e que não podemos obrigá-las a cumprir", explicou.

  Sardinhas e festa na noite de São João no Porto só se for em casa e nunca aos "centos"

 

 

   Roubado por aí...
103723358_3282125291822260_4751459371579141158_n.j




Terça-feira, 9 de Junho de 2020
E anda um pai a criar um filho para isto

102916546_10217517894767121_4797848003104845719_n.
(Manifestação antirracismo do Porto - Assassinato de  George Floyd)

 

   CÓDIGO PENAL

SECÇÃO II - Dos crimes contra a paz pública
Artigo 297.º - Instigação pública a um crime
1 - Quem, em reunião pública, através de meio de comunicação social, por divulgação de escrito ou outro meio de reprodução técnica, provocar ou incitar à prática de um crime determinado é punido com pena de prisão até 3 anos ou com pena de multa, se pena mais grave lhe não couber por força de outra disposição legal.

 

   Participação ao Ministério Público

A Associação Sindical dos Profissionais de Polícia (ASPP/PSP) já apresentou uma queixa no Ministério Público contra manifestantes que exibiram no sábado mensagens que "promovem ou incentivam ao ódio" contra a polícia e “estão em curso as diligências para identificar os portadores dos cartazes com dizeres que poderão consubstanciar crimes".

 

   Comunicado da PSP

 O jovem que, durante a manifestação contra o racismo, no sábado, no Porto, exibiu um cartaz suspeito de incitar ao ódio contra polícias, foi identificado pela PSP, que vai apresentar queixa. "Após a visualização das imagens que circularam nas redes sociais e de outras diligências investigatórias entretanto encetadas pela PSP, já foi possível identificar um dos suspeitos, sendo expectável que outras identificações sejam entretanto apuradas", explica a PSP, em comunicado, precisando que os factos foram comunicado ao Ministério Público e que "a PSP exercerá o direito de queixa relativamente aos ilícitos criminais que dela necessitem".



Publicado por Tovi às 07:27
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 26 de Maio de 2020
TAP quer condenar o Porto a novo confinamento

#mno_CI_TAP_Maia_08.jpg

Foi conhecido esta semana o plano de voo da TAP para os próximos dois meses, sendo que a maioria dos voos que vão ser retomados partem de Lisboa (11 destinos em junho, 42 em julho), ficando a operação no Porto limitada às ligações para Paris, Luxemburgo e Madeira (Funchal), apenas em julho (com um total de sete frequências). Retomada a 18 de maio, com três voos por semana, em vez de 91, a ponte aérea entre Lisboa e Porto (operada a partir de Lisboa) será aumentada apenas em julho, com um aumento para 21 frequências semanais. A confirmarem-se estas informações, não há dúvida que tudo isto é um insulto ao Norte, região que tem o tecido empresarial que mais exporta e mais contribui para o desenvolvimento do país, parecendo até que a nossa companhia de bandeira “está a tentar impor um confinamento ao Porto e Norte (…) a TAP nunca perdeu o vínculo de ser uma empresa de caráter colonial e a sua estrutura nunca pensou de outra maneira”, como afirmou Rui Moreira na conferência de imprensa de hoje, onde estiveram presentes também o presidente da Entidade de Turismo do Porto e Norte, Luís Pedro Martins, os presidentes das Câmaras da Maia, António da Silva Tiago, de Viana de Castelo, José Maria Costa, e de Vila Real, Rui Santos.

  TAP quer condenar o Porto a novo confinamento

 


O Presidente da República afirmou esta terça-feira à agência Lusa que "acompanha a preocupação manifestada por vários partidos políticos e autarcas relativamente ao plano de retoma de rotas da TAP, em particular no que respeita ao Porto".


O secretário-geral adjunto do PS, José Luís Carneiro, desafiou hoje a TAP a corrigir o plano de rotas aéreas tornado público, considerando que a decisão da Comissão Executiva da transportadora aérea de reduzir voos e destinos “lesa o interesse nacional”. 

 

   19h00 de 27mai2020
100088864_2709707575802421_2665949632999194624_o.j



Publicado por Tovi às 16:56
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 21 de Maio de 2020
Devemos-lhes um grande OBRIGADO

Captura de Ecrã (228).png


Os proprietários de alojamentos locais e empreendimentos turísticos da cidade do Porto que cederam quartos a profissionais de saúde na linha da frente do combate à COVID-19 vão poder receber um apoio financeiro municipal, a título excecional, próximo dos 111 mil euros. Antes mesmo da declaração de pandemia pela OMS, "num ato de solidariedade e entreajuda, proprietários de alojamento local, hotéis e demais empreendimentos turísticos, disponibilizaram os seus alojamentos aos profissionais de saúde sem qualquer tipo de compensação", recorda a proposta assinada pelo vereador da Economia, Turismo e Comércio, Ricardo Valente.




Quarta-feira, 13 de Maio de 2020
Sessão Extraordinária da A.M.Porto

97145958_10217314564363988_1068453009861640192_o.j

Teve lugar ontem à tarde mais um sessão extraordinária da Assembleia Municipal do Porto, por videoconferência como nos obriga a pandemia.

Ordem de trabalhos:
Ponto 1 - Deliberação sobre a 1.ª Revisão Orçamental do ano 2020.
Ponto 2 - Deliberação sobre a Aquisição em direito de preferência dos imóveis sitos à Rua Justino Teixeira, nºs. 228 a 244 e Rua Monte da Estação, nºs. 79 / 85 / 97 e 101.
Ponto 3 - Deliberação sobre o Aumento de capital e alteração dos Estatutos da Empresa Municipal de Ambiente do Porto, E.M., S.A.

Todos estes pontos da O.T. foram discutidos, votados e aprovados por maioria.

 

   Assembleia aprova revisão orçamental

«…a saúde financeira atual do Município do Porto, numa posição privilegiada face a alguns congéneres, e que permite "suportar este impacto"…»



Publicado por Tovi às 07:52
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 12 de Maio de 2020
Preparando o “dia seguinte”

#mno_visita_RM_PM_comercio_04.jpg

A pandemia COVID-19 ainda não nos largou, mas já há sinais de um abrandamento, quer no número de contagiados quer de mortes… e temos que começar desde já a trabalhar para o “dia seguinte”, que é exatamente o que o executivo camarário do Porto está a fazer: Criação de um Fundo Municipal de apoio ao investimento e ao desenvolvimento económico, dirigido a startups, microempresas e PME's da cidade; Concessão de benefícios fiscais e isenção do pagamento de taxas municipais a comerciantes e outros agentes económicos; Linha de apoio de emergência às associações da cidade; Implementação pelas empresas municipais Domus Social, SRU, Porto Vivo ou Águas do Porto, de minoração dos efeitos negativos derivados da obrigação de suspensão e encerramento da atividade comercial e das restrições impostas à liberdade de circulação de pessoas e bens.

 

   Dados atualizados ao dia de hoje
mundo 12mai.jpg



Publicado por Tovi às 07:50
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 10 de Maio de 2020
Neste Porto que arregaça as mangas

#mno_visita_RM_PM_comercio_12.jpg

"Ao longo da sua história, as gentes do Porto nunca viraram a cara a luta e sempre ultrapassaram, estoicamente, as mais duras adversidades. Num período em que mais uma vez somos postos à prova, o regresso à nova normalidade faz-se com serenidade, segurança e prudência. Do Mercado Temporário do Bolhão ao comércio de rua da baixa portuense, Rui Moreira viu que há um sorriso rasgado por detrás de cada máscara, que os olhares não deixam mentir, e uma vontade imensa de servir a cidade com a força do trabalho. A amistosa receção dos comerciantes do Bolhão está, por enquanto, substituída por "coteveladas" como forma de cumprimento." (in  "o portal de notícias do Porto.")

 

  COVID-19 - Situação em Portugal e Região Norte

27581 casos confirmados (15952 na Região Norte)
1135 mortos (648 na Região Norte)
norte 10mai.jpg



Publicado por Tovi às 09:53
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 1 de Maio de 2020
Em tempos de COVID-19... assim se higieniza o Porto

pa.jpg

Caro Filipe Araújo, digníssimo Vice-presidente da Câmara Municipal do Porto… queira fazer o favor de transmitir a todo o pessoal da Porto Ambiente o nosso MUITO OBRIGADO.

  Visão, 1mai2020 - Como se desinfeta uma cidade como o Porto em tempos de pandemia em 19 imagens



Publicado por Tovi às 11:55
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 27 de Abril de 2020
Combater o COVID-19 e os seus danos colaterais

O relatório de situação da COVID-19 apresentado diariamente pela Direção Geral de Saúde disse-nos ontem (26abr2020) que no Norte temos 14386 casos confirmados (60,3% do total nacional) e 519 mortes (57,5% do total nacional), continuando a ser a região nortenha a mais sacrificada em Portugal. Já foram ditas algumas barbaridades sobre as razões demográficas e sociológicas destes números, sugerindo alguns “comentadores” níveis de educação dos Nortenhos abaixo da média nacional – não esquecemos uma frase infeliz apresentada no ecrã de uma emissão da TVI – mas a verdade é que no Norte, nomeadamente na cidade do Porto, muito se fez para combater este flagelo. Vejamos o que de mais importante se fez na Cidade Invicta neste combate, com especial incidência nas ações de minimização dos danos colaterais:

image.jpg

a) Isenção, pela empresa municipal Porto Vivo – SRU, do valor total das rendas devidas pelos seus arrendatários comerciais, bem como de espaços destinados a serviços, a título de apoio por perdas derivadas da obrigação de suspensão e encerramento da atividade comercial e das restrições impostas à liberdade de circulação de pessoas e bens, ficando a mesma em vigor por um período alargado, até 30 de junho de 2020.

b) No Queimódromo, a Unilabs, com o apoio da autarquia e da ARS Norte, está a testar perto de 6 mil pessoas, num sistema que foi melhorado, permitindo que os carros, que até ali ficavam em fila na Estrada da Circunvalação, passassem para o interior do parque onde podem aguardar em maior segurança.

c) «Hospital de Campanha Porto.», instalado pela Câmara do Porto no SuperBock Arena - Pavilhão Rosa Mota, com o apoio de diversas entidades e empresas, com capacidade para receber até 320 doentes, servindo sobretudo para aliviar os dois hospitais da cidade no combate à doença COVID-19, que assim se podem dedicar a casos menos leves e mais graves.

d) Criação de uma Linha de Apoio de Emergência às Associações do Porto, no valor de 150.000 euros, que permitirá, de imediato, ajudar as associações a ultrapassar dificuldades de tesouraria que as atingem.

e) Aceitação da doação dos 30 ventiladores para tratamento de doentes com COVID-19, entregues à Câmara do Porto pela Fundação Jack Ma. Os dois centros hospitalares da cidade já têm na sua posse, cada um, 15 equipamentos, oferecidos pelo magnata chinês, que a Forbes identifica como um dos homens de negócios mais importantes do mundo.

f) Rastreio, por iniciativa da Câmara do Porto e com o apoio dos hospitais e centros de saúde e de uma fundação privada que ofereceu à autarquia os kits de teste, de todos os lares de idosos, de pessoas com deficiência e centros de acolhimento de cidadãos sem-abrigo da cidade do Porto (oficiais, informais, legais ou ilegais), incluindo todos os utentes e todos os funcionários destas estruturas.

g) O Município do Porto lançou um microsite – covid19.porto.pt - sobre a COVID-19, que reúne as medidas de âmbito municipal e nacional adotadas no combate à pandemia, e onde também é partilhada informação útil para cidadãos e empresas, de natureza diversa.

h) Num contexto de combate à COVID-19 e dada a "disponibilidade contínua de ambas as associações para ações complementares de prestação de socorro", o Executivo de Rui Moreira vai atribuir 40 mil euros a cada uma das corporações de bombeiros voluntários da cidade - Real Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Porto e Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários Portuenses.

i) Contratos interadministrativos (190 mil euros), suportados pela autarquia do Porto, visando custear atividades extras das escolas que agora se encontram suspensas, permitindo usar verbas para aquisição de material informático e Internet para alunos que estejam impedidos, por falta de dispositivos, de aceder ao ensino à distância.

j) Porto Solidário - Criado em 2014 (programa proposto por Rui Moreira na campanha eleitoral em 2013) e que concedia ajuda a 2.336 famílias, através da concessão de um apoio mensal à renda ou à prestação bancária, durante 12 meses, vai agora estender o apoio para dois anos, por proposta do vereador Fernando Paulo, investimento num total de cerca de 5,9 milhões de euros, essencial para garantir o direito à habitação às famílias mais carenciadas.



Publicado por Tovi às 02:10
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Julho 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Posts recentes

Prestação de contas do an...

São João do Porto

Nuno Markl em guerra com ...

Mural de Vhils no Hospita...

Um São João muito especia...

Põe já a máscara!...

É triste... mas tem que s...

E anda um pai a criar um ...

TAP quer condenar o Porto...

Devemos-lhes um grande OB...

Sessão Extraordinária da ...

Preparando o “dia seguint...

Neste Porto que arregaça ...

Em tempos de COVID-19... ...

Combater o COVID-19 e os ...

Licenciamentos da Arcada ...

Assembleia Municipal do P...

Hospital de Campanha... n...

Análise à forma como o No...

Hospital de Missão no Por...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus